Posts Tagged ‘PICPLAST’

PICPlast realiza novo seminário para construção civil

14/09/2018

Iniciativa, que está em segunda edição, terá como foco projetos para o setor público.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, PICPlast, realiza, no dia 25 de setembro, em São Paulo, a segunda edição do seminário destinado a quem atua na construção civil, mais especificamente em projetos de obras de drenagem. O objetivo desta vez é mostrar a importância da ferramenta gratuita Building Information Modeling (BIM) para cálculos e projetos de rede de drenagem em polietileno de alta densidade (PEAD) também para o setor público.

“Estamos vivendo um momento em que o compliance é cada vez mais importante, por isso, queremos reforçar toda a inteligência por trás da tecnologia BIM como uma solução que contribui para um controle mais efetivo de todos os processos que envolvem a obra”, afirma Jorge Alexandre, executivo de desenvolvimento de mercado da Braskem e responsável pelo seminário.

As vagas são limitadas e os interessados devem entrar em contato até o dia 23 de setembro pelo e-mail picplast@picplast.com.br e aguardar a confirmação da inscrição.

Seminário PICPlast para Construção Civil
Dia: 25 de setembro
Horário: Das 8h30 às 12 horas
Local: Centro Cultural b_arco
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426. Pinheiros, São Paulo

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

Anúncios

PICPlast leva experiência interativa para a Interplast

17/08/2018

Visitantes da feira podem participar da Promoção Plástico Premiado, ação que estimula o conhecimento sobre a indústria da transformação.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico – PICPlast, fruto da parceria da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) e da Braskem, reforça sua participação na Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico, que está acontecendo em Joinville, Santa Catarina, até hoje, dia 17/08. A iniciativa leva para o evento a ativação da Promoção Plástico Premiado, ação que está em sua segunda edição e estimula o setor a testar seus conhecimentos concorrendo a prêmios.

Três totens estão instalados no pavilhão da feira com acesso diretamente à tela inicial do Quiz, onde é possível responder às questões. Os colaboradores da indústria que participarem da ação na Feira, além de concorrerem a um smartphone, também ganharão um brinde exclusivo do Movimento Plástico Transforma.

A Promoção Plástico Premiado é uma realização do Movimento Plástico Transforma – ação pertencente ao PICPLast – e é voltada para as indústrias de transformação e reciclagem do plástico. O objetivo da ativação é levar, de forma didática, informações aos colaboradores do setor como forma de torná-los embaixadores desse versátil material.

Para concorrer aos 50 smartphones Galaxy S8 Edge, os participantes devem acertar, no mínimo 10 das 15 questões propostas. Quem não estiver na Feira mas quiser participar da Promoção basta acessar: www.plasticotransforma.com.br/plasticopremiado

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPLAST

Curta nossa página no

PICPlast lança 2ª edição da Promoção Plástico Premiado

09/08/2018

Quiz educativo sobre o plástico é direcionado aos colaboradores da indústria de transformação e reciclagem.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, PICPlast, lança a segunda edição da Promoção Plástico Premiado. A iniciativa é do Movimento Plástico Transforma – ação pertencente ao PICPLast – e é voltada para a indústria de transformação e reciclagem do plástico, com o objetivo de reforçar o conhecimento dos seus colaboradores sobre os importantes atributos e possibilidades desse versátil material.

“De forma didática, queremos disseminar informações que valorizem as características do plástico para os setores da transformação e da reciclagem, a fim de que cada colaborador possa se tornar um multiplicador dessas informações”, explica Edison Terra, Vice-Presidente Executivo da Braskem.

As questões de múltipla escolha que compõem o quiz trazem curiosidades sobre aplicações, benefícios e características próprias do plástico.

“A primeira edição da Promoção foi um sucesso e contou com a participação de mais de 7 mil colaboradores dessas indústrias. A nossa expectativa com a nova edição é impactar ainda mais pessoas, compartilhando informações de qualidade para torná-las verdadeiras embaixadoras do plástico”, afirma José Ricardo Roriz Coelho, presidente da ABIPLAST.

Os interessados em participar da Promoção devem acessar, até 21 de setembro, o site www.plasticotransforma.com.br/plasticopremiado, cadastrar-se, navegar pelo conteúdo e responder às 15 questões propostas. Os participantes que acertarem no mínimo 10 perguntas concorrerão automaticamente a 50 Smartphones Samsung Galaxy S8 Edge, que serão sorteados no sábado, dia 29 de setembro.

Para mais informações sobre o Movimento Plástico Transforma acesse: www.plasticotransforma.com.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast intensifica ações no Rio Grande do Sul

02/08/2018

Região é cenário de iniciativas para o desenvolvimento da indústria da transformação e promoção da imagem do plástico

Com o objetivo de fortalecer ainda mais o mercado do sul do país, o Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, PICPlast, leva para a região iniciativas que vão desde desenvolvimento e capacitação da indústria da transformação até a conscientização da sociedade sobre a importância do plástico na inovação e tecnologia. O PICPlast é fruto da parceria da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), e da Braskem.

Em junho deste ano, cerca de 60 colaboradores e empresários do setor participaram do primeiro módulo do Programa de Gestão de Inovação, realizado com apoio da consultoria Avantec, no SENAI de São Leopoldo, Grande Porto Alegre. Trata-se da primeira turma organizada fora de São Paulo. O Programa é composto por dez módulos, além de coaching individual para cada empresa participante. A ideia é fortalecer a cadeia local, possibilitando que as empresas implementem um sistema de inovação capaz de ampliar sua competitividade e suas possibilidades de oferecer novos produtos e serviços, tanto para o nosso mercado como para a atuação no exterior.

Além do compromisso de promover o aumento da competitividade e inovação no setor de transformação, com iniciativas como o Programa citado anteriormente, o PICPlast também possui entre os seus pilares a promoção das vantagens do plástico, com frentes de trabalho voltadas para reciclagem, estudos técnicos, educação e comunicação. Entre os destaques deste pilar está o Movimento Plástico Transforma, responsável por um dos projetos de maior impacto junto à sociedade, o PlastCoLab.

O PlastCoLab é um makerspace com experiências gratuitas que evidenciam o importante papel do plástico em soluções inovadoras e em novas tecnologias. Depois do sucesso da primeira edição, realizada em dezembro de 2017 em São Paulo, foi a vez da capital gaúcha receber a atração. Com atividades para todas as idades, a instalação, no formato de cubo mágico com 9 metros de altura, recebeu cerca de seis mil pessoas entre os dias 22 de junho e 1º de julho, no shopping Iguatemi.

A região de Porto Alegre é bastante relevante para esta cadeia, já que concentra um expressivo número de transformadores da indústria do plástico. Em sequência às ações com foco na região, será realizado, no próximo dia 23 de agosto, o Seminário sobre Vendas e Mercado. Em todo o Brasil, desde 2013 mais de mil empresas foram beneficiadas pelas iniciativas desenvolvidas pelo PICPlast, em parceria com instituições renomadas como SEBRAE e Fundação Dom Cabral.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

Porto Alegre recebe PlastCoLab, iniciativa do PicPlast para apresentar a versatilidade e potencial de transformação do plástico

24/06/2018

Um cubo mágico de 9 metros de altura promete prender a atenção de quem passar pelo estacionamento externo do Shopping Iguatemi, em Porto Alegre. Nele funcionará o PlastCoLab, um makerspace pop up que oferecerá gratuitamente experiências ligadas à inovação, criatividade e conhecimento, associados à versatilidade do plástico e seu potencial de transformação. A 2ª edição da ação, que acontece entre 22 de junho e 1º de julho, é realizada pelo Movimento Plástico Transforma, pertencente ao Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa setorial, e funcionará de segunda a sexta, das 12h às 18h, e sábados, domingos e no feriado, das 13h às 21h.

O PlastCoLab terá como mote principal o movimento maker, uma extensão da cultura do “faça você mesmo”, que tem como base a idéia de que qualquer pessoa pode construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos. Além disso, tem como objetivo apresentar como o plástico pode, aliado à criatividade, inovação e responsabilidade, transformar o nosso dia a dia e o nosso futuro.

No espaço será possível ver e interagir com novidades como, por exemplo, o Robô BEO, um robô que dança e interage com as pessoas, respondendo perguntas e executando ações solicitadas por elas. Além disso, será possível tornar-se um piloto de drone por alguns minutos testando suas habilidades em uma pista repleta de obstáculos.

“O Rio Grande do Sul é um polo de grande importância para o segmento de transformados plástico e o 3º maior em número de empregos do setor. O PlastCoLab irá aproximar a sociedade dessa indústria, ao apresentar de um jeito interativo e moderno a alta tecnologia e a contemporaneidade dos produtos que utilizam o plástico como matéria-prima “, enfatiza José Ricardo Roriz Coelho, presidente da ABIPLAST.

“Trazer a 2ª edição dessa iniciativa ao Rio Grande do Sul é possibilitar que o público dessa região, que inclusive contempla parcela relevante da indústria de transformação do plástico, e tem iniciativas relevantes de reciclagem, possa vivenciar como essa matéria-prima tem um papel fundamental nas grandes tendências de inovação e tecnologia.”, diz Edison Terra, vice-presidente executivo da Braskem.

Andares e atrações:

O PlastCoLab será dividido em dois andares. No primeiro andar, denominado Expo, haverá uma série de exposições interativas, entre elas uma mão robótica feita em impressora 3D e que pode ser controlada de qualquer local do planeta; brinquedos makers; impressoras 3D; robôs; obras de arte do universo maker; além da possibilidade de pilotar e se divertir com drones em uma arena externa ao espaço. O espaço Expo funcionará de segunda a sexta, das 12h às 18h, e sábados, domingos e no feriado, das 13h às 21h.

Já no segundo andar acontecerão oficinas como: impressão 3D na prática; robótica para crianças; hortas automatizadas; construção de réplica do brinquedo Genius; oficina de bijuterias com peças acrílicas cortadas a laser; e construção de chaveiro mini game. As oficinas ocorrem em dois horários, das 14h e 17 horas ou das 14h às 18 horas. Confira abaixo a programação diária.

Programação:

22/6 (sexta-feira) – 14h e 17 horas: oficina de robótica para crianças.
23/6 (sábado) – 14h às 18 horas: workshop Genius.
24/6 (domingo) – 14h às 18 horas: workshop de construção de mini games.
25/6 (segunda) – 14h e 17 horas: oficina de construção de bijuterias em acrílico cortadas a Laser.
26/6 (terça-feira) – 14h e 17 horas: workshop de impressão em 3D.
27/6 (quarta-feira) – 14h às 18 horas: oficina para a construção de hortas automatizadas.
28/6 (quinta-feira) – 14h e 17 horas: oficina de construção de bijuterias em acrílico cortadas a Laser.
29/6 (sexta-feira) – 14h e 17 horas: workshop de impressão em 3D.
30/6 (sábado) – 14h e 17 horas: oficina de robótica para crianças.
01/07 (domingo) – 14h às 18 horas: workshop Genius.

Serviço:

PlastCoLab
Data: 22 de junho a 1º de julho
Horário: segundas a sextas-feiras, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 21h.
Local: estacionamento externo do Shopping Iguatemi, localizado na avenida João Wallig, 1800 – Passo d’Areia
Quanto: A entrada é gratuita e por ordem de chegada. Para participar dos workshops é necessário fazer uma pré-inscrição pelo site www.plastcolab.com.br.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) é uma iniciativa criada em 2013 pela Braskem e a ABIPLAST, Associação Brasileira da Indústria do Plástico, e prevê o desenvolvimento de programas estruturais que contribuam com a competitividade e o crescimento da transformação plástica. Baseado em três pilares: aumento da competitividade e inovação do setor de transformação, estímulo às exportações de transformados plásticos e promoção das vantagens do plástico, o PICPlast também conta com investimentos voltados ao reforço na qualificação profissional e na gestão empresarial. No pilar de vantagens do plástico, as frentes de trabalho são voltadas para reciclagem, estudos técnicos, educação e comunicação, com destaque para o Movimento Plástico Transforma. Para saber mais, acesse www.picplast.com.br e plasticotranforma.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast reforça a versatilidade do plástico em soluções para o agronegócio na Agrishow 2018

01/05/2018

Iniciativa dá visibilidade a 15 transformadores de plástico, que mostram na prática a funcionalidade de 20 soluções e seus diferenciais para a performance nas atividades agrícola e pecuária no Brasil

Dar visibilidade aos fabricantes que usam o plástico como matéria-prima para contribuir para o desenvolvimento e crescimento do agronegócio brasileiro. Este é objetivo da participação do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) na Agrishow 2018, o principal evento do setor no Brasil. O PICPlast é fruto da parceria da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) e da Braskem. O espaço do PICPlast contará, ao todo, com 15 empresas que apresentarão na prática a funcionalidade de 20 soluções e seus diferenciais nas atividades agrícola e pecuária.

Entre os destaques do estande está o Wrap, uma solução de armazenagem de silagem pré-secada. Produzido pelos transformadores de plástico Manulli e Extraplast, trata-se de um filme stretch de polietileno de alta aderência para envelopamento de fardos pré-secados, mais palatáveis para o gado. O filme também tem a função de manter o valor nutricional do alimento e permite armazenamento por até 12 meses.

Outro atração da feira é o Silo Bolsa produzido pela Pacifil para armazenagem de grãos e silagem. Em formato de túnel flexível de polietileno, medindo de 70 a 100 metros de comprimento, o produto foi concebido para criar um ambiente sem oxigênio, o que impede o surgimento e desenvolvimento de pragas e insetos durante a armazenagem. Dessa forma, é possível estocar grãos e silagem por até 12 meses, preservando a qualidade do produto armazenado. Com baixo custo, esta solução permite ainda a segregação de lotes e contribui com a redução na perda de alimentos.

Com um grande apelo sustentável, os Big Bags – embalagens de ráfia de polipropileno com alta capacidade de armazenagem, produzidas pela Propex – prometem atrair a atenção dos visitantes do espaço. Pela primeira vez, o PICPlast apresentará uma versão fabricada com 50% de resina reciclada, ou seja, novos big bags produzidos a partir de unidades já utilizadas. Aplicando o princípio da logística reversa, a iniciativa estimula o descarte correto do produto e permite que a matéria-prima volte para a cadeia produtiva. O espaço também disponibilizará big bags produzidos com resina virgem.

No estande do PICPlast na Agrishow também será possível conferir de perto o Sistema de Irrigação por gotejamento apresentado pela NaanDan Jain, empresa especialista em sistemas de irrigação. O gotejamento garante que mais de 90% da água chegue à raiz da planta, o que permite controle e uso racional do recurso hídrico. Na exposição, o sistema de gotejamento exposto usará mangueiras de polietileno verde, material produzido a partir do etanol, para irrigação de cana-de-açúcar. Este fechamento do ciclo da cadeia, cana-de-açúcar irrigada com mangueiras feitas com material produzido a partir da cana-de-açúcar, corresponde a uma atração adicional.

Consolidado como uma ótima opção para plantas de ciclo curto, o Mulching é outro destaque da feira. O diferencial é que, desta vez, a Rioplastic vai apresentar esta solução para um cultivo de ciclo longo, como o café. Neste caso, trata-se de um filme agrícola de dupla face, à base de polietileno e aditivos especiais, utilizado na cobertura de solo. A tecnologia leva à retenção da umidade do solo e impede o crescimento de plantas daninhas, o que promove um melhor desenvolvimento vegetativo da planta e, consequentemente, maior produtividade da lavoura.

Já a exposição das Sacarias de Ráfia, para embalar sementes tratadas, reforça as vantagens da solução em relação às embalagens tradicionais. A sacaria de ráfia apresenta maior resistência ao rasgo e à umidade, preço mais competitivo e tem como diferencial a possibilidade de ser transparente, o que permite visualizar seu conteúdo. As sacarias utilizam a tecnologia da solda quente ao invés da costura convencional e proporcionam melhor acomodação. Este projeto conta com a parceria da Embrasa.

“É com muita satisfação que marcamos presença do PICPlast pela quinta vez na Agrishow, mostrando nosso compromisso em estimular as empresas transformadoras de plástico para criar soluções inovadoras, que contribuam para o crescimento do agronegócio no Brasil. Esta é, sem dúvida, uma grande oportunidade para os empreendedores do setor fecharem grandes negócios”, afirma Edison Terra, Vice-Presidente Executivo da Braskem.

Já José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast, acredita que este tipo de iniciativa mostra a versatilidade do plástico e o investimento dos transformadores na fabricação de soluções para diversas necessidades. “A participação dessas empresas na Agrishow reforça o aspecto sustentável e tecnológico do plástico enquanto matéria-prima pois evidencia o quanto as aplicações contribuem para o aumento da produtividade no agronegócio e para a redução de possíveis perdas”, ressalta Roriz.

O estande do PICPlast na Agrishow fica localizado na rua F, estande nº F9a. Comprometido com a capacitação do setor, o Plano conta com várias iniciativas que visam reforçar a qualificação e incentivar empresas transformadoras de plástico. Desde 2013 mais de 1.000 empresas foram beneficiadas pelas iniciativas desenvolvidas pelo PICPlast, que possui parcerias com instituições renomadas, como SEBRAE e Fundação Dom Cabral.

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) é uma iniciativa criada em 2013 pela Braskem e Abiplast que prevê o desenvolvimento de programas estruturais que contribuam com a competitividade e o crescimento da transformação plástica. Baseado em três pilares: aumento da competitividade e inovação do setor de transformação, estímulo às exportações de transformados plásticos e promoção das vantagens do plástico, o PICPlast também conta com investimentos voltados ao reforço na qualificação profissional e na gestão empresarial.

Na linha de vantagens do plástico, as frentes de trabalho são voltadas para reciclagem, estudos técnicos, educação e comunicação, com destaque para o Movimento Plástico Transforma.

A Braskem conta com 8 mil colaboradores e produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos. A empresa exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e teve faturamento de R$ 55 bilhões em 2016, contando com 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

A Associação Brasileira da Indústria do Plástico — Abiplast representa o setor de transformados plásticos e reciclagem desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A Abiplast representa atualmente 12.384 empresas que empregam um total de 320.247 mil pessoas.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

Programa de Inovação do PICPlast inspira criação de novos produtos

14/04/2018

Promaflex, uma das empresas que participou da primeira turma do Programa de Inovação do PICPlast, lança produto inovador no mercado

O Programa de Inovação do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, PICPlast, já apresenta resultados práticos. A Promaflex, uma das empresas líderes no segmento de filmes plásticos, acaba de anunciar um novo produto – uma manta de proteção antimofo, com foco em um novo público, o consumidor final. A manta de proteção antimofo da Promaflex foi lançada na última edição da Expo Revestir, que ocorreu entre os dias 12 e 14 de março, em São Paulo. O produto é uma manta adesiva com nanotecnologia antimofo bactericida para armários, gavetas ou qualquer superfície suscetível ao crescimento do mofo.

Segundo Andrea Martins, que coordena o grupo interno de inovação da Promaflex, o programa de inovação ajudou a colocar no papel e organizar os pensamentos de uma forma mais prática. “Aprendemos a organizar uma equipe formada por pessoas de todas as áreas da empresa, alinhando a estratégia e, principalmente, aprendemos a dar o peso certo para cada etapa e para cada passo. Com isso, em um ano saímos da idéia no papel para o lançamento do produto”.

A manta antimofo representa uma série de desafios para a Promaflex, pois é um produto totalmente novo no mercado e que tem um público com o qual a empresa não está acostumada a trabalhar. “Esse é o nosso primeiro produto voltado 100% para o consumidor final e só conseguimos pensar em uma solução para um público-alvo diferente do que estamos acostumados com as dicas e aprendizados que recebemos no programa de inovação”, complementa Andrea.

Outro aprendizado que veio do curso foi o de buscar construir credibilidade para o novo produto. “Para estarmos referenciados, procuramos o biomédico Roberto Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, para que ele analisasse o produto. Ele constatou que o uso da manta impossibilita o crescimento do mofo em 99,9% dos casos, o que nos deu bastante segurança para seguir em frente”, afirma a executiva.

Fonte:  PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast divulga pesquisa apontando o perfil e expectativas do transformador de plástico no Brasil

23/02/2018

Estudo mostra os principais interesses dos empreendedores da indústria de transformação.

O transformador de plástico no Brasil busca por iniciativas que o ajude a vender mais (59,4%) e acredita que inovação em produtos (49,3%) é o caminho para o crescimento. É o que mostra o estudo de mercado encomendado pelo PICPlast, Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, uma iniciativa setorial da Abiplast e da Braskem. Para 59,4% desta amostra, abrir novos mercados é a prioridade.

A pesquisa revelou ainda o perfil destes empresários: homens (78,1%), com mais de 35 anos (82,3%) e com escolaridade superior à graduação (86,7%), que conduzem empresas familiares (70,1%), com 50 a 500 funcionários (61,5%), localizadas no estado de São Paulo (46,8%).

O estudo também mostra a participação de diferentes áreas da transformação. Para a produção de filmes (ramo de 55,8% dos participantes da pesquisa) são usados equipamentos de extrusão onde a matéria-prima fundida forma filmes flexíveis que, posteriormente, serão transformados em embalagens. Já para a injeção de plásticos (31,7%), são usadas máquinas que injetam o material fundido sob pressão no interior de um molde, formando peças de formatos e aplicações diversas. Outro tipo de transformação do material plástico que aparece em destaque é o sopro-extrusão (20,5%) que produz, por exemplo, frascos para alimentos e bebidas, através da aplicação de ar comprimido que expande o material fundido dentro de um molde.

A pesquisa traz também a participação do setor da reciclagem dos materiais plásticos (9%) onde há a fabricação de grânulos de material reaproveitado que retornarão à cadeia produtiva na forma de novos produtos plásticos, evitando a extração de novos recursos naturais e aplicando o contexto da economia circular.

As empresas ouvidas produzem os mais diferentes tipos de produtos, principalmente embalagens para alimentos e bebidas ou tampas (37,4%). Bobinas plásticas (29,5%), produtos para agronegócios (22,3%), construção civil (18,7%) e embalagens para cosméticos (15,1%) também aparecem com grande relevância entre os itens produzidos.

Investir em renovação tecnológica, principalmente na área de processos e equipamentos, é o desejo de 38,5% dos empresários. O mercado e a concorrência são considerados os principais desafios para o crescimento para cerca de 30% dos entrevistados. Os empreendedores da indústria do plástico têm interesse em iniciativas voltadas à eficiência operacional, comprovado pelos percentuais altos daqueles que querem reduzir perdas (67,7%) e aumentar o controle de qualidade (61,2%).

Para atender a estas demandas, o PICPlast realiza, ao longo do ano, uma série de ações que visa beneficiar os atuantes do setor. Desde 2013 já foram investidos cerca de R$ 15 milhões em iniciativas direcionadas aos transformadores. São projetos que auxiliam desde o pensamento com foco em inovação até gestão financeira e controle de qualidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Picplast

Curta nossa página no

PICPlast realiza seminário sobre novas tecnologias de acabamento em peças injetadas

22/11/2017

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), realiza no dia 23 de novembro, em São Paulo, um seminário destinado a quem atua no segmento plástico e nas áreas de decoração. O objetivo é apresentar novas tecnologias para a pintura e acabamento de peças plásticas injetadas.

Durante o encontro serão apresentadas palestras sobre tecnologias de decoração de peças plásticas injetadas; tendências em masterbatches para peças plásticas; pintura em peças plásticas injetadas e tendências em acabamento.

As vagas são limitadas e os interessados devem efetuar a inscrição até 21 de novembro pelo telefone (11) 5632-3138 ou pelo e-mail seminariopicplastpp@teleeventos.com.br.

Serviço:
Seminário PICPlast novas tecnologias de acabamento em peças injetadas
Dia: 23 de novembro
Horário: Das 8h às 12 horas
Local: Hotel Transamérica, Alameda Santos, 981, Jardim Paulista, São Paulo

Fonte: Assessoria de Imprensa – Picplast

Curta nossa página no

Parceria entre PICPlast e SEBRAE movimenta indústria goiana do plástico

07/11/2017

Grande Goiânia e cidades próximas são beneficiadas com programa que oferece desde capacitação até gestão financeira e controle de qualidade

Micro e pequenos empresários da indústria transformadora de plástico da Grande Goiânia e cidades da região vêm ganhando um fôlego a mais para provar que é possível crescer em tempos de economia turbulenta. O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) – iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), e da Braskem, maior petroquímica das Américas – e o SEBRAE Goiânia criaram uma parceria que beneficia os micro e pequenos empreendedores do polo industrial local.

De acordo com Rui Costa, coordenador do programa no SEBRAE, as empresas dos 20 municípios que contemplam a Grande Goiânia, Anápolis, Rio Verde e mais as cidades em torno do Distrito Federal vinham em constante crescimento nos últimos dez anos. Porém, com a crise econômica de 2016, este movimento se estabilizou. “Por isso foi importante contar com o incentivo do PICPlast neste momento. A implantação do programa de capacitação fez total diferença, por exemplo, para que postos de trabalho se mantivessem abertos. Apesar do delicado período não registramos demissões significativas no setor”, informa Costa.

Ao todo, são nove empresas participando do programa, iniciado em agosto de 2016. A partir de um diagnóstico individual, todas passaram por uma dinâmica para desenvolver um plano de trabalho baseado em quatro pilares: estratégias empresariais, gestão financeira, gestão comercial e gestão de qualidade. Além disso, durante o período foram ministradas instrutorias (aulas teóricas em grupo) e consultorias (atendimento in loco).

Crise, aliás, é uma palavra que o empreendedor Hugo Dias diz desconhecer. À frente da Natuplast, indústria plástica de sopro e injeção, Dias credita os ótimos resultados conquistados pela empresa à participação no programa. “Já tínhamos um plano de gestão traçado, mas o PICPlast e o SEBRAE foram fundamentais a para lapidá-lo”, afirma.

Em um ano, a Natuplast viu seu principal produto, o garrafão de água de 20 litros, ganhar um incremento de vendas de 17%. Além disso, a empresa ampliou sua oferta de produtos, que agora também traz outros tipos e tamanhos de embalagens, além de copos e canecas de plástico destinados a bares, festas e eventos. São mais de 300 clientes atendidos no ano e um aumento de 60% no faturamento. “Abrimos uma filial em Campinas, interior de São Paulo, e já programamos abrir outras duas no Norte e no Nordeste. O plano é ter uma Natuplast em cada região do País”, garante o empreendedor.

O programa de capacitação PICPlast e SEBRAE Goiânia vai até dezembro. Parceria semelhante acontece também nos estados de Pernambuco, Alagoas e Bahia, além dos programas já concluídos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast realiza seminário com foco na construção civil

25/09/2017

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), realiza no dia 28 de setembro, em São Paulo, um seminário destinado a quem atua na construção civil, especificamente em infraestrutura. O objetivo é apresentar a ferramenta gratuita para cálculo e projeto de redes de drenagem em polietileno de alta densidade (PEAD) utilizando a moderna metodologia BIM (Building Information Modeling). Durante o encontro, também será exibido um estudo comparativo entre o método tradicional e a solução em tubos de PEAD para projetos de drenagem de águas pluviais baseado em um caso real. Para auxiliar os participantes a utilizar a ferramenta para projetos em BIM, serão entregues vídeos tutoriais destacando as etapas a serem seguidas. As vagas são limitadas e os interessados devem efetuar a inscrição até o dia 26 de setembro pelo telefone 0800 878 1104 ou pelo e-mail seminariopicplast@teleeventos.com.br.

Serviço:
Seminário PICPlast para Construção Civil
Dia: 28 de setembro
Horário: Das 8h30 às 12 horas
Local: Hotel Golden Tulip Paulista, Alameda Santos, 85, Paraíso, São Paulo

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPLAST

Curta nossa página no

PICPlast marca presença na Agrishow 2017 com espaço exclusivo para empresas da transformação plástica

04/05/2017

20 empresas mostram funcionalidades dos seus produtos, desenvolvidos para atender ao agronegócio

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) e da Braskem, marca presença na Agrishow 2017, um dos principais eventos do setor agrícola, que está ocorrendo em Ribeirão Preto (SP), entre 01 a 05 de maio. Com um espaço exclusivo na feira, 20 empresas beneficiadas pelo Plano estão promovendo seus produtos  voltados ao agronegócio. Criado há três anos com o objetivo de estimular a competitividade do setor de transformação plástica, essa ação do PICPlast permite que as empresas reforcem a importância e relevância do plástico na produção sustentável de grãos e alimentos.

Entre os produtos expostos, destacam-se aplicações como ráfia para colheita de café e para cobertura de solo, silo bolsa, fio eletroplástico, sistemas de irrigação por gotejamento, biodigestor, telhas de PVC voltadas para granjas, cocho, sistema de hidroponia, entre várias outras. Todos os produtos e máquinas estão sendo expostos em tamanho real e em funcionamento, simulando sua aplicabilidade no dia a dia. Assim, os visitantes podem conferir de perto tecnologias como o sistema de geração de energia a partir de luz solar em módulos fotovoltaicos instalados sobre flutuadores de PEAD, em lagos e lagoas, que evita a utilização de espaços destinados a plantações.

Outro grande destaque da feira fica por conta do silo bolsa para armazenagem de grãos e sementes. Em formato de túnel flexível de plástico, o produto foi desenvolvido para criar um ambiente sem oxigênio, o que impede o surgimento e desenvolvimento de pragas e insetos na colheita. Dessa forma, é possível armazenar os alimentos por até 12 meses, com qualidade, sendo que a aplicação pode ser instalada pelo próprio agricultor. Com baixo custo, a produto permite ainda a segregação em lotes e contribui com a redução no desperdício de alimentos.

“A presença do PICPlast neste tipo de evento é muito importante pois reforça o seu papel de apoio à cadeia, incentivando e promovendo as empresas transformadoras de plástico com suas soluções inovadoras. Além disso, esta é uma excelente oportunidade para os empreendedores do setor fecharem grandes negócios”, afirma Americo Bartilotti, diretor do negócio de polietileno da Braskem.

De acordo com José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast, são ações como essas que permitem às transformadoras mostrar que o plástico propõe soluções para diversas necessidades.  “A participação dessas empresas na Agrishow reforça o papel do plástico enquanto solução sustentável e tecnológica, uma vez que grande parte das aplicações contribui para o aumento da produtividade no agronegócio e para a redução de possíveis perdas”, ressalta Roriz.

Comprometido com a capacitação do setor, hoje o PICPlast conta com várias iniciativas que visam reforçar a qualificação e incentivar empresas transformadoras de plástico.  Desde 2013 mais de 500 empresas foram beneficiadas pelos cursos e mentorias desenvolvidas pelo Plano, que possui parcerias como instituições como SEBRAE e Fundação Dom Cabral.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast apresentou ferramenta inédita de gestão na Feiplastic 2017

19/04/2017

Voltada para pequenas e médias empresas de transformação plástica, plataforma auxilia companhias na tomada de decisões estratégicas e realizações de novos investimentos

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) e da Braskem, marcou presença na Feiplastic 2017 e apresentaou uma ferramenta inédita que irá auxiliar as pequenas e médias empresas do setor plástico na tomada de decisões estratégicas e controle do fluxo de caixa. Com um espaço exclusivo no stand da Braskem, os visitantes puderam conhecer de perto os programas de capacitação desenvolvidos pelo PICPlast, que já ajudou mais de 500 empresas transformadoras da indústria do plástico no Brasil nos últimos 3 anos.

Entre as novidades que foram apresentadas pelo Plano na feira, o destaque ficou por conta da ferramenta “Análises de investimentos”, que foi desenvolvida para ajudar a empresas que estejam planejando realizar algum investimento ou avaliar um projeto como por exemplo adquirir um novo equipamento ou molde. Para tanto, o PICPlast contratou a consultoria Advisia OC&C para desenvolver uma ferramenta que fosse intuitiva e prática e que atendesse a indústria de transformação.

Construído na linguagem Excel, o programa realiza cálculos sofisticados e indica resultados que apontam se os investimentos previstos são realmente vantajosos ou negativos. Disponibilizada gratuitamente para os visitantes da feira, a ferramenta é uma boa solução do ponto de vista financeiro capaz de apontar informações como a taxa de retorno projetada para os investimentos e se é realmente interessante para o empresário tomar crédito para uma expansão que esteja pensando em realizar.

“Com essa nova plataforma, queremos capacitar e profissionalizar as empresas do setor para que elas se tornem mais competitivas no mercado nacional e internacional”, afirma Edison Terra, vice-presidente da Braskem. Já para José Ricardo Roriz Coelho, presidente da ABIPLAST, a ferramenta irá beneficiar empresas que atuam em diversos segmentos. “São investimentos como esse que impactam positivamente o dia a dia da indústria de transformação”, conta.

Também durante a Feiplastic, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer a versão atualizada do programa “Custos e rentabilidade”, que já está disponível para as empresas do mercado de forma gratuita. Desenvolvida para companhias que ainda não possuem sistemas de alta performance, ela funciona como uma plataforma simples e auxilia os transformadores na gestão dos negócios. Nela é possível inserir informações importantes sobre a rotina da companhia e gerar relatórios que apontam para cenários futuros e real capacidade da empresa em atender as demandas dos seus clientes.

Para ter acesso ao material, os visitantes devem se cadastrar previamente no site do PICPlast: http://www.picplast.com.br

Fonte: Abiplast

Curta nossa página no

Movimento Plástico Transforma mobiliza mais de 7 mil profissionais do setor

29/11/2016

movimento_plastico_transforma16-copiaMais de 7 mil colaboradores da indústria brasileira da transformação e reciclagem do plástico aderiram à primeira fase do Movimento Plástico Transforma, encerrada no mês de agosto, a Promoção Plástico Premiado. Trata-se de uma ação do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa da Braskem e da ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, que realiza uma série de ações de educação e conscientização para mostrar, de forma didática e objetiva, a importância do plástico no cotidiano das pessoas.

A Promoção Plástico Premiado teve como objetivo oferecer ao setor da transformação e reciclagem informações que valorizam as características, as vantagens do uso do plástico e mostram sua considerável evolução ao longo da história, para que cada colaborador deste segmento pudesse se tornar um multiplicador dessas informações.

Convidados a navegar pelo rico conteúdo informativo do site oficial da campanha (www.plasticotransforma.com.br), os colaboradores também foram estimulados a responder ao quiz de 15 questões de múltipla escolha, com perguntas sobre aplicações, benefícios e curiosidades sobre os plásticos para concorrerem a 50 TV’s 48” Full HD Smart.

A cadeia produtiva do plástico tem protagonizado movimentos positivos de integração entre indústria e sociedade. “Intensificar as ações de capacitação que englobem todos os agentes da cadeia do plástico é fundamental para que eles reúnam argumentos positivos e corretos sobre a real importância do plástico na vida das pessoas”, afirma o vice-presidente da unidade de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin.

A característica da indústria da transformação e reciclagem do plástico no Brasil mostra uma composição de pequenas, médias e grandes empresas com atuações destacadas no cenário global. “Somos um dos maiores empregadores industriais do Brasil e é fundamental transferirmos conhecimento para cada colaborador, e que esse conhecimento seja motivo de orgulho e motivação para o desenvolvimento sustentável desse setor”, afirma o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz Coelho.

O segundo e terceiro momentos do Movimento Plástico Transforma serão voltados aos formadores de opinião e à sociedade, respectivamente. Para saber mais sobre a ação, acesse o site do Movimento Plástico Transforma www.plasticotransforma.com.br .

O PICPlast – Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, é uma iniciativa criada há três anos pela ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico e pela Braskem. Prevê o desenvolvimento de programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica, incluindo investimentos para aumentar as exportações de produtos transformados, incentivo à inovação e o reforço na qualificação profissional e na gestão empresarial. Para mais informações sobre o PICPlast, acesse: http://www.picplast.com.br.

Fonte /foto: Abiplast

Curta nossa página no

Movimento “Plástico Transforma” lança promoção para ampliar os conhecimentos sobre o plástico na indústria de transformação

14/07/2016

plasticopremiado

Promoção Plástico Premiado tem o objetivo de capacitar o setor

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa da Braskem e da ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, lançou hoje (14 de julho) a primeira etapa do Movimento Plástico Transforma, com a Promoção Plástico Premiado.

Ao todo, o Movimento está dividido em três momentos, sendo o primeiro deles a Promoção, voltada aos colaboradores que atuam na indústria da transformação do plástico. O objetivo é fornecer informações que valorizem e desmistifiquem a imagem equivocada a respeito desse material, que teve uma evolução considerável ao longo de sua história. O segundo e terceiro momentos serão focados nos formadores de opinião e sociedade, respectivamente.

A dinâmica do movimento compreende convidar os colaboradores a entrar no site oficial da campanha (www.plasticotransforma.com.br), que terá um extenso conteúdo disponível, e responder a um questionário com 15 perguntas de múltipla escolha, com questões conceituais, aplicações, benefícios, curiosidades e entre outros tópicos aplicados ao tema “plástico”. Os participantes que acertarem, no mínimo, 10 questões serão qualificados automaticamente para um sorteio que distribuirá 50 TV’s 48” Full HD Smart.

A cadeia produtiva do plástico tem protagonizado movimentos positivos de integração entre indústria e sociedade. “Intensificar as ações de capacitação que englobem todos os agentes da cadeia do plástico é fundamental para que eles reúnam argumentos positivos e corretos sobre a real importância do plástico na vida das pessoas”, afirma o vice-presidente da unidade de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin.

A característica da indústria da transformação do plástico no Brasil mostra uma composição de pequenas, médias e grandes empresas com atuações destacadas no cenário global. “Somos um dos maiores empregadores industriais do Brasil e é fundamental transferirmos conhecimento para cada colaborador, e que esse conhecimento seja motivo de orgulho e motivação para o desenvolvimento sustentável desse setor”, afirma o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz Coelho.

Para mais informações sobre a ação, acesse o site do Movimento Plástico Transforma www.plasticotransforma.com.br

Fonte – Abiplast

Curta nossa página no

PICPLAST e Fundação Dom Cabral finalizam capacitação empresarial para empresários da indústria do plástico

10/07/2016

Ao todo, representantes de mais de 30 empresas acompanharam palestras sobre temas fundamentais para o aprimoramento da gestão de suas empresas

PicplastO PICPlast finalizou no mês de maio os dois últimos módulos do programa de capacitação destinado à empresários da indústria da transformação plástica brasileira. Os trabalhos se iniciaram em março e contaram com a participação de mais de 30 empresas, que puderam acompanhar palestras  sobre estratégia e competitividade empresarial, governança e sucessão, liderança e gestão de processos, custos e finanças e inovação. Todos os trabalhos contaram foram conduzidos pela Fundação Dom Cabral,  em sua sede,  em São Paulo.

No penúltimo módulo, realizado no dia 10/05, os temas discutidos foram custos e finanças. Na oportunidade, os alunos tiveram acesso aos principais indicadores e métricas que impactam diretamente no resultado do negócio e as formas de gerenciá-lo de maneira eficaz para evitar perdas.

Já no último módulo, sobre inovação, dia 11/05, os empresários foram capacitados para compreender o modelo de inovação, criado pela própria Fundação Dom Cabral, e como ele pode ser implementado a partir de um estilo de gestão participativo em todos os processos da companhia. Ao final da capacitação, todos os representantes das empresas que participaram dos seis módulos receberam certificado de conclusão.

Uma das empresas participantes foi a distribuidora Mais Polímeros, que esteve representada por seu gerente comercial, Aparecido Camacho. “Tirar os executivos da empresa para levá-lo à reflexão é uma tarefa complicada, mas executada com maestria pelo PICPlast e a FDC. Dar um tempo e se reunir com outros empresários para falar de estratégia é fundamental para definir objetivos, pensar em novos projetos e trocar experiências”, afirma Camacho.

Outra empresa que esteve presente nas capacitações foi a Pisani, fabricante de embalagens plásticas para as indústrias de bebidas e alimentos. Na ocasião, a empresa esteve representada por Paulo Weber, diretor geral da companhia, que é sediada em Caxias do Sul. De acordo com o executivo, as matérias apresentadas nos dois módulos atendem às necessidades de todas as empresas. “O PICPlast está de parabéns. Os temas discutidos nos dois módulos atenderam às necessidades dos empresários. Na medida em que todas as empresas se capacitam, o mercado fica mais acirrado, nivelado por cima”, afirma o executivo.

O PICPlast é uma iniciativa da Braskem, em conjunto com a Associação Brasileira do Plástico (Abiplast), entidade que representa a indústria da transformação plástica no Brasil. O plano foi lançado em 2013 com o objetivo de desenvolver programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica de forma conjunta entre a 2ª e 3ª gerações da cadeia produtiva do plástico.

Essa foi a terceira turma capacitada pela Fundação Dom Cabral desde o lançamento do PICPlast, em 2013. Desde então, foram quase 100 empresas capacitadas em todas as regiões do Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPLAST

Curta nossa página no

PICPlast promove espaço para empresas da indústria da transformação plástica na Agrishow 2016

19/04/2016

Ação contribui para que essas empresas apresentem ao mercado suas soluções em plástico destinadas ao agronegócio

Picplast_agrishow

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Braskem em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), levará cerca de  20 empresas à Agrishow 2016, uma das maiores feiras de tecnologia agrícola. O objetivo desta ação é apoiá-las no desenvolvimento de soluções em plástico para o segmento agrícola. O evento será realizado de 25 de abril a 29 de abril, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

Na ocasião, as empresas terão a oportunidade de promover seus produtos e reforçar a relevância do plástico em inúmeras aplicações destinadas ao agronegócio, que destacam benefícios como maior produtividade, redução de custo, otimização do uso de recursos hídricos e maior rentabilidade para o produtor. Exemplos como embalagens de ráfia, filmes de cobertura, lonas, geomembrana, cortinas avícolas, big bags, cobertura de cultura em não tecido, silo bolsa, lonas, wrap, cisternas, fio eletroplástico, raschel, mulching, tubo gotejador, entre outras aplicações que estarão expostas no estande.

Os visitantes poderão ver, na prática, as aplicações de cada tecnologia: a água sendo coletada diretamente para a cisterna, que por sua vez será conduzida ao sistema de irrigação por gotejamento; a estufa estrategicamente colocada na área externa do estande para mostrar a sua importância no cultivo; a eficiência das embalagens para o armazenamento de sementes e fertilizantes, bem como as coberturas de cultura em não tecido para evitar o ataque de pragas.

De acordo o vice-presidente da unidade de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin, a participação destas empresas em eventos como a Agrishow é fundamental para o desenvolvimento da cadeia produtiva do plástico em setores relevantes para a economia brasileira. “Nesses eventos, além das empresas apresentarem seus produtos e fazerem negócio, contribuem de forma decisiva para demonstrar a força da nossa indústria de transformação plástica para o setor do agronegócio e, consequentemente, melhorar a vida das pessoas”, afirma o executivo.

Para o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho, o PICPlast tem um papel fundamental no desenvolvimento das empresas que fazem parte do setor. “Por meio de iniciativas como esta, as empresas têm a oportunidade de mostrar suas inovações, passando a atuar em oportunidades relevantes para o setor, mas que antes não faziam parte de suas estratégias. Quem ganha com isso são as empresas e a população, beneficiadas com produtos diversificados e com qualidade”, afirma Roriz Coelho. Com as soluções em plástico desenvolvidas pelo setor as perdas e o desperdício de alimentos são reduzidos drasticamente.

A iniciativa faz parte de uma série de atividades previstas pelo PICPlast para desenvolver ações de estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento sustentável da indústria brasileira de transformação plástica, baseada em três focos de atuação:  auxiliar as empresas em estratégias para aumentar as exportações de transformados, aumentar a sua competitividade e Inovação no mercado global, e desenvolver ações para promover as vantagens do plástico e sua importância na vida moderna.

Para mais informações sobre o PICPlast, acesse: http://www.picplast.com.br.

Serviço:

AGRISHOW 2016
Data: De 25 a 29 de abril
Horário: Das 8h às 18h
Local: Rod. Prefeito Antônio Duarte Nogueira, Km 321 – City Ribeirão, Ribeirão Preto – São Paulo
Estande: D1b (portaria norte)
Mais informações: http://www.agrishow.com.br/pt/

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPlast

Curta nossa página no

PICPlast já beneficia mais de 900 empresas brasileiras transformadoras de plásticos

18/02/2016

O plano promoveu, em dois anos, uma série de capacitações empresariais, treinamentos e workshops, contemplando mais de 1.200 profissionais que atuam no setor

Em dois anos desde o seu lançamento, o Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Braskem em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), alcançou números expressivos. Mais de 900 empresas brasileiras da transformação de plásticos foram beneficiadas por ações desenvolvidas pelo plano para contribuir com o desenvolvimento da indústria brasileira, contemplando mais de 1.200 profissionais que atuam no setor.

As ações do plano estão estruturadas em três eixos: estímulo a exportações de transformados plásticos, ampliação da competitividade e inovação do setor de transformação e promoção das vantagens do plástico.

No pilar de estímulo à exportação de transformados plásticos, o volume acumulado de resinas incentivadas chegou a cerca de 70 mil toneladas em dezembro de 2015, representando um valor de mais de R$ 80 milhões investidos ao longo dos últimos dois anos.

O PICPlast vem atuando fortemente também no desenvolvimento empresarial. Nesse período, foram promovidas diversas iniciativas para o setor de transformação, entre feiras, seminários e capacitações. Os programas foram realizados em parceria com instituições como a Fundação Dom Cabral, Think Plastic Brazil, Aduaneiras, Advisia, Inventta, Towsend Solutions, Cambridge – Institute for Family Enterprise.

Em 2015 o PICPlast também firmou parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e, a partir de 2016, será oferecido ao setor um programa educacional e consultorias sobre desenvolvimento gerencial para estimular o crescimento das micro e pequenas empresas que atuam na cadeia produtiva do plástico.

Além das capacitações, o PICPlast esteve presente em feiras do setor plástico, como Feiplastic, Nordesteplast e Plastech, e em feiras voltadas ao agronegócio e construção, com a participação na Agrishow e Concreteshow.

De acordo com o vice-presidente de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin, as ações promovidas pelo PICPlast são essenciais para a constante diferenciação do setor plástico brasileiro. “O PICPlast tem proporcionado aos empresários boas oportunidades para se manterem competitivos no mercado global, especialmente em um momento delicado da economia. Nossa missão em 2016 é ampliar a atuação pelo Brasil e fortalecer ainda mais a cadeia produtiva do plástico”, afirma o executivo.

Para o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho, a atuação do PICPlast este ano motivou os empresários a trabalharem ainda mais em 2016. “O plano tem cumprido seu propósito, que é contribuir para o desenvolvimento de um novo ciclo para a indústria do plástico, baseado no planejamento e na capacitação empresarial de todos os agentes que compõem esta importante indústria”, afirma Roriz Coelho.

Fundo Setorial

O Fundo Setorial, um dos braços de atuação do PICPlast criado para captar recursos financeiros com o objetivo de promover ações que valorizem as vantagens do plástico, completou um ano em dezembro e acumula resultados significativos desde o seu lançamento. Até dezembro, o plano já recebeu a adesão de mais de 300 empresas do setor plástico em todas as regiões do Brasil.

O valor arrecadado em 2015 deve chegou a cerca de R$ 2,7 milhões, que serão direcionados ao longo dos próximos meses para ações de comunicação, educação, reciclagem e estudos técnicos.

Alguns projetos já começam a ser viabilizados com os recursos arrecadados pelo Fundo Setorial. É o caso do “Movimento Plástico Transforma”, campanha voltada aos colaboradores da própria indústria de transformação, com o objetivo de disseminar informações qualificadas sobre o plástico. Posteriormente, o movimento alcançará outros públicos, ampliando o conhecimento da sociedade como um todo sobre a importância do plástico na vida das pessoas.

Outra iniciativa é o mapeamento que está sendo desenvolvido pela Fundação Instituto de Administração (FIA) sobre a indústria de reciclagem no Brasil e que vai embasar uma série de ações a serem implementadas a partir de 2016.

Também no campo da reciclagem, o PICPlast está desenvolvendo um planejamento de coleta e triagem de resíduos recicláveis, inicialmente, para a região do ABC paulista. O trabalho, que está sendo desenvolvido em parceria com a consultoria Mãos Verdes e deverá durar um ano, tem a finalidade de estimular a ampliação da reciclagem de plásticos no país.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PIC Plast

Curta nossa página no

Empresários da indústria do plástico de Manaus receberam capacitação em custos e rentabilidade

17/11/2015

Iniciativa do PICPlast teve o objetivo de auxiliar os participantes na gestão financeira por meio de uma metodologia em custos e rentabilidade

PicplastNa última quinta-feira (12/11), o Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) realizou, em Manaus/AM, uma capacitação profissional focada em custos e rentabilidade para empresários da indústria da transformação plástica. O objetivo da capacitação é contribuir para a estruturação de modelos internos de gerenciamento, procedimentos fundamentais para o bom andamento dessas empresas. A apresentação do modelo foi feita pela consultoria financeira e de investimentos Advisia e contou com o apoio do Sindicato das Indústrias de Material Plástico de Manaus (Simplast).

De acordo com o diretor executivo do sindicato, Paulo Abreu, a realização da capacitação foi fundamental para estimular o empresário local a profissionalizar seus processos e crescer como empresa. “Antes do PICPlast nós precisávamos mandar os empresários para outras capitais, caso quisessem participar de cursos ou palestras. Por meio do PICPlast conseguimos oferecer aos transformadores a oportunidade de evoluir profissionalmente, trocar experiências com outros empresários”, afirma o executivo.

Durante a apresentação, os empresários tiveram acesso a conceitos contábeis e financeiros. Também assistiram a demonstrações do funcionamento do modelo de operação: como a empresa pode fazer a alocação dos custos classificados por produto, como extrair os resultados por meio de relatórios pré-definidos, acompanhar preços de produtos, administrar o fluxo de caixa, avaliar a rentabilidade do seu negócio, entre outros.

O PICPlast é uma iniciativa da Braskem, em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), entidade que representa a indústria da transformação plástica no Brasil. O plano foi lançado em 2013 com o objetivo de desenvolver programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica de forma conjunta entre a 2ª e 3ª gerações da cadeia produtiva do plástico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Picplast

Curta nossa página no

Empresários da indústria do plástico da Bahia recebem capacitação em custos e rentabilidade

26/10/2015

Iniciativa do PICPlast teve o objetivo de auxiliar os participantes na gestão financeira por meio de uma metodologia em custos e rentabilidade. A inciativa contou com o apoio do SINDIPLASBA

PicplastO Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) realizou, no último dia 21 de outubro, em Salvador, uma capacitação profissional com foco em custos e rentabilidade para mais de 30 empresas da transformação plástica. O objetivo da capacitação foi contribuir para a estruturação de modelos internos de gerenciamento, procedimentos fundamentais para o bom andamento dessas empresas. A apresentação do modelo foi feita pela consultoria financeira e de investimentos Advisia e contou com o apoio do Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado da Bahia (SINDIPLASBA).

Durante a apresentação, os empresários tiveram acesso a conceitos contábeis e financeiros. Também assistiram a demonstrações do funcionamento do modelo de operação: como a empresa pode fazer a alocação dos custos classificados por produto, como extrair os resultados por meio de relatórios pré-definidos, acompanhar preços de produtos, administrar o fluxo de caixa, avaliar a rentabilidade do seu negócio, entre outros.

De acordo com o presidente do SINDIPLASBA, Luiz Oliveira, a realização de um evento como este é fundamental para o fortalecimento do setor e a inserção do módulo de apuração de custos nasceu de uma solicitação do SINDIPLASBA, sindicato patronal da Bahia que agrega mais de 180 indústrias, face a procedimentos empíricos adotados por pequenas indústrias para apuração de custos. “Esse tipo de procedimento induzia as empresas a praticarem preços irreais, ora acima do mercado, ora abaixo do mercado”, afirma Oliveira. E completa: “a apuração correta de custos será benéfica para toda a cadeia, pois modernizará a gestão também nas pequenas e médias indústrias”, afirma o executivo.

O PICPlast é uma iniciativa da Braskem, em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), entidade que representa a indústria da transformação plástica no Brasil. O plano foi lançado em 2013 com o objetivo de desenvolver programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica de forma conjunta entre a 2ª e 3ª gerações da cadeia produtiva do plástico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Picplast

Curta nossa página no

PICPlast promove debate sobre sucessão familiar voltado para a indústria da transformação plástica

21/09/2015

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) promoverá um treinamento sobre sucessão familiar para empresas brasileiras que atuam na indústria da transformação plástica. A iniciativa, denominada como “Programa de Sucessão Familiar”, tem o objetivo de disseminar estratégias de sucesso para as empresas enfrentarem os desafios comuns impostos às famílias empresárias. O treinamento será ministrado pela Cambridge Institute for Family Enterprise, entidade parceira do PICPlast, e será realizado nos dias 22, 23 e 24 de setembro, em São Paulo.

O evento será conduzido por especialistas brasileiros e internacionais por meio de palestras, estudos de caso, discussões em grupo e relatos de experiências vividas pelos integrantes das famílias. Ao final de cada dia de atividades, a família se reunirá com um consultor, denominado “Facilitador”, que intermediará as discussões sobre os problemas particulares enfrentados por cada grupo.

De acordo com o professor John A. Davis, fundador do Cambridge Institute, os desafios enfrentados pelas empresas familiares hoje são profundos e amplamente sólidos. “Os negócios estão mudando com extrema rapidez, assim como as famílias. O programa educacional desenvolvido pelo PICPlast, em parceria com a Cambridge, possibilita a estas famílias entenderem melhor suas forças e fraquezas, além de aplicar seus métodos para construir e manter famílias e empresas de sucesso ao longo de gerações”, afirma o professor.

O primeiro dia de atividades será dedicado à introdução e aos princípios básicos da sucessão familiar. Na oportunidade, os participantes terão uma extensa agenda com dinâmicas e tendências de empresas de controle familiar, ciclos de vida de sistemas de empresas familiares e geração de riquezas para suportar uma família em crescimento.

No segundo dia de evento, o tema discutido será governança corporativa. Ao longo do dia, famílias assistirão palestras sobre o desenvolvimento de uma governança eficaz na família, nos negócios (conselho de administração) e entre acionistas, transição bem-sucedida de responsabilidade e autoridade para a próxima geração e o desenvolvimento da união familiar em torno de missão e valores compartilhados.

No terceiro e último dia de treinamento, os temas que nortearão o treinamento serão a sucessão e as próximas gerações. Os participantes falarão sobre os conflitos familiares que podem desestabilizar a família e os negócios, a construção da disciplina familiar e o entusiasmo para tocar o negócio, e as formar para preparar a próxima geração para liderar e herdar os negócios com responsabilidade. No final das atividades, os participantes terão de entregar um Plano de Ação para lidar com os desafios encontrados ao longo das dinâmicas.

A iniciativa faz parte de uma série de atividades previstas pelo PICPlast para desenvolver ações de estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento sustentável da indústria brasileira de transformação plástica baseada em três focos de atuação:  auxiliar as empresas em estratégias para aumentar as exportações de transformados, aumentar a sua competitividade e Inovação no mercado global, e desenvolver ações para promover as vantagens do plástico e sua importância na vida moderna.

O PICPLAST é uma iniciativa da Braskem e da Abiplast.

A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com capacidade anual de produção de mais de 16 milhões de toneladas de resinas e outros produtos petroquímicos básicos. Com faturamento de R$ 53 bilhões,  a Braskem atua em mais de 70 países, conta com cerca de 8 mil integrantes e opera 36 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA e Alemanha. Lidera ainda a construção de um complexo industrial petroquímico no México, em parceria com a mexicana Idesa, cujo investimento é avaliado em cerca de US$ 5,2 bilhões.

A Associação Brasileira da Indústria do Plástico – ABIPLAST representa o setor de transformados plásticos desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A ABIPLAST representa atualmente 11.670 empresas que empregam um total de 358.000 mil pessoas.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPLAST

Curta nossa página no

Plastech Brasil oferece acesso gratuito a ferramentas de exportação pelo PICPlast

31/08/2015

Cursos de Capacitação do Plano de Incentivo à Competitividade da cadeia do plástico atraiu dezenas de participantes

Picplast_AleksanderEstreando na feira, o Fórum Plastech Brasil ofereceu capacitação gratuita a empreendedores interessados em investir nos mercados externos. Os cursos de capacitação do Plano de Incentivo à Competitividade da cadeia do plástico (PICPlast), oferecidos por meio de parceria entre Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) e Braskem, atraíram dezenas de interessados ao Parque de Exposições da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS), na tarde de quinta-feira (27).

Especialista em comércio exterior do programa Think Plastic Brazil, Aleksander Richard de Assis (foto), apresentou aos participantes os aspectos técnicos e mercadológicos da exportação.

“Queremos que as pessoas percebam que é possível fazer, desde que a empresa tenha foco e dedicação, e veja a exportação como um plano de negócio a médio e longo prazo”, esclareceu.

Para o especialista, a explanação foi sistematizada de forma didática, explicando aos interessados como se exportar, quais as ferramentas necessárias, os aspectos mercadológicos que precisam ser levados em conta, além de exposição de acessórios disponíveis no mercado.

“O principal mote da exportação é vir a ser, para a empresa, um canal a mais de venda. Ser uma opção ao mercado interno. Não se pode pensar em exportar somente na crise, mas durante a crise, a exportação pode, sim, ser uma forma de dar o equilíbrio financeiro de que a empresa tanto precisa”, alertou.

Guia de Sustentabilidade

Na sexta-feira (28) à tarde, a Plastech Brasil 2015 foi palco do pré-lançamento do Guia de Sustentabilidade do Plástico. Trata-se de uma obra de referência para a indústria dos transformadores plásticos. O diagnóstico das várias etapas de maturidade da sustentabilidade do setor foi apresentado no painel dedicado à reciclagem.

“O guia foi construído a partir de 26 visitas técnicas a 20 transformadores, e quatro recicladoras, além de Braskem e Petrobras. Ele traz ainda critérios, agenda de mudanças, apontamento de tendência e cenários”, comenta o especialista em comércio exterior do programa Think Plastic Brazil, Aleksander Richard de Assis, um dos envolvidos no projeto.

O lançamento oficial do Guia de Sustentabilidade, com o objetivo de estimular o aumento da competitividade internacional por meio de práticas ecologicamente corretas, está marcado para acontecer em outubro, em São Paulo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plastech Brasil 2015

Curta nossa página no

PICPlast promove capacitações em exportação e custos para empresas da indústria da transformação plástica, em Alagoas

30/06/2015

As capacitações foram realizadas em Maceió, e contaram com o apoio do Sindicato das Indústrias de Plástico e Tintas do Estado de Alagoas (Sinplast)

Picplast_alagoas

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) promoveu capacitação profissional em exportação e custos para mais de 30 empresas da indústria da transformação plástica, em Alagoas. A ação teve como objetivos aumentar a atuação dessas empresas no mercado internacional, com foco em aspectos técnicos e mercadológicos da exportação, e auxiliar as empresas a estruturarem modelos internos para otimizar relatórios, simular preços de produtos, administrar o fluxo de caixa, levantar os custos de cada produto, entre outros processos vitais para o gerenciamento de uma companhia. A capacitação contou com o apoio do Sindicato das Indústrias de Plástico e Tintas do Estado de Alagoas (Sinplast), e foi realizada no próximo dia 1 de julho, em Maceió.

Para o presidente do Sinplast, Gilvan leite, as ações do PICPlast ocorrem em um momento importante. De acordo com o executivo, a aproximação entre a Braskem, a ABIPLAST e os sindicatos estaduais demonstra o amadurecimento e união de toda a cadeia produtiva do plástico, especialmente nesse momento difícil vivido pela economia. “Iniciativas como essa asseguram o empresário de que algo está sendo feito para ele se desenvolver e construir um setor cada vez mais forte”, afirma Leite.

Hoje o Sinplast conta com cerca de 40 empresas associadas em todo o estado de Alagoas com ações para promover o desenvolvimento sustentável e a competitividade da indústria. “Por meio do PICPlast plantamos uma semente, que já brotou e está dando frutos. Quem ganha com isso é a economia brasileira”, finaliza o presidente do Sinplast.

Os temas desenvolvidos na capacitação de “exportação” foram ministrados pelo Programa de Incentivo à Exportação do Plástico Brasileiro (Think Plastic Brazil), e a Aduaneiras, empresa que oferece consultorias, cursos, sistemas e informações voltadas para o comércio exterior. O primeiro tema abordou os processos de competitividade e globalização, planejamento estratégico de exportação e marketing internacional. O outro tema abordado foi voltado para os tipos de exportadores no Brasil, a dinâmica da operação de exportação e os incentivos fiscais destinados a esta operação.

Já a capacitação em custos e rentabilidade foi realizada pela consultoria financeira e de investimentos Advisia. Os participantes assistiram a demonstrações por meio de projeções sobre o funcionamento do modelo de operação: como a empresa pode fazer a alocação dos custos classificados por produto, como extrair os resultados por meio de relatórios pré-definidos e simular o preço necessário para atingir uma margem de lucro desejada. O modelo também ajudará os empresários a controlarem o fluxo de caixa, além de apresentar de forma detalhada os gastos por categoria de produto.

O PICPlast é uma iniciativa da Braskem, em conjunto com a Associação Brasileira do Plástico (ABIPLAST), entidade que representa a indústria de transformação plástica no Brasil. O plano foi lançado em 2013 com o objetivo de desenvolver programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica de forma conjunta entre a 2ª e 3ª gerações da cadeia produtiva do plástico.

PICPlast em números (Setembro/2013 a Maio 2015)

598 transformadores plásticos participantes;
R$ 53 milhões investidos no programa de venda incentivada para exportação (até março 2015);
93 empresas participaram de eventos para promover seus produtos em diferentes segmentos de mercado;
276 empresas participantes do Fundo Setorial.

Fonte: Assessoria de Imprensa – PICPLAST

Curta nossa página no

Empresários da indústria do plástico serão capacitados para aprimorar a gestão de suas companhias

19/05/2015

Os treinamentos terão como foco promover a competitividade empresarial

PicplastO Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast) dará início a um extenso programa de capacitação empresarial destinado a empresários da indústria da transformação plástica brasileira. Os treinamentos, compostos por seis módulos, terão o propósito de aprimorar os empresários em temas como estratégia e competitividade empresarial, gestão de processos, logística e cadeia de suprimentos, governança e sucessão, custos e finanças, e inovação e gestão. Os próximos módulos (3º e 4º) contarão com a participação de 35 empresas, e serão realizados nos próximos dias 20 e 21 de maio, na Fundação Dom Cabral, em São Paulo (SP).

O PICPlast é uma iniciativa da Braskem, em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), entidade que representa a indústria da transformação plástica no Brasil. O plano foi lançado em 2013 com o objetivo de desenvolver programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica de forma conjunta entre a 2ª e 3ª gerações da cadeia.

No terceiro módulo (20/05), os participantes receberão orientação sobre logística e cadeia de suprimentos. O objetivo do tema é explorar as possibilidades de ganhos por meio de movimentos colaborativos entre fornecedores e clientes, da redução dos custos operacionais na logística e na produção, sempre em linha com a estratégia de valor para o cliente. Os participantes terão a oportunidade de trabalhar temas como gestão de produção, gestão estratégica de capacidade, ferramentas para o aumento da capacidade industrial, os desafios e gargalos na indústria da transformação plástica, entre outros temas. Quem falará sobre o tema é o professor convidado da Fundação Dom Cabral, Aureo Villagra, MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Já no quarto módulo (21/05), o tema tratado será governança e sucessão. Neste tema, os empresários serão capacitados sobre a necessidade da construção da agenda de governança corporativa, e do alinhamento das expectativas pessoais com as diretrizes familiares e do negócio. Também serão discutidos temas como gestão de conflitos, as relações interpessoais em uma empresa familiar, reestruturação societária, bem como a importância da preparação da futura geração e seus desafios. O responsável por conduzir o tema será o doutor em administração pela universidade de São Paulo (USP) e especialista em administração de empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), Jairo Laser Procianoy.

Os dois últimos módulos já estão com os temas definidos: “Custos e Finanças” e “Inovação e Gestão”.

PICPlast em números (Setembro/2013 a Maio 2015)

–  598 transformadores plásticos participantes;
–  R$ 53 milhões investidos no programa de venda incentivada para exportação (até março 2015);
–  93 empresas participaram de eventos para promover seus produtos em diferentes segmentos de mercado;
–  251 empresas participantes do Fundo Setorial.

Para mais informações sobre o PICPlast, acesse: http://www.picplast.com.br.

Fonte: M.Free

Curta nossa página no

PICPlast apoia 598 empresas em pouco mais de um ano de atuação

07/05/2015

Braskem e ABIPLAST apresentam resultados da iniciativa na Feiplastic 2015

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Braskem em conjunto com a ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico -, lançado em 2013 para desenvolver programas estruturais que contribuam com o aumento da competitividade e crescimento da indústria brasileira de transformação plástica, conquista resultados importantes em pouco mais de um ano e meio de atuação. Desde o seu lançamento, o Plano vem promovendo ações estratégicas em diversas regiões do país para estimular o desenvolvimento da indústria de transformação plástica no Brasil, o que já beneficiou 598 empresas do setor.

Estes e outros resultados estão sendo apresentados durante a realização da Feira Internacional do Plástico 2015 (Feiplastic), a maior feira da cadeia produtiva do plástico na América Latina, e uma das maiores do mundo. O evento está ocorrendo desde o dia 04 e continuará até o dia 08/05 no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

De acordo com o vice-presidente da Braskem, Luciano Guidolin, a iniciativa cumpriu o seu papel nesse primeiro ano atuação. “O PICPlast tem trabalhado com foco em incentivar as empresas a torná-las competitivas no mercado nacional e internacional. Vamos ampliar ainda mais nossa atuação em 2015, impulsionando a competitividade do setor de transformação plástica”, afirma o executivo.

Para o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho, a consolidação do PICPlast em 2015 será fundamental para o desenvolvimento da indústria brasileira do plástico. “O PICPlast visa apoiar o desenvolvimento de um novo ciclo para a indústria do plástico. Certamente, o Plano se tornará uma referência setorial que poderá servir como inspiração para outros setores industriais brasileiros”, afirma Roriz Coelho.
Apoio ao desenvolvimento empresarial.

O PICPlast tem promovido capacitações sobre temas variados, como o mercado internacional e os aspectos técnicos da exportação, competitividade, inovação, gestão, custos e desenvolvimento de mercado. Os programas foram realizados em parceria com uma série de instituições.

A Fundação Dom Cabral, por exemplo, promove aulas para empresários com foco em gestão. Já a Inventta, consultoria especializada em inovação, desenvolve projetos de inovação que serão implantados pelas empresas participantes a partir de 2015. Outra iniciativa, liderada pela assessoria de finanças, Advisia, realiza programas de capacitação em custos e rentabilidade, oferecendo uma ferramenta financeira aos participantes. A Think Plastic Brazil e a Aduaneiras foram as parceiras identificadas para desenvolver as capacitações para acesso ao mercado internacional, considerando aspectos técnicos e mercadológicos para exportações.

Estímulo às exportações de transformados

Ao todo 45 empresas de todas as regiões do Brasil já aderiram ao programa de venda incentivada para exportação. Até março deste ano, o volume acumulado de resinas incentivadas chegou a quase 42 mil toneladas, com R$ 53 milhões investidos ao longo do período.

Fundo Setorial

Como parte das iniciativas foi lançado o Fundo Setorial. Cada empresa que adere ao Fundo contribui diretamente com ações que visam à valorização do plástico, programas de educação e suporte para ampliação da reciclagem de plásticos no Brasil.  Para as empresas que aderirem ao Fundo Setorial, será incluída na nota fiscal a contribuição de R$ 1,00 líquido por tonelada de resina adquirida de fornecedores de resinas participantes. Os fornecedores de resinas contribuirão com R$ 2,00 líquidos por tonelada vendida na mesma transação.

Desafios para 2015

Em 2015, o PICPlast estará presente em diversos eventos como a Feiplastic, Agrishow, Nordesteplast, Plastech e Concreteshow. Também haverá a continuidade dos programas lançados em 2014, e o início das capacitações com foco em qualidade, produtividade e sucessão familiar. Também estão planejadas ações para valorização do plástico com o montante arrecadado no Fundo Setorial.

  • PICPlast em números (Setembro/2013 a Abril 2015)
  • 598 transformadores plásticos participantes;
  • R$ 53 milhões investidos no programa de venda incentivada para exportação (Valor consolidado até março/15)
  • 93 empresas participaram de eventos para promover seus produtos em diferentes segmentos de mercado;
  • Mais de 160 empresas participantes do Fundo Setorial.
  • Para mais informações sobre o PICPlast, visite o Espaço PICPlast na Feiplastic 2015.

Sobre a Braskem: Com 36 plantas industriais distribuídas pelo Brasil, Estados Unidos e Alemanha, a Braskem produz anualmente mais de 16 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos. Maior produtora de biopolímeros do mundo, a Braskem tem capacidade para fabricar anualmente 200 mil toneladas de polietileno derivado de etanol de cana-de-açúcar.

Sobre a ABIPLAST: A Associação Brasileira da Indústria do Plástico – ABIPLAST representa o setor de transformados plásticos desde 1967, atuando para aumentar a competitividade da indústria. Para isso, realiza ações que promovem novas tecnologias, novos processos, pesquisa de produtos com foco na sustentabilidade, entre outras. A ABIPLAST representa atualmente 11.670 empresas que empregam um total de 358.000 mil pessoas.

Serviço
Feira Internacional do Plástico (Feiplastic)
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana – São Paulo/SP
Horário: De 4 a 8 de maio, das 11h às 20h
Informações: http://www.feiplastic.com.br/