Posts Tagged ‘Prêmio ABRE’

Terphane vence Prêmio Abre da Embalagem Brasileira na categoria Ouro

13/09/2021

  • A embalagem foi premiada na categoria Estratégica
  • ‘Soluções para Varejo e e-commerce”

Depois de ficar entre as finalistas do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira, a embalagem da Salada La Vita foi confirmada como a vencedora Ouro na categoria estratégica ‘Soluções para Varejo e e-commerce’.

Os jurados foram unânimes em afirmar que a embalagem da Salada La Vita se destacou pelo caráter inovador para esta categoria de produto (salada pronta para consumo): uma bandeja APET (poliéster amorfo) com tampa feita com um filme de poliéster (PET) selável e de fácil abertura. Segundo a empresa, a solução vai ao encontro de uma necessidade crescente do varejo e do e-commerce de oferecer saladas para consumo on the go (em movimento), com total conveniência e funcionalidade.

A produção da embalagem foi possível graças ao filme PET da Terphane. O filme escolhido para a tampa da embalagem foi o da linha Sealphane. Entre seus atributos, destaca a fabricante, estão a selagem automática que garante eficiência e rapidez ao processo, além de evitar perdas de produto e diminuir o risco de contaminação pela manipulação. A tampa é totalmente transparente, permitindo a clara visualização do produto já que o filme possui funcionalidade anti embaçamento (antifog).

Como reforçou Nick Kramer, Diretor Industrial da empresa La Vita, “após diversos testes, o filme da Terphane se mostrou ideal para atender às necessidades de nosso produto, a salada fresca. Além de manter as propriedades dos alimentos inalteradas, o atributo do antifog permitiu melhorar a apresentação no PDV, garantindo uma exposição adequada e ganho de competitividade.”.

De acordo com a Terphane, esta embalagem também permite que a bandeja selada seja empilhada durante o manuseio e distribuição, proporcionando otimização logística e economia de espaço no transporte e na armazenagem. Ela também possibilita a apresentação do produto nas posições vertical ou horizontal na gôndola (PDV).

“Toda a solução está alinhada a um outro conceito bastante importante nos dias atuais, o da segurança alimentar. A embalagem pode conter diversos compartimentos, igualmente selados, e que possibilitam separar proteína, cereais e molho, mantendo o frescor de cada item e aumentando sua vida de prateleira (shelf life)”, explica José Ricardo Sorbile, Gerente Nacional de Vendas da Terphane. Segundo ele, a embalagem também pode ser refrigerada e o filme permite a selagem até 210ºC, sem deformação.

A embalagem da Salada La Vita se destaca ainda pela sustentabilidade: ela é mono material – bandeja e tampa de poliéster – e reciclável. Além disso, segundo a emrpesa, o filme PET utilizado tem apenas 25µm e não atinge nem 1g por embalagem de salada – um peso muito menor quando comparado ao de uma tampa rígida. Isto contribui para gerar um volume menor de resíduo.

Desde a sua fundação em 1976, a Terphane concentra-se no desenvolvimento de tecnologias e processos de fabricação de filmes especiais de poliéster biorientado (BOPET). Sua equipe possui experiência e conhecimento em produção, revestimento e metalização de filmes. A empresa se destaca ainda por uma cadeia verticalizada que vai desde a produção da resina até a extrusão de filmes especiais. A Terphane faz parte do grupo industrial norte-americano Tredegar.

Curta nossa página no

Solução contra o desperdício de alimentos leva DaColheita à final do Prêmio ABRE de Embalagem

26/09/2018

Contribuir para a redução do desperdício de alimentos em toda a cadeia logística, do produtor ao consumidor final. Essa é a proposta da Termotécnica ao desenvolver soluções para o agronegócio, por meio de sua linha de conservadoras DaColheita para frutas, legumes e verduras (FLVs) produzidas em EPS (isopor®). Um dos lançamentos da linha, a Conservadora para Cumbucas Vazada, que teve patente concedida para a empresa, é finalista do Prêmio ABRE 2018, da Associação Brasileira de Embalagem, na categoria Especial Save Food.

Segundo a Termotécnica, a Conservadora para Cumbucas Vazada tem como um de seus diferenciais a conservação térmica, que proporciona a manutenção da temperatura, da umidade e da higiene. Desta maneira, há ampliação no tempo de vida e na qualidade, além da preservação de boa parte dos nutrientes e do peso dos alimentos, afirma a empresa. É uma embalagem versátil que tem seu design projetado para atuar como embalagem de transporte e expositora, sendo também 100% reciclável. Por ser leve, há também a redução do consumo de combustível e do custo com o frete, garante o fabricante.

Albano Schmidt, presidente da Termotécnica, destaca que a empresa integra o Save Food, uma iniciativa da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e, em conformidade com as ações deste grupo, há uma constantemente busca por soluções para a redução do desperdício de alimentos. Ele conta que, para isso, dispõe de uma equipe dedicada de engenheiros e especialistas de mercado. “Precisamos unir forças para reduzir o volume absurdo de alimentos que são desperdiçados em todo o mundo”, detalha.

Diferenciais do EPS

Em relação ao papelão, há uma série de benefícios quando o produtor utiliza o EPS. O resultado mais impactante é o aumento da vida de prateleira. Segundo a Termotécnica, ao se conservar as frutas em EPS, a vida de prateleira é ampliada em 45 dias nas câmaras e 20% nas gôndolas, proporcionando mais 40% de vitamina C. A perda da água da fruta é 50% menor. Além disso, testes indicam que há a redução da perda de peso da fruta após simulação de vibração, que ficou pela metade.

A tecnologia do EPS oferece alto grau de isolamento térmico e absorção de impactos. Seu design permite melhor conservação e proteção das frutas.

Mais uma finalista

Além da Conservadora para Cumbucas de Frutas Vazada, a Termotécnica também é finalista no Prêmio ABRE 2018 com a conservadora modular para maçãs, na categoria Design Estrutural e Funcionalidade. A cerimonia de premiação acontecerá no próximo dia 27, em São Paulo (SP).

A Termotécnica é a maior indústria transformadora de EPS da América Latina e líder no mercado brasileiro deste segmento. Produz soluções para Embalagens e Componentes, Conservação, Agronegócios, Cadeia de Frio, Movimentação de Cargas e Construção Civil.  Com matriz em Joinville (SC), possui unidades de produtivas e de reciclagem em Manaus (AM), Petrolina (PE), Rio Claro (SP) e São José dos Pinhais (PR).

Fonte: Assessoria de Imprensa – Termotécnica

Curta nossa página no