Posts Tagged ‘UHMWPE’

DSM fornece fibras para proteção balística em coletes a serem usados pela PM de São Paulo

14/05/2021

  • Os coletes da Polícia Militar do Estado de São Paulo serão fabricados pela empresa MKU e confeccionados com fibra Dyneema
  • Tecnologia de blindagem unidirecional será usada pela fabricante líder em soluções de defesa

A Polícia Militar do Estado de São Paulo passa a utilizar coletes balísticos equipados com Dyneema, fibra de polietileno de ultra-alto peso molecular (UHMwPE, sigla em inglês) fabricada pela DSM. Segundo a empresa, a sua fibra é a mais forte e mais leve do mundo. Os coletes são desenvolvidos pela MKU Ltd, empresa global atuante no segmento de soluções de defesa e segurança interna.

O colete híbrido, desenvolvido pela MKU e que vai equipar os profissionais da PM que atuam no Estado de São Paulo, utiliza predominantemente material Dyneema de blindagem unidirecional (UD), oferecendo excelente absorção de energia e de alta proteção em uma solução leve, aumentando o conforto e a mobilidade do usuário. Segundo a DSM, a sua fibra é 15 vezes mais forte do que o aço e 40% mais leve que a aramida, oferecendo alta resistência à umidade, abrasão, produtos químicos e raios UV, podendo ser aplicada em soluções balísticas para blindagem pessoal e de veículos que combinam força máxima com peso mínimo.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo é a primeira a utilizar-se da lei no Brasil que permite a abertura de uma licitação para equipamentos de proteção individual com base na última norma .06 do Instituto Nacional de Justiça dos EUA (National Institute of Justice — NIJ) para coletes à prova de balas. A lei abrange uma conformidade abrangente e rigorosa para o desempenho e teste de materiais balísticos. Além da certificação das normas .06 do NIJ, a licitação definiu requisitos de alta leveza no nível IIIA.

Para garantir o desempenho de acordo com os relatórios de balística e certificação do NIJ, os coletes foram testados exaustivamente tanto durante o processo de licitação quanto após o seu recebimento. “Junto com o material Dyneema, a MKU foi capaz de fornecer um colete à prova de balas de nível IIIA que aumenta a ergonomia do usuário e reduz o peso em mais de 20%, quando comparado ao material de aramida existente”, diz Marcelo van de Kamp, Diretor de Negócios Global de Proteção Pessoal da DSM.

“A MKU está empenhada em fornecer as soluções mais recentes e de ponta para a polícia de São Paulo. Esses coletes oferecem não só a melhor proteção, mas também são extremamente leves e confortáveis de usar”, complementa Neeraj Gupta, Diretor Executivo da MKU Ltd.

A DSM é a inventora e fabricante de Dyneema. Produzida em processo de tecelagem patenteado, a tecnologia é leve, flexível, e versátil. Segundo a DSM, além de ter alta absorção de energia e elasticidade mínima, flutua na água, não incha, nem dilata e não absorve líquido ou óleo. Hoje, a Dyneema está presentes em inúmeros setores: proteção pessoal, marítimo, indústria de pesca, elevação de materiais pesados, esportes, aviação, estilo de vida e muitos outros.

A Royal DSM é uma empresa global baseada em ciência. A DSM oferece soluções inovadoras para nutrição humana, nutrição animal, cuidados pessoais e aroma, dispositivos médicos, produtos e aplicações ecológicos e nova mobilidade e conectividade. A DSM e suas empresas associadas geram vendas líquidas anuais de cerca de € 10 bilhões, com aproximadamente 23 mil funcionários. A empresa foi fundada em 1902.

A MKU é um fabricante de dispositivos eletro-ópticos, soluções de blindagem pessoal e de plataforma para forças militares e de segurança interna, com uma base de clientes em mais de 100 países. Operando da Índia e da Alemanha, a MKU forneceu proteção a mais de 2 milhões de soldados e mais de 2.000 plataformas em 230 forças até o momento. Ao longo dos anos, a MKU desenvolveu vários produtos patenteados que aumentam a capacidade e reduzem o risco para os soldados em serviço.

Curta nossa página no

Braskem fecha parceria com Pegasus Polymers para distribuir Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular na China

02/10/2017

Petroquímica busca expandir o acesso a clientes e mercados

A Braskem anunciou em Setembro sua nova parceria com a Pegasus Polymers para distribuir o UTEC® – Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular (UHMWPE, da sigla em inglês) – na China. A demanda chinesa pela resina tem uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 10,74%, devido ao seu uso em mercados-chave, como separadores de baterias, tubos e fibras.

“Nossa parceria com a Pegasus Polymers confirma nosso compromisso com o mercado mundial de UTEC®. Estamos empolgados por poder continuar a fortalecer e expandir nossos negócios na China, aproveitando ainda mais nosso desenvolvimento de novas aplicações e nossas unidades industriais para oferecer a nossos clientes uma solução proprietária”, afirma Christopher Gee, diretor de negócios globais da Braskem para a UTEC®.

A Pegasus Polymers é uma divisão do Grupo Ravago, fornecedor de serviços número um no mercado global de plásticos, borracha e produtos químicos, e possui escritórios de vendas em Guangzhou, Hong Kong, Fujian, Xangai, Suzhou, Xi’an, Tianjin e Changchun, bem como instalações de distribuição e depósitos em Guangzhou, Xiamen, Xangai, Ningbo, Qingdao e Tianjin.

“Estamos orgulhosos por sermos o distribuidor oficial dos produtos UTEC® da Braskem, na China. Com a rede de vendas da Pegasus, o know-how industrial profundo no produto UHMWPE e no UTEC® de alta qualidade, acreditamos estar trazendo soluções de alto valor agregado para o mercado”, afirma Johnson Huang, diretor comercial da Grande China para a Pegasus.

No início deste ano, a Braskem iniciou suas operações em sua nova fábrica de UTEC® em La Porte, Texas, que complementa a capacidades da linha produtiva de Camaçari, na Bahia. Além disso, a empresa aprimorou suas capacidades de pesquisa e desenvolvimento para a resina ao longo de 2016 no Centro de Inovações e Tecnologia da empresa em Pittsburgh, Pensilvânia. Esses recursos permitem à petroquímica expandir sua liderança técnica em UHMWPE.

A Braskem vem pesquisando oportunidades para expandir sua presença neste mercado, visando beneficiar seus clientes atuais e futuros. Desde a inauguração da nova estrutura de produção de UTEC no Texas, foram desenvolvidos dois novos produtos, atualmente em fase de testes para sua potencial comercialização.

Segundo a Braskem, o UTEC® é um polímero de engenharia com excelentes propriedades mecânicas, como alta resistência à abrasão, resistência ao impacto e baixo coeficiente de atrito. É um produto autolubrificante, de alta resistência, leve e usinável, usado para produtos semiacabados. O UTEC é oito vezes mais leve do que o aço e dura dez vezes mais do que o Polietileno de Alta Densidade, afirma a Braskem. É utilizado em uma vasta gama de aplicações nas seguintes indústrias: automotivo e transporte, eletrônicos, fibras e têxteis, equipamentos industriais e pesados, manuseio de materiais, petróleo e gás, tubulação e mineração, plásticos porosos e recreação e consumidor.

Sobre a Braskem: Contando com 8 mil colaboradores, a Braskem tem uma produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos e teve faturamento de R$ 55 bilhões em 2016. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Sobre a Pegasus Polymers: O Grupo Ravago é líder global na distribuição, revenda e composição de commodities, engenharia e polímeros especiais de plástico e borracha. Na Ásia, a Ravago tem uma rede de distribuição de mais de 15 escritórios espalhados por 8 locais. A Pegasus Polymers tornou-se parte do Grupo Ravago em 2006 e já vem operando na Ásia desde 1990. Ao longo dos anos, a rede de distribuição de plástico e borracha da Pegasus cresceu significativamente com 8 pontos em toda a China até o momento. A Pegasus fornece um amplo portfólio de produtos de commodities, engenharia e plásticos de alto desempenho para todos os segmentos da indústria. A Pegasus opera sob duas entidades legais. A Pegasus Petrochemical Asia Limited (Hong Kong) e a Pegasus Trading (Shanghai) Co., Ltd. (China) possuem 6 pontos de armazenagem e podem disponibilizar serviços técnicos profissionais aos clientes da UHMWPE na Indústria de hastes e chapas, tubos, fibras, filtração e separadores de baterias.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Braskem inicia operações da nova planta de Polietileno de Ultra-Alto Peso Molecular nos EUA

24/01/2017

braskem-utec

  • A nova planta de UTEC em La Porte, no Texas, representa mais um marco de investimento na estratégia de crescimento da Braskem na América do Norte
  • A Braskem fortalece a sua posição como uma das maiores produtoras de PEUAPM do mundo

A Braskem anunciou no último dia 18 o início da operação da sua nova planta de Polietileno de Ultra-Alto Peso Molecular (PEUAPM) UTEC em La Porte, no estado norte-americano do Texas. Comercializado sob a marca UTEC, o PEUAPM de alto desempenho da Braskem foi desenvolvido e produzido utilizando tecnologias proprietárias da empresa.

“Com a partida da planta, a Braskem fortalece substancialmente a sua posição como uma das maiores produtoras de PEUAPM do mundo, desenvolvendo e produzindo aplicações avançadas do polímero UTEC para atender as necessidades dos nossos clientes e dos seus respectivos clientes finais. Estamos ansiosos por continuar expandindo e avançando o negócio de PEUAPM da Braskem globalmente”, destacou Christopher Gee, Diretor Global de Negócios UTEC da Braskem.

A nova planta de UTEC permitirá à Braskem atender melhor aos seus clientes na América do Norte e também na Europa, através de exportações. Com mais de 700 Integrantes nos EUA, a Braskem America tem sede regional na Filadélfia, estado da Pensilvânia, e conta com seis unidades industriais: quatro no Texas (La Porte, Oyster Creek e Seadrift), uma na Pensilvânia (Marcus Hook) e uma em West Virginia (Kenova). Adicionalmente, seu moderno Centro de Inovação & Tecnologia, em Pittsburgh, Pensilvânia, contribui para fortalecer a parceria entre a Braskem e seus clientes na América do Norte. Em meados de 2016, a Braskem anunciou melhorias em seu Centro de Inovação e Tecnologia de Pittsburgh, com o aumento da capacidade de pesquisa e desenvolvimento em PEUAPM, visando apoiar o lançamento da produção de UTEC nos EUA.

De acordo com a Braskem, o polímero UTEC possui excelentes propriedades mecânicas, tais como elevada resistência à abrasão, resistência ao impacto e baixo coeficiente de atrito. Autolubrificante, o polímero possui alta resistência e baixo peso, além de ser usinável, com aplicação em produtos semiacabados. A resina UTEC é oito vezes mais leve que o aço e dez vezes mais durável que o polietileno de alta densidade (PEAD), afirma a Braskem. Suas diversas aplicações abrangem setores como automotivo e de transporte, eletroeletrônicos, fibras e têxteis, industrial e de maquinário pesado, manuseio de materiais, óleo e gás, dutos e mineração, plásticos porosos, recreação e para o consumidor final.

Fonte – Braskem

Curta nossa página no

Revestimento de Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular é atração da Polistar na Plastech Brasil 2015

06/07/2015

Material reduz desperdício e aumenta vida útil de equipamentos para diversos mercados

Polistar_UHMWPERevestimentos de UHMWPE (Polietileno de Ultra Alto Peso Molecular), consagrado mundialmente pela versatilidade, baixo coeficiente de fricção, alta resistência química e à abrasão, estabilidade dimensional e antiaderência serão a grande atração da Polistar Brasil na Plastech Brasil 2015. Segundo os fabricantes, o material é ideal para revestimentos de silos, chutes, moegas, calhas, tubos e caçambas, que garantem a vida útil do equipamento e aumentam a produtividade industrial gerando maior lucratividade, maior segurança e durabilidade. O sistema tem alta penetração nas indústrias alimentícia, de mineração,  agrícola, construção civil, e de geração de energia.

“Hoje somos os únicos a realizar o revestimento de tubos com UHMW nos diâmetros de 200mm a 500mm em tubos de até 6m de comprimento, garantindo um escoamento rápido e contínuo, aumentando a durabilidade dos tubos com um material que é quimicamente inerte”, afirma o diretor João Assunção de Lemos.

Assim como no revestimento de caçambas (foto), container ou pás carregadoras, o revestimento com UHMW traz a diminuição do tempo de descarga em até 40%, o que significa aumento da vida útil dos equipamentos e economia de combustível, afirma a empresa.

“Além de evitar acúmulo de material no fundo da caçamba, por exemplo”, completa Lemos.

Da mesma maneira, o revestimento de silos, moegas e chutes com UHMW evita o depósito e aglomeração dos materiais dentro dos silos permitindo um escoamento rápido e contínuo, proporcionando altos índices de produtividade. Assim, os silos revestidos com UHMWPE chegam a dobrar o tempo de vida útil, graças ao menor desgaste das paredes e à absorção de ruído gerado pelo impacto dos materiais com as paredes do equipamento.

Fonte: Plastech Brasil

Curta nossa página no

DSM Dyneema anuncia novo acordo de licenciamento de marca comercial com a Promat

04/12/2013

Luvas Promat serão fabricadas com Dyneema® para uma resistência superior a cortes, conforto e eficiência de custos

promatA DSM Dyneema LLC (DSM Dyneema), fabricante da fibra de UHMwPE (Polietileno de Ultra-Alto Peso Molecular), comercializada como Dyneema®, e líder mundial em materiais de cuidados pessoais e fibras de alto desempenho, anunciou um acordo de licenciamento de marca comercial com a Promat, produtora líder de luvas de proteção com sede em São Paulo. A Promat é a primeira empresa brasileira de fabricação de luvas do mercado a tornar-se parceira licenciada da DSM Dyneema. O acordo permite a Promat comercializar seus produtos usando a marca comercial Dyneema®. A Promat fabrica luvas que protegem os trabalhadores do setor de construção civil, automotivo, metalúrgico, químico, de máquinas e equipamentos, alimentício e de ciências da vida.

“Estamos muito satisfeitos de ter uma parceria com a DSM Dyneema para fornecer, sob a marca comercial Dyneema, o conforto e desempenho inigualáveis da fibra Dyneema® no mercado brasileiro”, disse Márcio Ribeiro Leal, diretor-geral da Promat. “Essa fibra excepcional melhora a qualidade, a durabilidade e o valor global das nossas luvas, ajudando-nos a satisfazer as necessidades de nossos clientes e a nos destacarmos da concorrência. Esta parceria também vai nos ajudar a criar produtos novos e inovadores que possam ajudar os nossos clientes a melhorar a segurança dos trabalhadores”, completa Márcio Leal.

Há mais de 20 anos que luvas resistentes a cortes fabricadas com a fibra Dyneema® têm sido usadas com sucesso em aplicações tais como processamento de alimentos, manuseio de folhas de metal e peças estampadas e na fabricação de vidro. Segundo a empresa, além da excelente resistência ao corte, a fibra Dyneema® fornece uma sensação de frescor, destreza elevada e toque macio para um maior conforto, incentivando os trabalhadores a usar as luvas consistentemente. Afirma a DSM Dyneema que a fibra proporciona excelente resistência à abrasão e desempenho consistente ao longo do tempo, aumentando sua vida útil, de forma que as luvas feitas com Dyneema proporcionam uma elevada eficiência de custos.

“Damos as boas-vindas à Promat como um valioso parceiro de licenciamento”, afirmou Olivier Boubeaud, diretor do segmento global, Têxteis de Proteção Elevada, DSM Dyneema. “Juntos, vamos estender os benefícios das luvas de alto desempenho resistentes a cortes a mais trabalhadores brasileiros, fortalecendo ao mesmo tempo a liderança de ambos no mercado e os esforços de colaboração para desenvolver produtos de próxima geração usando nossa fibra Dyneema®. Esta nova parceria está associada diretamente com nossa estratégia de crescimento global para expandir a nossa presença na América Latina e reforça nosso compromisso com nossos clientes da região através de uma das tecnologias de materiais mais resistente e avançada do mundo”, complementa Olivier Boubeaud.

O programa de licenciamento da marca comercial estabelece padrões elevados para luvas resistentes a abrasão e cortes. Um protótipo é testado independentemente e, se estiver em conformidade, as luvas podem ser comercializadas com Dyneema®. Os parceiros licenciados da DSM Dyneema incluem somente empresas qualificadas e autorizadas a exibir o logotipo e a marca Dyneema®.

A DSM Dyneema é a inventora e fabricante da fibra de UHMwPE (Polietileno de Ultra-Alto Peso Molecular) comercializada como Dyneema®. A empresa afirma que a fibra Dyneema® oferece máxima resistência combinada com um peso mínimo, é até 15 vezes mais resistente que o aço de qualidade e até 40% mais resistente do que fibras de aramida, ambos com base na comparação do peso. Segundo a DSM Dyneema, a fibra Dyneema® flutua na água e é extremamente durável e resistente a umidade, raios UV e produtos químicos, possuindo aplicações quase ilimitadas. Dyneema® é um componente importante em cordas, cabos e redes para as indústrias de pesca, naval e offshore. A fibra Dyneema® também usada em luvas de segurança para a indústria metalúrgica e em fios finos para aplicações em equipamentos esportivos e no setor médico. Além disso, a fibra Dyneema® também é usada em coletes à prova de balas para a polícia e veículos militares.

A fibra UHMWPE da DSM Dyneema é produzida em Heerlen (Holanda) e em Greenville, Carolina do Norte (E.U.A.). A DSM Dyneema é também uma parceira em um empreendimento conjunto de fabricação de HMPE (High Modulus Polyethylene) no Japão.

Fonte: DSM Dyneema

Curta nossa página no