Construção civil e agricultura aderem às soluções em resinas plásticas

Indústria explora novas matérias-primas para ganhar agilidade e poupar recursos naturais

No momento em que a “Economia Verde” está na pauta das empresas, surge em praticamente todos os setores econômicos o desafio de aliar competitividade à sustentabilidade. Resinas plásticas, como polietileno, polipropileno e PVC, têm sido grandes aliadas na substituição de produtos tradicionalmente utilizados nesse setor, devido a características como maior durabilidade, menor peso e impacto ambiental reduzido, além de ganhos de produtividade.

Construção civil e agricultura são segmentos que vem investindo em produtos com novas composições para garantir um desenvolvimento mais sustentável e atender a uma demanda crescente por produtos com diferenciais técnicos e ambientais. Neste cenário, a tecnologia tem contribuído no lançamento de novos produtos e o plástico se apresenta como uma fonte de soluções.

“O portfólio de produtos que lançamos nos últimos anos demonstra o trabalho de nosso Centro de Tecnologia e Inovação para se manter à frente das tendências do mercado e encontrar soluções inteligentes para os desafios dos nossos Clientes”, diz Luciano Guidolin, vice-presidente da Unidade de Poliolefinas da Braskem.

Até mesmo produtos já usados, como o PVC, começaram a ganhar aplicações diferentes. Em novembro do ano passado, Global Housing, DuPont e Braskem firmaram parceria inédita para lançar no mercado brasileiro um novo conceito para construção residencial e comercial usando como base o PVC. Apresentada como ‘Casa de Concreto PVC’, a tecnologia representa uma forma inovadora e rápida para construir, em escala industrial, diferentes tipos de edificações. O sistema proporciona a redução em perdas por entulho e desperdício de materiais, como a madeira, muito utilizada na construção civil.

As telhas também estão sendo produzidas com o PVC. Além dos diferenciais técnicos, inerentes à resina, como resistência a agentes químicos, leveza e durabilidade, as telhas de PVC se mantêm estáveis às tempestades, granizos e outras intempéries.

Assim como o PVC, o polipropileno também é utilizado como sistema construtivo. Exemplo dessa tecnologia é o hotel Vale das Nuvens, em Guaramiranga. O hotel, de alto padrão, é todo feito com essa tecnologia (www.valedasnuvens.com.br).

O emblemático caso do pallet

Para a maioria das pessoas, a madeira é uma matéria-prima sustentável, por ser de origem vegetal e, portanto, de fácil degradação. Mas nem sempre a madeira é a solução mais sustentável do ponto de vista ambiental e econômico. Um pallet de madeira pesa em torno de 30 quilos. Sua vida útil é relativamente curta e depende do seu uso. Um pallet de polipropileno pesa apenas 3 quilos, tem a mesma capacidade e tem vida útil bem superior à da madeira. Um caminhão consegue carregar um número bem maior de pallets de plástico, o que significa tremenda economia de combustível e emissões de monóxido de carbono. Esse é um dos exemplos mais claros de união entre redução de custos, maior produtividade e menor impacto ambiental.

Origem renovável

O mundialmente reconhecido plástico verde, polietileno produzido pela Braskem a partir do etanol de cana-de-açúcar e que captura CO2 da atmosfera em seu processo produtivo, também fez sua estreia no mercado da construção neste ano. O produto está sendo utilizado pela Tigre na fabricação da nova linha de grelhas, que passa a ser chamada de Grelha Ecológica Tigre. A resina também é utilizada desde novembro de 2011 nos cabos elétricos Afumex Green, produzidos pela Prysmian.

Saneamento

O plástico também está sendo usado para conferir mais agilidade e qualidade em obras de saneamento pelo Brasil. Os poços de visita, conhecidos tradicionalmente como bueiros, feitos de polietileno, estão sendo produzidos com tecnologia moderna, tornando as tarefas de instalação e manutenção mais simples, econômicas e ecologicamente corretas. Uma das características dos poços de visita de polietileno é a durabilidade, já que possuem excelente resistência à quebra sobre pressão e resistência de impacto. Com isso, estão menos sujeitos a fissuras e orifícios que levam ao vazamento, evitando contaminações do solo.

Agricultura

Na agricultura, entre os recursos que já usados estão os agrofilmes. Com sua utilização, o agricultor consegue evitar a proliferação de vírus e pragas, controlar a temperatura, a disseminação de luz e de calor, entre outras tantas variáveis climáticas. A cobertura plástica também protege o solo, contribuindo para restringir a aplicação de agroquímicos, inibir o crescimento de ervas daninhas, erosão e diminui a perda de adubo. Todas estas vantagens são traduzidas em menor custo, maior produtividade e qualidade dos produtos.

Entre os lançamentos mais recente no mercado brasileiro estão os Silos Bolsa que chegam para solucionar o problema de escassez de silos para armazenamento da safra. Trata-se de grandes bolsas feitas com polietileno e que podem armazenar cerca de 200 toneladas de grãos, não precisam de nenhum tipo de estrutura física como suporte e são facilmente manuseadas na hora do carregamento.

Fonte: Braskem

 

Curta nossa página no

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: