Posts Tagged ‘Vitopel’

Bemis divulga vencedores de Prêmio para fornecedores de Embalagens

01/05/2018

Durante o evento, a Bemis lançou os Selos Diamante e Ouro, reconhecendo os premiados

Em um café da manhã na Amcham em São Paulo, a Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, premiou os melhores fornecedores do Ano I do seu programa de relacionamento SUPERAR, com vencedores Diamante e Ouro.

Para o Diamante, o vencedor foi a Vitopel. Enquanto que na categoria Ouro, foram sete vencedores em diferentes categorias:

  • Matéria Prima Alumínio: CBA
  • Matéria Prima Filmes Plásticos: Vitopel
  • Matéria Prima Papel & Cartão: Munksjo
  • Matéria Prima Químicos: Flint
  • Matéria Prima Resinas: Braskem;
    Material Indireto Caixas de Papelão e Tubetes: Klabin
  • Serviços Fretes: CCA.

Lançado em 2016 pela Bemis, o programa é inédito no mercado de Embalagens em que atua e visa estreitar o relacionamento da Bemis com seus fornecedores, reconhecendo a importância deste elo na operação, como um diferencial competitivo.

Segundo Lisandra Salgueiro, Diretora de Compras da Bemis Latin America, o ano I foi marcado pelo aprendizado mútuo. “É extremamente gratificante perceber o nível de envolvimento de muitos fornecedores. Nossa expectativa no ano II é continuar buscando o sucesso sustentado através da excelência no nível de serviço, qualidade e ganhos de competitividade na cadeia de fornecimento”, diz a executiva.

Divididos em três categorias: matéria-prima (alumínio, filmes plásticos, papel & cartão, químicos e resinas), materiais indiretos (caixas de papelão e tubetes) e serviços (fretes), 26 fornecedores foram avaliados trimestralmente de acordo com indicadores das áreas de Logística, Qualidade, Comercial, e Pesquisa e Desenvolvimento.

A Bemis é uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo. Com sede em Neenah, Wisconsin (EUA), a companhia atende aos mercados de alimentos, bebidas, cosméticos, farmacêuticos, higiene pessoal, limpeza doméstica, médico-hospitalares e pet food com embalagens flexíveis, rígidas, cartonadas e tubos laminados. A companhia conta com 16 mil funcionários em 58 unidades, localizadas em 12 países nas Américas do Norte e Latina, Europa e Ásia-Pacífico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bemis

Curta nossa página no

Anúncios

Vitopel leva sua linha de filmes flexíveis e Vitopaper® para a feira Andina-Pack 2011

04/11/2011

A Vitopel, uma das maiores empresas do mundo na produção de filmes flexíveis para embalagens para alimentos e bebidas, pet foods, fitas, rótulos, etiquetas e gráficas, participará da 11ª edição da Andina-Pack, em Bogotá, Colômbia, entre os dias 8 e 11 de novembro.

A empresa levará ao evento toda sua linha de produtos e desenvolvimentos, além do Vitopaper®, papel sintético desenvolvido pela Vitopel com tecnologia 100% nacional, resultado da reciclagem de diversos tipos de plásticos.

Presente em mais de 25 países, a Vitopel já comercializa seus filmes na Colômbia, onde busca novos contatos. “Trata-se de um importante canal para o plástico do Brasil e pretendemos ampliar negócios na região”, afirma Dirceu Varejão, diretor comercial da Vitopel.

A Colômbia está entre as cinco maiores economias da América Latina, juntamente com Brasil, México, Argentina e Peru. Setores como de  mineração, petróleo, indústria e o comércio impulsionam a economia local.  No ano passado, o país registrou PIB de US$ 283,11 bilhões e a projeção do governo é de que sua economia cresça 5% em 2011. Em sua última edição, em 2009, a Andina Pack reuniu mais de 700 expositores e cerca de 20 mil visitantes.

Sobre a Vitopel – Com capacidade produtiva de 120 mil toneladas de filmes flexíveis, a Vitopel conta com três unidades, duas no Brasil (Mauá e Votorantim, no Estado de São Paulo) e uma em Totoral (Argentina). Na unidade de Votorantim, conta com o maior Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da América Latina onde desenvolve inovações que já renderam patentes mundiais à empresa e também criou o Vitopaper®.  Com presença global e escritórios no Brasil, Estados Unidos e Argentina, a empresa exporta para países da América Latina e América Central, Europa e África.

Fonte: M.Free /Vitopel

Empresas brasileiras buscam soluções sustentáveis para garantir mercado externo

02/03/2011

Bioplásticos, plásticos à base de etanol e resinas biodegradáveis. Esses termos estão se tornando cada vez mais comuns no universo das empresas, especialmente daquelas que atuam em nível internacional.

“A cada feira que participamos, percebemos que o interesse mundial por produtos sustentáveis se torna maior, o que mostra a necessidade das empresas desenvolverem um novo portfólio, voltado a essa demanda”, afirma Cristina Sacramento, especialista em filmes flexíveis do Programa Export Plastic.

Seguindo essa tendência, algumas empresas associadas ao Programa já disponibilizam para seus clientes opções de materiais sustentáveis. A Cromex, fabricante de masterbatches, é uma delas. A empresa desenvolveu linhas de cores e de aditivos para serem usados em polietileno (PE) verde – de fonte renovável, e para resinas biodegradáveis fabricadas a partir de uma base de ácido poliláctico (PLA), derivado de plantas.

O PE Verde é uma resina produzida a partir do etanol de cana-de-açúcar, desenvolvido pela fabricante brasileira de resinas Braskem. Além de renovável, cada tonelada de PE Verde produzida contribui com a absorção de 2,5 toneladas de CO2 da atmosfera. Já o PLA é um bioplástico que, em condições de compostagem (umidade de 80% e temperatura constante maior que 60ºC), se decompõe num período de três a quatro meses.

Esses insumos são destinados especialmente às indústrias automobilística, de brinquedos, cosméticos e higiene pessoal, embalagens, entre outras. Essas indústrias demandam cada vez mais produtos com reduzido impacto ambiental, tanto em seu processo produtivo quanto em seu descarte.

Além de inovação para gerar menos impactos na produção, o mercado da sustentabilidade também pede que os materiais possam ser reaproveitados, reduzindo o volume de matérias-primas necessário para o próprio processo produtivo e a quantidade de resíduos descartados. Neste sentido, a Vitopel desenvolveu um papel sintético fabricado a partir de diversos tipos de plásticos reciclados, coletados no pós-consumo – embalagens, rótulos, tampas de garrafas e sacolas plásticas, por exemplo. Com 850 quilos de plásticos retirados do lixo, a empresa fabrica uma tonelada do papel sintético.

O resultado é um material de alta qualidade visual, de textura agradável ao toque e extremamente resistente (não rasga e nem molha). Além disso, é 100% reciclável no final de sua vida útil.

Com a atenção mundial voltada às questões de sustentabilidade, produtos que atendam requisitos como uso de matérias primas renováveis e recicladas, geração de menos impactos ambientais em sua produção e disposição e possuir um bom potencial de reciclabilidade têm obtido um maior espaço no mercado e os transformadores brasileiros estão de olho na nova tendência.

Fonte: Boletim Export Plastic

Vitopel leva tecnologia e inovação para embalagens plásticas para a Embala Nordeste.

25/08/2010

A empresa abordará a importância das embalagens na competitividade dos produtos.

A Vitopel, terceira maior produtora mundial de filmes flexíveis, participará da Embala Nordeste – V Feira Internacional de Embalagens e Processos Industriais, que acontecerá no Recife, nos dias 23 a 26 de agosto, no Centro de Convenções de Pernambuco. Durante o evento, a empresa abordará os benefícios da aplicação do filme flexível de BOPP nas  embalagens, considerando aspectos de proteção ao produto, aparência, produtividade e sustentabilidade. Segundo José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Vitopel, mercadorias embaladas ganham competitividade. “Ainda mais quando as embalagens aliam inovação e tecnologia para melhor preservação dos produtos, assim como para destacá-lo entre seus concorrentes nas prateleiras, e gerar sustentabilidade, com o menor impacto ambiental, tanto na produção, quanto no pós-consumo”, afirma o executivo.

Os filmes de BOPP conferem às embalagens todos esses benefícios. Régis Sá, especialista em Marketing e Inteligência de Mercado da Vitopel, que no evento ministrará a palestra “BOPP rompendo fronteiras em novas tecnologias e mercados”, complementa: “a tecnologia aplicada nesse tipo de material resulta em maior resistência à umidade e às variações de temperatura, aumentando a proteção à mercadoria embalada e seu tempo de vida, além de ser um material 100% reciclável e de espessura reduzida – o que representa menor quantidade de produto a ser descartado.”

A empresa vai expor na feira toda a sua linha de produtos, diferentes tipos de filmes flexíveis com tecnologia BOPP – metalizado, mate e transparente – aplicados em rótulos, embalagens de biscoitos, salgadinhos, pet food, na indústria gráfica, entre outros. Segundo Roriz Coelho, a participação da Vitopel na Embala Nordeste reitera a presença da empresa neste crescente mercado. “Consolidando uma forte expansão de consumo, o Nordeste se transformou em uma das regiões brasileiras com amplas oportunidades para fornecedores de embalagens e serviços”, conclui o executivo.

A Vitopel também levará à Embala Nordeste o Vitopaper®, papel sintético, feito com vários tipos de plásticos do pós-consumo (embalagens, tampinhas, rótulos, sacolinhas plásticas, entre outros). O resultado é um produto semelhante ao papel couchê, que não molha, não rasga, permite a escrita manual com canetas esferográficas, canetas de ponta porosa ou lápis e a impressão pelos processos gráficos editoriais usuais, como off-set plana ou rotativa. Isso com a vantagem de absorver menos tinta, gerando uma economia ao redor de 20% em relação a outros materiais. E o produto é ainda 100% reciclável. “A cada tonelada de Vitopaper® produzido, são retirados das ruas e lixões cerca de 850 quilos de resíduos plásticos”, afirma José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Vitopel.

Desde seu lançamento, em 2009, já foram produzidas mais de mil toneladas de Vitopaper® e a Vitopel trabalha este ano para triplicar a produção. O papel pode ser utilizado para impressão de livros técnicos e científicos, livros didáticos, livros de arte, material corporativo institucional, peças para o mercado promocional e de comunicação visual. A Vitopel conta com patente mundial para este produto, assim como para outros desenvolvimentos. A empresa investe anualmente cerca de US$ 2 milhões em pesquisa e desenvolvimento (P&D).

Sobre a Vitopel – Anualmente, produz 150 mil toneladas de filmes flexíveis em suas três unidades, duas no Brasil (Mauá e Votorantim, no Estado de São Paulo) e uma em Totoral (Argentina). Em Votorantim se localiza a única Planta Piloto e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da América Latina, o que lhe permite a busca constante por soluções em filmes flexíveis para as mais diversas demandas do mercado. A empresa atende clientes como Nestlé e Unilever, Kraft Foods, PepsiCo., Coca-Cola, Ambev, Bunge, Tetra Pak, International Paper, Suzano Papel e Celulose, Marilan, Arcor, entre outros. Com presença global e escritórios no Brasil, Estados Unidos e Argentina, a Vitopel, estabelece parcerias comerciais pelos cinco continentes. Além de sua liderança no mercado brasileiro, a Vitopel exporta para países da América Latina e América Central, Europa e África.

Fonte: Yellow Comunicação

Abief realiza evento “Inovação e Sustentabilidade”

08/07/2010

A Abief vai realizar, no dia 22 de julho, o evento Inovação e sustentabilidade. Serão abordados os temas “Nanotecnologia como solução para embalagens ativas e inteligentes” , palestra que será ministrada por Adair Rangel, pesquisador da Braskem; e “Vitopaper, o papel sintético revolucionando o segmento de embalagens sustentáveis”, ministrado por Patricia Gonçalves, gerente de Produto da Vitopel. O evento acontece na sede da Abief, em São Paulo. Informações pelos telefones (11) 2966-9742/ 2021-7095 ou pelos e-mails itp.itp@uol.com.br/itp@institutodoplastico.com.br.

Fonte: SIRESP