Posts Tagged ‘Prêmios’

Canudinho biodegradável fabricado com PHA vence Prêmio de Inovação em Bioplásticos da Associação Americana da Indústria do Plástico (PLASTICS)

23/08/2020

Danimer Scientific e Wincup desenvolveram canudo fabricado com bioplástico biodegradável, o primeiro do gênero

A Divisão de Bioplásticos da Plastics Industry Association (PLASTICS) anunciou no dia 20/08 que as empresas Danimer Scientific e a WinCup foram as vencedoras conjuntas do Prêmio 2020 de Inovação em Bioplásticos. Juntas, as duas desenvolveram os primeiros canudos vendidos comercialmente fabricados com polihidroxialcanoato (PHA), um material comprovado como uma alternativa biodegradável confiável em relação ao plástico tradicional.

A WinCup criou os canudos Phade™ usando o PHA da marca Nodax™, da Danimer Scientific, que se degradam completamente sem deixar microplásticos para trás. A demanda do consumidor por produtos plásticos amigáveis ao meio ambiente está crescendo exponencialmente. Os canudos Phade™ foram os primeiros canudinhos de plástico do mercado a atender a essa demanda ecológica sem perder a sensação e a qualidade do plástico. Os canudos e agitadores Phade™ têm propriedades exclusivas que não são sensíveis à temperatura e às condições de transporte em ambientes quentes.

“Estamos honrados em conceder o Prêmio de Inovação em Bioplásticos para a Danimer Scientific e a WinCup, reconhecendo seu trabalho em inovação contínua”, disse Patrick Krieger, Diretor de Sustentabilidade e Materiais da PLASTICS. “Em 2018, a Danimer, junto com a PepsiCo, recebeu reconhecimento por seu saco de chips industrialmente compostável, que buscava fornecer uma solução de fim de vida sustentável para um formato de embalagem de difícil reciclagem. Desde então, eles avançaram muito em sua produção e compostagem com PHA, resultando em um canudo plástico que é biodegradável no meio marinho. Este produto também atende a um princípio maior na indústria de plásticos: solução inovadora de problemas para criar produtos que os consumidores desejam.”

A Danimer Scientific é atua na criação de maneiras mais sustentáveis ​​e naturais de fazer produtos plásticos que são biodegradáveis ​​e compostáveis. As aplicações para seus biopolímeros incluem aditivos, revestimentos aquosos, fibras, filamentos, filmes e artigos moldados por injeção, entre outros. Com sede nos Estados Unidos, a empresa possui 125 patentes em quase 20 países para uma variedade de processos de fabricação e formulações de biopolímeros.

“A inovação é um processo colaborativo e este reconhecimento do nosso trabalho com a WinCup destaca o sucesso que é possível quando os fabricantes de matéria-prima e produto final se associam para trazer novos materiais ao mercado”, disse Scott Tuten, diretor de marketing da Danimer Scientific. “Nosso lançamento do primeiro canudo plástico do gênero, compostável em casa e biodegradável em ambiente marinho, é apenas o começo. Esperamos continuar nossa parceria com a WinCup para fornecer aos consumidores opções confiáveis ​​e sustentáveis ​​para produtos descartáveis.”

A WinCup é uma fabricante líder de artigos de serviço de alimentação descartáveis ​​para viagem com sede nos Estados Unidos.

“Continua a crescer a demanda do consumidor por produtos inovadores que minimizem os impactos ambientais e que, ao mesmo tempo, mantêm um desempenho superior – e nós precisávamos de um material inovador para atender a essa demanda”, disse Brad Laporte, Diretor de Operações da WinCup. “A parceria com a Danimer Scientific para desenvolver canudos e agitadores com base em PHA é um grande passo para mudar o futuro em plásticos descartáveis.”

“As reações de clientes e do mercado ao lançamento deste produto inovador e relevante têm sido extremamente positivas e esperamos uma demanda muito alta pelo Phade nos próximos meses”, disse Michael Winters, presidente da WinCup Foodservice. “Estamos especialmente honrados em ter nosso trabalho reconhecido pela Plastics Industry Association.”

O Prêmio Inovação em Bioplásticos é anunciado anualmente durante a Semana de Bioplásticos da Divisão de Bioplásticos da PLASTICS. Bioplastics Week é uma iniciativa impulsionada por mídia social, criada para aumentar a visibilidade dos bioplásticos e educar as pessoas sobre os muitos benefícios dos bioplásticos.

Curta nossa página no

Embalagens produzidas por empresas brasileiras se destacam na premiação Packaging Innovation Award da Dow

28/01/2020

Embalagem para frutas frescas desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Finalista na principal categoria da premiação, Diamond Award, e reconhecida com uma menção honrosa na categoria Collaboration, a Embrapa concorreu, em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia e o IMA, Instituto de Macromoléulas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Empresas ganharam notoriedade na premiação que reconhece as principais realizações do setor de embalagens e movimenta a cadeia com novas ideias.

A 31ª edição do Packaging Innovation Award, premiação realizada pela Dow, que reúne anualmente as principais novidades na indústria de embalagens, foi marcada pelo reconhecimento de empresas brasileiras entre as finalistas e vencedoras. As três companhias nacionais – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Incom Packing e Unilever – se destacaram na avaliação dos jurados, sendo reconhecidas pelas inovações em seus projetos dentro das categorias Diamond, Gold e Silver award, além de menções honrosas nas categorias Collaboration e Sustainability.

A Unilever, vencedora na categoria Silver, apresentou a Love Beauty and Planet, primeira marca vegana que, segundo a empresa, utiliza embalagens plásticas 100% feitas de material reciclado em sua composição. Para o desenvolvimento da linha, a empresa escolheu cinco pilares: formulações vindas de matérias-primas sustentáveis, material 100% reciclado nas garrafas, tecnologia de enxágue rápido, redução da pegada de carbono e apoio a influenciadores ambientalistas. A linha de shampoos, condicionadores e cremes já está em fase comercial nas grandes drogarias e supermercados brasileiros.

Já a empresa brasileira de embalagens para cosméticos, Incom Packing, recebeu o reconhecimento na categoria Silver com o perfume SPOT, cuja embalagem é inspirada em uma taça de vidro de Martini. O design inovador do frasco trouxe o conceito invertido, onde a tampa serve como a base do produto e a fragrância fica no topo. Diversos testes foram realizados, dimensões e proporções revistas para que o projeto se tornasse viável, incluindo a escolha de materiais resistentes. Para o frasco, os fabricantes utilizaram vidro e, para a tampa, a opção escolhida foi a resina Surlyn da Dow, que trouxe a semelhança ao vidro. Com isso, a Incom Packing mostrou que é possível combinar recursos estéticos com conhecimento teórico para fornecer soluções inovadoras. O produto já está em fase comercial e foi lançado pela marca Hinode, especialista no segmento de beleza e cuidados com o corpo.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) também teve uma participação notória no Packaging Innovation Award. Finalista na principal categoria da premiação, Diamond Award, e reconhecida com uma menção honrosa na categoria Collaboration, a companhia concorreu, em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia e o IMA, Instituto de  Macromoléculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com uma embalagem que mantém as frutas frescas e sem marcas por mais tempo. O produto foi desenvolvido como um sistema de duas peças. A primeira serve como um estojo para substituir a caixa de madeira tradicional e é feita de polietileno de alta densidade (PEAD). Já a segunda, onde as frutas são embaladas, é feita de PET e é colocada sobre a caixa PEAD ao seu redor. As bordas superiores desta peça se ligam à parte superior da caixa de PEAD e as frutas são guardadas na camada PET dentro da caixa circundante. Graças às essas peças, a embalagem teve como um dos seus principais diferenciais a personalização de formato e tamanho de acordo com cada fruta, o que reduz substancialmente lesões mecânicas durante o transporte até o varejo. Outro atributo importante é que o recipiente, por ser um sistema fechado, otimiza o uso de refrigeração, diminui o gasto com energia e mantém a qualidade das frutas, reduzindo as perdas pós-colheita para menos de 5%.

“Para nós, é um prazer reunir anualmente importantes empresas e profissionais para reconhecer grandes projetos e debater sobre inovação na indústria. A edição de 2019 do Packaging Innovation contou com uma média de 250 inscrições de mais de 30 países. Celebramos ainda mais o resultado obtido no Brasil, que tem mostrado seu potencial para trazer tecnologias inovadoras e sustentáveis. Agradecemos a cada um dos participantes e parabenizamos os vencedores por seu excelente trabalho”, diz Angels Domenech, Diretora de Pesquisa e Desenvolvimento do Negócio de Plásticos para a Dow na América Latina.

Já Daniella Souza, Vice-Presidente do negócio de Plásticos para a Dow na América Latina, afirma: “O Packaging Innovation Award está em sua 31ª edição e é a premiação mais antiga do setor de embalagens, reconhecendo, em âmbito mundial, os avanços do setor e incentivando organizações no desenvolvimento de soluções que visam, prioritariamente, a inovação e a sustentabilidade”.

As inscrições para a 32ª edição da premiação começarão em breve.

A Packaging and Specialty Plastics (P&SP), uma unidade de negócios da Dow oferece tecnologias para mercados de uso final em embalagens de alimentos, higiene pessoal, infraestrutura, bens de consumo e transporte. A P&SP é uma das maiores produtoras mundiais de resinas de polietileno, polímeros funcionais e adesivos.

A Dow está presente no Brasil desde 1.956. A companhia reúne atualmente cerca de 2.700 funcionários em suas 11 instalações, incluindo 9 unidades de produção em Aratu (BA), Breu Branco (PA), Campinas (SP), Guarujá (SP), Jacareí (SP), Jundiaí (SP), Palmyra (PA), Santa Vitória (MG) e Santos Dumont (MG), atendendo a clientes nos mercados de embalagens, infraestrutura e cuidados ao consumidor.
Na América Latina, a Dow opera 18 complexos de produção em 4 países e teve vendas líquidas pro forma de US$ 4,9 bilhões em 2018.

Globalmente, a companhia opera 113 fábricas em 31 países e emprega aproximadamente 37.000 funcionários. A Dow teve vendas pro forma de aproximadamente US$ 50 bilhões em 2018.

Curta nossa página no

 

Ineos Composites é finalista do Top of Mind da Indústria de Compósitos 2019

03/12/2019

Fábrica de resinas termofixas da Ineos em Araçariguama

Empresa está entre as mais votadas nas categorias “Resina Poliéster” e “Resina Éster-Vinílica”

A Ineos Composites (www.ineos.com/composites) é finalista do Top of Mind da Indústria de Compósitos nas categorias “Resina Poliéster” e “Resina Éster-Vinílica”. A empresa foi a vencedora de ambas as categorias nas últimas cinco edições da premiação.

Organizado pela Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (Almaco), o Top of Mind é a principal premiação do setor de compósitos. Os ganhadores deste ano serão conhecidos na cerimônia de entrega dos troféus, evento agendado para o dia 12/12, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em São Paulo (SP).

Com fábrica em Araçariguama (SP) e distribuidores oficiais em todas as regiões do país, a Ineos Composites fornece no Brasil as resinas poliéster Arazyn, Aropol e Arotran, além das acrílicas Modar e acrílicas modificadas Polaris.

A Ineos Composites também abastece o mercado com a resina éster-vinílica Derakane, utilizada na proteção contra a corrosão há quase 55 anos. As resinas Derakane são empregadas na fabricação de tubos, equipamentos, peças e revestimentos de plantas de papel e celulose, usinas de álcool e açúcar, fábricas de produtos químicos e plataformas offshore, entre outros ambientes quimicamente agressivos.

Curta nossa página no