Posts Tagged ‘Feiras’

Arburg apresenta recursos da sua impressora 3D industrial Freeformer durante a formnext connect

03/11/2020

  • Arburg Plastic Freeforming: Aplicações em tecnologia médica, materiais macios e PP
  • Freeformer: Integração no portal do cliente arburgXworld
  • Amplo espectro: peças funcionais desafiadoras feitas de plásticos originais

2 de novembro de 2020 – Quando se trata de peças exigentes fabricadas por manufatura aditiva, o Freeformer está em seu elemento. O processo Arburg Plastic Freeforming (APF) com a sua impressora 3D Freeformer tem aplicações em tecnologia médica, no processamento de materiais macios e PP, assim como na manufatura aditiva de peças multicomponentes. Plásticos de alta temperatura também podem ser processados ​​usando o sistema aberto. Todas essas capacidades especiais serão mostradas pela Arburg durante o formnext connect 2020, inclusive em três apresentações de especialistas. Além disso, a Arburg apresenta a integração do Freeformer ao portal digital do cliente arburgXworld.

O Freeformer nos tamanhos 200-3X e 300-3X também processa granulados de plástico do tipo que é usado em moldagem por injeção. A Arburg diz que isso torna os sistemas abertos muito econômicos e também permite o uso de uma grande variedade de materiais. Isto também torna possível processar materiais biocompatíveis, absorvíveis e esterilizáveis, bem como materiais originais aprovados pela FDA, afirma a empresa. Este fato, por sua vez, abre a porta para novas possibilidades, inclusive para aplicações humanas.

APF para todos os tipos de implantes

“Em tecnologia médica, também podemos realizar aplicações muito exigentes com o processo APF, o que outros processos simplesmente não conseguem”, explica Lukas Pawelczyk, chefe de vendas do Freeformer da Arburg. Como exemplo, ele cita implantes absorvíveis. Além do Resomer Composite LR 706 S ß-TCP, um produto semelhante ao osso humano que promove a formação óssea, o Freeformer foi recentemente usado para processar outro material inovador da Evonik: o polímero da família Resomer-C é usado no setor de tecidos moles.

Implantes de placa semelhantes a ossos, que são gradualmente substituídos pelo tecido do próprio corpo

Para informações adicionais (em inglês), clique aqui

Curta nossa página no

BASF lança novos produtos durante evento virtual em substituição à Fakuma 2020

30/10/2020

Novas tecnologias, soluções para eletromobilidade, impressão 3D e inovações que visam sustentabilidade fizeram parte dos destaques da BASF do evento virtual promovido pela empresa em substuição à participação da empresa na Fakuma, uma das feiras mais importantes do mundo para a cadeia do plástico que foi cancelada este ano em virtude da pandemia de Covid-19. A BASF criou uma plataforma virtual onde realizou apresentações e reuniu informações técnicas sobre suas tecnologias.

Entre as inovações apresentadas está o primeiro poliuretano termoplástico à base de éter, Elastollan 1598 A10FC. Segundo a BASF, ele apresenta as mesmas propriedades mecânicas do éster TPU e combina a aprovação existente para contato com alimentos, resistência microbiana e hidrólise eficaz com importantes propriedades mecânicas, como comportamento à pressão de ruptura em relação à altas temperaturas, permitindo novos campos de aplicação, como para mangueiras pneumáticas.

A BASF também lançou soluções para a indústria automotiva, que atualmente apresenta várias tendências tais como a direção automatizada, eletromobilidade, sustentabilidade, construção leve e eficiência energética. No design interior, o conforto, a sensação tátil e a aparência visual dos componentes estão se tornando também mais importantes. A BASF está oferecendo uma nova geração de materiais estruturais para superfícies premium e atraentes para dar ao interior uma aparência distinta. Segundo a empresa, o Ultramid B3E2G6 ​​SI BK23353 e o Ultramid B3E2G10 SI BK23353 têm base de poliamida 6 reforçada com fibra de vidro e garantem valores de emissão muito baixos e boa estabilidade UV, sendo ideais para o uso em componentes estruturais e partes funcionais visíveis no interior, como ventilação de ar, alavancas da coluna de direção, suportes, entre outras aplicações que exijam rigidez média a muito alta. É possível desenvolver superfícies mate e texturizadas, sem exigir camada adicional de pintura, afirma a fabricante alemã.

O desenvolvimento feito em conjunto com o fabricante americano de motores pesados ​​com emissão zero, Nuvera Fuel Cells, também ganhou destaque. Foi aplicado o Ultramid AdvancedN de poliftalamida (PPA) para fabricar vários componentes em sua última geração de motores de célula de combustível de 45 kW. Os componentes, como coletor, carcaça do termostato, válvula de retenção, ejetor, bem como tubos de escapamento, exigem propriedades de material estáveis ​​em temperaturas variáveis. A BASF afirma que o seu Ultramid AdvancedN 3HG avançado mostra excelente resistência térmica e química, excelentes propriedades mecânicas, alta resistência ao impacto, boa estabilidade dimensional e um desempenho estável a longo prazo. Segundo a Nuvera, com o PPA da BASF, seu know-how de aplicação e serviços técnicos personalizados, foi possível reduzir o custo por unidade em comparação com as soluções de metal e, ao mesmo tempo, chegar ao mercado dentro do prazo.

A BASF também lançou dois novos plásticos de alto desempenho, Ultradur B 4440 e Ultramid B3U42G6, adicionando inovações na área de retardante de chama e polímeros altamente isolantes ao seu portfólio. A empresa afirma que os materiais são opções de processamento econômicas, combinando inovação material e sustentabilIidade, evitando o uso de compostos de antimônio e halogênio. Segundo a BASF, os novos materiais oferecem alta resistência ao rastreamento e excelente comportamento ao fogo, atendendo aos requisitos regulatórios nas áreas de sistemas elétricos e proteção contra o incêndio. Na prática, os produtos retardadores de chama Ultramid e Ultradur são encontrados na indústria de construção, aplicações clássicas de eletrônicos e elétricos e mobilidade elétrica. Na eletromobilidade, o foco está mudando para aplicações dentro de veículos, como plugues de alta tensão, infraestrutura de carregamento, além de módulos e carcaças de bateria. Trazem o benefício adicional de possibilitar o uso de cores brilhantes ou transparentes.

Tendo a sustentabilidade entre seus pilares estratégicos, a empresa também reforçou os avanços do projeto ChemCycling. A reciclagem química é uma forma inovadora de reaproveitar resíduos plásticos que atualmente não são reciclados, como plásticos mistos ou não limpos. Usando processos termoquímicos, esses plásticos podem ser utilizados para produzir gás de síntese ou óleos. As matérias-primas recicladas resultantes podem ser usadas como insumos na produção da BASF, substituindo parcialmente os recursos fósseis.

A BASF afirma ser a primeira empresa química a determinar a pegada de CO₂ para todo o seu portfólio de aproximadamente 45 mil produtos. A “Pegada de Carbono do Produto” (PCF) abrange todas as emissões de gases de efeito estufa relacionadas ao produto: desde a matéria-prima adquirida até o uso de energia nos processos de produção. Isso permite que planos sejam desenvolvidos em conjunto com os clientes para reduzir as emissões de CO₂ ao longo da cadeia de valor e garantir um futuro mais sustentável.

Estas e outras informações seguem disponíveis em conteúdo multimídia na plataforma fakuma.basf.com, com os vídeos das apresentações, informações para soluções digitais, tecnologias de processamento, além das novidades para as inúmeras indústrias de atuação.

A divisão de Materiais de Performance da BASF engloba sob o mesmo teto todo o know-how de materiais da BASF em relação a plásticos inovadores e personalizados. Mundialmente ativa em quatro grandes setores da indústria – transporte, construção, aplicações industriais e bens de consumo, a divisão de Materiais de Performance alcançou vendas globais de € 6,06 bilhões em 2019.

Curta nossa página no

 

Plastimagen México anuncia novas datas e lança extensão digital

15/10/2020

Mudanças realizadas em função da pandemia de Covid-19

A Plastimagen México, originalmente programada para acontecer na Cidade do México de 11 a 14 de janeiro do próximo ano, será realizada novamente em sua versão completa em março de 2022, no Centro Citibanamex da Cidade do Méxicoo.

No entanto, dada a atual demanda reprimida entre os expositores e a necessidade de apoiar a reabertura da indústria de plásticos, a Tarsus México, organizadora do evento, também sediará a Plastimagen Light, uma exposição híbrida, que ocorrerá de 9 a 11 de março de 2021, no mesmo local. A Plastimagen Light incluirá tanto um componente presencial, como um componente digital para visitantes e expositores que não possam viajar para a Cidade do México devido à atual situação sanitária.

A decisão de lançar a Plastimagen Light surgiu a partir de resultados de extensas consultas à base de clientes do evento e feedback dos parceiros da Associação. Levando essas vozes conjuntas em consideração, a Tarsus México tomou a decisão que melhor refletiu as necessidades da indústria. Ao mesmo tempo em que reconhece o poder da interação face-a-face para a geração bem-sucedida de vendas e desenvolvimento de relacionamentos comerciais, o evento permitirá a continuação da promoção da indústria de plásticos e se ajusta às necessidades dinâmicas de todas as empresas envolvidas.

“Este novo evento híbrido é o resultado de um levantamento e avaliação extensivos com expositores e com os principais players do setor dos plásticos, incluindo os membros do Conselho de Administração da ANIPAC. A Plastimagen Light apresentará diferentes soluções, serviços e inovações para a indústria do plástico no contexto dessa pandemia global e as restrições de viagens resultantes “, disse José Navarro, Diretor Geral da Tarso, México.

A Plastimagen Light será realizada como um evento híbrido com o total apoio da ANIPAC, apresentando uma planta física da feira concentrada juntamente com uma plataforma digital robusta que permitirá aos expositores nacionais e internacionais escolherem seu formato preferido para interagir e promover suas soluções com potenciais compradores e parceiros antes, durante e depois do evento.

“A Associação Nacional das Indústrias de Plásticos (ANIPAC) dá as boas-vindas à Plastimagen Light 2021, um evento que responde à realidade de hoje e dá apoio às oportunidades de negócios que a indústria de plásticos requer. A Plastimagen é o fórum que a indústria de plásticos no México precisa para reiniciar seus negócios em 2021 e nós estamos prontos para marcar presença no evento ”, afirmou Aldimir Torres, presidente da ANIPAC.

A Tarsus Mexico continuará monitorando ativamente a situação corrente de saúde e segurança em todo o mundo. Além disso, a equipe do evento estará focalizda na implementação de todas as medidas e protocolos necessários para salvaguardar o bem-estar das comunidades nacionais e internacionais. Como organizadores de eventos relevantes no México, a maior prioridade da Tarsus Mexico é organizar exposições seguras, saudáveis ​​e eficazes para as indústrias que atende, afirma a empresa.

A Tarsus Mexico está no mercado mexicano desde 1991, organizando eventos internacionais como Plastimagen Mexico, Expo Manufacture e The Green Expo. Tarsus Mexico. Com sede em Londres, o Grupo Tarsus organiza mais de 180 eventos anuais, destacando-se a Tarsus Medical, Connect Meetings, Dubai Air Show, Plastimagen Mexico e a série global da Labelexpo.

Curta nossa página no

 

BASF abre sua própria plataforma virtual para a Fakuma 2020

14/10/2020

  • Pela plataforma é possível participar de bate-papos com especialistas, apresentações de produtos, um lounge digital e outras alternativas
  • Digitalização e sustentabilidade são temas de estandes e palestras da companhia
  • Ultramid F Balance e Elastollan N são alguns dos destaques deste ano

A Fakuma, uma das feiras comerciais mais importantes do mundo para o processamento de plásticos, normalmente realizada no mês de Outubro em Friedrichshafen, na Alemanha, não será realizada em 2020, como de costume, devido à pandemia de Covid-19. Nesse contexto, a BASF oferece aos clientes e partes interessadas uma alternativa: uma plataforma virtual dedicada que estará on-line de 13 a 20 de outubro.

“Queremos dar aos nossos clientes, a quem teríamos, naturalmente, muito prazer em receber pessoalmente na feira, a oportunidade de interagir com os nossos especialistas”, explica Jürgen Becky, Chefe da Unidade de Negócios de Materiais de Performance na Europa. É justamente aí que entra a plataforma virtual. Flexível, de casa ou do escritório, o contato com especialistas da BASF ainda é garantido.

Apresentações e bate-papos ao vivos

Um programa variado aguarda os visitantes para a feira comercial virtual. Serão 15 apresentações sobre tópicos atuais em alta na indústria de plásticos, tais como digitalização, sustentabilidade e mobilidade elétrica.

A feira acontecerá nos dias 13, 14, 15, 19 e 20 de outubro. Posteriormente, especialistas da BASF estarão disponíveis para bate-papo ao vivo com os visitantes. Além disso, ainda terão mais 20 estandes temáticos, incluindo desde aplicações domésticas, substituição de metal, impressão 3D, tecnologias de processamento e soluções feitas sob medida para a mobilidade de hoje e do futuro. A programação pode ser acompanhada através da inscrição no site fakuma.basf.com.

A divisão de Materiais de Performance da BASF engloba sob o mesmo teto todo know-how de materiais da BASF em plásticos inovadores e personalizados. Mundialmente ativa em quatro grandes setores da indústria – transporte, construção, aplicações industriais e bens de consumo a divisão de Materiais de Performance alcançou vendas globais de € 6,06 bilhões em 2019.

Curta nossa página no

Feira Plástico Brasil é transferida para novembro de 2021

01/10/2020

Os organizadores da Feira Plástico Brasil 2021, inicialmente programada para o período de 22 a 26 de março do próximo ano, foi reprogramada para as datas de 08 a 12 de novembro de 2021, no São Paulo Expo, em São Paulo (SP).

Segundo os organizadores do evento, a mudança da data acontece após uma após extensa consulta ao mercado e aos players do setor, optando, em consonância com eles, pela realocação do evento no calendário nacional a fim de garantir total segurança e bons negócios a todos os participantes.

Em comunicado, os organizadores afirmam que, em 2021, a Plástico Brasil, com apoio da ABIMAQ – Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos, e da ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química, reforça seu compromisso em promover uma plataforma ideal para o lançamento de novos produtos e serviços voltados à cadeia de transformação do plástico, visando o fomento e o desenvolvimento de novas tecnologias, a aproximação entre fornecedores e clientes nacionais e internacionais, o estímulo ao networking, e a oferta de conteúdos únicos por meio de atrações especiais.

Curta nossa página no

Feira Argenplás em Buenos Aires é transferida para Julho de 2021

22/08/2020

Os organizadores da Argenplás divulgaram nota na última quarta-feira (19/08) comunicando a reprogramação da data da feira Argenplás para 26 a 29 de Julho de 2021. Em virtude da pandemia de Covid-19, a feira já havia sido anteriormente adiada do mês de Junho passado para 24 a 27 de Novembro deste ano. A seguir, o comunicado da CAIP  e MBG & Events:

Em virtude da situação gerada pelo Covid 19 e seu impacto a nivel global, o Comitê Organizador composto pela MBG & Events e a Câmara Argentina da Indústria Plástica (CAIP) anunciaram a nova data de realização da Feira Internacional Argenplas, a qual foi reprogramada para ocorrer entre 26 a 29 de Julho de 2021, no Centro Costa Salguero, em Buenos Aires (Argentina).

As decisões e normativas do Governo da Argentina e do Governo da Cidade de Buenos Aires, que permitem a realização de eventos e espetáculos com grandes concentrações de pessoas em espaços públicos ou privados logo após o início da Fase 6, prevista para os meses de Outubro / Novembro do ano corrente, limitam o êxito de uma Feira que reúne, a cada dois anos, todos os protagonistas do setor – locais e internacionais.

Pelo exposto, e considerando que o vosso esforço, investimento e trabalho conjunto conosco contribuem para maximizar o benefício de estar presente na Feira, os organizadores da Argenplás consideramos que o mais oportuno e sensato para o êxito da Feira é transferir a sua organização e realização para o período de 26 a 29 de Julho de 2021.

Esperando que se compreenda a natureza de tal decisão, saudamos os Senhores Expositores, Patrocinadores e Visitantes com nossa maior distinção.

Gabriel Pascual
Diretor de Eventos da MBG & Events

Antonio Paolini
Presidente da CAIP

Curta nossa página no

Organizadores anunciam adiamento da feira Plastimagen México para Janeiro de 2021

05/07/2020

Decisão visa preservar a segurança e interesses de expositores e visitantes

Em colaboração com a ANIPAC e em apoio à indústria, a vigésima terceira edição Plastimagen México será adiada para o período de 11 a 14 de janeiro de 2021, no Citibanamex Center, na Cidade do México. Em decorrência dos problemas sanitários causados pela pandemia de Covid-19, ainda não existem condições de qualidade para a realização do evento de maneira segura e protegida e, por isso, foi tomada a decisão de postergação das datas desse evento internacional.

“Conversamos com muitos atores importantes da indústria, nacionais e internacionais, e nossa decisão se baseia no compromisso de colaborar com o setor para realizar o evento nas melhores condições possíveis. O mais importante para a Tarsus México é fazer eventos eficazes e que atendam aos padrões de saúde. Teremos prazer em começar 2021 com um evento poderoso que ajude a reativar a atividade econômica da indústria “, disse José Navarro, diretor geral da Tarsus México.

“Neste momento de crise, a tomada de decisões envolve grandes desafios pois fatores múltiplos devem ser valorados, nos quais a vida e a saúde são indubitavelmente predominantes e devem estar acima de qualquer interesse. Hoje, a ANIPAC agradece à Tarsus por ter levado em conta a voz de muitos de seus associados ao adiar a data da Plastimagen México 2020. Uma decisão que deixa claro e endossa os valores de seus administradores”, disse o Eng. Aldimir Torres, Presidente da Associação Nacional das Indústrias de Plástico do México (ANIPAC).

“O setor de plásticos continua trabalhando, caminhando e se fortalecendo. Estou certo de que essa mudança representa uma oportunidade e que a próxima edição da Plastimagen México contará com uma versão melhor de cada um de nós”, acrescentou.

Organizado pela Tarsus México, a Plastimagen México representa um estímulo aos negócios e uma plataforma de tecnologia e treinamento. Com 45.000 metros quadrados de espaço para exposições, 870 empresas e 1.600 marcas de 27 países, a feira oferecerá aos participantes inovações e soluções em máquinas e equipamentos, matérias-primas, processamento e produtos de plásticos, além de serviços para a indústria .

Curta nossa página no

Adirplast defende que feiras do Setor de Plásticos sejam unificadas

26/06/2020

Entidade divulga documento assinado por todos os seus associados que sugere a unificação de feiras do setor de plásticos

A Adirplast (Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins) distribuiu hoje uma nota para imprensa e um documento para o segmento de plásticos, com o aval de todos os seus associados, no qual enuncia que “Uma feira para o setor de plástico no país basta”. Na prática, os empresários do setor de Distribuição de Plásticos enfatizam a inviabilidade de diversas feiras do setor e indicam a construção de um único e forte evento capaz de sintetizar tudo o que o setor de plásticos no país representa. “Já não é mais possível, nos tempos em que vivemos hoje, ser capaz de investir em várias feiras para o mesmo público”, concordam os membros da entidade.

Ainda segundo os associados da Adirplast, essa é uma reflexão que há muito tempo já deveria ter sido feita, mas que torna-se imprescindível agora, devido ao cenário econômico atual. “Não podemos manter altos investimentos com retorno incerto, tendo como opção as excelentes alternativas de divulgação focadas das mídias sociais. A crise mundial acentuada pela pandemia da Covid-19 tem custado a todos e não será revertida em curto espaço de tempo”, justificam os empresários.

Os membros da entidade ressaltam que acreditam no potencial desses eventos de gerar negócios ou mesmo de estreitar laços entre fornecedores e clientes, mas enfatizam que nada disso é possível sem recursos. Assim, apelam para o setor construir uma única e mais forte opção de investimento, capaz não apenas de se tornar a maior vitrine do setor produtivo de plástico do país, mas também a mais rentável.

Segue documento da Adirplast na íntegra:

“Reflexão sobre a importância de unificar as Feiras do Setor Plástico no Brasil

Com intuito de achar saídas e posicionamentos mais adequados à época em que vivemos e que ainda se desenha à nossa frente, a Adirplast – Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins – convida a todos do setor para uma reflexão que há tempos deveria ter sido feita, mas que foi sempre postergada. No entanto, diante do cenário atual, é imprescindível que pensemos em somar esforços e conter gastos isolados. Afinal, as empresas devem ter foco em seus investimentos mais rentáveis.

Acreditamos que as feiras são as vitrines do setor. Nelas circulam e se encontram clientes e profissionais do segmento e esses eventos também servem para fortalecimento de marca e de relacionamentos. No entanto, os custos são altos e, por isso, precisam ser repensados. Assim, sugerimos a realização de um único evento e que seja capaz de promover o que este setor tem de melhor, como os exemplos da Feira K na Alemanha, Chinaplas ou Expo Plasticos no México.

Além das limitações econômicas das empresas e da necessidade de retorno dos investimentos, ainda pesa contra os eventos as evidentes imposições de isolamento que deverão nortear a sociedade a partir da pandemia. No mais, é preciso pensar também que hoje, graças à Internet e às mídias sociais, a divulgação de novos produtos e serviços tem sido cada vez mais constante – nenhuma marca espera mais por feiras para anunciar um lançamento.

Tudo isso, ao nosso ver, conduz inapelavelmente para a unificação de uma só feira representativa do setor. E é nesse caminho que devemos seguir.

Assim, ciente da responsabilidade que lhe cabe, a Adirplast, entidade que reúne 25 distribuidores e atende mais de 7 mil empresas de transformação, além de responder pela distribuição de 10% de todo o volume consumido de resinas plásticas, plásticos de engenharia e filmes bi-orientados do país, pede que a unificação das feiras do setor seja uma premissa conjunta para os próximos anos.

Enquanto um movimento neste sentido não é visível, temos aconselhado os nossos associados a procurarem a opção que acharem mais conveniente, de acordo com sua estratégia e foco comercial. No entanto, a unificação tende a ser uma escolha futura, não nossa, como associação, mas do próprio setor que certamente escolherá a feira de melhor retorno. Não havendo uma unificação espontânea dos eventos, ficará o mercado responsável por apontar quem deve permanecer representando o setor do plástico no Brasil.”

Sobre a Adirplast: A Adirplast tem como diretrizes o fortalecimento da distribuição, o apoio aos seus associados e a integração do setor de varejo de resinas plásticas, filmes bi-orientados e plásticos de engenharia. Seu objetivo é demonstrar a importância que os distribuidores têm para o setor e para o desenvolvimento do mercado brasileiro de plásticos. Atualmente, a entidade agrega empresas distribuidoras de insumos plásticos que, juntas, tiveram um faturamento bruto de cerca de R$ 4,5 bilhões em 2019. Elas responderam por cerca de 12% de todo o volume de polímeros e filmes bi-orientados comercializados no país.

Contam com uma carteira de 7.000 clientes, em um universo de 11.500 transformadores de plásticos no Brasil. Para atendê-los, a entidade emprega 150 representantes externos e mantém 200 postos de atendimento, contando com equipes de assistência técnica e de pós-venda.

Fonte: Adirplast

Curta nossa página no

Organização da Interplast transfere feira para novembro de 2020

27/04/2020

A organização da Interplast– Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico, anunciou nova data para a realização do evento – de 3 a 6 de novembro de 2020. A decisão foi tomada após pedido de grande parte dos expositores e da incerteza de controle da pandemia do covid-19 até Agosto, período para o qual a feira estava previamente programada.

Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, diz que a mudança reforça o compromisso dos organizadores do evento de criar um ambiente de negócios, tecnologia, inovação e conhecimento fundamental para o desenvolvimento contínuo da indústria de transformação do plástico. “Levamos em conta o respeito com o investimento dos expositores, a necessidade de todos se reorganizarem e a importância de garantir a visitação de qualidade ao evento”, explica.“Neste momento em que o país requer serenidade e contribuição coletiva, reforçamos nosso compromisso de zelar pela segurança e integridade de todos nossos parceiros”, acrescenta.

A Interplast está consolidada como um dos principais eventos do Brasil, reunindo a cadeia completa do plástico no mesmo ambiente, abrangendo desde fornecedores de moldes, até fabricantes de matéria-prima, máquinas e equipamentos, além de contar com atividades simultâneas de conhecimento técnico e rodada de negócios.

O mercado de Santa Catarina concentra um importante polo com cerca de mil indústrias de transformação de plástico, somando mais de 32 mil empregos diretos nas unidades fabris. Aproximadamente 1 milhão de toneladas de plástico são processados no estado anualmente, incluindo grandes empresas de atuação nacional e internacional, com destaque para a fabricação de peças técnicas, embalagens e descartáveis.

Para Spirandelli, a Interplast é de fundamental importância para a indústria catarinense como canal de acesso a tecnologias mundiais e ao conhecimento técnico, indispensáveis para o fortalecimento e o desenvolvimento do setor, o que inclusive coloca o Estado como referência para o mercado brasileiro da indústria do plástico.“Uma feira cumpre o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo. É uma ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações, pois nada substitui o face a face e após a pandemia esse contato será ainda mais importante”, argumenta Spirandelli.

A Interplast 2020 está com os 22 mil m² dos três pavilhões do Centro de Convenções e Exposições EXPOVILLE totalmente ocupado, com a presença de 400 marcas de expositores confirmados, em 240 estandes. O evento terá também mais de 40 horas de conteúdo voltados aos profissionais do setor. “Temos a responsabilidade e a oportunidade de fazer a melhor edição da Interplast, exatamente no momento de retomada da economia, onde expositores precisarão alavancar contatos e vendas, e compradores necessitarão adequar métodos e processos para garantir mais competitividade”, destaca Spirandelli.

Serviço:
Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico
EuroMold – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos
Data: de 3 a 6 de novembro de 2020
Horário: 13h às 20h
Local: Centro de Convenções e Exposições EXPOVILLE – R. XV de Novembro, 4315 – Glória, Joinville – SC
Realização: Simpesc (Sindicato da Indústria do Material Plástico de SC)
Organização: Messe Brasil

Curta nossa página no

Em novo comunicado, organizadores informam que Chinaplas não será mais realizada neste ano. Próxima edição será em Abril de 2021

24/04/2020

Em comunicado oficial, a Adsale Exhibition Services, organizador da feira Chinaplas, informou hoje que, em virtude do alto grau de incerteza na pandemia do COVID-19 em todo o mundo e seguindo as sugestões preventivas do Conselho Estatal da China, a 34ª CHINAPLAS, a Exposição Internacional das Indústrias de Plástico e Borracha, não será mais realizada neste ano.

A próxima edição da feira será realizada em 2021, entre os dias 13 a 16 de abril. O local do evento será alterado do Centro de Exposições e Convenções Nacional de Xangai para o Centro de Convenções e Exposições Mundiais de Shenzhen em Shenzhen.

A Adsale Exhibition Services Ltd., havia anunciado anteriormente que o evento havia sido adiado de Abril deste ano para Agosto, em virtude do surto de coronavírus na China no início do ano. O cancelamento da feira em 2020, anunciado hoje (24 de abril), é a atualização mais recente desde então.

No aviso oficial divulgado hoje, a Adsale Exhibition Services Ltd. disse que a decisão de não realizar a feira em 2020 foi tomada sob as circunstâncias de que “a China agora tem uma tarefa enorme de lutar contra novos casos de infecções locais, enquanto impede a próxima onda de surtos oriunda de casos importados.

O comunicado cita também que o Conselho de Estado da China emitiu em 6 de abril uma circular intitulada “Controle adicional e medidas preventivas para o novo coronavírus em locais de eventos, unidades e grupos importantes”.

Nas “Sugestões Preventivas” contidas na circular, foi claramente mencionado que todos os tipos de exposições devem ser interrompidos por enquanto.

“Como organizadores do show, temos que colocar a segurança e a saúde de todos os participantes do evento como nossa principal prioridade”, enfatizou a Adsale Exhibition Services Ltd. Em relação à taxa de participação ou admissão pagas, a equipe do Adsale tomará as providências necessárias e notificará os expositores e visitantes em breve.

Curta nossa página no

Chinaplas 2020 é remarcada para 3-6 de agosto em Xangai

22/04/2020

Os organizadores da feira Chinaplas – Adsale Exhibition Services Ltd., comunicaram que a Chinaplas 2020 foi remarcada para o período de 3 a 6 de agosto de 2020 na NECC em Xangai.

Ada Leung, gerente geral da Adsale, expressou: “Como um importante criador de tendências, a Chinaplas respondeu rapidamente às necessidades do mercado. Muitas atividades de mercado, como consumo, fabricação e investimento, etc., foram suspensas durante a pandemia na China. O adiamento da Chinaplas para agosto em Xangai ajudará os fornecedores e clientes da indústria de plásticos a focalizarem em novos negócios durante o período de recuperação do mercado.”

Nesta pandemia, plásticos e borracha têm sido utilizados como matéria-prima importante para suprimentos de prevenção, tais como roupas de proteção médica, máscaras médicas, óculos, luvas, equipamentos médicos, embalagens farmacêuticas e suprimentos de desinfecção. Muitas empresas das indústrias de plástico e borracha estão doando dinheiro e materiais e aceleraram seu processo de fabricação para ajudar nas medidas de controle de epidemias.

Recentemente, o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da República Popular da China anunciou o escopo dos materiais de proteção para emergências médicas. Na lista, há filme respirável, TNT, rolos e folhas em PE / PC anti-embaçamento, vedações, zíperes, agentes antiestáticos e outras matérias-primas importantes para a produção de roupas e máscaras de proteção médica; bem como materiais de embalagem de plástico, como garrafas plásticas e etiquetas.

A pandemia também levará as indústrias a repensar os processos de fabricação futuros, a busca de estilos de vida saudáveis pelos consumidores, o deslocamento seguro e privado e a esterilização de eletrodomésticos. Se as empresas puderem neste momento transformar e atualizar suas atividades, haverá um potencial para crescimento dos negócios.

Para mais informações (em inglês), clique aqui.

Curta nossa página no

Feira Argenplás em Buenos Aires é adiada para Novembro

31/03/2020

Os organizadores da feira Argenplás, que estava programada para se realizar no próximo mês de Junho em Buenos Aires (Argentina), emitiram comunicado informando o adiamento do evento para o próximo mês de Novembro. Reproduzimos a seguir o comunicado:

“Como é de conhecimento público e frente à situação causada pelo COVID-10, queremos anunciar a postergação da Argenplás, a qual foi reprogramada para o período de 24 a 27 de Novembro deste ano no Centro Costa Salguero.

Dois fatores primordiais nos levaram a tomar esta decisão:

Primeiro, acatar a decisão do Governo Nacional e do Governo da cidade de Buenos Aires que determina a proibição de eventos e espetáculos com mais de 200 participantes, assim como evitar grandes concentrações de pessoas em espaços públicos ou privados. Ainda que esta medida seja atualmente de 30 dias de duração, queremos lutar por uma feira que reúna sem restrição alguma a todos os protagonistas do setor, da região e de outros continentes.

Em segundo lugar, cremos que será afetado todo o esforço e investimentos que realizam nossos expositores e visitantes, que contribuem com o êxito da exposição, patrocinando, assistindo às conferências, como também na construção dos stands, equipamentos, gastos de marketing, promoção, instalação de maquinaria e traslado de pessoal, entre outros.

Cremos ter tomado a melhor decisão para a industria e estamos muito agradecidos pelo apoio.”

Gabriel Pascual
Presidente MBG & Events

Lic. Antonio Paolini
Presidente CAIP

Curta nossa página no

Mecalor expõe chillers compactos na Expo Guadalajara

18/03/2020

A Mecalor levou para a Expo Guadalajara, prestigiada feira do setor de plástico no México, um conjunto de equipamentos de ponta para atender aos fabricantes de máquinas de injeção da indústria de transformação. O evento mobilizou grandes empresas do segmento na região, importante centro industrial mexicano.

Há um ano com atuação própria no México, a empresa vem cumprindo suas metas comerciais e já está presente em todo o país, com um time de vendas e pós-vendas, além de estoque próprio para atender à demanda do setor por chillers. A indústria da transformação de plástico é o principal segmento da Mecalor nessa primeira fase de expansão no México.

“A participação em feiras como a Expo Guadalajara é fundamental para a divulgação da marca no mercado mexicano. Ainda mais nessa região, onde estamos iniciando as vendas dos nossos chillers”, afirmou Flávio Pereira, gerente de exportação da Mecalor. A empresa é líder no Brasil em soluções de engenharia térmica e fabrica chillers e outros equipamentos periféricos para a indústria de plástico.

Na Expo Guadalajara foram mostrados modelos compactos de equipamentos para o mercado de injeção: Termochiller DUO, Termorregulador e um chiller pequeno, além do DryCooler. “Esses chillers têm uma boa receptividade pelo mercado local”, comenta Pereira. O Drycooler é uma máquina da linha de água industrial sustentável, com menos consumo energético e de água.

O México é estratégico no projeto de expansão da Mecalor no mercado internacional, em especial na América Latina. Embora o cenário internacional ainda seja de retração econômica, a empresa manteve suas metas nesse primeiro ano, o que abre possibilidade para a fabricação local e vendas no mercado dos Estados Unidos.

Curta nossa página no

Organizadores da FEIMEC comunicam adiamento da Feira

18/03/2020

A ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, entidade realizadora, e a Informa Markets, organizadora da FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, atendendo e seguindo as determinações das autoridades sanitárias do Ministério da Saúde, Governo do Estado de São Paulo e Município de São Paulo, que decretam a suspensão temporária de eventos com o intuito de conter a propagação do vírus COVID-19, decidiu pela postergação da FEIMEC 2020, que aconteceria de 05 a 09 de maio, em São Paulo.

Os organizadores afirma lamentar o adiamento do evento, mas consideram que, neste cenário atual, é de suma importância acatar as orientações dos órgãos competentes para prevenir e conter um possível crescimento exponencial da doença, protegendo a saúde e o bem-estar de todos os envolvidos direta e indiretamente com o evento, como os expositores, patrocinadores, visitantes e fornecedores.

A nova data do evento será divulgada assim que possível.

Curta nossa página no

Preparativos para a Argenplás 2020 mobilizam setor do Plástico na Argentina e América Latina

05/03/2020

Sob o lema: “Uma indústria comprometida com o meio ambiente, a economia circular e a inovação”, a Câmara Argentina da Indústria do Plástico (CAIP) promoverá de 8 a 11 de junho de 2020, em Buenos Aires, uma das mais importantes exposições da indústria plástica da América Latina: a Argenplás.

Com um grande número de empresas participantes, a Exposição Internacional de Plásticos, Argenplás, abre suas portas a cada dois anos para visitantes de todo o mundo, consolidando-se mais uma vez como a mais importante exposição de plástico da Argentina e uma das mais prestigiadas da região.

Os setores relacionados à indústria do plástico que estarão presentes na XVIII Exposição Internacional de Plásticos, Argenplás 2020, são:

• Embalagem
• Automotivo e Transporte
• Construção Civil
• Eletro-eletrônicos
• Eletrônica e mecânica
• Telecomunicações/TI
• Utilidades domésticas
• Produtos médicos e cuidados de saúde
• Fabricação de produtos plásticos
• Fabricação e processamento de borracha
• Indústria química
• Agricultura
• Energia / fotovoltaica
• Esporte e lazer

Prevê-se a visita de mais de 18 mil profissionais do setor (empresários, executivos, engenheiros, técnicos, fabricantes, transformadores e usuários de produtos plásticos, transformadores de matérias-primas, gerentes de tecnologia e produção, vendas e marketing).

Mais informações estão disponíveis no site da Argenplás 2020: http://www.argenplas.com.ar/por

Serviço:

ARGENPLAS: XVIII Exposição Internacional de Plásticos
Data: 8-11 de junho de 2020
Número de visitantes: + 18.000 (de acordo com o PSR 2018)
Horário de exibição: 14:00 às 20:30
Horário de credenciamento: 13:45 às 20:00
Local: Centro Costa Salguero – Av. Rafael Obligado s / n, Buenos Aires, Argentina
Organizadores: CAIP – Câmara Argentina da Indústria do Plástico
Marca: MBG & EVENTS
EVENTOS PWI do mercado
Catálogo oficial, imprensa e divulgação: Emma Fiorentino Publishing House.

Curta nossa página no

 

Simpesc e Messe Brasil definem principais temáticas da Interplast 2020

05/03/2020

O realizador da Interplast, o Simpesc – Sindicato da Indústria de Material Plástico de Santa Catarina, e a organizadora Messe Brasil, definiram as temáticas da feira, que será realizada em Joinville, de 11 a 14 de agosto de 2020. As principais diretrizes do evento seguem as tendências mundiais do setor com foco em biomateriais, uso de resinas recicladas, tecnologias e a contribuição das start up’s para as indústrias do segmento.

Além da feira, a Interplast terá um congresso, workshops de expositores, ilha da reciclagem com demonstrações da logística reversa e palestras, além de visitas técnicas a empresas da região. O evento apresentará também a primeira edição do Prêmio Plástico Sul de Inovação e Sustentabilidade, com o objetivo de valorizar as ações inovadoras e sustentáveis das empresas fabricantes de plástico da região sul do Brasil. Em paralelo, reúne ainda desenvolvedores de moldes na feira simultânea – a EuroMold Brasil.

Principal evento da indústria brasileira do plástico em 2020

A Interplast está consolidada como o principal evento da indústria de transformação do plástico realizada nos anos pares no Brasil. O evento reúne a cadeia completa do plástico em um único ambiente, desde fornecedores de moldes até fabricantes de matéria-prima, máquinas e equipamentos.

Em 2018, o número de visitantes da Interplast e EuroMold atingiu a marca de 28 mil pessoas, vindos de 24 estados, de 683 diferentes cidades e de outros 12 países, além do Brasil. Reuniu 400 marcas em 320 estandes, totalizando 20 mil m² de exposição, com expositores do Brasil, Ásia, Europa e outros países das Américas.

Curta nossa página no

 

Primeira edição da Feira PPW – Packaging & Process Week reúne apoiadores institucionais de vários segmentos do mercado

17/02/2020

Feira Internacional de Tecnologia, Processos e Embalagens para as Indústrias de Alimentos, Bebidas, Cosmética, Farmacêutica e Química recebe o apoio do Instituto de Embalagem e de mais de 30 associações do setor industrial

A primeira edição da PPW – Packaging & Process Week – Feira Internacional de Tecnologia, Processos e Embalagens para as Indústrias de Alimentos, Bebidas, Cosmética, Farmacêutica e Química, já tem o apoio de mais de 30 entidades do Brasil e América Latina, dentre as quais o apoio do Instituto de Embalagens, referência em ensino e pesquisa sobre embalagens no País.

Segundo os organizadores, a PPW foi desenvolvida para atender às necessidades dos mercados de tecnologia, processos e embalagens que sentiam a ausência de um evento dedicado mais abrangente a todas as indústrias, com foco tecnológico e com presença internacional. “Iremos debater as tendências e fomentar negócios entre todos os elos da cadeia, com a participação de fabricantes, fornecedores de máquinas e dispositivos, equipamentos e componentes, processos e automação, além de uma audiência extremamente qualificada representada pelos compradores das indústrias de alimentos, bebidas, cosmética, farmacêutica e química”, afirma o diretor da PPW na Reed Exhibitions Alcântara Machado, Leandro Lara.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), instituição nacional da avicultura e da suinocultura, é uma das entidades que apoiam a PPW. O presidente da ABPA, Francisco Turra, destaca que este é um evento voltado para o mercado e altamente profissionalizado. “É uma oportunidade para o setor se reunir e discutir as práticas atuais, ao mesmo tempo em que apresenta novas soluções e tecnologias”. Ainda de acordo com Turra, a feira beneficiará todo o setor produtivo que, direta ou indiretamente, utiliza as tecnologias e processos que serão apresentados durante o evento. “Nós, da ABPA, temos as melhores expectativas quanto à capacidade da PPW em contribuir para a ampliação de oportunidades, o intercâmbio de informações e o fortalecimento da inovação no segmento, que atualmente carece de inovações diante de um mercado dinâmico, com um consumidor em constante evolução em termos de conceitos e necessidades. Esse é o grande desafio para este eixo produtivo”.

“A Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas (ABIR) está honrada em apoiar a Packaging and Process Week 2020 (PPW), pois a embalagem é essencial para a indústria de bebidas não alcoólicas. Trata-se de um importante cartão de visita, ou seja, a primeira impressão do consumidor ao se deparar com o produto nas prateleiras. Portanto, quanto mais atrativa no formato, design, cores, sustentabilidade, mais (a embalagem) cativará o consumidor. Além do aspecto visual, também é essencial na conservação e durabilidade de nossos produtos, garantindo assim a segurança alimentar de nossos consumidores”, afirma o presidente da ABIR, Alexandre Jobim.

As expectativas positivas são reforçadas pela vice-presidente da Federação Brasileira de Associações de Engenheiros (FEBRAE/RJ), Duaia Vargas da Silveira, entidade que também apoia institucionalmente a primeira edição da PPW. “Somos motivados a colaborar com toda a área de tecnologia que envolve engenharia e tem como finalidade apresentar serviços que busquem atender às demandas de mercado, priorizando o meio ambiente e, consequentemente, a população”.

“A Associação Gaúcha das Indústrias de Gelados Comestíveis (Agagel) é uma entidade atuante e atenta às demandas do setor. A área de embalagens é considerada uma parte muito importante da cadeia produtiva, podendo muitas vezes ser estratégica na apresentação final do produto. Acreditamos no potencial dessa feira por concentrar fornecedores. Esse é um aspecto que para nós, gaúchos, é muito importante, sem falar na agilidade das indústrias entre o lançamento e a disponibilização dessas novidades no mercado. Em termos de opções de embalagens, algo que mais buscamos atualmente são alternativas biodegradáveis, tendo em vista a consciência crescente de empresas e consumidores pela preservação ambiental”, afirma o presidente da Agagel, Vanderlei Bonfante.

A PPW será de 15 a 18 de setembro no São Paulo Expo, em São Paulo (SP). É uma realização da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, com promoção e organização da Reed Exhibitions Alcântara Machado, e apoio institucional da Abag (Associação Brasileira do Agronegócio), Abal (Associação Brasileira do Alumínio), ABEAÇO (Associação Brasileira de Embalagem de Aço), ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates), ABIEA (Amendoim e Balas, Associação Brasileira das Indústrias Etiquetas Adesivas), Abief (Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis), ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), Abimapi (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados); ABIPLA (Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Limpeza e Afins), ABIR (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas), Abividro (Associação Brasileira das Indústrias de Vidro), ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ABPO (Associação Brasileira do Papelão Ondulado), ABRADILAN (Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos), ABRAFATI (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas), ABRAFRIGO (Associação Brasileira de Frigoríficos), ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento), AGAGEL (Associação Gaúcha das Indústrias de Gelados Comestíveis e Afins), ANR (Associação Nacional de Restaurantes), CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), FENEMI (Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial), Sistema FIEAC (Sistema Federação das Indústrias do Estado do Acre), Sistema FIEPA (Federação das Indústrias do Estado do Pará), FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Instituto de Embalagens, SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Simplás (Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho) e SINDIMOV (Sindicato da Indústria do Mobiliário de São Paulo).

SERVIÇO
PPW – Packaging & Process Week
Data: 15 a 18 de setembro de 2020
Local: São Paulo Expo
Mais informações: https://www.ppwfeira.com.br/pt-br.html

A ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos representa cerca de 7.800 empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital mecânicos, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais e está estruturada nacionalmente com a sede em São Paulo, nove regionais e um Escritório Político em Brasília. Além da representação institucional do setor, a ABIMAQ tem a sua gestão profissionalizada e as suas atividades voltadas para a geração de oportunidades comerciais para as suas associadas, realizando ações junto às instâncias políticas e econômicas, estimulando o comércio e a cooperação internacionais e contribuindo para aprimorar seu desempenho em termos de tecnologia, capacitação de recursos humanos e modernização gerencial.

A Reed Exhibitions é uma empresa líder mundial na organização de feiras e eventos com atuação em 38 países e 500 eventos distribuídos pelas Américas, Europa, Oriente Médio e Ásia. No Brasil, organiza mais de 40 feiras em todo o território nacional entre eventos de negócios e voltados ao consumidor final. Anualmente recebe mais de 5 mil expositores e mais de 1 milhão de compradores em seus eventos.

Curta nossa página no

 

Os plásticos tornam a medicina moderna mais segura e eficiente

24/01/2020

(*) Artigo provido pela Adsale Exhibition Services – organizadores da Chinaplas

Os plásticos salvam vidas. O que muitas vezes se perde na demonização dos plásticos em função dos problemas relacionados aos resíduos plástios no meio ambiente é o fato de que a medicina moderna depende muito do material e, de fato, poderia funcionar de forma precária sem ele.

Mesmo aqueles que há muito argumentam contra o uso de PVC em várias aplicações médicas, em razão de preocupações sobre o uso de ftalatos no material, não conseguiram impedir o uso de PVC pelo setor de saúde por uma simples razão – não há alternativa que possa prover, de maneira econômica, o mesmo nível de desempenho. É simplesmente o melhor material para o trabalho.

Da mesma forma, embora continuem os esforços para encontrar maneiras de reduzir os resíduos relacionados ao plástico ao aumentar-se a reutilização e a esterilização de vários itens médicos, a análise de custo / benefício / segurança do uso de plásticos em inúmeras aplicações na área da saúde dificulta a superação.

Em outubro passado, a revista National Geographic publicou uma matéria intitulada “Os cuidados médicos podem existir sem plástico?” E observou que “O plástico descartável pode ser uma opção atraente para hospitais – baratos, duráveis ​​e facilmente descartáveis. Além disso, cada novo recipiente ou tampa feita de plástico oferece um novo ambiente estéril. É por isso que os médicos se cobrem de plásticos e tudo o que eles usam é de plástico “

Vários tipos de plásticos e materiais elastoméricos servem para inúmeras utilizações na área médica e de saúde – desde itens básicos como luvas, tubos, óculos, bolsas de sangue e seringas descartáveis ​​até aplicações biocompatíveis de alta tecnologia, como válvulas cardíacas, substituições de articulações e próteses impressas em 3D.

Para continuação do texto (em inglês), clique aqui.

Curta nossa página no

 

ExxonMobil apresenta soluções e aplicações voltadas para a região do Oriente Médio durante a Plastex 2020, no Egito

14/01/2020

  • Destaque em aplicações de embalagem
  • Aumentando o conteúdo reciclado em aplicações de alto valor
  • Apresentando soluções de filmes agrícolas resistentes e que usam menos material

A ExxonMobil demonstrou em seu estande na feira Plastex soluções para uma variedade de aplicações, incluindo embalagens, agricultura, construção civil e higiene e cuidados pessoais. A Plastex 2020 foi realizado no Cairo, Egito, de 9 a 12 de janeiro.

“Há uma demanda crescente na região do Oriente Médio por soluções inovadoras de embalagens que ofereçam desempenho ao mesmo tempo em que façam mais com menos”, disse Adeline Duponchel, gerente regional de desenvolvimento de mercado de polietileno da ExxonMobil. “Na Plastex, os visitantes tiveram a oportunidade de ver soluções inovadoras para uma ampla gama de aplicações, discutir seus desafios e descobrir os benefícios de trabalhar juntos para desenvolver soluções inovadoras e diferenciadas”, complementou Duponchel.

Os principais destaques da presença da ExxonMobil na Plastex incluíram:

▪ Aplicações de embalagem fabricadas com os polímeros de PE Exceed XP, Exceed e Enable, incluindo: Stand-up Pouches totalmente de polietileno (PE); sacos para aplicações pesadas ​​fabricados com polietileno reciclado (PE) em multiciclos; embalagem retrátil (shrink); e, filmes de embalagem stretch.

▪ Repensando a Reciclagem (“Rethink Recycle”) com polímeros Vistamaxx – segundo a ExxonMobil, os polímeros Vistamaxx são elastômeros termoplásticos à base de propileno que são compatíveis com outros materiais poliolefínicos. De acordo com a empresa, é uma solução comprovada e econômica, permitindo uma maior utilização de conteúdo reciclado para aplicações de alto valor. O fabricante afirma que os polímeros Vistamaxx podem melhorar as propriedades de produtos contendo conteúdo reciclado (como resistência ao impacto), agindo como um compatibilizador entre PE e polipropileno (PP) em fluxos de conteúdo reciclado.

▪ Filmes agrícolas. A Exxon Mobil diz que, como os filmes são feitos com polímeros PE de desempenho, eles são mais resistentes e finos que os filmes convencionais, tem uma vida útil mais longa e usam menos material.

“Além do “Rethink Recycle”, os polímeros de desempenho Vistamaxx ajudam a criar novas possibilidades em uma ampla variedade de aplicações, pois podem aprimorar atributos como resistência, aderência, vedação, maciez, clareza, dispersão, adesão, elasticidade e flexibilidade”, disse Gertrud Masure, Gerente de Desenvolvimento de Mercado de Vistamaxx para o EMEAF da ExxonMobil.

Curta nossa página no

Associação americana da Indústria do Plástico (PLASTICS) pretende “transformar o amanhã” na Feira NPE 2021

05/12/2019

Associação da Indústria de Plásticos (PLASTICS) lançou oficialmente a campanha da NPE2021

A Associação da Indústria de Plásticos dos Estados Unidos (PLASTICS) iniciou oficialmente a marcha para a feira NPE2021  durante a K 2019, em Düsseldorf (Alemanha). Programada para o período de 17 a 21 de maio de 2021 no Orange County Convention Center (OCCC) em Orlando, Flórida, a NPE 2021 (www.npe.org) deve atrair mais de 55.000 participantes, vindos de aproximadamente 20.000 empresas que representam mais de U$ 100 bilhões em poder de compra.

A NPE2021 também está apresentando um visual totalmente novo – um novo logotipo, um site redesenhado e um slogan original: “Transform Tomorrow” (transforme o amanhã).

“Pense em quantas vidas os plásticos já transformaram e pense em quantos produtos e setores ainda estamos em processo de transformação”, disse o presidente e CEO da PLASTICS, Tony Radoszewski. “Quando falamos em transformar o amanhã, falamos de setores que variam desde o automotivo e transporte até produtos de consumo, embalagens e além”.

Além das centenas de máquinas que estarão em operação com capacidade total no salão da feira, a NPE 2021 também apresentará novas oportunidades educacionais e novas Zonas de Tecnologia para permitir que os participantes encontrem com facilidade exatamente o que estão procurando.

“Agora, todos os visitantes podem personalizar sua visita para aproveitar ao máximo o seu tempo na NPE. Além disso, as Zonas de Tecnologia permitem que os expositores procurem localizar seu estande em uma área onde as pessoas nos corredores estejam interessadas exatamente no que eles estão vendendo”. disse a Vice-Presidente de Feiras e Marketing da PLASTICS, Susan Krys. “Com essas mudanças e nosso compromisso contínuo com a sustentabilidade, a NPE2021 será certamente “a feira” para a indústria de plásticos do futuro. O que você estiver procurando, poderá encontrá-la na NPE2021″.

A Plastics Industry Association (PLASTICS), anteriormente SPI, é a organização que apóia toda a cadeia de suprimentos de plásticos, representando quase um milhão de trabalhadores na indústria americana que fatura US $ 451 bilhões. Desde 1937, a PLASTICS trabalha para tornar seus membros e a indústria mais competitivos globalmente, enquanto promove a reciclagem e a sustentabilidade.

Curta nossa página no

Reifenhäuser apresenta linha de produção de filme de PE totalmente reciclável para embalagens pouch

04/12/2019

Solução 100% Monomaterial foi apresentada durante a K 2019

Possuir 100% de reciclagem e excelentes propriedades de barreira não precisam ser uma contradição. A máquina EVO Ultra Stretch patenteada pela Reifenhäuser produz filme monomaterial (100 % de polietileno). Segundo a empresa, é uma alternativa econômica ao uso do PET.

Filme Stretched de PE para aplicações complexas de embalagem

Em embalagens muiticamadas convencionais, o PET fornece propriedades de estabilidade e barreira. Por outro lado, sua reciclabilidade é muito restrita. A Reifenhäuser diz que o filme de PE “stretched” produzido com sua tecnologia pode substituir totalmente o PET, sem perda de qualidade.

Segundo a empresa, o processo EVO Ultra Stretch produz filmes de PE com propriedades mecânicas que atendem a todos os requisitos da indústria de embalagens em termos de embalagens de alto desempenho e sua conversão: propriedades de selagem térmica, alta rigidez na direção da máquina, boa planicidade e impressão de qualidade.

Eficiência energética e relação custo-benefício facilitam a entrada

O processo envolve o alongamento do filme até dez vezes sua área superficial inicial. Devido ao seu posicionamento na puxada, o EVO Ultra Stretch apresenta consumo de energia muito baixo e alta estabilidade do processo, afirma a Reifenhäuser. Uma grande vantagem é que o filme PE pode ser convertido em linhas de conversão existentes, sem necessidade de adaptação. O fabricante afirma que isso facilita consideravelmente a transição para embalagens monomaterial feitas de PE.

“Para ajudar nossos clientes a apresentarem o produto da maneira mais tranquila possível, nós fornecemos um pacote completo de know-how de uma única fonte, compreendendo tecnologia, receita de filme e parâmetros de processamento”, explica Eugen Friedel, Diretor de Vendas da Reifenhäuser Blown Film.

A aplicação já passou com sucesso em testes de campo em um cliente da Reifenhäuser e proprietário de marca. É um dos 15 exemplos de economia circular que foram exibidos no estande da Reifenhäuser durante a K 2019. “A embalagem monomaterial é a chave para uma economia circular em funcionamento”, diz Eugen Friedel.

Fonte: Reifenhäuser

Curta nossa página no

Stadler apresentou soluções “turn-key” ao mercado brasileiro na Waste Expo

03/12/2019

Planta de RSU e produção de CDR em Pernambuco – projeto completo da Stadler

Apresentar um leque diversificado de soluções para o mercado brasileiro foi o objetivo da empresa alemã, que procura agregar valor numa fase determinante da política de reciclagem dos resíduos sólidos urbanos.

A Economia Circular nunca foi tão falada como agora e é um tema muito relevante no Brasil, dada a sua dimensão e as oportunidades que apresenta tanto no aspecto nacional como também numa vertente internacional que cada vez tem regras mais rigorosas. De acordo com um estudo recente feito pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), o Brasil produz 11 milhões de toneladas de lixo plástico por ano e recicla apenas 1%, ou seja, 145.043 toneladas.

Os números podem ser surpreendentes, mas a verdade é que o país está apenas atrás dos Estados Unidos, China e Índia no que diz respeito ao lixo plástico. As medidas para combater este problema tenderam a multiplicar-se nos últimos anos, mas a verdade é que as respostas ainda não foram encontradas e 7,7 milhões de toneladas ficam em aterros sanitários.

No entanto, com uma vasta experiência internacional, já tendo montado mais de 350 plantas de triagem e instalado mais de 3.000 máquinas de triagem em todo o mundo, a Stadler , líder de mercado no projeto e montagem de plantas de triagem para o setor de reciclagem e eliminação de resíduos, marcou presença na Waste Expo, que se realizou entre os dias 12 e 14 de Novembro no Expo Center Norte, em São Paulo, para apresentar um leque diversificado de soluções “turn-key”, que tem como objetivo ir contra esses números e ajudar o país a melhorar as taxas de reciclagem.

Com a Economia Circular como pano de fundo e um dos temas mais focalizados nos últimos meses, a empresa acredita que o início para o tratamento adequado dos resíduos passa pela recuperação dos materiais valorizáveis que atualmente estão sendo dispostos, de forma a aumentar o ciclo de vida desses produtos, colocando-os de volta ao mercado através da reciclagem.

Para isso a Stadler coloca ao dispor do mercado brasileiro “um conjunto de soluções e de serviços personalizado para cada cliente e que representa os valores da Stadler: qualidade, comprometimento, responsabilidade capacidade de desenvolver projetos de acordo com a realidade de cada cliente e mercado”, explica Sérgio M. Atienza (foto), Diretor da América Latina da Stadler.

O executivo da empresa vai mais longe e explica “que a técnica no seu melhor” é a base da estratégia e o lema de uma vida, que representa a visão da empresa. Isto significa nas palavas do Diretor, “quer se trate de concepção, planejamento, fabricação, modernização, otimização, montagem, colocação em funcionamento, modificação, desmontagem, manutenção e serviço de componentes e instalações de reciclagem ou classificações completas, oferecemos um serviço completo adaptado às exigências dos nossos clientes e cada caso é um caso, pois a mesma solução não serve para todos”.

A Stadler está no mercado brasileiro desde 2014, quando instalou uma solução completa (“turn key”) numa planta que tem uma capacidade de processar 15 toneladas de lixo por hora de coleta seletiva. Até ao momento já foram instaladas mais oito soluções, sendo que atualmente está sendo instalado em Guarulhos, São Paulo, um projeto completo totalmente arquitetado pela Stadler, que será a planta mais automática da América Latina, uma referência mundial, para o material procedente de coleta seletiva.

De acordo com Sérgio M. Atienza, “a ideia passa por reforçar estrategicamente a nossa presença no mercado brasileiro com uma equipe sólida, atraindo o comprometimento dos municípios em atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos, principalmente no que tange à reciclagem, geração de energia limpa e redução do volume a ser disposto em aterros sanitários”.

A empresa alemã ainda reforça que não fornece apenas “serviços “turn-key””, mas também pode ajudar com equipamentos pontuais. Sérgio reitera que “os separadores balísticos e os separadores óticos são os mais vendidos no Brasil” e que o mercado está “em fase de amadurecimento, propenso a aceitar uma nova realidade sobre o futuro do modelo de negócios, destinação de resíduos e da abertura da indústria cimenteira para combustíveis alternativos”.

A importância da Waste Expo no panorama nacional

De forma a dar respostas e colocar desafios às atuais políticas do país, a Waste Expo Brasil reuniu nos dias 12, 13 e 14 de Novembro especialistas do setor, que exploraram alternativas para a gestão de resíduos sólidos e identificaram possíveis caminhos para uma mudança de mentalidade.

Para Sérgio M. Atienza, a participação da Stadler é “fundamental para apresentar novos processos e conhecer novos parceiros”. O Diretor reforçou que esta foi a quarta participação da Stadler e “queremos nos manter como número um no mercado e ajudar o Brasil a solucionar os problemas gerados pela destinação incorreta dos resíduos”.

A Stadler dedica-se ao planejamento, produção e montagem de sistemas e componentes de triagem para a indústria de tratamento e reciclagem de resíduos sólidos em todo o mundo. Sua equipe de mais de 450 funcionários oferece um serviço completo personalizado, do projeto conceitual ao planejamento, produção, modernização, otimização, montagem, comissionamento, reformas, desmontagem, manutenção e assistência técnica de componentes para completar os sistemas de reciclagem e classificação. Sua linha de produtos inclui separadores balísticos, correias transportadoras de transporte, tambores de triagem e removedores de rótulos. A empresa também é capaz de fornecer estruturas de aço e armários elétricos para as plantas que instala. Para mais informações, visite http://w-Stadler.de/pt

Curta nossa página no

Tendências em embalagens inteligentes serão apresentadas na Feira Intechtra, em São Paulo, em 2020

18/11/2019

Segundo a Associação Brasileira de Embalagem, novidades tem tido grandes avanços a nível mundial e devem ser adotadas também pela indústria nacional

Rastrear produtos por RFID (identificação por Rádio Frequência), acessar informações por QRCode, impedir a falsificação de embalagens, retardar o amadurecimento de alimentos e alertar quando um produto está para vencer graças às Smart Packagings, ou embalagens inteligentes. Esses são alguns exemplos das tecnologias que estão sendo aplicadas pela indústria no mercado mundial. Mas no Brasil ainda não são tão comuns como em outros países. No entanto, há iniciativas importantes que podem fazer com que avancem também por aqui.

Isabella Salibe, gerente Comercial e de Marketing da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem) destaca que a evolução em outras partes do mundo levará as empresas brasileiras a adotarem as embalagens inteligentes. “Considerando o crescimento recente que esse mercado vem apresentando mundialmente, a expectativa é que as marcas comecem a utilizá-las cada vez mais”.

As novidades e tendências deste mercado serão apresentados na Intechtra, nova feira técnica promovida pela Messe München do Brasil, que acontecerá entre os dias 31 de março e 3 de abril de 2020 no Expo Center Norte, em São Paulo. A Intechtra, que será realizada a cada dois anos, é membro da rede global da drinktec, principal feira de negócios do mundo para a indústria de bebidas e alimentos líquidos em Munique.

A vantagem das embalagens inteligentes, de acordo com Isabella, atinge tanto os consumidores quanto os agentes envolvidos na cadeia de produção, trazendo, entre várias contribuições importantes, maior sustentabilidade e economia para os negócios. “Em um primeiro momento será necessário fazer investimento, mas ele será recompensado em médio prazo pois, ao se evitarem perdas, diminuem os prejuízos e devoluções de produtos”, garante.

Os benefícios das embalagens inteligentes não se restringem apenas à entrega de uma experiência positiva para o consumidor final. Isabella lembra que ao oferecer informações precisas sobre os produtos, elas se tornam úteis para a indústria como um todo, desde o transporte até o armazenamento.

Reais condições do produto

A executiva lembra que a principal característica das embalagens inteligentes é a presença de tecnologias capazes de comunicar as reais condições de um produto ou do ambiente em que ele se encontra. “Elas podem indicar desde oscilações na luminosidade até informações sobre a qualidade de um alimento – como alterações que indiquem seu vencimento, por exemplo”.

No entanto, Isabella deixa claro que, “quando falamos em tecnologias, não estamos nos referindo necessariamente àquelas digitais e conectadas à internet”. A maioria das embalagens inteligentes utiliza sensores simples – como monitores químicos e de pH – que interagem com a atmosfera interna e detectam a presença de gases, umidade e outros marcadores de qualidade.

“As embalagens inteligentes contam com sensores que apontam o grau de amadurecimento de produtos FLV, frios e carnes e peixes. Essa é mais uma garantia para que o consumidor adquira alimentos mais frescos e de qualidade. Este tipo de embalagem permite um menor manuseio dos produtos por parte dos consumidores, fator que muitas vezes faz com que a qualidade de frutas e verduras seja comprometida”, afirma Isabella.

A Messe München é uma das empresas líderes mundiais de feiras de negócios, com mais de 50 feiras técnicas de bens de capital e de consumo e de novas tecnologias. A cada ano, mais de 50.000 expositores e cerca de três milhões de visitantes participam em mais de 200 eventos realizados em Munique (Alemanha). Juntamente com suas subsidiárias, a Messe München organiza feiras em países como China, Índia, Brasil, Rússia, Turquia, África do Sul, Nigéria, Vietnã e Irã. A Messe München tem uma presença global com afiliadas na Europa, Ásia, África e América do Sul e mais de 70 representações estrangeiras trabalhando em mais 100 países.

Com escritório central em Munique, Alemanha, a Messe München iniciou as operações de sua subsidiária no Brasil no início de 2017. No mundo todo, a empresa organiza 220 eventos, com 44 mil expositores e mais de 2,4 milhões de visitantes. Com apenas mais de um ano de operações no Brasil, ela já organizou a M&T Expo, a M&T Peças e Serviços e a Construction Expo no território brasileiro.

Curta nossa página no

Em sua 12ª edição, Embala Nordeste será realizada no Ceará

09/11/2019

Desde 2006, feira soma mais de 2 mil marcas expositoras, gerando R$ 15 bilhões em negócios no período

A Embala Nordeste, em sua 12ª edição, se consolida como uma das feiras mais importantes do setor da indústria de embalagens no Nordeste. Visando ampliar o setor e maior networking, a edição de 2019 traz novidades e tendências para o novo local do evento, em Fortaleza-CE. A Feira será realizada nos dias 5 e 6 de dezembro das 15h às 21h, no Centro de Eventos do Ceará, o mais moderno Centro de Feiras da região Nordeste.

Desde 2006, 11 edições foram realizadas em Recife-PE, com um histórico de 2 mil marcas expositoras, cerca de 80 mil visitantes e mais de R$ 15 bilhões em negócios gerados.

Setor da Indústria no Ceará

Mesmo com a crise que afetou todo o País, o Ceará foi o segundo estado que mais aumentou sua participação no valor da transformação industrial (VTI) no Nordeste em nove anos. Saiu de 11,6%, que tinha em 2008, para 15% em 2017, uma alta de 3,4 pontos percentuais, conforme a Pesquisa Industrial Anual, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Ceará, o segmento que mais contribuiu a esse aumento de participação foi o de calçados, que teve, em nove anos, uma taxa de crescimento de 19,88% no valor de transformação industrial no Estado. Em seguida, aparece o segmento de vestuário e acessórios (11,45%). Todos estes setores impactam positivamente no aumento de consumo de embalagens.

“Grandes investimentos estruturais vem sendo realizados na região e o aumento do poder de compra propicia maior investimentos para a indústria local”, afirma Luiz Fernando (foto), diretor comercial da Embala Nordeste. “A Embala Nordeste contribui de forma direta para o incremento de novas tecnologias, e o desenvolvimento de embalagens”, conclui.

Edição 2019

A organização da feira estima 2 mil visitantes, com 50 marcas expositoras do setor de embalagens, refrigeração, maquinário para envase de bebidas, cosméticos, produtos de higiene e limpeza, farmacêuticos, automotivos equipamentos para embalar, marcação e codificação, serviços para o setor do plástico e impressão digital, num espaço de 3.000 m².

Serviço

Feira EMBALA NORDESTE 2019- 12ª edição
Dias: 5 e 6 de Dezembro.
Local: Centro de Eventos do Ceará – Pavilhão Oeste, Portão A.
Horário: 15h às 21h.
Endereço: Av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz, Fortaleza – CE.
http://www.embalane.com.br

Curta nossa página no

Feira K 2019 chega ao final com a indústria de plásticos assumindo compromissos com a Economia Circular e o manuseio responsável dos plásticos

06/11/2019

  • Forte impulso para a indústria: alta propensão a investir entre os 224.116 visitantes comerciais de 168 países
  • Economia circular é o assunto de destaque para as indústrias globais de plásticos e borracha

Depois de oito dias de intensa visitação, a K, principal feira mundial da indústria de plásticos e borracha, chegou ao fim em Düsseldorf no dia 23 de outubro. Os 3.330 expositores de 63 países demonstraram de maneira impressionante: o plástico continua sendo um material inovador e indispensável. Mas eles também sublinharam de forma unânime a necessidade de se ter uma economia circular operacional ao longo de toda a cadeia de materiais e, para essa finalidade, já apresentaram inúmeras soluções concretas. As empresas buscaram sensibilizar as pessoas com esse foco pois os aproximadamente 224.116 visitantes de 168 países se interessaram especialmente por sistemas de reciclagem, matérias-primas sustentáveis ​​e processos com economia de recursos. Além disso, a K 2019 também foi caracterizada por uma alta propensão ao investimento, como de costume. A intenção do público internacional de se preparar para o futuro com as mais recentes tecnologias era claramente perceptível.

“A K 2019 chegou exatamente no momento certo. Sua enorme importância para o setor é sustentada por seus altos níveis de aceitação em todo o mundo. Não há outro lugar em que a indústria esteja representada tão internacionalmente e completamente como aqui em Düsseldorf a cada três anos ”, diz Werner Matthias Dornscheidt, Presidente e CEO da Messe Düsseldorf, que explica:“ Especialmente em tempos turbulentos, plataformas como a K são indispensáveis. Ela fornece orientações e perspectivas, é um fator econômico, mostra tendências prospectivas e abordagens concretas. A indústria e suas associações profissionais tiveram aqui a oportunidade única de apresentar soluções setoriais específicas e debater questões de relevância sócio-política em escala global. E eles capitalizaram muito bem essa oportunidade. ”

Ulrich Reifenhäuser, Presidente do Conselho Consultivo de Expositores da K 2019, ficou absolutamente encantado com os resultados da K 2019: “A indústria de plásticos e borracha conseguiu provar mais uma vez que os plásticos não são apenas materiais muito valiosos com propriedades excelentes, mas também que essa indústria assume a responsabilidade ao longo de toda a cadeia de valor. As palavras-chave da K 2019 “Reflita. Repense. Pense lateralmente. Pense de forma nova” foram espelhadas 1:1 nos estandes dos expositores. Nunca antes a indústria abordou uma questão de maneira tão unânime e trabalhou em soluções com tanta consistência como é o caso agora nos campos da compatibilidade ambiental, economia de recursos e prevenção de rejeitos. Há um espírito de novos caminhos prevalecendo na indústria e a dinâmica atual é esmagadora. ”

E o clima positivo que prevaleceu na K 2019 também foi ecoado pela demanda concreta nos estandes de exposições: “Tornou-se claro que a demanda global por máquinas e matérias-primas inovadoras é particularmente alta agora, apesar das atuais tensões no comércio mundial ou do clima de negócios em alguns setores de consumo. A feira K deste ano excedeu em muito as nossas expectativas e foi capaz de gerar um ímpeto essencial para a governança sustentável e novos modelos de negócios “, disse Reifenhäuser.

Os países especialmente bem representados por visitantes, depois da Alemanha, foram a Itália, Holanda, Índia, Turquia e China, seguidos pelos EUA. Além disso, um aumento acentuado no número de visitantes comerciais da Federação Russa, Japão e Brasil puderam ser registrados. O número de executivos entre os visitantes da K subiu um pouco, mais uma vez: 68% deles vieram da alta ou média gerência.

Enquanto que para os visitantes alemães o aumento da eficiência figurou como o tema atual mais importante, a expansão dos portfólios de produtos e serviços esteve em primeiro plano para os convidados do resto da Europa e de fora da Europa.

Os resultados de pesquisa realizada entre os visitantes confirmaram a opinião dos expositores, ou seja, que a origem internacional dos visitantes aumentou novamente: ficou em 73,1% em comparação com 70,8% em 2016. Mais de 42% de todos os visitantes estrangeiros vieram de fora da Europa – viajando para o Reno desde Angola, Burkina-Faso, Bahamas, Ilhas Cayman, República Dominicana, Honduras, Madagascar, Mauritânia, Mongólia, Mianmar, Polinésia Francesa ou Tajiquistão. Como esperado, os especialistas da Ásia responderam pelo maior grupo de visitantes estrangeiros: cerca de 40.000 visitantes vieram do Sul, Leste e Centro da Ásia. A Índia foi representada com o maior número de visitantes, enquanto o número de visitantes da China e do Japão aumentou novamente de forma consideravel.

Quase 20.000 visitantes viajaram para a K 2019 desde a América do Norte e do Sul, o que corresponde a um aumento de 7%. Em relação a 2016, houve um aumento especialmente acentuado no número de visitantes do Brasil.

Em termos de convidados dos países europeus vizinhos, a Itália dominou com mais de 10.000 visitantes, seguida pela Holanda (aproximadamente 9.000), Turquia (mais de 7.500) França (mais de 6.700), Bélgica (mais de 6.300), Espanha (mais de 5.100) e Rússia (cerca de 5.000).

A proporção de executivos entre os visitantes comerciais registrados estava em um nível extraordinariamente alto entre todos os países de origem: dois terços vieram da alta e média gerência.

Para os visitantes, há atualmente quatro metas em foco dentro de suas empresas: expansão da gama de produtos, aumento da eficiência, economia circular, ou seja, a sustentabilidade de seus produtos e a sustentabilidade de sua produção. Aproximadamente 60% dos visitantes classificaram o clima econômico atual como “muito bom” e “bom” e quase o mesmo número de pessoas espera que a situação seja semelhante nos próximos dois meses.

A fabricação de máquinas e equipamentos, o maior segmento da K 2019 com 1.975 expositores, também esteve no centro do interesse dos visitantes, com dois terços de todas as pessoas pesquisadas mencionando essa área em primeiro lugar. 52% disseram que estavam interessados ​​principalmente em matérias-primas e auxiliares, enquanto que os produtos semi-acabados, plásticos técnicos e peças de borracha foram a principal razão de sua vinda à feira para 28% dos visitantes (várias opções de escolha possíveis no questionário).

Mais uma vez, a K se destacou como plataforma para o lançamento de muitos produtos e aplicações prospectivas para um público global. Essas inovações não foram apenas contempladas, mas também houve muitas negociações concretas ocorrendo e contratos concluídos. “Constatamos que a propensão a investir foi extremamente alta, ocorrendo em todas os países. Em particular, os negócios com novos clientes foram muito positivos este ano. Também estamos muito confiantes de que os negócios de “follow up” pós-feiras serão muito fortes ”, diz Reifenhäuser.

Mais da metade dos tomadores de decisão da indústria declararam que haviam chegado a Düsseldorf com intenções concretas de investimento. Para visitantes de todo o mundo, o investimento em expansões foi figurou como particularmente alto na pesquisa, especialmente em extrusoras e linhas de extrusão, máquinas de moldagem por injeção, bem como máquinas e equipamentos para recuperação e reciclagem. A pesquisa que entrevistou os visitantes da K também mostrou que o interesse em sistemas de reciclagem é notavelmente mais alto no exterior do que na Alemanha.

Materiais flexíveis – borrachas e elastômeros termoplásticos (TPE) – também provaram novamente ser um destaque na K. Embora o segmento de elastômeros seja tradicionalmente menor do que o setor de plásticos na K, houve um grande número de expositores apresentando produtos e processos de conversão específicos para elastômeros – tanto matérias-primas, aditivos ou compostos como máquinas e equipamentos especiais para recuperação e conversão.

Os visitantes vieram de todas as principais indústrias de usuários finais – desde embalagens, construção e automotiva até aplicações elétricas, tecnologias para dispositivos médicos e agricultura. No geral, os visitantes novamente atribuíram notas máximas à variedade de produtos e serviços exibidas nos 18 pavilhões: 96% ficaram impressionados com as gamas exibidas na K 2019 e 95% confirmaram que alcançaram seus objetivos integralmente ao longo de suas visitas.

O extenso programa de apoio à K 2019, com palestras e discussões de alto calibre sobre temas tais como energias renováveis, eficiência de materiais ou produção com zero desperdício, foi recebido com ávido interesse pelo público internacional, especialmente a Mostra Special K 2019 “Plastics shape the Future”. Este ano, o poder inovador do material e da indústria em termos de processos com economia de recursos, digitalização, funcionalidade, energias renováveis, circularidade e sustentabilidade estiveram no centro do palco. E temas críticos como os resíduos plásticos marinhos, a mentalidade de descarte associada às embalagens plásticas e o uso de recursos finitos para sua produção também não foram ignorados. Um dos destaques foi um robô humanóide construído durante a K 2019 por jovens pesquisadores da F

abLab Lübeck e.V., servindo como um exemplo para mostrar a direção para onde os desenvolvimentos estão indo no futuro, quando a fabricação aditiva e a robótica são combinadas com materiais de ponta, como os plásticos.

No Campus da Ciência, tanto os expositores como os visitantes do K 2019 tiveram uma visão geral condensada das atividades científicas e dos resultados no setor de plásticos e borracha. Inúmeras universidades, institutos e agências de financiamento ofereceram oportunidades para o diálogo direto.

A próxima feira K em Düsseldorf será realizada de 19 a 26 de outubro de 2022.

Curta nossa página no