Posts Tagged ‘Produção’

Setor do plástico tem queda de 5,1% no primeiro bimestre de 2015

14/04/2015

A fabricação de transformados plásticos caiu de 11,1 milhões de toneladas no primeiro bimestre de 2014 para 10,5 milhões de toneladas em igual período deste ano o que representa uma queda de 5,1% no volume de produção do setor.

“Não tivemos uma redução tão significativa nem em 2009, em meio à crise financeira. Os últimos três anos foram de queda, mas nenhuma havia chegado a 5%”, afirma José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Plásticos (ABIPLAST).

Este foi o pior primeiro bimestre da indústria de transformados plásticos desde a fundação da Abiplast, em 1947.

O prognóstico é de que a situação fique mais crítica ainda nos próximos meses, pois o período analisado não sofreu os efeitos da alta do câmbio. “Algumas matérias primas ficaram até 25% mais caras por causa do dólar”, afirma Roriz. “As empresas terão de repassar custos, o que é difícil em um momento em que o consumidor não está propenso a fazer gastos.”, complementa.

Em janeiro e fevereiro deste ano, a indústria de plásticos contratou 3.322 funcionários, uma queda de 39% em comparação com o mesmo bimestre de 2013. O setor emprega 355,6 mil trabalhadores no país.

O consumo aparente (produção nacional que fica no país mais as exportações) de transformados plásticos atingiu a cifra 1,15 milhões de toneladas no primeiro bimestre de 2015, o que significou uma contração de 4,96% sobre o mesmo período do ano passado.

O faturamento real (descontada a inflação) do setor também caiu de 10,54 bilhões de reais no primeiro bimestre de 2014 para R$ 9,44 bi no mesmo período de 2015. “O plástico está presente em quase todos os setores da indústria. O país está vivendo uma queda generalizada”, completa Roriz.

Fonte: Abiplast / Folha de São Paulo

Curta nossa página no

Anúncios

Produção de transformados plásticos cresce 6,74% em 2013

09/04/2014

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o segmento de transformados plásticos registrou um crescimento nominal de 6,74% em 2013 em comparação com 2012, atingindo uma produção de R$ 64,7 bilhões no ano. A expansão do segmento ficou abaixo dos 7,82% registrados por toda a indústria de transformação do País, cuja produção foi de R$ 2,072 trilhões. Com esses resultados, o segmento do plástico teve uma participação de 3,12% no setor de transformação. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast).

Apesar do crescimento da produção, o índice de produtividade do setor teve uma queda de 1,76% em 2013.  O nível de emprego subiu 1,4%, com 358 mil trabalhadores empregados.

Por sia vez, a balança comercial registrou um déficit de R$ 5,3 bilhões, mesmo com o aumento das exportações de plástico, que tiveram uma alta de 3,36% sobre 2012. As importações cresceram 3,39% em 2013, abaixo da média anual de 7%. Mesmo assim, a fatia de produtos importados no mercado pulou de 10,8%, em 2012, para 11,7% em 2013.  O percentual de produtos exportados ficou em 4,6%, um pouco acima dos 4,3% registrados em 2012. O consumo aparente registrou alta de 9% em termos nominais.

Fonte: Estado de São Paulo / Abiplast

Curta nossa página no

Solvay aumenta em 50 % a capacidade de produção de PVDF para atender à crescente demanda.

15/03/2011

A demanda por esta especialidade polimérica de alto valor adicionado aumenta a taxas superiores a 10 % ao ano.

A Solvay anunciou que decidiu aumentar em 50 % a capacidade de produção do seu produto SOLEF®, a fim de continuar atendendo à contínua e crescente demanda por esta especialidade polimérica fluorada de alto valor adicionado. O aumento da capacidade de produção na planta da Solvay em Tavaux, na França, requer um investimento de 26 milhões de Euros e irá se tornar operacional na segunda metade de 2012.

O PVDF (Fluoreto de Polivinilideno) SOLEF® da Solvay é utilizado para aplicações rigorosas na extração de petróleo e gás, em binders e separadores nas Baterias de íon-Lítio, em painéis fotovoltaicos, na manufatura de semicondutores e em membranas de purificação de água. A demanda global por PVDF cresceu a taxas acima de 10% anualmente, nos últimos cinco anos. A capacidade de produção de SOLEF® PVDF em Tavaux já foi expandida em torno de 30 % em 2009.

A tecnologia do SOLEF® PVDF usada em Tavaux tem uma grande vantagem competitiva resultante da sua qualidade de produto e consistência. Ela complementa, de forma harmoniosa, a tecnologia HYLAR® PVDF desenvolvida em West Depford, nos Estados Unidos, e dá à Solvay com uma forte posição e flexibilidade no atendimento de todas as necessidades específicas de indústrias com demandas rigorosas.

“O SOLEF® PVDF é usado em um crescente número de aplicações que se encaixam bem nas megatendências globais. Nós estamos ansiosos para fornecer suprimentos adicionais para nossos clientes”, afirma Augusto Di Donfrancesco, Gerente Geral da Unidade de Negócios Global de Especialidades Poliméricas.

“Com a verticalização única que a Solvay dispõe na produção de monômeros e no suprimento de fluorita, os nossos clientes podem contar conosco em relação à qualidade e estabilidade do suprimento. Eles também podem se beneficiar de nossa tecnologia e experiência na produção de mais materiais fluorados de alto valor agregado e com mais desempenho”.

A Solvay é um grupo industrial internacional ativo na área de Química. Ela oferece um amplo portfolio de produtos e soluções. A sede do grupo situa-se em Bruxelas, na Bélgica, e emprega cerca de 16.800 pessoas em 40 países. Em 2010, as suas vendas totais alcançaram 7,1 bilhões de Euros.

Fonte: Solvay