Posts Tagged ‘Região Andina’

Braskem lança resina para atender mercado de frutas tropicais.

27/07/2010

A Braskem acaba de lançar no mercado internacional um grade PEBD específico para confecção de filmes para proteção de frutas durante o período de maturação: o LD3001A. A proteção adequada das frutas garante a qualidade final exigida pelo mercado Europeu e Americano, principais importadores. Este grade será inicialmente destinado para a Região Andina e América Central.

A proteção adequada das bananas impede que insetos provoquem manchas escuras na casca, o que tira o valor comercial para exportação. A utilização dos filmes para proteção reduz significativamente o uso de inseticida, pois este fica limitado ao filme em vez de ser aplicado diretamente na fruta, fazendo com que o trabalhador rural fique menos exposto ao pesticida.

Além de aditivação específica, este grade apresenta ótima processabilidade e capacidade de confecção de filmes finos em processo blow. As características do grade permitem que ele seja processado em temperaturas relativamente baixas, pré-requisito para que os inseticidas adicionados ao polímero não sofram degradação térmica durante o processo de extrusão dos filmes, fazendo dele uma especialidade. “A estratégia comercial é ofertar 750 toneladas/mês e, devido ao volume desse mercado, buscar uma maior participação ao longo do tempo”, completa Marco Cione, gerente Comercial da Braskem, responsável pela Região Andina e América Central.

O desenvolvimento dessa resina, além de representar uma expansão nos negócios internacionais da empresa, contribui de forma significativa para que os produtores locais de banana alcancem o padrão de qualidade exigido para exportação. “Com o desenvolvimento de novos materiais e o crescimento de nossos negócios, há um ganho para toda a cadeia. E a resina LD3001A é um grande exemplo disso”, afirma Cione.

O mercado produtor de frutas tropicais na Região Andina e América Central é responsável pela maior parte do volume exportado de bananas para os Estados Unidos e Europa. Além do clima favorável, os países desta região também apresentam as maiores produtividades por hectare. No Equador e na Costa Rica, os maiores exportadores mundiais, a produtividade alcançada é, respectivamente, 3 e 4 vezes maior que a do Brasil e parte deste resultado está relacionado à proteção que as frutas recebem durante o crescimento e maturação.

É através de desenvolvimentos como esse, contando sempre com os recursos de inovação e buscando conhecer as necessidades e características de cada região, que a Braskem tem marcado presença no mercado global de resinas termoplásticas.

Fonte: Braskem

Anúncios