Posts Tagged ‘Irgastab’

BASF apresentou inovações e soluções sustentáveis na Feiplastic 2019

17/05/2019

Soluções da BASF para as indústrias automotiva, de embalagens, da construção, de bens de consumo, aplicações industriais, plasticultura, entre outras, fizeram parte do portfólio apresentado pela companhia no stand da Feiplastic 2019.

“A Feiplastic foi uma excelente oportunidade para apresentar nossas soluções e estreitar o relacionamento com o mercado”, considera Murilo Feltran, gerente de marketing e produto de Materiais de Performance da BASF. “Além das tecnologias inovadoras, nosso forte é a atuação em estreita colaboração com nossos clientes, entendendo suas necessidades e desenvolvendo soluções de acordo com cada necessidade”, afirma.

Materiais de desempenho

Uma das principais novidades foi a plataforma digital exclusiva para oferecer o portfólio de soluções para a indústria de calçados, como um novo canal de relacionamento com os clientes. A BASF fornece PU e TPU para produção de solas, entressolas, palmilhas e outros componentes que, segundo a empresa, permitem a fabricação de calçados de maior desempenho, conforto e durabilidade, atendendo às tendências e demandas dos consumidores. A ferramenta online, de interface amigável, está disponível no link http://www.shop.basf.com.br/calcados.

Entre os materiais com destaque na Feiplastic estão as soluções sustentáveis para o mercado de isolamento térmico, que têm como base o HFO e a água aplicados como agentes expansores de quarta geração para o mercado de refrigeração. A tecnologia é uma alternativa aos agentes de expansão utilizados convencionalmente e permite a redução nas emissões de gases de efeito estufa.

Também apresentando pegada sustentável, foi apresentado o polímero compostável e biodegradável ecovio®, obtido a partir de matérias-primas renováveis. O material tem desemepenho semelhante aos plásticos normalmente utilizados, atendendo requisitos de aparência, propriedades mecânicas e processabilidade, sofrendo degradação somente em condições de compostagem, afirma a BASF. Pode ser aplicado em filmes para agricultura, produção de copos, sacolas compostáveis certificadas e embalagens diversas, entre outras possibilidades.

A poliamida Ultramid® Deep Gloss agora está disponível também em cores. O material originalmente usado na cor black piano, está abrindo possibilidades para projetos mais versáteis de interiores de carros, com cores contrastantes e que seguem tendências de mercado. Segundo a BASF, o material possui propriedades diferenciadas, tais como resistência a riscos, à radiação UV e alta resistência química. Além disso, afirma a empresa, o alto nível de brilho reproduz estruturas com detalhes fiéis, permitindo uma mistura bem contrastante de luz e sombra, sem revestimento adicional.

Durante a feira, a BASF também promoveu a sua poliamida semicristalina que permite que a luz passe sem barreiras. Segundo a empresa, o Ultramid® Vision combina a transparência à luz com uma baixíssima dispersão, sendo a primeira poliamida semicristalina do mundo para componentes semitransparentes ou transparentes para ambientes com muitos desafios químicos. A BASF afirma que a poliamida é resistente aos raios UV, às altas temperaturas, aos riscos, a químicos e atende aos requisitos de segurança contra a propagação do fogo. A solução pode ser usada em diversas áreas de aplicação, sendo recomendada especialmente para peças de controle visual, iluminação ou design de luz.

Embalagens

A embalagem tem papel fundamental na garantia da qualidade de alimentos, desde a produção até a mesa do consumidor. As poliamidas são a melhor opção quando há a necessidade de aumentar o tempo de vida dos produtos através do aumento de propriedades mecânicas, proteção para migração de gorduras, barreira ao oxigênio e aromas. Por meio da parceria com seus clientes, a BASF buscou atender solicitações de melhoria de propriedades óticas, maior flexibilidade e menor encanoamento, sem perder as propriedades tradicionais das poliamidas. E o resultado foi, segundo a empresa, o desenvolvimento do Ultramid C37 LC, copolímero de poliamida com o menor ponto de fusão das poliamidas tradicionais encontradas no mercado – perto dos 180º.C. A BASF afirma que o material é o mais indicado para sacos encolhíveis e filmes termoformados e outras aplicações onde a estrutura a ser utilizada é assimétrica.

Aditivos para plásticos

A BASF afirma que vem buscando soluções em aditivos para plástico ecologicamente corretas, focadas em sustentabilidade e que visam evitar a degradação e estender a vida útil dos plásticos. Esses requisitos se tornaram mais rigorosos também nas aplicações automotivas e, alinhado ao aumento da durabilidade das espumas de poliol e poliuretano, o seu PUR 70 encontra um nicho de aplicação. Segundo a empresa, o aditivo diminui drasticamente a emissão de aldeídos e componentes orgânicos voláteis, é livre de amina e atende aos requisitos VDA 278 10/11.

De acordo com a empresa, o seu Tinuvin® XT 55, um aditivo estabilizador à luz, confere durabilidade, além de melhorar os processos de fabricação. Tem aplicações em monofilamento de polietileno, usados para produção de grama sintética e poliolefinas, fitas para telas de sombreamento, andaimes, geotêxteis e big bags, entre outros. O fabricante afirma que o aditivo auxilia na resistência às condições climáticas adversas, incluindo exposição prolongada à luz ultravioleta, temperatura elevada e oscilante, além de poluentes ambientais.

Já o Irgastab IS 3066L, utilizado nas aplicações em PVC, promove melhoria na produtividade e maior viabilidade econômica, além de estar em conformidade com o FDA para aplicações em contato com alimentos, assegura a BASF.

Fonte: BASF

Curta nossa página no

Anúncios

Novo sistema de aditivos BASF para rotomoldagem oferece maior qualidade do produto final e eficiência

17/11/2010

Ø     Aditivo Irgastab® RM 68 economiza tempo e energia e aumenta a qualidade do produto final

Ø     Produto economiza seis minutos por ciclo, produzindo cerca de 2300 tanques a mais

Ø     BASF oferece um programa para calcular individualmente os tipos de máquinas, proporcionando maior eficiência do processo

O processo de rotomoldagem é um sistema ideal para moldar grandes artigos ocos produzidos a partir do plástico, especialmente de polietileno (PE), incluindo todos os tipos de tanques, recipientes de transporte e itens de recreação como caiaques e brinquedos. As vantagens deste processo de produção abrangem, especificamente, uma ampla linha de possibilidades de design e baixos custos de investimento. Entretanto, o processo também implica em alguns desafios. Os tempos de processamento relativamente longos e as altas temperaturas dos fornos têm um grande impacto sobre a estabilidade do plástico. Além disso, o processo exige um grande consumo de energia. O Irgastab® RM 68 é um sistema de aditivos produzido pela BASF especificamente para plásticos que são processados por meio de rotomoldagem. Ele otimiza o processo, melhora a qualidade do produto final e ajuda a economizar energia.

Otimização de processo graças ao aditivo especial

A combinação patenteada de vários estabilizantes otimiza o perfil de propriedade do plástico especificamente para o processamento por meio de rotomoldagem. Aqui, o Irgastab® RM 68 facilita principalmente a fusão do polímero durante o processo de moldagem. Isto permite que os tempos de processamento sejam menores e as temperaturas dos fornos sejam reduzidas, resultando em uma maior janela de processamento – um aspecto importante, pois a rotomoldagem normalmente envolve o uso de moldes diferentes ao mesmo tempo em uma máquina. Se o tempo de permanência no forno for o mesmo, há um risco de que o polietileno não funda suficientemente em grandes moldes, ao passo em que em moldes pequenos ele já terá se degradado. Em suma, quanto maiores as janelas de processamento, mais robusto é o processo de produção e, consequentemente, melhor é a qualidade do produto final.

O efeito do aditivo especial pode ser avaliado com base na temperatura de pico do ar interno (“PIAT”) enquanto o processo está sendo realizado. A “PIAT” indica a temperatura do ar no interior do molde durante o processamento e possibilita o acompanhamento da fusão e do resfriamento do polímero durante o ciclo de processamento. Em um forno a uma temperatura de 288ºC [550ºF], a “PIAT” funde uma amostra de teste com espessura de três milímetros feita de polietileno e contendo estabilizantes convencionais é 233ºC [451ºF]. Com o Irgastab® RM 68, o material já consegue alcançar sua faixa de fusão ótima em uma “PIAT” de 210ºC [410ºF]. É por esta razão que a amostra de teste também precisa de um tempo de ciclo total menor para que, assim, obtenha um resultado de produção ideal. Neste sentido, é possível obter economias de energia de até 16% e custos menores em comparação aos processos padrão, ao mesmo tempo em que observa uma maior produtividade.

Os menores tempos de ciclo total podem também ser responsáveis por uma menor degradação de outros aditivos presentes na formulação, aumentando, dessa forma, o tempo de vida útil da peça produzida. Adicionalmente, outras propriedades do produto final também recebem um impacto positivo devido ao Irgastab® RM 68. Por exemplo, a descoloração inerente do produto durante o processamento é reduzida e a resistência ao “gas fading” aumentada. A melhor estabilização das cadeias de polímero à degradação melhora as propriedades mecânicas, especialmente a resistência ao impacto da peça. Além do mais, o Irgastab® RM 68 contém um estabilizante à luz que atende o padrão de intemperismo UV8. O padrão mundial prevê um alongamento na ruptura residual de pelo menos 50% do valor original após 8.000 horas de exposição ao envelhecimento acelerado. Isto corresponde aproximadamente ao uso externo em um clima subtropical durante o período mínimo de três anos. O Irgastab® RM 68 já recebeu aprovação do FDA (agência reguladora americana de alimentos e medicamentos) para contato indireto com alimentos.

Um exemplo de cálculo

Um estudo de caso mostra como o efeito do aditivo especial pode ser expresso em números concretos: com a formulação de um aditivo convencional em uma máquina de rotomoldagem, funcionando em três turnos de oito horas, 44 tanques de 80 litros podem ser produzidos diariamente. O tempo de ciclo corresponde a 33 minutos. Com o Irgastab® RM 68, o tempo de ciclo pode ser reduzido a 27 minutos. A redução de seis minutos se traduz em dez tanques adicionais diários por máquina. Extrapolada ao longo de todo um ano (aqui falamos em 225 dias), um fabricante pode, assim, produzir cerca de 2.300 outros tanques por máquina. Além disso, o produto final passa a ter um índice de amarelecimento reduzido comparativamente aos produtos feitos por meio do método convencional e, somado a isto, o produto apresenta propriedades mecânicas melhores. Os resultados terão uma variação em relação a cada fabricante em função do tipo de máquina, das propriedades do plástico, da geometria das peças e da espessura da parede. Por esta razão, a BASF também desenvolveu um programa para permitir que as economias dos clientes sejam calculadas individualmente.

Um processo de nicho em crescimento

Comparativamente aos outros métodos de processamento de termoplásticos como, por exemplo, a moldagem por sopro ou por injeção, é um fato que a rotomoldagem é um nicho de processo. Apenas cerca de 1% de todos os plásticos na Europa é processado por meio da rotomoldagem. Em 2008, o Irgastab® RM 68 foi lançado no mercado americano – hoje ainda considerado o principal mercado de rotomoldagem. Mas também na Europa, o método é hoje uma alternativa ao processo de moldagem por sopro, especialmente para aplicações no setor da construção, brinquedos e equipamentos esportivos, além do setor automotivo e da fabricação de componentes plásticos para maquinários. A razão para isto pode ser atribuída às melhorias tecnológicas no processo em si. O principal aspecto, entretanto, é que a rotomoldagem é capaz de obter vantagens decisivas na área de custos em comparação ao método de moldagem por sopro de alta exigência técnica, especialmente para pequenas produções de grandes partes moldadas. Graças às economias em termos de tempo e energia, mas também ao aumento qualitativo do produto final, o Irgastab® RM 68 ajuda a otimizar o processo e, por conseguinte, contribui para a sua competitividade no mercado.

Fonte: BASF