Ferramentaria americana R&D/Leverage faz parceria com a Btomec, de Joinville

16/07/2018

Em um esforço para expandir seu negócio de moldes de injeção-sopro ISBM / IBM (Injection Stretch Blow Mold / Injection Blow Mold) para a América Latina, a R & D / Leverage, um fabricante americano de moldes e fornecedor de soluções em embalagem com mais de 43 anos de experiência, se alinhou com a BTOMEC no Brasil, segundo anúncio divulgado pela empresa em 10/07. Esta parceria ocorre em sequência ao recente anúncio da aliança com a Artis Matriz para apoiar as necessidades e demandas de seus moldes de pré-formas na América do Sul.

A BTOMEC Ferramentaria e Usinagem de Precisão, com sede em Joinville (SC), é especializada na fabricação de moldes para tampas e sistemas de fechamento, componentes duplos e triplos, dispositivos médicos, cuidados bucais, paredes finas e transmissão ótica e atua há mais de 33 anos no mercado brasileiro.

A nova parceria desenvolvida com a BTOMEC permite que os moldes ISBM / IBM da R&D / Leverage sejam vendidos e tenham suporte local na América do Sul. Na maioria dos casos, os moldes ISBM / IBM da R&D / Leverage serão montados no Brasil nas instalações da BTOMEC, com o apoio das equipes técnica e de engenharia da R&D / Leverage. Os clientes da América do Sul terão acesso total à equipe de design e desenvolvimento de ferramentas da R&D / Leverage nos EUA.

Michael Warkentien, Diretor de Negócios da R & D Leverage na América Latina explica: “Depois de trabalhar no Brasil por vários anos na indústria de plásticos, estou empolgado em trazer moldes de estágio único da R&D / Leverage para essa região. Meu primeiro objetivo era identificar uma empresa com a qual pudéssemos colaborar e que tivesse os procedimentos adequados, qualidade e processos repetíveis para garantir nosso sucesso. Através de pesquisas extensivas das principais ferramentarias no Brasil, fiquei feliz em identificar a BTOMEC ”.

Wiland Tiergarten, Diretor e CEO da BTOMEc concorda: “Esta parceria com A R&D / Leverage nos deixa muito empolgados e toda a equipe BTOMEC está motivada para interagir e trocar conhecimentos com este fabricante líder de moldes ISBM. Com nossa parceria, o mercado de moldes na América do Sul sobe para um novo patamar, uma situação ganha-ganha para nossos clientes que irão desfrutar do know-how e da qualidade dos produtos e processos das duas empresas”.

A R&D/ Leverage tem sede no Missouri, nos EUA, e atende às indústrias de alimentos e bebidas e fornece soluções para casa, higiene pessoal e saúde. A R&D/Leverage oferece tanto soluções de embalagem como capacidade de fabricação de moldes. Os recursos para soluções de embalagem são o desenvolvimento, validação e implementação de conceitos. Na área de moldes, as potencialidades da empresa incluem a fabricação de moldes para PET, ferramentas IBM, moldes de injeção, bem como desenvolvimento de moldes, teste, validação e treinamento.

A R & D / Leverage Europe é um dos principais fornecedores mundiais de ferramentas de molde de sopro de estágio único, incluindo avaliação de produtos, projeto de ferramentas, manufatura e assistência técnica. A empresa também dispõe de máquinas de moldagem por sopro-injeção, nas quais a empresa oferece fabricação de pilotos, testes de materiais e cores e qualificação de ferramentas de produção.

Fonte: R&D Leverage

Curta nossa página no

Anúncios

CINTEC reúne especialistas para destacar inovações, tecnologias e tendências para a manufatura avançada

15/07/2018

O CEO da Tigre, Otto Von Sothen, é o palestrante convidado para a abertura do CINTEC 2018 Plásticos, que acontece dia 14 de agosto, às 19 horas, simultâneo a Interplast 2018. O executivo detalhará os “Desafios e oportunidades do mercado brasileiro e mundial”. O evento desse ano está voltado para inovações, tecnologias e tendências para a manufatura avançada. O evento é organizado pela Unisociesc e acontece simultâneo a feira.

O primeiro dia de palestras técnicas (14/08) é voltado para o macrotema “Novas tecnologias e inovação industrial”. Às 16h, Paulo Roberto dos Santos, da Zorfatec, apresentará “Indústria 4.0: a revolução na cultura organizacional pela inovação”. Às 16h, Camilla Dojicsar, da BASF, abordará o assunto “Trilhando a implantação de um ambiente digital de produção”. Às 17h20, o macrotema do dia será abordado por Kirk Douglas de Souza Bardini, da WEG. A programação encerra com debate.

O segundo dia (15/08) está voltado para o macrotema “Eficiência Industrial”. Às 16h, Udo Löhken, da Engel do Brasil, apresentará “Inject 4.0: novas ferramentas para atender a indústria 4.0”. Às 16h45, Jeziel de Oliveira, da Arburg, fará palestra sobre “Sistemas de gerenciamento de produção”. Às 17h30, Marcos Cardenal, da Wittmann Group, apresentará mais uma visão sobre “Sistemas de gerenciamento de produção”. Ás 18h15, Paulo Garrido, da Romi, falará sobre “Competitividade com novas tecnologias em máquinas injetoras”.

O terceiro dia (16/08) será voltado para “Manufatura Avançada”. Às 16h, Alessandra Neves, da Polyone Corporation, abrirá as apresentações sobre “Tendências de consumo no mercado de embalagens: conhecendo o consumidor e suas exigências em inovação”. Às 16h45, Alexandre Luz, da Braskem, fará palestra com o tema “Imprimindo o futuro”. Às 17h30, Carlos Ermel, da Celanese, falará sobre “Elastômeros termoplásticos para o processo de bi-injeção”. Às 18h15, Fernando Ribeiro, da Solvay, encerrará o congresso com o tema “Sinterline: solução pioneira em poliamida para a impressão 3D de protótipos”.

Serviço:
Interplast – Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico
EuroMold – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos
Data: de 14 a 17 agosto de 2018
Horário: 14h às 21h
Local: Expoville – Joinville/SC – Brasil
Organização: Messe Brasil
Credenciamento de visitantes: www.interplast.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Interplast

Curta nossa página no

Piovan destaca modernos dosadores gravimétricos e a nova linha de chillers compactos da Aquatech

13/07/2018

O destaque no estande da Piovan na Interplast será a solução de dosagem e mistura Quantum, a nova geração de dosadores gravimétricos por batch de alta precisão. De acordo com a Piovan, o Quantum é uma linha compacta, flexível e fabricada em aço inox, tendo sido patenteado pela empresa. A solução diferencia-se pela homogeneidade, troca rápida de material e simplificação das operações de limpeza, afirma a empresa, destacando que o Quantum é imune a vibrações e foi fabricado para suportar as possíveis vibrações provenientes das máquinas transformadoras, garantindo precisão da mistura, mesmo sob condições extremas. Com capacidade de produção de 70 a 800 kg/h, o Quantum oferece a mais recente tecnologia, eficiência energética e operacional em dosagem e mistura, garante o fabricante.

Outro destaque no campo da refrigeração industrial é a Slim, a nova geração de chillers da Aquatech, que, segundo a Piovan, combina capacidade de refrigeração, tamanhos reduzidos e elevada eficiência energética. Condensados a ar ou água e capacidade de refrigeração até 85.000 kcal/h, a linha Slim possui dois circuitos frigoríficos independentes, condensadores micro canal e bombas de alto rendimento. De acordo com o fabricante, a construção robusta, 100% em aço galvanizado, permite instalação em ambiente externo e atende a todos os requisitos de aplicação industrial.

Além dessas linhas em destaque, outras soluções e sistemas para manuseio, transporte e desumidificação de materiais também serão expostos. A linha completa de produtos abrange soluções para alimentação e transporte, secagem e desumidificação, dosagem e mistura, granulação, controle de temperatura, refrigeração de processos industriais, softwares de supervisão para controle da planta e instrumentação de análise. As soluções são aplicáveis a diferentes indústrias como preformas e garrafas PET, embalagens rígidas, peças automotivas, peças técnicas, soluções médicas, termoformagem e chapas técnicas, filmes flexíveis, tubos, perfis e cabos, fibras e cintas, reciclagem e compostos.

O Grupo Piovan atua no mercado plástico desde 1964, e se estabeleceu no Brasil em 1982. Ao longo os anos especializou-se em tecnologia para equipamentos auxiliares para os mais diversos processos de transformação de polímeros. No campo da refrigeração industrial, a Aquatech é a empresa do grupo especializada em soluções e sistemas industriais de arrefecimento para a indústria do plástico, alimentos e bebidas. Oferece equipamentos como chillers, dry coolers, termochillers, soluções integradas, grupos de bombeamento, além de acessórios e softwares. Nos últimos anos, a empresa tornou-se uma organização multinacional com sete fábricas na Itália, Brasil, Estados Unidos, Alemanha e China, 26 filiais e representantes em mais de 70 países.

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Na Interplast 2018, Arburg expõe tecnologia com foco em produtividade e repetibilidade

13/07/2018

A Arburg (www.arburg.com.br), uma das fabricantes líderes mundiais de injetoras para processamento de plástico, destaca na Interplast tecnologias com foco em produtividade e repetibilidade. A empresa conta com máquinas para produção em alta escala e também peças individuais. A carteira de produtos modulares com máquinas injetoras Allrounder, sistemas turn key e Freeformer para a fabricação de manufatura aditiva, apresenta soluções de produção eficiente adaptada a cada requisito. Na Interplast, a empresa irá destacar uma máquina de 400 toneladas com uma aplicação em PVC, consolidando assim, a presença da Arburg no mercado de injeção desse segmento.

Os serviços oferecidos pela Arburg são padronizados em qualquer país para atendimento pré e pós-venda. A matriz na Alemanha mantém relação estreita com as filiais internacionais e parceiros comerciais para que a tecnologia e prestação de serviços chegue de forma objetiva aos cliente. Os especialistas oferecem suporte em vários campos, desde o assessoramento detalhado em tecnologia até o atendimento ao cliente no local.

Entre os equipamentos oferecidos pela Arburg destacam-se as soluções modulares com máquinas injetoras, elétricas, hidráulicas e híbridas com forças de fechamento de 125 até 6.500 kN. Através do Freeformer, a empresa oferece flexibilidade aos seus clientes para a fabricação via manufatura aditiva utilizando pellets standard disponíveis no mercado. Sistemas universais robóticos e robôs multieixos integrados no comando da máquina e otimização da produção com diferentes ferramentas de software são também disponibilizados pelo fabricante alemão.

A Arburg participa das mais importantes feiras mundiais para apresentar aos clientes os avanços e mais recentes inovações em tecnologia de moldagem por injeção. Os destaques mais recentes nos eventos são os lançamentos e tópicos relacionados à indústria 4.0, a digitalização e as inúmeras aplicações relacionadas a moldagem por injeção e fabricação de manufatura aditiva.

Fonte: Interplast

Curta nossa página no

Karina lança compostos para diferentes aplicações durante a Interplast 2018

13/07/2018

A Interplast será palco de lançamento de produtos da Karina para atender a diferentes aplicações. A empresa lançará o Karinprene®TR, um elastômero termoplástico produzido com base de copolímeros em blocos de SBS, destinado ao segmento de calçados. Além disso, o Karinprene®TPE, elastômero termoplástico de materiais de engenharia para peças injetadas e extrusadas, também será lançado durante a feira. Por último, será apresentado o Karintox®Eco, um composto de polietileno “ECO” (Fonte Renovável), fabricado com polietilenos de origem renovável, derivado da cana de açúcar.

A Karina é especialista na produção de compostos termoplásticos e atua no segmento há mais de 38 anos. Segundo a empresa, seus produtos e infraestrutura estão em conformidade com normas e legislações nacionais e internacionais que regem a produção de Compostos de PVC, Especialidades Poliolefínicas, Borracha Termoplástica e Masterbatch.

A linha de produtos abrange Compostos de PVC, Especialidades Poliolefínicas, Masterbatch, Karintox® (LSZH), Karinpex® (HEPR), Karinpex® (XLPE), Roto – K® (Rotomoldagem), Karinprene® TR e Karinprene®TPE.

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Nutpods fecha parceria com SIG para lançar primeira Signature Pack na América do Norte

13/07/2018

A nutpods lançará sua edição sazonal de creme Pumpkin Spice na primeira embalagem cartonada asséptica da América do Norte feita com polímeros de materiais renováveis de origem vegetal da SIG

A Signature Pack está alinhada à estratégia de sustentabilidade da SIG, “Way Beyond Good”, de oferecer para os consumidores soluções sustentáveis em embalagens para alimentos.

A nutpods, pioneira no mercado de cremes para café, criou uma deliciosa alternativa ao creme lácteo, que é natural e sem aditivos. A empresa começou 2018 com mudanças e novos clientes. Em setembro, em parceria com a SIG, a nutpods lançará a edição sazonal do creme Pumpkin Spice na primeira embalagem cartonada asséptica da América do Norte feita com polímeros renováveis de origem vegetal: a Signature Pack da SIG.

Solução de origem vegetal

Como uma inovadora na sua categoria, a nutpods tornou-se uma das marcas com crescimento mais rápido no país. Ao escolher a inovadora solução da SIG, a Signature Pack, a nutpods confirma seu compromisso com a sustentabilidade.

“Estamos muito animados em estender nossa estória de produtos de origem vegetal para uma embalagem de origem vegetal. Um dos cinco valores da empresa é reduzir o impacto ambiental o máximo possível, ” diz a fundadora e CEO da nutpods, Madeline Haydon. “Nossos clientes dependem de nós para receber não apenas produtos de alta qualidade com excelente sabor, mas também para capitanear as melhorias ambientais em nossa categoria e a Signature Pack é uma das formas de mantermos esta liderança. ”

Embalagem sustentável

As embalagens Signature Pack são feitas principalmente de papelão e polímeros de origem vegetal, por balanço de massa. Isto significa que para os polímeros usados na Signature Pack, uma quantidade equivalente de estoque de bio materiais entra na produção dos mesmos. Segundo a empresa, para garantir a integridade do processo, o balanço de massa é certificado por terceiros internacionalmente reconhecidos. Os polímeros da embalagem Signature Pack estão ligados a materiais de origem vegetal de fontes europeias e usam sistemas de certificação reconhecidos e auditados para garantir sua rastreabilidade.

O selo Signature Pack estará nas embalagens do creme sazonal da nutpods junto com o selo FSC™ que confirma que a madeira usada na produção da celulose do cartão vem de florestas com manejo sustentável.

Segundo Yasmin Siddiqi, Head de Marketing da SIG América do Norte, “Encontramos na nutpods um parceiro que compartilha a mesma visão de criação de um futuro mais sustentável. A Signature Pack é uma das mais recentes inovações da SIG dentro da estratégia “Way Beyond Good”. A SIG tem o compromisso de oferecer para os clientes soluções em embalagens para alimentos mais sustentáveis e contribuir mais para a sociedade e para o meio ambiente do que recebe deles. ” Para a VP de Operações da nutpods, Tara Foster, “Continuamente buscamos novas formas de alavancar nosso negócio, reduzindo o impacto ambiental e achamos na SIG um grande parceiro. Seu produto nos permite manter o compromisso com a qualidade e consumir menos recursos fósseis. É um jogo “ganha-ganha”.

A nutpods é a primeira marca de alimentos da Green Grass Foods Inc., uma fabricante independente de alimentos naturais, sediada em Seattle, Washington, e dedicada à produção de produtos não lácteos com ingredientes de origem vegetal. Lançada em 2015, a nutpods rapidamente encontrou consumidores fieis no programa Whole30®, nos paleos (dieta das cavernas), ketos (low carb), veganos e vegetarianos que querem cremes para o café e para o chá de alta qualidade e ingredientes versáteis para receitas doces. Os produtos nutpods são vendidos no varejo em todo o país, bem como pela Amazon, Thrive Market e outros e-commerces.

A SIG é líder no fornecimento de sistemas e soluções para embalagem asséptica. A empresa trabalha em parceria com seus clientes para garantir alimentos seguros e sustentáveis. Fundada em 1853, a SIG está sediada em Neuhausen, Suíça. Possui 5.000 colaboradores em todo o mundo atendendo clientes em 65 países. Em 2017, a SIG produziu 33,6 bilhões de embalagens cartonadas e faturou €1,66 bilhão.

Fonte: Assessoria de Imprensa – SIG

Curta nossa página no

Cromex participa da Interplast pela oitava vez para expor suas soluções em masterbatch

12/07/2018

A Cromex, empresa do setor de masterbatches de cores e aditivos para plásticos ,irá expor sua linha completa de produtos e serviços na Interplast 2018, feira que será realizada entre os dias 14 e 17 de agosto, em Joinville – SC.

Durante o evento, a empresa apresentará os dois últimos lançamentos em aditivos. O primeiro é um aditivo inibidor de corrosão (VCI), utilizado na fabricação de filmes plásticos para embalagens, que, segundo a Cromex, protege os materiais metálicos produzidos pelas indústrias automotiva, metalúrgica, siderúrgica, eletroeletrônica e mecânica  contra a ação da umidade ambiente. O segundo produto é um aditivo antimicrobiano que confere aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias e impede sua proliferação) e pode ser usado em vários polímeros, como Polietileno (PE), Polipropileno (PP), Poliestireno (PS), AcrylonitrileButadieneStyrene (ABS) e Poli Tereftalato de Etila (PET), em todos os processos de transformação, garante a empresa.

A Cromex é especialista no desenvolvimento e na produção de concentrados de cores standard e de efeitos especiais (perolados, metalizados, policromáticos e fluorescentes) e possui uma linha de produtos capazes de atender a necessidades de diversas aplicações e segmentos (automotivo, cosmético, higiene pessoal e beleza, brinquedos, mono e multifilamentos, agricultura, fios e cabos, rotomoldagem), entre outros.

Segundo a Cromex, o seu portfólio de masterbatches para PET (granulometria cilíndrica ou micropellets) possui uma ampla variedade de opções de cores, incentivando a liberdade de design dos transformadores plásticos na produção de embalagens para atrair o consumidor final. Segundo a empresa, são fabricados com desempenho aprovado pela FDA e ANVISA e graus compatíveis de pigmentos e corantes isentos de metais pesados que ajudam a proteger o meio ambiente.

Think Green, liveallcolors – Preocupada em promover práticas ambientalmente responsáveis, a Cromex foi uma das empresas pioneiras em masterbatches de cores e aditivos totalmente isento de metais pesados.

O masterbatch isento de metais pesados evita o risco de contaminação cruzada e não possui substâncias consideradas perigosas, prevenindo com isso a contaminação do solo ou água com metais pesados no momento do descarte de embalagens ou produtos plásticos, afirma a Cromex.

Os benefícios de não se usar metais pesados também diz respeito diretamente aos colaboradores da empresa, proporcionando-lhes mais segurança no ambiente de trabalho, já vez que há a redução de risco de contaminação do organismo durante a manipulação dos concentrados, inclusive ocasionando a redução de exames toxicológicos.

Segundo Cesar Ortega, Diretor de Vendas da Cromex, a empresa tem investido em tecnologia, P&D e na qualificação de pessoas para ampliar e melhorar sua gama de soluções e para prestar melhores serviços, além de produzir e entregar melhores produtos a seus clientes. “Consideramos a região Sul um importante polo de desenvolvimento de tecnologias e um mercado estratégico. Com uma equipe de vendedores, distribuidores e assistência técnica regionais, o foco da companhia é estreitar o relacionamento com clientes e parceiros locais, assim como conquistar novas oportunidades. Somos certificados pela ISO 9001, 14001 e OHSAS 18001 e nossos produtos obedecem as mais rigorosas normativas internacionais como REACH, FDA entre outras.”

Serviço: Cromex na INTERPLAST 2018
Pavilhões da Expoville – Joinville – SC
Localização do estande: Rua B, Stand 440

Fonte: Assessoria de Imprensa – Cromex

Curta nossa página no

PETtalk, conferência do setor de embalagens de PET, acontecerá durante a Interplast 2018 em Joinville

12/07/2018

Mais uma vez a cadeia produtiva das embalagens de PET se reunirá para o maior encontro do setor: o PETtalk. Com o apoio da Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico – o evento acontecerá nos dias 15 e 16 de agosto, em Joinville, Santa Catarina, reunindo os principais executivos e profissionais do setor.

O PETtalk é uma conferência que reúne a cadeia produtiva das Embalagens de PET, seus clientes e parceiros – além dos interessados em conhecer mais sobre o setor. Atrai quem está diretamente ligado à produção ou reciclagem das embalagens de PET, mas a amplitude de informações é relevante também para os Brand Owners que utilizam as embalagens, fornecedores de insumos e equipamentos e todos os interessados e envolvidos, direta ou indiretamente, com o setor do PET.

O encontro entre os profissionais é um dos pontos altos do evento. Na edição anterior, mais de 75% da assistência foi formada por diretores e gerentes. Os profissionais têm a oportunidade de trocar cartões, rever amigos e antigos parceiros de trabalho, renovar contatos, debater sobre as oportunidades.

A programação do PETtalk 2018 vai apresentar novidades tecnológicas, tendências e a evolução do mercado, casos de sucesso e novas aplicações do PET para embalagens. A reciclagem do material, novos usos para o reciclado e as legislações que atingem o setor, como a Política Nacional de Resíduos Sólidos, ou as novas exigências para obtenção de licença de funcionamento, por exemplo, também estão entre os temas tratados.

Inscrições podem ser feitas pelo site http://www.pettalk.org.br, onde também serão publicadas e atualizadas periodicamente as informações sobre o PETtalk 2018, programações e investimentos. O PETtalk é organizado e realizado pela Abipet – Associação Brasileira da Indústria do PET. A entidade, fundada em 1995, tem como associados os Fabricantes da resina PET, os Fabricantes de Preformas e Embalagens de PET, Recicladores do material e as principais empresas de Tecnologia do setor.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Interplast

Curta nossa página no

Indac promove uso do acrílico durante a feira SIGN 2018

12/07/2018

Peças produzidas em acrílico durante o evento poderão ser adquiridas a preços especiais. Versátil, além de bonito, o acrílico tem espaço garantido no mercado de comunicação visual

Totens, ilhas, painéis, fachadas, objetos de decoração, o acrílico ajuda a dar vida às ideias que nascem nas agências de publicidade e, no ponto de venda, conquistam o cliente

O INDAC – O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico – sabe que uma campanha publicitária ou uma marca de sucesso valem muito. Por isso, o Instituto pede que publicitários e designers de agências de todo o país sejam cautelosos e críticos ao escolherem os materiais com os quais trabalham e aos quais atrelam a marca de seus clientes. Para falar sobre isso e sobre a capacidade do acrílico em atender diferentes demandas do setor de comunicação visual, o Instituto estará presente na Serigrafia SIGN FutureTEXTIL 2018, que acontece de 25 a 28 de julho, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Na feira, o INDAC irá atender ao público no estande da Castcril, maior produtor de chapas acrílicas coloridas da América Latina e empresa patrocinadora da entidade. “A Sign é uma das feiras mais importantes do ano e nós não poderíamos ficar de fora. São vários segmentos no mesmo local, o que faz com que as empresas vejam novidades em seus setores e também nos demais. Toda esta ‘mistura’ é um prato cheio para criação de novos produtos, com materiais diferentes. E isso representa muito, principalmente por estarmos vindo de um cenário adverso na economia, quando as empresas precisam oferecer melhorias de produtos e soluções mais completas aos seus clientes”, afirma William Gomes Oliveira, gerente financeiro da Castcril.

Assim, para demonstrar os benefícios do acrílico, o estande da empresa abrigará uma transformadora, oonde o visitante da feira poderá conferir, em tempo real, a manufatura de cinco peças distintas em acrílico desenvolvidas pelo arquiteto e fundador da Acrilaria, Carlos Rizzo Jr. Os que tiverem interesse poderão comprar os produtos a preços especiais. “Quem nos visitar na Sign verá o quanto se pode criar com o acrílico. Teremos cadeiras, mesas, fechamentos de paredes e uma série de itens de comunicação visual expostos, tudo feito com o material. Afinal, o acrílico é incrível para se trabalhar – pode ser cortado, vincado, dobrado, colado e misturado a outros materiais – e tanto faz se será utilizado na movelaria, na comunicação visual ou na indústria de remédios, ele sempre supera as expectativas. Seus altos índices de transparência e resistência a impactos, além da leveza e da enorme variedade disponível de cores e espessuras, fazem dele uma opção indispensável qualquer projeto contemporâneo”, ressalta Rizzo.

Para que o estande se tornasse essa pequena transformadora, o trabalho conjunto de alguns associados ao INDAC foi fundamental. Participam da ação, além da Castcril, que deve ceder o espaço e as chapas que serão utilizadas durante o evento, e da Acrilaria, que assina as peças manufaturadas, a Oswaldo Cruz, como patrocinadora da ação. “Estamos juntos com a Castcril para mostrar o tamanho da nossa capacidade de atendimento neste mercado e tamém que continuaremos a investir em serviços que ajudem a qualquer cliente interessado no crescimento e sucesso do mercado de acrílicos. Acreditamos na união dos elos da cadeia para fortalecer a indústria nacional”, afirma Marcelo Thieme, diretor de novos negócios da Oswaldo Cruz e presidente do INDAC.

Também parceira da ação, a Automatisa Laser Solutions, primeira empresa na América Latina a fabricar máquinas de corte e gravação a laser, leva para a feira a Dua Startup, que traz consigo o conceito de empreendedorismo necessário a este novo mercado. A máquina, que custa em torno de R$ 55 mil, tem 1,20m x 0,90m de área de trabalho e pode ser equipada com um ou dois cabeçotes de corte com potência nominais de 100, 130 ou 150W. “Com essa solução, grande parte dos materiais pode ser cortada e gravada e, embora essa seja uma máquina com o conceito “start”, pode produzir peças com mesmos níveis de qualidade que um equipamento industrial”, explica Joana de Jesus, CEO da empresa.

Outra máquina que os visitantes poderão ver no estande é a Dobracril 1000. Trata-se de uma das dobradeiras para acrílico, lançamento da Digisolda, que compõe linha com cinco máquinas que oferecem áreas de dobras de 600 a 1500 mm para chapas de até 08 mm de espessura. Segundo Marco Santos, diretor da empresa, o equipamento é bastante resistente, tem preço acessível e, além disso, é muito prático: “A facilidade no manuseio de nossas dobradeiras vem de um mecanismo interno de ajuste da altura da resistência que possibilita o posicionamento de altura do filamento com um único toque, de forma simples e uniforme e sem precisar de qualquer outra ferramenta. Assim o operador consegue elevar ou baixar a resistência da máquina usando apenas uma das mãos”, explica.

Mercado

Cerca de 60% do uso das chapas acrílicas no Brasil tem destino certo: O mercado de comunicação visual, no qual se enquadram letreiros e outros luminosos, sinalizadores, displays e PDV’s (displays de ponto de venda). Assim, esse segmento acaba por ser, de longe, o maior consumidor desse plástico no país, seguido pelo setor de móveis e de iluminação, responsáveis por cerca de 10% cada da utilização desse insumo.

Fórum

Além de marcar presença no estande, o INDAC ainda participará do Fórum Serigrafia SIGN FutureTEXTIL 2018, no dia 27 de junho, às 16h50, onde deve falar mais sobre o uso do acrílico e do ACM na comunicação visual.

Acrílico em Ação

Outra mensagem reforçada pelo Instituto durante A SIGN deve ser a do Acrílico em Ação – programa inteiramente gratuito e por meio do qual, designers, arquitetos ou mesmo consumidores comuns conseguem apoio técnico e informações para viabilizar seu projeto em acrílico.

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico é uma organização criada há 18 anos por empresários do setor com objetivo de promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados. A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 45 filiados em todo o país.

Fonte:  Assessoria de Imprensa – INDAC

Curta nossa página no

Empresa argentina escolhe copoliéster da Eastman para fabricação de canecas de cerveja

12/07/2018

A Floignplast, empresa argentina especializada em injeção de termoplásticos, incorporou o copoliéster Tritan™, da Eastman, em sua nova linha premium de canecas de cerveja. Segundo a empresa, a resistência ao impacto e a estética duradoura tornam o produto ideal para bares, hotéis e restaurantes.

“O Tritan é uma resina criada para proporcionar uma vida útil mais longa que os materiais usados ​​tradicionalmente”, afirma Rogério Dias, Gerente Regional de Vendas para a América Latina na área de Specialty Plastics, da Eastman. “A resistência e a durabilidade ajudam a manter a transparência e o brilho no produto, que é o que os clientes preferem”.

“Nossa missão na Floignplast é oferecer produtos de alta qualidade, focados em inovação de processos e em melhorias de materiais para o mercado argentino”, comenta Enrique Casañas, diretor da empresa. “Escolhemos o Tritan porque ele está sendo usado com sucesso em muitos países para recipientes de alimentos e bebidas. Sabemos que o material livre de BPA será um diferencial dos nossos produtos no segmento de copos e taças na Argentina”.

Segundo a Floignplast, os principais benefícios do uso do material em seus copos de cerveja são resistência ao impacto e ao choque térmico, manuseio leve e seguro, segurança na lava-louças e conservação de temperatura.

As canecas feitas com Tritan não racham ou quebram como as de vidro, afirma a Eastman. Isso reduz os custos de substituição e os riscos na segurança. O copoliéster Tritan pesa menos que o vidro, o que facilita o manuseio da caneca – e elimina possibilidade de quebra para usuários e funcionários. As canecas podem ser mantidas a uma temperatura de -30 °C e depois usadas com líquidos quentes ou frios, sem racharem ou ficarem embaçadas. O Tritan resiste aos efeitos da combinação de calor, umidade e detergentes, garante a Eastman. Assim, as canecas podem passar por centenas de ciclos de lava-louças comerciais e se manter quentes ou frias por mais tempo que as feitas com vidro, afirma a empresa.

A Floignplast está atualmente concentrada no mercado de bares, hotéis, restaurantes e lojas de departamentos com dois tipos de canecas de cerveja: uma com alça e capacidade de 550 cc; outra, sem alça, com capacidade de 650cc.

A Eastman é uma empresa global de materiais avançados e aditivos especiais que produz uma ampla gama de produtos encontrados em mercados finais tais como transporte, construção civil e produtos de consumo. A empresa atende a clientes em mais de 100 países e, em 2016, obteve receitas de aproximadamente US $ 9,0 bilhões. A Eastman está sediada em Kingsport, Tennessee, EUA e, emprega, aproximadamente, 14.000 pessoas em todo o mundo.

A Floignplast é uma empresa focada em injeção de termoplásticos desde 1990. Inicialmente prestava serviços de injeção e assessoria técnica e, com o passar do tempo, atendendo às exigências do mercado, passou a investir em moldes para injeção de seus próprios produtos.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Eastman

Curta nossa página no

Kömmerling inaugura Centro de Treinamento e disponibiliza o primeiro programa de capacitação comercial

12/07/2018

Empresa alemã do segmento de esquadrias de PVC destaca a importância do aperfeiçoamento para o fortalecimento do negócio

A grande velocidade na implementação de novas tecnologias e a necessidade de oferecer produtos e serviços diferenciados fazem com que as empresas necessitem de profissionais e parceiros cada vez mais qualificados para atender aos requisitos do mercado competitivo, da satisfação do cliente, bem como da disseminação do conhecimento e informação. É a partir desse cenário – que exige constante atualização – que o treinamento corporativo serve como uma ferramenta para elevar o grau de eficiência e para redefinir estratégias que potencializem ganhos.

Inserida neste contexto, a Kömmerling está inaugurando seu Centro de Treinamento na cidade de São José do Pinhais (PR), onde periodicamente serão ministrados treinamentos padronizados. “Pautados em uma metodologia, usaremos esse espaço para trabalhar o desenvolvimento dos parceiros”, ressalta Tonia Lima, diretora geral da empresa. Para a executiva, o treinamento deve ser uma atividade contínua: “Mesmo quando as pessoas apresentam excelente desempenho, alguma orientação e melhoria sempre deve ser introduzida ou incentivada”.

Seguindo essa diretriz, a empresa realizará nos dias 23 e 24 de agosto o primeiro programa neste formato: será o treinamento “Vendedor Qualität”, cujo objetivo é conscientizar o profissional de vendas sobre aspectos do seu papel, sobre os seus próprios rendimentos e despertar insights técnicos e argumentos determinantes na comercialização de esquadrias com perfis Kömmerling.

Esse inovador processo de desenvolvimento da força de vendas será periódico e contará com três módulos – inicial, intermediário e avançado – que se intercalarão a partir de 2019. “Trata-se de um projeto de capacitação comercial padronizado, no qual ensinaremos uma rotina de prospecção e vendas, geradora de resultados a curto, médio e longo prazo”, explica Tonia Lima.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Kömmerling

Curta nossa página no

Evonik recebe prêmio como um dos principais fornecedores automotivos de 2018

06/07/2018

A Evonik foi contemplada com o prêmio AutomotiveINNOVATION, do Center of Automotive Management (CAM) e da PricewaterhouseCoopers (PwC). Como único fabricante de materiais, a empresa de especialidades químicas ficou em terceiro lugar, atrás da Continental e da Toyoda Gosei, na categoria de fornecedor mais inovador nas áreas de chassi, carroceria e exterior.

Segundo Stephan Bratzel, diretor do CAM Institute, o poder de inovação da Evonik se comprova, por exemplo, com o desenvolvimento do processo PulPress™, que possibilita a produção de baixo custo de perfis contínuos reforçados com fibra. Com o uso da espuma estrutural Rohacell®, é possível produzir geometrias de perfil com contornos que se modificam no comprimento, como raios ou espessuras. Esses perfis encontram aplicação, por exemplo, em para-choques ou barras de proteção frontais.

“Estamos extremamente honrados com essa nomeação”, disse Oliver Eyrish, responsável pelo Evonik Automotive Team, durante a entrega dos prêmios. Afinal, é a primeira vez que a Evonik participava em uma competição dessas na companhia de renomados fabricantes e fornecedores automotivos. Como desenvolvedores de materiais, nós estamos bem no início da cadeia de processos automotivos. “Mas estamos cheios de confiança de que em breve, com novos desenvolvimentos, estaremos novamente representados no prêmio AutomotiveINNOVATION.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Solvay lança novo polímero com barreira contra óleo e gordura no mercado brasileiro de embalagens de alimentos

04/07/2018

A Solvay está fazendo o lançamento no mercado brasileiro do Solvera® PFPE (perfluoropoliéter), um polímero especial que confere barreira contra óleo e gordura a superfícies de papel ou papel-cartão.

O lançamento de Solvera® PFPE permitirá à empresa entrar em um novo subsegmento do mercado de embalagens de alimentos no país, mais especificamente, no vigoroso e rentável universo do fast food.

Fabricado na Itália, o Solvera® PFPE já é usado nos Estados Unidos e Europa para produzir itens como papéis que embrulham sanduíches, caixinhas de batatas fritas ou nuggets, sacos de pipoca de micro-ondas e embalagens de ração para animais domésticos.

Ao conferir aos materiais uma barreira que impede a infiltração de óleo e gordura, ele proporciona aos consumidores mais conforto e higiene na hora da manipular os alimentos.

A Solvay já atua no setor de produtos para embalagem de alimentos com duas linhas de polímeros especiais baseadas em PVDC, comercializadas sob as marcas Diofan® e Ixan®, destinadas a aplicações em embalagens para carne e queijo.

A entrada no subsegmento de papéis para embalages de alimentos está associada à nova regulação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) relativa a materiais que têm contato direto com alimentos.

A fim de maximizar a segurança e impedir eventuais contaminações dos alimentos, a norma acabou restringindo a possibilidade de uso de produtos concorrentes até então utilizados pela indústria local. Além de atender aos novos requisitos, o Solvera® PFPE oferece vantagens para os fabricantes deste tipo de papel, como melhor desempenho e facilidade de uso no processo, afirma a Solvay.

“Trata-se de uma conquista importante. Em linha com nossa estratégia de diversificação, entramos em um novo segmento de produtos para o mercado de embalagens, ofertando uma solução com alto valor agregado. Temos expectativas de grandes resultados para a empresa”, diz Andreas-Thomas Savvides, diretor da unidade global de negócios Specialty Polymers na América do Sul.

Segundo Savvides, os setores prioritários são papéis com gramaturas mais finas para embalar sanduíches das redes de fast food e sacos de pipoca. “Os maiores fabricantes de papel OGR (do inglês Oil and Grease Resistant) no Brasil já se tornaram clientes, o que significa um volume considerável de vendas”, acrescenta. Para o futuro, a unidade global de negócios Specialty Polymers está de olho na aplicação do Solvera® PFPE no papel-cartão usado na produção de caixinhas.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Interplast terá apresentação paralela de palestras gratuitas

03/07/2018

Palestras promovidas por expositores acontecem nos dias 15 e 16 de agosto. Inscrições estão disponíveis no site da feira

A organização da Interplast traz uma novidade para essa edição da feira com a realização de workshops gratuitos, promovidos pelos expositores, com foco nas tendências, tecnologias e inovações em produtos e serviços para o segmento. As palestras acontecem nos dia 14 e 15 de agosto, simultâneas a feira, com duração de 40 a 60 minutos. As vagas por evento são limitadas e as inscrições estão disponíveis no site da feira – http://interplast.com.br/congresso.

Confira a programação completa:

15 de agosto – quarta-feira

14h – Sistemas de Fixação de Ferramentas Cases de Sucesso, Demore, Rossini e Murta, Taurus e WHB – RegoFix – Duração: 60 minutos – Palestrante: Daniel Carlo Jacob – Sala Acácia N.13
15h – TPU’s: Visão Geral, Tecnologias e Aplicações – Apta Resinas – Duração : 60 minutos – Palestrante: Ricardo Carvalho – Lubrizol – Sala Violeta N.14
16h – Apresentação VRMAQ de Novos Produtos e Novas Tecnologias – VRMaq – Duração: 50 minutos – Palestrante: Rafael Rulli – Sala Acácia N.13
17h – Extrusão Reativa do Polipropileno – PP – Arkema – Duração: 40 minutos – Palestrante: Evandro Falaguasta – Sala Violeta N.14
17h – Extrusoras monorroscas e de dupla rosca “Next Generation”Enfrentando os desafios em extrusão com melhor desempenho, custos de energia mais baixos e maior flexibilidade – Battenfeld-Cincinnati – Duração: 30 minutos – Palestrante: Leandro Campos Araújo – Sala Acácia N.13
18h – Estado da Arte em Tecnologias de Triagem de Plásticos por Sensores Óticos – Steinert – Duração: 50 minutos – Palestrante: Leandro Campos Araújo – Sala Acácia N.13
19h – O Melhor do Plástico ao seu Alcance – Advanced Polymers – Duração: 60 minutos – Palestrante: Regis Feliciano – Sala Acácia N.13

16 de agosto – quinta-feira

14h – Fixação de Ferramentas em Usinagens – RegoFix – Duração: 60 minutos – Palestrante: Bill Obras – Sala Acácia N.13
15h – Viabilidade da Indústria 4.0 em Ferramentarias e Pequeno e Médio Porte – Simcomap – Duração : 40 minutos – Palestrante: Eng° Ricardo Caetano de Oliveira – Sala Violeta N.14
15h – STARextruder: extrusão de PET para chapas de termoformagem de qualidade alimentar – Battenfeld-Cincinnati – Duração : 30 minutos – Palestrante: Miguel Lopez – Sala Acácia N.13
16h – Vantagens e Cuidados Necessários para a Realização de Retrofitting de CLP em Injetoras e Sopradoras – Branqs – Duração : 45 minutos – Palestrante: Fernando José Cesilio Branquinho – Sala Acácia N.13
17h – Como a reforma trabalhista pode ser melhor aplicada na cadeia produtiva da indústria de transformação de plástico – Dra. Yolanda Robert – Especialista em Direito do Trabalho – Duração: 60 minutos – Sala Acácia N.13
17h – Educação Financeira – Você sabe como fazer o seu dinheiro trabalhar a seu favor? – SICREDI – Willian Rafael Vianna Bonin – Duração: 60 minutos – Sala Violeta N.14
19h – Retardante de Chamas & Sinergético Anti-Chamas – SI Group – Eduardo Smetana – D ração: 45 minutos – Sala Violeta N.14

Serviço
Interplast – Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico
EuroMold – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos
Data: de 14 a 17 agosto de 2018
Horário: 14h às 21h
Local: Expoville – Joinville/SC – Brasil
Organização: Messe Brasil
Credenciamento de visitantes: www.interplast.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Interplast

Curta nossa página no

Romi leva à Interplast 2018 soluções para a indústria de transformação de plástico e ferramentarias

28/06/2018

Além da Injetora Romi EL 300 e da Sopradora Romi C 5TS, o estande também terá o Centro de Usinagem Vertical Romi D 800

A Romi vai participar da 10ª edição da Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico, que acontece entre os dias 14 e 17 de agosto, nos pavilhões da Expoville, em Joinville – SC. Para o gerente de vendas da Romi, Glauco Machado, o evento, um dos mais importantes e representativos do setor de plástico, vai oferecer grandes oportunidades de negócio. “Vamos apresentar as soluções da Romi para dar mais produtividade e robustez ao setor de plástico, levando máquinas com alto nível de tecnologia para atender a busca da indústria local por mais precisão e velocidade”, explica o executivo.

A região Sul é um dos principais polos do setor de transformados plásticos do país, gerando mais de 85 mil empregos, em mais de 3 mil empresas. Anualmente são processados cerca de um milhão de toneladas de plástico somente no estado de Santa Catarina, com destaque para os descartáveis no sul, embalagens no oeste e peças técnicas no norte do estado.

Para a Interplast 2018, a Romi leva ao estande 438 a Injetora Romi EL 300, a Sopradora Romi C 5TS e o Centro de Usinagem Vertical Romi D 800 (nova geração), lançado recentemente.

Segundo a Romi, a Injetora elétrica Romi EL 300 foi desenvolvida para produzir peças plásticas com alto desempenho, precisão, alta velocidade e mínimo consumo de energia. A empresa afirma que, além de alta capacidade de plastificação, maior área de molde e simultaneidade de movimentos, com redução de até 30% nos tempos de ciclo, a máquina se destaca pela alta velocidade e precisão, com elevada eficiência energética. A Romi assegura que a linha injetora elétrica diminui em até 70% o consumo energético comparado com injetoras de bomba variável e 90% se comparado com bomba fixa. A injetora Romi EL 300 está equipada com o novo comando CM 20 com display de 19” Full HD.

A Sopradora Romi C 5TS foi desenvolvida para a produção de embalagens plásticas de até 10 litros. O equipamento se destaca pela maior área de molde e força de fechamento elevada. Sua unidade hidráulica conta com acumulador de pressão e servo-válvula no programador de parison, que dispõe de até 512 pontos de ajuste no perfil. A sopradora Romi C 5TS está equipada com o novo comando CM 20 com display de 19” Full HD.

Além das máquinas voltadas para plásticos, a Romi também vai levar ao evento o Centro de Usinagem Vertical Romi D 800, que faz parte de nova geração da Linha Romi D, equipamentos destinados a uma ampla gama de aplicações.

A Indústrias Romi S.A. (B3: Romi3), fundada em 1930, fabrica máquinas ferramenta, com foco em tornos, tornos CNC, centros de torneamento e centros de usinagem; máquinas injetoras e sopradoras de termoplásticos; e peças fundidas em ferro cinzento e nodular, que podem ser fornecidas brutas ou usinadas. Os produtos e serviços da Companhia são vendidos mundialmente e utilizados por uma grande variedade de indústrias, tais como automotiva, de bens de consumo, máquinas em geral, equipamentos industriais e agrícolas.

Fonte: Interplast 2018

Curta nossa página no

Evonik expõe portfolio para a indústria de transformação de borrachas na Expobor 2018

27/06/2018

No evento a empresa está destacando soluções inovadoras para a indústria, incluindo fabricantes de pneus, solados e artefatos técnicos

A Evonik está apresentando suas soluções para a indústria da borracha durante a Expobor – Feira Internacional de Tecnologia , Máquinas e Artefatos de Borracha. A 13ª edição do evento está ocorrendo de 28 a 30 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo.

“O mercado de borracha é muito importante globalmente para Evonik. No Brasil e na América Latina, caminhamos na mesma direção. Recentemente, inclusive, inauguramos uma planta de sílica precipitada em Americana (SP), com grande foco para este mercado”, destaca Felipe Rocha, Coordenador de Negócios da área de sílicas da Evonik.

Devido à importância do evento para o setor, as expectativas são muito positivas. “É uma ótima oportunidade para encontrar clientes do Brasil e da América do Sul e apresentar novidades, além do nosso amplo portfólio para a indústria de pneus, solados e artefatos técnicos”, observa Rocha.

Lançamento

A Evonik está aproveitando a Expobor para apresentar ao mercado uma nova sílica de alta dispersão: Ultrasil® 7800 GR. Segundo a empresa, o produto tem um design de partícula especial, que proporciona elevado desempenho em pneus, especialmente para SUV’s.

A Evonik afirma que o novo Ultrasil® 7800 GR atinge o equilíbrio de máxima aderência e mínima resistência à rolagem em pneus de superfície larga e em pneus com requisitos de alta quilometragem, como os pneus para todas as estações. Isso se deve à área superficial específica do Ultrasil® 7800 GR, que foi aumentada em comparação com o Ultrasil® 7000.

A melhora da resistência à abrasão também contribui para o aumento da vida útil, exercendo um efeito positivo sobre a avaliação do ciclo de vida. Dessa maneira, segundo a empresa, pode-se combinar um alto nível de segurança no trânsito com menor consumo de combustível e menos emissões de CO2, mesmo com pneus esportivos.

Outros destaques para a indústria da borracha

  • Linha Ultrasil®: para a indústria de pneus, os destaques são Ultrasil® 7000 GR; Ultrasil® 6000 GR; Ultrasil® VN 2/ Ultrasil® VN 2 GR e Ultrasil® VN 3/ Ultrasil® VN 3 GR. Segundo a Evonik, os produtos promovem dispersão e alto reforço, reduzem a resistência ao rolamento e aumentam a resistência à abrasão, melhorando a aderência em piso molhado.A Evonik afirma que, na fabricação de solados, a sua linha Ultrasil® VN 3/ Ultrasil® VN 3 GR, propicia alto poder reforçante (shore, resistência à tração e ao rasgo) e transparência. Para o setor de artefatos técnicos, garante a empresa, os benefícios se convertem em melhoria da moldagem por injeção, extrusão e calandragem; e redução da deformação residual, além de boas propriedades mecânicas. Os destaques para este mercado são: Ultrasil® 360; Ultrasil® 880; Ultrasil® AS 7; Ultrasil® VN 2/ Ultrasil® VN 2 GR e Ultrasil® VN 3/ Ultrasil® VN 3 GR.

    Na linha de sílicas, além da família Ultrasil®, com grande variedade de aplicações para reforço de compostos de borracha, a Evonik oferece ainda a marca AEROSIL® para fabricação de solado transparente.

  • Linha de Silanos – Si 69®; Si 266®; Si 75® e Dynasylano: silanos com enxofre, bifuncionais, também monômeros e oligômeros para compostos de sílica. De acordo com a Evonik, eles proporcionam alto desempenho aos produtos, como , por exemplo, as propriedades mecânicas nos pneus (mais estabilidade em piso molhado, baixa resistência ao rolamento e alta resistência à abrasão). Além de indicados para a fabricação de pneus, são recomendados para artefatos técnicos e solados. Usados em compostos de borracha de qualidade junto com cargas contendo grupos silanóis, são especialmente efetivos em combinação com sílicas precipitadas reforçantes, garante o fabricante.
  • Organosilano Si 363®, que ajuda no processo do composto de borracha. De acordo com a empresa, ele aumenta o “rolling resistance” e reduz consideravelmente a emissão de VOC.
  • X 50 S® e X 266 S®: misturas de organosilanos bifuncionais, contendo enxofre, com negro de fumo na proporção de 1:1 em peso, indicado para a indústria de pneus e artefatos técnicos.
  • Cofill®: resorcinol em combinação com sílica precipitada. O fabricante garante que o produto melhora a adesão de compostos de borracha em telas têxteis/metálicas. Suas principais aplicações são em cintas de aço em pneus radiais, partes de aço dos pneus de caminhão, correias transportadoras, sistemas de transmissão, mangueiras e tecidos emborrachados.
  • Coupsil®: sílica precipitada, modificada superficialmente por organosilano, que proporciona melhora a resistência à abrasão e as propriedades mecânicas. Segundo a Evonik, a combinação de diferentes silanos com sílicas de áreas superficiais específicas diferentes oferece uma grande variação e permite a fabricação de produtos de borracha sob encomenda. Indicado para a indústria de pneus, artefatos técnicos e solados.
  • Vestenamer® 8012: aditivo polimérico para processamento de borracha. A Evonik afirma que os seus benefícios são: otimização de processos através de melhorias no rendimento, compostos de baixa viscosidade, melhorias da estabilidade “green strength”, economia de energia e sistema livre de VOC.
  • Visiomer® Tmptma, Visiomer® Egdma, Visiomer® Trgdma: monômeros metacrílicos como coagentes de reticulação para elastômeros curados via peróxido. Monômeros multifuncionais, reativos na presença de radicais livres, que se inserem nas cadeias de elastômero formando uma rede complexa de ligações cruzadas, conferindo alta dureza, resistência química e resistência à abrasão, afirma a empresa. As aplicações típicas são: isolamento/ revestimento de fios e cabos; tubos e mangueiras para radiadores de automóveis, solados, revestimento de rolos, anéis de vedação.
  • Dióxido de Titânio Kronos®: pigmento branco para utilização em solados e artefatos técnicos de borracha.

Serviço:
Expobor
Data: 26 a 28 de junho de 2018
Horário: 13h às 20h
Local: Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – SP
Estande da Evonik: entre as ruas E e F

A Evonik é uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas. Com mais de 36.000 colaboradores, a Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro. No ano fiscal de 2017, a empresa gerou vendas da ordem de 14,4 bilhões de Euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de 2,36 bilhões de Euros.

Curta nossa página no

Eastman completa expansão de fábrica de copoliéster nos EUA e anuncia aumento adicional de capacidade

27/06/2018

A Eastman Chemical Company acaba de anunciar que concluiu a expansão da área de sua fábrica em Kingsport, Tennessee, onde fabrica o copoliéster Eastman Tritan™. O site já está operando totalmente.

“Estamos empolgados em anunciar a conclusão da nossa expansão de Tritan e satisfeitos com o desempenho percebido com esse novo investimento”, disse Burt Capel, vice-presidente e gerente geral da divisão de Plásticos Especiais da Eastman. “A plataforma de produtos Tritan continua a ter uma forte adoção global, com uma presença crescente de aplicações que reconhecem o desempenho abrangente de nosso polímero. ”

A empresa também anunciou uma expansão adicional da produção de copoliésteres, planejada para ser agregada ao seu site de Kingsport. A ampliação recém-anunciada deverá ser concluída no terceiro trimestre de 2018 e aumentará as capacidades de PETG e de PCTG em aproximadamente 25% do total de copoliésteres especiais de Kingsport. Esse investimento dá suporte ao crescimento contínuo dos produtos de copoliéster especiais da empresa, a nível global, e fornece flexibilidade em toda a base de ativos de polímeros da empresa.

“Essa expansão adicional de copoliésteres posiciona a Eastman para atender à crescente demanda que observamos pelos nossos materiais de copoliéster em todo o mundo”, acrescentou Capel. “Ela destaca o nosso compromisso contínuo em fornecer aos nossos clientes globais materiais de alta qualidade do mercado”.

A divisão de Plásticos Especiais faz parte do segmento de negócios de Materiais Avançados da Eastman. O PETG e o PCTG são conhecidos pelos nomes comerciais dos copoliésteres Eastar™, Spectar™ e Aspira™, entre outros.

A Eastman é uma empresa global de materiais avançados e aditivos especiais que produz uma ampla gama de produtos para atrativos mercados finais, tais como transporte, construção civil e produtos de consumo. A Eastman atende clientes em mais de 100 países e, em 2016, obteve receitas de aproximadamente US $ 9,0 bilhões. A empresa está sediada em Kingsport, Tennessee, EUA e, emprega, aproximadamente, 14.000 pessoas em todo o mundo.

Fonte: Eastman

Curta nossa página no

Linha de resinas hidrocarbônicas Unilene é destaque da Braskem na Expobor 2018

27/06/2018

A linha de resinas hidrocarbônicas é usada para produção de compostos em borracha

A Braskem reforça sua presença e atuação junto aos clientes do mercado de borracha na Expobor 2018, que está acontecendo de 26 a 28 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo. A empresa apresenta os diferenciais de seu portfólio com produtos voltados para esse segmento.

O destaque da Braskem no evento é a linha Unilene, que são resinas hidrocarbônicas utilizadas na produção de compostos de borracha, adesivos e tintas. De acordo com a empresa, funcionam como auxiliares de processamento de borrachas, aumentando produtividade e reduzindo consumo de energia, sem alterar as propriedades finais. Em veículos automotivos, por exemplo, seu uso garante melhor aderência do pneu ao chão molhado e menor resistência ao rolamento, afirma a Braskem. Desta forma, oferecendo mais segurança a motoristas e passageiros, além de reduzir o consumo de combustível.

“Como líder na produção de resinas hidrocarbônicas na América Latina, a Braskem garante agilidade em suas entregas e segue desenvolvendo novos produtos e aplicações para o mercado”, explica Adriana Morasco, responsável pelo Negócio de Especialidades Químicas da Braskem. “Além disso, a empresa atua no mercado internacional, com equipes de venda nos Estados Unidos, Europa e Ásia, clientes em mais de 20 países e exportando mais de cinco mil toneladas por ano”, conclui.

Para a feira, a Braskem também está levando a solução Polibuteno (PIB), que pode ser utilizado em filmes, adesivos, óleo e lubrificantes, explosivos para mineração, couro e cosméticos. A matéria-prima impede a passagem de ar na borracha e a torna mais resistente, afirma a empresa. Com isso, os produtos que levam o composto em sua fabricação podem ser feitos com paredes mais finas sem perder suas propriedades. Além disso, a Braskem garante que o PIB torna a massa crua de borracha sintética mais fluida, permitindo que as máquinas produzam mais em menor tempo e economizem energia.

“Nossa expectativa é bastante positiva para o evento, uma vez que o setor de borrachas é muito importante para a Braskem, que possui um amplo portfólio para o segmento. Temos desde o Butadieno utilizado na confecção de borracha, até as especialidades químicas, como a Braskem Unilene e o PIB. Nosso objetivo é reforçar o comprometimento da empresa com o fortalecimento da cadeia produtiva da região, que vem demonstrando sinais claros de recuperação produtiva”, complementa a executiva.

Soluções Braskem para o mercado de borracha:

Pneus – Bandas de Rodagem
Produto: Braskem Unilene

Pneus – Inner Liner
Produto: PIB Braskem
Função: No Inner Liner, é um promotor de barreira a gás, reduzindo a quantidade de borrachas especiais utilizadas no composto.

Solados
Produto: Braskem Unilene
Função: Otimizar o processamento dos componentes do solado, funcionando como auxiliar de fluxo, o que permite a incorporação de materiais de difícil processamento como por exemplo, os materiais reciclados. Aplicável para solados à base de borracha.

Mangueiras
Produto: PIB Braskem
Função: Aumentar a barreira a gás de borrachas usadas em mangueiras.

Borracha Sintética
Produtos: Butadieno, Eteno, Propeno, Benzeno.
Função: Dar origem a diversas borrachas, como BR, NBR, SBR, PBR e PSBR.

Artefatos em borracha
Produto: Braskem Unilene
Função: Auxiliar no processamento da borracha. Benefícios: Facilita a moldagem de peças em borracha, como por exemplo, anéis, buchas, coxins e batentes de borracha.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Tomra publica E-book para ajudar o setor de reciclagem a conhecer o novo padrão da “National Sword” da China

25/06/2018

Documento disponível para download mostra soluções técnicas que estão disponíveis para atender aos novos e exigentes requisitos quanto aos níveis de pureza de materiais reciclados a serem admitidos em território chinês

A Tomra publicou um e-book contendo orientações sobre como cumprir as novas regras para o envio de materiais recicláveis para a China. A publicação aborda as preocupações atuais sobre os padrões da “National Sword” da China, que foi apresentado pela primeira vez em Julho de 2017 à Organização Mundial de Comércio (OMC) e totalmente implementado em 1 de março de 2018, exigindo níveis mais altos de pureza nos materiais recicláveis que entram no país.

A “National Sword” assustou a indústria de reciclagem, exigindo que os produtos cheguem à China com níveis de pureza superiores a 99,5%. Este é um aumento significativo dos níveis de pureza anteriormente aceitos (na faixa de 90-95% ) e terá consequências de longo alcance: a China é o maior importador mundial de materiais recicláveis.

O e-book da Tomra explica por que as soluções mecânicas baseadas em sensores são financeiramente mais inteligentes para se atingir os níveis de pureza da “National Sword”. A publicação intitulada “National Sword – No Need for Fear!” está disponível online em https://leads.Tomra.com/ebook/press/ e o download é gratuito.

A exportação de materiais recicláveis será agora mais cara

O e-book da Tomra inicia alertando que não será prático para as instalações de processamento de sucata e reciclagem procurar países únicos para substituir as exportações de resíduos. Os exportadores de materiais recicláveis provavelmente descobrirão que precisam dividir suas exportações entre vários países, o que aumentará os custos de vendas. Aumentos também podem ser esperados nos custos de transporte porque os navios que levam materiais para a China geralmente fazem o trajeto de volta carregados com bens de consumo, resultando em boa relação custo-benefício, enquanto que os navios que vão para outros países geralmente exigem pagamento adicional para o frete de retorno vazio.

A resposta a este novo desafio é melhorar a qualidade dos materiais recicláveis, removendo mais impurezas. Uma forma de elevar os níveis de pureza a curto prazo com o equipamento de reciclagem existente é reduzir a velocidade da esteira e adicionar triagem manual na etapa final da seleção. Essa abordagem pode parecer interessante porque requer pouco investimento inicial, mas haverá um maior custo operacional e uma velocidade de processamento mais lenta reduzirá a produtividade.

Atualizando equipamentos de triagem

Outra solução é modernizar a linha de reciclagem adicionando novas tecnologias ao processo de reciclagem existente ou construindo uma nova instalação. Isso permitirá uma utilização mais eficiente da força de trabalho para reduzir custos operacionais gerais e de longo prazo. O custo do investimento em novos equipamentos é rapidamente recuperado através do aumento da produtividade.

O e-book reconhece que algumas modernizações de equipamentos exigem ampliações de processo e mais espaço, enquanto outras tecnologias podem ser adicionadas a equipamentos existentes no processo, com requisitos mínimos de espaço e baixos custos de instalação. Por exemplo, o novo sistema Laser Detection Object (LOD) da Tomra pode ser montado na mesma plataforma que os sistemas Autosort e Finder para detectar materiais como plásticos pretos, borracha e vidro. Segundo a Tomra, o sistema LOD também pode remover placas de circuito impresso (PCBs) e a sua tecnologia laser aumenta os níveis atuais de pureza do processo em até 4%, permitindo que os recicladores de sucata atinjam os requisitos de pureza da China sem aumentar significativamente o consumo e os custos de energia.

Para concentrados de metais não-ferrosos zurik e zorba, as operações de sucata podem atingir os níveis de pureza da “National Sword” com as tecnologias combinadas das máquinas X-TRACT e Combisense, afirma a Tomra. Ao passar zorba através de uma unidade de Transmissão de Raios-X para separar o alumínio dos metais pesados, o X-TRACT pode alcançar purezas de alumínio de 98 a 99%, garante a empresa. Dos restantes metais pesados, Combisense separa fragmentos valiosos de cobre, latão e metais cinzas.

Complementando essas máquinas, a tecnologia de seleção LIBS da Tomra (Espectroscopia de emissão Induzida por Laser, em inglês “laser-induced breakdown spectroscopy”) utiliza um laser que pode monitorar toda a largura da esteira. Segundo a Tomra, isto elimina a necessidade complexa e dispendiosa de separar materiais em faixas únicas. Na separação de diferentes ligas de alumínio forjado, isso permite a seleção com elevadas precisões, como 99% de pureza (ou maior) com alto rendimento de três a sete toneladas por hora, afirma a empresa.

Tom Eng, vice-presidente sênior e chefe da Tomra, comentou: “A National Sword tem sido compreensivelmente uma fonte de grande preocupação para muitas operações de reciclagem, particularmente aquelas que ainda não atingem níveis tão elevados de pureza. O e-book da Tomra aborda esse desafio e mostra que as soluções técnicas necessárias já existem. Investir em novas tecnologias permitirá que as empresas cumpram novos regulamentos mais exigentes, sejam eles da China ou de outras partes do mundo. Além disso, os clientes pagarão às empresas de reciclagem um preço mais alto por um produto de maior qualidade”.

A Tomra projeta e fabrica sistemas de seleção por sensores para a indústria global de reciclagem e gestão de resíduos. Mais de 5.500 sistemas foram instalados em 80 países em todo o mundo. A Tomra Sorting é de propriedade da empresa norueguesa Tomra Systems ASA, que está listada na Bolsa de Valores de Oslo. Fundada em 1972, a Tomra Systems ASA tem um volume de negócios de cerca de € 750m e emprega mais de 3.500 pessoas.

Curta nossa página no

Wacker apresenta novas linhas de borracha de silicone resistentes ao calor e sem necessidade de pós-cura na Expobor 2018

25/06/2018

A nova linha de silicone líquido foi desenvolvida para aplicações nos segmentos de cuidados com bebês, alimentos e médicos.

A Wacker, empresa química sediada em Munique (Alemanha), apresentará sua nova borracha sólida de silicone Elastosil® R plus 4350/55 na Expobor 2018. O material é uma borracha de silicone para a formulação de elastômeros de silicone resistentes ao calor. Segundo a empresa, a propriedade de destaque deste silicone extrudável com cura via adição é a sua alta resistência ao calor. Estabilizadores de calor permitem que esse silicone sólido resista a temperaturas de até 300°C por vários dias, sem modificações substanciais em sua elasticidade ou propriedades mecânicas, afirma a Wacker.

Segundo a empresa, as propriedades ótimas são obtidas em combinação com estabilizadores de calor da série Elastosil® Aux Stabilizer H, que são adicionados à borracha base. O tipo de estabilizador e a quantidade utilizada têm uma influência significativa nas propriedades térmicas da borracha curada.

Segundo a empresa, o Elastosil® R plus 4350/55 pode ser usado para fabricar tubos resistentes ao calor e perfis de vedação que resistem a temperaturas de até 300°C por vários dias, sem qualquer dano. A Wacker afirma que testes térmicos a 200°C e 300°C, respectivamente, mostraram que propriedades mecânicas importantes, como dureza e alongamento na ruptura, mudam muito pouco mesmo após 2.000 horas, ou seja, 80 dias. As especificações para produtos como perfis de vedação usados em fornos são claramente excedidos, garante a empresa.

Elastosil®LR 5040 para aplicações de cuidados com bebês, alimentos e segmento médico.

Também será apresentada a nova linha de borracha de silicone líquido Elastosil®LR 5040. Ela contém poucos componentes voláteis, o que torna a borracha de silicone líquido (LSR) compatível com as especificações regulamentares que regem as aplicações nos setores de cuidados com os bebês, alimentos e segmento médico, garante a empresa.

A Wacker afirma que o Elastosil®LR 5040 possui propriedades mecânicas muito boas após a cura, sem pós-tratamento térmico posterior. Portanto, em muitos casos, os processadores não precisam realizar pós-cura dos elastômeros de silicone após a vulcanização. Peças de borracha feitas de Elastosil® LR 5040 são translúcidas com uma ligeira tonalidade azul. Seu conteúdo volátil – sem pós-cura – é inferior a 0,5% em peso, afirma a empresa. Segundo a empresa, mesmo em seu estado não pós-curado, a borracha de silicone já exibe um alto nível de resistência ao rasgo, equivalente ao de um LSR de alta resistência com pós-cura. Como resultado, assegura a Wacker, ele pode suportar até mesmo altas tensões mecânicas, como pode ocorrer durante o uso de mamadeiras ou chupetas, por exemplo.

A Expobor será realizada em São Paulo, de 26 a 28 de junho. A Wacker estará expondo no Estande 2/3, corredores H/G.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Wacker

Curta nossa página no

Na Expobor 2018, Solvay destaca produtos para pneus verdes nos segmentos de transportes de cargas e recapagem

25/06/2018

As inovações desenvolvidas na área de sílicas de alto desempenho visando incrementar a mobilidade sustentável são os destaques da participação da Solvay na Expobor 2018 – 13ª Feira Internacional de Tecnologia, Máquinas e Artefatos de Borracha, que começa dia 26, e vai até quinta-feira, dia 28 de junho, no ExpoCenter Norte, em São Paulo.

A Solvay, que foi a inventora da sílica de alto desempenho (HDS, na sigla em inglês), é um player mundial no fornecimento para a indústria de pneus, ocupando posição de liderança de mercado no segmento dos chamados ‘pneus verdes’. Adicionada aos compostos de borracha, essa sílica contribui para reduzir a resistência dos pneus à rolagem, o que resulta em redução do consumo de combustível pelos veículos e das emissões de CO2.

Pneus de carga e recapagem – Na área de produtos novos, a Solvay faz o lançamento na América Latina da sílica de alto desempenho Premium SW que, segundo a empresa, proporciona maior resistência mecânica da borracha da banda de rodagem dos pneus de carga, ajudando, portanto, a aumentar a durabilidade e quilometragem do pneu, além de cumprir com o objetivo principal da sílica que é a redução da resistência ao rolamento dos pneus, fazendo com que os veículos economizem combustível e reduzam emissões. Outro produto para a pneus novos de carga e para recapagem é a sílica de alto desempenho Premium 200.

O segmento de pneus para transporte de cargas receberá um destaque especial no stand da empresa e nas palestras apresentadas durante os congresso da ABTB (Associação Brasileira da Tecnologia da Borracha) e da Pneu Show/Recaufair, que são realizados em paralelo à exposição. A indústria de pneus de carga de alta eficiência energética tem crescido a taxas superiores a 10% nos últimos anos no Brasil, impulsionada pelo programa governamental para a indústria automobilística e pelo programa de etiquetagem de pneus coordenado pelo Inmetro.

Serviço: Solvay Sílica na Expobor 2018/Pneu Show 2018
De 26 a 28 de junho de 2018 – ExpoCenter Norte – São Paulo (SP)
Stand – Rua C 1/2

Palestras no Congresso da ABTB – Associação Brasileira da Tecnologia de Borracha
Dia 26/06 – das 11h30 às 12h00 – sala Santana 02 – Solvay Sílica – Benefits for Tire, por Guilherme Brunetto
Dia 28/06 – das 11h30 às 12h00 – sala Santana 02 – Solvay New Sílica Innovation: combining high performance and fuel efficiency in Tire – por Guilherme Brunetto

Palestra no Congresso do Pnew Show/Recaufair
Dia 28/06 – das 18h15 às 18h45 – Criando Futuro: Solvay Soluções Sustentáveis – por Paulo Garbelotto

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Porto Alegre recebe PlastCoLab, iniciativa do PicPlast para apresentar a versatilidade e potencial de transformação do plástico

24/06/2018

Um cubo mágico de 9 metros de altura promete prender a atenção de quem passar pelo estacionamento externo do Shopping Iguatemi, em Porto Alegre. Nele funcionará o PlastCoLab, um makerspace pop up que oferecerá gratuitamente experiências ligadas à inovação, criatividade e conhecimento, associados à versatilidade do plástico e seu potencial de transformação. A 2ª edição da ação, que acontece entre 22 de junho e 1º de julho, é realizada pelo Movimento Plástico Transforma, pertencente ao Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa setorial, e funcionará de segunda a sexta, das 12h às 18h, e sábados, domingos e no feriado, das 13h às 21h.

O PlastCoLab terá como mote principal o movimento maker, uma extensão da cultura do “faça você mesmo”, que tem como base a idéia de que qualquer pessoa pode construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos. Além disso, tem como objetivo apresentar como o plástico pode, aliado à criatividade, inovação e responsabilidade, transformar o nosso dia a dia e o nosso futuro.

No espaço será possível ver e interagir com novidades como, por exemplo, o Robô BEO, um robô que dança e interage com as pessoas, respondendo perguntas e executando ações solicitadas por elas. Além disso, será possível tornar-se um piloto de drone por alguns minutos testando suas habilidades em uma pista repleta de obstáculos.

“O Rio Grande do Sul é um polo de grande importância para o segmento de transformados plástico e o 3º maior em número de empregos do setor. O PlastCoLab irá aproximar a sociedade dessa indústria, ao apresentar de um jeito interativo e moderno a alta tecnologia e a contemporaneidade dos produtos que utilizam o plástico como matéria-prima “, enfatiza José Ricardo Roriz Coelho, presidente da ABIPLAST.

“Trazer a 2ª edição dessa iniciativa ao Rio Grande do Sul é possibilitar que o público dessa região, que inclusive contempla parcela relevante da indústria de transformação do plástico, e tem iniciativas relevantes de reciclagem, possa vivenciar como essa matéria-prima tem um papel fundamental nas grandes tendências de inovação e tecnologia.”, diz Edison Terra, vice-presidente executivo da Braskem.

Andares e atrações:

O PlastCoLab será dividido em dois andares. No primeiro andar, denominado Expo, haverá uma série de exposições interativas, entre elas uma mão robótica feita em impressora 3D e que pode ser controlada de qualquer local do planeta; brinquedos makers; impressoras 3D; robôs; obras de arte do universo maker; além da possibilidade de pilotar e se divertir com drones em uma arena externa ao espaço. O espaço Expo funcionará de segunda a sexta, das 12h às 18h, e sábados, domingos e no feriado, das 13h às 21h.

Já no segundo andar acontecerão oficinas como: impressão 3D na prática; robótica para crianças; hortas automatizadas; construção de réplica do brinquedo Genius; oficina de bijuterias com peças acrílicas cortadas a laser; e construção de chaveiro mini game. As oficinas ocorrem em dois horários, das 14h e 17 horas ou das 14h às 18 horas. Confira abaixo a programação diária.

Programação:

22/6 (sexta-feira) – 14h e 17 horas: oficina de robótica para crianças.
23/6 (sábado) – 14h às 18 horas: workshop Genius.
24/6 (domingo) – 14h às 18 horas: workshop de construção de mini games.
25/6 (segunda) – 14h e 17 horas: oficina de construção de bijuterias em acrílico cortadas a Laser.
26/6 (terça-feira) – 14h e 17 horas: workshop de impressão em 3D.
27/6 (quarta-feira) – 14h às 18 horas: oficina para a construção de hortas automatizadas.
28/6 (quinta-feira) – 14h e 17 horas: oficina de construção de bijuterias em acrílico cortadas a Laser.
29/6 (sexta-feira) – 14h e 17 horas: workshop de impressão em 3D.
30/6 (sábado) – 14h e 17 horas: oficina de robótica para crianças.
01/07 (domingo) – 14h às 18 horas: workshop Genius.

Serviço:

PlastCoLab
Data: 22 de junho a 1º de julho
Horário: segundas a sextas-feiras, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 21h.
Local: estacionamento externo do Shopping Iguatemi, localizado na avenida João Wallig, 1800 – Passo d’Areia
Quanto: A entrada é gratuita e por ordem de chegada. Para participar dos workshops é necessário fazer uma pré-inscrição pelo site www.plastcolab.com.br.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) é uma iniciativa criada em 2013 pela Braskem e a ABIPLAST, Associação Brasileira da Indústria do Plástico, e prevê o desenvolvimento de programas estruturais que contribuam com a competitividade e o crescimento da transformação plástica. Baseado em três pilares: aumento da competitividade e inovação do setor de transformação, estímulo às exportações de transformados plásticos e promoção das vantagens do plástico, o PICPlast também conta com investimentos voltados ao reforço na qualificação profissional e na gestão empresarial. No pilar de vantagens do plástico, as frentes de trabalho são voltadas para reciclagem, estudos técnicos, educação e comunicação, com destaque para o Movimento Plástico Transforma. Para saber mais, acesse www.picplast.com.br e plasticotranforma.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

Milliken expande mercado no segmento de corantes e pigmentos para plásticos um ano após aquisição da Keystone

19/06/2018

Empresa saiu à frente da concorrência ao se antecipar à queda da oferta de corantes e pigmentos chineses

Um ano após adquirir a Keystone, a Milliken, empresa global de especialidades químicas, não apenas finalizou a integração dos sistemas para incorporar o novo portfólio, mas também expandiu seu mercado na América Latina com novas soluções. Um ponto positivo foram as estratégias desenvolvidas para evitar cortes no fornecimento de corantes e pigmentos da China.

“A Keystone já estava bem posicionada na nossa região há um ano, mas combinada com os recursos que possuímos, agora podemos expandir ainda mais a nossa presença e oferecer um atendimento mais rápido e customizado com o período de transição finalizado e a equipe já capacitada”, afirma Henrique Noguchi, gerente da linha Keyplast América Latina de pigmentos, corantes e efeitos especiais para plásticos da Milliken.

O executivo cita o portfólio de corantes de alta resistência térmica para nylon e polímeros de engenharia e os corantes FDA para PET, incluindo fluorescentes, como exemplos de soluções inovadoras que a empresa disponibiliza. “Este plano de negócios tem dado certo, pois já estamos acima da meta para o período e com perspectivas positivas para o resto do ano. O mercado latino americano busca por soluções econômicas, mas sem deixar de lado a inovação e a segurança de suprimento e regulatória, nossos pontos fortes”.

Queda na oferta

Nem a recente queda na oferta de corantes e pigmentos da China, a maior fabricante do mundo no segmento, prejudicou os resultados. O problema ocorreu pela interdição temporária de complexos industriais naquele país por inconformidades, gerando interrupções na fabricação e aumento dos preços.

Em função do seu supply chain e know-how dos mercados produtores, a empresa conseguiu se preparar para esta situação para manter o fornecimento a seus clientes. Este amplo conhecimento permite oferecer alternativas mais estáveis, baseadas em tipos de química diferentes dos tradicionalmente oferecidos.

Case de sucesso no segmento de água mineral

A variedade de serviços, tecnologias e soluções em pigmentos e corantes também tem criado novas demandas junto a prospects e clientes atuais, que buscam expandir suas próprias aplicações finais. “Após um de nossos concorrentes retirar a conformidade para contato com alimentos de um corante fluorescente para PET , passamos a ser os únicos no mercado latino americano a oferecer um produto similar aprovado. E um grande cliente já o está utilizando para colorir as garrafas de uma das mais famosas marcas de água mineral do Brasil”, conclui Noguchi.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Milliken

Curta nossa página no

Empresa colombiana lança recipientes de alimentos com copoliéster da Eastman

19/06/2018

Os potes Clip ‘n Lock da Pólimes® estarão disponíveis na Colômbia, Estados Unidos, México, Costa Rica, Panamá, Peru, Equador e Bolívia.

A Pólimes® escolheu o copoliéster Tritan™ da Eastman para seus novos recipientes para alimentos Clip ‘n Lock. Os potes são de fácil vedação e serão produzidos em duas cores, azul e violeta. Os produtos serão lançados em supermercados, distribuidores e atacadistas da Colômbia em junho de 2018 e, posteriormente, serão exportados para 13 países, incluindo, Estados Unidos, México, Costa Rica, Panamá, Peru, Equador e Bolívia.

Esta nova linha de contêineres feita com o copoliéster Tritan™ pode proporcionar uma vida útil mais longa, pois, segundo a Eastman, o seu copoliéster é resistente a impactos, ingredientes alimentícios e produtos de limpeza. De acordo com o fabricante, ao mesmo tempo em que os usuários apreciam o design simples do Clip ‘n Lock, eles também valorizam a capacidade do Tritan de ir do freezer ao micro-ondas, de manter a transparência, além de não reter odores e sabores e de não criar manchas indesejadas.

“Como uma empresa inovadora, devemos andar de mãos dadas com as tendências em matérias-primas, tecnologia, qualidade e segurança”, diz Hernando Morales, gerente da Pólimes. “Acreditamos que o Tritan™, que é livre de BPA, é a solução para nossos clientes que desejam o armazenamento e a preservação confiáveis ​​dos alimentos. “

“A Pólimes está sempre em busca de inovação e excelência”, afirma Rogério Dias, gerente de vendas da Eastman para a América Latina. “Nós ajudamos a Pólimes a selecionar um material de alta qualidade, ideal para recipientes de armazenamento de alimentos resistentes e de bom gosto. Tritan combina resistência ao impacto, transparência e resistência química para proporcionar estética excepcional e vida longa.”

A Eastman é uma empresa global de materiais avançados e aditivos especiais para mercados finais, tais como transporte, construção civil e produtos de consumo. A Eastman atende clientes em mais de 100 países e, em 2016, obteve receitas de aproximadamente US $ 9,0 bilhões. A empresa está sediada em Kingsport, Tennessee, EUA e, emprega, aproximadamente, 14.000 pessoas em todo o mundo.

Fundada em 1979 e sediada na Zona Franca de Bogotá, Colômbia, a Pólimes® S.A. produz e vende artigos de plástico que fornecem soluções para o lar, no transporte e na manutenção de temperatura de alimentos e bebidas. A marca Pólimes® está presente em 13 países, além de estar presente nas principais redes de supermercados, distribuidores e atacadistas da Colômbia.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Eastman

Curta nossa página no

Tetra Pak promove palestra sobre indústria 4.0 aplicada ao setor de alimentos e bebidas

19/06/2018

Novas tecnologias elevam o nível de controle das fábricas e permitem respostas mais rápidas às mudanças do mercado

A chamada “quarta Revolução Industrial”, também conhecida como Indústria 4.0, tem transformado diferentes setores da economia global, provando ser um divisor de águas para a manufatura moderna. A realidade também se aplica à indústria de alimentos e bebidas, em que a eficiência e competitividade dos fabricantes está diretamente ligada à disponibilidade de máquinas e aos ganhos em produtividade possibilitados pelas novas tecnologias. Com foco nesses pontos, a Tetra Pak promove, durante o Fórum Fispal Tecnologia, a palestra “Desafios e Oportunidades. Indústria 4.0: Fatores de Sucesso, Mudanças nas Operações”, que abordará a aplicação das novas tecnologias na indústria de alimentos e bebidas.

“Além dos ganhos em produtividade e em eficiência operacional, a Indústria 4.0 também tem proporcionado aos fabricantes respostas mais rápidas às demandas dos consumidores e às transformações do mercado”, explica Fernando Caprioli, diretor da área de Serviços Técnicos da Tetra Pak. “Esses benefícios são resultado da introdução da digitalização, da automação, do monitoramento remoto dos equipamentos com sensores e algoritmos, que estão alterando por completo o modelo de manufatura no mundo e no Brasil”.

Dentre as tecnologias que têm transformado o modelo de produção industrial destacam-se a internet das coisas (IoT), o big data, a inteligência artificial, a realidade aumentada e a robótica. Aplicadas juntas ou separadamente, dependendo da maturidade operacional do cliente, elas elevam o nível de controle sob os processos em andamento na fábrica, garantindo maior flexibilidade, previsibilidade e eficiência à produção.

Como parte da atuação da divisão de Serviços Técnicos, a Tetra Pak oferece uma variedade de soluções amparadas sob o guarda-chuva da indústria 4.0. Uma das novidades anunciadas recentemente foi a introdução dos óculos de realidade mista HoloLens, da Microsoft, aos serviços de manutenção remota de equipamentos. A tecnologia permite que técnicos da Tetra Pak presentes nas plantas dos fabricantes possam se conectar aos especialistas da companhia em outros lugares do mundo. Dessa forma, os profissionais especializados podem atuar como se estivessem no local, ajudando a solucionar o problema de modo mais assertivo e com maior agilidade.

Outra inovação introduzida pela Tetra Pak foi o Sistema de Monitoramento Remoto, que explora dados de performance de mais de 5 mil máquinas de envase, conectadas em todo o mundo, para alertar os fabricantes a prevenirem falhas antes que elas ocorram. Com a utilização da tecnologia de nuvem Microsoft Azure, os especialistas da Tetra Pak identificam desvios e aconselham os clientes sobre suas necessidades de manutenção de forma mais oportuna e eficaz. Segundo a Tetra Pak, o novo serviço aprimora a rotina de manutenção, reduzindo o tempo de parada da máquina e os custos relacionados à manutenção ou falhas inesperadas.

A área de Serviços Técnicos da Tetra Pak tem como objetivo de apoiar as indústrias de alimentos e bebidas e inclui uma variedade de produtos e serviços, como consultoria, digitalização, consumíveis, upgrades, avaliações de pessoal, treinamento customizado, monitoramento e suporte remoto de equipamentos. Os serviços estão disponíveis para todo o mercado, desde fábricas que usam os equipamentos da Tetra Pak como indústrias de outros setores.

A Tetra Pak é uma empresa líder mundial em soluções para processamento e envase de alimentos, com mais de 24.000 funcionários.

Fonte: Assessoria de Imprensa – TetraPak

Curta nossa página no

Solvay lança compósito de termoplástico reforçado com fibra de carbono para aplicações offshore de petróleo e gás

18/06/2018

A Solvay está lançando o Evolite™ F1050,  compósito termoplástico  com reforço contínuo de fibra de carbono para aplicações exigentes da exploração e produção de petróleo e gás offshore.

Segundo a Solvay, o Evolite™ F1050 é uma fita unidirecional que combina a excelente resistência química e a temperatura do polímero especial Solef® PVDF com o desempenho inerente de alta resistência da fibra de carbono.

As aplicações típicas do novo produto da Solvay para petróleo e gás incluem tubos flexíveis híbridos offshore e tubos de compostos termoplásticos (TCPs, na sigla em inglês).

O Evolite™ F1050 oferece o desempenho e a facilidade de processamento exigidos pela indústria de petróleo e gás. De acordo com a Solvay, o novo material compósito possui resistência mecânica e química, pode ser utilizado em aplicações de alta temperatura, é compatível com processos ATL (Automated Tape Laying) e permite conversão personalizada de fibra/matriz para desempenho máximo.

Os compósitos termoplásticos são um elemento importante da estratégia de crescimento da Solvay, aproveitando a integração vertical do Grupo em polímeros especiais e em tecnologia avançada e expertise de compósitos de fibra de carbono.

Graças ao seu portfólio abrangente e a seu conhecimento técnico, a Solvay está posicionada para oferecer compósitos termoplásticos para atender aos exigentes desafios do setor.

Segundo a empresa, o Evolite™ F1050 é o primeiro lançamento de um portfólio de produtos que possibilitará soluções de custos totais instalados menores para operadores de petróleo e gás, por meio da redução de peso que ele oferece.

A nova Unidade Global de Negócios Composite Materials da Solvay é uma fornecedora global de soluções de materiais leves, que permitem que os clientes da empresa nos setores aeroespacial, automotivo e em outros setores exigentes, concebam, desenvolvam e usem de maneira eficiente estruturas complexas de alta qualidade e alto desempenho. O portfolio da Composite Materials inclui pré-impregnados, sistemas de resinas, adesivos e películas, fibra de carbono, têxteis, ferramentas e consumíveis de embalagem a vácuo. A Solvay Composite Materials combina os antigos negócios da Cytec Aerospace Materials e Industrial Materials.

A Solvay tem sede em Bruxelas e emprega 24.500 pessoas em 61 países. As vendas líquidas pro forma foram de € 10,1 bilhões em 2017. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Workshop sobre Indústria 4.0 reúne empresários do setor de Plásticos do Espírito Santo

18/06/2018

Os empresários do setor de Plásticos capixaba participaram na última quinta-feira, 14, do workshop “Inserção da indústria capixaba na nova era da manufatura: Indústria 4.0”, promovido pelo Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo (Sindiplast-ES), em parceria com a Instituto Senai de Tecnologia (IST), o Senai-ES, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

O evento foi realizado no Senai Vitória e apresentou os fundamentos da nova configuração industrial, informando como funciona, as tecnologias utilizadas e os caminhos para sua implementação. Segundo o presidente do Sindiplast-ES, Gilmar Régio, o objetivo é abrir novas possibilidades de mercado e de técnicas de produção para que as indústrias de plásticos do Estado sejam mais competitivas e produtivas.

O workshop foi conduzido pelo especialista em Gestão de Organizações Inovadoras pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Luciano Raizer Moura, que vem desenvolvendo um programa de Pós-Doutorado sobre o tema no Instituto Fraunhofer, na Alemanha. Dentre as informações apresentadas por ele, inclui-se a avaliação da maturidade da Indústria 4.0, com demonstração e aplicação do modelo e análise dos resultados.

As empresas Technip, Prysmian, Fibrasa, Agrofit, Fibravit, BigFlex, Topplastic, Embali, Ciclo, Sacaria Serrana, Duralevi e Maifredo Embalagens foram algumas das presentes no evento, além de outras organizações parceiras. “Acreditamos que uma das formas de se alcançar a competitividade é seguir a trilha tecnológica, como na Indústria 4.0”, destacou o presidente do Sindiplast-ES ao falar sobre a importância do evento.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Sindiplast-ES

Curta nossa página no

Odebrecht S.A. inicia tratativas com LyondellBasell para venda da Braskem

15/06/2018

A LyondellBasell, uma das maiores companhias de plásticos, produtos químicos e refino do mundo, e a Odebrecht S.A., acionista controladora da Braskem, anunciaram, hoje, em um comunicado conjunto, que as companhias iniciaram tratativas exclusivas sobre uma potencial transação entre LyondellBasell e Braskem.

As companhias declararam conjuntamente:

“LyondellBasell e Braskem compartilham uma forte cultura de excelência operacional e legados de inovação. Acreditamos que a potencial combinação das forças complementares, portfólios de produtos e áreas operacionais de LyondellBasell e Braskem criariam um valor significativo aos nossos acionistas, clientes e colaboradores.

O Conselho de Administração e a administração da Braskem foram informados sobre a existência dessas discussões. As discussões são preliminares e nenhum acordo foi alcançado. As partes precisarão, dentre outras coisas, concluir a due diligence apropriada, negociar contratos definitivos e obter aprovações societárias. Não há garantias de que as tratativas resultarão em uma transação ou dos termos em que a potencial transação poderá ocorrer. LyondellBasell e Odebrecht S.A. não pretendem fazer qualquer comentário adicional salvo se ou até que as tratativas sejam concluídas ou seja exigido pela lei aplicável.”

A Braskem divulgou hoje também Fato Relevante ao mercado, nos seguintes termos:

“A Braskem S.A., em atendimento ao disposto na Instrução CVM nº 358/02, vem comunicar aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi informada pela Odebrecht S.A., sua acionista controladora, do início de tratativas com a LyondellBasell, companhia aberta com sede em Roterdã, visando uma potencial transação envolvendo a transferência à LyondellBasell da totalidade da participação da Odebrecht S.A. no capital social da Braskem.

Segundo a Odebrecht S.A., as negociações estão em estágio preliminar e foi concedida exclusividade à LyondellBasell no âmbito das tratativas, que são regidas por acordo de confidencialidade.

Foi informado também que a conclusão da Transação está sujeita, dentre outras condições, a due diligence, negociação dos contratos definitivos e obtenção das aprovações societárias, não existindo, nesta data, qualquer obrigação vinculante entre LyondellBasell e Odebrecht S.A. nem garantia de que as tratativas resultarão em uma Transação.

Por fim, foi ressaltado que caso a Transação seja concretizada serão garantidas aos demais acionistas da Companhia as mesmas condições que vierem a ser negociadas para a Odebrecht S.A.

A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados de qualquer informação relevante que tiver acesso sobre o assunto. “

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Milacron demonstra soluções integradas para tecnologias de injeção, sopro, extrusão, câmara quente e moldes durante a NPE2018

08/06/2018

Durante a NPE2018 em Orlando, de 7 a 11 de maio, a Milacron preencheu o seu amplo stand de 1.700 metros quadrados com tecnologias e uma ampla gama de soluções para a indústria de processamento de plásticos, incluindo máquinas de injeção e extrusão Milacron, sistemas de controle e câmaras quentes Mold Masters, componentes e soluções para moldes DME, máquinas de moldagem por sopro Uniloy, tecnologias de co-injeção Kortec, soluções Milacron 4.0 IIoT e um forte foco nos serviços e suporte da Milacron.

O CEO da Milacron, Tom Goeke, disse: “A Milacron sempre gosta de se reconectar com clientes existentes e potenciais durante as feiras, mas há algo de especial sobre a feira NPE: estamos no “quintal” de nossos clientes na América do Norte e somos o maior fabricante norte-americano de máquinas para plásticos. A Milacron é uma empresa global, com filiais em todo o mundo, mas estamos equipados de forma única para atender a nossos clientes norte-americanos com excelente disponibilidade de peças, técnicos locais e tecnologias IIOT em um nível que nossos concorrentes não conseguem atingir simplesmente com suas subsidiárias locais na América do Norte ”.

Algumas das tecnologias demonstradas durante a NPE2018 no stand da Milacron incluem:

Células de trabalho de injetoras Milacron

Aplicação de Embalagem: Milacron-Fanuc Roboshot 500 – A maior tonelagem Roboshot de todos os tempos –

A nova Roboshot 500 tem uma opção de tonelagem aumentada de até 550 toneladas americanas (558 toneladas métricas) e é adequada para moldes maiores com espaçamento entre as colunas de 36,2 polegadas (91,94 cm). Segundo a empresa, a nova máquina não sacrifica nenhum dos pontos fortes do padrão Roboshot, tais como confiabilidade, o controle  do processo, a injeção de alta velocidade e a repetibilidade. Durante a feira, a Roboshot 500 esteve produzindo uma tampa de detergente em um molde de 24 cavidades, com tempo de ciclo de 6 segundos. A célula de moldagem tinha câmara quente com bicos valvulados e um sistema de controle de temperatura da câmara quente da Mold-Masters, além de componentes de molde DME.

Aplicação Automotiva – Milacron Maxima Performance (MPs) 600wp –

O Maxima Performance Series  se baseia na plataforma de duas placas Maxima. Segundo a Milacron, o Maxima Performance atende às demandas do mercado por maior desempenho, menor consumo de energia, precisão e flexibilidade. Esta plataforma está disponível na faixa de 500 a 1100 toneladas americanas (450 a 1000 toneladas métricas) e proporciona tempos de ciclo seco 33% mais rápidos e menos 35% de consumo de energia, afirma a empresa. O Maxima Performance 600wp estava equipada com o pacote de tecnologia “Core Back / Reverse Coining” da Milacron, no qual a peça é preenchida e depois o travamento é aberto para uma posição predefinida. A Milacron afirma que desenvolveu um processo que controla com precisão a posição de abertura e mantém o alinhamento, que é fundamental para manter as tolerâncias das peças, permitindo a passagem de gás (Mucell) pelo centro da peça sem romper a superfície. O processo de injeção com expansão de gás (Mucell) permite reduzir o peso da peça sem sacrificar a resistência estrutural e a precisão dimensional da peça. Este processo foi desenvolvido tendo em mente as aplicações automotivas para redução de peso. Durante a NPE2018, a célula de moldagem estava produzindo o bolso plástico do compartimento de mapas de uma porta de automóvel, pesando 825 gramas, em um molde de 1 cavidade com tecnologia MuCell da Trexel que colocava em destaque a redução de peso automotivo. Ao mesmo tempo, a tecnologia ROC Tool  fornecia aquecimento por indução diretamente na superfície da peça para obter um acabamento superior, crítico em aplicações de interiores automotivos. A célula contou com uma câmara quente e sistema de controle de temperatura da Mold Masters, e um robô Sepro de 5 eixos com trimmer, integrado nos controles da máquina, além de componentes de molde DME.

Célula de trabalho de máquina de sopro Uniloy

Aplicação médica – Uniloy IBS 85 com coinjeção Kortec Connect – Máquina de moldagem injeção sopro com tecnologia de barreira Kortec

A Série de Injeção Sopro Uniloy (IBS) inclui uma linha completa de sistemas de injeção sopro de 3 estações com forças de fechamento de 70 a 200 toneladas americanas (64-181 toneladas métricas), disponíveis com configuração hidráulica, híbrida ou totalmente elétrica. A tecnologia Uniloy também fornece o acabamento de gargalo com a alta tolerância exigida para muitas aplicações resistentes a crianças e sensíveis à violação. Para adicionar tecnologia de co-injeção a esta célula, a Milacron utilizou a recém-lançada oferta de produtos Kortec Connect. O sistema Uniloy IBS foi equipado com um sistema de câmara quente Kortec e uma unidade de injeção secundária Mold-Masters E-Multi para fornecer a camada de barreira. Os canais quentes de co-injeção Kortec permitem que duas resinas diferentes sejam combinadas em um único fluxo de 3 camadas. Duas correntes de fluxo são unidas em cada bico de co-injeção, resultando em uma única corrente de fluxo combinado de 3 camadas através de cada ponto de injeção nas cavidades do molde. O resultado é o controle total e a capacidade de personalização da colocação e espessura da camada de barreira. Durante a feira, a sopradora Uniloy IBS 85 esteve moldando uma garrafa de medicamentos de 4 cavidades, com peso de 7,5 gramas, utilizando tecnologia de barreira de Co-injeção Kortec em ciclos de 12 segundos.

Tecnologias de Câmara Quente Mould-Masters – Bioresinas

As câmaras quentes Master-Series representam mais de 50 anos de conhecimento e experiência. Com mais de 1.500.000 bicos em operação, eles encontram uma ampla gama de aplicações em todos os setores, incluindo bioresinas.

Segundo o fabricantes, os sistemas de câmara quente Mold Masters apresentam precisão e balanceamento térmico. Com os canais de fluxo abertos no contato bico / ponto de injeção, permite-se um fluxo e dispersão acelerados do material fundido, praticamente sem pontos mortos ou cegos, o que é crítico para eliminar a degradação, um desafio comum ao se processarem bioresinas.

As Bioresinas estão ganhando popularidade e, à medida que mais regiões e mercados, como as embalagens, incentivam e, em algumas circunstâncias, exigem o uso dessas bioresinas, será primordial a capacidade dos sistemas de câmara quente para processá-las. A Mold Masters afirma que a sua Master-Series tem sido extensivamente testada usando uma ampla variedade de bioresinas. Centenas de sistemas Master-Series já estão em operação processando bioresinas e produzindo peças de pequeno a médio porte em sistemas de bico único ou de várias cavidades, operando em vários mercados ao redor do mundo. No stand da Milacron, foram destacados vários estudos de caso durante a NPE2018.

Mold-Masters: Unidade de injeção secundária E-Multi – Solução de Moldagem Multi-shot agora disponível com recursos de Borracha de Silicone Líquida (LSR)

O E-Multi totalmente elétrico da Mold-Masters permite que injetoras existentes possam realizar moldagens com injeções múltiplas (multi-shot) e com múltiplos materiais, expandindo o potencial de suas operações. Segundo a empresa, a plataforma E-Multi é compatível com qualquer injetora e aplica-se a moldagens de precisão em qualquer indústria. O E-Multi tem mais de 2.000 configurações-padrão possíveis, de modo que é dimensionado para os requisitos exatos das aplicações, afirma a empresa. O E-Multi está agora disponível com recursos de LSR. O E-Multi foi apresentado em 2 células de trabalho no estande da Milacron.

DME – Componentes de Molde, Tecnologias e Suprimentos Industriais

DME TruCoolTM – Solução de resfriamento conformacional

O resfriamento conformacional TruCoolTM é projetado para maximizar a eficiência de resfriamento através da fabricação aditiva 3D com metais. Esta linha de produtos de resfriamento conformacional, com canais de resfriamento complexos se adequando à geometria da superfície da peça, fornece uma maior cobertura global de resfriamento, com distribuição uniforme, mantendo uma temperatura consistente direcionada e reduzindo os tempos de ciclo em até 60%, afirma a DME. A empresa anunciou três novos produtos e serviços para a linha TruCool. Em primeiro lugar, a DME Design Services, oferecendo serviços de projeto de molde a partir da experiência da empresa na fabricação de moldes, projeto de moldes, análise térmica e projeto de canais conformacionais. Em segundo lugar, os novos serviços e equipamentos pós-mercado da DME, que oferecem serviços de limpeza, diagnóstico e manutenção de canais de resfriamento, com capacidades para solucionar problemas, limpar e descalcificar os canais de água de resfriamento convencionais e conformacionais, afim de maximizar a vida útil e a eficiência de intrincados sistemas de resfriamento, através de um processo automatizado de circuito fechado, controlado por computador. Em terceiro lugar, a DME anunciou uma nova linha de componentes para resfriamento conformacional, incluindo pinos-macho, entradas e buchas de injeção.

Suprimentos Industriais DME

O portfolio de suprimentos industriais da Milacron-DME inclui marcas ​​como Dri-Air, Mokon, Parker, Slide, 3M, Bunting e outras. Seja na linha de equipamentos auxiliares, peças de máquinas, equipamentos para oficinas, sprays para moldes, suprimentos de refrigeração e aquecimento ou produtos de segurança, a Milacron-DME Industrial Supplies fornece um amplo conjunto de produtos para ajudar a melhorar o desempenho operacional e manter as instalações dos clientes em funcionamento correto e seguro. Os produtos estão globalmente disponíveis 24/7 através do Milacron eSTORE para dar suporte a toda a base de clientes da Milacron. Durante a feira, a DME deu destaque a vários novos produtos, incluindo o Controlador MoldVac, SMARTFLOW TRACERvm, equipamento de polimento ultra-sônico e pneumático, composto de purga Fresh StartTM, cortadores de galhos premium e novas mesas DME Mould Service. Na NPE, a Milacron-DME Industrial Supplies teve uma área de demonstração que incluiu demonstrações ao vivo e acesso prático para os visitantes.

Tecnologias de Extrusão de Milacron

Nova Extrusora de rosca única Milacron SV350

De acordo com a Milacron, a SV350 é uma extrusora robusta e flexível, com design prático capaz de atender às necessidades de fabricantes de tubos, perfis, chapas, fibras, fios e cabos. A SV350 está disponível para entrega rápida, em tamanhos que variam de 2,0 a 4,5 polegadas, na razão comprimento/diâmetro 24:1. A Milacron projeta e constrói internamente sistemas completos de extrusão, desde as extrusoras até cilindros de extrusão, roscas, cabeçotes, matrizes e equipamentos downstream.

Fonte: Milacron

Curta nossa página no

Husky mostra gama de inovações em moldagem por injeção e novas tecnologias de embalagem durante a NPE2018

08/06/2018

Empresa demonstrou soluções para aplicações em vários mercados

Em seu espaço de exposição de 1.100 metros quadrados, a Husky demonstrou, durante a NPE2018, ocorrida em Orlando (Florida) de 7 a 11 de maio, uma ampla gama de soluções de fabricação integrada da Husky que podem ser usadas por clientes de qualquer tamanho e de qualquer setor para aumentar a sua competitividade. A empresa também apresentou uma variedade de aplicações inovadoras e embalagens conceituais desenvolvidas em parceria com clientes e parceiros do setor.

“Nos últimos anos, nós investimos significativamente para aprimorar ainda mais os nossos equipamentos de última geração. Esses investimentos levaram a desenvolvimentos em nossa Tecnologia de Multicamadas, em nossa Tecnologia de Válvulas para Câmara Quente e em como entregamos moldes completas, componentes, peças de reposição e serviços de valor agregado aos nossos clientes. Sempre investiremos em pesquisa e desenvolvimento e na construção de parcerias valiosas para sermos líderes em inovação. É simplesmente como nos definimos ”, disse John Galt, presidente e CEO da Husky.

Inovação em toda parte

A Husky tem estado na vanguarda da indústria de equipamentos de moldagem por injeção há mais de 65 anos. Agora, a empresa está olhando não apenas para oferecer equipamentos de processamento mais eficientes, mas também em direção ao ciclo de vida total de ponta a ponta de equipamentos de moldagem por injeção e peças moldadas em plástico. Hoje, e no futuro, as embalagens plásticas e peças injetadas exigirão soluções de manufatura mais flexíveis e adaptáveis, bem como novos modelos de negócios que suportem o crescimento tanto das marcas como de transformadores de plásticos.

Tecnologia inovadora de múltiplas camadas

Originalmente lançada na NPE em 2015, a tecnologia de múltiplas camadas (Multi-Layer Technology) da Husky oferece um melhor desempenho, segurança e design e usa menos material, ao tempo em que oferece um custo total de peça menor, afirma a empresa. Já são mais de 30 sistemas vendidos em todo o mundo para uma variedade de aplicações, incluindo refrigerantes, sucos, água com gás, cerveja, chá, laticínios, alimentos e cuidados pessoais. A empresa tem visto uma demanda crescente de clientes que procuram explorar novas aplicações.

“Como líderes do setor, somos capazes de dar suporte à capacidade de nossos clientes de projetar e entregar embalagens que atendam às demandas de uma sociedade em rápida mutação. Isso inclui a necessidade de soluções flexíveis que sejam mais sustentáveis ​​”, disse Dave Morton, Vice-Presidente de Tecnologia de Multicamadas da Husky. “Nossa Tecnologia de Múltiplas Camadas, combinada com novos materiais de barreira recicláveis, atende a essa necessidade e fornece um pacote funcional que protege o produto com mais eficiência, tanto do ponto de vista do material quanto do custo total.”

A exposição de Múltiplas Camadas da Husky na NPE2018 destacou a capacidade da tecnologia para vários requisitos de aplicação, incluindo barreiras para luz, oxigênio e dióxido de carbono, além de garrafas com novo design e tratamentos funcionais que aumentam significativamente o apelo dos produtos nas prateleiras.

Flexibilidade de aplicação com o sistema HyPET® 225 e soluções em Moldes para PET

Durante a feira, a Husky demonstrou seu sistema integrado de fabricação de pré-formas HyPET® 225. O sistema produziu uma pré-forma de 11 gramas usando um molde de 48 cavidades em um tempo de ciclo de 8.2 segundos. A empresa também destacou suas tecnologias e serviços em moldes para PET.

Especialistas da Husky também fizeram apresentações no Fórum Técnico da Zona da Garrafa (Bottle Zone Technical Forum), uma destaque deste ano na NPE2018.

Durante o evento, a Husky também deu ênfase ao seu fornecimento de serviços e peças de reposição OEM, projetados para otimizar o processo de produção e prolongar a vida útil dos equipamentos de fabricação.

Soluções para atender a vários mercados

Um destaque significativo da exposição da Husky na NPE2018 foram as suas inovações em Bicos de Injeção Valvulados de Câmara Quente, capazes de manter a qualidade dos bicos de injeção por milhões de ciclos.

A Husky fornece moldes de injeção para uma variedade de mercados, incluindo para produtos médicos, de alimentos, bebidas, produtos para casa e cuidados pessoais e de beleza. Parte da exposição da empresa na NPE2018 mostrou as capacidades integradas de produção da empresa para o mercado médico, que incluem máquinas Husky e moldes Schöttli para a área de produtos médicos.

A Husky Injection Molding Systems Ltd. é uma fornecedora líder global de equipamentos e serviços de moldagem por injeção para a indústria de plásticos. A empresa possui mais de 40 escritórios de serviços e vendas, dando apoio a clientes em mais de 100 países. As instalações de fabricação da Husky estão localizadas no Canadá, Estados Unidos, Luxemburgo, Áustria, Suíça, China, Índia e República Tcheca.

Fonte: Husky

Curta nossa página no

Feira conjunta “The Innovation Alliance”, que incluiu a Plast 2018, recebeu 150.000 visitantes

08/06/2018

Foi um resultado altamente positivo para a décima oitava PLAST – Feira Internacional para as Indústrias de Plásticos e Borracha, que aconteceu no recinto de feiras Fiera Milano, em Rho-Pero (Itália), de 29 de maio a 1 de junho de 2018.

“Não poderia ter sido melhor. Nosso escritório organizacional está bastante satisfeito com o resultado da exposição por pelo menos duas razões ”, afirmou Alessandro Grassi, presidente da AMAPLAST e da empresa comercial PROMAPLAST srl. “Em primeiro lugar, porque a nossa decisão de introduzir o projeto de feiras conhecido como “The Innovation Alliance” – juntamente com os organizadores das outras quatro exposições (IPACK-IMA, MEAT-TECH, PRINT4ALL, INTRALOGISTICA ITALIA) – provou ser um escolha vencedora: os mais de 150.000 visitantes que participaram do evento foram expostos a uma gama exaustiva de plásticos e tecnologia de borracha sem precedentes. “The Innovation Alliance” se posiciona agora como a segunda maior feira italiana depois do Salone del Mobile. Desde o primeiro dia até o término do evento, a Corso Italia e os dezessete salões da Fiera Milano estiveram cheios de visitantes. ”

“Ainda mais importante, em relação à PLAST em particular e por ser um grande motivo de orgulho para nós, foi a grande satisfação dos expositores, que desfrutaram da significativa presença de visitantes qualificados e de um número impressionante de contratos assinados diretamente na feira. As expectativas – já bastante ambiciosas – acabaram sendo superadas pela realidade. ”

A PLAST 2018 registrou um total de cerca de 1.500 expositores em 55.000 metros quadrados de área de exposição, com um crescimento significativo de mais de 20 porcento em participantes estrangeiros, afirmando a estatura internacional da exposição. Um exemplo disso foi a expansão significativa dos coletivos chineses e iranianos.

O escritório organizacional da PLAST 2018 estima mais de 63.000 visitantes para a exposição, com base em declarações de interesse prioritário feitas pelos visitantes durante a sua inscrição. O número exato não pode ser determinado com precisão, já que os ingressos para as cinco exposições simultâneas permitiu o acesso a todas as dezessete pavilhões de exposição da “The Innovation Alliance”.

Os visitantes estrangeiros representaram 27,5% do total, vindo de 117 países, sendo a Espanha, a França e a Alemanha os mais representados.

Cerca de trinta delegações oficiais foram recepcionadas na feira. Em entrevistas ao escritório organizacional, eles expressaram uma forte admiração pela magnitude e completude das mostras de tecnologia da PLAST 2018 e feiras satélites RUBBER (representando a indústria da borracha), 3D PLAST (manufatura aditiva e tecnologias relacionadas) e PLAST -MAT (plásticos inovadores), que faziam parte da “The Innovation Alliance”.

O núcleo da exposição foram as máquinas, equipamentos e moldes para processamento de plásticos e borracha, com mais de 3.500 unidades em exibição. A tecnologia da Indústria 4.0 foi bem representada, além de ser também o tópico de discussões nas muitas conferências que ampliaram o programa desta importante feira comercial.

PLAST 2018 – DADOS DO EVENTO

  • Datas: 29 de maio / 1 de junho de 2018 (quatro dias, dentro da The Innovation Alliance)
  • Local: FieraMilano (Rho), Salões 9-11, 13-15, 22-24
  • Área de exposição: 55.000 m² líquidos (103.000 m² brutos)
  • Setores em exposição: 75% de máquinas, 20% de materiais e produtos, 5% de serviços
  • Expositores no total: 1.510 (57% da Itália e 43% do exterior, 1.049 diretos e 461 através de representantes)
  • Países de origem dos expositores: 55
  • Feiras-Satélites: RUBBER (para a indústria da borracha), 3D Plast (impressão 3D e tecnologias similares), PlastMat (materiais inovadores)
  • Horário de visitação: das 9h30 às 18h
  • Visitantes: 63.000 (27,5% do exterior, provenientes de 117 países)
  • Origem dos visitantes estrangeiros: Europa (66,67%), Ásia (21,35%), América (6,29%), África (4,94%), Oceania (0,75%)
  • Primeiros quinze Países de origem dos visitantes: Espanha (8,86%), França (7,54%), Alemanha (6,23%), Turquia (5,54%), Suíça (4,66%), Federação Russa (4,34%), Polónia (3,63%), Eslovénia (3,51%), Grécia (3,04%), Roménia (2,99%), Reino Unido (2,53%), Portugal ( 2,25%), Bélgica (2,19%), Holanda (2,12%)
  • Percentagem de visitas: terça-feira (21,70%), quarta-feira (29,16%), quinta-feira (28,49%), sexta-feira (20,65%)
  • Participação geral na The Innovation Alliance: https://www.plastonline.org/Info/DettagliNews/8502
  • Estatísticas das últimas edições do PLAST (2015 e 2012, cinco dias, nenhuma coincidência com outras exposições que ingressaram na “The Innovation Alliance”): https://plastonline.org/archivioFiles/doc/PLAST%20it.pdf

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plast 2018

Curta nossa página no

Versatilidade de clarificante da Milliken para embalagens termoformadas em polipropileno será apresentada na Fispal Food Service

07/06/2018

Produto confere ao polipropileno (PP) altíssima transparência para uso em embalagens alimentícias, além de tornar possível o uso em micro-ondas, aliado a vantagens ambientais e comerciais do material

A mudança de hábitos alimentares das pessoas tem provocado uma nova percepção na indústria, que vem trabalhando no sentido de oferecer embalagens com condições adequadas para garantir segurança e o acondicionamento eficiente dos alimentos. Algumas soluções como o clarificante NXTM UltraClearTM, desenvolvido pela Milliken (www.milliken.com), proporcionam altíssima transparência em embalagens termoformadas em polipropileno (PP), afirma a empresa. Tal propriedade é ideal para recipientes cujo conteúdo precisa estar protegido e à vista do consumidor.

Durante a Fispal Food Service – Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar, que acontece de 12 a 15 de junho no Expo Center Norte, a Milliken apresentará diversas aplicações, entre elas o uso de sistema de selagem com atmosfera modificada para bandejas de PP ultra clarificado com o produto.

Segundo a empresa, a ação do clarificante é capaz de superar o tradicional aspecto translúcido do PP em embalagens termoformadas (moldadas em altas temperaturas), criando uma transparência similar àquela do PET e PS (poliestireno), mas com os benefícios ambientais e de desempenho do material.

De acordo com Edmar Nogueira, gerente técnico da Milliken, “embalagens transparentes permitem que o consumidor possa verificar ainda nas gôndolas dos supermercados ou das lojas de conveniência o aspecto geral dos ingredientes das refeições prontas ou semi-prontas”. Segundo uma pesquisa encomendada pela empresa a um instituto americano, há ainda uma “necessidade emergente”, demonstrada pelos consumidores, de que essa alimentação seja “conveniente”, “rápida” e “saudável”. “Isso importa diretamente na qualidade e segurança da embalagem, pois terá de resistir pelos caminhos percorridos entre o freezer, a sacola (para a casa ou para o trabalho) e o fogão (ou micro-ondas), explica Nogueira.

As vantagens de usar o PP estão na baixa pegada de carbono durante a produção da resina, baixa densidade do material e altos valores de recuperação de energia. De acordo com a Milliken, o PP consome uma menor quantidade de energia durante sua produção, quando comparado com outros plásticos, e sua baixa densidade resulta em menor volume de resíduos. É um plástico ideal para a economia circular. A diferença de peso entre embalagens de PP e outros materiais está normalmente entre 15% e 20% a menos para o polipropileno. A resistência ao calor do PP permite o uso em micro-ondas, agregando conveniência à embalagem.

Além do uso em termoformagem, o clarificante Millad NX8000®, presente no concentrado, também é utilizado em outras aplicações como frascos, utensílios domésticos e outros recipientes.

A Milliken é uma empresa inovadora que atua nos segmentos de revestimentos, especialidades químicas, aditivos e tecnologias de coloração, com aplicações desde plásticos automotivos até itens para crianças. A Milliken possui laboratórios e centros de desenvolvimento e de aplicação em todo o mundo, empregando mais de 100 PhDs e acumulando mais de 2.200 patentes nos EUA e mais de 5 mil patentes no mundo todo, desde sua fundação em 1865.

Serviço:

FISPAL 2018 – 34ª Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar
Data: 12 a 15 de junho
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo.
http://www.fispalfoodservice.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Milliken

Curta nossa página no

José Ricardo Roriz Coelho assume presidência da Fiesp

07/06/2018

Notícia veiculada pelo Valor informa que o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), José Ricardo Roriz Coelho (foto),  assumiu, nesta quarta-feira, o comando da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Paulo Skaf, que era presidente da entidade, licenciou-se do cargo para concorrer ao governo de São Paulo nas próximas eleições.

O primeiro vice-presidente da Fiesp, Benjamim Steinbruch, estava cotado para assumir o cargo durante a licença de Skaf mas também licenciou-se da diretoria da entidade. Especula-se que Steinbruch poderá ser o candidato a Vice-presidente da República na chapa de Ciro Gomes.

José Ricardo Roriz Coelho faz parte da diretoria da Fiesp há 13 anos como Diretor de Economia, Competitividade e Tecnologia e ocupava também o cargo de 2o. vice-presidente da entidade.

Link para notícia do Valor: http://www.valor.com.br/empresas/5572089/jose-roriz-coelho-presidente-da-abiplast-assume-comando-da-fiesp

Curta nossa página no

NPE2018: Organizadores divulgam dados consolidados da maior feira da história das NPE´s

06/06/2018

Mais de 2.100 empresas de 121 países se reuniram na NPE2018: The Plastics Show em Orlando, Flórida, no mês passado para fazer novos investimentos, estrear tecnologias de fabricação e impulsionar toda a indústria global de plásticos.

A NPE2018, organizada a cada três anos pela Plastics Industry Association (PLASTICS), foi concluída em 11 de maio, encerrando cinco dias muito ativos de negócios nos pavilhões de feiras, além de inúmeros programas educacionais novos e tradicionais que ofereceram um vislumbre sobre o futuro dos plásticos.

“É difícil descrever a euforia nos pavilhões “, disse o Chairman da NPE2018, Glenn Anderson, que é vice-presidente sênior da fabricante de máquinas para plásticos Milacron LLC. “Ouvimos muitos depoimentos de nossos expositores sobre a produtividade do show deste ano, sendo que muitos deles relataram ter superado suas previsões de contatos para a feira já no primeiro dia”.

Com 2.174 empresas expositoras ocupando mais de 111 mil metros quadrados de área de exposição – completamente ocupada- , a NPE2018 foi a maior feira das história das NPE´s. Foi também a feira mais “pesada” já registrada, com quase 10 milhões de quilos em frete de materiais e equipamentos trazidos para o show.

A participação da NPE2018 aumentou 1,7% em relação à NPE2015, com 56.034 participantes confirmados, oriundos de quase 19.000 diferentes empresas, de acordo com dados da mostra que foram avaliados e validados por uma empresa independente de análise de dados (*). As noites em quartos de hotel durante a feira também aumentaram em 3,2%, para 65.632.

Caracterizada de fato como uma feira global, 49% das empresas expositoras e 27% dos inscritos vieram de fora dos Estados Unidos, representando 121 países com 3.351 e 3.965 visitantes da China e da América Latina, respectivamente.

As empresas expositoras vieram de 35 países, com representantes dessas empresas vindo de 63 países fora dos Estados Unidos. Em ordem decrescente, os dez países com maior número de empresas expositoras participantes foram: China, Canadá, Taiwan, Itália, Alemanha, Índia, França, Turquia, Suíça e Áustria.

“Nós vendemos completamente o nosso espaço de exposição quase 14 meses antes da feira e trabalhamos diligentemente para acomodar as empresas que não puderam garantir espaço durante o nosso Space Draw”, disse o produtor da feira, Presidente e CEO da Associação da Indústria de Plásticos dos Estados Unidos (PLASTICS), William R. Carteaux. “Ouvimos um feedback extraordinário sobre uma feira repleta de inovações e novas tecnologias para ajudar as pessoas a fabricar coisas melhor e mais rápido”.

De acordo com inúmeras empresas expositoras, a atividade de vendas nos pavilhões de feiras foi intensa desde o primeiro dia e continuou durante a semana. “Tivemos uma quantidade enorme de atividade no stand, com muitos visitantes novos, além de muitos clientes já existentes que pararam para ver nossas últimas inovações”, disse Paul Caprio, presidente do KraussMaffei Group. “Também superamos o número de contatos feitos na feira, com mais de 1.200 contatos versus os cerca de 900 leads de três anos atrás.”

A Plastics Industry Association (PLASTICS), antiga SPI, é a organização que apóia toda a cadeia de suprimentos da indústria de plásticos, representando quase um milhão de trabalhadores nessa indústria americana de US $ 404 bilhões. Desde 1937, a PLASTICS vem trabalhando para tornar seus membros e a indústria mais competitivos globalmente, ao mesmo tempo em que promovem a reciclagem e a sustentabilidade.

(*) A PLASTICS manteve uma empresa de análise de dados especializada em feiras antes do início da NPE2018 para fazer uma revisão completa dos dados coletados da NPE2015 para fins de comparação com a NPE2018. Durante a revisão, a empresa conseguiu confirmar 55.110 participantes únicos e não os 65.000 participantes que a PLASTICS havia mencionado anteriormente. O número de participante anterior foi baseado na melhor informação que a PLASTICS tinha na época.

Fonte: Press Office – NPE2018

Curta nossa página no

Inscrição para expositores da K 2019 é encerrada com espaço da feira totalmente reservado

06/06/2018

A K 2019 está firmemente posicionada para repetir o desempenho de grande sucesso da K 2016. Agora que já expirou o prazo oficial para inscrição de expositores para a feira internacional mais importante do segmento industrial de plásticos e borracha, ficou claro que os pavilhões de exposição de Düsseldorf, na Alemanha, estarão completamente ocupados durante o evento, que ocorrerá de 16 a 23 de outubro de 2019, e que a K 2019, assim como as feiras anteriores, fornecerá um forte impulso para futuros desenvolvimentos. Em 2019, as inovações dos expositores e muitos eventos paralelos serão focalizados na interconexão entre o mundo digital, processos de produção e desenvolvimento de novos produtos, bem como na promoção da economia circular.

Em 2019, cerca de 3.000 expositores irão novamente a Düsseldorf para participar da feira. Empresas de todo o mundo já reservaram seu estandes, onde apresentarão seus produtos mais recentes nas áreas listadas abaixo:

  • Matérias primas e auxiliares
  • Produtos semi-acabados, componentes técnicos e produtos de plástico reforçado
  • Máquinas e equipamentos para as indústrias de plásticos e borracha

Werner M. Dornscheidt, CEO e Presidente da Messe Düsseldorf, juntamente com sua equipe, estão satisfeitos pelo fato das empresas globais do segmento de plásticos e borracha terem novamente selecionado a feira K como plataforma: “Uma coisa já está clara: a K 2019 novamente fornecerá uma visão abrangente do mercado global. Graças à sua incomparável internacionalidade, tanto em termos de expositores como de visitantes, e também porque abrange uma gama única de produtos e serviços, esta feira trienal tem um status especial entre as feiras globais e proporciona o palco perfeito para apresentações pioneiras. ”

Com o status especial da K 2019 sendo refletido pelo notável feedback recebido dos expositores globais, a feira também ressalta o seu importante papel ao abordar as questões atuais mais importantes que dizem respeito à indústria. Nesse sentido, a exposição especial “Plastics shape the future” (Plásticos dão forma ao futuro) apresenta áreas de aplicação pioneiras para materiais poliméricos e focaliza de perto como esses materiais, com suas diversas propriedades, estão afetando os ambientes modernos. No “Science Campus” (Campus da Ciência), as universidades e organizações de pesquisa irão apresentar suas atividades e resultados atuais – este é o ponto de encontro entre a pesquisa e a economia. Nos próximos meses, o Conselho de Ciência da feira e seus subcomitês definirão os principais tópicos a serem abordados pelo programa especial “Plastics shape the Future” e pelo “Science Campus“. Eles se concentrarão em materiais e tecnologias inovadoras com impacto substancial em desafios globais, tais como gerenciamento de água, energia e resíduos, uso eficiente de recursos, digitalização e desenvolvimento sustentável.

Eventos adicionais, a exemplo de apresentações focalizadas em treinamento e desenvolvimento nas indústrias de plásticos e borracha ou no tema da produção aditiva, estão no momento sendo preparados.

Fonte: Messe Düsseldorf

Curta nossa página no

Compostos para moldagem da linha de acrílicos da Evonik recebem nova certificação para indústria automotiva

06/06/2018

  • Unidades de produção em Worms e Xangai são certificadas segundo a norma IATF 16949:2016
  • A linha de produtos Molding Compounds atende aos critérios de qualidade da indústria automotiva para fornecedores sub-tier 1.
  • A certificação das fábricas dos EUA está prevista para 2019.

A linha de produtos Molding Compounds da linha de negócios Methacrylates, da Evonik, recebeu a certificação de duas unidades de produção de Plexiglas®, marca de polimetilmetacrilato (PMMA) da Evonik, de acordo com o padrão mais recente da indústria automotiva, a IATF 16949:2016.

Os certificados atestam que os requisitos de gestão da qualidade analisados como parte da auditoria foram atendidos no site alemão da empresa em Worms, para a produção dos compostos para moldagem Plexiglas® e Pleximid® e na unidade chinesa de Xangai para a produção do composto para moldagem Plexiglas®.

A certificação incluiu auditorias de processos comerciais em diversos setores como compras, controle de garantias, IT, calibragem, gestão do relacionamento com os clientes, gestão de fornecedores, marketing, recursos humanos, desenvolvimento de produto, desenvolvimento de processos, testes, sistema de gestão da qualidade, planejamento estratégico e vendas.

“Esta certificação representa um marco importante em nossa estratégia de continuar sendo o principal fornecedor de PMMA da indústria automotiva”, explica Siamak Djafarian, responsável pela linha de produtos Molding Compounds no segmento Performance Materials da Evonik. “Sabemos o quanto esta certificação é relevante para a maioria dos nossos clientes. Com esta bem-sucedida auditoria, enfatizamos o comprometimento com a qualidade e a confiabilidade dos nossos compostos para moldagem Plexiglas®.

Durante as auditorias, os peritos da Associação Alemã de Certificação de Sistemas de Gestão (DQS, na sigla em alemão) e do grupo SGS verificaram que os processos da linha de produtos Molding Compounds seguem à risca os padrões de qualidade determinados para o cumprimento dos requisitos da indústria automotiva também em relação aos seus fornecedores sub-tier 1. “A auditoria simultânea de duas fábricas em continentes distintos é algo que envolve grande complexidade e requer uma coordenação excepcional”, observa Volkhard Erb, da Gestão de SSMAQ na linha de negócios Metacrilatos, que acompanhou a certificação.

O novo padrão da International Automotive Task Force (IATF) substitui os padrões anteriores e a certificação segundo a norma ISO/TS 16949:2009, que perde a sua validade em 2018, e unifica as exigências gerais existentes em relação aos sistemas de gestão da qualidade na indústria automotiva.

A certificação das unidades de produção dos Estados Unidos da linha de produtos Molding Compounds segundo a IATF 16949:2016 está prevista para 2019.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

DuPont Advanced Printing apresenta portfólio de inovações para impressão flexográfica na LatinPack, no Chile

06/06/2018

As soluções que atendem aos segmentos de embalagem e impressão digital estarão expostas no stand da Grafisoft

Entre os dias 07 e 08 de Junho, a DuPont Advanced Printing (DuPont) estreará como expositora na LatinPack – 1ª Feira Internacional de Embalagem e sua Cadeia de Valor (www.latinpack.cl), organizada pelo CENEM – Centro de Envases y Embalajes do Chile. O evento, que acontecerá no Espacio Riesgo, em Santiago, será um ponto de encontro da indústria de embalagem e de sua cadeia de valor para a troca de conhecimento, apresentação de novas tecnologias e pesquisas, novos materiais e insumos, serviços, energias limpas, manejo de resíduos, networking e troca de experiências entre os players internacionais desse setor.

Durante o evento, a DuPont apresentará, no estande de um parceiro local – Grafisoft – soluções em impressão flexográfica. Entre elas, a tecnologia de chapas Cyrel® EASY. Este portfólio já está consolidado em diversas aplicações – embalagens flexíveis, rótulos e etiquetas, papelão ondulado e papel – tanto no sistema de revelação FAST (térmico) como no sistema de revelação solvente, em versões de chapa com superfície lisa (para aplicação de retículas e micro células por meio de softwares) ou com superfície modificada de fábrica.

Segundo a DuPont, esta plataforma tecnológica simplifica o processo de pré-impressão ao construir pontos digitais, de topo plano, diretamente na placa, resultando em maior produtividade e consistência na impressão flexográfica.

Outra novidade que a empresa apesentará na LatinPack 2018 é o equipamento Cyrel® FAST 2000 TD. Segundo a empresa, ele permite produzir chapas flexográficas, eliminando o uso de solventes químicos e soluções aquosas para revelar a chapa e garantindo alta produtividade e qualidade para os usuários. O Cyrel® FAST 2000 TD atende ao principal formato de chapas utilizado no mercado (1.067 x 1.524 mm ou 42 “x 60”) e apresenta diversas melhorias em relação aos modelos anteriores. Quando combinado às chapas Cyrel® EASY FAST, o sistema garante um resultado de impressão ainda melhor, seja para banda larga ou banda estreita, afirma a empresa.

A DuPont Advanced Printing reúne tecnologias e produtos para a indústria gráfica de impressão e embalagem. DuPont™ Cyrel® é uma das líderes mundiais no fornecimento de sistemas de impressão flexográfica, nos formatos digital e analógico, incluindo a marca de chapas produzida com o fotopolímero Cyrel®, equipamentos de processamento Cyrel® FAST e produtos de montagem e acabamento. DuPont™Artistri® oferece tintas para aplicações de consumo, comerciais, de jato de tinta de escritório e impressão têxtil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – DuPont

Curta nossa página no

Coim apresenta soluções para o mercado de embalagens na Latin Pack 2018

06/06/2018

Empresa italiana leva tintas 100% PU para o evento

Santiago do Chile foi escolhida para receber a edição 2018 da Latin Pack. O evento, que acontece pela primeira vez na cidade entre os dias 7 e 8 de junho, reúne os principais fornecedores e representantes de indústrias do setor de embalagens da América Latina.

Este ano, além de levar as tintas 100% PU para a feira, a Coim também apresentará uma palestra sobre a aplicação do produto para embalagens flexíveis. A empresa italiana, que possui mais de 50% de market share na linha de adesivos para laminação, tem investido para completar seu portfólio, oferecendo produtos que contemplem soluções para toda a cadeia produtiva, que já vem sendo atendida pelas resinas AP e adesivos da linha Novacote.

“O Brasil é um mercado muito promissor. Empresas que estão consolidadas na Europa e Ásia tentam ganhar espaço em países emergentes. A Coim sai na frente pois já possui uma unidade no Brasil e aqui produz a resina poliuretânica, base dessa nova tinta.” , explica Maurício Rufo, gerente de contas da linha.

A Latin Pack é uma vitrine para a demonstração de tecnologias e criação de tendências para as empresas do setor de embalagens. “A indústria está cada vez mais forte e apresentar a Coim, empresa que possui produção própria no Brasil e distribuição em toda a América do Sul, é de vital importância para nos consolidarmos no mercado. Nesse tipo de evento, conseguimos ainda trocar informações, prospectar novos clientes e estabelecer contatos importantes para a empresa.”, ressalta Gabriela Nobre, gerente de marketing da Coim.

A Coim (Chimica Organica Industriale Milanese) é uma empresa de origem italiana especializada em policondensação (ester), poliadição (poliuretanos) e grande fabricante de especialidades químicas. Fundada em 1962, em Milão, a empresa possui unidades fabris na Itália, Brasil, Estados Unidos, Índia e Cingapura, além dos Centros de Pesquisa na Itália, França, Inglaterra, Alemanha e Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Coim

Curta nossa página no

Braskem lança novo conceito de resina reciclada no evento Sustainable Brands

06/06/2018

Edição de Vancouver do evento está sendo realizada até 7 de junho

A Braskem está presente, nesta primeira semana de junho (dias 4 a 7), na edição de Vancouver (Canadá) do Sustainable Brands – um dos mais importantes eventos do calendário de sustentabilidade -, como patrocinadora, principal apresentadora e expositora no pavilhão Good Materials & Packaging. A empresa aproveitará a feira para apresentar um novo conceito de resina plástica reciclada.

Por meio de sua plataforma Wecycle, a Braskem apresenta resultados promissores na criação de uma resina reciclada com melhor qualidade e alto teor de conteúdo reciclado, oriundo de embalagem rígida pós-consumo doméstico de polietileno. Dentre as características principais, destacam-se as propriedades de resistência ao stress craking semelhantes à resina virgem e propriedades mecânicas de impacto na tração S 70% melhores do que a resina reciclada utilizada no mercado. O próximo passo é identificar parceiros para testar esta solução em produtos finais (embalagens rígidas de pequeno volume), que utilizarão a resina reciclada como matéria-prima.

No espaço para debates, cujo foco é “Como as marcas estão desenvolvendo novas soluções para embalagens e incorporando práticas de economia circular em seus produtos”, executivos da Braskem discutirão projetos e tecnologias que estão sendo estudados em laboratórios de inovação da companhia. Joe Jankowski, responsável comercial de Polietileno Verde da Braskem na América do Norte, abordará os benefícios e aplicações do Plástico Verde I’m greenT. Luiz Gustavo Ortega, gerente de Desenvolvimento Sustentável da companhia, comentará sobre a plataforma de conteúdo Bluevision, que trata de temas relacionados a sustentabilidade, desenvolvimento humano e utilização inteligente de recursos. Já Fabiana Quiroga, diretora de área de Reciclagem & Plataforma Wecycle, falará sobre a iniciativa que visa fomentar novos negócios para a valorização de resíduos plásticos pós-consumo e desenvolvimento da cadeia de reciclagem.

Além disso, Fabio Lamon, Líder de Manufatura Digital da Braskem, apresentará paleastra no palco principal do evento sobre a atuação da companhia em escala global na busca da sustentabilidade e do envolvimento das pessoas nesse processo.

Na área de exposição, a Braskem está presente em dois stands. Em um deles está expondo o Plástico Verde I’m greenT, produzido a partir de cana-de-açúcar, e suas principais aplicações nos segmentos de embalagens para o setor alimentício, produtos para higiene e beleza e cuidados para casa. No outro stand, estão sendo abordadas as plataformas Bluevision e Wecycle. Desta última, serão exibidos alguns produtos, já resultados de parcerias da Braskem por meio da plataforma, tais como: a caixa organizadora da linha <OU> da Martiplast, a embalagem do tira-manchas Qualitá, do Grupo Pão de Açúcar, e os sacos para lixo, da Embalixo.

“O desenvolvimento sustentável é um dos principais pilares de atuação da Braskem e, para nós, é de grande importância participar e fomentar discussões sobre o tema com outras empresas do setor, reforçando nossas iniciativas e conhecendo o que outros grandes players estão fazendo”, informa Fabiana Quiroga. “Trouxemos para o evento nossos principais produtos, conceitos e programas com viés sustentáveis, buscando impactar toda a cadeia a pensar desta maneira”.

Bluevision

Para contribuir com o debate e o desenvolvimento de soluções sustentáveis, a Braskem lançou em março de 2018, durante o Fórum Mundial da Água, em Brasília, a plataforma global de conteúdo Bluevision (www.bluevisionbraskem.com). O objetivo é produzir um conteúdo relevante que leve as pessoas à reflexão e também a uma nova forma de interação com o meio em que vivem.

Wecycle: plástico reciclado com valor

Por meio da plataforma Wecycle, criada em 2015, a Braskem busca fomentar negócios que valorizem os resíduos plásticos ao longo de toda a cadeia produtiva, contribuindo com ações a favor da reciclagem, do pós-consumo e do meio ambiente. A iniciativa já resultou na parceria com diversas organizações para o desenvolvimento de produtos, soluções e processos ligados ao reaproveitamento do plástico. Os produtos abaixo são provenientes desta plataforma. Saiba mais em: www.braskem.com.br/wecycle

Sobre a Sustainable Brands: A Sustainable Brands é a principal comunidade global de marcas inovadoras que estão moldando o futuro do comércio mundial. Desde 2006, sua missão tem sido inspirar, engajar e dar suporte aos líderes de negócios e de marcas, visando um futuro melhor. A comunidade atua em diversos formatos, como: publicações de artigos digitais, rodadas de conversas, conferências internacionalmente conhecidas e eventos regionais, além de uma robusta biblioteca online, tudo com viés de engajar as comunidades, dentro e fora deste grupo, durante o ano todo.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

DowDuPont investirá US$ 100 milhões para ampliar a capacidade produtiva de instalações no Texas

29/05/2018

O aumento deve ocorrer por fases até 2020 para atender à demanda crescente dos mercados de transportes e embalagens

A DowDuPont acaba de anunciar um plano envolvendo investimentos de aproximadamente US$ 100 milhões nos próximos dois anos, que serão destinados à ampliação da capacidade produtiva e modernização das instalações da unidade de Sabine River Works, no Texas (EUA). O objetivo é apoiar o crescimento global dos materiais de especialidades fabricados na unidade.

O investimento conjunto visa atender à demanda crescente dos clientes tanto do negócio de Embalagens e Plásticos de Especialidades (P&SP) da Divisão de Ciência dos Materiais da DowDuPont (que passará a se chamar Dow), quanto do negócio de Transporte e Polímeros Avançados (T&AP) da Divisão de Produtos de Especialidades (que passará a se chamar DuPont).

“Esse é mais um grande exemplo do poder da nossa fusão histórica e da capacidade de responder prontamente às necessidades dos clientes e acompanhar seu crescimento,” destacou Diego Donoso, Presidente do Negócio de Embalagens e Plásticos de Especialidades da Dow. “Enxergamos um grande potencial de fornecer quantidades maiores desses produtos de especialidades aos nossos clientes nos mercados de embalagens para alimentos e bens de consumo”.

O aumento da capacidade deverá ocorrer em diversas fases a partir de 2020 e permitirá que ambas as divisões atendam à demanda cresceste pelos produtos das linhas de materiais de especialidades Surlyn®, Nucrel®, Fusabond® (P&SP) e Vamac® (T&AP), utilizados em aplicações de embalagens de alimentos, transportes e bens de consumo. Adicionalmente, a Companhia está avaliando planos de longo prazo para investir em uma nova planta que daria suporte adicional ao crescimento do mercado.

  • Surlyn é um ionômero de copolímero etileno-ácido.
  • Nucrel é uma família de copolímeros etileno-ácido. Ela inclui copolímeros baseados em etileno-ácido metacrílico (EMAA) e copolímeros baseados em etileno-ácido acrílico.
  • Fusabond é uma família de polímeros funcionais que foram modificados para ajudar na adesão de polímeros dissimilares usados em compostos resistentes, com cargas e blendas. Estes incluem terpolímeros modificados de etileno-acrilato-monóxido de carbono, etileno-acetato de vinila (EVA), Polietilenos (PE), Polietilenos metalocênicos, Polipropileno (PP) e borrachas de etileno-propileno. Os polímeros são modificados tipicamente com anidrido maleico.
  • Vamac é um elastômero etileno-acrílico.

“Com essa capacidade adicional, seremos capazes de atender ao crescimento do mercado automotivo em um momento em que a demanda dos clientes por polímeros avançados está muito alta,” afirmou Randy Stone, Presidente do Negócio de Transporte e Polímeros Avançados da DuPont. “Esses investimentos nos permitirão continuar a oferecer soluções inovadoras para mercados finais de alto crescimento e reforçam nosso compromisso de ampliar nossa posição de liderança nesses importantes segmentos de mercado”.

Fonte: Assessoria de Imprensa – DowDuPont; Foto: DuPont

Curta nossa página no

Tomra registra aumento de interesse em tecnologias de triagem durante a IFAT 2018

28/05/2018

Novos regulamentos mais rígidos e preocupações dos consumidores refletem-se em aumento de consultas recebidas na principal feira de tecnologias ambientais

A Tomra Sorting Recycling registrou altos níveis de interesse em suas tecnologias de seleção baseada em sensores durante a IFAT 2018, a principal feira mundial de tecnologias ambientais, que foi concluída em 18 de maio.

O evento de quatro dias em Munique, na Alemanha, atraiu mais de 130.000 pessoas de quase 200 países. Muitos visitaram o stand de exposição da Tomra para conhecer as mais recentes soluções de triagem da empresa, expostas nas seções ‘Reciclagem de Metais’ e ‘Resíduos’ do estande, e ouvir sobre as expectativas da Tomra para inovações futuras, destacadas nas áreas ‘Economia Circular’ e ‘Futuro’ do estande.

Tom Eng, vice-presidente sênior e chefe da Tomra Sorting Recycling, comentou: “O grande número de profissionais da indústria que participam da IFAT 2018 e a alta qualidade de consultas recebidas pela Tomra mostram como a demanda está crescendo pelas soluções de triagem. Isso se deve, em parte, a novos regulamentos mais rígidos, como a política nacional da China, mas também reflete a crescente conscientização ambiental dos consumidores.

“Mais países em todo o mundo estão pedindo tecnologias de reciclagem e seleção eficazes e há um interesse real no progresso futuro por meio da inovação. A Tomra acredita que os avanços mais significativos no futuro próximo serão na maior sofisticação da inteligência artificial, que já está integrada nas máquinas da Tomra de forma mais avançada do que em qualquer outro fabricante”.

Pilares de inovação da Tomra

A tecnologia inovadora continua sendo o foco central da reciclagem da Tomra. Um exemplo recente disso é o novo sistema Deteção de Objeto por Laser (LOD) da Tomra, capaz de detectar material que a tecnologia de infravermelho (NIR) não consegue. Segundo a empresa, isso permite que as operações de reciclagem de resíduos e sucata alcancem níveis de pureza do produto final anteriormente inatingíveis – uma vantagem ainda mais desejável agora que a China introduziu sua rígida política ‘National Sword’, que proíbe a importação de 24 tipos de resíduos sólidos, incluindo vários plásticos e misturas de papéis não triadas.

Outro exemplo recente da tecnologia inovadora da Tomra é o Autosort Black, a primeira máquina a recuperar polímeros pretos de materiais de embalagem.

Outro pilar da inovação está em desenvolvimentos em uma ampla variedade de aplicações. Um bom exemplo é como a Tomra Sorting Solutions aprimorou o Autosort, de modo que agora é possível separar as bandejas de PET de camada única das garrafas PET. Essa nova aplicação aprimora a capacidade anterior do Autosort de separar as bandejas de multicamadas.

Continuando a focalizar no futuro da inovação, a Tomra deu passos para melhorar mais a sua abordagem digital ao suporte aos clientes. Para demonstrar isso, a estação de consultoria com tema “Futuro” no estande da Tomra na IFAT permitiu que os visitantes visualizassem dados ao vivo, usando para isso o Tomra Insight. Este sistema de software e telemática fornece aos clientes informações remotas e em tempo real sobre o gerenciamento e o desempenho de suas máquinas de reciclagem.

A economia circular continua a impulsionar o compromisso da Tomra com um futuro sustentável. Como exemplo disso, em 2017 a Tomra subscreveu a New Plastics Economy, uma iniciativa de três anos liderada pela Ellen MacArthur Foundation, que reúne empresas, governos, cientistas e cidadãos para acelerar a transição para um sistema global de plásticos guiado pelos princípios da economia circular.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Tomra

Curta nossa página no

Feira PLAST 2018 na Itália tem espaço de exposição totalmente vendido e se prepara para abertura em 29/05

20/05/2018

A PLAST 2018, a Exposição Internacional para as Indústrias de Plásticos e Borracha, será realizada nas instalações da FieraMilano em Rho-Pero, de terça-feira, 29 de maio a sexta-feira, 1º de junho de 2018.

A PLAST 2018 será o evento europeu mais importante deste ano para a indústria de plásticos e borracha, abrangendo toda a cadeia produtiva, desde matérias-primas e produtos semi-acabados e acabados, até máquinas, equipamentos e serviços de apoio. Mais uma vez, a feira conta com o patrocínio do Ministério do Desenvolvimento Econômico da Itália.

O alcance internacional desta feira trienal, agora em sua décima oitava edição, é confirmado pelo impressionante número de expositores e visitantes estrangeiros.

O espaço de exposição para a PLAST 2018 já está completamente esgotado nos seis pavilhões da feira, onde cerca de 1.500 expositores apresentarão suas últimas novidades em uma área de cerca de 55.000 metros quadrados.

A PLAST reflete a posição global preeminente da indústria italiana de máquinas para processamento de plásticos e borracha, equipamentos e moldes, que forma o núcleo da exposição. Mais de 70% da produção nacional – que bateu um novo recorde de 4,5 bilhões de euros em 2017, segundo dados da associação de comércio AMAPLAST, é exportada. O setor é constituído por 900 fabricantes que empregam cerca de 14.000 pessoas.

A tecnologia italiana (assim como a produzida na Alemanha, principal concorrente global da Itália no setor) é comprada por transformadores de todo o mundo que necessitam de recursos de alta tecnologia para produzir grandes volumes de produtos de qualidade com ótima precisão.

A PLAST 2018 oferece aos operadores econômicos uma vitrine tecnológica ampla que aborda todos os processos de produção (desde a extrusão à moldagem por sopro, da termoformagem à moldagem por injeção) e aplicações (embalagem, automotiva, médica, construção, etc.).

Dado o excelente desempenho das exportações italianas na indústria e a recuperação no mercado doméstico, os participantes têm todo o direito de esperar oportunidades de negócios gratificantes no PLAST 2018, com seus pedidos aumentando significativamente na feira.

Mais uma vez este ano, a PLAST contará com feiras satélites dedicadas a três sub-setores de excelência: RUBBER (feira da indústria de borrachas, em sua terceira edição), 3D PLAST (focalizando manufatura aditiva e tecnologias relacionadas, agora em sua segunda edição) e PLAST-MAT ​​(primeira edição , dedicada a plásticos inovadores).

Um programa intensivo de seminários técnicos e reuniões de empresas está em andamento, fornecendo uma visão de abrangente das últimas novidades em materiais, processos, máquinas e serviços. Essas conferências, combinadas com a amplitude das exposições, atraem não apenas profissionais que trabalham no setor, mas também jovens que procuram um lugar no mercado de trabalho. Como acontece em todos as edições da PLAST, grupos de estudantes, a maioria deles de escolas técnicas, estarão entre os visitantes nas salas de exposição, obtendo uma experiência em primeira mão dos materiais e tecnologias na indústria de plásticos e borracha.

Mas isso não é tudo. De acordo com a tradição, a área de Art & Plastics do PLAST 2018 apresentará um toque de cor, com artistas exibindo trabalhos que eles criaram usando plástico, fornecendo uma demonstração adicional da versatilidade deste material.

A PLAST 2018 se unirá pela primeira vez à “The Innovation Alliance”: cinco feiras internacionais (Ipack-IMA, Meat-Tech, PLAST, Print4All e Intralogistica Italia) oferecerão aos seus respectivos profissionais, com um único ingresso, uma vitrine de excelência tecnológica de diferentes mundos de manufatura, com um forte foco em toda a cadeia de suprimentos. Uma ampla gama de produtos em um único local, que vai desde o processamento até a embalagem, do processamento de plásticos e borracha até à impressão industrial e comercial e da personalização de embalagens e rótulos até o manuseio e armazenamento de mercadorias prontas para o consumidor.

O grande número de visitantes esperados (pelo menos 120.000 no total para os cinco eventos) será acompanhado por delegações oficiais de cerca de quarenta países de todos os cantos do mundo, coordenadas pelo ICE-Agenzia e compostas de operadores qualificados que foram cuidadosamente selecionados, com interesses abrangendo todos os setores representados na “The Innovation Alliance”.

Fonte: PLAST 2018

Curta nossa página no

BASF amplia produção de Poliarilsulfonas na Coréia

20/05/2018

A BASF anunciou o início de uma nova linha de produção do Ultrason®, termoplástico amorfo transparente de elevada resistência térmica baseado em poliarilsulfona, em sua fábrica de Yeosu, na Coreia. Com a nova linha produtiva, a capacidade anual global de Ultrason® vai aumentar de 6 mil para 24 mil toneladas, atendendo ao crescente consumo do mercado em todo o mundo.

“A ampliação da produção nos permite acompanhar o crescimento da demanda oferecendo um alto nível técnico e com um portfólio de produtos que atenda às necessidades específicas das indústrias”, afirma Mario Cerqueira, coordenador regional de Especialidades Plásticas da BASF para a América do Sul. “É um material de alta performance perfeito para aplicações técnicas, muito útil na indústria automotiva, de equipamentos médicos e de conexões para circuito de água quente devido à sua alta resistência térmica, estabilidade dimensional e elevadas propriedades mecânicas”, afirma.

Ultrason® é o nome comercial para a linha da BASF dos produtos com base de polietersulfona (Ultrason® E), polissulfona (Ultrason® S), e polifenilsulfona (Ultrason® P). As últimas inovações incluem o Ultrason® Dimension, uma polietersulfona conhecida por sua extrema estabilidade dimensional e excelentes propriedades de fluxo, afirma a Basf.

A empresa produz Ultrason® em Ludwigshafen, na Alemanha, e em Yeosu, na Coréia. Ambas as plantas estão projetadas para produzir toda a gama de Ultrason® S, E e P, proporcionando à BASF a flexibilidade de otimizar a sua capacidade de suprimento aos clientes no mundo todo.

O Ultrason® é amplamente utilizado nas indústrias eletrônica, automotiva e aeroespacial para a produção de componentes leves e resistentes ao calor. O termoplástico pode suportar temperaturas de até 220°C sem alterar suas propriedades e possui excelente estabilidade química, afirma a BASF. Sua resistência à temperatura permitiu, por exemplo, que o material fosse aplicado no design compacto do novo refletor de farol no carro Hyundai ix35. O material também tem grande aplicação em peças de contato com alimentos, incluindo máquinas de café expresso ou pratos resistentes para microondas, bem como em eletrodomésticos premium. Ele está em conformidade com a FDA americana (Food and Drug Administration) e as regulamentações europeias para aplicações de contato com alimentos. Também é usado na produção de materiais compósitos de fibra de carbono e em membranas para filtração de água, em peças em contato com água quente e dispositivos médicos.

Fonte: BASF

Curta nossa página no

Braskem lança nova linha de resinas modificadas de EVA

19/05/2018

Segundo a empresa, o lançamento proporciona um excelente soft touch, além de aumentar a produtividade, reduzir o peso e ser versátil em suas aplicações

Atenta à competitividade e demanda do mercado, a Braskem acaba de lançar uma família de resinas modificadas de EVA (copolímero de etileno e acetato de vinila). De acordo com a Braskem, a marca Braskem Evance oferece uma solução com resinas inovadoras de alto desempenho e avançada customização para cada tipo de aplicação. A novidade pode ser utilizada nos setores calçadista, automotivo, de construção civil, nas indústrias de transporte, de artigos esportivos, fios e cabos, entre outros.

“O papel da Braskem vai desde a criação da resina até a definição de um composto que atenda aos requisitos técnicos para diferentes aplicações, frente à gama do mercado de borracha e elastômeros, levando benefícios a transformadores, marcas e consumidores”, comenta Claudia Arruda, diretora comercial da Braskem.

As características do EVA modificado o tornam um produto competitivo em relação a outros elastômeros e a alguns tipos de borrachas. Para ser confortável – principal requisito da indústria calçadista – o material oferece soft touch e leveza, proporcionando uma melhor aderência na sola do produto quando em contato com o chão, afirma a Braskem. Já nos setores automotivo e construção civil, a linha pode reduzir o peso para algumas aplicações, além de uma redução no custo final da solução, garante a empresa.

“Temos potencial para alcançar as indústrias que usam elastômeros e borracha como fontes de matérias-primas e criar novas oportunidades com o Braskem Evance “, afirma Claudia.

A Braskem afirma que a sua linha Evance traz um processo produtivo mais simples, utilizando menos matéria-prima e diferenciando-se das atuais resinas do mercado, além de oferecer mais flexibilidade, leveza, resistência, conforto e toque emborrachado.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Cromex levará ao México novidades em cores e aditivos para embalagens

19/05/2018

A empresa estará presente na Expo Pack 2018, que será realizada em junho, e fará parte do estande do Think Plastic Brazil

A Cromex, empresa do segmento de masterbatches de cores e aditivos para plásticos,irá expor sua linha completa de produtos e serviços na Expo Pack 2018, feira de embalagens que será realizada entre os dias 05 e 08 de junho no México.

Durante o evento, que contempla mercados tais como o de alimentos, bebidas, farmácia, beleza, artes gráficas, química, eletrônica, têxtil e automotivo, a Cromex apresentará o seu portfólio completo de produtos e também o aditivo inibidor de corrosão (VCI), utilizado na fabricação de filmes plásticos para embalagens, que protege os materiais metálicos produzidos pelas indústrias automotiva, metalúrgica, siderúrgica, eletroeletrônica e mecânica em geral contra a ação da umidade ambiente, afirma a empresa.

Outra novidade é o masterbatch preto – Superblack® – com mais negro de fumo. Segundo a Cromex, o produto possui poder de cobertura e dispersão e é perfeito para ser aplicado em diferentes formulações plásticas sem perder as características e beleza do produto final. Também estarão em exposição a linha dos concentrados brancos para o mercados de descartáveis, além dos coloridos e aditivos para marcadores a laser, embalagens rígidas, flexíveis e os masterbatches especiais para BOPP (filmes biorientados).

A Cromex afirma que os concentrados de aditivos voltados para aplicações de embalagens, também expostos durante a feira, oferecem resistência a impactos e proteção em níveis que geralmente superam os padrões de qualidade e durabilidade exigidos pela indústria. Os produtos também oferecem características de transparência e brilho.

Think Green, liveallcolors: Preocupada de promover boas práticas sustentáveis, a Cromex afirma que todos os seus masterbatches de cores e aditivos são isentos de metais pesados, o que contribui para a preservação do meio ambiente no momento do descarte devido ao fato de não haver substâncias consideradas perigosas e, consequentemente, não ocorrer contaminação do solo ou da água com metais pesados.

Além do setor de embalagens, A Cromex atende hoje a mais 17 setores da economia (construção civil, agronegócios, automotivo, eletrodoméstico, brinquedos, cosmético, higiene e limpeza, etc).

Segundo Glauco Moraes, Diretor Comercial da Cromex, a empresa tem investido em tecnologia, P&D e na qualificação de pessoas para ampliar e melhorar sua gama de soluções – produtos e serviços – para prestar melhor serviço, além de produzir e entregar melhor produto a seus clientes. “Queremos estar entre as cinco grandes produtoras mundiais de masterbatches e com o reconhecimento positivo do mercado. Hoje nossos produtos estão em mais de 60 países e temos planos de crescer a participação externa”, afirma o executivo. Atualmente, 30% dos negócios da Cromex são voltados aos mercados externos.

A participação da Cromex na Feira Expo Pack 2018 se dá em parceria com o programa de incremento às exportações de plásticos, Think Plastic Brazil, programa conjunto da cadeia produtiva do plástico e do governo brasileiro, por meio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Serviço: Cromex na Expo Pack 2018
Expo Santa Fe México, Ciudad de México
Localização do estande: #2039 / 2148

Fonte: Cromex

Curta nossa página no

Tecniplas apresenta no Concasan tanques projetados para áreas com elevadas cargas de vento

19/05/2018

Empresa também mostrará os seus megatanques no Congresso Catarinense de Saneamento

Líder brasileira em tanques e equipamentos especiais em compósitos de PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), a Tecniplas é uma das expositoras do Congresso Catarinense de Saneamento (Concasan). Agendado para os dias 06, 07 e 08/06, em Florianópolis (SC), o Concasan é promovido anualmente pela Companhia Catarinense de Saneamento (CASAN), com o apoio do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Santa Catarina (SENGE-SC).

Na edição deste ano, a Tecniplas pretende divulgar a importância de se projetar os tanques de compósitos levando em conta os sucessivos aumentos nas cargas de vento na Região Sul do país. Isso porque as rajadas de quase 200 km/h, comuns em determinadas épocas, podem danificar ou até mesmo arrancar os reservatórios das bases, caso não tenham sido construídos de forma adequada.

“Em linhas gerais, projetamos os tanques sujeitos a cargas de ventos com a adição de anéis de reforço, que os protegem contra as pressões externas e evitam amassamentos que podem danificar a estrutura”, explica Luís Gustavo Rossi, diretor da Tecniplas.

Outras atrações do estande da Tecniplas, adianta Rossi, serão os tanques de processo e armazenamento indicados para o trabalho com água, efluentes e produtos químicos. “A ideia é mostrar o quão mais vantajosa é a utilização de reservatórios de compósitos em comparação aos similares feitos de outros materiais, como concreto ou aço vitrificado”.

Em relação aos primeiros, Rossi ressalta que é necessária uma bem executada impermeabilização, em função da natural porosidade do concreto. “Além de elevar o preço, o revestimento tem vida útil limitada. Os compósitos, por sua vez, são impermeáveis, imunes à corrosão, possuem elevada resistência mecânica e podem ser formulados com resinas próprias para o contato com a água potável”.

Na comparação com o aço vitrificado, os benefícios são a maior facilidade de instalação – os tanques de compósitos são monolíticos, e não formados por milhares de placas parafusadas – e a ausência de vazamentos. “Fora que a cadeia produtiva do material que processamos é toda local, enquanto que o aço usado nos reservatórios é importado, o que deixa o cliente exposto às oscilações cambiais”, compara.

Megatanques oblatados

A Tecniplas também mostrará no Concasan os seus megatanques de compósitos. Com diâmetro máximo de 15 m e capacidade para armazenar até 4,5 milhões de litros, os gigantescos reservatórios são fabricados em seções na planta da empresa e, pelo processo de oblatação, redimensionados para permitir o transporte rodoviário.

“Ovalizamos e acinturamos as seções para que assumam o formato semelhante ao do número oito e fiquem com 5 m de largura. Assim, é possível transportar um megatanque numa carreta convencional, o que pode significar a redução do tempo de transporte de 90 para 10 dias”. Depois, na unidade do cliente, as seções são redimensionadas e laminadas umas sobre as outras. “A Tecniplas é única fabricante brasileira de tanques de compósitos a deter a tecnologia de oblatação”, observa Rossi.

Fundada em 1976, a Tecniplas mantém uma fábrica de 32 mil m² em Cabreúva, no interior de São Paulo. Seus produtos são consumidos pelas indústrias de álcool e açúcar, papel e celulose, cloro-soda, química e petroquímica, fertilizantes, alimentos e bebidas e saneamento básico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Tecniplas

Curta nossa página no

Balanço da Evonik no primeiro trimestre de 2018 registra resultados positivos

19/05/2018

  • Ebitda ajustado aumentou 14% para 679 milhões de euros
  • Vendas cresceram 1% para 3,68 bilhões de euros
  • Previsão para o ano inteiro se confirmou

A Evonik começou bem o ano de 2018. O Ebitda ajustado cresceu para 679 milhões de euros no primeiro trimestre, um aumento significativo de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os três segmentos nos quais a empresa atua contribuíram para o incremento das receitas.

“Estamos implementando a nossa nova estratégia com firmeza”, disse Christian Kullmann, Presidente da Diretoria Executiva. “Com o foco em inovação e a cultura corporativa orientada ao desempenho, estamos trabalhando para garantir um crescimento rentável. Nossa meta é um portfólio equilibrado focado em especialidades químicas”.

As vendas aumentaram 1% para 3,68 bilhões de euros no primeiro trimestre, impulsionadas sobretudo por volumes de vendas ligeiramente mais altos, além de melhores preços de venda. O câmbio exerceu um efeito reverso, sobretudo por conta do dólar mais fraco.

A margem Ebitda ajustada cresceu para 18,5% (trimestre do ano anterior: 16,4%). A renda líquida ajustada aumentou para 333 milhões de euros e o lucro ajustado por ação subiu para 0,71 euro. O fluxo de caixa livre aumentou para 84 milhões de euros (trimestre do exercício anterior: 57 milhões de euros) em
decorrência da redução de gastos de capital.

Previsões confirmadas

Apesar do crescente efeito negativo do câmbio, a Evonik reitera a sua previsão para o ano e espera crescer tanto em vendas quanto em receitas operacionais. O Ebitda ajustado deve aumentar para um valor entre 2,4 e 2,6 bilhões de euros (2017: 2,36 bilhões). Graças às suas fortes posições de mercado e ao foco estratégico em seus quatro motores de crescimento – Specialty Additives, Animal Nutrition, Smart Materials e Health & Care – a Evonik acredita que a demanda continuará alta.

Desempenho por segmento

Resource Efficiency: As vendas aumentaram 3% para 1,4 bilhão de euros no primeiro trimestre. A consolidação do negócio da sílica adquirido da J. M. Huber em setembro do ano passado e o aumento nos preços de venda contribuíram para esse incremento. A linha de negócios Coating Additives apresentou forte demanda, especialmente na região Ásia-Pacífico, e o desempenho de linha de Crosslinkers na Europa foi igualmente satisfatório. O Ebitda ajustado do segmento Resource Efficiency cresceu 9% para 325 milhões de euros.

Nutrition & Care: Com 1,12 bilhão de euros, as vendas no primeiro trimestre de 2018 ficaram niveladas com as do mesmo período de 2017. As condições do mercado de nutrição animal para aminoácidos essenciais foram boas no período. Embora os volumes de venda fossem ligeiramente mais altos, os preços de venda em geral ficaram estáveis comparados ao mesmo período do ano passado. Um aumento substancial em vendas foi registrado nos produtos na linha Personal Care, que se beneficiou de um aumento considerável nos volumes de venda e de uma melhora nos preços. Os negócios nas linhas de Health Care e Polyurethane-Foam Additives continuam se desenvolvendo bem, com boa demanda. O Ebitda ajustado do segmento Nutrition & Care aumentou 12% para 209 milhões de euros.

Performance Materials: As vendas cresceram 4% no primeiro trimestre, fechando em 995 milhões de euros. O incremento se deveu a preços de venda mais altos, embora o câmbio exercesse efeito negativo. A linha de negócios Methacrylates continuou apresentando desempenho positivo, registrando um aumento considerável nas vendas. A demanda se manteve satisfatória, especialmente nas indústrias automotiva e de revestimentos, embora a oferta continuasse escassa. O Ebitda ajustado do segmento Performance Materials melhorou 14% para 179 milhões de euros.

A Evonik é uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas. Com mais de 36.000 colaboradores, a Evonik atua em mais de 100 países no mundo. No ano fiscal de 2017, a empresa gerou vendas da ordem de 14,4 bilhões de Euros e um lucro operacional (Ebitda ajustado) de 2,36 bilhões de Euros.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

ENAFER tem início com workshops técnicos

17/05/2018

Encontro Nacional de Ferramentarias ocorre em Caxias do Sul, RS, com expectativa de 350 participantes

Com a realização de oito workshops sobre novas tecnologias e serviços, teve início na manhã desta quinta (17), em Caxias do Sul, RS, o 11º Encontro Nacional de Ferramentarias (ENAFER). Os workshops constituem novidade no encontro, que nas 10 edições anteriores concentrava toda a sua programação em um único dia.

A realização dos encontros, em salas do Bloco M da Universidade de Caxias do Sul (UCS), a partir das 8h desta quinta (17), visa ampliar a oferta de informações estratégicas para os empresários e atender demanda de patrocinadores – aproximadamente 70 marcas nesta edição – que reivindicavam espaço para expor produtos e serviços, além de tratar de temas técnicos. Cada encontro, com duração de duas horas, tem a participação máxima de 70 inscritos.

A abertura oficial está programada para 9h da sexta (18), com manifestações dos presidentes Christian Dihlmann, da Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (ABINFER), e Jaime Lorandi, do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), entidades promotoras do ENAFER. A expectativa dos organizadores é reunir em torno de 350 participantes, de diferentes estados do Brasil. A programação da sexta contempla quatro palestras, duas mesas redondas e a assembleia geral da ABINFER. Todas as atividades serão concentradas no Bloco M da UCS.

Ações para preparar o futuro das empresas nortearão palestras de gestores de indústrias automotivas. O Diretor de Ferramentaria da General Motors do Brasil, José Antônio Zara, discorrerá sobre como os empresários devem preparar seus negócios para atender ao futuro da ferramentaria nacional, em termos de competência humana e tecnologia. Já Bruno Luís Ferrari Salmeron, diretor da Schulz Automotive, de Joinville (SC), centrará atenções na importância da governança como fator de sucesso da empresa. Ainda haverá palestra motivacional de Márcio Mancio sobre o tema Tropa de elite: A força da sua empresa.

Ao final da programação será realizada mesa redonda sobre a história da ferramentaria no Brasil com a participação dos empresários ferramenteiros mais experientes de Caxias do Sul. Também será prestada homenagem, com a entrega da medalha Herói Ferramenteiro, aos empresários Renato Henrique Leonardelli, Alcides Jerônimo Bonezi e Salustiano Lino Machado.

Rota 2030: sustentabilidade para o setor

O eixo central dos debates do ENAFER é o Programa Rota 2030, novo regime para o sistema automotivo em substituição ao Inovar-Auto, que teve sua vigência encerrada em dezembro de 2017. O formato do novo regime e suas condições interessa diretamente à indústria de ferramentais, que tem no segmento automotivo um de seus maiores clientes.

O Programa Rota 2030, que deve ser anunciado pelo governo ainda em maio, é considerado vital para dar sustentabilidade a todos os participantes da cadeia automotiva, pois demandará aumento no uso de conteúdos nacionais, criando mais e novas oportunidades de negócios. Os ajustes finais em discussão entre áreas do governo federal e setores empresariais diretamente envolvidos serão expostos por Igor Calvet, titular da Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, durante palestra no início da tarde desta sexta (18).

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Ferramentais (ABINFER), Christian Dihlmann, o setor tem consciência de que dificilmente se repetirão as diretrizes de funcionamento do Inovar-Auto. Porém, há um anseio claro por isonomia frente às condições de disputa verificadas no mercado externo.“Não queremos agir sem regras, mas quando se permite que outros países o façam e ainda se comprem moldes de lá, a luta fica injusta. O Brasil precisa gerar emprego, mas coloca regras demais, que inviabilizam a competitividade. Concorremos com países que não têm o mínimo respeito pelo meio ambiente, onde as indústrias não têm sequer que atender às normas de um conselho de engenharia e arquitetura. Deste jeito, as empresas brasileiras vão fechando, gerando desemprego e acabando com o poder aquisitivo da população. Se continuar assim, não haverá mercado consumidor interno nem para adquirir os produtos que vêm da China”, adverte.

Gelson de Oliveira, vice-presidente técnico da ABINFER, acrescenta que as regras do jogo devem ser claras para que o empresário possa definir a sua estratégia de negócio, direcionando ações para o mercado interno ou apostando no externo. Segundo ele, o Inovar-Auto garantiu que as ferramentarias se mantivessem ativas, mesmo com as dificuldades decorrentes da crise. “Teria sido muito pior sem o Inovar-Auto. Por isso, a necessidade urgente da aprovação do Rota 2030”, sustentou.

Oliveira, empresário do setor em Caxias do Sul, lembrou que, atualmente, a capacidade instalada nas ferramentarias atende em torno de 30% das demandas da indústria automotiva. Atualmente, o índice médio de atendimento é de 15%. “No momento, quem determina como e onde serão feitos os moldes é a matriz das montadoras. Por isso, a saída para resolver esta equação é uma política governamental, que é importante, inclusive, para as montadoras”, assinala.

A definição das regras é fundamental para que as empresas possam se preparar diante da perspectiva de retomada mais intensa da atividade econômica nos próximos anos. De acordo com José Alceu Lorandi, integrante do Conselho Fiscal da ABINFER, o ano de 2018 ainda será de instabilidade em razão do processo eleitoral de outubro, mas os seguintes, de 2019 a 2021, apontam para um desempenho mais consistente. “Já temos indicações de novos projetos no setor automotivo, o que nos impõe a adoção de medidas para atender às demandas futuras com capacidade tecnológica e de produção ”, alertou.

Para o 1º tesoureiro da entidade, Antônio Gaviraghi, este ano tem se apresentado como um dos melhores para sua empresa, a Gama Matrizes, que já investiu perto de R$ 6 milhões na compra de novos equipamentos, que ainda não instalados. A demanda, segundo o empresário, visa suprir moldes para produção de modelos automotivos já em linha de produção. “Menos de 20% dos pedidos é para projetos futuros. A maioria é para atender a necessidades atuais”, comentou.

Fortalecimento do associativismo

O ENAFER é o maior fórum nacional de discussões na área de moldes e ferramentais, realizado anualmente, de modo itinerante, em São Paulo (SP), Joinville (SC) e Caxias do Sul (RS), os principais polos brasileiros de produção destes itens para diferentes segmentos industriais. A última passagem por solo gaúcho foi em 2014, também em Caxias do Sul. O objetivo é traçar um panorama atual e futuro do setor, além de propor e articular ações de fortalecimento para empresas, fornecedores e parceiros.

De acordo com o empresário José Alceu Lorandi, o ENAFER é fundamental na defesa dos interesses de todo o setor, independentemente do porte da empresa. Assinala que reduzir ao mínimo possível as importações de moldes representa aumentar a geração de empregos, renda e impostos internamente. “Ao longo destes anos, evoluímos muito, inclusive no fortalecimento do associativismo para empregar forças na direção de interesses comuns”, destacou.

O tesoureiro da ABINFER, Antônio Darci Gaviraghi, acrescenta que os encontros têm gerado a oportunidade de que os participantes se vejam como parceiros e não como concorrentes, estabelecendo novas relações comerciais. “É o caso da minha empresa, que tem terceirizado alguns serviços com outras ferramentarias”, exemplifica. Também destaca ser importante o engajamento de mais empresários à entidade visando fortalecer a sua representatividade.

Fonte: Assessoria de Imprensa – ENAFER

Curta nossa página no

Lanxess aumenta a produção de pré-polímeros na unidade de Porto Feliz

17/05/2018

  • Nova planta de produção local será construída em Porto Feliz·
  • Produção local combinada com outras unidades de negócios, desenvolvimento de aplicações em laboratório e centro de serviços técnicos·
  • Lançamento no primeiro semestre de 2019

A Lanxess irá construir uma nova planta de última geração para a produção de pré-polímeros em Porto Feliz, em São Paulo. A unidade de negócios “Urethane Systems” vai investir alguns milhões de euros para expandir sua capacidade de produção de pré-polímeros, que já deve entrar em operação no primeiro semestre de 2019. A produção atual, localizada em Rio Claro, a cerca de 200 quilômetros de distância, será encerrada.

A Lanxess passa a gerenciar todo o seu negócio de poliuretanos na América do Sul a partir de Porto Feliz. “A América do Sul é um importante pilar de nossa rede global e estamos comprometidos com os mercados brasileiro e sul-americano. Nosso novo investimento nos permitirá oferecer, de forma sustentável, serviços técnicos específicos ao cliente e qualidade de produto, com fornecimento de produtos rápido e confiável ”, afirma o Dr. Markus Eckert, responsável pela unidade de negócios da Urethane Systems.

A Lanxess Urethane Systems é fornecedora de sistemas para a indústria global de Poliuretanos com expertise em elastômeros fundidos, revestimentos, adesivos e selantes. Seu portfólio inclui pré-polímeros de isocianato convencionais e LF (low free), bem como dispersões aquosas especiais de poliuretano (PUDs). A empresa também fornece catalisadores e agentes de cura para elastômeros fundidos. As tecnologias para revestimentos, adesivos e selantes são oferecidas para projetar sistemas completos de acordo com as necessidades dos clientes. Destaque para sistemas livres de solventes, livres de monômeros e sistemas bloqueados de fácil uso.

A Lanxess Urethane Systems possui plantas produtivas e centros de desenvolvimento de aplicações em todas as principais regiões econômicas do mundo, incluindo Brasil, EUA, Índia, China, Austrália, Itália e Inglaterra.

A Lanxess é uma empresa líder em especialidades químicas, com vendas de 9,7 bilhões de Euros em 2017 e cerca de 19.200 funcionários, em 25 países. Atualmente, a empresa está representada em 74 unidades de produção em todo o mundo. O core business da Lanxess é o desenvolvimento, fabricação e comercialização de intermediários químicos, aditivos, especialidades químicas e plásticos. Por meio da Arlanxeo, joint venture com a Saudi Aramco, a companhia também é uma das principais fornecedoras de borracha sintética.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Lanxess

Curta nossa página no

Solvay lança novas poliamidas para componentes de veículos elétricos, híbridos e autônomos

17/05/2018

A linha elétrica de poliamidas da Solvay focaliza-se em componentes elétricos e eletrônicos automotivos, incluindo grades na cor laranja para aplicações de alta tensão como conectores, disjuntores, interruptores e isolantes utilizados no mercado de mobilidade elétrica

A Solvay Performance Polyamides está anunciando a ampliação de seu portfólio de plásticos de engenharia de poliamida Technyl® para fornecer soluções adequadas para a indústria automotiva mundial.

Segundo a empresa, a ampliação do portfólio responde aos principais desafios e tendências do setor automotivo, entre as quais aumento de conectividade e autonomia, uma vez que tanto os veículos híbridos como os totalmente elétricos (xEV) e os autônomos compartilham uma necessidade comum e crescente de melhorar o desempenho dos seus componentes elétricos e eletrônicos.

A linha aprimorada Technyl® compreende soluções retardantes de chamas (FR, na sigla em inglês), produtos para automóveis elétricos em grades puros e de alta pureza e o novo grade de poliamida 6.6 livre de íons para aplicações em células de combustível, afirma a Solvay. Desenvolvida em estreita colaboração com fabricantes de equipamentos originais e parceiros de Tier 1, essa linha atende aos desafios em termos de custo, desempenho e sustentabilidade, garante a empresa.

“Também desenvolvemos uma série de grades Technyl® altamente estáveis, na cor laranja, pois continuamos a inovar em nosso portfólio para aplicações de veículos elétricos”, disse Nicolas Batailley, líder global de Mobilidade Elétrica da Solvay Performance Polyamides. “A cor laranja é a cor da moda para facilitar a identificação, pois nos concentramos em componentes projetados para lidar com altas tensões, como conectores, disjuntores e isoladores”, informou.

Um dos primeiros mercados abrangidos por esse novo produto é o chinês. Segundo Nicolas Batailley, a China está desempenhando um papel cada vez maior no campo da mobilidade elétrica. “Embora o país responda por quase um terço da produção automotiva mundial, a parcela de veículos híbridos e totalmente elétricos fabricados na China tem uma meta ambiciosa de chegar a 20% até 2025, o que representa quase sete milhões de veículos. Nossa linha Technyl® foi ampliada para ajudar a atingir esse objetivo desafiador”, afirmou.

A Solvay Performance Polyamides afirma que oferece um nível exclusivo de suporte para ajudar os clientes no processo de design geral, para que estes possam explorar as soluções de materiais Technyl® e acelerar o tempo de comercialização.

A oferta das novas soluções inclui simulação preditiva com DesignMMI® Technyl® (*), impressão 3D de protótipos funcionais baseados em poliamida com pós de Sinterline® PA6, bem como testes de desempenho da peça em centros de validação totalmente equipados – um deles, inclusive, instalado em Xangai, na China.

A Solvay é uma empresa de química de especialidades e de materiais avançados, cujos produtos e soluções são utilizados em aviões, carros, dispositivos inteligentes e médicos, baterias, na extração de minerais e petróleo, entre muitas outras aplicações. A Solvay tem sede em Bruxelas e emprega 24.500 pessoas em 61 países. As vendas líquidas pro forma foram de € 10,1 bilhões em 2017. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia.

(*) DesignMMI Technyl® é um serviço avançado desenvolvido pelo Digimat da e-Xstream

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no