Posts Tagged ‘Mercado de Plásticos’

Movimento Plástico Transforma mobiliza mais de 7 mil profissionais do setor

29/11/2016

movimento_plastico_transforma16-copiaMais de 7 mil colaboradores da indústria brasileira da transformação e reciclagem do plástico aderiram à primeira fase do Movimento Plástico Transforma, encerrada no mês de agosto, a Promoção Plástico Premiado. Trata-se de uma ação do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa da Braskem e da ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, que realiza uma série de ações de educação e conscientização para mostrar, de forma didática e objetiva, a importância do plástico no cotidiano das pessoas.

A Promoção Plástico Premiado teve como objetivo oferecer ao setor da transformação e reciclagem informações que valorizam as características, as vantagens do uso do plástico e mostram sua considerável evolução ao longo da história, para que cada colaborador deste segmento pudesse se tornar um multiplicador dessas informações.

Convidados a navegar pelo rico conteúdo informativo do site oficial da campanha (www.plasticotransforma.com.br), os colaboradores também foram estimulados a responder ao quiz de 15 questões de múltipla escolha, com perguntas sobre aplicações, benefícios e curiosidades sobre os plásticos para concorrerem a 50 TV’s 48” Full HD Smart.

A cadeia produtiva do plástico tem protagonizado movimentos positivos de integração entre indústria e sociedade. “Intensificar as ações de capacitação que englobem todos os agentes da cadeia do plástico é fundamental para que eles reúnam argumentos positivos e corretos sobre a real importância do plástico na vida das pessoas”, afirma o vice-presidente da unidade de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin.

A característica da indústria da transformação e reciclagem do plástico no Brasil mostra uma composição de pequenas, médias e grandes empresas com atuações destacadas no cenário global. “Somos um dos maiores empregadores industriais do Brasil e é fundamental transferirmos conhecimento para cada colaborador, e que esse conhecimento seja motivo de orgulho e motivação para o desenvolvimento sustentável desse setor”, afirma o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz Coelho.

O segundo e terceiro momentos do Movimento Plástico Transforma serão voltados aos formadores de opinião e à sociedade, respectivamente. Para saber mais sobre a ação, acesse o site do Movimento Plástico Transforma www.plasticotransforma.com.br .

O PICPlast – Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, é uma iniciativa criada há três anos pela ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico e pela Braskem. Prevê o desenvolvimento de programas estruturais que contribuam com a competitividade e crescimento da transformação plástica, incluindo investimentos para aumentar as exportações de produtos transformados, incentivo à inovação e o reforço na qualificação profissional e na gestão empresarial. Para mais informações sobre o PICPlast, acesse: http://www.picplast.com.br.

Fonte /foto: Abiplast

Curta nossa página no

Anúncios

Solvay obtém certificações internacionais para uso de poliamidas em contato com água potável

30/05/2016
Solvay medidor

Medidor de água totalmente montado com o uso de Technyl® (PA6.6), da Solvay

A Solvay Engineering Plastics, líder mundial em plásticos de engenharia a partir de poliamida, informa que toda a sua linha de materiais Technyl® PA6.6 e Technyl® eXten PA6.10 para aplicações em sistemas hidráulicos (plumbing) obteve aprovações internacionais para uso em produtos que tenham contato total com água potável. As aprovações foram obtidas de acordo com as seguintes normas certificadoras internacionais: NSF-61, dos Estados Unidos, WRAS, do Reino Unido, ACS, da França, e KTW e W270, da Alemanha.

O Grupo Solvay, que no Brasil também atua sob a marca Rhodia, é um dos poucos fornecedores de materiais em todo o mundo que oferece certificação completa da Europa e dos Estados Unidos. Este nível de conformidade posiciona a empresa de forma singular e ajudará globalmente clientes que buscam liberações regulamentares locais específicas para peças de sistemas hidráulicos em contato com água potável.

Os produtos finais comuns neste mercado incluem bombas, medidores de vazão de água (hidrômetros), coletores, conexões e válvulas, bem como caldeiras, filtros e outros componentes hidráulicos. Além disso, os materiais Technyl® PA6.6 são aprovados pelo FDA e todos os produtos Technyl® no portfólio de sistemas hidráulicos atendem à Regulamentação Europeia (UE) 10/2011, conforme alteração para materiais destinados a entrar em contato com alimentos.

“Pouquíssimas indústrias impõem normas tão severas em termos de segurança e saúde quanto a de sistemas hidráulicos, especialmente no que diz respeito à escolha de materiais para produtos e componentes que entram em contato com a água”, diz Wilson Chan, Diretor Global de Mercado Consumer & Electrical da Solvay Engineering Plastics.

“Estamos comprometidos em trabalhar com nossos clientes para criar soluções que protegem os usuários finais contra possíveis substâncias nocivas provenientes de sistemas de água potável”, acrescenta Chan. Além disso, observa, a escolha dos materiais Technyl® para sistemas hidráulicos, com certificação completa, pode reduzir significativamente o tempo de design e aprovação de produto para os fabricantes globais.

Os clientes na indústria de sistemas hidráulicos procuram cada vez mais soluções que irão ajudá-los a abordar os desafios de custo e desempenho neste ambiente exigente e regulamentado. Os produtos Technyl®, a partir de poliamida da Solvay Engineering Plastics aproveitam o conhecimento da empresa em substituição de metais, proporcionando uma série de benefícios importantes em relação a materiais convencionais, tais como bronze, cobre, aço e alumínio.

Segundo a Solvay, os plásticos de engenharia eliminam o risco de corrosão galvânica associada a estes metais, reduzem custos e facilitam a conformidade com regulamentações mais rígidas para os níveis permitidos de chumbo na água potável.

Além de conquistar as certificações, a Solvay Engineering Plastics alcançou outro marco importante no mercado de sistemas hidráulicos. A Solvay é uma das primeiras empresas a oferecer um material inovador à base de PA6.10 formulado especificamente para esse mercado.

A Solvay afirma que os materiais Technyl® eXten (PA 6.10) da Solvay proporcionam todos os mesmos benefícios que o PA6.6, além de menor absorção de água, oferecendo excepcional estabilidade dimensional e resistência ao cloro, enquanto mantêm um forte desempenho mecânico. Os benefícios adicionais dos materiais PA 6.10 permitem utilizar estas poliamidas em aplicações mais exigentes do que os materiais padrão PA 6.6, principalmente em temperaturas mais elevadas, e proporcionar maior vida útil do produto, complementa a fabricante dos materiais

Segundo a Solvay, a empresa apoia os seus clientes com um pacote de serviços abrangente, desde a seleção do material adequado, até a simulação de design avançado e testes de desempenho da peça física. Recursos substanciais foram investidos em laboratórios de pesquisa e desenvolvimento exclusivos para acelerar o tempo de comercialização e atender às crescentes exigências de desempenho do mercado global de sistemas hidráulicos.

Fonte – Solvay

Curta nossa página no

Bemis adquire operações de embalagens médico-hospitalares da SteriPack

03/05/2016

Bemis-Steripack

Aquisição inclui instalações da empresa na Irlanda e ativos e bens de produção de embalagens na Malásia e nos Estados Unidos

A Bemis Company, Inc, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, anunciou a aquisição das operações de embalagem para instrumentos médicos e serviços de valor agregado relacionados ao Grupo SteriPack, fabricante mundial de soluções para embalagens esterilizadas para instrumentos médicos e aplicações farmacêuticas.

A aquisição inclui as instalações da empresa na Irlanda e ativos e bens de produção de embalagens na Malásia e nos Estados Unidos. O Grupo SteriPack continuará operando individualmente.

“Esta aquisição dá suporte à estratégia de crescimento da Bemis no setor de embalagem para produtos relacionados à saúde. O forte relacionamento da SteriPack com seus clientes e suas operações complementarão nosso processo de expansão global nas áreas médico-hospitalar e farmacêutica aumentarão nossa capacidade de atender às necessidades de uma indústria em pleno crescimento. Com essa aquisição, esperamos conseguir aumentar nossas ações em 2016”, afirma William F. Austen, presidente e CEO da Bemis Company.

A Bemis é uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo. Com sede em Neenah, Wisconsin (EUA), a companhia atende aos mercados de alimentos, bebidas, cosméticos, farmacêuticos, higiene pessoal, limpeza doméstica, médico-hospitalares e pet food com embalagens flexíveis, rígidas, cartonadas, tubos laminados e rótulos. A companhia conta com 17 mil funcionários em 67 unidades, localizadas em 11 países nas Américas do Norte e Latina, Europa e Ásia-Pacífico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bemis

Curta nossa página no

Soluções em plástico aumentam a economia de água no setor construtivo

14/04/2016

Braskem-economia-agua

Produtos garantem melhor aproveitamento de recursos hídricos

Responsável por um expressivo consumo de água potável no país, de acordo com a Agência Nacional das Águas (ANA), a construção civil já tem o segmento de plásticos como um grande aliado para a utilização cada vez mais consciente de recursos hídricos. A Braskem fornece matérias-primas para a empresas que fabricam produtos que podem ajudar a reduzir perdas ao longo de todo o processo construtivo e para o setor de abastecimento.

Uma das aplicações visíveis das resinas plásticas está nas caixas d’água em polietileno, que cada vez mais têm sido destinadas ao armazenamento de água da chuva ou para reúso. Há ainda outros produtos para este fim, como os reservatórios em formato compacto, que podem aproveitar até a água pós-lavagem de roupas para nova utilização. Com baixo custo, ocupam pouco espaço e não necessitam de escavação, além de não requisitarem bombeamento, o que economiza energia.

O plástico também está presente em soluções menos aparentes, mas fundamentais para qualquer tipo de construção, como projetos de saneamento básico. É o caso dos tubos de polietileno de alta densidade (PEAD), que oferecem elevada durabilidade, resistência ao impacto e corrosão, além de serem mais leves se comparados a outras alternativas. Outra importante aplicação de polietileno está presente nas fossas sépticas, indicadas para a utilização residencial em regiões isoladas, litorâneas ou próximas a cursos d’água. As fossas podem ser responsáveis pela remoção de até 85% da matéria orgânica no efluente, evitando a contaminação de reservatórios naturais, lagoas, cursos d’água e lençóis freáticos.

Tubulações de esgoto também ganham em durabilidade e eficiência com o plástico, em especial com o polietileno de alta densidade, ideal para aplicações que precisem de resistência e facilidade de aplicação. Os materiais podem ser desenvolvidos tanto em polietileno de alta densidade (PEAD) como em PVC.

O plástico pode ser empregado ainda na captação de águas pluviais por meio de calhas em PVC, que proporcionam design diferenciado, mais qualidade e alta resistência aos raios ultravioleta. Outras soluções em PVC que podem aumentar a segurança no armazenamento de água, evitando perdas e contaminação, são os revestimentos de vinil e as geomembranas. Os produtos têm como objetivo evitar perdas por vazamentos em estruturas de alvenaria, no caso dos revestimentos, com a redução de resíduos na obra, e oferecer proteção de solos e aterros sanitários, entre outros, no caso das geomembranas de PVC.

Grandes obras de infraestrutura também contam com a modernidade das aplicações de plástico para o aumento de eficiência e otimização de recursos. São produtos destinados aos mais diversos fins, como drenagem, contenção, arrimo e outras funções que aumentam a eficiência dos processos construtivos e que também otimizam a utilização de água nas obras.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Feira Interplast 2016 já tem 50% da área comercializada

19/11/2015

Empresas do Brasil, Alemanha e China estão entre os expositores confirmados até o momento

No próximo ano, de 16 a 19 de agosto, o segmento plástico estará se voltando para a 9ª Interplast – Feira e Congresso Nacional de Integração da Tecnologia do Plástico – em Joinville, SC. A Messe Brasil, organizadora, relata que, até o momento, 50% do espaço já foi comercializado para empresas da Alemanha, China e de 37 cidades de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

A Interplast 2016 é realizada pelo Simpesc (Sindicato da Indústria do Material Plástico de SC) e tem o apoio da ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina).

Considerada a feira mais representativa do segmento plástico realizada nos anos pares, a Interplast tem em média 550 marcas expositoras, as quais apresentam novidades de empresas dos mais variados setores como máquinas, equipamentos, transformação, ferramentarias, embalagens, matérias-primas, periféricos, design e serviços.

Pela terceira vez a EuroMold Brasil – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos será realizada paralelamente à Interplast. Simultaneamente também acontece o Cintec 2016 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e a Rodada de Negócios, uma organização da Bolsa de Negócios e Subcontratação de Santa Catarina BNS/SC.

Mais informações sobre a Interplast em www.interplast.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Interplast

Serviço
Interplast 2016 – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico
EUROMOLD BRASIL – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos
Data: 16 a 19 de agosto de 2016
Horário: 14 às 21 horas
Local: Expoville – Joinville-SC – Brasil
Organização: Messe Brasil

Curta nossa página no

ABB e Solvay fazem acordo para uso de plásticos de engenharia em contatores elétricos

26/10/2015

Technyl® One, da Solvay, atende às crescentes demandas por segurança e eficiência superior de processamento, respondendo aos requisitos de miniaturização de equipamentos elétricos

Contator ABB feito com Technyl® One (Foto: ABB)

Contator ABB feito com Technyl® One (Foto: ABB)

A ABB, líder mundial em tecnologias de energia e automação, escolheu a poliamida Technyl® One da Solvay Plásticos de Engenharia para uma nova aplicação em contatores elétricos. Segundo a Solvay, o Technyl® One é uma geração inovadora de resinas de poliamida (PA) que responde aos principais desafios em equipamentos elétricos na gestão de energia e automação predial que são segurança, miniaturização e aumento da produtividade.

Com a sua alta capacidade de fluxo e matriz de alta temperatura, bem como excelentes propriedades elétricas e de desempenho anti-chama isento de halogênio, o Technyl® One demonstrou com sucesso a sua adequação para aplicações exigentes dentro do segmento de proteção elétrica, afirma a Solvay. Entre as aplicações pretendidas estão disjuntores miniatura (MCBs), Disjuntor em Caixa Moldada (MCCB) e peças de contator que exigem alta amperagem e desempenho em resistência térmica.

A facilidade de processamento deste grade de Technyl® One, combinada com a sua elevada funcionalidade, foi um fator determinante para sua escolha pela ABB durante a fase de desenvolvimento de nossa nova aplicação em contatores, assegura a Solvay. “Nós observamos durante o teste de sobrecarga elétrica que o material exibiu uma alta retenção de propriedades da superfície “, afirma Jacques Dumoux, Gerente de Material Plástico da ABB (Baixa Tensão). “Por períodos curtos, durante este teste crítico, as conexões dos novos contatores são expostas a sobrecargas significativas – até dez vezes a amperagem normal -, gerando temperaturas muito elevadas, às quais as peças de plástico ao redor devem resistir.”

Jacques Dumoux acrescentou: “Devido às suas características únicas, o Technyl® One resistiu à deformação (creep) e amolecimento ao longo desta análise rigorosa. Anteriormente, apenas materiais como poliamidas reticuladas, poliftalamida ou termofixos haviam passado nesses testes.”

A miniaturização contínua de produtos, aliada ao ganho crescente de funcionalidades, é um desafio constante para a indústria de eletroeletrônicos. “Além disso, na última década, as diretrizes RoHS e REACH (SVHC) da União Europeia tiveram um impacto significativo sobre tecnologias retardantes de chama. Estas diretivas provocaram uma mudança importante no mercado global de plásticos livres de halogênio para a indústria de eletroeletrônicos”, diz James Mitchell, Diretor Global de Mercado de Eletroeletrônicos da Solvay Plásticos de Engenharia.

“Porém, especificamente para poliamidas e PBT reforçados com fibra de vidro, a adoção da tecnologia mais eficiente em retardância de chama livre de halogênio também tem sido associada com inconvenientes em termos de propriedades físicas e problemas de processamento, tais como a corrosão dos moldes. O comportamento reológico superior do Technyl® One também ajuda a reduzir o nível de degradação corrosiva durante o processamento, o que é benéfico para o equipamento de moldagem, bem como para a consistência global do processo e do produto, atendendo tantos às exigências de segurança como às necessidades econômicas e de processamento dos fabricantes OEMs”, acrescentou James Mitchell.

Segundo a Solvay Plásticos de Engenharia, o seu grade Technyl® One J 60X1 V30 é um material retardante de chama sem halogênio, que fornece uma classificação UL94 V0 a apenas 0,4 mm de espessura de parede, bem como incomparáveis propriedades de envelhecimento térmico (150 ° C RTI elétrico – Índice térmico Relativo) e um alto índice de rastreamento comparativo (CTI 0 para 600 volts e superiores). O Technyl® One J 60×1 V30 também cumpre a nova norma europeia EN 45545-2, que entrará em vigor até 2016.

Afirma a empresa que o material também oferece o mais alto nível de desempenho de baixa produção de fumaça, sendo classificado como HL3 sob a R22 e R23. O portfólio da Solvay inclui grades em cinza, preto e natural. Com seu conhecimento na área de marcação a laser, a empresa criou grades para atender requisitos específicos de sistemas de marcação a laser UV / YAG1 dos clientes.

A ABB é líder em tecnologias de energia e de automação. O grupo ABB opera em cerca de 100 países e emprega cerca de 140.000 pessoas.

A Solvay Plásticos de Engenharia é especialista global em plásticos de engenharia à base de poliamida, com mais de 60 anos de experiência no desenvolvimento, fabricação e comercialização de uma gama completa de materiais de alta performance sob a marca Technyl® para aplicações nos setores automotivo, elétrico e eletrônico, construção, bens de consumo e outros mercados.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Feira K 2016 terá mostra especial: “Os plásticos moldam o futuro”

21/10/2015

k2016Desde que, há um século, os materiais plásticos foram convertidos pela primeira vez em telefones, interruptores de luz e caixas de rádio, sua diversidade e presença na vida cotidiana têm aumentado enormemente. Sinônimos de inovação, segurança, conforto e, virtualmente, de um escopo ilimitado de aplicações e de design, os materiais poliméricos vem, desde então, conquistando todas as esferas da vida. Sem os plásticos e a borracha, não será possível dominar os enormes desafios do futuro. Falar de plásticos é a mesma coisa que falar de tecnologias de conservação de recursos, de mobilidade, de proteção de alimentos e água potável, de tecnologias médicas inovadoras, de eficiência energética e sustentabilidade.

Durante a K 2016 em Düsseldorf , de 19 a 26 de outubro do próximo ano, a mostra especial intitulada “Plasticos moldam o futuro” vai destacar os desenvolvimentos que já estão tomando forma e as visões que podem se tornar realidade amanhã. Com referência a exemplos, a mostra demonstra até que ponto os plásticos estão deixando sua marca em espaços de convivência modernos – funcionalmente, esteticamente e sustentavelmente. Também será dedicada atenção às questões econômicas e ambientais e mesmo assuntos problemáticos – como lixo marinho, por exemplo – serão abordados.

Apresentações multimídia e um stand com design inovador vão animar o programa da mostra especial no Hall 6, que consistira de blocos de informação e entretenimento, atividades, palestras-âncora e rodadas de discussões. Idéias de alunos e estudantes sobre como moldar o futuro não serão apenas o foco do tradicional Dia da Juventude no domingo da K 2016 (23 de Outubro), mas também irão oferecer um estímulo revigorante a todos os dias da feira. A mostra “Plásticos moldam o futuro” promete contar insights e perspectivas sobre o futuro para expositores e visitantes profissionais da K 2016, bem como para a mídia e o público em geral.

Em 2016, a mostra especial, um projeto da indústria de plásticos alemã, sob a liderança da organização PlasticsEurope Deutschland eV, e da Messe Düsseldorf, estará suplementando as atrações da feira K pela 9ª vez. O encontro mundial mais importante do setor de plásticos e borracha estará novamente cobrindo tudo o que a indústria tem para oferecer. Cerca de 3.000 expositores de todos os continentes estarão participando e todos os 19 pavilhões do recinto de feiras de Düsseldorf já estão totalmente reservados. Cerca de 200.000 visitantes profissionais de todo o mundo são esperados na K 2016.

A K 2016 estará aberta diariamente das 10:00 às 18:30, a partir de quarta-feira, 19 de outubro, até quarta-feira, 26 de outubro de 2016. Todos os detalhes sobre a feira podem ser encontrados em www.k-online.com e nas redes sociais.

Xing: https://www.xing.com/net/pri4bd1eex/k2013
Facebook: https://www.facebook.com/K.Tradefair?fref=ts
Twitter: https://twitter.com/K_tradefair

Fonte: Messe Düsseldorf

Curta nossa página no

Plastech Brasil 2015 chega movida a inovação, estréias e parcerias

21/08/2015

Fórum Plastech Brasil, com debates e capacitação, e rodadas de negócio nacional e internacional serão atrações na programação paralela

Plastech_2015

A Plastech Brasil 2015 abre os trabalhos no dia 25 (terça-feira) e vai até 28 (sexta-feira), das 14h às 21h, no Parque de Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS), com 300 marcas em exposição e 30 mil visitantes esperados.

Dois anos de economia atípica depois da edição anterior, a feira ressurge com um produto ainda mais competitivo. Graças à multiplicação de parcerias, a Plastech Brasil 2015 será a feira das estréias. Só em novos benefícios e serviços exclusivos a expositores e visitantes serão cinco: guincho cortesia a expositores de máquinas e equipamentos na montagem e desmontagem dos estandes, tour de visitas técnicas pelas produções de Marcopolo e Keko Acessórios Automotivos, praça de alimentação com food trucks, Espaço Premium para expositores e convidados estratégicos e Circuito Gastronômico Plastech Brasil. Além de um Fórum inteiro de programação paralela que terá como uma das atrações o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan. E uma empresa estreante no evento que chega como campeã nacional da inovação industrial no ranking divulgado em julho pelos grupos Valor Econômico e PwC: a 3M.

Plastech_Marin“Um bom exemplo de solução que criamos a partir de parceria é o serviço de guincho como cortesia aos expositores de máquinas e equipamentos durante as etapas de montagem e desmontagem dos estandes. É uma novidade exclusiva que facilita a vida e elimina uma despesa de quem aposta na nossa feira”, ilustra o presidente da Plastech Brasil, Orlando Marin (foto).

Expositores que souberam enxergar oportunidade no momento, também tiraram proveito das alianças bem costuradas. Um mercado de 630 empresas que geram mais de 20 mil empregos, e a cada ano atingem faturamento estimado em R$ 4 bilhões, processando cerca de 400 mil toneladas de plástico, estará representado de maneira inédita em Caxias do Sul. Resultado de uma parceria entre o Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro (Simperj) e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que promoverá a estreia de uma ilha de exposição com 10 empresas fluminenses.

Ao todo, serão mais de 40 empresas distribuídas em quatro estandes coletivos de diferentes organizações. Três deles, estreantes no formato – além do Simperj, os estandes da Associação das Empresas de Pequeno Porte do Rio Grande do Sul (Microempa). O Sebrae mantém a assiduidade de longa data na Plastech Brasil. E as indústrias de Farroupilha (RS), como consequência do sucesso na estreia em 2013, voltam agora com subsídio ampliado em 100% pelo governo municipal.

“Mas o que ganhou maior corpo para este ano foi, sem dúvida, a programação paralela. Já tínhamos, como sempre, as Rodadas de Negócios do Sebrae e do Programa Think Plastic Brazil, voltado à exportação. E vamos estrear agora o Fórum Plastech Brasil. Nos mesmos dias e local da feira, só que nos dois turnos. Um ciclo de debates, palestras e muitas oportunidades de capacitação gratuita”, revela Marin.

A programação completa do evento, que é aberto ao público e dedicará painéis, cursos e workshops aos mercados de plástico, borracha, compósitos, reciclagem, transformados automotivos e moda encontra-se no site oficial plastechbrasil.com.br. Na mesma agenda ainda está contemplado o Fórum Regional de Secretários e Dirigentes Municipais de Desenvolvimento Econômico, com a participação do presidente da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), Márcio Lacerda, chefe do executivo de Belo Horizonte (MG).

“O Fórum Plastech Brasil será especialmente importante para o pessoal das ferramentarias, pois teremos aqui o presidente da Anfavea e diretor da GM, Luiz Moan, ao lado dos líderes do APL (Arranjo Produtivo Local) de Ferramentaria e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista, entre outros grandes especialistas, debatendo as oportunidades e desafios do programa Inovar-Auto”, sublinha Marin.

Das atrações que se renovaram para 2015, a maior é o projeto que conjuga educação e sustentabilidade – o Recicla Plastech Brasil. Na estreia, em 2013, foram confeccionados 7 mil banquinhos a partir de resina plástica reciclada dos materiais descartados na própria feira e doados a escolas de educação infantil das redes públicas municipais de Caxias do Sul, Farroupilha e Flores da Cunha (RS).

Agora, a passagem pelas salas de aula ocorrerá também antes da feira. Quando a Plastech Brasil começar, já terão sido coletados, triados e processados os resíduos plásticos recolhidos pelas próprias crianças, em suas casas e vizinhança, a partir de um trabalho iniciado nas escolas, com material didático fornecido pelo Recicla – na forma de revista em quadrinhos.

No Parque da Festa da Uva, a resina recuperada dará origem a 1,2 mil lixeirinhas que serão distribuídas aos pares, identificando o destino de resíduos recicláveis e orgânicos nas cores verde e amarela, como no sistema de limpeza urbano da cidade, para 600 ambientes escolares. Todo o processo será filmado e dará origem a um documentário, que será distribuído às escolas participantes. E as três escolas que tiverido recolhido maior volume de resíduos reaproveitáveis ganharão aparelhos de datashow.

“Será uma grande feira. Muito melhor do que a conjuntura permitia imaginar lá no início. Será o grande momento para, mais do que melhorar as vendas no segundo semestre de um ano tão atípico, enxergar o que é tendência no mercado, fazer relacionamento e iniciar a retomada para 2016 e 2017. Antes do concorrente que não veio”, conclui Marin.

PLASTECH BRASIL 2015 EM NÚMEROS

  • 300 marcas em exposição
  • 30 mil visitantes esperados
  • 6 mil m2 de feira
  • 2 primeiras colocadas no ranking da inovação industrial no país
    1o. lugar – 3M
    2o. Lugar – Braskem
  • 4 das 100 melhores colocadas no ranking da inovação no país
    3M (expositora)
    Braskem (expositora e patrocinadora)
    Artecola (no controle da expositora MVC)
    GM (representada pelo diretor de Assuntos Institucionais, Luiz Moan)
    Fonte: ranking Inovação Brasil, do jornal Valor Econômico e consultoria Strategy& (grupo PwC)
  • 10 segmentos em exposição
    automotivo
    transformados plásticos
    matérias-primas e produtos básicos
    máquinas, equipamentos e acessórios
    moldes e ferramentas
    instrumentos, controle e automação,
    instituições de ensino técnico e superior
    serviços
    publicações e projetos técnicos
    entidades da sociedade civil e representações de governo
  • 40 empresas distribuídas em 4 ilhas de exposição coletiva
  • 1,2 mil lixeirinhas produzidas com material reciclado distribuídas para 600 ambientes escolares
  • 2 ciclos de rodadas de negócios
    Sebrae (nacional)
    Think Plastic Brazil (internacional)
  • 2 tours de visitas técnicas
    Marcopolo
    Keko Acessórios Automotivos
  • 5 atividades de capacitação gratuitas
  • 4 painéis de debate gratuitos
  • 2 encontros regionais – de Secretários e Dirigentes Municipais de Desenvolvimento Econômico e da Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (Almaco)
  • 1 curso de injeção plástica
  • 1 pré-lançamento – do Guia de Sustentabilidade do Plástico no Fórum Plastech Brasil
  • Criação do Grupo de Trabalho da Indústria Plástica e Petroquímica do Rio Grande do Sul
  • 5 operações de Food Trucks
    4 de comida
    1 de bebida
  • mais de 70 restaurantes, hotéis, bares e casas noturnas com pratos especiais, descontos e preços promocionais no Circuito Gastronômico Plastech Brasil
  • 2 DJs do Café de La Musique no Espaço Happy Business, que terá degustação de comidas e vinhos
  • 80m2 de Espaço Premium para expositores e parceiros estratégicos
  • 1 espetáculo artístico com o Coral Municipal para 500 expositores e convidados no Jantar do Expositor

SERVIÇO:

Plastech Brasil 2015
plastechbrasil.com.br
de 25 a 28 de agosto
das 14h às 21h
Parque de Eventos da Festa da Uva – Caxias do Sul (RS)

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plastech Brasil 2015

Curta nossa página no

Feira K 2016 – apontando o caminho a seguir para a indústria mundial de plásticos e borracha

23/04/2015

A apenas algumas semanas da data de encerramento das inscrições de expositores, a Messe Düsseldorf está registrando uma demanda muito grande por espaço de exposição

k2016Faltando algumas semanas para a data limite das inscrições para espaço de exposição na K 2016, uma coisa já é certa: a feira vai novamente proporcionar uma visão completa do mercado mundial da indústria de plásticos e borracha. Cerca de 3.000 expositores estarão presentes na principal feira mundial do setor, que se realiza de 19 a 26 de outubro de 2016. A demanda por espaço de exposição é extremamente animadora e todos os 19 pavilhões do recinto da feira de Düsseldorf serão mais uma vez totalmente ocupados. Empresas de todos os continentes já se inscreveram para apresentar suas inovações nas seguintes categorias de exposição:

– Matérias-primas e produtos auxiliares
– Produtos semi-acabados, peças técnicas e plásticos reforçados
– Máquinas e equipamentos para a indústria de plásticos e borracha.

“Graças à sua inigualável amplitude de oferta e à internacionalidade incomparável de expositores e visitantes, a feira situa-se em uma classe única em todo o mundo. É o lugar onde são tomadas as decisões-chave para produtos, processos e resolução de problemas, além de apontar o caminho a seguir nos próximos anos para toda a indústria”, diz Werner M. Dornscheidt, Presidente e CEO da Messe Düsseldorf. “Estamos muito satisfeitos pela demanda por espaço de exposição ser mais uma vez extremamente dinâmica. As empresas do mundo dos plásticos e borracha sabem que podem contar com um excelente trampolim para o sucesso dos seus negócios a cada três anos em Düsseldorf. As inscrições para K 2016 ainda podem ser feitas até 31 de maio de 2015. ”

As apresentações de empresas expositoras na K 2016 serão complementadas por uma mostra especial,  ilustrando o potencial de plásticos e borracha para aplicações no futuro. Fazendo referência a exemplos de diferentes setores, ela mostra a extensão com que as propriedades diversificadas dos plásticos moldam nossas vidas hoje e as contribuições que eles podem oferecer para a solução de importante problemas cotidianos. A mostra especial está sendo organizada pela indústria de plásticos da Alemanha, sob os auspícios da PlasticsEurope Deutschland eV e da Messe Düsseldorf.

Outro destaque do programa paralelo à K 2016 será o Campus da Ciência, o fórum de pesquisa e ensino. O Campus da Ciência oferece uma visão compacta das atividades e descobertas das universidades e organizações científicas e ajuda a intensificar o diálogo entre a pesquisa e a indústria.

Informações sobre os assuntos relacionas à K 2016 e à indústria estão disponíveis em www.k-online.com. Relatórios de ciência e pesquisa atualizados regularmente podem ser encontrados no site, juntamente com artigos da imprensa especializada internacional. A gama de informações fornecidas pelo site também se estende a outros eventos para a indústria de plásticos e borracha nos quais a Messe Düsseldorf está envolvida. O serviço é arrematado com uma lista dos meios de comunicação especializados mais importantes do mundo e uma retrospectiva da K 2013.

A K 2016 será realizada em toda a área dos pavilhões da Messe Düsseldorf. Será aberta diariamente de quarta-feira, 19 de outubro de 2016, até quarta-feira, 26 de outubro de 2016, das 10:00 às 18:30.

Fonte: Messe Düsseldorf

Curta nossa página no

Soluções em plástico utilizadas pelo setor agrícola foram apresentadas na Agrishow 2014

06/05/2014

Agrishow2014Com objetivo de apresentar as soluções em plástico utilizadas pelo setor agrícola, a cadeia produtiva do plástico esteve presente na AGRISHOW 2014 – “21ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação”, a maior feira de agronegócios do país,  realizada entre os dias 28 de abril a 02 de maio, em Ribeirão Preto/SP.

A participação se deu com a parceria da ABIPLAST, como representante dos transformadores, e a Braskem, como produtor de matéria-prima da cadeia, que juntos divulgaram produtos plásticos que podem ser utilizados no agronegócio. Esta é a primeira ação deste tipo realizada em conjunto para ampliar a participação nas feiras setoriais em que podem ser apresentadas as vantagens do plástico para seus clientes. A Abiplast pretende assim estimular a criação de oportunidades de novos negócios aos transformadores de plástico.

E as possibilidades de aplicação do plástico no agronegócio são muito amplas! Algumas dessas foram expostas na AGRISHOW 2014, tais como: silo bolsa, carrocerias de caminhão em plástico para transporte de cana, membranas geossintéticas, box graneleiro, big bag para fertilizantes, embalagens para sementes, sacaria de rafia, dentre diversos outros produtos.

O plástico contribui para ampliar a produtividade do agricultor, melhorar as técnicas empregadas e reduzir os custos desta atividade. Por isso esta é uma importante janela de negócios para o transformador.

A AGRISHOW 2014 teve uma área de exposição de 440.000 m², com 790 expositores e previsão de mais de 153 mil visitantes. Na edição anterior foram negociados mais de R$ 2,6 bilhões.

Fonte: Abiplast

Curta nossa página no

Presidente do Simpesc destaca importância de Santa Catarina no setor de transformação de plásticos brasileiro

24/04/2014

 Estado tem mais de 900 empresas de transformação de resinas plásticas em produtos essenciais para a vida humana

simpescEm 2013 foram produzidas no Brasil 980 mil toneladas de produtos plásticos transformados, com um faturamento de R$ 12,2 bilhões, números que expressam a magnitude do mercado de plásticos no País.

E Santa Catarina tem um papel muito importante neste cenário, com mais de 900 empresas de transformação de resinas plásticas em produtos essenciais para a vida humana. O Estado é produtor de embalagens de alimentos, artigos de transporte, produtos para construção civil, autopeças, partes para produtos eletrônicos, eletrodomésticos, utilidades domésticas, produtos descartáveis etc..

“Em nossa mais recente medição chegamos a um número de 32 mil empregados diretamente nas fábricas. Certamente o setor emprega outro tanto indiretamente. Santa Catarina é o único estado em que o nível de produção per capita é equivalente ao de países desenvolvidos. A nossa diferença reside justamente no fato de termos grandes empresas em diversas sub-regiões, cada uma com sua especialidade: o Sul em descartáveis, o Norte em produtos para construção civil e peças técnicas e o Oeste em embalagens”, destaca o presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina (Simpesc) Albano Schmidt.

Santa Catarina também é apontada como celeiro de áreas promissoras para a indústria de transformação de plásticos. “Entendemos que ainda há espaço para crescimento em todas as áreas. Mas o que nos chama mais atenção são as autopeças, pois nosso Estado deve passar a ser em breve um pólo da indústria automobilística”, aponta Schmidt.

E é em Joinville, maior cidade do Estado que será realizada a oitava edição da Interplast, a principal feira do segmento plástico do Brasil realizada nos anos pares. Contará com mais de 500 marcas expositoras, abrangendo soluções e tecnologias nos segmentos de máquinas e equipamentos, transformadores, ferramentarias, embalagens, matéria-prima, periféricos, design e serviços, distribuídos em 21 mil m² de área.

Em paralelo à feira acontece o Cintec 2014 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e que reúne cerca de 400 congressistas em 20 palestras e seis minicursos.

A Interplast tem promoção e realização do Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e apoio da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Confirmada Rodada de Negócios do Setor Plástico na Interplast

20/04/2014

Evento contará com 15 empresas âncoras e 200 vendedoras, nos dias 19 e 20 de agosto, em Joinville/SC

Interplast_2012_1Como segundo maior mercado de plásticos da América do Sul, a região Norte de Santa Catarina possui um número expressivo de marcas mundiais produzindo para as mais diversas aplicações. São produtos para as indústrias automobilística, de eletrodomésticos, construção civil, moveleira, de cosméticos e higiene pessoal, embalagens e farmacêutica. Neste cenário, será realizada a 1ª Rodada de Negócios do Setor Plástico, simultaneamente à Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico.

Na Rodada serão promovidas reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam serviços e produtos, viabilizando negócios entre as partes. Para serem âncoras no evento foram convidadas 15 grandes empresas consumidoras de matérias-primas, máquinas, equipamentos  e serviços relacionados ao setor plástico. Do outro lado, a organização estima cerca de 200 empresas vendedoras, entre elas os expositores da feira Interplast.

“A Rodada complementa a feira e tem o objetivo de estimular os negócios para expositores, atendendo a demanda das empresas âncoras por soluções. A expectativa é que o encontro supere R$ 1 milhão em negócios”, adianta Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, organizadora da Interplast.  A Rodada será organizada pela Bolsa de Subcontratação de Santa Catarina – BNS/SC com o apoio do Simpesc, da Fiesc/IEL (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina/ Instituto Euvaldo Lodi) e da Messe Brasil.

Em sua oitava edição, a Interplast é a principal feira do segmento plástico do Brasil realizada nos anos pares. Contará com mais de 500 marcas expositoras, abrangendo soluções e tecnologias nos segmentos de máquinas e equipamentos, transformadores, ferramentarias, embalagens, matéria-prima, periféricos, design e serviços, distribuídos em 21 mil m² de área.

Em paralelo à feira acontece o Cintec 2014 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e que reúne cerca de 400 congressistas em 20 palestras e seis minicursos.

A EuroMold BRASIL – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos -, ocorre pela segunda vez junto à Interplast, viabilizada por meio de joint venture entre a Messe Brasil e a Demat, uma das mais representativas empresas privadas de organização de feiras da Alemanha.

A estimativa é que as duas feiras gerem mais de R$ 500 milhões em negócios. “Estamos percebendo uma procura maior das empresas expositoras em função da criação de um pólo automotivo na região”, aponta Spirandelli.

A Interplast tem promoção e realização do Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e apoio da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Braskem apresenta nova resina para móveis de plástico

17/04/2014

Produto garante maior rigidez e resistência ao impacto

A Braskem lançou no dia 16 de abril a resina KM 6150HC, um homopolímero utilizado para moldagem por injeção de móveis plásticos.

Segundo a empresa, a resina tem propriedades mecânicas superiores a um homopolímero convencional, apresentando um aumento de 33% de resistência ao impacto e de 6% na rigidez, em relação ao seu antecessor, o KM 6150 e proporcionando ganho de desempenho no segmento de móveis plásticos, especialmente para cadeiras monobloco (produzidas em única etapa pelo processo de injeção e sem partes móveis).

“A resina foi desenvolvida para conferir maior desempenho aos produtos dos nossos clientes, o que favorece também o atendimento das normas do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Além dos benefícios em segurança, o lançamento proporciona redução de até 12% em peso, podendo reduzir ainda o tempo de ciclo de produção, tornando o processo mais rápido e econômico”, afirma Walmir Soller, diretor de polipropileno da Braskem.

O KM 6150HC faz parte do selo Braskem Maxio®, baseado nos pilares Redução do Consumo de Energia, Maior Produtividade e Menor Peso.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Produção de transformados plásticos cresce 6,74% em 2013

09/04/2014

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o segmento de transformados plásticos registrou um crescimento nominal de 6,74% em 2013 em comparação com 2012, atingindo uma produção de R$ 64,7 bilhões no ano. A expansão do segmento ficou abaixo dos 7,82% registrados por toda a indústria de transformação do País, cuja produção foi de R$ 2,072 trilhões. Com esses resultados, o segmento do plástico teve uma participação de 3,12% no setor de transformação. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast).

Apesar do crescimento da produção, o índice de produtividade do setor teve uma queda de 1,76% em 2013.  O nível de emprego subiu 1,4%, com 358 mil trabalhadores empregados.

Por sia vez, a balança comercial registrou um déficit de R$ 5,3 bilhões, mesmo com o aumento das exportações de plástico, que tiveram uma alta de 3,36% sobre 2012. As importações cresceram 3,39% em 2013, abaixo da média anual de 7%. Mesmo assim, a fatia de produtos importados no mercado pulou de 10,8%, em 2012, para 11,7% em 2013.  O percentual de produtos exportados ficou em 4,6%, um pouco acima dos 4,3% registrados em 2012. O consumo aparente registrou alta de 9% em termos nominais.

Fonte: Estado de São Paulo / Abiplast

Curta nossa página no

Sorteio de espaço na NPE2015 supera em muito os números da feira de 2012

14/03/2014

NPE2015 promete ser grande, dinâmica e repleta de máquinas em funcionamento

NPE2015-Space-Draw-OverviewAté o encerramento do sorteio de espaço da NPE2015 há duas semanas, as empresas expositoras tinham adquirido 39% a mais de estandes e 28% a mais de espaço de exposições do que no sorteio para a feira de 2012, anunciou hoje a SPI: The Plastics Industry Trade Association, que produz a feira trienal de plásticos da NPE.

As porcentagens são baseadas nos resultados recém-divulgados do Sorteio de espaço da NPE2015, que ocorreu nos dias 20 e 21 de fevereiro em Orlando, Flórida. Um ano antes da NPE 2015, o espaço de exposições vendido até o momento já totaliza 91% de todo o espaço ocupado na bem-sucedida feira de 2012.

Até o encerramento do Sorteio de espaço da NPE2015, os expositores tinham adquirido 1.054 estandes e 79.257 m2 líquidos de espaço, em comparação com os 758 estandes e 61.735 m2 no Sorteio de espaço da NPE2012. Dos dois imensos salões que compõem o Orange County Convention Center em Orlando, o West Hall agora está esgotado, assim como 70% do South Hall.

Além disso, há indícios fortes de que um número consideravelmente maior de maquinários será exibido em funcionamento do que na NPE2012. Mais de 300 expositores dizem que colocarão os equipamentos em funcionamento no pavilhão de exposições, e o número de estandes grandes obtidos até o encerramento do dorteio de espaço da NPE2015 — 235 deles com mais de 93 m2 — é outro sinal de que um grande número de máquinas será exibido e estará em funcionamento.

“A NPE2015 está no caminho de se tornar uma feira grande, movimentada e realmente incrível, com inúmeras descobertas aguardando pelos participantes”, disse Gene Sanders, vice-presidente sênior de feiras e conferências da SPI. “Muito do dinamismo no pavilhão de exposições será gerado por equipamentos em escala de produção em funcionamento por toda a parte, proporcionando muitas oportunidades para encontrar novas tecnologias de processamento sendo realmente utilizadas”.

Empresas internacionais também compareceram no Sorteio de espaço, respondendo por 28% dos espaços de exposições reservados, lideradas pela China, Canadá e Itália. Além disso, 14% das empresas que selecionaram espaços eram novas na NPE ou não fizeram exibições no evento de 2012.

“Ter o faturamento que tivemos de nossos expositores internacionais e de 2012, bem como o acréscimo de 140 novas empresas ao pavilhão são um bom sinal para a NPE2015, representando uma composição bastante diversificada de empresas que apoiam o setor de plásticos”, disse Brad Williams, diretor de marketing e vendas da SPI para feiras comerciais. “Estamos entusiasmados em poder trabalhar com tantas empresas com essa antecedência para apresentar coletivamente a NPE2015 aos setores que dependem de soluções em plásticos para o seu mercado”.

Fonte: Martino Communications / SPI

Curta nossa página no

Grupo Solvay divulga resultados de 2013

05/03/2014

Faturamento mundial alcançou 9,93 bilhões de euros, dos quais 11% foram obtidos na América Latina

O grupo Solvay anunciou no último dia 26/02 os resultados relativos ao ano de 2013. O faturamento anual foi de 9,938 bilhões de euros, o Rebitda (lucro recorrente antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou 1,663 bilhão de euros e o lucro líquido foi de 378 milhões de euros.

Em comunicado oficial, Jean-Pierre Clamadieu, CEO do grupo Solvay, afirmou que em 2013 a empresa acelerou sua transformação em um grupo de crescimento mais forte, menos sujeito aos ciclos do setor químico e mais rentável, ao mesmo tempo mantendo seu balanço saudável e gerando um sólido fluxo de caixa.

“Os inúmeros programas de excelência que o grupo está desenvolvendo nas áreas de produção, gestão de supply chain, inovação, marketing e de relação com os clientes começam a apresentar os primeiros resultados. Em 2014, o grupo Solvay prosseguirá com a transformação de seu portfólio, colocando uma atenção especial na conclusão desses programas”, disse Clamadieu.

Perspectivas – Segundo o CEO da Solvay, desde o início deste ano, alguns dos mercados finais mostram ligeiros sinais de recuperação e o grupo está bem posicionado para tirar proveito da melhoria do ambiente macroeconômico. Embora cauteloso, o grupo Solvay está confiante em sua capacidade de melhorar os seus resultados em 2014, graças aos seus programas de excelência.

Fonte:  Solvay

Curta nossa página no

Organização da Feira PLAST 2015 em Milão dá o pontapé inicial

11/02/2014

Plast2015Com o envio de um link personalizado para inscrição on-line para mais de 7.000 potenciais expositores ( a primeira vez que este método foi utilizado) , a Promaplast srl (organizador da PLAST 2015) inaugurou oficialmente os preparativos para a 17 ª edição da Feira Internacional da Indústria de Plásticos e Borracha, que acontecerá no pavilhão de feiras de Milão, de 5 a 9 de maio de 2015.

O número de participantes inscritos (e certificados) na PLAST 2012 (1.514 expositores de 58 países e 50.593 visitantes de 121 nacionalidades diferentes) prefigura a PLAST 2015 como o mais importante evento do próximo ano para a indústria de plásticos e borracha na Europa.

Além de suas iniciativas junto aos expositores, a organização da feira também começou a desenvolver contatos com parceiros institucionais, organizadores de convenções, associações comerciais e outros players da indústria para tornar este evento especializado de Milão uma oportunidade ainda mais frutífera para que os profissionais do setor possam se reunir, trocar experiências e inovações e acompanhar os desenvolvimentos mais recentes, em um momento que promete trazer o ressurgimento muito aguardado da economia, tanto no segmento de plásticos e borracha como na indústria em geral.

Os expositores que confirmarem a sua inscrição até 15 de Maio de 2014 terão direito a um desconto de 15 % sobre as taxas de participação, bem como a tarifas especiais relativas ao espaço de exposição, à instalação gratuita de energia elétrica para aqueles que exibem máquinas em operação e a prioridade na alocação de espaço. Todos os expositores serão listados gratuitamente no portal Fiera Milano Expopage e, naturalmente , no catálogo oficial da PLAST 2015.

Ocorrendo durante a semana inaugural da EXPO 2015 (evento de seis meses que vai de 1 maio – 31 outubro) , a PLAST 2015 conta com o patrocínio do Ministério do Desenvolvimento Económico e do apoio da EUROMAP ( Federação Europeia de Máquinas e Equipamentos para Plásticos e Borracha) e da UFI ( Associação da Indústria de Exposições) .

Para obter informações adicionais : www.plastonline.org .

Fonte: Assocomaplast

Curta nossa página no

Abiplast apóia Interplast e aponta os desafios da indústria de plásticos em 2014

11/02/2014

O desempenho da indústria de transformados plásticos em 2013, de maneira geral, foi positivo. Variáveis importantes como produção, exportação, emprego e investimento apresentaram aumento no ano. Contudo, o setor ainda revela desafios para 2014. A afirmação é da Abiplast, apoiadora da Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico (Interplast), que será realizada de 18 a 22 de agosto, em Joinville/SC.

Segundo a entidade, a região Sul é estratégica para um evento como a Interplast porque concentra 27,6% das 11,7 mil empresas transformadoras de plástico brasileiras. São 3.226 empresas, que empregam mais de 94 mil pessoas, o que representa quase 5% do total de emprego gerado pela indústria de transformação na região.

“O setor de transformados plásticos é um importante fornecedor de produtos e soluções para praticamente todos os segmentos da economia brasileira. O fortalecimento desse setor passa pela solução de problemas horizontais da indústria, associados ao “custo Brasil”, e pela criação de um ambiente competitivo, com matérias-primas a preços competitivos e redução de distorções tributárias que afetam especificamente o setor”, defende José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast.

Para apoiar o setor, a associação desenvolve ações estruturantes visando melhorar as condições de mercado com programas para qualificação de mão de obra, melhoria da gestão empresarial, incentivo à inovação e ações voltadas ao meio ambiente com participação ativa na Política Nacional de Resíduos Sólidos, no Acordo Setorial de Logística Reversa e na melhoria e estruturação do setor de reciclagem de plástico. “São ações que demandam mais apoio do Governo na análise da estrutura tributária brasileira para resolver assimetrias. Por conta do momento político, essa é uma agenda de longo prazo e  versa sobre equalizações tributárias, com a isonomia entre IPI de matérias-primas e produtos finais; a revisão da lógica tributária da atividade de reciclagem e a manutenção de condições de acesso a matérias primas a preços competitivos”, explica Coelho. A Abiplast desenvolve ainda ações para eliminar entraves que limitam a competitividade do setor de transformados plásticos.

Segundo o executivo, o processo de desindustrialização é uma realidade do setor industrial brasileiro e o transformado plástico também é afetado nesse processo. “O fato é que o crescimento da demanda brasileira por transformados plásticos, que no último ano cresceu em 8%, está sendo sistematicamente absorvida por importações. O coeficiente de importação de transformados plásticos, ou seja, o percentual da demanda brasileira atendida por importações está em 12% e cresceu 20% desde 2007. Já o déficit da balança comercial de transformados plásticos, aumentou 20% em 2013 em comparação com o ano anterior e se observarmos desde 2007 o déficit da balança hoje está três vezes maior”, diz.

Os desafios para 2014 envolvem o fortalecimento da indústria para que ela consiga atender a demanda nacional, que cresceu 8% em 2013. A busca pela competitividade também se tornou um desafio em meio a tantos fatores desfavoráveis de cunho estrutural, que só devem ser solucionados no longo prazo.

“2014 apresenta dois fatores extras que podem postergar o desenvolvimento da indústria plástica: a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, que diminuirá os dias úteis de trabalho e as eleições que inibem decisões importantes na política industrial. Entretanto, o setor espera que a balança comercial, a produção e o faturamento aumentem em 2014. O setor alimentício e a produção de embalagens para esse segmento sempre é o mais representativo da indústria de transformados plásticos e a expectativa é de crescimento de 2,5% a 3,5% no consumo por essa indústria. Outro segmento expressivo é o da construção civil, que consome diversos componentes de plástico e estima crescer de 3,5% a 4% em 2014. Além disso, está em discussão o Plano Nacional de Saneamento que prevê aportes de aproximadamente R$ 25 bilhões/ano. Por fim, o setor automotivo, que não espera repetir o crescimento de 2013, porém o Programa Inovar-Auto representa uma grande oportunidade para fornecedores de peças e componentes automotivos plásticos”, finaliza.

Sobre a feira

A Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico – é a principal feira do segmento plástico do Brasil realizada nos anos pares. Em sua oitava edição, conta com cerca de 550 expositores abrangendo soluções e tecnologias nos segmentos de máquinas e equipamentos, transformadores, ferramentarias, embalagens, matéria-prima, periféricos, design e serviços.

Em paralelo à feira acontece o Cintec 2014 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e que reúne cerca de 400 congressistas a cada edição.

Simultaneamente à feira da indústria plástica ocorre a EUROMOLD BRASIL – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos -, viabilizada por meio de joint venture entre a Messe Brasil e a Demat, uma das mais representativas empresas privadas de organização de feiras da Alemanha. A estimativa é que as duas feiras gerem mais de R$ 500 milhões em negócios.

A Interplast tem promoção e realização do Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e apoio da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).

Fonte: Assessoria de Imprensa – Messe Brasil

Curta nossa página no

Cadeia produtiva dos plásticos discutirá inovação e tecnologia na 7ª edição da PlastShow

05/02/2014

O evento vai reunir, em abril, o que há de novo no mercado sobre nanotecnologia, plásticos de engenharia, transformação e aplicações, além de paineis especiais sobre prototipagem rápida e impressão 3D.

É constante e permanente a busca da indústria brasileira de transformação de plásticos por mais competitividade e destaque no mercado global. Essa competitividade virá com uma com política fiscal mais transparente, e a sinalização de um cenário definido e claro para o estímulo ao empreendedorismo e aos investimentos. Tais investimentos se traduzem em pesquisa e desenvolvimento, novas tecnologias, capacitação da mão de obra e melhorias dos processos produtivos.

Com foco nas necessidades técnicas e gerenciais dos transformadores de plásticos e de toda a cadeia produtiva envolvida com essa indústria, a PlastShow, feira que está em sua sétima edição, reunirá mais de 120 empresas, seus produtos e serviços, além de debates sobre o que há de mais atual para a transformação. A edição de 2014 será realizada no Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 1 e 4 de abril.

Segundo Mônica Carpenter, diretora da PlastShow, empresa organizadora da feira, o evento reúne soluções tecnológicas de ponta para o setor e os profissionais mais qualificados nos diversos elos da cadeia dos plásticos. “O resultado é um ambiente propício ao relacionamento e à geração de negócios”, declarou Mônica.

Os visitantes da PlastShow 2014 terão contato com mais de 120 empresas dos segmentos de máquinas, resinas, aditivos e compostos, moldes e matrizes, sistemas de câmara quente e software, entre outras soluções para transformação de plástico utilizadas nas indústrias de automóveis, autopeças, eletroeletrônicos, telecomunicações, construção civil, utilidades domésticas, embalagens e outros setores.

A expectativa da organização do evento, que é realizado a cada dois anos, é que a visitação em 2014 alcance a marca de 10 mil visitantes, 15% a mais que o registrado na edição anterior.

Palestras e debates – A PlastShow 2014 também vai oferecer uma intensa agenda de palestras, debates e apresentação de trabalhos técnicos durante o Congresso que será realizado em paralelo à feira. Os maiores especialistas e técnicos do setor vão abordar temas como as novas tecnologias relacionadas a materiais (resinas petroquímicas e biodegradáveis), plásticos de engenharia, nanotecnologia, prototipagem, meio ambiente, processos de transformação e aplicações, reprocessamento, entre outros.

Serviço: VII PlastShow
Data: de 1 a 4 de abril de 2014
Local: Expo Center Norte – Pavilhão Azul (R. José Bernardo Pinto, 333, Vl. Guilherme – São Paulo/SP)
Horários de funcionamento:
Congresso: 9 às 18h
Feira: 12 às 20h

Fonte: Plastshow – Assessoria de Imprensa

Curta nossa página no

Bairro dos Compósitos será construído na Feicon

04/02/2014

       Responsável pela iniciativa, ALMACO quer mostrar que o material faz parte do cotidiano das pessoas

        Almaco_Bairro_CompositosEm breve, a cidade de São Paulo ganhará um novo bairro. O projeto vai chamar a atenção de muita gente, a despeito do tamanho e duração: 330 m² e apenas cinco dias. Trata-se do Bairro dos Compósitos que a Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (ALMACO) (www.almaco.org.br) erguerá na Feicon Batimat, o principal salão da construção civil da América Latina – de 18 a 22/03, no Anhembi.

         A iniciativa, explica Gilmar Lima, presidente da ALMACO, tem como principal objetivo mostrar à sociedade que os compósitos – um tipo de plástico de alta performance – estão presentes no dia a dia de todos, ainda que muitos não façam a mínima ideia.

         “Não é possível imaginar mais as nossas vidas sem o material, e a construção civil é um dos setores que melhor exemplificam isso”, ele afirma. Pias, tanques de lavar roupa, assentos sanitários, caixas d´água, telhas e até casas inteiras são feitas a partir da combinação entre resinas plásticas e fibras de vidro, as principais matérias-primas dos compósitos.

         Como não poderia deixar de ser, o Bairro dos Compósitos terá uma casa e uma escola. Os sistemas construtivos adotados em ambas foram homologados, respectivamente, pelo Programa Minha Casa, Minha Vida e pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do Ministério da Educação. O espaço contará ainda com posto de saúde, loja e área de lazer.

         “Toda a exposição será baseada no material. Dos postes de energia, minigeradores eólicos, banheiros e placas de trânsito até os pontos de ônibus e itens de decoração, tudo será de compósitos”, observa o presidente da ALMACO. O bairro, ele lembra, é uma ação baseada no mesmo conceito da bem-sucedida Compocity, minicidade construída pela ALMACO em 2012. “Na ocasião, cerca de R$ 2 bilhões em negócios foram gerados. A expectativa agora é de, pelo menos, repetir esse número”.

Construção civil lidera o consumo

        As aplicações na construção civil responderam por quase a metade das 210.000 toneladas de compósitos fabricadas no Brasil em 2013. Ano passado, o setor representado pela ALMACO faturou R$ 3,250 bilhões, alta de 8,9% em comparação a 2012. Para este ano, a previsão é de crescimento de 11,5%, totalizando R$ 3,623 bilhões – consumo projetado de 216.000 toneladas (+2,9%).

        Os compósitos são conhecidos pelos elevados índices de resistência mecânica e química, bem como pela versatilidade. Há mais de 50 mil aplicações catalogadas em todo o mundo, de tanques, tubos e pás eólicas a peças de barcos, ônibus e aviões.

       Fonte: Almaco

Curta nossa página no

Interplast 2014 já tem 70% dos espaços comercializados

13/01/2014

Interplast_2012Feira será realizada de 18 a 22 de agosto de 2014, em Joinville/SC

Há sete meses de sua realização, a Interplast 2014 – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico – já tem 70% dos espaços comercializados. Entre os expositores internacionais, destaque para Portugal, França, Alemanha, China e Taiwan.

Em sua oitava edição, a Interplast, que será realizada de 18 a 22 de agosto de 2014, em Joinville/SC, é a principal feira do segmento plástico do Brasil realizada nos anos pares. Tem uma média de 550 expositores, abrangendo soluções e tecnologias nos segmentos de máquinas e equipamentos, transformadores, ferramentarias, embalagens, matéria-prima, periféricos, design e serviços, distribuídos em 21 mil m² de área.

Na última edição, recebeu 28 mil visitas de 23 estados brasileiros e 24 países, em sua maioria profissionais da indústria plástica, seguido dos segmentos automotivo, eletrônico, eletroeletrônico, eletrodomésticos, construção civil, energia, petroquímico, engenharia, transportes e logística, fundição, entre outros.

Em paralelo à feira acontece o Cintec 2014 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica -, organizado pela UniSociesc, e que reúne cerca de 400 congressistas a cada edição.

A EUROMOLD BRASIL – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos -, ocorre pela segunda vez simultaneamente à Interplast, viabilizada por meio de joint venture entre a Messe Brasil e a Demat, uma das mais representativas empresas privadas de organização de feiras da Alemanha.

A estimativa é que as duas feiras gerem mais de R$ 500 milhões em negócios. “Estamos percebendo uma procura maior das empresas expositoras em função da criação de um pólo automotivo na região”, aponta Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil.

A Interplast tem promoção e realização do Simpesc (Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina) e apoio da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

SPI americana nomeia Montesino Tech. como representante da feira NPE 2015 na América Latina

20/12/2013

NPE2015-LogoA SPI, Associação da Indústria do Plásticos dos EUA (www.plasticsindustry.org), nomeou a Montesino Technologies, Inc. como representante de vendas da NPE2015 na América Latina, conforme anunciou hoje Brad Williams, diretor de marketing e vendas da SPI.

Promovida pela SPI, a NPE2015 ocorrerá dos dias 23 a 27 de março de 2015 em Orlando, Flórida. A Montesino é responsável pelas vendas de espaço de exposição para empresas da América Latina e por dar suporte ao programa da SPI, com o objetivo de atrair mais visitantes da região do que os que participaram da NPE em 2012, na qual houve participação recorde de latino-americanos.

“A SPI espera um aumento ainda maior na participação de expositores e participantes da América Latina na NPE2015, graças ao forte crescimento do setor de plásticos em muitos países da região”, afirmou Williams. “A ampla experiência da Montesino no atendimento de clientes do setor de fornecimento de plásticos e matérias-primas na América Latina nos ajudará a compreender e atender melhor este valioso segmento do público da NPE, o que permitirá que ofereçamos a eles uma experiência ainda melhor na exposição.”

Fundada em 1996, a Montesino atua como consultora e representante de fabricantes, com experiência específica em produtos da área da saúde e de embalagens de plástico. Grande parte de seu trabalho se concentra em mercados da América Latina. Além de sua sede mundial localizada em Wilmington, Delaware, EUA, a empresa tem uma sede regional no Brasil. A Montesino oferece aos clientes informações sobre a NPE no idioma de sua preferência: espanhol, português ou inglês.

O líder da equipe de vendas da América Latina para a NPE2015 é Peter Schmitt, diretor executivo da Montesino (peter.schmitt@montesino.com), trabalhando em conjunto com Migna Liz Vega-Morales (mignaliz.vega@montesino.com). É possível contatá-los pelo número +1-302-888-2355 ou pelo e-mail npe@montesino.com.

Para obter detalhes sobre a NPE2015 e se inscrever como participante ou reservar espaço para a feira, visite o site www.npe.org.

A NPE é uma exposição internacional de plásticos que ocorre a cada três anos e é realizada e de propriedade exclusiva da SPI: The Plastics Industry Trade Association (A Associação Comercial do Setor de Plásticos) dos EUA. A NPE2015 ocorrerá de segunda a sexta-feira, 23 a 27 de março de 2015, no Orange County Convention Center em Orlando, Flórida. A NPE2012 teve 1.933 expositores, 40% dos quais eram de fora dos EUA. O evento atraiu 55.359 participantes, 26% dos quais visitantes internacionais.

Fundada em 1937, a SPI: The Plastics Industry Trade Association promove o crescimento no setor de plástico dos EUA, avaliado em US$ 380 bilhões. Representando quase 900 mil trabalhadores americanos no terceiro maior setor de fabricação dos EUA, a SPI fornece aconselhamento jurídico, pesquisas de mercado, promoções da indústria e o estímulo a relações comerciais, além de estratégias de desperdício zero. Desde fornecedores de resina e fabricantes de equipamentos a processadores e proprietários de marcas, a SPI representa todas as facetas do setor de plásticos dos EUA. A SPI também é proprietária e produz a feira comercial NPE. Todos os lucros da NPE são reinvestidos nos serviços da SPI à indústria. Encontre a SPI on-line nos sites http://www.plasticsindustry.org e http://www.inthehopper.org.

Fonte: SPI / Martino Communications

Curta nossa página no

Dow Performance Plastics é vencedora do Prêmio Europeu de Excelência pelo desenvolvimento da Revista “IN”

19/12/2013

Empresa teve destaque na categoria Comunicação Externa da premiação realizada pela Revista Communication Director

A Dow Performance Plastics e a FTI Consulting Brussels foram vencedoras na categoria Comunicação Externas do Prêmio Europeu de Excelência realizado pela Revista Communication Director pelo projeto conjunto de desenvolvimento da Revista IN: “Uma perspectiva global sobre mercado de plásticos”. A iniciativa teve como foco trazer uma visão diferenciada sobre o segmento de embalagens.  A cerimônia de homenagem aconteceu em Munique, Alemanha.

Lançada em outubro, durante a Feira K, maior encontro global da indústria de plástico e borracha que este ano foi realizado em Dusseldorf (Alemanha), a publicação conta com 65 páginas e concentrando-se em três áreas gerais de interesse: negócios, design e aspectos culturais. As matérias abrangem desde a história da embalagem chegando até aos impactos do mundo digital na indústria passando por questões como usabilidade e sustentabilidade para o futuro do segmento. O material conta com entrevistas de alguns dos maiores especialistas e associações do setor de plásticos, além de captar o ponto de vista de designers, biólogos e futuristas.

O projeto gráfico traz ilustrações e fotos que tornam a publicação ainda mais atrativa. A Revista IN pode ser acessada pelo link: Dow Packaging website ou ser disponibilizado como aplicativo pelo Apple iTunes store.

Fonte: Dow

Curta nossa página no

Prêmio de Inovação Automotiva da SPE destaca colaboração do fornecedor de matérias-primas no desenvolvimento de equipamentos originais

11/12/2013

Os materiais da SABIC – Innovative Plastics ajudaram o Grupo Chrysler, a Ford, a Nissan e a Volkswagen a ganhar destaque no 43o. Prêmio Inovação Automotiva da Sociedade de Engenharia de Plásticos (SPE), a mais tradicional e mais importante competição das indústrias automotiva e de plásticos. As aplicações ganhadoras dos prêmios por categoria incluíram o Grupo Chrysler (carroceria interna e painel de instrumento do Jeep Cherokee 2014MY) e a Ford (chassis/hardware, para-choque dianteiro absorvedor de energia do Fusion/Mondeo 2014MY). O uso de materiais específicos e o suporte oferecido pela SABIC aos diferentes projetos possibilitaram que cada um desses atendesse as necessidades variadas, como a redução de peso, a liberdade de estilo e a conformidade com as normas de proteção de pedestres. Cada um dos programas premiados destaca o valor da estreita colaboração em toda a cadeia de valor para o impulsionamento da inovação. Eles também destacam o poder de resolução de problemas da ampla gama de soluções de resinas termoplásticas da SABIC, além da colaboração no projeto da empresa e o suporte de engenharia.

Os clientes do setor automotivo da SABIC têm desfrutado da rica história de sucesso nesta competição. Desde 2008, as aplicações automotivas com materiais e suporte da SABIC produziram 10 vencedores do Prêmio de Inovação Automotiva SPE e 16 aplicações adicionais foram indicadas como finalistas. Os finalistas deste ano com aplicações moldadas a partir de materiais da SABIC incluem o sistema de teto panorâmico totalmente retrátil do Lincoln Sedan de Luxo MKZ 2014MY da Ford, as janelas laterais de policarbonato transparente do híbrido plug-in a diesel XL1 2013MY da Volkswagen e o sistema de bateria do veículo elétrico LEAF 2013MY da Nissan.

“Estamos mais uma vez felizes em ver as aplicações dos nossos clientes sendo indicadas como as principais inovações da indústria”, disse Scott Fallon, gerente geral de automotivos do negócio Innovative Plastics da SABIC. “É gratificante exercer a função de facilitador e ajudar nossos clientes a determinarem a combinação ideal de projeto, processos e materiais que dão vida a estas inovações. Estamos orgulhosos por fazermos parte desses prêmios e estamos ansiosos para avançarmos ainda mais junto com nossos clientes no futuro”.

Grupo Chrysler obtém o primeiro lugar em carroceria interna

SabicEste é o segundo prêmio concedido pela SPE para o painel de instrumentos (IP) do Jeep Cherokee 2014MY, o primeiro foi alcançado na Conferência de Poliolefinas de Engenharia Automotiva (TPO) realizada o mês passado em Detroit.

As peças moldadas em resina de poliolefina são de 2,5 a 4 mm o que significa que as peças são mais pesadas ​​e apresentam ciclos de moldagem longos. A utilização da resina STAMAX™ 30YK270 da SABIC ajudou na redução da espessura para 2,0 mm reduzindo o peso e oferecendo um ciclo de tempo até 30 por cento menor.

O IP foi projetado especificamente com resina STAMAX para reduzir a espessura da peça sem sacrificar o desempenho de impacto e resistência, os principais atributos do material de polipropileno reforçado com fibra de vidro longa. O fato de se utilizar de menos material na produção resulta em uma peça de parede fina que economiza milhões de libras de plástico durante a vida do programa.

Os especialistas automotivos da SABIC forneceram assistência de engenharia e apoio técnico significativo durante todo o programa, inclusive em modelagem avançada orientada para fibra, para reduzir o empenamento durante o desenvolvimento do produto e projeto dos moldes. O fornecedor neste estágio foi a Intertec System. A Windsor Mold Systems foi a produtora da ferramenta.

Ford  procurou atender às Exigências de Desempenho de Vanguarda em todos os mercados globais

Sabic_2A Ford levou para casa o prêmio na categoria Chassis/Hardware por seu projeto de absorvedor de energia (EA) do para-choque frontal de peça única, com flexibilidade de ajuste suficiente para atender às exigências dos concorrentes que existem no mercado global. A Ford, trabalhando com a Magna Exteriors and Interiors e a SABIC, escolheu a resina XENOY™ 1103, uma mistura de policarbonato (PC) /tereftalato de polibutileno (PBT) para esta peça única dos veículos Fusion and Mondeo 2014MY. A resina XENOY proporciona excelente absorção de energia no momento do impacto, com a necessária rigidez, e mantém a sua integridade estrutural em uma ampla gama de temperaturas. A flexibilidade do projeto foi obtida com o ajuste dos recursos da espessura e geometria do material na peça moldada por injeção, conforme apropriado, para atender as diferentes necessidades do mercado regional.

Além de cumprir sua função fundamental na absorção da energia de impacto com sua resistência estrutural superior, este sistema absorvedor de energia reduz a complexidade de projeto, fabricação e montagem. O conceito de projeto global de peça única elimina a necessidade de diferentes materiais para absorverem impacto, vigas e fáscias para para-choques para atender as exigências de impacto em diferentes países. Feita a partir de material plástico leve da SABIC, o absorvedor de energia é 40 por cento mais leves e 10 por cento menos dispendioso do que a peça feita em aço. A peça é 20 por cento mais leve que os absorvedores de energia à base de polipropileno mais grosso. Essa economia de peso contribui para uma melhor economia de combustível.

Aplicações finalistas da Ford, Nissan e Volkswagen impressionam

Os materiais e suporte da SABIC também estavam presentes nas seguintes aplicações finalistas:

·         O Sedan de luxo Lincoln MKZ 2014MY com o sistema de teto panorâmico totalmente retrátil e na categoria Chassi Externo: A Ford usou a resina LEXAN™, um material de PC para painéis de guarnição deste teto retrátil, com substituição do acrílico para conseguir o aprimoramento no desempenho contra arranhões/estragos e na estabilidade dimensional.

·         Veículo elétrico LEAF Nissan 2013MY Nissan LEAF veículo elétrico, bateria, categoria Sistemas Elétricos: A Nissan escolheu a resina NORYL™ N1150, um material de éter de polifenileno modificado (MPPE) para utilização nos principais componentes de seu sistema de bateria Lítio-Ion. Uso da resina NORYL permitiu à Nissan reduzir o peso das peças em até 20 por cento. A alta temperatura da resina e a estabilidade dimensional de longo prazo lavaram ao aprimoramento significativo na qualidade da peça e permitiram a produção de baterias mais estáveis no sistema de montagem automotiva Nissan.

·         Híbrido plug-in a diesel XL1 Volkswagen 2013MY, janelas laterais, categoria Carroceria Externa: As janelas laterais, o único conjunto de seu tipo na indústria atualmente, são produzidas através de uma solução moldada por injeção em duas etapas que usa a tecnologia de revestimento por plasma EXATEC™ da SABIC em resina LEXAN e resina CYCOLOY™, um material de PC/ABS (acrilonitrila-butadieno-estireno). Estas soluções reduzem o peso das janelas laterais em 33 por cento versus as soluções convencionais em vidro, além de proporcionar aparência de alta qualidade óptica, superfície resistente a arranhões, características aerodinâmicas que ajudam a melhorar a economia de combustível, isolamento térmico aprimorado e redução do embaçamento. A SABIC apoiou totalmente no desenvolvimento das aplicações da Volkswagen, desde o projeto de engenharia até a e produção das janelas laterais.

Fonte:  SABIC

Curta nossa página no

NPE2015: Inscrições de expositores realizadas até o momento mostram forte comprometimento da indústria.

03/12/2013

Número de empresas que solicitaram espaço na feira cresceu 16% em relação ao mesmo período que antecedeu a NPE2012

NPE2015-LogoAinda resta muito tempo para que as empresas se inscrevam para expor na NPE2015: The International Plastics Showcase. No entanto, as inscrições recebidas até o prazo de 15 de novembro para o sorteio de espaços privilegiados estiveram bem à frente do total de inscrições realizadas até o mesmo prazo para o sorteio de espaço que antecedeu a NPE2012, conforme anunciou a SPI: The Plastics Industry Trade Association (realizadora da NPE a cada três anos).

Até esta data, 789 empresas se inscreveram para expor na NPE2015, solicitando um espaço de mais de 64.100 m². Isso representa 16% mais expositores e 14% mais espaço do que o registrado no prazo para o sorteio de espaço da NPE 2012.

A forte resposta antecipada por parte dos expositores é uma indicação do comprometimento da indústria de plásticos para com a NPE, de acordo com Gene Sanders, vice-presidente sênior da SPI para feiras comerciais e conferências. “As inscrições recebidas até agora mostram que é muito provável que a NPE2015 ultrapasse o tamanho da nossa exposição de 2012, que foi mundialmente aclamada como um sucesso”, disse Sanders. “Estamos satisfeitos com a resposta positiva a muitas das novidades que temos a caminho da NPE2015 e, considerando a quantidade de espaço solicitada, parece claro que os expositores mais uma vez farão demonstrações de máquinas em funcionamento.”

A NPE2015 ocorrerá de 23 a 27 de março de 2015 no Orange County Convention Center em Orlando, Flórida. Muito antes disso, as empresas terão a oportunidade de escolher o espaço para exposição pela primeira vez no sorteio de espaço da NPE2015. Esse sorteio ocorrerá de 19 a 21 de fevereiro de 2014 no Rosen Shingle Creek Resort, em Orlando. Embora as empresas que responderam até o recente prazo tenham maximizado sua prioridade de escolha no sorteio, o sorteio de espaço permanece aberto a possíveis futuros expositores. A posição das empresas na ordem de escolha será baseada na data em que suas inscrições e pagamentos foram recebidos. A SPI estima que aproximadamente 1.000 empresas terão se inscrito para obter um espaço na exposição até a data do sorteio de espaço, em fevereiro de 2014.

Para obter informações sobre o sorteio de espaço da NPE2015, acesse http://www.npe.org/spacedraw. Veja informações sobre a exposição em www.npe.org/exhibitors.

A NPE é uma exposição internacional de plásticos que ocorre a cada três anos e é realizada e de propriedade exclusiva da SPI: The Plastics Industry Trade Association. A NPE2015 ocorrerá de segunda a sexta-feira, 23 a 27 de março de 2015, no Orange County Convention Center em Orlando, Flórida. A NPE2012 teve 1.933 expositores, 40% dos quais eram de fora dos EUA. O evento atraiu 55.359 participantes, 26% dos quais eram visitantes internacionais.

Fonte: Martino Communications / SPI

Curta nossa página no