Posts Tagged ‘Mitsui’

Aumento das vendas de veículos nos Estados Unidos leva Mitsui a aumentar capacidade de produção de compostos de PP

22/01/2013

mitsuiO grupo japonês Mitsui Chemicals, Inc. anunciou um aumento de 14 mil toneladas/ano de produção de compostos de polipropileno nos Estados Unidos para atender às demandas crescentes do setor de materiais automotivos. O aumento de capacidade ocorrerá nas instalações da sua empresa afiliada Advanced Composites, em Sidney, estado de Ohio. Este aumento de capacidade previsto para o quarto trimestre de 2013 segue outra expansão de produção de 28 mil toneladas já prevista para o terceiro trimestre deste ano, de modo que a capacidade global de produção para as duas fábricas da Advanced Composites nos estados de Ohio e Tennessee atingirão 268 mil toneladas/ano em 2013.

Embora a indústria automotiva norte-americana tenha sido negativamente impactada pela crise financeira global, atualmente o mercado voltou à normalidade com previsões de crescimento significativo no futuro.

O aumento previsto é esperado não só para fortalecer a posição do grupo na expansão do mercado norte-americano, mas igualmente para reforçar a de fornecimento global do Grupo.

A Mitsui Chemicals Group conta com instalações fabris de Polipropileno para o mercado automotivo em oito mercados globais relevantes (Japão, Estados Unidos, México, Brasil, Europa, Índia, Tailândia e China).

Fonte: Mitsui

Curta nossa página no

Anúncios

Dow e Mitsui adiam implantação de unidade de polietileno derivado de cana-de-açúcar em Minas Gerais

16/01/2013

Citando aumento de custos de projeto, construção, operação e incertezas com a propriedade de terra no Brasil, a Dow Chemical Co. e a Mitsui & Co Ltd. adiaram seus planos para a implantação de uma unidade de produção de polietileno a partir do etanol, em Santa Vitória, Estado de Minas Gerais. O complexo, cuja entrada em operação originalmente estava prevista para o final de 2013, tem um investimento estimado da ordem de U$ 1,5 bilhões e prevê também a expansão das plantações de cana-de-acúcar e a construção de uma usina de etanol com capacidade para processar 2,7 milhões de toneladas de cana, cuja implementação continuará conforme o cronograma previsto.  A joint-venture Dow-Mitsui cultiva hoje uma área de 20 mil hectares de cana-de-acúcar e espera ter a sua primeira colheita completa em 2014.

No curto prazo, a Dow irá se focalizar em investimentos mais rentáveis, particularamente no desenvolvimento de unidades baseadas em gás de xisto nos Estados Unidos. A Dow está investindo 4 bilhões de dólares na Costa do Golfo do México para ampliar sua capacidade de produção de olefinas até 2017. A disponibilidade de amplas reservas de gás de xisto nos Estados Unidos reduz significativamente os custos de produção de poliolefinas.

Curta nossa página no

Subsidiária da Mitsui Chemicals adquire participação majoritária na Produmaster

17/05/2012

A Prime Polymer Co. Ltd, subsidiária da Mitsui Chemicals and Idemitsu Kosan do Japão, anunciou no dia 14 de maio a aquisição de uma participação de 70% na empresa brasileira Produmaster Indústria e Comércio Ltda, fabricante de compostos termoplásticos, e o estabelecimento de uma nova empresa com base na Produmaster, a qual foi renomeada como  Produmaster Advanced Composites Indústria e Comércio de Compostos Plásticos Ltda.

Em seu Plano de Negócios de meados de 2011, a Prime Polymers elegeu o negócio de polipropileno de uso automotivo como um “negócio em crescimento”, no qual procuraria se tornar um líder mundial, tendo desde então se esforçado para alcançar uma expansão inicial de negócios em várias regiões. Em particular, a Prime Polymers considera o fortalecimento de seus negócios no mercado sul-americano – o qual deverá registrar um elevado crescimento – como um de seus principais desafios estratégicos.

Por sua vez, a Produmaster é a terceira maior empresa brasileira em fabricação e vendas de compostos, tendo construído uma trajetória no negócio de Polipropileno para uso automotivo por mais de uma década. A Produmaster fornece produtos para importantes fabricantes de automóveis através de duas unidades (55.000 toneladas de capacidade anual de produção): a sua sede e a sua unidade de produção localizadas em Mauá, São Paulo, onde muitas montadoras estão localizadas, e a sua subsidiária Produmaster do Nordeste Ltda., localizada em Camaçari no estado da Bahia, na qual a Produmaster possui 50 % do capital.

A criação da nova empresa irá produzir um efeito de sinergia entre o conhecimento da Produmaster sobre o seu negócio em ambas as regiões e as tecnologias proprietárias da Prime Polymers. Desta forma, a Prime Polymers vai procurar aumentar a sua presença no mercado sul-americano e  expandir e fortalecer ainda mais o seu negócio de Polipropileno para uso automotivo.

Fonte: Mitsui Chemicals.

Curta nossa página no

Dow e Mitsui concluem a formação de Joint Venture no Brasil para criar plataforma de produção de biopolímeros para atender aos mercados de produtos de higiene, médicos e de embalagens.

15/11/2011

Joint venture vem ao encontro da estratégia da Dow para crescer em mercados de produtos especiais de alto valor e em economias emergentes.

A  Dow Chemical Company  obteve, juntamente com a Mitsui & Co. Ltd., de Tóquio, Japão , todas as aprovações regulatórias governamentais necessárias para a conclusão da formação da joint venture previamente anunciada. Com isso, a Mitsui torna-se parceira com 50% de participação na operação da Dow em Santa Vitória, Minas Gerais, Brasil. O escopo inicial da joint venture inclui a produção de etanol derivado da cana-de-açúcar como matéria-prima e fonte de energia renovável, trazendo novas alternativas para a Dow com base em biomassa, substituindo, assim, os tradicionais recursos fósseis.

A conclusão dessa transação dá continuidade ao anúncio feito pela Dow, em 19 de julho deste ano, sobre os planos de formar a nova joint venture e a assinatura de um Memorando de Entendimento com a Mitsui visando fornecer soluções de produtos inovadores e sustentáveis para os mercados mundiais de produtos médicos, de higiene e de embalagens flexíveis de alta performance. Isso representa a maior aposta de biopolímeros do mundo e é o maior investimento da Dow no Brasil, onde a companhia atua com sucesso há mais de 50 anos.

“A formação da joint venture marca um passo histórico em nosso esforço para trazer a liderança tecnológica mundial e soluções sustentáveis para uma das regiões que mais rapidamente crescem em todo o mundo”, disse Andrew N.Liveris, presidente e CEO da Dow. “Este movimento reforça o firme compromisso da Dow de investir no crescimento em setores de grande inovação e de alto valor por meio de parcerias estratégicas”.

A engenharia e a produção de equipamentos para uma nova unidade de cana-de-açúcar em etanol foram aceleradas durante o terceiro trimestre de 2011 e estão prosseguindo de acordo com o cronograma, com o início das operações previsto para o segundo trimestre de 2013.

A Dow e a Mitsui possuem um histórico positivo de parcerias, tendo formado também uma joint-venture na Costa do Golfo americano para a construção de uma unidade de cloro-álcali em escala mundial, visando a vantagem de integração dos negócios da Dow e de seus clientes.

Fonte:  Dow

Dow e Mitsui criam plataforma para a produção de biopolímeros para atender os mercados de produtos de higiene, médicos e de embalagens

19/07/2011

A joint venture no Brasil vem ao encontro da estratégia da Dow para crescer em mercados de produtos especiais de alto valor e em economias emergentes

A Dow Chemical Company e a Mitsui & Co. Ltd., de Tóquio, Japão  anunciaram hoje a formação de uma nova joint venture e assinatura de um Memorando de Entendimento visando fornecer soluções de produtos inovadores e sustentáveis para os mercados mundiais de produtos médicos, de higiene e de embalagens flexíveis de alta performance. Isso representa a maior aposta de biopolímeros do mundo e é o maior investimento da Dow no Brasil, um país em que a Companhia atua com sucesso há mais de 50 anos.

“Esta operação histórica reforça o compromisso da Dow de investir no crescimento em setores de grande inovação e de alto valor por meio de parcerias estratégicas”, afirmou Andrew N. Liveris, presidente e CEO da Dow. “O acordo também reúne os pontos fortes de duas empresas globais, criando uma combinação única de liderança tecnológica mundial e acesso a matérias-primas renováveis para atender às necessidades de uma região importante e em rápido crescimento do mundo. Esta é uma estratégia acertada da Dow e está alinhada às nossas Metas de Sustentabilidade para 2015”.

Segundo os termos do acordo, a Mitsui se tornará um parceiro com participação de 50% na crescente operação de cana-de-açúcar da Dow em Santa Vitória, Minas Gerais, Brasil. O escopo inicial da joint venture inclui a produção de etanol derivado da cana-de-açúcar como matéria-prima e fonte de energia renovável, trazendo novas alternativas para a Dow com base em biomassa, substituindo, assim, os tradicionais recursos fósseis. Uma vez concluída, a Dow e a Mitsui terão a maior planta integrada do mundo para a produção de biopolímeros feitos a partir de etanol renovável derivado da cana-de-açúcar. O projeto vem ao encontro do objetivo da Dow de desenvolver soluções de baixo carbono para atender os prementes desafios globais de energia e mudanças climáticas.

Uma vez em operação, essa plataforma será integrada à cana-de-açúcar renovável, permitindo a produção ambientalmente sustentável de plásticos de alta performance com reduzida pegada de carbono. Os biopolímeros produzidos nessa unidade serão uma alternativa verde e substitutos para os mercados de embalagens flexíveis de alta performance, de produtos médicos e de higiene, oferecendo aos clientes os mesmos atributos de desempenho com um perfil ambiental mais sustentável.

“Estamos orgulhosos de fortalecer e expandir a nossa já sólida parceria com a Dow, líder mundial em Plásticos de Desempenho e uma empresa com um histórico comprovado de inovação e de marcas líderes de mercado”, concluiu Masami Iijima, Presidente e CEO da Mitsui. “Essa joint venture favorece o objetivo da Mitsui de contribuir para a indústria e para a sociedade, garantindo um abastecimento estável de recursos renováveis e fornecendo soluções sustentáveis a partir desses recursos”.

A primeira fase do projeto inclui a construção de uma nova unidade de produção de cana-de-açúcar para etanol em Santa Vitória. A construção está prevista para começar no terceiro trimestre de 2011.

“Estamos mais entusiasmados do que nunca sobre o potencial dos produtos químicos sustentáveis da Dow nessa economia em crescimento”, afirmou Pedro Suarez, presidente da Dow América Latina. “Com a Mitsui, fortaleceremos nossa já sólida base para desenvolver materiais renováveis e bioenergia, bem como promoveremos a reputação da Dow e do Brasil como líderes mundiais em economia verde”.

A operação deverá ser concluída antes do final de 2011, e está sujeita a algumas aprovações regulatórias. Os detalhes financeiros não serão divulgados.

Sobre a Dow

O portfólio da Dow nas áreas de Químicos Especiais, Materiais Avançados, Ciências Agrícolas e Plásticos oferece uma ampla variedade de soluções e produtos baseados em tecnologia para mais de 160 países e em setores de grande crescimento, como eletrônicos, água, energia, tintas e revestimentos e agricultura. Em 2010, a Dow teve vendas anuais de US$ 53.7 bilhões e empregou aproximadamente 50.000 funcionários em todo o mundo. Os mais de 5.000 produtos da Companhia são produzidos em 188 unidades fabris em 35 países ao redor do mundo.

A Dow América Latina tem 4.400 funcionários, 27 fábricas, 15 escritórios, 14 centros de pesquisa, e vendas anuais de US$ 6,2 bilhões. A Dow está presente na região há mais de 50 anos.

Sobre a Mitsui

A Mitsui & Co. Ltd. é uma das empresas mais diversificadas do mundo em trading, investimentos e serviços. A empresa tem provido clientes do mundo todo com soluções integradas que combinam funções avançadas de gerenciamento de marketing, financiamento, logística e risco.  Com sede em Tokyo, a Mitsui mantém uma rede global com 151 escritórios, 461 subsidiárias e empresas associadas em todo o mundo.

Fonte: Dow