Posts Tagged ‘Abimaq’

Com muitos negócios e tecnologia, Plástico Brasil 2019 registrou clima de otimismo e expectativa de investimentos para modernização do parque fabril da cadeia do plástico

03/04/2019

Corredores cheios, muitos negócios, tecnologia e conhecimento marcaram a segunda edição da Plástico Brasil 2019 – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, encerrada na sexta-feira, 29 de março, no São Paulo Expo.

Uma iniciativa da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química e Informa Exhibitions, o evento se consolidou com a entrada de mais de 100 novas empresas, área de exposição 20% maior que a edição de 2017 e, segundo os organizadores, uma visitação de 45 mil compradores e profissionais do setor, confirmando as suas expectativas.

A Plástico Brasil 2019 reuniu mais de 800 marcas nacionais e de outros 13 países: Alemanha, Argentina, Áustria, China, Estados Unidos, Hungria, Índia, Itália, México, Portugal, Suíça, Taiwan e Turquia.

Para José Velloso, presidente-executivo da Abimaq, conquistar esta posição num espaço tão curto de tempo tem uma explicação simples: tecnologia. “Quando idealizamos a Plástico Brasil anos atrás, nós queríamos transformar as feiras para indústria do plástico e fazer não só um evento de negócios, mas de tecnologia”, lembra.

Na avaliação do dirigente, a situação econômica dos últimos anos represou os investimentos; no cenário atual, a expectativa de retomada do crescimento econômico fez com que os transformadores viessem à feira “com apetite”. “A Plástico Brasil apresentou o que há de mais moderno em tecnologia para máquinas para a indústria do plástico. O visitante pôde entrar em contato com essa tecnologia, se atualizar e aprender como melhorar seus índices de produtividade”, acrescentou.

No quarto dia da feira (28), Velloso acompanhou o secretário-executivo da Secretaria de Governo da Presidência da República, Mauro Biancamano Guimarães, numa visita aos estandes da Plástico Brasil 2019, para demonstrar o alto grau de desenvolvimento tecnológico da indústria brasileira de máquinas para plástico.

Presidente da Abiquim, Fernando Figueiredo reforça que a feira acontece num momento de otimismo e confiança na retomada do crescimento econômico, quando os empresários estão projetando seus investimentos futuros. “Quando as fábricas se modernizam com máquinas de última geração e ganham produtividade, a indústria de resinas termoplásticas se beneficia pelo aumento da demanda por matéria-prima.

Para Figueiredo, a participação da entidade como correalizadora da Plástico Brasil vai ao encontro da tendência mundial pela busca de soluções colaborativas e promove a integração da cadeia do plástico, da qual a indústria de resinas termoplásticas é parte fundamental.

Gino Paulucci Jr., presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Acessórios para a Indústria do Plástico da Abimaq e da Comissão Organizadora da Plástico Brasil 2019, conta que o retorno que recebeu dos expositores é que todos ficaram muito satisfeitos. Mais que isso, ele ouviu elogios dos visitantes, que destacaram ambiente favorável à realização de negócios, tanto em termos de estrutura dos estandes e do pavilhão, quanto da tecnologia à disposição. “Os clientes vieram à feira dispostos a romper o represamento dos investimentos. Eles sabem que parque industrial brasileiro precisa ser renovado com urgência se quiser ganhar competividade no mercado mundial”, lembra Paulucci. “E a Plástico Brasil ofereceu isso totalmente”.

Quanto à sua empresa, a Polimáquinas, o executivo garante que a participação na Plástico Brasil superou todas as expectativas. “Notamos mais indústrias em busca de modernização de suas plantas do que de expansão. O interessante é que algumas empresas estão fazendo programação bianual, o que demonstra a confiança na economia e amplia o horizonte de negócios de nós, expositores”, explica Paulucci.

Conteúdo

A oferta de conteúdo técnico ocupou papel de destaque na Plástico Brasil 2019. Foram mais de 80 horas de seminários, palestras e workshops, como o Parque de Ideias, VDI Road Show, 1º Abinfer Business Center – ABC 2019, PETtalk 2019, SEBRAE Móvel, Escola Móvel de Indústria 4.0 do SENAI – SP e o SMED (Single Minute Exchange of Die), demonstração de troca rápida de moldes automatizada.

Com foco na produtividade e redução do tempo de setup, o SMED demonstrou uma injetora ROMI EM 170 equipada com moderno sistema de troca rápida de molde, composto por robô, placas magnéticas e sistemas de acoplamentos rápidos. O sistema é adequado às trocas frequentes de moldes em injetoras de todos os tamanhos. A troca rápida em demonstração na Plástico Brasil levou, em média, 1’55”.

Responsável pelo 1º Abinfer Business Center – ABC 2019, Christian Dihlmann, presidente da Abinfer – Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais destacou o sucesso da parceria entre a Plástico Brasil e a entidade. “Foi acima do esperado, tanto para nós da Abinfer como para as ferramentarias participantes”. Ainda segundo Dihlmann, alguns expositores do espaço tiveram o retorno de todo o investimento já no primeiro dia.

“Nosso balanço é extremamente positivo”, elogiou Dihlmann, comentando que a iniciativa se destacou ainda por colocar no mesmo espaço empresas de portes diferentes: “O visitante pôde negociar com empresas grandes ou menores, dentro daquilo que ele procurava”.

Marco Basso, presidente da Informa Exhibitions, lembra que, além de maior promotora de eventos do mundo, a empresa tem expertise em oferecer conteúdo que contribui de forma decisiva para o desenvolvimento profissional, técnico e econômico dos segmentos em que atua, como ficou contatado na recém-encerrada Plástico Brasil 2019. “A Plástico Brasil cumpriu seu papel ao oferecer não só muita tecnologia nos estandes das 800 marcas, mas também muito conhecimento na rica programação técnica com mais de 80 horas de atividades”, reforça o executivo.

Sustentabilidade

A área de exposição da feira refletiu a atenção com que a indústria do plástico trata a questão da Sustentabilidade e o investimento em pesquisa e desenvolvimento feito pelos fornecedores de máquinas voltadas para o processamento de resíduos plásticos. Além disso, uma programação técnica com palestras ministradas pela Plastivida, instituto socioambiental dos plásticos que atua na educação ambiental; TriCiclos, empresa de engenharia de economia circular aplicada; e Braskem, maior produtora de resinas das Américas, tiveram destaque na programação do Parque de Ideias.

Desde a montagem até a desmontagem da Plástico Brasil, os resíduos gerados pelos expositores e visitantes foram coletados por catadores da Cooperativa Prioridade Ambiental, que separaram o material em caçambas. Com o término da coleta, a cooperativa transportou os resíduos para seu galpão, onde receberam destino ambientalmente corretos e se converteram em renda para os cooperados.

Também numa parceria com a Plastivida e a empresa Plastimil – Fortymil, a Plástico Brasil realizou mais uma vez o projeto Tampinha Legal, que promoveu a educação ambiental por meio da coleta de tampas plásticas dos produtos consumidos na Praça de Alimentação da feira e produzidas por empresas expositoras nas demonstrações de seus equipamentos.

Marcas expositoras destacam a quantidade e qualificação dos visitantes e o alto volume de negócios realizados

A Plástico Brasil 2019 se confirmou como uma janela de oportunidades para os transformadores modernizarem suas plantas depois de anos de paralisação dos investimentos.

Expositores da feira destacaram o momento oportuno de sua realização, quando as indústrias retomam a confiança na retomada do crescimento econômico. Isso se refletiu, segundo eles, na grande quantidade e alta qualificação de visitantes nos estandes e no volume de negócios fechados ou prospectados já nos primeiros dias, o que para muitos foi uma agradável surpresa.

A Romi destacou a importância de ser patrocinadora da Plástico Brasil pela segunda vez. Segundo William dos Reis, vice-presidente da empresa, apoiar um evento de porte internacional coloca a Romi automaticamente em contato com seu cliente. “Para nós, participar das decisões do evento é extremamente viável, visto que conhecemos o gosto do cliente, podendo dessa forma contribuir com aquilo que o mercado precisa”, completa.

Como expositora, a empresa alcançou os resultados esperados já nos primeiros dias. Reis garante que percebeu o público mais otimista em relação à edição de 2017. “O empresariado brasileiro vem mudando seu comportamento desde outubro de 2018, e isso só tende a melhorar, o que, para nós, é maravilhoso, pois estamos aqui para fazer negócios e receber o cliente”. A Romi lançou na feira a sopradora elétrica ROMI C 15D para indústrias que buscam produtividade e precisão, com baixo consumo de energia.

A Stäubli encerrou sua participação na Plástico Brasil 2019 com chave de ouro. “Quebramos todos os recordes possíveis de oportunidades abertas e projetos. O terceiro dia (27 de março) foi o melhor dia de uma feira brasileira para a Stäubli em todos os tempos”, comemora Bruno Caumo, coordenador de Marketing da companhia.

Romi e Stäubli foram parceiras da Informa Exhibitions na demonstração de um inovador sistema de SMED – Troca rápida de moldes totalmente automatizado, e uma das atrações mais concorridas da Plástico Brasil 2019.

De acordo com William Carnevalli, responsável pelo Marketing da Carnevalli, o plano para a feira era fazer contatos, iniciar novos negócios, encontrar os clientes mais antigos e avançar para o pós-feira. “Missão cumprida”, sinaliza. Para ele, o mercado está “soltando o freio” aos poucos. “Pelo que percebemos, os clientes encontraram a hora certa para investir, o que já faz com que essa edição da Plástico Brasil se sobressaia em relação à anterior”. A empresa fabrica máquinas para extrusão, coextrusão, extrusão rígida, impressoras, Agro-Geo e recicladoras.

Em relação à visitação no estande da Simco, Vitor Ortega, da área Comercial, diz ter sido surpreendido pela quantidade e qualidade do público. “Há muito tempo não recebíamos uma quantidade tão grande de pedidos em um evento setorial. Os cinco dias da Plástico Brasil superaram os últimos quatro anos”, e complementa: “O público veio em busca de novas tecnologias, pois é isso que o mercado está exigindo”. A empresa tem se engajado para acompanhar essa tendência com lançamentos de novas máquina, a exemplo da injetora Log270-S9.

Após 12 anos sem participar de eventos setoriais, a Oerlikon marcou presença na Plástico Brasil 2019. A empresa não deixou passar a oportunidade em virtude de estar ingressando no mercado de plástico e com um novo produto: revestimento Balinit com base em carbono (DLC). Rafael Martins, responsável pelo Marketing da empresa, ressalta que o movimento no estande da empresa surpreendeu todos os dias, inclusive no primeiro. “Para nós, isso é incrível, já que a expectativa é disseminar nossos serviços para toda a cadeia do plástico. E os visitantes da feira são extremamente qualificados, além dos próprios expositores, dentre os quais alguns são nossos clientes”.

A experiência da Wortex nesta edição da feira também é motivo de comemoração. “Nosso estande esteve movimentado logo no primeiro dia. Negociamos a venda de seis máquinas, das quais três para clientes novos”, ressalta o diretor geral Paolo De Filippis. Segundo ele, as soluções apresentadas no evento para reciclagem e separação de material, os equipamentos Challenger Recycler Geração II e Challenger Recycler Conical e os sistemas de lavagem devem gerar novos negócios nos próximos meses. “Também foi muito importante a visibilidade que a Amut, nosso parceiro da Itália, teve com as linhas completas de separação de resíduos sólidos urbanos (RSU) e resíduos de coleta seletiva”, conclui, Filippis.

A Wittmann Battenfeld fez grandes negócios na feira. “Embora ainda não seja possível mensurar, podemos dizer que foram negócios bem promissores”, menciona Lucineia Domingues, responsável pelo departamento Financeiro da companhia. Além dos negócios, a empresa ficou satisfeita também com o público: “No geral, só ouvimos bons comentários dos nossos visitantes, tanto acerca do mercado, quanto em relação ao próprio evento”, conclui. A Wittmann Battenfeld divulgou todo o seu catálogo de produtos para o mercado de plástico, que compreende injetoras, robôs, alimentadores, rotâmetros, termorreguladores, desumidificadores, dosadores e moinhos.

A Lakatos fez novos contatos, encaminhou projetos e sentiu a animação do mercado para 2019. “Trouxemos uma nova máquina de termoformagem e o interesse do visitante da feira foi incrível, atingindo todas as expectativas”, contou Paulo Lakatos, diretor geral da empresa, que era conhecida no mercado como Eletro-Forming.

“Podemos dizer, sem sombra de dúvida, que o evento é extremamente promissor. Seu movimento ultrapassou nossa expectativa. Além dos visitantes, encontrar os principais produtores da cadeia do plástico aqui foi essencial para os nossos negócios”, comemora Marina Bogas, gestora de Negócios da Technoplast. A satisfação da representante da empresa se deve ainda ao fato da Technoplast estar no mercado há menos de um ano. “Nos lançamos como marca em dezembro de 2018, por isso, não poderíamos ficar de fora da feira que é a maior da América Latina. Acertamos em cheio!”. A Technoplast aproveitou os cinco dias do evento para lançar uma máquina para soldagem pouch de embalagens em PET com PE.

A Rulli Standard também comparou a recém-encerrada edição da Plástico Brasil com a de 2017. “Sem desmerecer a anterior, essa edição da feira está um sucesso. Notamos o progresso do evento em todos os sentidos, de expositores a visitantes”, aponta Caroline Rulli, responsável pelo Comercial da empresa. Ela comenta que fechou negócios esperados e inesperados nos cinco dias em que esteve no São Paulo Expo. O portfólio da Rulli Standard compreende máquinas para extrusão e coextrusão.

A Plástico Brasil 2019 marcou o retorno da Três-S em feiras do setor. Segundo Karine de Lima, contato Comercial da empresa, “a Três-S está lançando uma puncionadeira e não encontrou lugar melhor do que a feira para fazer isso, devido ao seu alcance internacional”. A companhia não participava de eventos desde 2015.

De acordo com André Said, engenheiro e gerente de vendas da Mecalor, o melhor de participar da Plástico Brasil foi o encontro com o público da empresa, que veio em massa para evento. “O mercado tem se mostrado com ótimas expectativas, o que para a Mecalor é ótimo”, diz Said. O engenheiro ainda completou: “Fechamos bons negócios todos os dias”. A Mecalor é responsável pela produção de termorreguladores, sistemas duo para sopradoras ou injetoras plásticas, unidades de ar seco para injetoras e de ar frio para extrusoras, além de termochillers.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plástico Brasil 2019

Curta nossa página no

Anúncios

Em sua segunda edição, Feira Plástico Brasil 2019 terá eventos simultâneos com mais de 80 horas de seminários, palestras e workshops

25/02/2019

Aliada à realização de negócios e às inovações apresentadas por mais de 600 marcas expositoras nacionais e internacionais, a Plástico Brasil 2019 – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, que se realizará de 25 a 29 de março no São Paulo Expo, em São Paulo (SP), contribuirá para o desenvolvimento comercial, tecnológico e profissional da cadeia do plástico e da borracha por meio de uma programação técnica com mais de 80 horas.

São seminários, palestras e workshops, a maioria deles gratuita, ministrados por especialistas brasileiros e estrangeiros, autoridades, empresários e instituições de ensino. Confira as atrações confirmadas até o momento:

SMED (Single Minute Exchange of Die)

Diminuir o tempo de setup para melhorar a produtividade tem sido um dos grandes desafios da indústria de plásticos nas últimas décadas. Em parceria com as empresas Staubli e Romi, a Plástico Brasil 2019 apresentará a nova versão do espaço “SMED – Single Minute Exchange of Die – Troca Rápida de Moldes”, presente desde a edição inaugural, em 2017.

No SMED (metodologia que tem como objetivo a redução do tempo de setup para menos de 10 minutos) , os visitantes poderão assistir ao vivo uma máquina realizando a troca de moldes de maneira totalmente automatizada, sem interação humana.

ABC 2019 – 1º ABINFER BUSINESS CENTER

Novidade desta edição, o espaço criado em parceria com a ABINFER (Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais) é dedicado exclusivamente aos fabricantes de moldes. O ABC 2019 – 1º ABINFER BUSINESS CENTER oferece uma solução completa aos visitantes ao reunir produtos – apresentados por 12 empresas – e conhecimento, transmitido em palestras e workshops num auditório exclusivo ao longo de toda a feira. Dada a importância estratégica que os moldes, matrizes e ferramentas ocupam no processo industrial do plástico e da borracha, o ABINFER BUSINESS CENTER vai representar um ponto de encontro de realização de negócios, networking e inovação para todo o setor.

VDI ROADSHOW

Com o tema VDI Roadshow: Hot to apply german guidelines and standards successfully in Brazil (“Como aplicar as diretrizes e padrões alemães com sucesso no Brasil”), o evento é organizado pela a VDI Brasil (Associação de Engenheiros Brasil – Alemanha), em parceria com a VDMA (Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas e Instalações Industriais). A participação se dá mediante pagamento e as inscrições estarão disponíveis em breve no endereço: http://www.vdibrasil.com/eventos/roadshow-vdi-na-plastico-brasil/

PETtalk 2019

Realizado pela ABIPET (Associação Brasileira da Indústria do PET), é o maior encontro do ano para o setor de embalagens PET. Durante dois dias, serão apresentadas e debatidas as novas tecnologias, cenários e temas atuais desta indústria.

PARQUE DE IDÉIAS

O projeto promove a aproximação entre universidades e o setor produtivo. Neste espaço, algumas das maiores instituições de ensino do Brasil apresentam seus projetos de inovação e ministram palestras sobre temas relevantes e estratégicos para a indústria do plástico e da borracha. Escolas técnicas e empresas expositoras que desenvolvem e utilizam soluções inovadoras para a indústria também têm presença garantida na grade de palestras. Neste ano, dois temas receberão atenção especial: Design de Embalagens e Reciclagem & Sustentabilidade.

PLÁSTICO BRASIL

Uma iniciativa da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química e Informa Exhibitions, a feira vai reunir mais de 600 marcas nacionais e internacionais– de 13 países como Alemanha, Argentina, Áustria, China, Estados Unidos, Hungria, Índia, Itália, México, Portugal, Taiwan, Turquia e Suíça – que representam os setores de máquinas, equipamentos e acessórios, matérias-primas e resinas, moldes e porta moldes, automação industrial e robótica, periféricos, entre outros produtos, serviços e soluções. São esperados mais de 45 mil visitantes, entre transformadores de plástico, compradores e demais profissionais das indústrias da borracha, construção civil, alimentos e bebidas, embalagens, automóveis e autopeças, perfumaria, higiene e limpeza, farmacêuticos,entre outros.

O credenciamento é gratuito e já ser feito no site da feira: https://www.plasticobrasil.com.br/pt/credenciamento.html.

Fonte: Plástico Brasil 2019

Curta nossa página no

Abertura da Plástico Brasil aponta sinais de retomada econômica

23/03/2017

Presidente da Abimaq, João Carlos Marchesan, fala durante abertura da feira Plástico Brasil

Presidentes de entidades, empresários e autoridades mostraram otimismo na abertura da Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, no dia 20 de março, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center. Evento está oferecendo 60 horas de conteúdo em programação

Primeira feira do setor no ano, a Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, de 20 a 24 de março trouxe, em parceria com a Apex, compradores internacionais da Argentina, Chile, Costa Rica, Egito, Estados Unidos, Índia, México e Rússia. De acordo com o presidente do Conselho da Administração da ABIMAQ, João Carlos Marchesan, a Plástico Brasil “compartilha nova experiência reunindo num local moderno grandes expositores da cadeia produtiva e os mais avançados processos para o aprimoramento técnico do mercado”.

O presidente da ABIQUIM, Fernando Figueiredo disse que nada melhor para a Plástico Brasil do que começar na Semana do Meio Ambiente: “O plástico tem contribuído para melhorar o dia a dia das pessoas”. Na mesma linha, o deputado federal Alex Manente, observou que o plástico é um dos segmentos que mais inovações vêm apresentando nos últimos tempos, “e a feira é uma oportunidade de levar o País adiante com uma indústria forte”.

O presidente da Informa Exhibitions, Marco Basso, lembrou que há um ano atrás, durante a realização da FEIMEC, o momento da economia era de pessimismo, reforçado pela ameaça de impedimento da presidente da República. “Agora a economia dá sinais de reação e a Plástico Brasil marca a virada do setor. Ela nasce com 40 mil m2, 400 marcas e apoio de 70 entidades, que revelam uma primeira edição robusta”, complementou.

Gino Paulucci, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Acessórios para a Indústria do Plástico da ABIMAQ

Mais tarde, em entrevista coletiva, o presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Acessórios para a Indústria do Plástico da ABIMAQ, Gino Paulucci, lembrou da necessidade da indústria de transformação renovar seu parque industrial depois de dois anos praticamente sem investimentos. “Grandes e pequenos fabricantes já estão iniciando suas compras neste ano, visando à economia de recursos, produtividade e competitividade”.

A Plástico Brasil representa diversos segmentos que compõem a cadeia produtiva do plástico e da borracha: instrumentação, controle e automação, máquinas, equipamentos e acessórios, moldes e ferramentas, produtos básicos e matérias primas, reciclagem, resinas sintéticas, serviços, projetos técnicos e outros. O evento aguarda a visita de 40 mil compradores, transformadores e profissionais da indústria do plástico, que atendem e atuam em segmentos como construção civil, automóveis e autopeças, agricultura, móveis, eletrônicos, instrumentos médicos, vestuário e calçados, eletrodomésticos, entre muitos outros.

A feira é uma iniciativa da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e da ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química, com organização e promoção da Informa Exhibitions

Eventos Paralelos

A Plástico Brasil criou uma programação com 60 horas de conteúdo, ministrado por especialistas brasileiros e estrangeiros, autoridades e empresários, distribuídas nos seguintes eventos paralelos:

  • Seminário Internacional Plástico Brasil – Rumo à Indústria 4.0: Organizado pela ABIMAQ e VDMA (associação que representa os fabricantes de máquinas na Alemanha), reúne palestras apresentadas por especialistas nacionais e internacionais da VDMA. Dia 20, das 13h às 17h30.
  • Seminário “Eficiência Energética Como Diferencial Competitivo”: Organizado pela ABIMAQ, apresenta as soluções mais atuais para redução dos custos operacionais das indústrias e uso racional dos recursos naturais. Dia 23, das 13h30 às 17h10.
  • PETtalk – Conferência Internacional da Indústria do PET: Realizado pela ABIPET – Associação Brasileira da Indústria do PET, o encontro apresenta novas tecnologias, cenários e temas atuais da indústria do PET. Dia 21, das 8h às 17h, e dia 22, das 8h às 14h.
  • Workshop “Mobiliários Adaptados em PVC para Crianças com Disfunção Neuromotora”: Promovido pela Plastivida e Instituto Brasileiro do PVC como parte integrante do projeto Recicla Plástico Brasil, ensina profissionais da área de terapia ocupacional e voluntários a montar mobiliários feitos com PVC, adaptáveis a crianças com disfunção neuromotora. Dia 23, das 8h30 às 12h30.
  • Workshop de Sustentabilidade: Também integrante do projeto Recicla Plástico Brasil, com promoção da Plastivida e Instituto Brasileiro do PVC, o encontro é dedicado à troca de experiências sobre sustentabilidade, com presença de palestrantes renomados. Dia 23, das 14h às 18h.
  • SMED – Single Minute Exchange of Die – Troca Rápida de Moldes: Palestras rápidas e demonstração ao vivo da troca de moldes de uma máquina injetora em menos de 10 minutos. Realização: SENAI, Romi, Stäubli, Previsão e Berg-Steel. Todos os dias, às 11h, 13h, 15h e 17h.
  • Arena Técnica: palestras em formato dinâmico e duração média de 45 minutos, ministradas por especialistas e executivos das empresas expositoras. Dias 20 a 23, a partir das 10h.
  • Ilha de Inovação em Materiais Plásticos: Apresenta as novas tendências, tecnologias e inovações em resinas antes de sua chegada ao mercado. Participação das unidades de plástico e resinas da UNICAMP, CCDM – UFSCAR, FATECs Sorocaba, Zona Leste e Itaquera, e Instituto Mauá de Tecnologia.
  • Recicla Plástico Brasil: Ação criada com objetivo de disseminar a educação ambiental em torno da reciclagem do plástico e sua reutilização, bem como promover a sua imagem. Junto com os Workshops de Sustentabilidade e “Mobiliários Adaptados em PVC para Crianças com Disfunção Neuromotora”, é composto pelo Estande Recicla Plástico Brasil, Linha de Reciclagem e Transformação, Reciclagem de EPS, Projeto Tampinha Legal e Reciclagem de Credenciais. É uma iniciativa da Plastivida, Instituto Brasileiro do PVC, ABIMAQ, ABIQUIM e Informa Exhibitions, com apoio da Pavan Zanetti, Piovan, Romi e Wortex Máquinas.
    Ainda na área de reciclagem, uma das atrações é a Muzzicycles, fabricante de bicicletas com quadro feito de plástico. A empresa demonstra em seu estande o processo de montagem, os diferentes modelos de quadros e as bicicletas prontas. Uma delas fica exposta no estande do Recicla Plástico Brasil.

Incentivo às Exportações

Importadores de diversos países interessados na tecnologia e competitividade das máquinas e acessórios para a cadeia produtiva do plástico participam da 1ª Rodada Internacional de Negócios que acontece durante a Plástico Brasil, a convite do Programa Brazil Machinery Solutions. Trata-se de uma ação de promoção comercial, denominada Projeto Comprador, organizada pelo Programa BMS, fruto da parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ).

A partir de dados disponibilizados pelas empresas brasileiras, como mercados escolhidos e produtos ofertados, consultores especializados em matchmaking internacional fizeram o cruzamento de informações e identificaram compradores em diversos países que têm interesse nos produtos.

Participam das Rodadas 10 compradores de 8 países: Argentina, Colômbia, Costa Rica, Egito, Estados Unidos, Índia, México e Rússia. A ação tem como objetivo principal potencializar o contato e as negociações entre fabricantes brasileiros e compradores estrangeiros do setor. As reuniões acontecem em um espaço exclusivo para a ação, ao longo dos dias 21 e 22 de março.

Pavilhão

Inaugurado em maio de 2016, o São Paulo Expo é um moderno centro de exposições, com 90 mil m2 de área de exposição, pavilhões climatizados e mais de 5 mil vagas de estacionamento (4,5 mil cobertas), localizada a 850 metros do metrô Jabaquara, 10 minutos do aeroporto de Congonhas e fora do perímetro de restrição municipal (rodízio) de veículos de passeio e de carga. Os visitantes que usam transporte público contam com traslado gratuito de ida-e-volta para o evento a partir da estação Conceição do Metrô e do aeroporto de Congonhas.

Serviço:

PLÁSTICO BRASIL – Feira Internacional do Plástico e da Borracha
Data: 20 a 24 de março de 2017
Horário: Das 10h às 19h
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – São Paulo – SP)
Iniciativa: ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química.
Promoção e organização: Informa Exhibitions
http://www.plasticobrasil.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plástico Brasil

Curta nossa página no

Indústria 4.0: Seminário Internacional na Plástico Brasil fornece soluções práticas para empresas

17/03/2017

Palestras serão apresentadas no dia 20 de março, primeiro dia da feira, por especialistas nacionais e internacionais da VDMA – Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas. As inscrições estão abertas.

Linhas de produção em que sistemas inteligentes colocam máquinas para interagir com outras máquinas;  dispositivos que alertam para a tomada de ações;  informação processada e distribuída em tempo real entre subsidiárias separadas por um oceano de distância. A configuração produtiva conhecida como “Indústria 4.0” parecia obra de ficção científica há poucos anos; , hoje ela é uma realidade cada vez mais próxima dos fabricantes brasileiros.

A Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, de 20 a 24 de março, no São Paulo Expo, irá realizar o “Seminário Internacional Plástico Brasil – Rumo à Indústria 4.0” no dia 20, a partir das 13h30.

As palestras serão apresentadas por especialistas nacionais e internacionais da VDMA, a associação que representa os fabricantes de máquinas na Alemanha, um dos países mais avançados na implantação da Indústria 4.0.
Realizada pela ABIMAQ e VDMA, a iniciativa visa principalmente oferecer aos visitantes da Plástico Brasil – transformadores e profissionais da indústria do plástico, que atendem e atuam em diversos segmentos – uma melhor compreensão sobre as novas aplicações e soluções práticas dentro do escopo da Indústria 4.0.  As palestras acontecem no mezanino do São Paulo Expo e a inscrições podem ser feitas pelo link http://plasticobrasil.com.br/pt/a-industria-do-plastico-rumo-a-industria-40. O investimento é de R$ 80 para associados da ABIMAQ, ABIQUIM e VDMA e R$ 120 para demais interessados.

Programação:

Dia 20 de março
13h30: Abertura – Moderador: Paulo Roberto dos Santos, da Zorfatec
13h45: Keynote Speaker Internacional: Global Trends for Plastics and Rubber Machinery (Tendências Globais para Plásticos e Máquinas de Borracha), por Thorsten Kü, Diretor Executivo da Câmara de Máquinas para Indústria do Plástico e da Borracha, VDMA – Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas
14h25: Palestra: Máquinas para Plásticos e a Indústria 4.0, por Paulo Garrido, Chefe da Engenharia de Aplicação de Máquinas para Plásticos da Indústrias Romi
14h45: Palestra: Plástico Verde – Manufatura Aditiva, por Everton Simões Van Dal, da Braskem
15h30: Keynote Speaker Internacional: Standardisation as the Key for Industry 4.0 (Padronização como Chave para Indústria 4.0), por Harald Weber, Gerente de Tecnologia, VDMA – Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas
16h10: Palestra: Internet das Coisas
16h35: Palestra: Novo Perfil do Profissional da Indústria 4.0, por Osvaldo Maia, Gerente de Inovação e de Tecnologia do Senai São Paulo
17h: Perguntas dos participantes
17h30: Encerramento

A Feira Plástico Brasil é uma iniciativa da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e da ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química, com organização e promoção da Informa Exhibitions, a Plástico Brasil será palco de avanços tecnológicos e tendências globais dos  segmentos que compõem a cadeia produtiva do plástico: instrumentação, controle e automação, máquinas, equipamentos e acessórios, moldes e ferramentas, produtos básicos e matérias-primas, reciclagem, resinas sintéticas, serviços e projetos técnicos e outros. O evento vai receber uma visitação de transformadores e profissionais da indústria do plástico, que atendem e atuam em diversos segmentos, como construção civil, automóveis e autopeças, agricultura, móveis, eletrônicos, instrumentos médicos, vestuário e calçados e eletrodomésticos, entre outros.

Serviço: PLÁSTICO BRASIL – Feira Internacional do Plástico e da Borracha
Data: 20 a 24 de março de 2017
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Realização: ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química.
Promoção e organização: Informa Exhibitions
Patrocínio Oficial: Romi

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plástico Brasil

Curta nossa página no

Eficiência energética como diferencial competitivo é tema de seminário na Plástico Brasil

11/03/2017

Realizado pela ABIMAQ, encontro acontece no quarto dia feira, 23 de março, e apresenta soluções para um tema essencial à redução dos custos operacionais das indústrias e ao uso racional dos recursos naturais. As inscrições estão abertas

A Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, que acontece de 20 e 24 de março, no São Paulo Expo, vai sediar o Seminário Eficiência Energética como Diferencial Competitivo. Realizado pela ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, o seminário visa apresentar as soluções mais atuais sobre um tema relacionado não só à redução dos custos operacionais das indústrias – essencial em tempos de retração da atividade econômica –, mas também ao uso racional dos recursos naturais.

Especialistas e representantes de grandes empresas vão comentar cases e práticas adotadas em indústrias do setor de plásticos e borracha. As palestras acontecem no dia 23 de março no mezanino do São Paulo Expo, e a inscrições podem ser feitas pelo link http://plasticobrasil.com.br/pt/seminario-eficiencia-energetica. O investimento é de R$ 80 para associados da ABIMAQ, ABIQUIM e VDMA e R$ 120 para demais interessados.

Confira a programação:

Dia 23 de março

  • 14h: Abertura
  • 14h20: Palestra: A Qualidade no Mercado de Eficiência Energética, por Alexandre Sedlacek Moana, Presidente da ABESCO –  Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia
  • 14h45: Palestra: ISO 50001 – A Norma de Gestão de Energia na Indústria de Plásticos, por Edgard Dutra, Diretor Comercial da Metaplan Equipamentos Ltda
  • 15h10: Palestra: Soluções e Cases do Setor Plástico, por Sidnei Amano, Coordenador do CNEE – Centro de Negócios de Eficiência Energética da Weg Equipamentos Elétricos S/A – Região Sudeste
  • 15h35: Palestra: Eficiência Energética na Produção de Plásticos, por Cristiano dos Santos Gonçalves, Diretor Industrial da Schneider Electric Brasil Ltda
  • 16h: Palestra: Benefícios da Cogeração nas Indústrias de Borracha, por Oliver Jones, Engenheiro Novos Produtos da Ecogen Brasil Soluções Energéticas S.A.
  • 16h25: Perguntas dos participantes
  • 16h45: Encerramento

A Feira Plástico Brasil é uma iniciativa da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e da ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química, com organização e promoção da Informa Exhibitions, a Plástico Brasil será palco de avanços tecnológicos e tendências globais dos  segmentos que compõem a cadeia produtiva do plástico: instrumentação, controle e automação, máquinas, equipamentos e acessórios, moldes e ferramentas, produtos básicos e matérias-primas, reciclagem, resinas sintéticas, serviços e projetos técnicos e outros. O evento vai receber uma visitação de transformadores e profissionais da indústria do plástico, que atendem e atuam em diversos segmentos, como construção civil, automóveis e autopeças, agricultura, móveis, eletrônicos, instrumentos médicos, vestuário e calçados e eletrodomésticos, entre outros.

Serviço: PLÁSTICO BRASIL – Feira Internacional do Plástico e da Borracha
Data: 20 a 24 de março de 2017
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Realização: ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química.
Promoção e organização: Informa Exhibitions
Patrocínio Oficial: Romi

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plástico Brasil

Curta nossa página no

Abimaq e Abiquim firmam parceria para realização da Feira Plástico Brasil

21/12/2015

PlasticoBrasil

A Abimaq e a Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química assinaram acordo de parceria entre as entidades para a realização da Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha. O apoio foi oficializado durante o evento de apresentação da Feira Plástico Brasil, na sede da Abiquim, em que estiveram representantes de empresas associadas, os presidentes da Abimaq, da Abiquim e da organizadora do evento, Informa Exhibitions.

A Plástico Brasil, que acontece de 20 a 24 de março de 2017, será palco de avanços tecnológicos e tendências globais dos diversos segmentos que compõem a cadeia produtiva do plástico.

Fernando Figueiredo, presidente-executivo da Abiquim, ressaltou que a entidade tem como tradição apoiar as principais feiras do setor e que a proposta da Plástico Brasil, em um ambiente inovador, vem ao encontro das necessidades do segmento.

Para Carlos Pastoriza, presidente do Conselho de Administração da Abimaq, ter a Abiquim como parceira na realização da feira é de extrema importância, vista a relevância deste segmento no evento. O presidente do Informa Group, Marco Basso, recordou que é tendência mundial que as entidades representativas sejam as realizadoras dos eventos dos seus segmentos.

Ao reunir toda a cadeia industrial do plástico, a Plástico Brasil nasce com a missão de alavancar o desenvolvimento da indústria de máquinas, equipamentos e acessórios, e estimular a realização de negócios com compradores do Brasil e do exterior que buscam novidades, tendências e inovações para as mais variadas aplicações.

A diretora da feira, Liliane Bortoluci, apresentou o status da organização e da divulgação do evento, que conta com o apoio das principais mídias e entidades do setor, inclusive da Euromap – organização europeia que reúne as associações da cadeia do plástico, que apóia exclusivamente o evento na América Latina.

A parceria entre as entidades fortalecerá o evento e contribuirá para o desenvolvimento de toda a cadeia da indústria do plástico. A Abiquim integra o Conselho Gestor da feira e as empresas associadas participarão do Comitê de Expositores, atuando junto à organizadora na realização da Plástico Brasil.

Fonte: Abimaq

Curta nossa página no

Presidente da Abimaq traça panorama do mercado de bens de capital em Reunião-Jantar do Simplás

20/07/2015

Setor liderado por Carlos Pastoriza responde por quase 350 mil empregos diretos em todo o país

Presidente da ABIMAQ, Carlos Pastoriza

Presidente da ABIMAQ, Carlos Pastoriza

À frente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Carlos Pastoriza representa um segmento de aproximadamente 9 mil empresas (cerca de 1,5 mil delas associadas à entidade) que geram 346,8 mil postos de trabalho em todo o país.  Embora o setor tenha registrado receita líquida de R$ 94,4 bilhões em 2014, o número de vagas no setor reduziu-se em 23,5 mil entre junho de 2014 e maio de 2015. Para traçar o mais atualizado panorama do mercado de bens de capital,  Pastoriza estará em Caxias do Sul (RS) no dia 27 (segunda-feira). O empresário será o palestrante da Reunião-Jantar do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), a partir das 20h, na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC).

O dirigente estava no grupo de empresários dos setores petroquímico, farmacêutico, siderúrgico, agropecuário e de indústria pesada, que, no fim de junho, teve um encontro com a Presidenta Dilma Rousseff nos EUA, a fim de discutir novas estratégias comerciais para os produtos nacionais em solo norte-americano. Pastoriza apelou por garantias à competitividade.

“Não podemos ter esse acanhamento. O BNDES está sendo massacrado, quando é um instrumento de desenvolvimento do nosso país”, declarou na ocasião.

Mais recentemente, o presidente da Abimaq acompanhou de perto as negociações entre governo federal, indústrias e centrais de trabalhadores que resultaram no emergencial Plano de Proteção ao Emprego (PPE). A iniciativa prevê a redução em até 30% da jornada de trabalho, com redução proporcional de salários dos trabalhadores em períodos de crise, por no máximo um ano. O governo se propõe a complementar metade da redução da renda do funcionário com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), reduzindo a perda do empregado a 15% dos seus salários. A contrapartida do governo não será superior a R$ 900,84, o equivalente a 65% do maior benefício do seguro-desemprego.

“O grau de adesão dependerá da realidade de cada empresa e de saber se ela tem fôlego para manter os empregos até 2016”, relatou o executivo ao jornal Folha de São Paulo.

Já no início de julho, passou pelo presidente da Abimaq a renovação de uma parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) até 2017. O Programa Brazil Machinery Solutions que visa à promoção das exportações brasileiras de máquinas e equipamentos e ao fortalecimento da imagem do Brasil como fabricante de bens de capital mecânico, exportou US$ 1,2 bilhão em 2014.

“Temos um desafio enorme pela frente, que é o de colocar o Brasil em outro patamar, pelo menos em paridade com o mercado mundial. Temos a missão de mudar totalmente o número de apenas 1,2% no gráfico de exportação para o mundo”, concluiu Pastoriza.

Sobre o Simplás: O Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) representa mais de 500 empresas de transformação que geram acima de 13 mil empregos diretos em oito municípios (Caxias do Sul, Coronel Pilar, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Nova Pádua, São Marcos e Vale Real), com estimativa de faturamento anual superior a R$ 4 bilhões.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Simplás

Curta nossa página no

ABIMAQ anuncia oficialmente suas feiras nos segmentos de Plásticos, Metalmecânica e Máquinas-Ferramenta

20/05/2015

 A ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – anunciou oficialmente na quinta-feira (14/05) a realização de três importantes exposições que englobam segmentos altamente relevantes na economia brasileira: metalmecânica, máquinas-ferramenta e plásticos. A ação, que segundo a ABIMAQ se alinha à tendência mundial de um modelo de feiras próprias de entidades, terá a organização da BTS Informa, e será realizada no São Paulo Expo, que promete ser o mais moderno centro de exibições e convenções da América Latina.

O primeiro dos três eventos, a FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos -, acontecerá de 2 a 6 de maio de 2016 e estima trazer mais de 2 mil marcas expositoras voltadas tanto para as áreas de produção quanto manutenção da indústria em geral, fazendo da exposição uma plataforma ideal para lançar produtos, gerar negócios e divulgar marcas e serviços voltados ao público do setor industrial.

Já as outras duas exposições promovidas pela ABIMAQ ocorrerão em 2017. Entre 20 e 24 de março, será realizada a Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha -, que promoverá o desenvolvimento tecnológico e econômico da cadeia industrial do plástico e da borracha. Dois meses depois, entre 8 e 12 de maio, será a vez da Expomafe – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial – abrir as portas e posicionar o setor como base essencial da cadeia produtiva.

“Estamos deixando de ser clientes para nos firmarmos como organizadores, com total controle para traçar estratégias em defesa dos setores”, celebra José Velloso Dias Cardoso, presidente executivo da ABIMAQ.

Os três eventos serão realizados no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center. Localizado na capital paulista, o local promete se consolidar como o maior e mais moderno centro de exposições do Brasil. Conta com pavilhão totalmente novo com 90 mil m2 de área de exposição, ambiente climatizado, mais de 5 mil vagas de estacionamento (4,5 mil cobertas) e localização estratégica: 850 metros do metrô Jabaquara, a 10 minutos do aeroporto de Congonhas e com acesso rápido aos principais hotéis da região.

Fonte: Abimaq

Curta nossa página no

Abimaq anuncia realização de feiras próprias

15/04/2015

Com apoio de 32 câmaras setoriais, que representam o universo dos fabricantes de máquinas e equipamentos do país, a ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos vai promover três importantes feiras nos segmentos de metalmecânica, máquinas-ferramenta e plástico. Segundo a entidade, a decisão segue tendência mundial de um modelo onde as entidades de classe são as realizadoras de feiras de seus respectivos setores. Os eventos ocorrerão no São Paulo Expo – Exhibition & Convention Center.

Com a iniciativa, a ABIMAQ deixa de apoiar, a partir de 2016, as feiras FEIMAFE, da MECANICA e FEIPLASTIC. “Há décadas a ABIMAQ sonha em ter suas próprias feiras. Estamos conseguindo colocar esse projeto de pé e fazendo história”, celebra Carlos Pastoriza, presidente do Conselho de Administração da entidade. A apresentação dos projetos de realização da Feimec – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, Expomafe– Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial e Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, foi feita em um grande evento dia 9 de abril na sede da ABIMAQ, para plateia de cerca de 400 expositores.

“Estamos deixando de ser clientes para sermos organizadores, com total controle para traçar estratégias em defesa dos setores”, argumenta José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ. Segundo ele, que usa o exemplo de sucesso da Agrishow, promovida pela ABIMAQ – alavanca R$ 2,5 bilhões ao ano -, ter a feira nas mãos não é apenas realizar um evento de negócios. “Queremos o setor em evidência, com relevância política.”

Segundo Velloso, “entre as vantagens para as empresas associadas exporem nas feiras da ABIMAQ estão a melhor infraestrutura do pavilhão, a redução dos custos de montagem, a força da entidade, condições especiais de financiamento durante os eventos, alianças estratégicas com órgãos governamentais e institucionais e ações do projeto ABIMAQ-Apex”. De acordo com a Abimaqu, com a realização marcada para maio de 2016 no setor metal mecânico e, em 2017, a de máquinas-ferramenta e plástico, as feiras terão a ganhar também em matéria de logística, infraestrutura e conforto para expositores e convidados ao optar pelo projeto do São Paulo Expo em vez do Pavilhão de Exposição do Anhembi.

O São Paulo Expo – Exhibition & Convention Center terá pavilhão totalmente novo com 90 mil metros quadrados, ambiente climatizado, garagem para 5.000 veículos (4.500 vagas cobertas) e localizado próximo ao aeroporto de Congonhas, Metrô, rodovia dos Imigrantes e Rodoanel. O São Paulo Expo está recebendo investimentos da ordem de R$ 300 milhões.

No lançamento das três feiras na sede da ABIMAQ, empresas consideradas âncoras confirmaram reserva de espaço. O vice-presidente das Indústrias Romi, William dos Reis, endossa a decisão da ABIMAQ e confirma a participação nos eventos, por ter produtos endereçados aos três mercados. A Pavan Zanetti, de acordo com Newton Zanetti, diretor Comercial da empresa fabricante de sopradoras e injetoras para plásticos, participará da Plástico Brasil com a certeza de ter feito uma escolha acertada em termos de logística, infraestrutura do evento, conforto e proximidade com a rede hoteleira da região do São Paulo Expo. ”Não dá mais para descarregar máquinas gigantescas na madrugada por conta do rodízio, isso sem contar o acesso impossível ao Anhembi”, pondera.

A ABIMAQ optou por contratar como parceira para a realização dos eventos a  BTS Informa, empresa integrante do Informa Group, um dos maiores organizadores de feiras e conferências do mundo. “Nossa parceria com a ABIMAQ na Agrishow dura três anos e é muito bem-sucedida”, observa Marco Basso, presidente da BTS Informa para a América Latina. A BTS possui conhecimento das feiras da ABIMAQ, além de realizar eventos como Agrishow, Revestir, Fispal Tecnologia, Fispal Food Service, ABF Franchising Expo, entre outras.

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos foi fundada em 1975, com o objetivo de atuar em favor do fortalecimento da Indústria Nacional, mobilizando o setor, realizando ações junto às instâncias políticas e econômicas, estimulando o comércio e a cooperação internacionais e contribuindo para aprimorar seu desempenho em termos de tecnologia, capacitação de recursos humanos e modernização gerencial.

Estruturada nacionalmente com escritórios e sedes regionais distribuídos pelo País, a ABIMAQ representa atualmente cerca de 7.500 empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital mecânicos, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais. Muito além da representação institucional do setor, a ABIMAQ tem a sua gestão profissionalizada e as suas atividades voltadas para a geração de oportunidades comerciais para as suas associadas, agindo como Agência de Desenvolvimento da Indústria Brasileira de Máquinas e Equipamentos.

A BTS Informa ocupa a segunda posição no ranking das maiores promotoras de feiras de negócios no Brasil e é a principal promotora de eventos para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas da América Latina. Detentora de um portfólio diversificado, atua nos mais variados setores da economia. É Parte do Informa Group, provedor mundial de informação especializada e serviços para comunidades acadêmica e científica, profissional e empresarial.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Abimaq

Curta nossa página no

FEIPLASTIC aposta na modernização do parque industrial brasileiro

01/04/2015

Segundo a Abimaq, entidade apoiadora da feira, a média de idade de maquinário brasileiro é de 17 anos. Equipamento com essa idade é de 30% a 40% menos eficiente

Feiplastic_LogoA preocupação com eficiência energética tornou-se uma das mais importantes discussões do setor industrial no Brasil. Com o crescente problema de racionamento de água no Estado de São Paulo, e questões de gerenciamento de energia elétrica em todo país, é necessária uma indústria moderna e com uso inteligente de recursos naturais.

Para tanto, empresários e entidades como a Abimaq – Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos –  esperam movimento positivo de negócios este ano por conta da realização da próxima Feiplastic – Feira Internacional do Plástico, organizada pela Reed Exhibtions Alcantara Machado. A feiras acontece de 4 a 8 de maio próximo. O evento têm o apoio da Abimaq.

Gino Paulucci Jr., presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Acessórios para a Indústria do Plástico, da Abimaq, defende que “um dos pontos mais críticos hoje, na indústria de transformação, é a média da idade das máquinas utilizadas no Brasil. Temos um levantamento na Abimaq que mostra que a média da idade das máquinas que compõe o parque industrial brasileiro é de 17 anos. Apenas para exemplo, máquinas para plástico com estas características de tempo de uso e idade da tecnologia empregadas nas mesmas, consomem de 30 a 40% a mais de energia que as máquinas produzidas com os atuais conceitos tecnológicos”.

No mundo e no Brasil não é diferente, busca-se sempre maior eficiência energética. Essa é a avaliação de Paulucci Jr.. “Nossas máquinas devem transformar ou produzir uma unidade de algum produto com cada vez menos consumo de energia, em menos tempo, com mais qualidade e mais rápido. Só existe uma maneira de atingirmos esses objetivos: com máquinas modernas e novas. As máquinas fabricadas no Brasil, possuem todos esses atributos e, portanto, estamos preparados e temos atendido a demanda advinda da modernização, sempre necessária”

A opinião é semelhante a de seu colega de entidade e presidente da Câmara Setorial de Máquinas Ferramentas e Sistemas Integrados de Manufatura da Abimaq, Henry Goffaux. Ele acredita que a questão hídrico-energética “tem que ser uma motivação, porque na verdade há muitos anos as máquinas-ferramenta são produzidas com motores de alta eficiência. Máquinas paradas entram em hibernação, por exemplo. Mas a única alternativa é a troca por máquinas mais modernas, mas aqui o estoque de máquinas usadas é antigo e muito grande”. Para o empresário, o aumento da tarifa de energia é um dos maiores problemas.

“Possuir melhores e mais modernas formas de produção também melhora a condição da empresa brasileira perante seus concorrentes internacionais. As melhorias trazem não somente economia, mas são muito importantes no atual contexto de aumento de custos e riscos de escassez e racionamento de insumos como água e energia”, concorda o presidente da Abiplast – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, José Ricardo Roriz Coelho. Ele ainda aponta vantagens do trabalho com o plástico. “Uma característica que define bem o produto plástico é sua versatilidade. Além de 100% reciclável, é utilizado nas mais diversas aplicações e praticamente todos os segmentos econômicos utilizam soluções em plástico. Podemos citar as embalagens para alimentos feitas em plástico, com propriedades de barreira, resistência, leveza, flexibilidade e potencial para inovação em design. Também os produtos automotivos plásticos, que garantem importante substituição de peso final do carro, ou não tecidos, utilizados no ramo hospitalar”. A Abiplast é uma das entidades parceiras da Feiplastic 2015.

Serviço:

Feiplastic – Feira Internacional da Indústria do Plástico
Data: 4 a 8 de maio de 2015
Horário: 11h às 20h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
http://www.feiplastic.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa da Feiplastic

Curta nossa página no

Projeções da Abiplast apontam para queda nas vendas

30/05/2011

Fonte: VALOR / Abiplast