Posts Tagged ‘LyondellBasell’

LyondellBasell e Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (Alemanha) assinam acordo para desenvolvimentos na área de reciclagem química de plásticos

28/08/2018

A LyondellBasell anunciou cooperação com o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT), na Alemanha, para promover a reciclagem química de materiais plásticos e auxiliar os esforços globais em direção à economia circular e à necessidade de reciclagem de resíduos plásticos. O foco do empreendimento é desenvolver um novo catalisador e tecnologia de processo para decompor os resíduos plásticos pós-consumo (embalagens, por exemplo) em monômeros que permitam sua reutilização em processos de polimerização.

“No início deste ano, nós anunciamos uma participação de 50% em “Quality Circular Poymers (QCP)” para impulsionar o desenvolvimento de poliolefinas recicladas de alta qualidade a partir da reciclagem mecânica de fluxos de resíduos pós-consumo”, disse Bob Patel, diretor executivo da LyondellBasell. “Agora, esta nova cooperação será um passo importante em direção à reciclagem química e ampliará nossa contribuição para a economia circular.”

A reciclagem química é complementar à reciclagem mecânica e é capaz de lidar com resíduos plásticos em multicamadas e híbridos, que não podem ser facilmente recuperados por reciclagem mecânica. A reciclagem molecular está promovendo a reciclagem química através do aperfeiçoamento das atuais tecnologias de processo para produzir matérias-primas limpas para a produção de polímeros.

“Estamos complementando nossas principais competências em tecnologias de catalisadores e processos, em cooperação com o KIT, para criar um novo e completo processo de reciclagem molecular de resíduos plásticos”, disse Massimo Covezzi, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento da LyondellBasell. “O objetivo é desenvolver um processo de despolimerização limpo e de alta eficiência, através de catalisadores inovadores, para transformar de volta os resíduos plásticos em seus blocos de construção químicos.

O KIT contribui com tecnologias inovadoras desenvolvidas para a conversão térmica de matérias-primas orgânicas complexas. “Com a introdução dos catalisadores avançados da LyondellBasell, nossos processos melhorarão em muito a eficiência de despolimerização dos resíduos de poliolefinas”, disse Hans Leibold, do Instituto de Química Técnica do KIT.

A LyondellBasell é uma das maiores empresas de plásticos, produtos químicos e refino do mundo. Possui 13.400 funcionários em todo o mundo e é o maior licenciador mundial de tecnologias de poliolefinas.

o KIT (Instituto de Tecnologia de Karlsruhe ) possui cerca de 9.300 funcionários que cooperam em uma ampla gama de disciplinas em ciências naturais, ciências da engenharia, economia e ciências humanas e sociais. O KIT prepara seus 25.500 estudantes oferecendo programas de estudo baseados em pesquisa.

Fonte: LyondellBasell

Curta nossa página no

Anúncios

Odebrecht S.A. inicia tratativas com LyondellBasell para venda da Braskem

15/06/2018

A LyondellBasell, uma das maiores companhias de plásticos, produtos químicos e refino do mundo, e a Odebrecht S.A., acionista controladora da Braskem, anunciaram, hoje, em um comunicado conjunto, que as companhias iniciaram tratativas exclusivas sobre uma potencial transação entre LyondellBasell e Braskem.

As companhias declararam conjuntamente:

“LyondellBasell e Braskem compartilham uma forte cultura de excelência operacional e legados de inovação. Acreditamos que a potencial combinação das forças complementares, portfólios de produtos e áreas operacionais de LyondellBasell e Braskem criariam um valor significativo aos nossos acionistas, clientes e colaboradores.

O Conselho de Administração e a administração da Braskem foram informados sobre a existência dessas discussões. As discussões são preliminares e nenhum acordo foi alcançado. As partes precisarão, dentre outras coisas, concluir a due diligence apropriada, negociar contratos definitivos e obter aprovações societárias. Não há garantias de que as tratativas resultarão em uma transação ou dos termos em que a potencial transação poderá ocorrer. LyondellBasell e Odebrecht S.A. não pretendem fazer qualquer comentário adicional salvo se ou até que as tratativas sejam concluídas ou seja exigido pela lei aplicável.”

A Braskem divulgou hoje também Fato Relevante ao mercado, nos seguintes termos:

“A Braskem S.A., em atendimento ao disposto na Instrução CVM nº 358/02, vem comunicar aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi informada pela Odebrecht S.A., sua acionista controladora, do início de tratativas com a LyondellBasell, companhia aberta com sede em Roterdã, visando uma potencial transação envolvendo a transferência à LyondellBasell da totalidade da participação da Odebrecht S.A. no capital social da Braskem.

Segundo a Odebrecht S.A., as negociações estão em estágio preliminar e foi concedida exclusividade à LyondellBasell no âmbito das tratativas, que são regidas por acordo de confidencialidade.

Foi informado também que a conclusão da Transação está sujeita, dentre outras condições, a due diligence, negociação dos contratos definitivos e obtenção das aprovações societárias, não existindo, nesta data, qualquer obrigação vinculante entre LyondellBasell e Odebrecht S.A. nem garantia de que as tratativas resultarão em uma Transação.

Por fim, foi ressaltado que caso a Transação seja concretizada serão garantidas aos demais acionistas da Companhia as mesmas condições que vierem a ser negociadas para a Odebrecht S.A.

A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados de qualquer informação relevante que tiver acesso sobre o assunto. “

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

LyondellBasell conclui venda da Petroken na Argentina

09/02/2016

PetrokenA LyondellBasell comunicou em 05/02 ter concluído a venda de sua subsidiária argentina Petroquímica Ensenada (Petroken) para o Grupo Inversor Petroquímica (GIP), da Espanha.

O negócio foi de US $ 184m, segundo a LyondellBasell.

A Petroken é uma dos produtores líderes de polipropileno na Argentina, com uma capacidade de produção de 180.000 toneladas/ano. A planta (foto) está localizada em Ensenada, ao lado do Complexo La Plata da YPF.

O acordo havia sido anunciado originalmente em agosto de 2015, quando se mencionou que a LyondellBasell havia aceitado uma oferta conjunta da YPF e GIP. Na época, o acordo anunciado era de US $ 145 milhões, sendo que a YPF e a GIP passariam a ter, cada uma, participações de 50% na Petroken. Todavia, em Dezembro foi comunicado que o acordo havia sido adiado.

Agora, a LyondellBasell não fez menção a YPF quando anunciou a conclusão do negócio.

A venda da unidade Petroken é parte da estratégia de crescimento de longo prazo da LyondellBasell, à medida que a empresa continua a se concentrar em ativos e mercados que vão criar maior valor para os seus acionistas.

Fonte: LyondellBasell

Curta nossa página no

LyondellBasell lança nova família de catalisadores de Polipropileno de quinta geração

19/09/2012

A LyondellBasell anunciou o lançamento de uma nova família de catalisadores não-ftalato de quinta geração para produção de polipropileno (PP). Esses catalisadores serão vendidos sob o nome comercial existente Avant e complementam os catalisadores Ziegler-Natta existentes de terceira, quarta e quinta geração, fornecidos pela empresa.

“A LyondellBasell é a líder em vendas e desenvolvimento de catalisadores de PP,  com uma forte posição no mercado na quinta geração de tecnologia de catalisadores”, disse Jim Seward, Diretor de Negócios de Catalisadores e Licenciamento da Lyondell-Basell. “Esta nova família de catalisadores irá ampliar ainda mais nossa oferta nessa área, abrangendo a gama completa de produtos de PP e aplicações.”

Seward continua: “Este desenvolvimento se alinha com um contínuo interesse do mercado em usar catalisadores de quinta geração diéter e succinato já existentes para uma série de aplicações de produto. Por exemplo, há uma tendência de mercado para estender o uso de catalisadores diéter para produzir também grades para BOPP e ráfia. Os catalisadores diéter já são o “benchmark” estabelecido para a produção de polímeros usados em fibras de fiação (spun-bond), copolímeros de impacto de alto índice de fluidez e de copolímeros aleatórios (random)”

A LyondellBasell produz catalisadores de poliolefinas em Ferrara, Itália, Frankfurt e Ludwigshafen, Alemanha e Edison, NJ, EUA. Os catalisadores Avant compreende as seguintes famílias:

Avant ZN – Catalisadores Ziegler-Natta para polipropileno

Avant Z – Catalisadores Ziegler para polietileno

Avant C – Catalisadores de cromo para polietileno

Avant M – Catalisadores de metaloceno para polipropileno

A LyondellBasell é também um licenciador líder de tecnologias de polipropileno e de polietileno, com mais de 250 licenças de processos de produção de poliolefinas.

Fonte: LyondellBasell

Curta nossa página no

LyondellBasell licencia tecnologia de fabricação de Polipropileno para empresa da Rússia

10/07/2012

A LyondellBasell anunciou ontem que a ZapSibNeftekhim LLC, uma subsidiária integral da SIBUR, escolheu a tecnologia de processo Spheripol da LyondellBasell para uma nova planta de polipropileno (PP) com capacidade de 500 Kton/ano, a ser construída em Tobolsk, na Federação Russa. O início das operações está previsto para depois de 2017.

“Esta será a planta com maior capacidade de produção de polipropileno construída até hoje usando a tecnologia de processo Spheripol”, disse Bob Patel, vice-presidente sênior de Tecnologia e de olefinas e poliolefinas para a Europa, Ásia & Internacional da LyondellBasell. “Isto proporcionará à ZapSibNeftekhim um método económico para produzir uma vasta gama de grades de polipropileno de qualidade superior.”

Características importantes da tecnologia Spheripol incluem uma ótima qualidade do produto, uma operabilidade entre as melhores na indústria, a possibilidade de partidas e mudanças de grade rápidas  e capacidades de até 550 KT por ano.

A LyondellBasell é uma licenciadora líder de polipropileno e tecnologias de polietileno com mais de 250 licenças de processos de poliolefinas.

Fonte: LyondellBasell

Curta nossa página no

Novas Resinas de Polietileno de Baixa Densidade da LyondellBasell Oferecem Melhores Níveis de Desempenho em Aplicações de Filme.

20/06/2011

A LyondellBasell lançou duas novas resinas de polietileno de baixa densidade (PEBD) que oferecem melhor desempenho para uma ampla gama de aplicações na área de filmes. Os novos grades são produzidos usando a tecnologia da empresa de processo tubular de alta pressão Lupotech T.

O Lupolen 3420J e o Lupolen 3426J, código dos novos grades, apresentam numerosos benefícios em comparação com produtos de PEBD padrão usados ​​em filmes, tais como maior rigidez, resistência ótima ao rasgo e à perfuração, propriedades óticas ótimas e baixos níveis de gel. Os principais beneficiários desta tecnologia incluem os produtores de filmes para etiquetas, produtos higiênicos, empacotamento e laminação, além de fabricantes de películas de proteção de superfície e embalagem de lenços higiênicos.

Enquanto o Lupolen 3420J é livre de aditivos e atende a requisitos para uma extrusão fácil e taxas de produção maiores em aplicações de filme, o Lupolen 3426J contém agentes de deslizamento e e anti-aderentes (anti-block). “Ambos os produtos oferecem boas propriedades mecânicas e ópticas, mas os clientes também podem obter um baixo valor de coeficiente de atrito que oferece facilidade de processamento em equipamentos de transfprmação”, disse Christof Justus, gerente de marketing de Polietileno da LyondellBasell.

Economia de material por meio de alta densidade
Benefícios adicionais oferecidos pela alta densidade e pela notável resistência do material fundido do Lupolen 3420J e 3426J Lupolen incluem a potencial redução de espessura de embalagens flexíveis. A redução de espessura permite que os transformadores usem menos material, oferecendo economias de custo ao longo de toda a cadeia de suprimento.

Fonte: LyondellBasell

Audi seleciona composto de polipropileno da LyondellBasell para painel da porta do seu novo Modelo A1.

24/02/2011

O fabricante de automóveis Audi optou por uma novo composto de polipropileno Softell (PP) da LyondellBasell para fabricar o painel da porta traseira do seu novo modelo A1. A utilização do novo grade permitiu à montadora  produzir uma peça interna com  uma estética superficial excepcional, além de apresentar um toque suave, sem a necessidade da pintura que é tipicamente necessária.

Aplicações internas em modelos de classe “Premium” tem sido dominada por soluções de outros polímeros, tais como blendas de PC / ABS (policarbonato / acrilonitrila-butadieno-estireno), com pintura para se conseguir um toque suave. “Ao atingir uma qualidade de superfície superior à dos materiais tradicionais, sem usar pintura, o  composto de  PP Softell utilizado no painel interno  da porta do Audi A1  estabeleceu uma nova estética e uma referência na eficiência de uso de recursos para modelos de classe Premium”, afirma Erik Licht, gerente de marketing global da LyondellBasell para o grupo Volkswagen. Peças acabadas fabricadas com resinas Softell oferecem um melhor potencial de reciclagem devido à eliminação da etapa de revestimento.

Aparência fosca singular,  com boa resistência ao risco.

O nível de brilho de um composto de PP convencional é entre 2 e 3 GUs (medido a um ângulo de 60 °). Testes realizados com um medidor de brilho mostram que as resinas Softell tem um nível de brilho abaixo de 1,5, o que é necessário para conseguir uma  superfície fosca de boa qualidade. Para atingir este nível de brilho, normalmente tem sido requerido  o uso de superfícies pintadas.  “O baixo nível de brilho obtido com a utilização de resinas Softell permite à Audi produzir um painel de porta com a baixa reflexão de luz desejada.  A Audi atingiu os seus requisitos de qualidade e desempenho sem a necessidade de processos caros de pintura”, disse Licht.

Melhor fluidez
Em comparação com os polímeros tradicionais, o grade de PP também oferece à montadora uma fluidez melhorada nas condições de alto cisalhamento utilizadas no processo de moldagem por injeção. Acrescenta Licht: “A fluidez melhorada foi essencial para a produção da grelha do do alto-falante altamente sofisticado que está integrado no painel da porta. A Audi tinha especificações muito exigentes, especialmente em relação à estrutura da grelha do alto-falante,  e a reprodução de tal estrutura de superfície fina foi possível devido à fluidez melhorada do grade do composto de PP. Temos sido capazes de alcançar estes características de desempenho através de atividades de Pesquisa e Desenvolvimento focalizadas no desenvolvimento contínuo de inovações que atendam às necessidades crescentes de clientes em relação à estética, à produção de baixo custo e a um reduzido impacto ambiental. “

Fonte: LyondelBasell

Braskem Idesa Seleciona Processo Lupotech T Para Nova Planta de PEBD de 300 KTon no México.

07/02/2011

A Braskem Idesa S.A.P.I., uma joint-venture da Braskem S.A. e do Grupo Idesa S.A. de C.V., do México, selecionou a tecnologia de processo Lupotech T da LyondellBasell para uma nova planta de Polietileno de Baixa Densidade (PEBD) de 300 Kton por ano. A planta será construída no Complexo Petroquímico Coatzacoalcos em Veracruz, no México, e está programada para iniciar a sua operação em 2015.

“Para competir com sucesso no mercado de PEBD na América do Norte é necessário uma tecnologia de processo como a Lupotech T,” afirma Roberto Bischoff, CEO da Braskem Idesa. “Ela proporciona um desempenho líder em termos de custo de manufatura, assim como um portfolio de produtos bem abrangente.”

“O fato de ser a primeira licença de PEBD tubular concedida na região do NAFTA em mais de 20 anos constitui-se numa evidência adicional do desempenho líder da tecnologia Lupotech T  para a produção em escala mundial de PEBD e copolímeros de EVA” afirma Kaspar Evertz, vice presidente de licenciamentos da LyondellBasell.

A Lupotech T é a tecnologia de processo de PEBD a alta pressão mais largamente usada no mundo. Desde o ano 2000, a LyondellBasell licenciou 20 plantas com tecnologia Lupotech T, representando aproximadamente 6 milhões de toneladas anuais em termos de capacidade licenciada.

Com mais de 250 licenças concedidas para processos de poliolefinas,  a LyondellBasell é o licenciador líder de tecnologias para produção de polipropileno e polietileno.

Além do processo Lupotech T, o portfolio de tecnologias licenciadas para poliolefinas e serviços técnicos associados compreendem:

• Spherilene – tecnologia de processo flexível em fase gasosa para a produção de PELBD, PEMD e PEAD.
• Hostalen – processo slurry de baixa pressão para a produção de PEAD multimodal de alto desempenho.
• Spherizone – tecnologia de polipropileno de última geração, baseada em um reator multi-zona, para a produção de polipropileno e novas poliolefinas.

• Spheripol – tecnologia líder de polipropileno para a produção de homopolímeros e copolímeros randômicos e heterofásicos.
• Metocene PP – tecnologia inovadora adicional para a produção de especialidades de polipropileno, usando sistemas catalíticos de sítio único.

A LyondellBasell é uma das maiores empresas mundiais no segmento de plásticos, produtos químicos e refinarias. A empresa manufatura produtos em 59 fábricas, em 18 países.

Fonte: LyondellBasell

Tecnologia Spheripol da LyondelBasell é escolhida para nova planta de polipropileno na China

16/09/2010

A tecnologia de processo Speriphol da LyondellBasell foi selecionada pela Pucheng Clean Energy Chemical Company Ltd. para uma nova planta de 400.000 toneladas por ano de polipropileno, a ser construída em Pucheng, Cidade de Weinan, Província de Shaanxi, na República Popular da China. O início das operações está previsto para 2013.

A planta de polipropileno com processo Spheripol será parte de um dos maiores projetos de produção de químicos baseados em carvão na China, do qual se espera a produção de mais de 2 milhões de toneladas de olefinas por ano.

“Através da seleção da tecnologia de processo Spheripol, nosso projeto irá se beneficiar desta tecnologia líder na indústria, que atenderá às necessidades do mercado, a custos operacionais muito competitivos” de acordo com  Zhang Zhihong, vice-presidente da Pucheng e membro do Conselho Diretivo da empresa.

”A escolha da Pucheng é uma evidência adicional da ampla aceitação do processo Spheripol como uma tecnologia já provada para a produção de polipropileno” afirma Kaspar Evertz, vice-presidente de Licenciamento da LyondellBasell. “Isto é devido, em grande parte, à notável confiabilidade do processo, que se constitui em um dos mais importantes critérios de seleção nestes tipos de projetos.”

O processo Spheripol é a tecnologia líder para a produção de uma gama completa de grades de polipropileno, incluindo homopolímeros, copolímeros randômicos e copolímeros heterofásicos. A planta de Pucheng é a 109a. linha de processo Spheripol licenciada até hoje; mais de 22 milhões de toneladas de capacidade de produção de polipropileno através do processo Spheripol já foram licenciadas mundialmente.

A LyondellBasell é um licenciador líder de tecnologias de polipropileno e polietileno e já vendeu mais de 200 licenças de processos de poliolefinas. Durante os 20 últimos anos, as tecnologias da LyondellBasell foram usadas em aproximadamente metade de todos os novos projetos de polipropileno ao redor do mundo.

Além do processo Spheripol, o portfólio de tecnologias licenciadas de poliolefinas, além de serviços técnicos associados incluem:
• Spherilene – tecnologia de processo flexível em fase gasosa para a produção de PELBD, PEMD e PEAD.
• Lupotech – processo tubular a alta pressão e a autoclave, líderes na produção de PEBD e copolímeros de EVA.
• Hostalen – processo slurry de baixa pressão para a produção de PEAD multimodal de alto desempenho.
• Spherizone – tecnologia de propileno de última geração, baseada em um reator multi-zona, para a produção de polipropileno e novas poliolefinas.
• Metocene PP – tecnologia inovadora adicional para a produção de especialidades de polipropileno, usando sistemas catalíticos de sítio único.

A LyondellBasell é uma das maiores empresas mundiais no segmento de plásticos, produtos químicos e refinarias. A empresa manufatura produtos em 59 fábricas, em 18 países.

Fonte: LyondellBasell