Posts Tagged ‘Plastimagen México 2017’

Plastimagen México 2017 bate recorde de vendas de máquinas durante a feira

24/11/2017

  • Os expositores informam que venderam mais máquinas do que em qualquer outra edição
  • Em sua vigésima primeira edição, a Plastimagen México 2017 reuniu 840 empresas expositoras de 31 países participantes, sendo a melhor edição da feira até hoje
  • Mais de 32,2 mil visitantes de diferentes indústrias
  • 13 pavilhões internacionais, 1 pavilhão especializado da ANIPAC e duas novas áreas expositivas.
  • Visitantes de 40 países

Com sucesso sem precedentes, foram concluídas as atividades da Plastimagen México 2017, que, em sua vigésima primeira edição, reuniu 840 empresas expositoras de 31 países participantes.

Os mais de 32,2 mil visitantes profissionais percorreram todo o piso da exposição em busca das últimas soluções e produtos para suas indústrias. Os visitantes pertenciam a indústrias variadas, tais com a automotiva, de transporte, sacos plásticos, agricultura, embalagens, eletrônicos, construção, eletrodomésticos, cosméticos, produtos de escritório e domésticos, esportes, química, dispositivos médicos, empresas de reciclagem e tubos, entre outros. Eles visitaram os vários salões e 13 pavilhões internacionais da Alemanha, Áustria, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, Espanha, Índia, Itália, Portugal, Taiwan, Reino Unido, Coréia, bem como 1 pavilhão especializado da ANIPAC e as duas novas áreas: Sala de Valparaíso e Sala de maquinaria pesada, que teve a maior máquina já apresentada em uma exposição, pesando 95 toneladas.

Durante a feira, participaram profissionais de mais de 40 países, tais como: Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, França, Alemanha Guatemala, Honduras, Índia, Itália, Japão, Holanda, Panamá, Polônia, Portugal, Coréia do Sul, Espanha, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos, entre outros.

Mais de 1.200 máquinas estiveram operando “ao vivo” no evento. Este ano, a feira apresentou aos visitantes profissionais as últimas novidades em máquinas de baixo consumo energético, máquinas elétricas híbridas, máquinas mais rápidas, produtores de embalagens biodegradáveis, novos materiais para envases e máquinas para reciclagem, entre muitas outras soluções. Os expositores informaram que venderam mais máquinas no piso da exposição do que em qualquer outra edição.

Neste ano, a Plastimagen México 2017 apresentou um programa de conferências internacionais que começou na terça, 7 de fevereiro, com a apresentação de Matthew Lenninton, cientista da PolyAdServices, com a palestra intitulada “Nanotecnologia aplicada aos plásticos – estudos de caso” .

A conferência principal do dia teve como tema “A atualização do NAFTA – como a indústria participa”. Nela, se apresentou o que o setor de plástico tem feito para que o acordo beneficie o México e quais os progressos realizados.

O espaço de apresentações do segundo dia foi dedicado à Indústria 4.0 / Internet das Coisas (IoT). Essa tendência vem permeando a indústria porque permite otimizar tempos de produção, ajuda a não perder a produção e a resolver problemas antes de surgirem.

Oliver Lindenberg, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da Mold – Masters / Milacron, falou sobre “O impacto da IoT nas fábricas de moldagem do futuro. Em outra apresentação, Jochen Mitzler, chefe de gerenciamento estratégico de produtos do grupo KraussMaffei, mencionou a importância de dar respostas específicas aos clientes para os diferentes problemas que surgem, representando redução de custos em tempo e dinheiro.

Enquanto isso, a WittmannBattenfeld apresentou uma palestra intitulada “Indústria 4.0 – tendências na digitalização de cadeias de valor através da integração de tecnologias de processamento de dados”, que foi proferida por Rudolf Pichler, gerente regional de vendas da empresa para a América do Norte, Central e do Sul. Na palestra, ele explicou a necessidade de os meios de produção serem conectados para melhorar seu desempenho. Ele concluiu dizendo que uma empresa inteligente é aquela que possui soluções 4.0, o que permite resolver problemas na metade do tempo.

Finalmente, a palestra principal do dia, intitulada “Plastico Industrial Inclusivo; Presente e futuro”, foi dada por Cleantho de Paiva, diretor da Braskem Idesa México, e por Juan Antonio Hernández, presidente da ANIPAC.

Com uma imagem do filme “A primeira noite de um homem”, na qual o personagem interpretado pelo jovem ator Dustin Hoffmann especulava sobre profissões de futuro, Cleantho de Paiva começou sua palestra. “Uma palavra: plástico. O futuro está no plástico”. Ele comentou que, até 2020, 18% do automóvel será feito de plástico, em contraste com o percentual de 6% que era registrado nos primórdios da indústria.

Hernandez, por sua vez, assegurou que a indústria de transformação é baseada em micro e pequenas empresas, que representam 84% da indústria de plásticos, enquanto as grandes empresas correspondem a 4% e as empresas médias 12%.

Houve também dois seminários técnicos: o primeiro foi dedicado à moldagem por injeção, manutenção, máquinas e moldes, proferido por Gianbattista Bellina, da Assocomaplast. O segundo foi sobre os Sacos e Reciclagem Inteligentes, apresentado pela Comissão Técnica da ANIPAC. Gabriel Catino, Aldimir Torres e Abraham Beutelspaches discorreram sobre as sacolas plásticas, seus usos e a maneira de aproveitar o produto final.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plastimagen México / foto: Facebook (Plastimagen)

Curta nossa página no

Anúncios

Amaplast expõe na Plastimagen 2017; México é 3o. principal destino de exportação de máquinas italianas para plásticos e borracha

24/11/2017

A Amaplast decidiu expor na Plastimagen México 2017 à luz da tendência das vendas italianas de máquinas de plásticos e borracha para processadores mexicanos, que tem crescido de forma constante e significativa, especialmente nos últimos três anos: de 85 milhões de euros em 2014, para 100 em 2015 e 173 em 2016. Este é o melhor desempenho já registrado, pelo menos entre os dez principais mercados de exportação italianos do setor.

É por este motivo que a Amaplast (associação italiana que reúne 170 fabricantes de máquinas para plásticos e borracha e moldes, filiada à Confindustria) coordenou o pavilhão italiano na 21a. Plastimagen, hospedando cerca de quarenta empresas em 850 m2 de espaço.

Além disso, pelo menos trinta empresas italianas adicionais participaram da Plastimagen 2017, algumas delas representadas em stands de seus agentes ou sucursais locais.

“Uma presença tão considerável”, destacou Alessandro Grassi, presidente da Amaplast, “confirma o México como um dos principais mercados de destino para as exportações italianas de máquinas para plásticos e borracha: de fato, em 2016 o país ficou em terceiro lugar, com uma participação de 5,8% do total.”

Também vale a pena salientar que uma parte expressiva das vendas italianas para o México é representada por linhas de extrusão e outras máquinas de processamento de alto valor agregado, que muitas vezes são fabricadas de acordo com as especificações do cliente. Por um lado, isso representa claramente a necessidade dos processadores mexicanos de atualizar seus equipamentos instalados e, por outro, a capacidade dos fabricantes italianos de fornecer tecnologias avançadas para produzir itens de alta qualidade em larga escala.

A indústria manufatureira mexicana – que está fortemente ligada à economia dos EUA, embora se inclinando a um desenvolvimento mais independente – está passando por uma fase de forte crescimento que está se espalhando por outros setores, como o automotivo e de embalagens, que usam uma grande quantidade de plásticos e borracha.

“De qualquer forma”, continua Grassi, “esta feira é uma vitrine muito importante para a Made in Italy, que está entre os principais países exportadores do mundo no setor”.

As seguintes empresas associadas da Amaplast estiveram exibindo no pavilhão italiano: Bausano & Figli, BMB, Borghi, Cantoni, CMS, Dega, Elba, Filtec, Frigosystem, Gamma Meccanica, Gavo Meccanica, Icma San Giorgio, LTL, Macchi, Marra, Meccanica Generale, Moretto, Negri Bossi, Omipa, Plas Mec, Plastiblow, Previero N./Sorema, Promixon, Sica, Tecnomatic e Tecnova.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Amaplast

Curta nossa página no