Posts Tagged ‘Plastimagen’

Plastimagen México 2017 será a exposição de plásticos mais importante da América Latina no segundo semestre

25/07/2017

  • Feira comemora 21 edições e posiciona-se como um dos mais relevantes eventos da indústria em toda a América Latina.
  • México registrou crescimento de investimento estrangeiro direto, particularmente no setor manufatureiro
  • O setor de plásticos é estratégico na estrutura industrial do México.

A vigésima primeira edição da Plastimagen México, organizada pela E. J. Krause de México e Grupo Tarsus, irá apresentar as tendências e novas tecnologias da indústria de plásticos a nível mundial.

A nova edição

No próximo mês de novembro, exatamente entre os dias 7 e 10, será realizada a vigésima primeira edição da Plastimagen México no Centro Citibanamex da Cidade do México. O evento terá a participação de empresas mexicanas e internacionais, mostrando a vanguarda de soluções para o setor de transformação de plásticos dirigidas a quase todas os segmentos industriais.

Para esta feira, são esperados mais de 30.000 visitantes e cerca de 870 empresas expositoras vindas de 25 países, representando mais de 1.600 marcas. Neste ano, a área de evento também será estendida e haverá 13 pavilhões internacionais. 4 pavilhões do Citibanamex serão ocupados com mais de 43 mil metros quadrados de espaço de exposição, além do pavilhão Valparaiso e da sala F, destinada a máquinaria pesada.

Um programa especial de palestras

A Plastimagen 2018 também contará com um programa internacional de conferências, organizado conjuntamente pela Associação Nacional de Indústrias de Plásticos (ANIPAC) e a EJ Krause de Mexico, que irá oferecer aos visitantes uma oportunidade para capacitação e para encontrar soluções para problemas que frequentemente surgem no cotidiano da indústria de plásticos.

Dentro do programa, serão apresentados tópicos como o da Indústria 4.0. Este é um tema fundamental pois é importante que a indústria de plásticos conheça os seus benefícios nos processos. É imprescindível ouvir a experiência de pessoas que convivem com a conectividade inteligente e o poder da Internet aplicado à manufatura.

Outro grande tema a ser abordado são as matérias primas e aditivos. Novos polímeros continuam a ser desenvolvidos mundialmente, com grandes investimentos para obtenção de materiais com propriedades físicas, mecânicas, ópticas e químicas mais apropriadas a aplicações em diferentes segmentos. Como resultado, por exemplo, tem sido possível a otimização no projeto de embalagens, recipientes e vários outros itens usados na nossa vida cotidiana. Novos materiais plásticos também tem facilitado a reciclagem e reutilização de produtos.

A sustentabilidade e o desenvolvimento da economia circular também é um outro tema focalizado. Finalmente, o público poderá participar de um workshop para discutir tecnologias de processamento de plásticos.

O Plástico no México

A indústria de plásticos mexicana mostra uma trajetória claramente crescente. Em 2015, a produção aumentou 7,7%. O México importa anualmente cerca de 20 bilhões de dólares em resinas e plásticos e está incluído entre os principais países de exportação de produtos juntamente com os Estados Unidos e Canadá. E é por causa do crescente uso de plástico como matéria-prima que se tem conseguido melhorar a competitividade de muitas empresas. Segmentos industriais diversos tais como o automotivo, o médico-hospitalar, o de construção, de embalagens, o agrícola e o de eletrodomésticos avaliam a opção de substituir as peças de manufatura tradicional por peças de plástico. O México ocupa o 12º lugar no consumo de plásticos no mundo.

Sobre a EJ Krause México

A EJ Krause de Mexico é um promotor de fóruns de negócios internacionais que produz importantes exposições e conferências anuais em setores estratégicos desde 1991 , no México, com destaque para os setores de alimentação, educação, energia, estilo, silvicultura, indústria, meio ambiente, plástico e TIC, entre outros. É parte da rede mundial da EJ Krause & Associates, Inc. (EJK), que há mais de 30 anos vem sendo um líder mundial na organização de exposições e conferências e uma das maiores empresas privadas organizadoras de exposições do mundo. Com escritórios em três continentes, a EJK produz um crescente portfólio de mais de 40 eventos, servindo 14 indústrias diferentes e criando marcas de eventos líderes globais.

Sobre o Tarsus Group Plc:

Tarso Group Plc é um grupo de mídia de negócios internacionais com enfoque em exposições, publicações e mídia online. O grupo opera em setores-chave como a aviação, medicina, rótulos e embalagens, vestuário com desconto (Off-Price clothing), bens de consumo e indústrias automotivas. A Tarsus gerencia mais de 80 eventos e sites e é conhecido por suas exposições Labelexpo na Europa, Américas, Índia, Ásia e no Dubai Airshow. O grupo opera internacionalmente a partir de seus escritórios em Dublin, Londres, Paris, Milwaukee, Boca Raton (Florida), Dubai, Xangai, Nova Dheli e Istambul. O Grupo Tarsus vem fortalecendo sua presença crescente em mercados emergentes do Oriente Médio, China, Turquia, Índia e América do Sul.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plastimagen

Curta nossa página no

Romi reforça atuação no mercado mexicano com participação na feira Plastimagen

25/02/2016

A empresa estará presente novamente em um dos mais importantes fóruns de negócios para a indústria de plásticos na América Latina

A Romi, líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais, participará da principal feira realizada no México para o mercado de transformação de plásticos.

A Plastimagen será realizada entre os dias 8 e 11 de março, no Centro Banamex, localizado na Cidade do México. O evento reunirá mais de 850 empresas, que apresentarão as últimas novidades em produtos, tecnologias e soluções para o mercado latino-americano de processamento de plástico. A organização do evento está contando com mais de 30 mil visitantes durante os quatro dias em que ele acontece.

A principal estratégia da Romi na feira é conquistar novos clientes, especialmente nos setores automobilístico e de utensílios domésticos, com as máquinas para processamento de plásticos, e de moldes / matrizes e petrolífero, com máquinas-ferramenta.

A Romi está entusiasmada com o mercado mexicano: “Temos requisitos suficientes para vencer a concorrência, seja em qualidade, preço ou tecnologia. Oferecemos todo o suporte técnico necessário, orientando nossos clientes sobre a melhor aplicação e o melhor funcionamento de seus produtos, tanto máquinas-ferramenta quanto máquinas para processamento de plásticos.” É o que afirma Luiz Cassiano Rosolen, Diretor-Presidente da Romi.

Além de possuir uma subsidiária no país, a Romi conta com o apoio de um representante local para comercialização de suas máquinas, peças e serviços no México.

Exportando bens de capital desde 1944, a Romi tem mais de 150 mil máquinas instaladas por todo o mundo e possui suas subsidiárias localizadas no Reino Unido, na Alemanha, na Espanha, na França, na Itália, nos Estados Unidos e no México, além de representantes na Argentina, no Chile, na Colômbia, no Equador, no Peru e na Venezuela.

Fonte: Indústrias Romi

Curta nossa página no

Arburg na Plastimagen 2016: Redução de peso e manufatura aditiva

11/01/2016
As fibras vindas do rolo são cortadas nos tamanhos desejados durante o processo FDC, utilizando uma injetora Allrounder 720 S

A fibra é cortada nos tamanhos desejados durante o processo FDC, utilizando uma injetora Allrounder 720 S

  •  Apresentação da gama completa: produção de peças plásticas individuais e com alto volume
  • Manufatura aditiva: Freeformer produz componentes funcionais
  • Injeção: duas Allrounders produzem pedais leves e engrenagens

Durante a Plastimagen, na Cidade do México, entre 8 a 11 de março de 2016, a Arburg estará expondo, no estande 730, duas injetoras hidráulicas Allrounder para produzir pedais leves e rodas de engrenagem precisas, em altos volumes. Além disso, um Freeformer vai demonstrar a manufatura aditiva industrial de peças únicas e lotes multi-variantes de pequeno volume.

“Um destaque na Plastimagen 2016 é a incorporação direta de fibra, durante a qual as fibras de vidro são alimentadas a partir de feixes, cortados com o comprimento desejado por um dispositivo de corte e adicionadas diretamente à massa de material plástico fundido. Peças leves de alta resistência são produzidas desta forma. Além disso, a Arburg vai também demonstrar uma aplicação econômica na moldagem por injeção de peças técnicas, apresentando uma Allrounder hidráulica da série Golden Edition “, explica Guillermo Fasterling, Diretor-Geente da subsidiária Arburg no México. “Nossa Freeformer foi concebido, porém, para a manufatura aditiva industrial de peças únicas e lotes de pequenos volumes. Na Cidade do México, apresentaremos o estado atual do Freeformer da Arburg “.

Processo inovador de compostagem direta de fibra (FDC) para peças levas de alta resistência

A fabricação econõmica de componentes leves de alta resistência através do processo de compostagem direta de fibra (FDC) será demonstrada por uma Allrounder hidráulica 720 S, com 3.200 kN de força de fechamento / unidade de injeção de tamanho 2100, produzindo um pedal para a indústria automotiva, como exemplo. As vantagens deste processo inovador para produção de peças leves são um comprimento de fibra flexivelmente ajustável em até 50 milímetros, um mínimo de danos para as fibras no plástico fundido, bem como menos custos de materiais, em comparação com os granulados de fibras longas.

As fibras provenientes dos feixes são cortadas em comprimentos de até 50 milímetros por um alimentador lateral na unidade de injeção e são, em seguida, alimentadas diretamente para dentro do material fundido. Isto minimiza os danos às fibras durante a preparação do material.

O tempo de ciclo para a fabricação de um pedal é de cerca de 60 segundos, com um peso de peça de 335 gramas. O material utilizado é uma Poliamida 6. Um sistema robótico Multilift Select será usado para manusear o componente.

Golden Edition: modelo hidráulico no nível “iniciante”

Um segundo item da exposição de máquinas injetoras é uma Allrounder 320 C Golden Edition com uma força de fechamento de 500 kN e uma unidade de injeção de tamanho 170, o qual é particularmente interessante para injeção de peças técnicas. A máquina faz parte da série “de entrada” de injetoras hidráulicas, que apresenta combinações fixas de unidade força de fechamento/unidade injeção e oferece componentes de alta qualidade técnica com, segundo a Arburg, uma ótima relação preço / desempenho. Na Plastimagen 2016, serão produzidas rodas de engrenagem por um molde de 8 cavidades da empresa sul-americana Artis Matriz.

Freeformer: manufatura aditiva de peças funcionais

No Plastimagen 2016, um Freeformer demonstrará a manufatura aditiva de peças funcionais com base em dados de CAD 3D. O equipamento processa grânulos de plástico de baixo custo e está equipado com duas unidades de descarga estacionárias como padrão. Isto permite que o Freeformer possa processar um componente adicional, a fim, por exemplo, de fabricar uma peça em cores diferentes, com qualidades táteis especiais ou como uma combinação de materiais duro / macio. Alternativamente, ele pode ser usado para construir estruturas a partir de um material de suporte solúvel em água, permitindo que geometrias de peças complexas possam ser obtidas.

Por um lado, o Freeformer pode fabricar muito rapidamente protótipos e amostras de design para testes funcionais e de montagem no material original. Isto significa que não são necessários moldes caros de alumínio e um novo produto pode atingir a maturidade para produção em série muito mais rapidamente. Por outro lado, também é possível fabricar componentes funcionais e peças de reposição em um prazo curto, em pequenos lotes ou – quando combinados com moldagem por injeção – para individualizar as peças produzidas em massa.

Fonte: Arburg

Curta nossa página no

Solvay mostra inovações em plásticos de engenharia e polímeros especiais na Plastimagen 2013

11/03/2013
  • Produtos atendem a mercados em crescimento na região, com destaque para os setores automotivo e de transportes, energia, saúde e água
  • Empresa lança poliamida 6.10 derivada em parte de óleo de mamona, de fonte renovável, para produção de autopeças
  • Technyl®, marca reconhecida internacionalmente na área de plásticos de engenharia de alto desempenho, agora integra o portfólio da Solvay

Para reforçar sua presença no mercado mexicano e da América Latina, as unidades globais de negócios de Plásticos de Engenharia e Polímeros Especiais do Grupo Solvay participam conjuntamente pela primeira vez da Plastimagen 2013 (de 12 a 15 de março, no Centro Banamex, na Cidade do México), a principal exposição de produtos e tecnologias em plásticos e polímeros da região.

“Nosso objetivo é o de contribuir para o desenvolvimento dos mercados da região, oferecendo uma ampla gama de tecnologias, processos e produtos em plásticos de engenharia e polímeros especiais, segmentos em que o grupo é um dos líderes mundiais”, afirma Suzana Kupidlowski, Gerente de Marketing de Plásticos de Engenharia do grupo Solvay.

Com a reorganização das suas áreas de negócios, depois de consolidada a integração do grupo Rhodia, adquirido em setembro de 2011, a Solvay ampliou seu portfólio de plásticos de engenharia, incorporando a marca Technyl, internacionalmente reconhecida por uma série de tecnologias e produtos inovadores de base poliamida, utilizados na produção de peças para os setores automotivo, elétrico, bens industriais e de consumo.

Inovação sustentável – Entre as novidades para apresentação na Plastimagen 2013 está o Technyl® eXten — uma poliamida 6.10 derivada em parte de óleo de mamona, de fonte renovável. O novo produto, que reduz o impacto ambiental no processo de produção, pode ser utilizado na confecção de tubulações para combustíveis, servo freio e dutos de óleo para veículos leves e pesados. A novidade já foi homologada em diversos clientes finais das duas empresas, substituindo com vantagens aplicações que atualmente usam PA12, de origem totalmente petroquímica.

“Em comparação com outros plásticos de engenharia de poliamida de alto desempenho, a nova aplicação de Technyl® eXten oferece aos clientes vantagens técnicas e econômicas, além de contribuir para a redução das emissões de CO2”, explica Suzana Kupidlowski.

Technyl® eXten é uma poliamida parcialmente de origem vegetal. Medições realizadas de acordo com o método de teste padrão confirmaram que 62,5% do seu carbono são de origem renovável. Este material, além de reduzir a pegada de carbono, ajuda na redução de uso de recursos não renováveis​​, quando em comparação com outras poliamidas de origem integral da cadeia petroquímica.

Polímeros especiais – Igualmente em destaque na Plastimagen estarão os polímeros especiais da Solvay, uma gama de produtos de alto desempenho utilizados em mercados de forte crescimento no mundo, tais como transportes, saúde, água, energia e dispositivos inteligentes.

A unidade de negócios Solvay Specialty Polymers fornece uma ampla gama  de plásticos de alta performance, que inclui polímeros fluorados, polímeros de ultra-desempenho, poliamidas de alto desempenho, polímeros sulfonados, polímeros de alta barreira e compostos reticuláveis de alto desempenho. Esses materiais são amplamente utilizados na indústria aeroespacial e automotiva para fornecer soluções de alto desempenho para substituição de metal que reduzem o peso, têm menor custo e melhoram o desempenho. Resinas de fluorpolímero são utilizadas em uma vasta gama de fios e cabos. Pós de PTFE micronizado são utilizados como aditivos em uma ampla gama de materiais, tais como resinas termoplásticas, revestimentos e tintas, tintas de impressão, elastômeros e lubrificantes.

A unidade global de negócios Specialty Polymers, com sede na Itália, 15 unidades de produção e 11 centros de P&D no mundo, fornece mais de 1.500 produtos em 35 marcas.

Fonte: Solvay

Curta nossa página no

Rhodia mostra inovações em plásticos de engenharia na Plastimagem, no México

05/10/2011
  • Novidades atendem aos mercados automotivo, eletroeletrônico e bens industriais de consumo
  • Destaques são Technylstar® A205F, nova tecnologia desenvolvida no Brasil que ajudará os clientes a obter maior economia de energia e uma nova gama de Technyl® livre de halogênio, para a indústria fotovoltaica.

 A Rhodia, uma empresa do grupo Solvay, disposta a reforçar sua participação no fornecimento de plásticos de engenharia em poliamida 6.6 para o mercado mexicano, apresentará na Plastimagem 2011 (de 04 a 07 de outubro, no Centro Banamex, na Cidade do México) uma série de inovações desenvolvidas em seus centros de pesquisas e junto com seus clientes. Essas inovações atendem os clientes do setores automotivo, de eletroeletrônicos e de bens de consumo e bens industriais.

 “Nossa intenção é reforçar nossas parcerias com os clientes locais, ajudando a expandir o setor de plásticos de engenharia, oferecendo as soluções que desenvolvemos em nossos laboratórios e centros de pesquisas mundiais”, afirma Marcos Curti, diretor da Rhodia Plásticos de Engenharia para as Américas.

 Mercado em expansão – Segundo ele, o mercado mexicano será beneficiado com a recente decisão da empresa de unificar as operações de plásticos de engenharia na América Latina e América do Norte. “Além da base industrial instalada no Brasil e dos acordos de industrialização nos EUA, vamos explorar toda a estrutura disponível na região em Pesquisa e Desenvolvimento, Sérviço Técnico e Marketing, para cada vez mais valorizar os nossos clientes em toda essa zona geográfica”, acrescenta Marcos Curti.

Um dos alvos da Rhodia Plásticos de Engenharia é o segmento de peças para o setor automotivo, que passa por um período de expansão no México. Segundo a Amia, Associação Mexicana da Indústria Automotiva, a produção de automóveis continua em alta: de janeiro a agosto de 2011 foram fabricados 1,68 milhões de automóveis, com um crescimento de 14,8% sobre o mesmo período em 2010. “Cada vez mais os veículos incorporam peças e partes fabricadas em plásticos de engenharia de poliamida”, diz Curti.

As ambições de crescimento da Rhodia no segmento de plásticos de engenharia são solidamente baseadas na inovação sustentável e na presença em mercados com crescimento rápido e lucrativo. A Unidade Global de Negócios de Plásticos de Engenharia tem forte presença no mercado mundial e está particularmente bem posicionada em regiões de rápido crescimento: cerca de 38% de suas vendas estão na Ásia, e 18% estão na América Latina.

Um Mundo de Soluções com os plásticos de engenharia da Rhodia

Sob o slogan “Um Mundo de Soluções”, a empresa apresenta uma série de novidades em tecnologia e produtos na área de plásticos de engenharia. As novidades selecionadas para apresentação na Plastimagem 2011 incluem:

— uma nova geração de Technyl®Star, denominada A205F, que ajudará os clientes a obter maior produtividade, além de redução significativa dos custos com energia em seus processos de produção.

— uma nova gama de Technyl®, livres de halogênio, para a indústria fotovoltaica;

TechnylStar A205F – Entre as recentes inovações desenvolvidas pela empresa e que começam a ganhar espaço em clientes mundiais da Rhodia está o TechnylStar A205F, uma nova tecnologia para formulações de plásticos de engenharia em poliamida. A inovação foi projetada especificamente para aplicações de produção em massa que necessitam de ciclos de injeção curtos e moldes complexos. É particularmente adequada para peças pequenas produzidas em grandes volumes, incluindo abraçadeiras, grampos, conectores, tomadas e válvulas técnicas utilizadas pelas indústrias dos segmentos automobilístico, de eletroeletrônicos e de bens industriais e bens de consumo.

Em comparação com as poliamidas tradicionais disponíveis no mercado, o uso de TechnylStar A205F proporciona, em condições ideais de processamento, economia significativa de energia através da redução de temperatura de processamento, proporcionando uma redução de até 20% do consumo global de energia. Além disso, a fluidez inigualável desse produto aumenta a produtividade de moldagem de injeção em até 15% e garante alta liberdade de design, mantendo todas as propriedades mecânicas essenciais para a aplicação.

“Esta nova geração de TechnylStar ilustra perfeitamente a capacidade da Rhodia de desenvolver inovações que preservam os recursos não-renováveis”, afirma Marcos Curti, lembrando que a ampliação da tecnologia foi desenvolvida por equipes da empresa no Brasil, proporcionando um perfeito exemplo do valor agregado trazido pela presença global da empresa. “Não tenho dúvida de que esta nova gama será uma referência de mercado, permitindo a nossos clientes em todo o mundo dar um passo importante em direção ao consumo reduzido de energia e aumento da produtividade”, acrescenta Curti.

Poliamidas Ignífugas – Durante a Plastimagem 2011, outro destaque da Rhodia é a nova linha livre de halogênio das poliamidas ignífugas Technyl® para uso nas mais exigentes aplicações fotovoltaicas de componentes. Esses componentes fotovoltaicos têm de ter um desempenho consistente em seu mais alto nível, atendendo uma ampla gama de temperaturas e condições meteorológicas. Esses produtos também têm que cumprir normas de segurança extremamente rigorosas no mundo inteiro.

A nova linha ignífuga de Technyl® lançada pela Rhodia oferece uma solução que satisfaz plenamente as exigências técnicas, de processamento, regulamentares e de custo-desempenho necessárias para a fabricação de componentes fotovoltaicos. “As poliamidas ignífugas Technyl® permitem às empresas produzir componentes fotovoltaicos em uma nova escala industrial”, explica o diretor da Rhodia Plásticos de Engenharia nas Américas.

As versões ignífugas da Technyl® atendem aos requisitos das normas UL5VA, UL94 V-0, e também com as certificações atmosféricas altamente rigorosas da ULF1. A linha Technyl A 60G1 V25, projetada especificamente para caixas de junção, foi avaliada com os conceitos 5VA e ULF1 pelos Underwriters Laboratories. Este produto livre de halogênio também recebeu conceito na UL94 V-0 como o melhor na classe RTI, desempenho de envelhecimento elétrico e mecânico. A Technyl 50H1 tem propriedades de inflamabilidade semelhantes, ao mesmo tempo em que exibe um comportamento de processamento excelente, comprovando ser a solução ideal para aplicações em conexões fotovoltaicas de paredes finas.

Usar a energia do sol para gerar eletricidade limpa está rapidamente se tornando uma realidade comercial viável com a melhoria contínua da tecnologia fotovoltaica. A nova linha fotovoltaica ignífuga da Technyl® contribui para a preservação dos recursos não-renováveis, mais uma vez demonstrando o compromisso da Rhodia com a inovação sustentável.

A Rhodia, uma empresa do grupo Solvay, é uma companhia química internacional fortemente engajada no Desenvolvimento Sustentável. Líder em seus negócios, a empresa coloca a busca da excelência operacional e sua capacidade de inovação a serviço do desempenho dos seus clientes. Estruturada em 11 unidades globais de negócios, a Rhodia é parceira dos maiores líderes mundiais das indústrias: automotiva, eletroeletrônica, aromas e fragrâncias, saúde, mercados de cuidados pessoais e domésticos, bens de consumo e mercados industriais. A Rhodia emprega 14 000 pessoas em todo o mundo e obteve faturamento de 5,23 bilhões de euros em 2010.

Fonte: Rhodia