Posts Tagged ‘Promoção’

Movimento “Plástico Transforma” lança promoção para ampliar os conhecimentos sobre o plástico na indústria de transformação

14/07/2016

plasticopremiado

Promoção Plástico Premiado tem o objetivo de capacitar o setor

O Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), uma iniciativa da Braskem e da ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, lançou hoje (14 de julho) a primeira etapa do Movimento Plástico Transforma, com a Promoção Plástico Premiado.

Ao todo, o Movimento está dividido em três momentos, sendo o primeiro deles a Promoção, voltada aos colaboradores que atuam na indústria da transformação do plástico. O objetivo é fornecer informações que valorizem e desmistifiquem a imagem equivocada a respeito desse material, que teve uma evolução considerável ao longo de sua história. O segundo e terceiro momentos serão focados nos formadores de opinião e sociedade, respectivamente.

A dinâmica do movimento compreende convidar os colaboradores a entrar no site oficial da campanha (www.plasticotransforma.com.br), que terá um extenso conteúdo disponível, e responder a um questionário com 15 perguntas de múltipla escolha, com questões conceituais, aplicações, benefícios, curiosidades e entre outros tópicos aplicados ao tema “plástico”. Os participantes que acertarem, no mínimo, 10 questões serão qualificados automaticamente para um sorteio que distribuirá 50 TV’s 48” Full HD Smart.

A cadeia produtiva do plástico tem protagonizado movimentos positivos de integração entre indústria e sociedade. “Intensificar as ações de capacitação que englobem todos os agentes da cadeia do plástico é fundamental para que eles reúnam argumentos positivos e corretos sobre a real importância do plástico na vida das pessoas”, afirma o vice-presidente da unidade de Poliolefinas, Vinílicos e Químicos Renováveis da Braskem, Luciano Guidolin.

A característica da indústria da transformação do plástico no Brasil mostra uma composição de pequenas, médias e grandes empresas com atuações destacadas no cenário global. “Somos um dos maiores empregadores industriais do Brasil e é fundamental transferirmos conhecimento para cada colaborador, e que esse conhecimento seja motivo de orgulho e motivação para o desenvolvimento sustentável desse setor”, afirma o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), José Ricardo Roriz Coelho.

Para mais informações sobre a ação, acesse o site do Movimento Plástico Transforma www.plasticotransforma.com.br

Fonte – Abiplast

Curta nossa página no

Anúncios

Export Plastic planeja ações de promoção de exportações para 2011

12/01/2011

A indústria do plástico transformado inicia 2011 com a perspectiva de aumentar em 10% os volumes exportados, com relação às 310 mil toneladas comercializadas em 2010, segundo dados estimados da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast). Com esse crescimento, o setor espera chegar a dezembro com 340 mil toneladas exportadas, o equivalente a US$ 1,75 bilhões. O Programa Export Plastic contribui ativamente com esse cenário e, para seus especialistas, os principais desafios do ano estão no aumento da quantidade de empresas brasileiras exportadoras, na qualificação de seus profissionais, na adequação de sua comunicação e dos produtos e na conquista e permanência em novos mercados.

Para isso, o Export Plastic vai fomentar a participação das empresas associadas nas feiras internacionais mais representativas para cada setor da indústria de plásticos. Vai também desenvolver ações como o Projeto Comprador e o ++Leads, que visam formar um banco de dados de clientes qualificados para os associados.

O foco das ações do Programa estará voltado para a África do Sul, Espanha, Chile, Colômbia, EUA, Panamá e Peru, para a realização de ações comerciais estratégicas. Esses mercados prioritários foram selecionados após pesquisas quantitativas e qualitativas, em uma iniciativa do Programa, juntamente com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e com a participação de representantes de empresas associadas ao Programa.

Com relação aos plásticos flexíveis, Cristina Sacramento, especialista em Desenvolvimento de Mercado – flexíveis do Programa Export Plastic, diz que a África do Sul e a América Latina estão no centro da atuação do Programa. Outro destaque será para a Europa, por meio da participação na Interpack, feira considerada um ponto de difusão de produtos brasileiros no mercado europeu, que será realizada em maio, na Alemanha. Para participar deste evento, o Programa já tem cadastradas 15 empresas brasileiras.

Uma delas é a Braspack, fabricante de embalagens. “A participação em feiras é a melhor ferramenta de prospecção de novos clientes e o apoio do Export Plastic é fundamental para isso”, afirma Sidney Moreira, gerente de Comércio Exterior da empresa, que comercializa cerca de 50% da sua produção com as Américas e o Oriente. A Braspack registrou um aumento de 20% em suas exportações em 2010, com relação ao volume comercializado em 2009 e pretende manter essa taxa em 2011.

Outra empresa que participará das feiras juntamente com o Programa é a Sanremo, associada há um ano e meio. A América Latina é o maior mercado externo da empresa fabricante de utilidades domésticas, que exporta 12% de sua produção para 46 países e registrou um crescimento de 34% em suas exportações em 2010, comparado com o ano anterior. “Esse crescimento é resultado da nossa atuação com o Programa Export Plastic na obtenção de contatos e participação em eventos, juntamente com a política comercial brasileira e o fortalecimento do comércio da América do Sul”, diz Thiago Vanin, gerente de Comércio Exterior da empresa.

No segmento de utilidades domésticas (UDs) e embalagens rígidas, além da escolha de mercados específicos a serem trabalhados por meio da participação em feiras e missões comerciais, serão trabalhadas a adequação dos produtos brasileiros às demandas e tendências internacionais. “Especialmente no que diz respeito a materiais sustentáveis, design e cor”, afirmou Gilberto Agrello, especialista em Desenvolvimento de Mercado – utilidades domésticas e embalagens rígidas do Programa.

Outro objetivo do Programa Export Plastic para este ano será ampliar ainda mais as ações de capacitação para os exportadores brasileiros. Segundo Aleksander Richard de Assis, especialista em Comércio Exterior do Programa, a busca de profissionais de ponta para trocarem experiências com os exportadores brasileiros, assim como a seleção dos mais especializados cursos, continuará a ser uma atividade permanente do Programa.

“Com esse conjunto de atividades, esperamos alcançar, em 2011, um novo patamar de exportações para o Brasil”, afirma Marco Wydra, gerente executivo do Programa Export Plastic. “E esperamos poder contar com o empenho das empresas em estarem cada vez mais qualificadas e pró-ativas para crescerem globalmente”, completa.

O Programa Export Plastic trará uma série de novidades para seus associados este ano, a fim de sustentar o esforço do comércio exterior brasileiro e incentivar a cultura exportadora das empresas. “As novas ações contribuirão com o aumento da articulação internacional das empresas brasileiras, colocando o país como uma alternativa competitiva e inovadora de fornecimento de produtos da cadeia do plástico”, disse Marco Wydra, gerente executivo do Programa Export Plastic.

Entre essas iniciativas, está a criação de um escritório avançado de negócios nos Estados Unidos, com a atuação de um representante do Programa, prevista para o segundo semestre de 2011. O objetivo é reforçar a articulação internacional dos associados e dar suporte às ações do Export Plastic no país, como os Projetos Vendedor e Comprador, feiras, ações no ponto de vendas (PDV) e branding.

O Programa também apoiará ações voltadas ao melhor aproveitamento dos PDVs nos Estados Unidos e na Colômbia. Além de levar aos associados informações e dicas sobre o assunto, o Export Plastic irá avaliar suas propostas, podendo financiar parte de cada ação.

As atividades de comunicação e branding, os Projetos Comprador e Vendedor, Projeto Imagem, cursos de capacitação, workshops, entre outros, serão mantidos e reforçados pelo Programa durante todo o ano de 2011.

O Export Plastic também possibilitará aos seus associados parcerias com institutos tecnológicos e centros de pesquisa. O objetivo é promover a adequação de produtos à exportação, bem como treinamentos, informações sobre demandas e regulamentações internacionais e, assim, munir os empresários brasileiros de ferramentas para ampliarem suas atividades de exportação.

Fonte: Boletim Export Plastic