Posts Tagged ‘Universidade do Minho’

PVC é usado em produto com sensores de fibra ótica.

02/05/2011

Em função de sua versatilidade, o PVC é parte de um estudo sobre folhas inteligentes usadas no monitoramento de exames médicos, no segmento automotivo, entre outras funções.

O PVC ganha mais uma aplicação, além daquelas mais conhecidas como em tubos e conexões. O pesquisador Alexandre Ferreira da Silva, doutorando da Universidade do Minho (Uminho), em Portugal, é o responsável pelo premiado ‘Estudo da formulação de PVC para produção de folhas inteligentes baseadas em elementos de fibra ótica’.

Esse tipo de produto funciona como um sensor para realizar diversos tipos de monitoramento, podendo ser usado, por exemplo, na área biomédica, como uma “segunda-pele”, ou seja, em peças como luva, joelheira ou cotoveleira para o acompanhamento de exames, ou então no setor automotivo, para o monitoramento de chassis em tempo real e durante as revisões no mecânico. Na construção civil, a folha pode ser usada para detectar o aparecimento de fissuras em estruturas como muros ou pilares. Segundo Alexandre, “o PVC foi um diferencial no desenvolvimento desta tecnologia, devido à performance e vantagens do material como custo-benefício”.

O PVC é um produto versátil e muito presente no dia a dia, sendo, por exemplo, um dos principais plásticos usados em equipamentos e produtos da área médica. Suas características o tornam um produto essencial, uma vez que é um bom isolante térmico, elétrico e acústico, moldável, resistente, duradouro, impermeável, entre outras características.

O Instituto do PVC promove as aplicações desse plástico nas mais diversas áreas. “Em função de sua versatilidade e custo-benefício, o PVC esta a cada dia em aplicações mais diversificadas”, lembra Miguel Bahiense, presidente do Instituto do PVC no Brasil. E completa: “além disso, o PVC é 100% reciclável, o que o qualifica ainda mais para atender às atuais demandas de sustentabilidade em todo o mundo”.

Fonte:  Instituto do PVC

Anúncios