Posts Tagged ‘Mecalor’

Mecalor completa 60 anos com expectativa de crescimento

12/11/2020

János Szegö, CEO da Mecalor

A pandemia do Covid-19 impôs novos paradigmas aos indivíduos, governos e empresas em todo o mundo. As novas formas de convivência exigiram mudanças e adaptações. Poucas empresas entenderam a urgência do momento e conseguiram se transformar e se adaptar para enfrentar as duas crises gêmeas: a crise econômica e a crise sanitária.

Acostumada a enfrentar e vencer dificuldades, a Mecalor chega aos seus 60 anos como uma empresa vitoriosa também no que diz respeito às novas adversidades vividas ao longo deste ano. No início de março, quando foi decretada a pandemia e a quarentena no país, a empresa rapidamente reorganizou a produção e colocou cerca de 100 funcionários em regime de trabalho de home office. Embora afetada pela brutal queda da demanda, manteve a produtividade e a qualidade dos serviços de atendimento.

A cíclica instabilidade da economia brasileira, combinada aos diversos planos econômicos, marcou a trajetória da empresa. Essa característica de superação está, contudo, no DNA da companhia. Nasceu com o fundador, o engenheiro húngaro Sándor Szegö, que deixou o seu país em 1956 em busca de um futuro melhor no Brasil. Em 1960, ele abriu uma pequena loja no centro de São Paulo para consertos de eletrodomésticos. A partir de pedidos dos clientes, que sentiam falta de novos produtos no mercado, iniciou a fabricação de equipamentos de refrigeração.

Liderança de Mercado

Desde então, a empresa vem crescendo ininterruptamente e, em pouco tempo, consolidou a marca como sinônimo de qualidade e tecnologia. Há 30 anos, o engenheiro e executivo János Szegö (foto), filho do fundador, atua como CEO da empresa. Foi na sua gestão que a empresa conquistou a liderança de mercado, desenvolvendo equipamentos periféricos e soluções de engenharia térmica para diversos setores da indústria. Hoje, segundo a Mecalor, são cerca de 20 mil chillers instalados no Brasil e no exterior, com uma produção mensal de 150 equipamentos, mais da metade sob demanda. A empresa produz para os segmentos hospitalar, plástico, alimentício, farmacêutico, de datacenters, ar condicionados industriais e automobilístico.

As crises na economia não impediram um desempenho acima da média do mercado. Entre 2004 a 2014, a Mecalor registrou um crescimento de 20%. De 2014 a 2016, segundo a empresa, apresentou um incremento de 5%, mesmo quando todo o mercado caía 30%.

Um bem sucedido projeto de exportação, iniciado há dez anos como alternativa à retração da demanda interna, tornou-a um importante exportador de chillers para as Américas do Sul e Central, resultando na abertura de uma filial no México em 2019, com o objetivo de atender melhor o mercado local e de olho nas vendas para os Estados Unidos.

A pandemia do coronavírus diminuiu o ritmo, mas não interrompeu a expectativa de crescimento. A Mecalor afirma que vai continuar mais uma etapa do seu projeto de expansão ainda este ano: a construção de um prédio novo, ampliação da fábrica e aumento na produção de chillers.

Curta nossa página no

Mecalor expõe chillers compactos na Expo Guadalajara

18/03/2020

A Mecalor levou para a Expo Guadalajara, prestigiada feira do setor de plástico no México, um conjunto de equipamentos de ponta para atender aos fabricantes de máquinas de injeção da indústria de transformação. O evento mobilizou grandes empresas do segmento na região, importante centro industrial mexicano.

Há um ano com atuação própria no México, a empresa vem cumprindo suas metas comerciais e já está presente em todo o país, com um time de vendas e pós-vendas, além de estoque próprio para atender à demanda do setor por chillers. A indústria da transformação de plástico é o principal segmento da Mecalor nessa primeira fase de expansão no México.

“A participação em feiras como a Expo Guadalajara é fundamental para a divulgação da marca no mercado mexicano. Ainda mais nessa região, onde estamos iniciando as vendas dos nossos chillers”, afirmou Flávio Pereira, gerente de exportação da Mecalor. A empresa é líder no Brasil em soluções de engenharia térmica e fabrica chillers e outros equipamentos periféricos para a indústria de plástico.

Na Expo Guadalajara foram mostrados modelos compactos de equipamentos para o mercado de injeção: Termochiller DUO, Termorregulador e um chiller pequeno, além do DryCooler. “Esses chillers têm uma boa receptividade pelo mercado local”, comenta Pereira. O Drycooler é uma máquina da linha de água industrial sustentável, com menos consumo energético e de água.

O México é estratégico no projeto de expansão da Mecalor no mercado internacional, em especial na América Latina. Embora o cenário internacional ainda seja de retração econômica, a empresa manteve suas metas nesse primeiro ano, o que abre possibilidade para a fabricação local e vendas no mercado dos Estados Unidos.

Curta nossa página no

Mecalor expõe equipamentos de refrigeração na Andina Pack

03/12/2019

Colômbia se destaca como um forte mercado para a venda de chillers no setor de plástico

A Mecalor vai fechar esse ano com um expressivo crescimento nas exportações. A maior parte dessas vendas foi para a países da América do Sul e a Colômbia se destaca como um importante mercado para a empresa. É com esse cenário positivo que a Mecalor expôs na edição 2019 da Andina Pack. Esse ano, a empresa levou para a feira equipamentos mais robustos, como o Chiller RLA 260 de 80 TR e o MSA 15 de 5 TR, uma versão menor, voltados à indústria de transformação do plástico.

A empresa participa da feira desde 2007, mas essa foi a primeira vez que apresentou um equipamento de grande porte. O gerente de exportação da Mecalor, Flavio Pereira, comentou sobre a participação na feira: “A Colômbia é um dos nossos principais mercados, possuímos várias máquinas instaladas, e contamos com uma boa infraestrutura de vendas e de suporte técnico. Temos clientes em todos os grandes centros do país”, afirmou.

Embora o cenário econômico da América Latina em geral seja de instabilidade, Flávio Pereira acredita que ainda há espaço para a Mecalor crescer nesses mercados. “A Colômbia, por exemplo, conta com a segunda maior população da América do Sul. O mercado interno colombiano aumentou e a indústria local seguiu essa tendência”, disse. Flávio aponta o Peru como outro país de relevância para as vendas internacionais. “A Mecalor cresceu bem em exportações para esses países, porque há décadas faz um trabalho comercial consistente, com a venda de equipamentos de ponta”, ressaltou.

Internacionalização

A inauguração da filial do México em maio desse ano foi o marco na internacionalização da Mecalor. Flavio Pereira salientou ainda que faz parte da estratégia de crescimento da marca no mercado externo a participação em grandes feiras internacionais do setor da indústria de transformação de plástico. Dessa forma, além da Andina Pack, a Mecalor esteve presente na Feira K, realizada em Dusseldorf (Alemanha), em outubro. “Os objetivos foram fortalecer a presença da marca em um evento internacional de ponta, atender clientes do Brasil que estavam na feira, reforçar aos clientes da América Latina que agora temos uma filial no México e manter contato com novos mercados”, explicou o executivo.

Seguindo a sua estratégia de internacionalização,a empresa planeja para o ano que vem ampliar sua presença em países da África, onde já conta com um representante, e começar a prospectar a Europa, a partir de Portugal e Espanha.

Há 60 anos no mercado, a Mecalor fornece soluções de engenharia térmica para a indústria no Brasil e em outros países da América Latina, EUA e Europa. Ela atua em diversos setores, além da indústria de transformação de plástico, como: hospitalar, alimentício, farmacêutico, ar condicionado de precisão e automotivo. Neste último, destaca-se pela fabricação de câmaras climáticas para teste de veículos e auto partes.

Curta nossa página no

Mecalor expõe seus produtos para refrigeração industrial na Feira K 2019

27/09/2019

Dando continuidade ao seu processo de internacionalização, a Mecalor estará expondo na Feira K 2019, em Düsseldorf, pela terceira vez consecutiva. O evento é considerado como o mais importante para a indústria de transformação de plásticos do mundo. “Os nossos produtos têm recebido uma excelente aceitação em mercados exigentes, como europeu e norte-americano, o que tem motivado cada vez mais a expansão da atuação da empresa pelo mundo”, afirmou Marcelo Zimmaro, diretor comercial. Para ele, esse ano a feira terá um sabor especial por causa da inauguração em maio da planta do México, localizada na cidade de Querétaro. “Passamos a atender de maneira especial aos clientes da América Latina”, ressaltou.

Para o stand E15 do hall 10, a Mecalor vai levar uma unidade de água gelada (chiller) compacta de alta eficiência, com recursos de última geração. A escolha do chiller para esta feira é porque, além de ser o produto “carro-chefe”, é também aquele que tem um uso mais abrangente, podendo ser aplicado no resfriamento com água gelada nos mais variados processos de transformação, por exemplo injeção, sopro, extrusão, termoformagem e também flexografia.

O equipamento é da linha Compact Chiller MAS e produzido em estrutura de aço inoxidável AISI 304, contndo com condensadores microcanal de alumínio com proteção anticorrosiva e-coating, bomba de água Grundfos de aço inoxidável, controle de capacidade por inversor de frequência para economia de energia e fluido ecológico R-410A que não agride a camada de ozônio, afirma a empresa.

Além disso, alinhado com as tendências da indústria 4.0, será apresentado o sistema de controle Smart Connect, que disponibiliza uma série de informações provenientes dos sensores distribuídos no equipamento, diz a Mecalor. Estas informações disponíveis na SmartConnect podem ser utilizadas para comunicação com as máquinas injetoras, sopradoras, extrusoras e podem servir para monitoramento via web e assistência técnica à distância, informa a empresa.

Curta nossa página no

Mecalor abre filial no México para atender indústria de plástico local

09/05/2019

Acreditando no mercado mexicano, a Mecalor, empresa brasileira atuante no segmento de refrigeração industrial e institucional, vai inaugurar um escritório no distrito industrial de Querétaro, cidade localizada a 220 km da capital, Cidade do México.

“O mercado mexicano é segundo maior da América Latina e é o que está mais longe da gente, portanto merece uma atenção especial. Lá já temos representantes e equipamentos instalados, mas agora decidimos ir para valer. Com a possibilidade de no futuro montar uma fábrica”, argumenta János Szegö, CEO da Mecalor Brasil.

A economia mexicana é a segunda maior da América Latina e está entre as quinze mais importantes do mundo. Com uma economia muito integrada à dos EUA, destino de 80% das suas exportações, o novo governo do México promete diversificar e fomentar o desenvolvimento econômico com incentivos à produção industrial e o incremento da demanda. A expectativa é de que esse crescimento seja favorecido pelo aumento da oferta de emprego, forte consumo das famílias e por maiores investimentos em comparação com 2018.

Há 60 anos no Brasil, a Mecalor fornece soluções de engenharia térmica para diversos segmentos da indústria. Ela produz e comercializa chillers e outros periféricos para resfriamento e controle de temperatura com precisão. A Mecalor atua em setores como: plástico, hospitalar, alimentício, farmacêutico, ar condicionado e automotivo. Neste último, destaca-se pela fabricação de câmaras climáticas para teste em automóveis.

No México, as operações vão começar com foco na indústria de transformação do plástico. “A ideia é iniciar a operação no setor de plástico, mas com o tempo vender também produtos e soluções para os demais segmentos, principalmente o hospitalar, onde tempos grande expertise e somos líder de mercado no Brasil”, explica Szegö.

Em 2019, a estratégia da empresa está sendo focalizar fortemente em exportação. Desde que iniciou atividades em comércio exterior, há dez anos, as vendas internacionais cresceram bastante, principalmente para a América Latina, mesmo em um ambiente de crise econômica no Brasil. As exportações da Mecalor representam hoje cerca de 20% do faturamento anual da empresa. A tendência com o início da operação do México é aumentar a representatividade desses negócios também nos países da América Central e para os Estados Unidos.

Segundo János Szegö, na primeira fase, a filial mexicana vai importar totalmente os equipamentos do Brasil. Com o crescimento da demanda, a intenção é iniciar uma segunda etapa com a montagem local dos produtos. Após essa fase, a evolução das vendas determinará a possibilidade de produção total no México, com a abertura de uma fábrica.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Mecalor

Curta nossa página no

Mecalor divulga produtos na Interplast

13/08/2010

Comemorando 50 anos, a Mecalor leva novidades à Interplast 2010, como a já conhecida linha de chillers, o DryCooler Compact, os TermoReguladores e o Termochiller DUO.

O Dry Coller Compact é a solução mais indicada para processos que exigem água industrial limpa, para evitar incrustações em trocadores de calor. Possui capacidade nominal de 50 kW, dimensões reduzidas e trabalha em circuito fechado, garantindo grande economia de água.

Concebidos com bomba e tubulações de aço inoxidável, os TermoReguladores (TMR’s) possuem design que, além de bonito, proporciona operação mais ergonômica e facilita a manutenção. A operação é feita de forma simples, por meio de uma IHM semi-gráfica, com sinalização completa de operação e falhas, podendo operar em uma faixa de temperatura de 10°C até 140°C, com estabilidade de ± 5°C em toda a faixa de temperatura.

O TermoChiller DUO foi desenvolvido para atender processos de injeção plástica que necessitam de temperaturas diferentes em cada uma das fases do molde. Concebido em um gabinete compacto, pode ser facilmente instalado ao lado da injetora, ocupando o mínimo de área de planta fabril.

Os equipamentos da Mecalor também estarão em operação no stand de alguns parceiros: Arbur, Cosa, Deb’ Maq, Join Wai, Krauss Maffei, Megga Plásticos, Romi, Rulli Standard, Sandretto e Tsong Cherng.

Fonte:  Messe Brasil