Posts Tagged ‘Retardante de Chama’

LANXESS introduz novos retardantes de chamas livres de halogênios para aplicações plásticas.

26/10/2011

A LANXESS  desenvolveu dois novos produtos sem halogênios para proteção contra incêndios: os retardantes de chamas para plásticos Levagard e Disflamoll®.

Por meio dos retardantes de chama, a resistência ao fogo é elevada, prevenindo a ignição dos materiais ou reduzindo, desacelarando a combustão e a formação da fumaça de um incêndio. “Os retardantes agem diretamente da fase sólida da reação de queima”. Quando submetidos a altas temperaturas, os retardantes base fósforo presente no plástico, reagem gerando a forma polimérica do ácido fosfórico. Este ácido carboniza o material formando uma camada protetora e inibindo a reação de pirólise”, explica Roberta Maturana – gerente regional da BU Funcional Chemical da LANXESS.

Os retardantes de chamas da LANXESS – Levagard e Disflamoll® – são substâncias a base de fósforo e livres de halogênios, o que significa que são fabricados sem bromo ou cloro. Os produtos são utilizados na formulação dos seguintes plásticos: poliuretano (PU), PVC, ABS/PC, HIPS/PPO, além de elastômeros. Estes plásticos são encontrados em inúmeros materiais como, por exemplo, em placas para isolamento térmico e acústico, estofados, pisos, borrachas de isolamento de portas (metrôs e trens), em espumas flexíveis de poliuretano presentes em colchões e estofados, dentre outras aplicações.

“Além da qualidade LANXESS, as bases químicas dos produtos são seguras e sem toxidade. Em geral, o plástico é um material altamente combustível. Como o próprio nome já diz, os retardantes, ao serem utilizados na fabricação de artigos plásticos, retardam a propagação de chamas em caso de incêndios”, afirma Maturana.

Números do fogo

– De acordo com pesquisas internacionais adquiridas pela LANXESS, 3% das residências (aproximadamente 1 em cada 30) passam por incidentes relacionados ao fogo anualmente;
– Nos Estados Unidos, anualmente, cerca de 4 mil mortes são causadas pelo fogo, enquanto que na Europa são mais de 4 mil e 200 mortes;
– 70 grandes incêndios industriais causados na Inglaterra – entre as décadas de 80 e 90 – custaram mais de 275 milhões de libras;

Tempo de combustão

O tempo entre o início do fogo e o incêndio propriamente dito, de 1975 para os dias atuais caiu drasticamente. “Segundo levantamento da NIST – US National Institute for Science and Technology – em 1975 eram 17 minutos, aproximadamente. Hoje em dia demora menos de 3 minutos”, aponta Roberta.

Segundo a Fire Safety Considerations of Correctional Facilites, em um teste de flamabilidade realizado na Austrália, 8 diferentes camas foram submetidas a pequenas chamas em maquetes de celas de prisão – em que somente um dos colchões possuía retardantes de chamas em seu tecido de cobertura e também na espuma. Em temperatura de 100º C a 0,51m, o incêndio se alastrou em menos de 5 minutos, exceto no colchão que não excedeu 40º Ca 0,7m acima do piso – este colchão era o que possuía retardantes.

No Brasil, ainda com diversas estatísticas que apontam benefícios relacionados aos retardantes de chamas, a recente Portaria do Inmetro (número 79 e implementada em 3 de fevereiro de 2011) para colchões e colchonetes de espuma flexível de poliuretano ainda não tornou a utilização dos retardantes de chamas uma obrigatoriedade.

Fonte: LANXESS

Anúncios

BASF lança novos plásticos com propriedade retardante de chama, em cores claras.

20/09/2010
  • Ideal para uso em eletroeletrônicos, linha de produtos Ultramid® FRee e Ultradur® FRee, cumprem com os padrões mais rigorosos como antichamas isentos de halogênio
  • Produtos têm cor natural clara e satisfazem padrões de segurança mesmo em paredes finas, proporcionando maior liberdade de design
  • Linha apresenta excelente processabilidade, com ótimas características de fluidez e rápido resfriamento

A BASF introduziu em seu portfólio grades adicionais de poliamida (PA) e de polibutileno tereftalato (PBT) antichamas e lançou as novas linhas de produtos Ultramid® FRee e Ultradur® FRee. O sufixo FRee remete às palavras antichama (Flame Retardant) e eletroeletrônico. O nome também indica que o produto é livre (free) de halogênio e proporciona maior liberdade de design.

Como resultado de anos de pesquisas e desenvolvimento, os produtos empregam sistemas antichama inovadores, e, com seu perfil de propriedades mecânicas e econômicas, definem novos padrões no mercado.

Exigências mais rigorosas para materiais antichama
De modo a garantir mais segurança aos consumidores, há aproximadamente cinco anos, as regulamentações promulgadas pela International Electrotechnical Commission (IEC) tornaram-se mais rigorosas às exigências para a aditivação antichama de eletrodomésticos. De acordo com o padrão atual, qualquer chama que entra em ignição deve se apagar em cinco segundos – enquanto ainda estiver em contato com um fio incandescente a uma tempera de 750ºC. Os novos produtos da BASF correspondem à essas exigências.

Isento de halogênios e econômico
Há aspectos que, embora não sejam de natureza técnica, ainda assim são extremamente importantes para os clientes, agregando mais valor ao produto.

Primeiramente, há uma tendência no mercado para termoplásticos antichama que sejam isentos de halogênios. Uma das principais razões é a norma européia para a destinação de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos, a qual exige que os materiais antichama que contém halogênio sejam descartados separadamente. Desta maneira, a nova linha de produtos FRee não apenas satisfaz as necessidades exigentes de ausência de halogênios, como também reduzem os custos de descarte.

Além disso, a indústria de eletroeletrônicos possui uma preferência cada vez maior por plásticos de cor clara. Por exemplo, em interruptores, conectores e disjuntores de aplicações domésticas ou industriais, a cor clara é normalmente utilizada para satisfazer aos requisitos especiais de design. Os novos produtos FRee são ideais para a fabricação de componentes elétricos em todos os tons de cor, proporcionando mais possibilidades aos designers.

Os produtos FRee não apenas se harmonizam com o material matricial, mas também com diversos aditivos durante a composição e o processamento. Isso inclui sinérgicos e corantes, bem como componentes de reforço como fibras de vidro.

Por último, os produtos também possuem um preço competitivo, sendo capazes de combinar desempenho e economia.

Os produtos FRee
Na Feira K 2010, a BASF apresenta os quatro primeiros novos grades: Ultramid® FRee A3U40 G5, Ultramid® FRee B3U31 G4, Ultradur® FRee B4440 G5 e Ultradur® FRee B 4450 G5. Todos apresentam excelente processabilidade, ótimas características de fluidez e rápido resfriamento.

O Ultramid® FRee A3U40 G5, resistente ao impacto, é um produto à base de poliamida 66 que satisfaz de maneira confiável as necessidades da versão mais nova do padrão de segurança para eletrodomésticos. Paredes mais finas também significam o uso otimizado do espaço, traduzindo-se em menores custos de materiais.

Projetados para um mercado crescente
Os novos plásticos de engenharia FRee da BASF possuem muita oportunidade de crescimento. Em 2009, foram vendidas cerca de 280.000 toneladas de poliamidas e polibutilenos tereftalatos retardadores de chamas. Com taxas de crescimento estimadas de seis a dez por cento ao ano, o avanço dos plásticos de engenharia antichama isentos de halogênio é consideravelmente maior que os plásticos antichama convencionais.

Com os grades nas novas linhas de produtos Ultramid FRee e Ultradur Free, a BASF terá mais força nesse mercado.

Antichama com matéria-prima renovável
A nova gama de produtos plásticos antichama da BASF combina três características centrais: excelente propriedade antichama, livre de halogênios e em cores claras. Incorporando a linha FRee ao novo produto Ultramid Balance (PA 6.10), foi possível produzir o Ultramid FRee S3U40G5 Balance.
“Somado às características da linha FRee, o novo produto da BASF fornece essas propriedades em uma poliamida com elevada resistência química, baixa absorção de água, e proveniente em grande parte (63%) de recursos renováveis” explica Willy Hoven-Nievelstein, vice-presidente senior da unidade de plásticos de engenharia na Europa.
“Em resposta a um pedido específico do cliente, nossos pesquisadores conseguiram pela primeira vez combinar algumas de nossas propriedades formuladas sob medida, em um produto completamente novo.”

Fonte: BASF