Posts Tagged ‘Marl’

Evonik inicia construção do novo complexo de poliamida 12 na Alemanha

08/10/2019

  • A planta é uma resposta à alta demanda em mercados estratégicos, que variam da indústria automotiva à impressão 3D
  • O investimento impulsiona o motor de crescimento “Smart Materials” e consolida a posição de liderança de mercado da empresa em poliamida 12
  • O investimento supera 400 milhões de euros

A Evonik iniciou oficialmente a construção do projeto que representa o seu maior investimento até hoje na Alemanha. Armin Laschet, ministro-presidente do estado da Renânia do Norte-Westfália, e Christian Kullmann, presidente da diretoria executiva da Evonik Industries AG, estavam na primeira fila quando mais de 200 pás foram fincadas no solo da área de construção, no centro do Parque Químico de Marl. A cerimônia, da qual também participaram clientes, colaboradores e outros representantes da esfera política, sinalizou o início do projeto. Em seu maior site mundial, a empresa ampliará sua capacidade total de PA 12 em mais de 50%. O projeto vai complementar a produção de PA 12 existente no local com fábricas adicionais para o polímero e seus precursores. O início das operações está previsto para 2021.

Em sua fala durante a cerimônia, Armin Laschet destacou o significado especial do investimento de mais de 400 milhões de euros na Alemanha, e especialmente na parte norte do vale do Ruhr. “O fato de uma das principais empresas de especialidades químicas como a Evonik estar investindo aqui em instalações ultramodernas, mostra que o estado da Renânia do Norte-Westfália é o principal centro químico da Alemanha e pode competir no âmbito global. Singapura e outros países se empenharam muito por essa fábrica mediante a oferta de incentivos fiscais. Ao final, o local escolhido foi Marl porque aqui temos a vantagem de uma rede de empresas químicas e de energia competentes. O plástico é um material de alta tecnologia e uma das matérias-primas do futuro”.

Christian Kullmann destacou o significado da nova fábrica: “Este é o maior investimento individual que a nossa empresa já fez na Alemanha. Estamos construindo essa unidade porque queremos continuar crescendo por meio de especialidades químicas inovadoras. Com o nosso polímero de alta performance PA 12, podemos abastecer os mercados estratégicos de crescimento global, como o setor de impressão 3D, por exemplo. Além disso, os nossos plásticos ‘leves’ e de longa duração também contribuem de maneira significativa para a conservação de recursos na indústria automotiva.

A inovação também é o negócio das startups convidadas e dos projetos de digitalização, os quais Claus Rettig, presidente da diretoria executiva da Evonik Resource Efficiency GmbH, apresentou brevemente aos presentes. “Queremos nos tornar ainda mais rápidos e mais flexíveis no desenvolvimento de polímeros novos e customizados que contribuam para o forte crescimento dos nossos clientes. Precisamos de novas tecnologias para isso e essa é a razão de termos tomado medidas consistentes em prol do uso da inteligência artificial”, disse Rettig.

Há mais de 50 anos, a Evonik desenvolve materiais de alto desempenho customizados para aplicações com alto nível de sofisticação. O Grupo é um dos maiores produtores mundiais de PA 12, comercializado sob o nome Vestamid. A demanda pelo material é considerável em mercados de alta atratividade como as indústrias automotiva, de extração de óleo e gás, médica e esportiva. O Vestosint, uma versão em pó da PA 12, é usado em aplicações como o revestimento de metais para bens de consumo, cestos de lava-louças, componentes automotivos e dispositivos médicos. Também faz anos que a Evonik desenvolve pós poliméricos especiais que permitem aos fabricantes usar a impressão 3D para produzir componentes de alta tecnologia em escala industrial.

A Evonik é uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas. Com mais de 32.000 colaboradores, a Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro. No ano fiscal de 2018, a empresa gerou vendas de 13,3 bilhões de euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de 2,15 bilhões de euros.

Curta nossa página no

Anúncios

Evonik reorganiza seu negócio de poliamidas

06/06/2019

A Evonik está reorganizando o seu negócio de polímeros de performance dentro do grupo de poliamidas. A empresa de especialidades químicas já deu início à construção de um novo complexo fabril de poliamida 12 (PA 12) e está expandindo a sua produção de poliamidas transparentes no Parque Químico de Marl, na Alemanha (foto). Dessa maneira, concentra suas atividades em materiais de performance, voltados para mercados em crescimento, tais como os setores automotivo, petróleo e gás, impressão 3D e óptico. Como parte do processo de reorganização, a Evonik vai se afastar totalmente do negócio de poliftalamida (PPA) na unidade de Witten (Alemanha).

Foco em materiais especiais

“Com a reorganização do nosso negócio de poliamidas, vamos concentrar nossas forças de produção e inovação em materiais especiais para aplicações promissoras em mercados atraentes, como redução de peso de componentes, manufatura aditiva e compósitos. Em contrapartida, teremos uma fundação sólida para o crescimento contínuo”, diz Dr. Ralf Düssel, responsável pela linha de negócios High Performance Polymers na Evonik. “Para os nossos clientes, essa mudança significará um foco mais intenso no desenvolvimento de sofisticadas soluções especiais.”

O investimento de cerca de 400 milhões de euros da Evonik na Alemanha aumentará em mais de 50% a capacidade geral da empresa para a produção de PA 12. O projeto vai complementar a produção de PA 12, existente no Parque Químico de Marl, no estado da Renânia do Norte-Westfália, com plantas adicionais para o polímero e seus precursores. O complexo fabril deve iniciar suas operações no primeiro semestre de 2021.

Ao mesmo tempo, a Evonik também expandirá a sua produção de poliamidas transparentes em Marl. O incremento na capacidade produtiva deve ser concluído no primeiro trimestre de 2020. A mudança dobrará a capacidade total da empresa para a produção desse material de performance.

Em outra etapa do processo de reorganização de seu negócio de poliamidas, a Evonik vai descontinuar a produção e a venda de poliftalamida em sua unidade de Witten até o final do primeiro trimestre de 2020. Os colaboradores da planta de PPA serão transferidos para Marl, onde trabalharão na nova unidade de produção de PA 12.

“Na medida em que concentramos nossas atividades no mercado de polímeros de performance, vamos aproveitar as sinergias internas para acomodar nossos colaboradores de longa data de Witten em empregos seguros na nova planta de poliamida 12 em Marl. A experiência de décadas desses colaboradores na produção de polímeros e compostos nos será muito útil”, diz Dr. Iordanis Savvopoulos, responsável pela linha de produtos Granules & Compounds na Evonik.

A Evonik emprega atualmente cerca de 300 pessoas em Witten. A empresa de especialidades químicas opera diversas unidades de produção de substâncias orgânicas nos cerca de 16 hectares que compõem o parque fabril, um dos maiores complexos industriais de matérias-primas para as indústrias de tintas, revestimentos e adesivos. Em 2018, a nova unidade produtiva de copoliésteres especiais iniciou as atividades no parque industrial de Witten.

Biopolímeros completam o portfólio de produtos

Polímeros de base biológica da série Terra permanecem no portfólio comercial e continuarão complementando a agora reorganizada linha de polímeros de performance.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Construção do novo complexo de poliamida 12 da Evonik na Alemanha segue dentro do cronograma

11/02/2019

A Evonik concluiu a fase de engenharia conceitual e básica para a construção de seu novo complexo industrial de poliamida 12 (PA12) dentro do prazo, no final de dezembro, e já iniciou a fase de execução do projeto. O complexo deve iniciar as operações no primeiro semestre de 2021.

O projeto de cerca de 400 milhões de euros, maior investimento da Evonik na Alemanha, deve aumentar em mais de 50% a capacidade produtiva total de PA 12 do Grupo. Outras instalações para a produção do polímero e seus precursores serão construídas no parque químico de Marl, na Renânia do Norte-Westfália, complementando a produção de PA12 já existente no local.

“Este projeto representa um desafio especial”, explica Dr. Ralf Düssel, responsável pela linha de negócios High Performance Polymers na Evonik, que, entre outros produtos, fabrica os grânulos e pós de PA 12, Vestamid® e Vestosint®. “No setor de engenharia da Evonik há cerca de 80 engenheiros trabalhando no projeto. Também contratamos um mundialmente renomado provedor externo de serviços técnicos para executar a engenharia detalhada dos subprojetos individuais. O local da construção é próximo a unidades de produção já existentes, onde se aplicam normas de segurança especiais, e serão necessárias, além do local para a construção em si, áreas para contêineres de construção, armazenamento de materiais e pré-montagem. O parque químico de Marl nos oferece condições excelentes para atingir esse desafio. Depois que a nova unidade tiver iniciado suas atividades, as estruturas existentes no local há mais de 50 anos serão usadas para a distribuição do produto.”

A poliamida 12 está em demanda em atraentes mercados em crescimento como a indústria automobilística, o setor de petróleo e gás e a impressão 3D. “Este investimento respalda a concentração consistente da Evonik em especialidades químicas. Como polímero de alto desempenho para aplicações especiais, a poliamida 12 representa um componente importante do nosso motor de crescimento Smart Materials“, acrescenta Dr. Claus Rettig, responsável pelo segmento Resource Efficiency. “Além disso, os produtos fabricados com a PA12 costumam ter boa eficiência energética: eles são duráveis e exigem menos manutenção que os componentes de aço, por exemplo em tubulações de gás, e contribuem para a redução de peso, por exemplo no setor automotivo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Unidade de produção de precursor de poliamidas da Evonik na Alemanha volta a operar após incêndio

18/04/2013

Apenas dez meses após o incêndio na planta de ciclododecatrieno
(CDT), as poliamidas VESTAMID® e seus precursores baseados em CDT estão novamente disponíveis sem limitações, significando que cessou a situação de força maior. Após a retomada das operações em dezembro, a planta que foi reconstruída no site de Marl demonstrou que pode funcionar sob condições normais de operação no início de fevereiro. Isso foi comprovado por um teste de 72 horas com capacidade total de produção, a que a planta foi submetida. Portanto, os grades de VESTAMID® que adotam o CDT como matéria-prima estão disponíveis novamente em grandes quantidades.

“Com um período de construção de apenas seis meses, nós fomos bem sucedidos em minimizar o mais rápido possível o tempo em que o CDT esteve em falta após a explosão e incêndio na planta”, diz Gregor Hetzke, presidente da unidade de negócios Performance Polymers, referindo-se aos esforços bem-sucedidos do ano passado. A reconstrução da planta de CDT foi iniciada em junho e concluída, do ponto de vista mecânico, em novembro.

CDT é um insumo para a produção de plásticos premium, sobretudo a poliamida 12, usada na indústria automotiva, por exemplo.

Fonte: Evonik

Curta nossa página no