Posts Tagged ‘Tecidos’

Projetos da Saertex são finalistas no JEC Innovation Award 2018

07/03/2018

A premiação JEC Innovation Award, que é entregue durante a exposição JEC World em Paris, na França, é considerada a mais importante competição da indústria de compósitos. A Saertex, empresa líder na fabricação de tecidos multiaxiais e materiais de reforço, inscreveu três projetos e todos foram selecionados como finalistas. A cerimônia de premiação acontece no dia 7 de março. A Saertex já levou para casa estes prêmios cobiçados em 2014 e em 2017.

Neste ano, a Saertex, empresa familiar da região de Münsterland, Alemanha, participa na categoria “Rail Vehicle” (veículos ferroviários), junto com as empresas SMT e a Alan Harper, com um projeto que envolveu a renovação de painéis do piso em 66 trens do Deutsche Bahn ICE, removendo a madeira e introduzindo os materiais compósitos retardantes à chama Saertex LEO com fibra de vidro.

Na categoria “Marine” (náutico), o Saertex LEO integrou o design de um solário (dock) completo em compósitos para um navio de cruzeiro de 110m de comprimento, construído em parceria com o estaleiro Meyer/Neptun em Papenburg (Alemanha).

Na categoria “Construction and Infrastructure” (construcao e infraestrutura), o carbono autoadesivo SAERfix foi usado para reparar uma tubulação de concreto reforçado que estava em condições precárias. O projeto (foto), desenvolvido em associação com o cliente espanhol Grupo Navec, apresentou excelente resultado, afirma a empresa. Neste caso, A Saertex e a Henkel são as coinovadoras do projeto sob a liderança do Grupo Navec.

A premiação JEC Award é concedida por um júri de especialistas durante a realização da JEC World em Paris. A premiação é um reflexo da força de inovação das empresas do setor de materiais compósitos, sendo premiadas um total de 10 categorias.

Criada em 1982, em Saerbeck, Alemanha, a Saertex é líder na fabricação de tecidos multiaxiais e materiais de reforço, os quais conferem redução de peso, aumento de rigidez e alta resistência à corrosão. Atualmente, oferece uma ampla variedade de itens, tais como os tecidos técnicos em fibras orientadas, a manta moldada SAERcore, o complexo sanduíche SAERfoam, os tecidos auto-adesivos SAERfix, os materiais compósitos retardadores de fogo Saertex LEO e a tecnologia de reabilitação de tubulação Saertex-Liner (Saertex multiCom).

Fonte: Assessoria de Imprensa – Saertex

Anúncios

Toyota Tsusho lança membranas impermeáveis respiráveis livres de PFC em roupas para atividades ao ar livre com base em tecnologia da DSM

05/05/2015

DSM-Toyota-TsushoA Royal DSM anunciou uma nova geração de membranas de alta performance para vestuário fabricados pela Toyota Tsusho com seu Arnitel® VT, um elastômero à base de poliéster termoplástico muito flexível. As novas membranas não contêm produtos químicos perfluorados (PFC) e são 100% recicláveis e à prova d’água em todas as circunstâncias, apesar de ter apenas alguns mícrons de espessura e de ser altamente respirável, afirma a empresa.

A Toyota Tsusho é um fornecedor líder global de materiais funcionais de alta tecnologia para vestuário e calçados.

Em todo o mundo, marcas reconhecidas de vestuário para atividades ao ar livre estão à procura de maneiras de fazer com as peças de vestuário ofereçam o desempenho certo e tragam conforto para o usuário. Ao mesmo tempo, elas querem usar materiais e processos que tenham o menor impacto ambiental possível. O foco atual é evitar a utilização de PFCs, que são encontrados, por exemplo, em membranas à base de PTFE.

Com o Arnitel VT, os vapores de umidade podem passar do interior para o exterior da peça de vestuário, mas as membranas são 100% à prova de água sob todas as circunstâncias, de modo que elas mantêm o usuário confortável e seco. Ao contrário dos produtos concorrentes, o Arnitel VT não depende de perfurações para ser mais respirável, afirma a DSM. Membranas perfuradas podem ter sua impermeabilidade comprometida quando elas são lavadas ou entram em contato com líquidos como álcoois ou combustíveis. As perfurações também reduzem a resistência da membrana, tornando-a mais fácil de ser rasgada. As perfurações podem também ser obstruídas, fazendo com que a membrana perca a sua respirabilidade.

O Arnitel VT tem sido usado há muitos anos em membranas para roupas. Como não é perfurado, ele atua não só como uma barreira aos líquidos, mas também para bactérias e vírus. Por esta razão, o Arnitel VT é usado em uniformes cirúrgicos com o nível mais elevado de proteção, segundo a DSM.

A colaboração entre a DSM e a Toyota Tsusho levou a uma redução drástica da pegada de carbono na cadeia de produção, comparado às membranas baseadas em PTFE.

“A DSM tem sido um parceiro muito confiável para nós em nossa busca para desenvolver tecnologias de membrana que não precisem de PFCs e que também atendam a todos os requisitos exigentes da indústria de atividades ao ar livre”, diz Masato Hashi, Gerente Geral de Comércio Têxtil da Toyota Tsusho. A Diretora de Vendas, Marie Cangialosi, acrescenta: “A incorporação do Arnitel em nossos laminados nos permite oferecer um produto de alto desempenho sem fazer concessões, que seja livre de PFC e que seja totalmente à base de poliéster – sendo, portanto, 100% reciclável”.

A Royal DSM é uma empresa de base científica global atuante nas áreas de saúde, nutrição e materiais. Os 24.500 funcionários da DSM geram vendas líquidas anuais de mais de €10 bilhões.

A Toyota Tsusho Corporation é a única empresa de comércio geral do Grupo Toyota, que desenvolve negócios diversificados através de 950 empresas consolidadas no Japão e no exterior, através de uma rede global que cobre o Japão e mais de 90 países em todo o mundo.

Fonte: DSM

Curta nossa página no

Starlinger apresentará nova tecnologia de laminação durante a Feira K 2013

19/09/2013

Starlinger_at_K_2013A Starlinger & Co. GmbH está apresentando este ano em Düsseldorf um novo conceito em laminação de tecidos. “Este é um passo revolucionário na laminação contínua de tecidos, fazendo com que esta se torne muito mais simples e eficiente, ao mesmo tempo em que garante uma qualidade excepcional da laminação”, afirma o Diretor de vendas da Starlinger, Hermann Adrigan.  Já nos anos passados, segundo a empresa, a Starlinger definiu padrões da indústria com suas linhas de laminação stacoTEC, das quais vende até 30 linhas por ano a clientes de todo o mundo. A primeira apresentação a nível mundial da nova linha de laminação ocorrerá no stand da Starlinger no Hall 16 da Feira, onde os visitantes poderão vê-la funcionando. Além disto, serão apresentados também desenvolvimentos de produtos inovadores em embalagens de tecidos flexíveis e a linha completa de soluções “turn-key” em máquinas.

Reciclagem de plásticos:  Solucões para resíduos muito contaminados e estréia mundial de tecnologia de descontaminação

No Hall 9 da feira, a Starlinger recycling technology lançará un novo desenvolvimento que permite a reciclagem de resíduos plásticos pós-industriais e pós-consumo altamente contaminados, como por exemplo residuos domésticos molhados, filmes agrícolas ou similares, assim como materiais com muita impressão. Durante a feira, uma linha recoSTAR universal 65 VAC processará filmes de Polietileno bastante impressos, demostrando a qualidade da desgasificação da massa fundida e a capacidade de limpeza necessária para se poder usar regranulado de alta qualidade em aplicações distintas.

A Starlinger viscotec organizará a apresentação mundial do novo reator deCON no Hall 9 da feira. No Hall 16, será instalado um reator viscoSTAR, projetando-se em uma tela múltipla a linha de chapas de PET viscoSHEET, lançada recentemente. De acordo com a Stalinger, a nova linha de chapas permite processar até 100% de PET reciclado, PET virgem e PIR (material pós-industrial) com níveis garantidos de viscosidade intrínseca que atendem às exigências da FDA/EFSA para aplicações com material para uso alimentar.

“Open House” da Starlinger na Austria

Nos dias anteriores à Feira K, os clientes terão a posibilidade de participar da Open House da Starlinger em Weissenbach, situada a uma hora de Viena. Durante a Open House, entre os dias 14 a 16 e 21 a 25 de outubro de 2013, se poderá ver em funcionamento toda a gama de máquinas que mostram os últimos avanços na produção de embalagens têxteis e equipamentos de reciclagem de plásticos.

Fonte: Starlinger

Curta nossa página no