Posts Tagged ‘PMA Fresh Connections Brasil’

Terphane apresentou soluções em filmes seláveis no PMA Fresh Connections 2018, em São Paulo

24/08/2018

Na quarta-feira, 22 de agosto, a Terphane, empresa atuante no segmento de filmes PET (poliéster) na América Latina e um importante player mundial, participou com um estande e como patrocinadora do PMA Fresh Connections, em São Paulo. O evento foi organizado pela entidade norte-americana PMA (Produce Marketing Association) que congrega produtores agrícolas de todo o mundo, desde 1949. A Associação se propõe a interagir com os diversos segmentos da cadeia de frutas, flores, legumes e vegetais, da produção ao varejo, no Brasil e no mundo.

“Para a Terphane esta foi uma excelente oportunidade para mostrar os filmes de poliéster que vão de encontro a um dos pilares do evento: apresentar soluções que maximizem a vida útil do produto, minimizem seu desperdício e aumentem a percepção de valor dos produtos”, explica José Ricardo Sorbile, Gerente Comercial Brasil da empresa.

Neste contexto, os filmes seláveis de poliéster, como os da linha Sealphane®, fazem todo o sentido. Segundo a Terphane, além de aumentar a vida de prateleira de frutas, verduras e legumes frescos, esta embalagem garante a integridade do produto durante as etapas de transporte e armazenagem, evitando desperdício. Ganha-se ainda na logística pela possibilidade de empilhamento das embalagens; mais embalagens ocupando menos espaço, garante a empresa. As vantagens se tornam mais expressivas quando o canal de venda for o autosserviço e as oportunidades também aumentam via crescimento das vendas on line nesta categoria de produto.

Outra vantagem lembrada por Célia Freitas, Gerente de Desenvolvimento de Mercado da Terphane, é que, segundo ela, os filmes Sealphane® têm altíssima transparência e funcionalidade de anti embaçamento, permitindo que o consumidor visualize facilmente o produto ou desfrute de imagens impressas com altíssima qualidade, inclusive quando o produto é exposto em gôndolas refrigeradas. Os filmes seláveis também são de fácil abertura e podem ser abertos sem a necessidade de rasgar a embalagem (easy open).

Estes filmes também podem ser expostos a baixíssimas e a altas temperaturas, segundo a Terphane, podendo também ser usados em embalagens de produtos que vão do freezer diretamente para o forno. A empresa afirma que a linha Sealphane® suporta um intervalo de temperatura que varia de -400C até +2100C. “Os filmes de poliéster são ideais para comporem sistemas de embalagem, funcionando como tampas para bandejas ou selos de segurança com efeito easy open. Na linha Sealphane® há ainda filmes seláveis para diversos tipos de bandejas (PP, PE, APET, rPET, CPET-APET, APET-PE, PS, alumínio ou cartão revestido com PET). O que importa para o mercado é que o consumidor tenha acesso à embalagem que melhor atenda às suas expectativas e garanta um produto em perfeitas condições. Uma embalagem que surpreenda e transforme o momento do consumo em um momento de indulgência”, conclui Célia.

Os filmes Sealphane®, assim como os demais filmes produzidos pela Terphane, são aprovados pelas normas brasileiras e internacionais para contato com alimentos.

José Ricardo completa: “A Terphane entende que o mercado de FLV (frutas, legumes e verduras) é extremamente importante e tem um potencial enorme para os filmes de poliéster”. Dados do RAMA – Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) mostram que no 1o semestre de 2017 foram registradas 618 mil toneladas de FLV, 12% a mais do que foi registrado no mesmo período do ano anterior. A Associação divulgou ainda que a participação de FLV no faturamento dos supermercados e de outros PDVs cadastrados no RAMA, chegou a R$ 70,4 bilhões em 2016.

Desde a sua fundação em 1976, a Terphane se concentra no desenvolvimento de tecnologias e processos de fabricação de filmes especiais de poliéster biorientado (BOPET). Sua equipe possui experiência e conhecimento em produção, revestimento e metalização de filmes. A empresa se destaca ainda por uma cadeia verticalizada que vai desde a produção da resina até os filmes especiais. A Terphane faz parte do grupo industrial norte-americano Tredegar.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Terphane

Curta nossa página no

Anúncios

Termotécnica apresenta soluções pós-colheita no PMA Fresh Connections Brasil

22/08/2017

Ao investir em pesquisa, Termotécnica inova com produtos que acondicionam, conservam e valorizam as frutas, legumes e verduras até o consumidor

No momento da compra de frutas, legumes e verduras (FLVs), o consumidor avalia a aparência, muitas vezes aperta para sentir a consistência e, além disso, certifica-se do bom acondicionamento, conservação e qualidade. Para garantir esses atributos, é fundamental um esforço conjunto de todos os elos da cadeia: tanto na escolha de uma boa semente e no manejo correto, como no cuidado com o acondicionamento e transporte. Isso é particularmente importante no Brasil pois as FLVs percorrem quilômetros em estradas com pouca infraestrutura até chegar ao destino.

Atenta a essa necessidade de agregar valor na pós-colheita, a Termotécnica desenvolve soluções em EPS (isopor®) para o agronegócio, com destaque para a Linha DaColheita. É com essas inovações que a empresa participará do PMA Fresh Connections Brasil, dia 24 de agosto, em São Paulo (SP), no espaço APAS, apresentando-as a especialistas do segmento FLV de todo o mundo.

As seguinte soluções pós-colheita que terão destaque no PMA:

Ao utilizar a Conservadora DaColheita, produzida em EPS, o produtor protege sua colheita acondicionando-a numa conservadora que, além de minimizar impactos, age como isolante térmico. Segundo a Termotécnica, há estudos que comprovam que esta solução pode ampliar em até 20% o prazo de validade (Shelf Life) da fruta, proporcionando menor perda de peso pela desidratação e mantendo o teor vitamínico por mais tempo. A Linha DaColheita se destacou como um caso de sucesso no Vale do São Francisco, região produtora e exportadora de uvas de alto valor agregado. A Termotécnica vem expandindo seu portfólio, levando os benefícios desta solução para novas culturas e regiões do Brasil.

O Upally é uma base de movimentação produzida em EPS. Por ser mais leve, possibilita redução de custos logísticos nos diferentes modais, com ganho significativo em frete aéreo, afirma a Termotécnica. Não proliferam pragas, dispensa a fumigação e tratamentos que são necessários em outros materiais. Além disso, segundo a empresa, é resistente à variação de temperaturas e à umidade, possui capacidades de carga dinâmica e estática variadas conforme a necessidade logística e, nos casos de quebra, não produz farpas. Outra vantagem realçada pela Termotécnica é que o Upally elimina o uso de empilhadeiras no manuseio quando vazio, pois pesa entre 1,5 kg e 4,0 kg, proporcionando bom desempenho ergonômico aos colaboradores. O Upally já vem sendo utilizado no Vale de São Francisco para o transporte de FLV para as diversas regiões do Brasil.

Demais soluções ligadas ao agronegócio

O lançamento Base Universal para Substrato DaColheita é um sistema modular de suporte em EPS para plantio em cultivo protegido. Segundo a Termotécnica, é leve e de fácil montagem, oferecendo ergonomia na produção, isolamento térmico e reaproveitamento da solução nutritiva por contar com canal de drenagem, que também contribui para reduzir a umidade da estufa e ganhar produtividade. Pode ser utilizada como suporte para plantio de mudas em vasos, em slabs – ou seja, bolsas abastecidas com substrato – ou canteiro para plantio a granel.

O Berço de Mudas otimiza a produção agrícola a partir do desenvolvimento de canteiros móveis, que trazem inúmeras vantagens para o produtor, tais como a formação de mudas que não enovelam as raízes e a seleção de plantas uniformes, bem desenvolvidas e sadias, proporcionando assim o controle de lavouras mais produtivas, afirma a Termotécnica.

A caixa de abelhas MaisMel é uma inovação para o mercado de apicultura. Produzida em EPS no padrão Langstroth, apresenta uma série de diferenciais em comparação à caixa tradicional, feita de madeira. Além do design e do isolamento térmico, pensados para atender as necessidades e os hábitos das abelhas, seu peso e ergonomia facilitam a disposição, manutenção e transporte pelo apicultor, garante a Termotécnica.

Programa Reciclar EPS

No contexto da economia circular, a Termotécnica desenvolve soluções pós-consumo que são transformadas, por meio de logística reversa e reciclagem, em novos produtos. A tecnologia viabilizada pela empresa permite o reaproveitamento total do EPS, matéria-prima 100% reciclável. Atualmente, o programa Reciclar EPS conta com mais de 1.000 pontos de coleta e 300 cooperativas espalhados por todo o país. Desde 2007, já deu um novo destino a cerca de 40 mil toneladas de EPS, o equivalente a 1/3 do total reciclado no Brasil.

A Termotécnica é a maior indústria transformadora de EPS da América Latina e líder no mercado brasileiro deste segmento. Produz soluções para Embalagens e Componentes, Agronegócios, Conservação, Movimentação de Cargas e Construção Civil. Com matriz em Joinville (SC), possui unidades produtivas e de reciclagem em Manaus (AM), Petrolina (PE), Rio Claro (SP) e São José dos Pinhais (PR).

Fonte: Termotécnica

Curta nossa página no