Posts Tagged ‘Videolar’

Innova celebra dez anos do Centro de Tecnologia em Estirênicos

09/09/2015

innova-cte

O CTE, Centro de Tecnologia em Estirênicos, é o primeiro e único na América Latina e se dedica a aperfeiçoar produtos existentes e acelerar o ciclo de desenvolvimento de novas aplicações, contando com a participação ativa dos clientes, num diálogo  com benefícios para todo o segmento.

Além dos equipamentos de última geração, o CTE da Innova conta hoje com nove profissionais, entre técnicos, engenheiros, químicos, mestres e doutores, atuando nos laboratórios de Polimerização, Reologia, Análises Químicas e Testes Físicos ed e Processamento. Ao longo dos dez anos do CTE da Innova, foram desenvolvidas sete novas variações (grades) de poliestireno, em sua maioria com depósito ou requerimento de patente no INPI. Hoje, os produtos próprios representam mais de 30% do faturamento gerado pela resina.

O portfólio do CTE conta também com uma extensa lista de desenvolvimentos sob demanda dos clientes. “Nosso trabalho é pensar o universo dos estirênicos, sobretudo de forma integrada com as outras áreas da Innova. Dessa forma, conseguimos identificar e compreender as necessidades e oportunidades apresentadas pelos clientes”, explica Marcus Dal Pizzol, gerente de Tecnologia e Desenvolvimento, à frente do CTE desde sua criação.

O Grupo de Inovação Tecnológica (GIT) faz o gerenciamento dos projetos de inovação através de uma metodologia capaz de captar as idéias do mercado e também as internas, a fim de encaminhá-las no âmbito do CTE. “Foi decisiva a cultura interna da Innova que, como o próprio nome diz, está voltada para a inovação. Pesquisar aqui não é retórica, e sim postura prática”, define Dal Pizzol.

Após a aquisição do controle acionário da Innova pela Videolar, o CTE ganhou impulso em duas novas frentes de trabalho: uma delas é a integração das plantas petroquímicas de Triunfo (RS) e Manaus (AM), homologando os produtos em todos os clientes. Outro grande desafio é a implantação das tecnologias relacionadas à novas resinas, em especial o EPS (poliestireno expandido) e o ABS (acrilonitrilabutadieno estireno). Um laboratório exclusivo está sendo instalado para se dedicar totalmente ao desenvolvimento e lançamento do EPS por extrusão.

A Innova S.A. é uma petroquímica de segunda geração, controlada pela Videolar S.A. que produz Etilbenzeno, monômero de estireno e poliestireno, no Polo Petroquímico do Sul, em Triunfo/RS. A empresa também importa para revenda as resinas ABS (acrilonitrilabutadieno estireno) e SAN (acrilonitrila estireno). As sinergias com o novo controlador, a Videolar, que possui planta industrial em Manaus/AM, permitem atendimento regionalizados a clientes de norte a sul do Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Innova

Curta nossa página no

Anúncios

Videolar investe R$ 12 milhões na fabricação de tampas para garrafas.

12/07/2011
                   A única petroquímica da região norte do país abastecerá o mercado com 80 milhões de tampas plásticas por mês.
     
A Videolar, indústria petroquímica e de entretenimento 100% nacional, anuncia para julho o início da produção em larga escala de tampas para garrafas plásticas, uma estratégia de negócio que visa expandir sua atuação no setor de transformação de plásticos, no qual é a maior fabricante de estojos para CD e DVD do país. 
      
“Iniciamos nossa atuação no setor de transformação de plásticos para atender uma demanda interna de estojos para CDs e DVDs. Hoje, além do consumo próprio, abastecemos o comércio de atacado e varejo com 10 milhões de peças por mês e representamos 70% do mercado nacional. Chegou o momento de conquistar um novo nicho: o setor alimentício.”, explica Phillip Wojdyslawski, presidente da Videolar.  
       
Com investimento de R$ 12 milhões, a empresa atuará com duas linhas Sacmi e capacidade produtiva de 80 milhões de peças por mês. O portfólio é composto pelos  modelos de tampas PCO 1810 e PCO 1881, formatos utilizados em garrafas de refrigerante e água mineral, sendo o PCO 1881 compatível com o novo padrão de gargalo adotado por importantes indústrias de garrafas PET.
      
Para atender as necessidades do setor, a tampa plástica terá em suas duas versões a vedação bilabial, que reduz significamente a perda de CO2 quando a garrafa é exposta a altas temperaturas (no estoque ou transporte) e garante a integridade do produto ao consumidor final. Além disso, as tampas serão fabricadas por meio do sistema de moldagem por compressão, a mais moderna tecnologia para produção de tampas.  
      
“Nossos diferencias competitivos estão igualados ao dos maiores produtores de tampas para garrafas do Brasil. Temos a expertise no segmento de transformação de plásticos atrelada à matéria-prima certificada, máquinas de alta tecnologia, assistência técnica especializada e agilidade na logística de distribuição.”, finaliza Wojdyslawski.
        
A empresa planeja para o primeiro semestre de 2012 dobrar sua capacidade de produção com a aquisição de 2 novos equipamentos Sacmi. A expectativa é alcançar a marca de 10 linhas até o final do próximo ano, o que corresponde a 400 milhões de peças por mês e uma representativa participação no mercado nacional. 
Fonte: Videolar