Posts Tagged ‘México’

Romi participa da Expo Plásticos 2011, no México.

24/02/2011

A Romi está participando da Expo Plásticos 2011, uma das mais importantes exposições da indústria de plástico no México. Em sua oitava edição, a feira está sendo realizada desde o dia 22  fevereiro de 2011, encerrando-se hoje, na cidade de Monterrey. A Romi está presente no estande 1320.

A participação da Romi na Expo Plásticos 2011 faz parte da estratégia de expansão da companhia, com vistas à ampliação de sua área de comercialização em mercados com grande potencial. “O México representa um mercado extremamente competitivo, que conta com uma cadeia de empresas transformadoras diversificada e cuja demanda por máquinas para plástico está em forte recuperação após a crise”, explica o diretor de Comercialização de Máquinas da Romi, Hermes Lago.

Dentro do plano de ação traçado para o mercado mexicano, a empresa leva à Expo Plásticos 2011 a injetora Sandretto HP 100/430, que atende diversos setores da produção industrial, com foco nos produtos de aplicação geral.

Estas máquinas são equipadas com sistema bi-togle de fechamento. Incluem-se no setor de máquinas de média e pequena tonelagem, destinadas, principalmente, aos setores de utensílios domésticos, eletrônicos e eletrodomésticos. Esta série oferece grande variedade de modelos, com força de fechamento variando de 75 a 485 toneladas, com grupos de injeção de 118 a 1768 cm3.

Fonte: Indústrias Romi

Braskem Idesa Seleciona Processo Lupotech T Para Nova Planta de PEBD de 300 KTon no México.

07/02/2011

A Braskem Idesa S.A.P.I., uma joint-venture da Braskem S.A. e do Grupo Idesa S.A. de C.V., do México, selecionou a tecnologia de processo Lupotech T da LyondellBasell para uma nova planta de Polietileno de Baixa Densidade (PEBD) de 300 Kton por ano. A planta será construída no Complexo Petroquímico Coatzacoalcos em Veracruz, no México, e está programada para iniciar a sua operação em 2015.

“Para competir com sucesso no mercado de PEBD na América do Norte é necessário uma tecnologia de processo como a Lupotech T,” afirma Roberto Bischoff, CEO da Braskem Idesa. “Ela proporciona um desempenho líder em termos de custo de manufatura, assim como um portfolio de produtos bem abrangente.”

“O fato de ser a primeira licença de PEBD tubular concedida na região do NAFTA em mais de 20 anos constitui-se numa evidência adicional do desempenho líder da tecnologia Lupotech T  para a produção em escala mundial de PEBD e copolímeros de EVA” afirma Kaspar Evertz, vice presidente de licenciamentos da LyondellBasell.

A Lupotech T é a tecnologia de processo de PEBD a alta pressão mais largamente usada no mundo. Desde o ano 2000, a LyondellBasell licenciou 20 plantas com tecnologia Lupotech T, representando aproximadamente 6 milhões de toneladas anuais em termos de capacidade licenciada.

Com mais de 250 licenças concedidas para processos de poliolefinas,  a LyondellBasell é o licenciador líder de tecnologias para produção de polipropileno e polietileno.

Além do processo Lupotech T, o portfolio de tecnologias licenciadas para poliolefinas e serviços técnicos associados compreendem:

• Spherilene – tecnologia de processo flexível em fase gasosa para a produção de PELBD, PEMD e PEAD.
• Hostalen – processo slurry de baixa pressão para a produção de PEAD multimodal de alto desempenho.
• Spherizone – tecnologia de polipropileno de última geração, baseada em um reator multi-zona, para a produção de polipropileno e novas poliolefinas.

• Spheripol – tecnologia líder de polipropileno para a produção de homopolímeros e copolímeros randômicos e heterofásicos.
• Metocene PP – tecnologia inovadora adicional para a produção de especialidades de polipropileno, usando sistemas catalíticos de sítio único.

A LyondellBasell é uma das maiores empresas mundiais no segmento de plásticos, produtos químicos e refinarias. A empresa manufatura produtos em 59 fábricas, em 18 países.

Fonte: LyondellBasell

Braskem e Ineos Technologies firmam parceria estratégica para tecnologia em polietileno

10/11/2010

Tecnologia Innovene S é escolhida para o projeto Etileno XXI no México

Braskem e Ineos Technologies anunciaram hoje, no encerramento do encontro anual da Associação Petroquímica e Química da América Latina – APLA, no Rio de Janeiro, a decisão de estabelecer parceria estratégica sobre tecnologias para produção de polietileno. Por meio desse acordo, a Braskem poderá adquirir licenças para utilizar, em futuros projetos petroquímicos, as tecnologias Innovene S e Innovene G para produção de polietileno de alta densidade e de baixa densidade linear. Além disso, Braskem e Ineos irão trabalhar conjuntamente em um programa de pesquisa e desenvolvimento dedicado às plataformas slurry e fase-gás para produção de polietileno.

O primeiro projeto petroquímico a se beneficiar da parceria será o Etileno XXI, no México, em duas das três plantas previstas. Esse projeto é a base da joint venture Braskem – Idesa S.A.P.I recentemente criada entre a Braskem e o Grupo Idesa, de origem mexicana.

As duas plantas Innovene S que farão parte do complexo Etileno XXI, na localidade de Coatzacoalcos, têm início de operação previsto para janeiro de 2015. Essas unidades irão produzir uma ampla gama de resinas de polietileno de alta densidade e baixa densidade, de tipo monomodal e bimodal, com capacidade nominal de produção total de 750 mil toneladas/ano. Entre as linhas de produtos a serem supridas pelas novas plantas destacam-se as de tubos, contêineres soprados, peças injetadas, filmes e tanques rotomoldados.

Peter Williams, presidente executivo da Ineos Technologies, afirma: “A Ineos está muito satisfeita por essa parceria estratégica com a Braskem. Pelo acordo, a Ineos Technologies oferecerá licenças em PE para futuros investimentos da Braskem, e as duas companhias irão trabalhar em projetos conjuntos de desenvolvimento. O objetivo das atividades de pesquisa e desenvolvimento será assegurar que a combinação das tecnologias Innovene G e S da Ineos sustente sua liderança nos mercados da América Latina e além, atendendo plenamente às necessidades futuras da indústria de polímeros. Para o projeto Etileno XXI, a tecnologia Innovene S proporcionará resinas de alta qualidade para um mercado altamente diversificado em polietileno de alta densidade como o que existe no México. A Ineos Technologies está orgulhosa em razão da tecnologia Innovene S fazer parte do maior investimento na região da América Latina”.

Bernardo Gradin, presidente da Braskem, comenta: “Nossos acordos com a Ineos nos garantem acesso ao estado da arte em tecnologia sobre polietileno de alta densidade e de baixa densidade linear, permitindo também participarmos diretamente do seu desenvolvimento conjunto. Isso possibilitará à Braskem usar as tecnologias Innovene S e Innovene G em seu programa de expansão, começando com o projeto Etileno XXI com nosso parceiro Idesa no México, assim como os projetos previstos no Peru e Bolívia. É um passo muito importante no sentido de assegurar à Braskem pleno acesso à tecnologia líder em polimerização atualmente, permitindo à companhia concentrar seus esforços no desenvolvimento interno da tecnologia de polímeros renováveis, um movimento fundamental para alcançar sua visão 2020 de ser a líder global da química sustentável”.

Fonte: Braskem