Posts Tagged ‘K 2010’

Novas Resinas Extem* UP da SABIC Innovative Plastics Apresentam Resistência Maior à Temperatura para Aplicações de Uso Contínuo

16/11/2010

Na K 2010,  a SABIC Innovative Plastics  anunciou que conseguiu desenvolver uma resina que suporta uma das maiores temperaturas em que um material termoplástico sem reforços ou cargas pode trabalhar.

Os Fios de Eletroímãs Podem Ser Feitos com o Uso das Resinas Extem

As resinas termoplásticas de poliimida (Thermoplastic PolyImide – TPI) Extem* UP retardantes à chama são materiais de elevada resistência à temperatura, que atingiram recentemente a classificação RTI (Relative Temperature Index, Índice de Temperatura Relativa) UL746B por conseguirem atingir a casa dos 240 °C.

Ao incorporar a resina PEEK  à tecnologia presente na resina Extem, a SABIC Innovative Plastics pode oferecer aos clientes um desempenho otimizado, combinando o melhor de ambos os materiais. Essa tecnologia abre novas oportunidades para aplicações que requerem baixo peso e temperaturas de uso contínuo mais elevadas, como placas de chips semicondutores e conectores para ambientes agressivos, propondo uma alternativa aos metais presentes nas indústrias petrolífera e aeroespacial.

“As resinas Extem UP representam uma nova era no desempenho de termoplásticos de alta temperatura ”, afirma Peter Catsman, líder global de marketing de produtos para Produtos de Alto Desempenho da SABIC Innovative Plastics.

“As resinas Extem UP permitem aos clientes uma opção completamente nova para a substituição de metais, cerâmicas e plásticos termorrígidos, que apresentam sistemas de processamento mais complicados e que podem resultar em custos e pesos mais elevados. Com a tecnologia de resinas Extem UP, a SABIC Innovative Plastics atende a uma importante demanda do mercado por uma resina termoplástica de uso contínuo em altas temperaturas, em equilíbrio com as demais propriedades do material”, conclui Catsman.

Excelência em Todo o Espectro de Desempenho
As resinas Extem UP combinam as propriedades da resina de PEEK semicristalina, como elevada resistência química, ao desgaste e alto fluxo, com as vantagens de um material amorfo com temperatura de transição vítrea elevada, como alta resistência/rigidez mecânica, estabilidade dimensional e resistência à fadiga em altas temperaturas. Esses materiais atendem às normas UL746B e apresentam um RTI de 240 °C, indicando retenção de certas propriedades mecânicas e elétricas nessa temperatura por um período de 10 anos.

Alguns destaques de desempenho específicos são: módulo de flexão até cinco vezes maior e rigidez até cinco vezes maior que a da resina de

Os Componentes de Caixas de Conectores Elétricos Podem Ser Feitos com o uso das Resinas Extem

PEEK não reforçada a 200 °C. Além disso, sua estabilidade dimensional é até 30% superior ao da resina de PEEK não reforçada. Essas propriedades permitem aos clientes projetar peças com mais liberdade e eficiência, obter maior resistência e rigidez, usando paredes mais finas para reduzir o peso e o custo da peça final, além de exercer um controle dimensional de alta precisão.

As resinas Extem UP estão disponíveis atualmente em grades não reforçados. Os materiais reforçados com fibra de vidro, minerais e fibra de carbono, assim como os grades lubrificados, já estão em fase desenvolvimento. Estas resinas são excelentes candidatas a processos de conversão, como moldagem por injeção e extrusão. Possíveis aplicações incluem peças de semicondutores (vedações, sistemas de coleta), componentes eletrônicos (conectores, fios e cabos), peças industriais (mancais, engrenagens, buchas), além de compostos e conectores de transporte.

Expandindo o Portfólio de Produtos Extem
O lançamento de resinas Extem UP é um avanço rumo à expansão da linha de produtos Extem. São três novaslinhas, que se somam às resinas Extem XH e Extem UH, que oferecem desempenho em alta temperatura de curta duração para aplicações, como soldagem sem chumbo em montagens de placas de circuito impresso.

Fonte: SABIC IP

Anúncios

Na K 2010, a SABIC Innovative Plastics Reafirmou seu Compromisso Ambiental com o Portfólio Expandido de Sustentabilidade e o Novo Programa de Verificação

11/11/2010

Durante a K 2010,  a SABIC Innovative Plastics reafirmou seu compromisso com o meio ambiente por meio de dois anúncios: a expansão do seu portfólio já extenso de Soluções Sustentáveis, com mais de 20 famílias de soluções e centenas de graus de produtos, como as resinas Noryl*, Cycoloy* e Lexan* EXL com conteúdo pós-consumo reciclado (PCR) e a introdução de um novo e rigoroso processo de validação para materiais e aplicações sustentáveis. O novo processo inclui um Cartão de Pontuação de Produtos Sustentáveis, desenvolvido em parceria com a respeitável firma terceirizada de consultoria em sustentabilidade ambiental, a GreenOrder. Esses dois anúncios ilustram o compromisso da SABIC Innovative Plastics em abordar as necessidades ambientais diversas dos seus clientes. Isso inclui o investimento contínuo em materiais, tecnologias e processos que ajudam os clientes do mundo inteiro a diminuir sua pegada de carbono e energia, eliminar o desperdício e garantir o cumprimento rigoroso das normas ambientais mundiais.

“Como empresa inovadora no desenvolvimento de tecnologias sustentáveis, a SABIC Innovative Plastics se compromete a criar e propiciar um fornecimento contínuo de materiais ambientalmente responsáveis”, afirmou Tom Stanley, vice-presidente, Tecnologia, SABIC Innovative Plastics. “Fortalecemos nosso portfólio para ajudar nossos clientes em todos os setores a atender as demandas por produtos cada vez mais ecológicos que atendam às expectativas ambientais em todo o mundo. Além disso, implementamos um processo baseado em padrões para a verificação de nossas alegações de sustentabilidade. É uma iniciativa contínua que fornecerá, ininterruptamente, novos materiais, processos e tecnologias de aplicação que oferecem um desempenho notável e uma redução do seu impacto no planeta”.

Oferta maior e mais profunda de design e produção sustentáveis
As novas resinas PCR da SABIC Innovative Plastics são os últimos acréscimos à sua ampla gama de soluções sustentáveis. Os materiais do portfólio incluem também sucessos ambientais de longa duração, como a resina Noryl GTX* para exteriores resistentes de automóveis e as resinas Valox iQ* e Xenoy iQ*, baseadas no polietileno tereftalato (PET) reciclado.

Além disso, a empresa fornece várias outras resinas e serviços especiais que não fazem, explicitamente, parte do portfólio de Soluções Sustentáveis, mas que podem ajudar os clientes a projetar e fabricar produtos com um impacto ecológico reduzido. Por exemplo, materiais para iluminação de baixo consumo de energia – diodos emissores de luz (LEDs) e lâmpadas fluorescentes compactas (CFLs) -, designs de parede fina para diminuir o consumo de recursos, otimização do design auxiliado por computador (CAD) para fazer um uso mais produtivo dos materiais, redução da necessidade de acabamento e eliminação da necessidade de pintura, para evitar emissões de compostos orgânicos voláteis (VOC), e aperfeiçoamento da eficácia do processo de moldagem para diminuir o uso de energia.

O portfólio de Soluções Sustentáveis se concentra nas principais questões ambientais
O portfólio de Soluções Sustentáveis da SABIC Innovative Plastics compõe-se de materiais que abordam as iniciativas ambientais mais importantes da atualidade:

1. Conteúdo pós-consumo reciclado: A SABIC Innovative Plastics recebeu muitos prêmios por suas resinas Valox iQ e Xenoy iQ, inclusive o prêmio Responsible Care (Cuidados Responsáveis) de 2009 da Cefic e o prêmio ambiental de 2007 da Society of Plastics Engineers (SPE – Sociedade de Engenheiros Plásticos). Esses materiais, com até 60% de conteúdo pós-consumo derivado de garrafas PET descartáveis, consomem menos energia e produzem menos dióxido de carbono (CO2 ) que os tradicionais polibutileno tereftalato (PBT) ou poliamida (PA) 6 em todo o processo de fabricação, do início (garrafas PET descartáveis) ao fim (“pellets” de resina). A empresa lançou recentemente as resinas Lexan EXL com conteúdo pós-consumo reciclado para aplicações em produtos eletrônicos de consumo, que reduzem o consumo de energia e as emissões em até 60%, se comparadas às resinas Lexan EXL convencionais.

2. Controle de peso na indústria automotiva: Há vários anos a SABIC Innovative Plastics lidera o setor, com seus materiais leves que diminuem o consumo de combustível e as emissões, fornecendo, ao mesmo tempo, um alto desempenho e uma maior flexibilidade de projeto. Coletivamente, os painéis automotivos moldados com a resina Noryl GTX, com os painéis transparentes de policarbonato (PC) Lexan, com a resina Xenoy iQ em sistemas de proteção dos pedestres, com o polipropileno reforçado com fibra de vidro longa (LGFPP) SABIC® Stamax® para a montagem de módulos frontais e a resina Flexível Noryl para revestimento ultra-fino de cabos podem reduzir o peso de um automóvel típico em mais de 24 kg. Essa economia média de peso resulta na diminuição das emissões de carbono em, aproximadamente, 20 a 45% em todo o ciclo de vida de um carro, se comparada às tecnologias correspondentes. Por exemplo, essa redução de peso em um automóvel típico pode diminuir as emissões de CO2 por quilômetro percorrido em, aproximadamente, 2,4 g. A adaptação bem-sucedida dessas tecnologias leves feita em uma frota europeia de cerca de 210 milhões de veículos tem o potencial de evitar 9,7 milhões de toneladas de emissões de CO2 por ano.

3. Retardamento de chamas (RC) avançado: A SABIC Innovative Plastics continua a aumentar sua gama de plásticos RC não-halogenados para acompanhar as normas ambientais e os selos ecológicos voluntários em constante mudança que sejam importantes para os clientes. Por exemplo, a nova série de resinas de PC Lexan RC livres de halogênio da empresa combina transparência e todos os benefícios de um RC de policarbonato com uma fórmula quimicamente livre de halogênio.

4. Eficácia energética: A eficácia energética é um foco importante da SABIC Innovative Plastics. Por exemplo, a empresa de Filmes e Películas Especiais fornece painéis transparentes e materiais para telhados de alto desempenho para o setor de construção que podem diminuir o consumo de energia. As chapas multicapa infravermelhas (IV) Thermoclear* com controle solar, combinam uma construção multicapa altamente isolante a um revestimento IV patenteado.

O Cartão de Pontuação de Produtos Sustentáveis valida as alegações

Os produtos e as aplicações do portfólio aumentado de Soluções Sustentáveis da SABIC Innovative Plastics foram validados rigorosamente de duas maneiras potenciais: eles devem obedecer a um ou dois dos padrões amplamente reconhecidos de sustentabilidade de terceiros ou seus benefícios ambientais relativos às tecnologias correspondentes foram verificados por meio do novo Cartão de Pontuação de Produto Sustentável da empresa. Para um número significativo de produtos do portfólio há padrões de terceiros que definem os recursos sustentáveis, como o RC livre de halogênio ou conteúdo de PCR. Não há padrões amplamente reconhecidos do setor ou de terceiros que definam a sustentabilidade de várias outras soluções, como o design automotivo leve ou a redução de sua área de produção ambiental. É necessário verificar os benefícios ambientais dessas soluções em relação às alternativas correspondentes por meio de métodos de Avaliação do Ciclo de Vida (LCA) para estimar a área de produção ambiental de produtos e processos. A SABIC Innovative Plastics incorporou esses métodos de LCA ao seu novo Cartão de Pontuação de Produtos Sustentáveis para garantir que o processo de verificação seja feito de modo rigoroso e confiável.

O processo do cartão de pontuação já confirmou os benefícios ambientais de sete famílias de soluções de sustentabilidade, e há outras esperando para serem verificadas. Tal processo de validação de portfólio permite que os clientes escolham com confiança materiais de alto desempenho que avancem seus objetivos ambientais e comerciais. A SABIC Innovative Plastics planeja expandir ainda mais sua lista de materiais verificados e seu portfólio de sustentabilidade até o final de 2010 e depois disso, para dar mais suporte aos objetivos ambientais dos clientes.

O Cartão de Pontuação de Produtos Sustentáveis mede, valida e comunica os benefícios ambientais em relação aos materiais convencionais ou alternativos. Possui dois componentes:

1. Avaliação do Ciclo de Vida (LCA): Os métodos de LCA e Inventário do Ciclo de Vida (LCI), baseados nas normas ISO 14040 e ISO 14044, são usados para criar o primeiro componente do cartão de pontuação. As pegadas1 de carbono e energia de produtos ou aplicações são estimadas por meio do ciclo de vida do produto.
2. Avaliação da Química Ecológica (GCS): Esta ferramenta avalia a composição química do produto, inclusive impurezas, derivados e catalisadores conhecidos, quanto a critérios toxicológicos, regulamentares e de padrões específicos bem estabelecidos.
Os resultados do cartão são usados para criar alegações de benefícios ambientais sujeitas a uma revisão rigorosa e independente pela GreenOrder. Essas alegações validadas, resumidas em uma Planilha de Dados Ambientais do Produto (EPDS), permitem que os clientes diferenciem seus produtos e exibam suas iniciativas de sustentabilidade.

“Aplaudimos a SABIC Innovative Plastics por seus esforços proativos no sentido de proporcionar novas alternativas para materiais tradicionais em todo o espectro da sustentabilidade”, disse Truman Semans, diretor da GreenOrder, uma empresa LRN. “A chave dessa iniciativa é a verificação de benefícios ambientais por meio de padrões estabelecidos e processos rigorosos de validação e teste. Nosso trabalho ao avaliar independentemente os materiais da SABIC Innovative Plastics ajuda a garantir que eles cumpram com suas alegações ecológicas e forneçam valor comprovado e mensurável aos clientes”.

Fonte: SABIC-IP

Cromex lança mundialmente os masterbatches para Plástico Verde e resinas biodegradáveis na Feira K 2010

01/10/2010

A empresa levará para a maior feira do plástico mundial suas linhas voltadas ao desenvolvimento sustentável e as novas cores e aditivos voltados a melhorar a performance dos plásticos, desde sua fabricação, até a reciclagem.

A Cromex, empresa líder no mercado brasileiro de masterbatches, fará o lançamento mundial de suas linhas voltadas aos plásticos com características de sustentabilidade, durante a Feira K 2010, que acontecerá na Alemanha, entre os dias 27 de outubro e 03 novembro. A empresa, que exporta para mais de 60 países, vai mostrar na maior feira mundial da cadeia do plástico, suas novas linhas de compostos de cores e aditivos desenvolvidas para os plásticos feitos com o polietileno (PE) Verde, de fonte renovável, e com as resinas biodegradáveis à base de ácido poliláctico (PLA), derivado de plantas.

O PE Verde é uma resina de fonte renovável, proveniente do etanol da cana-de-açúcar, desenvolvido pela fabricante brasileira de resinas Braskem. Já o PLA é um bioplástico que  leva de 3 a 4 meses para se decompor, desde que esteja em condições de compostagem (umidade de 80% com temperatura constante maior que 60ºC). A Cromex desenvolveu linhas de cores especiais e de aditivos para serem aplicados nesses dois tipos diferentes de plásticos, condizentes com suas características específicas.

O objetivo com esses lançamentos  é atender os mercados, como a indústria automobilística, de brinquedos, cosméticos e higiene pessoal, embalagens, entre outras, que demandam cada vez mais produtos que reduzem impacto ambiental, tanto no processo produtivo, quanto no descarte. “Nossos desenvolvimentos estão em sintonia com o que há de mais atual em soluções que aliam inovação com sustentabilidade”, afirma Sergio Wajsbrot, presidente da Cromex.

Produtos com tecnologia e performance – Além da linha sustentável, a Cromex também vai apresentar para os visitantes da feira K os novos aditivos e cores com nanopartículas de prata. A nanotecnologia aplicada aos masterbatches confere aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias) e bacteriostática (impede sua proliferação) e podem ser aplicados em PE, PP, PS, ABS e PET, em todos os processos de transformação.

A empresa também se destaca por criar soluções que otimizam processos de fabricação. Entre eles, a nova linha composta de branco com antifibrilante e aditivo UV, elaborada para melhorar o desenvolvimento da ráfia, além dos novos masterbatches para fabricação de multifilamentos, filamentos contínuos e não-tecidos (PP e PET). Com foco na melhoria no desempenho dos polímeros na transformação, a empresa vai expor a linha de cargas minerais, aditivos que proporcionam vantagens ao transformador, como melhoria de propriedades mecânicas, melhor estabilidade dimensional, melhor taxa de troca térmica.

E, ainda na linha sustentável, a Cromex levará para ao evento produtos desenvolvidos para melhorarem a reciclagem, como os aditivos que eliminam a água residual, o que facilita o processo.

Presença mundial – As duas unidades fabris da Cromex no Brasil contam juntas com uma capacidade produtiva de 132 mil/toneladas e a empresa vem trabalhando em seus desenvolvimentos para estar cada vez mais presente em mercados internacionais. “A Feira K nos proporciona o contato com importantes players desse mercado, nos possibilita mostrar nossos novos produtos, além de nos atualizar sobre o que há de mais moderno em tecnologia voltada para os plásticos”, afirma Cesar Ortega, diretor Comercial da Cromex.

Para reafirmar essa presença mundial, a empresa investe na qualificação de seus colaboradores, na melhoria dos processos produtivos e organizacionais e em tecnologia para crescer. Exemplo disso é a nova máquina destinada à unidade da empresa em Simões Filho, na Bahia. Trata-se de uma extrusora com capacidade para produção de 16 mil toneladas/ano de matéria-prima, que foi adquirida para ampliar a capacidade produtiva da empresa de masterbatches pretos.

A Cromex conta com um portfólio com mais de 13 mil cores e aditivos, desenvolvidos em laboratórios próprios, para atender 18 segmentos diferentes no setor de transformados plásticos, como brinquedos, embalagens e tampas para diversos segmentos (alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza), plásticos da construção civil, do setor automobilístico e do agrobusiness.

Fonte: Yellow Comunicação

Através de sua marca Sandretto, Romi participará da importante feira K 2010, que se realiza em Düsseldorf, Alemanha.

01/10/2010

Presente na Feira K 2010, na Alemanha, a Romi apresentará ao mercado europeu as novidades da sua linha de máquinas para plásticos da conceituada marca Sandretto. É a primeira participação da Companhia no evento após a aquisição das operações da italiana Sandretto em 2008. A feira K 2010 será realizada entre os dias 27 de outubro e 3 de novembro de 2010, no pavilhão Messe Düsseldorf GmbH, na Alemanha.

“A participação nesta que é uma das maiores feiras mundiais do setor de máquinas para processamento de plásticos demonstra a consolidação internacional das operações da Romi através de sua marca Sandretto, que hoje possui uma rede própria de distribuição e de serviços pronta para atender aos importantes mercados e unidades de produção da Europa e do resto do mundo”, afirma Hermes Alberto Lago Filho, diretor de Comercialização da Romi.

Em seu estande de 400 m², a Romi vai expor as máquinas EL 220, da linha Técnica; a Nove HPF 200, da linha para embalagem e um lançamento para Aplicação Geral.

Fonte: Indústrias Romi

Eficiência energética e conservação de recursos são temas centrais de painéis durante a Feira K 2010 em Düsseldorf.

17/09/2010

“Visões em Polímeros” – plásticos abrem novas oportunidades.

Os plásticos e a borracha são responsáveis por um número sem fim de novas aplicações, tendo o poder de inspirar e fascinar. Mais recentemente, o fato dos plásticos terem uma excepcional eficiência energética tem assumido um papel ainda mais proeminente. Os plásticos são a chave para tecnologias conservadoras de recursos que se  caracterizam por baixo consumo de materiais. O use dos plásticos traz benefícios significativos, por exemplo, no isolamento térmico de edifícios, assim como em mobilidade, através de projetos de carros, ônibus, trens e aeronaves com menor peso. Os plásticos são indispensáveis para a expansão das energias renováveis. A gama de aplicações para os plásticos nas modernas tecnologias de energia é vasta, abrangendo desde as lâminas rotativas de turbinas de vento, as quais somente podem ser fabricadas usando-se compósitos com fibra, até membranas em células de combustíveis e células fotovoltaicas, que serão impressas em grande escala em membranas, com a ajuda da tecnologia dos plásticos. Numerosos exemplos de aplicações que economizam energia e processos de produção que conservam recursos estarão sendo exibidos na K 2010, a maior feira mundial para plásticos e borracha, que ocorrerá em Düsseldorf, Alemanha, entre 27 de outubro e 3 de novembro.

As mostras de fabricantes de máquinas e equipamentos, de produtores de matérias-primas e de processadores de plásticos, neste ano, ocorrerão paralelamente a um conjunto de painéis especiais, denominados “Visões em Polímeros”. Com base em exemplos de diferentes áreas da vida, os painéis irão revelar que tendências de desenvolvimento podem ser percebidas e que inovações a indústria está preparando para lançamento. Aqui, também, uma ênfase especial será dedicada aos temas de eficiência energética e conservação de recursos. Uma exibição multimídia – que inclui seqüências de filmes, artigos e mostras selecionadas – irá destacar as contribuições significativas que os plásticos já estão dando hoje e as oportunidades que eles oferecem para o amanhã. Além disso, em painéis de discussão diários, cientistas líderes estarão abordando questões sobre como o futuro pode se apresentar.

Estes painéis especiais serão de interesse não somente para os expositores e visitantes da K 2010, mas também para o público em geral. Ela é organizada pela Indústria de Plásticos da Alemanha, sob os auspícios da  PlasticsEurope Deutschland e.V. e Messe Düsseldorf.

Os painéis irão focalizar os seguintes temas principais:

  • Energia

Irá sondar maneiras de capturar a energia do sol e expandir o uso de energias renováveis, como, por exemplo, através da criação de aplicações eletrônicas eficientes com a ajuda de superfícies funcionais.

  • Sustentabilidade

Focalizará medidas para combater o aquecimento global, por exemplo, através de conceitos de construção e design econômicos e inteligentes. As oportunidades, aqui, não estão de forma alguma esgotadas !

  • Mobilidade

Estruturas inovadoras mais leves que também ofereçam um aumento de segurança e conforto serão os pilares da mobilidade amanhã.

  • Comunicação

Muitos desenvolvimentos na tecnologia de comunicação só podem ser implementados com plásticos avançados, de alto desempenho – o que a pesquisa e a indústria guardam em estoque para o futuro ?

  • Alimentação

Uma vasta gama de aplicações no cultivo, armazenamento, transporte, embalagem e proteção de alimentos destacam os méritos dos plásticos, que também oferecem soluções para o uso eficiente da água. A conservação de recursos e a proteção ambiental continuarão a predominar aqui como aspectos-chave de novos desenvolvimentos.

Ao longo de seis dias durante a K 2010, estes tópicos serão discutidos por um painel de especialistas, em uma mostra especial a ocorrer em um palco no Hall 6. De 11 às 12 da manhã, falando em alemão ou em inglês em dias alternados, os membros dos painéis irão explorar, em cada sessão,  diferentes perspectivas para o futuro, a partir de vários ângulos. Um dia foi também reservado para debates com a geração mais jovem: “Jovens se encontram…”

A discussão inaugural na Quarta, dia 27 de outubro, liderada pelo Prof. Dr. Bernhard Rieger da cátedra Wacker de Química Macromolecular da Universidade Técnica de Munique, irá se centralizar sobre “CO2 como uma matéria prima.” A discussão ocorrerá em inglês.

“Eficiência energética no processamento de plásticos” é o tópico da sessão para a quinta-feira, dia 28 de outubro. O Prof. Dr. Johannes Wortberg do Instituto de Engenharia de Produto da Universidade de Duisburg-Essen irá conduzir este painel de discussão, que ocorrerá em alemão.

“Construções mais leves com plásticos” sera o tema da discussão em inglês, na Sexta-feira, 29 de outubro. O painel será liderado pelo Prof. Dr.-Ing. Volker Altstädt, da Universidade of Bayreuth.

“Superfícies” sera o assunto discutido (em alemão) no dia 30 de outubro, pelo painel dirigido pelo Prof. Dr. Matthias Rehahn do Instituto de Química  Macromolecular da Universidade Técnica de Darmstadt.

O Prof. Dr. Rolf Mülhaupt, do Instituto de Química Macromolecular da University de Freiburg, será o moderador da sessão no dia 01 de novembro, que será focalizada sobre “Materiais inteligentes”. Os especialistas estarão falando em inglês.

A sessão final do dia 2 de novembro irá abordar o tema “Plásticos e eficiência de recursos”. Será coordenada pelo Dr.-Ing. Martin Bastian do centro de plásticos Süddeutsches Kunststoffzentrum. (em alemão).

Os grupos de discussão do dia 31 de outubro, domingo, se centralizarão em aspectos ambientais, perspectivas para o futuro e oportunidades educacionais e de carreira. Os jovens estão sendo convidados a se juntar e a aprender sobre a maneira como os materiais são usados, por exemplo na fabricação de carros, sobre conservação de recursos, sobre as atividades desenvolvidas nas indústrias, assim como sobre as oportunidades oferecidas pelo sistema educacional alemão hoje, além de tendências no mercado de trabalho. Eles terão a oportunidade de conversar com numerosos especialistas  incluindo o Prof. Dr. Rolf Mülhaupt, do Instituto de Química Macromolecular da Universidade de Freiburg e Prof. Ernst Schmachtenberg, Reitor da RWTH Aachen University (11:00 to 11:30 h); Prof. Rudolf Stauber, Chairman do Comitê sobre Plásticos na Indústria Automotiva, VDI (12:30 to 13:00 h); Dr. Martin Brudermüller, Membro do Conselho da BASF SE (14:00 to 14:45 h); Patrick Thomas, CEO da Bayer MaterialScience AG (15:30 to 16:00 h); e também com Hans-Theodor Kutsch, Diretor da Albis Plastic GmbH, e Dr. Frank Schneider, Chairman  do Conselho de Administração da SOLVAY GmbH (16:30 to 17:15 h). Questões críticas serão bem vindas !

Aproximadamente 3,100 expositores e mais de 200,000 visitantes são esperados na K 2010, em Düsseldorf, de 27 de Outubro a 3 de Novembro. A maior feira mundial de plásticos e borracha irá ocupar todos os 19 Halls do centro de exposições de Düsseldorf. O centro estará aberto de 10 da manhã até 6 e meia da tarde, diariamente, durante o período da feira. O ingresso para um dia de visitação da feira custa 55 Euros na bilheteria (ou 49 Euros mais a postagem, quando adquirido online). Crianças em idade escolar, estudantes e trainees pagam um ingresso reduzido de 15 Euros. O ticket para uma visita de 3 dias custa 120 Euros na bilheteria (108 Euros mais a postagem, se comprado online).

Fonte: Messe Duesseldorf

K 2010: Uma vez mais, em torno de 3.100 expositores estarão participando deste Mercado Global para a indústria de plásticos e borracha.

07/09/2010

O site k-online.de, com ferramentas variadas, simplifica as preparações para a feira.

Na K 2010 em Düsseldorf, de 27 de Outubro a 3 de Novembro, em torno de 3.100 expositores estarão novamente apresentando as suas últimas novidades para todos os setores da indústria. Empresas de 57 países já se inscreveram para a feira.

A área de exposição total vendida atinge 164.100 metros quadrados, sendo 60 % deste total ocupado por empresas cuja sede é fora da Alemanha. O número de expositores alemães inscritos totaliza atualmente 1.058, com uma área de 65.740 metros quadrados.

A Itália é tradicionalmente a nação mais fortemente representada entre os expositores não-alemães, sendo que mais de 400 empresas italianas sozinhas reservaram um espaço líquido de 27.400 metros quadrados para exibir seus produtos. Também fortemente representados entre os países europeus estão a Áustria (8.100 metros quadrados), Suíça (6.100 metros quadrados), França (5.000 metros quadrados) e Holanda (4.200 metros quadrados). 113 empresas dos Estados Unidos também participarão, ocupando aproximadamente 4.500 metros quadrados de espaço da exibição – um aumento em relação à K 2007. Além disto, os contingentes da China (6.700 metros quadrados), Índia (4.500 metros quadrados) e Turquia (2.800 metros quadrados) cresceram consideravelmente. Com 5.300 metros quadrados, Taiwan está tão fortemente representado como estava em 2007. Aparecendo pela primeira vez estão expositores da Armênia, Chile, Indonésia, Paquistão e Vietnã.

Para permitir que os visitantes da K 2010 efetuem buscas e encontrem soluções antes de visitar a feira, durante os seus preparativos para a exibição, as empresas estão fazendo um uso intensivo da plataforma de comunicação oferecida no Portal da Feira, no endereço www.k-online.de. Sob o título “Companies & Products”, os visitantes do portal podem procurar por expositores, produtos/serviços e notícias das empresas. Com a opção “extended search”, é também possível localizar empresas de acordo com o país de origem ou código postal. Além disso, os usuários podem obter listas de expositores que oferecem um produto ou serviço específico. Os “Online Showrooms” de empresas individuais contém folhas de dados dos expositores, informação de produtos, links para os seus sites, atividades do stand durante a feira, assim como o perfil e dados das empresas. E se alguma pergunta ainda permanecer sem resposta, a ferramenta “Matchmaking” permite aos usuários “postar” solicitações específicas ou encontrar produtos capazes de atender a demandas muito particulares.

Usando o “login” rápido e fácil ao portal da feira – a seção de “login” está no lado direito da home page – o usuário pode compilar seu catálogo personalizado de Informações de Produto ou planejar a sua visita à feira usando a ferramenta “MyOrganizer”. Para tornar mais fácil um planejamento prévio da visita à feira, qualquer número de compilações pode ser feito, repetindo-se buscas com diferentes critérios. Para aqueles que querem se familiarizar com os layouts dos halls de exposição antes de viajar a Düsseldorf, existe uma planta em flash interativo.

A pesquisa também pode ser feita com celulares e outros dispositivos móveis. Os bancos de dados de expositores e produtos podem ser acessados via  PDAs e outros dispositivos móveis. A URL para a versão móvel é : http://mobile.k-online.de.

Fonte: Messe Dusseldorf

Lista do número de Expositores e área de exposição

País Número de

Expositores

Área (Metros

quadrados)

Egito 3 172
Argentina 2 33
Armênia 1 0
Austrália 4 97
Bélgica 53 3.109
Brasil 14 1.433
Bulgaria 3 30
Chile 1 21
China 249 6.737
Dinamarca 17 896
Finlândia 8 263
França 126 5.016
Grécia 6 251
Hong Kong 43 971
Índia 122 4.543
Indonésia 1 18
Irã 6 554
Irlanda 3 68
Israel 20 591
Itália 408 27.445
Japão 23 1.413
Canadá 19 962
Catar 1 100
Croácia 1 14
Kuwait 1 200
Luxemburgo 1 723
Malásia 16 174
México 2 20
Nova Zelândia 1 33
Holanda 44 4.200
Noruega 3 72
Áustria 87 8.142
Paquistão 2 90
Polônia 16 485
Portugal 25 631
Romênia 3 65
Russia 14 425
Arábia Saudita 3 101
Suécia 14 796
Suíça 86 6.094
Servia 1 25
Singapura 10 116
Eslováquia 1 24
Eslovênia 3 36
Espanha 51 2.116
África do Sul 1 0
Coréia do Sul 28 847
Taiwan 140 5.332
Tailândia 9 806
República Tcheca 11 341
Turquia 70 2.785
Estados Unidos 113 4.465
Hungria 15 340
Reino Unido 102 3.909
Emirados Árabes Unidos 11 252
Vietnã 1 20
Total Internacional 2.020 98.401
Alemanha 1.058 65.737
Total Global 3.078 164.138

Programa Export Plastic promove encontros de negócios com empresas brasileiras, compradores e agentes internacionais durante Feira K 2010.

23/07/2010

A Feira K, que acontece há mais de 50 anos em Düsseldorf, é referencial de inovação e ponto de encontro dos mais importantes compradores do mundo

No período de 27 de outubro a 3 de novembro, o mundo internacional da indústria do plástico e da borracha encontra-se na sua maior feira: a K. Vitrine das novas tendências em toda a cadeia do plástico, o evento reúne compradores internacionais de várias regiões.  Ciente dessa importância, o Programa Export Plastic decidiu promover encontros de negócios com empresas brasileiras participantes do Programa, compradores e agentes internacionais, além de palestra sobre particularidades do mercado alemão e aspectos comerciais europeus, a ser proferida por um especialista internacional. Esses encontros ocorrerão em espaço anexo à feira.

“As reuniões de negócios em Dusseldorf serão concentradas em um único dia, 28 de outubro, segundo dia da K, para que as empresas brasileiras tenham tempo de conhecer as novidades apresentadas no evento e ainda, caso tenham interesse, visitar a Pack Expo (EUA), por exemplo”, diz Cristina Sacramento, especialista em Desenvolvimento de Mercado – Embalagens Flexíveis.

Para Cristina, participar da K é uma oportunidade que a empresa tem para conhecer as tendências mundiais do plástico em todos os elos da cadeia produtiva com seus diversos setores de aplicação e, também, para entender a dinâmica do mercado internacional e suas especificidades. “As empresas podem, com essa ação do Export Plastic, aliar a busca por atualização com oportunidades comerciais, que serão trazidas nas rodadas de negócios que promovemos”, destaca Cristina. Caso a empresa tenha interesse em participar das rodadas, é importante que programe sua viagem para o início da K (pois a ação ocorrerá no dia 28 de outubro) e entre em contato com o Programa o mais breve possível.

Além da Feira K, o Programa também organiza comitivas de empresários para visitar a Colombiaplast (Colômbia), de 4 a 8 de outubro, e a Pack Expo (EUA), que ocorre entre 31 de outubro a 3 de novembro. As empresas interessadas poderão se programar para participar dos três eventos. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (11) 2148-4773, com Cristina Sacramento ou pelo e-mail cristina.sacramento@exportplastic.com.br.

Fonte: Boletim – Export Plastic

K-2010 Düsseldorf: A indústria de plástico tem muitas inovações em estoque para o setor de construção civil.

01/07/2010

Poucos segmentos econômicos na Europa e América do Norte foram atingidos tão fortemente pela crise econômica de 2009 quanto o setor da construção civil. As vendas de tubos, perfis e chapas caíram dramaticamente. Não somente os fabricantes de produtos semi-acabados, mas também os transformadores de plásticos e fabricantes de máquinas experimentaram uma queda significante nos seus negócios. Na época da K 2010 – a feira líder mundial da indústria de plásticos que ocorrerá em Düsseldorf entre 27 de outubro e 3 de novembro – os fabricantes de tubos, perfis, chapas e materiais de isolamento térmico estão aguardando uma revitalização dos negócios.

A situação atual do mercado é difícil de ser avaliada. Embora poucos números precisos estejam disponível, parece que a crise atingiu o seu fundo no meio de 2009 e o mercado então se estabilizou em um nível baixo. Se o mercado dos Estados Unidos for tomado com indicador, um estudo publicado pelo instituto de pesquisa de mercado Freedonia Group (Cleveland, Ohio, USA) no início de 2010 dá um motivo para esperança.

Apesar disto, diz o instituto de pesquisa de mercado, o crescimento global na indústria da construção entre 2008 e 2013 ficará bem abaixo do registrado entre 2003 e 2008, com uma média anual de 2,9% contra um valor médio de crescimento de 7% ao ano  no quiquênio anterior.  De acordo com o Kunststoff Information – o serviço de informações da indústria de plásticos da Alemanha –  espera-se um declínio moderado na Europa Ocidental em 2010, com a recuperação ainda fora do horizonte até 2011.

Quando se  considera a situação de mercado para certos produtos,  percebe-se que os negócios com perfis caíram em uma extensão maior  do que os negócios com tubos e ambos estão em uma situação muito pior do que os negócios com painéis para isolamento.  Estes últimos se beneficiaram da crescente consciência ambiental e de programas de incentivos governamentais para projetos de isolamento térmico – especificamente nos países desenvolvidos da Europa Ocidental e Estados Unidos.

Profissionais da indústria identificam duas razões principais para o declínio acentuado do mercado de perfis, onde quedas de até 70 % em 2009 foram relatadas. Estas razões são a forte dependência de um único produto – o perfil principal de janelas – e o fato de que a demanda da Europa Oriental – e,  primariamente, da Rússia – encolheu para quase nada.

PVC permanece com o material preferido.

De modo global, os fabricantes europeus de perfis para janelas transformaram mais de 1.6 milhões de toneladas de PVC em 2008 e geraram vendas de mais de 4 bilhões de Euros, contando com uma força de trabalho de mais de 20.000 profissionais.  As últimas novidades da indústria incluem perfis coloridos, perfis com mais de 5 câmaras,  profundidades de instalação acima de 80 mm e perfis com uma camada central de material reciclado. A demanda por estes perfis está sendo alimentada principalmente pelo desejo de se economizar energia.  Na Europa Oriental, a demanda é principalmente para janelas brancas padrão. Para regiões de climas mais quentes,  a Tecnologia de Escudo Solar (Solar Shield Technology – SST), por exemplo, está criando um nome para si, explorando as propriedades refletoras de pigmentos coloridos para reduzir a irradiação térmica e tornando possível que perfis laminados em filme sejam expostos a temperaturas acima de 70 graus C .

Apesar de muitas inovações de produtos, os negócios com perfis de PVC sofreram quedas maciças em vendas durante os últimos 18 meses. Para se preparar para o futuro, várias companhias optaram por fusões e alianças estratégicas. Existe uma tendência em direção a linhas de produção completas, com uma boa razão preço-desempenho,  e a soluções bem balanceadas de máquina única.

Na Alemanhã, cerca de 80 % de todas as janelas velhas são agora recicladas. Esta abordagem integrada oferece novas oportunidades futuras para a indústria de PVC e aplicações de PVC no setor de construção civil – e não somente na Alemanha e Europa.

Mercado de compósitos de madeira plástica continua a crescer.

Compósitos de madeira plástica (WPCs) estão ainda passando por desenvolvimentos adicionais significativos e mostrando potencial para crescimento. De acordo com com o nova-Institut GmbH em Hürth, Alemanha, estes produtos alternativos estão tendo crescentes quantidades de vendas, mesmo durante a crise. Hoje, diz o Instituto, mais de 1,5 milhões de toneladas de compósitos de madeira plástica estão sendo produzidos ao redor do mundo, principalmente na América do Norte (aproximadamente 1 milhão de toneladas), China (200.000), Europa (170.000) e Japão (100.000). Na Europa, a Alemanha – com 70.000 toneladas – é o produtor líder e também o fabricante de máquinas líder.

Enquanto nos Estados Unidos os compósitos de madeira plástica são usados como produtos de construção em “decks”, cercas, trilhos e revestimentos laterais, as suas aplicações na Europa também se estendem à indústria automotiva e outros setores.  Porém, o principal produto na Europa também são os “decks” (chapas para pisos),  que vem alcançando um crescimento de vendas anuais na casa dos dois dígitos.

Estrutura de Multi-camadas deve se tornar o padrão para tubos.

16 milhões de toneladas de plásticos foram transformados em tubos ao redor do mundo em 2008.  Aqui, novamente, PVC é a matéria-prima preferida, com uma participação de mercado de cerca de 65%, seguido do Polietileno (PE) e Polipropileno (PP). Com o aumento dos custos de matéria-prima e energia e especificações cada vez mais severas em termos de funcionalidade para tubulações, há uma demanda crescente para tubos multi-camada, tais como tubos de pressão em Polietileno de Alta Densidade (PEAD) com uma camada externa de Polipropileno como proteção contra choques e cargas de impacto. Graças à sua adaptabilidade a várias tarefas de processo, os tubos de plástico estão conquistando mais e mais campos de aplicação.

Os fornecedores de linhas de extrusão de tubos estão se concentrando não somente nas mudanças de especificações, mas também em linhas energeticamente econômicas, eficientes e com alta relação benefício/custo.  Eles  tem desenvovido sistemas especiais de refrigeração, por exemplo, que reduzem a seção de resfriamento à metade ou duplicam o desempenho ou, ainda,  aumentam a produção, enquanto, simultaneamente, melhoram a qualidade dos tubos.

Estas e outras novidades estarão à mostra de 27 de Outubro a 3 de Novembro na K 2010, em Düsseldorf, na Alemanha. A feira líder mundial da Indústria de Plásticos estará apresentando uma visão geral da produção de tubos, perfis, chapas plástics e materiais de isolamento para uso na indústria da construção civil.

Fonte: Messe Düsseldorf

Programa Export Plastic desenvolve ação especial para Feiras Internacionais: K 2010, ColombiaPlast e PackExpo.

28/06/2010

O Programa Export Plastic proporcionará às empresas associadas a possibilidade de ganhar destaque em diversos mercados. No segundo semestre deste ano, três importantes eventos ocorrem em diferentes países. Para aproveitar este momento, o Programa desenvolveu ação combinada, cujo objetivo é levar uma comitiva de associadas para a Colombiaplast (Colômbia), Feira K (Alemanha) e Pack Expo (Estados Unidos). As inscrições, no link abaixo, são por ordem de chegada, e não possuem custo. Mais informações pelo telefone (11) 2148-4773 ou pelo e-mail cristina.sacramento@exportplastic.com.br.

Ação combinada, eventos com enfoques diferentes. Confira:

COLOMBIAPLAST, Bogotá
de 4 a 8 de outubro
Feira Internacional de Plástico, Borrachas e Petroquímica
Mercado estratégico para o setor, pela proximidade com o Brasil e pelas oportunidades de negócios com a Colômbia, países da América Central e vizinhos como Equador e Peru. O Programa terá estande de 110m², com espaços específicos para exposição de produtos.

FEIRA K, Dusseldorf
27 de outubro a 3 de novembro
Salão Internacional do Plástico e da Borracha
Projeto Vendedor no dia 28 de outubro no Golden Tulip Hotel, onde serão apresentados compradores alemães para as associadas. A Feira K é vitrine de tendências mundiais para toda a cadeia do plástico.

PACK EXPO, Chicago
31 de outubro a 3 de novembro
Mais expressiva feira de embalagens do maior mercado consumidor de plástico do mundo. O Programa terá estande de 90 m², com espaços específicos para exposição de produtos.

Fonte: Programa Export Plastic

“Innovation Compass” mostra a rota direta para os destaques da Feira K 2010 Düsseldorf

22/06/2010

Comitê de especialistas desenvolveu matriz de busca para a preparação para a feira.

Nenhuma outra feira da Indústria de Plásticos e Borracha apresenta um leque de produtos e novidades tão grande e variado como a K 2010. A elevada participação internacional entre os 3.000 expositores que estarão em Düsseldorf entre 27 de Outubro e 3 de Novembro garante que todos os segmentos serão representados a nível de mercado mundial. E, já que cada participante naturalmente deseja expor inovações atrativas, a preparação para a K 2010 está andando a todo vapor em todas as empresas expositoras.

A fim de facilitar a localização de muitos desses novos desenvolvimentos, uma ferramenta de busca está atualmente sendo desenvolvida, a qual permitirá mostrar a rota direta para todos os destaques da feira – o “Innovation Compass”. Localizado no link http://www.k-online.de/, ele habilitará os usuários a personalizar suas próprias visitas à K 2010, assegurando-os de que eles possam aproveitar o máximo do seu tempo na exposição.

O “Innovation Compass” irá ao ar aproximadamente seis semanas antes da feira abrir suas portas. Ele oferecerá uma matriz de busca para inovações que possam trazer melhorias significativas ou mesmo mudanças fundamentais, tornando assim possível a geração de vantagens competitivas reais.

No desenvolvimento e implementação do “Innovation Compass”, a Messe Düsseldorf e o Conselho de Expositores da K 2010 terão o suporte do Conselho Científico que foi recentemente criado para o evento. Prof. Dr. Volker Altstädt da Bayreuth University, Prof. Dr. Hartwig Höcker, professor emérito da RWTH Aachen University, Prof. Dr. Matthias Rehahn da TU Darmstadt e Prof. Dr.-Ing. Johannes Wortberg da Duisburg-Essen University definiram os temas principais da matriz de busca e o critério de aceitação para o “Innovation Compass”. Nesse processo, eles foram ativamente auxiliados por representantes das organizações que apóiam a K Düsseldorf: a PlasticsEurope Deutschland e.V., a Plastics and Rubber Machinery Association dentro da VDMA e.V., a Gesamtverband Kunststoffverarbeitende Industrie e.V. (GKV) (the Central Federation of the Plastics Processing Industries – GKV), e a Wirtschaftsverband der deutschen Kautschukindustrie e.V. (WdK) (Association of the German Rubber Industry – WdK).

Os temas principais do “Innovation Compass” cobrem produtos e processos que terão um impacto decisivo nas tendências de mercado da indústria de plásticos e borracha nos próximos anos. Para as matérias primas / auxiliares, estas são:

  • Otimização de Plásticos e Borracha convencionais
  • Plásticos fabricados com recursos renováveis.
  • Modificação de plásticos e borracha com nanopartículas.
  • Plásticos, componentes e superfícies funcionalizadas
  • Plásticos e borracha para estruturas leves, incl. espumas
  • Compósitos de fibra e seu processamento.
  • Materiais / híbridos

O segmento de Máquinas e Equipamentos cobre os tópicos a seguir:

  • Processos de manufatura mais rápidos
  • Rendimento aumentado
  • Tempos mais rápidos de troca de produção (faster changeover times).
  • Processos de manufatura integrados
  • Otimização de subprocessos
  • Eficiência energética
  • Eficiência de materiais

Os expositores da K 2010 que tiverem contribuições inovadoras a fazer aos temas acima, com os seus produtos, processos ou aplicações, podem ser incluídos no “Innovation Compass”.  Isto dá a eles a oportunidade de exibir a sua capacidade de desempenho através da “postagem” de demonstrações selecionadas e de medir o seu poder de inovação contra o dos líderes do setor. As empresas interessadas descrevem seus produtos e explicam porque eles constituem inovações em relação ao tema associado. Os visitantes da feira, por outro lado, podem saber dos novos desenvolvimentos nas áreas de seu interesse mesmo antes da K 2010 abrir suas portas, permitindo que eles entrem em contato antecipadamente com os fornecedores e possam adquirir mais conhecimento sobre os produtos durante a feira.

As empresas expositoras podem submeter suas contribuições a partir de Junho de 2010, com a garantia de que nenhuma contribuição será publicada antes de Setembro de 2010.

Para mais informação sobre o “Innovation Compass”, os expositores da K 2010 podem contactar a Messe Düsseldorf GmbH, Ludwig König, tel. +49-(0)211-4560655, email koenigl@messe-duesseldorf.de.

Espera-se que aproximadamente 3.000 expositores e 200.000 visitantes visitem a K 2010 entre 27 de Outubro e 3 de Novembro, em Düsseldorf.

Fonte: Messe Duesseldorf