Posts Tagged ‘Inovação’

Braskem Labs apresenta projetos inovadores selecionados

04/07/2017

Participantes de diversos estados brasileiros apresentam soluções inovadoras e sustentáveis

Dez empresas foram selecionadas, entre 180 inscritas, para a terceira edição do Braskem Labs, programa de aceleração de empreendedores da Braskem. O processo de escolha dos participantes considerou aspectos como inovação, potencial de mercado, perfil do empreendedor e da equipe envolvida, modelo de negócio e impacto socioambiental.

As propostas são de quatro estados brasileiros e utilizam o plástico e a química no desenvolvimento de novas soluções socioambientais ou apresentam formas de combate ao mosquito Aedes aegypti. “Estamos muito animados com mais essa edição do programa, pois novamente encontramos projetos com grande potencial de transformar positivamente a vida das pessoas e a forma com que se pensa em negócio”, afirma Luiz Gustavo Ortega, líder de Desenvolvimento Sustentável da Braskem.

Agora os empreendedores participam de um evento de diagnóstico para entender os desafios específicos de cada empresa. Após essa etapa, serão realizados uma série de eventos e mentorias durante um período de quatro meses, com o objetivo de apoiar essas empresas nos pontos que mais precisam, com apoio de mentores da Braskem e da ACE, uma Aceleradora de Startups.

Ao final do programa, os selecionados poderão apresentar suas empresas, durante o Demo Day, para um grupo de empresários, investidores, bancos de investimento e outros players do mercado.

As empresas e produtos selecionados foram:

  • Recicletool (Pernambuco): Equipamento de logística reversa que utiliza tecnologia de leitura ótica para a identificação dos resíduos que são depositados na máquina. Com o cadastro do usuário, as embalagens depositadas no Recicletool retornam ao mesmo em crédito financeiro, retirando resíduos do meio ambiente, contribuindo na educação da população e dando a eles um benefício pelo retorno da embalagem.
  • Fix It (Rio Grande do Norte): Imobilizadores em plástico termo moldável e biodegradável, projetados para membros específicos do corpo e em tamanhos pré-definidos, feitos em impressão 3D. A adequação à anatomia do paciente é feita com a imersão em água quente.
  • Vasos Raiz (Rio Grande do Sul): O vaso autorrigável Raiz possui um sistema que facilita o cuidado com plantas e permite ao o usuário ter seus temperos e chás frescos em sua residência. Com um sistema de irrigação interna, composto por cordões, que funcionam como uma espécie de raiz artificial, o reservatório de água é acoplado na parte debaixo do vaso, garantindo umidade para a terra por vários dias, sem a necessidade de regar, e não permitindo a proliferação do mosquito Aedes aegypti.
  • Biomassa do Brasil (São Paulo): Produtos sustentáveis na linha de argamassas e tintas especiais. A Argamassa Polimérica Pronta reduz o custo de alvenaria em 40% e o consumo de água em 95%.
  • Nanomix (São Paulo): Nanotecnologia que confere ao PVC propriedades físico-químicas, como barreira contra umidade. Pode substituir o PVDC, que é de alto custo, importado e não-reciclável e reduzir o custo das embalagens de remédios em 30%.
  • BR Goods (São Paulo): Cortinas Divisórias de Leito & Box de Chuveiro que utilizam nanotecnologia de retardante de chamas, antimicrobianas, manufaturadas com Plástico Verde, que podem ser fixas ou descartáveis. Este material permite que o processo de limpeza seja feito sem retirar as cortinas do local, conferindo privacidade aos pacientes, e economizando água na higienização além de possuir altos atributos sustentáveis.
  • Okena (São Paulo): Coleta, transporta, armazena, trata e destina efluentes contaminados com óleos, metais, tintas, solventes e outras substância, evitando que cheguem ao meio ambiente e poluam solos e água doce.
  • Altave (São Paulo):Desenvolve plataformas aeronáuticas para videomonitoramento e telecomunicações por meio de balões, levando conectividade a locais remotos e permitindo o monitoramento de grandes áreas.
  • Muzzicycles (São Paulo): Quadro de bicicleta injetado em uma peça única com mistura de plástico reciclado. O quadro tem garantia vitalícia, alta durabilidade, não enferruja e ainda ajuda a retirar resíduos do meio ambiente para ser produzido.
  • Denguetech (São Paulo): Inseticida biológico contra os vetores da Dengue, Zika e Chikungunya. Feito a partir da bactéria BTI (Bacillus thurigiensis var. israelensis), pode ser usado em áreas públicas e também em nossas casas e ambientes de trabalho. Logo que o tablete de DengueTech é colocado na água, ele se dissolve e são liberados microrganismos e proteínas que parasitam e matam as larvas dos mosquitos vetores em até 24 horas. Seu efeito continua por, pelo menos, 60 dias.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Anúncios

Termotécnica lança Portal da Inovação

22/12/2016

termotecnica-inovacao

Plataforma é uma oportunidade para estudantes e pesquisadores que querem transformar soluções e projetos em oportunidades de negócios

Com o objetivo de estimular a geração de ideias inovadoras e a sua concretização em oportunidades de negócios, a Termotécnica lançou o Portal da Inovação. É uma plataforma online, onde pesquisadores, estudantes e profissionais das mais diversas áreas podem inscrever seus projetos e soluções e firmar uma parceria com a empresa para desenvolvê-los e implementá-los. O portal é aberto a toda a comunidade.

Podem ser inscritas pesquisas em áreas variadas, como nanotecnologia, tecnologia para rastreabilidade, embalagem ativa, embalagem inteligente, sustentabilidade, soluções híbridas, entre outros. “Precisamos trazer para a indústria pessoas que tenham suas ideias e projetos para, juntos, criarmos oportunidades de negócios”, destaca Nivaldo Fernandes de Oliveira, Diretor-superintendente da Termotécnica.

Maior indústria transformadora de EPS (isopor®) da América Latina e líder no mercado brasileiro deste segmento, a Termotécnica produz soluções para Construção Civil, Embalagens e Peças Técnicas, Conservação, Agronegócios e Movimentação de Cargas. A busca constante por inovação permeia toda a empresa, que se mantém atenta às novidades do mercado e prospecta oportunidades de geração de valor e desenvolvimento de produtos, além de marcar presença nos principais eventos de negócios no Brasil e no exterior para acompanhar as tendências mundiais de aplicações no segmento de EPS.

Para participar é só acessar o link www.termotecnica.com.br/inovacao e inscrever o projeto. Ou entrar em contato pelo email inovacao@termotecnica.com.br ou pelo fone (47) 3451-2725.

Fundada há 55 anos, a Termotécnica tem matriz em Joinville (SC) e unidades de negócios em Manaus (AM), Petrolina (PE), Rio Claro (SP), Indaiatuba (SP), São José dos Pinhais (PR) e Sapucaia do Sul (RS).

Fonte: Assessoria de Imprensa – Termotécnica

Curta nossa página no

Dow realiza evento para promover projetos inovadores de Universidades, Empresas Juniores e Startups

26/05/2015

Dow_Innovation

  • Empresa química busca dar visibilidade a projetos inovadores nas áreas de Alimentos Frescos, Agricultura, Segurança Hídrica, Construção e Infraestrutura, Produtos Químicos Renováveis, e Materiais,  Processos e Produtos Químicos
  • Empreendedores podem se inscrever até o dia 30 de junho no site www.innovationfair.com.br

 

A Dow, empresa do setor químico, está com inscrições abertas para o Innovation Fair, evento de inovação que busca impulsionar projetos voltados à sustentabilidade e à tecnologia. O Innovation Fair, que será realizado no dia 11 de agosto, visa a engajar e promover iniciativas de universidades, empresas juniores e startups com foco em seis categorias: Alimentos Frescos, Agricultura, Segurança Hídrica, Construção e Infraestrutura, Produtos Químicos Renováveis, e Materiais Processos e Produtos Químicos.

Empreendedores de todo o Brasil que quiserem participar do evento devem inscrever gratuitamente seus projetos no site www.innovationfair.com.br até o dia 30 de junho. Os projetos mais inovadores, sustentáveis e aderentes às categorias selecionados por um júri da Dow serão apresentados por seus desenvolvedores para um grupo composto por representantes das áreas técnica e de negócios da Dow, parceiros, clientes, agências de fomento, entre outros. Para se prepararem para esta apresentação, que terá, no máximo, 10 minutos e será realizada no dia do evento (11/08), os empreendedores contarão com a ajuda de uma consultoria especializada.

“O objetivo da Dow com este evento é fomentar a inovação em áreas prioritárias, proporcionando oportunidade de visibilidade para projetos que precisem de apoio tanto intelectual quanto financeiro”, diz John Biggs, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Dow. “Os participantes do Innovation Fair terão a oportunidade de interagir com importantes players de indústrias-alvo, do Governo, de instituições voltadas para a inovação e de Venture Capital para que, juntos, possam acelerar boas ideias e ajudar a transformar o futuro de todos”, finaliza o executivo.

As categorias escolhidas estão alinhadas a alguns dos principais desafios globais:

  • Alimentos Frescos: soluções com foco em manejo e preservação de alimentos.  Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) um terço do que é produzido é perdido, o que corresponde a cerca de 1,7 bilhão de tonelada de alimentos. No Brasil, ainda segundo a FAO, as perdas correspondem em média a 30% dos alimentos pós-colheita, no caso dos frutos, e 35%, no das hortaliças.
  • Agricultura: Tecnologias, produtos e processos para aumento da eficiência e produtividade no campo. Segundo estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a visão da América Latina como celeiro do mundo tem ganhado espaço em função das características da região e da previsão de aumento da população mundial, prevista para chegar a 9 bilhões de pessoas em 2050, que demandará um aumento de 60% na produção de alimentos, ocupando apenas 12% a mais de terras aráveis.
  • Segurança hídrica: Métodos, produtos e processos voltados para a purificação e o manejo de água para consumo humano e industrial. De acordo com a Agência Nacional de Águas (ANA), a falta de água tem afetado pelo menos 40 milhões de pessoas de nove Estados do país e do Distrito Federal, ou seja, 20% da população brasileira.
  • Construção e infraestrutura: materiais, aditivos e técnicas para aumentar o desempenho e a eficiência na cadeia de construção. Segundo dados de uma pesquisa feita pela Escola Politécnica da USP apontou que há perdas de até 50% de argamassa e de até 288% de cimento nos canteiros de obras. Em contrapartida, levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas para o SindusCon-SP afirma que até 2024 o déficit habitacional no Brasil será de 20 milhões de famílias.
  • Produtos Químicos Renováveis: compostos produzidos a partir de fontes renováveis, utilizando matérias-primas e/ou rotas alternativas às petroquímicas.  Na área de “Química Verde” o Brasil tem uma grande vantagem competitiva por ser responsável pela gestão do maior patrimônio de biodiversidade do mundo, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.
  • Materiais processos e produtos químicos: novos materiais, processos e produtos químicos cuja aplicação não se enquadre em algum das categorias anteriores.

O Innovation Fair será realizado na sede da Dow Brasil, em São Paulo (Rochaverá Corporate Towers), no dia 11 de agosto das 8h às 17h. No período da manhã haverá apresentações e debates relacionados ao tema inovação e à tarde serão realizadas seis sessões paralelas de apresentação de projetos, uma para cada categoria.

O site http://www.innovationfair.com.br, além de conter o formulário de inscrição de projetos, traz a descrição detalhada de cada categoria e um FAQ, entre outras informações.

A inovação e a sustentabilidade são pilares estratégicos da Dow, que usa a cultura de inovação e como forma de agregar valor aos seus negócios. A Dow investe anualmente US$1,6 milhão em pesquisa e desenvolvimento de soluções direcionadas para negócios de alto retorno e mercados com a capacidade clara para entregar ganhos de curto prazo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Dow

Curta nossa página no

Pepsi desenvolve a primeira garrafa de PET a partir de fontes renováveis 100 % baseadas em vegetais.

29/03/2011

Aproveitando o seu histórico como uma empresa inovadora e líder em sustentabilidade ambiental, a PepsiCo anunciou no último dia 15/03  que desenvolveu a primeira garrafa plástica de  PET, no mundo, feita inteiramente de vegetais – recursos totalmente renováveis – permitindo à empresa fabricar um vasilhame de bebida com emissões globais de carbono significativamente reduzidas.

A garrafa “verde” da PepsiCo é 100 por cento reciclável ​​e supera de longe tecnologias industriais já existentes. A garrafa é feita de matérias-primas baseadas em fontes vegetais, incluindo o capim, casca de pinheiro e palha de milho. No futuro, a empresa espera ampliar as fontes de energia renováveis ​​usadas na criação da garrafa “verde” ao incluir cascas de laranja, cascas de batata, casca de aveia e outros subprodutos agrícolas provenientes do seu negócio de alimentos. Esse processo reforça ainda mais a vantagem competitiva da PepsiCo chamada de “Power of One”, ao conduzir uma inovação estratégica no setor de bebidas através de uma solução baseada em alimentos.

“Esta inovação é um avanço para o desenvolvimento transformacional da PepsiCo e da indústria de bebidas e um resultado direto de nosso compromisso com Pesquisa & Desenvolvimento”, disse o Chairman e CEO da PepsiCo, Indra Nooyi. “A PepsiCo está em uma posição singular – como uma das maiores empresas do mundo no setor de alimentos e bebidas – para, em última análise, prover subprodutos agrícolas do nosso negócio de alimentos para o nosso negócio de bebidas, permitindo a manufatura de uma garrafa ambientalmente mais amigável – um modelo de negócio sustentável que acreditamos trazer à vida a essência do “Desempenho com Propósito” (Performance with Purpose).

Combinando processos biológicos e químicos, a PepsiCo identificou métodos para criar uma estrutura molecular que é idêntica à do PET (polietileno tereftalato) baseado em derivados de petróleo, o que resulta em uma garrafa que confere aparência, tato e proteção do produto idênticas às de recipientes de bebidas PET existentes.

A PepsiCo vai montar um piloto para produção da nova garrafa, em 2012. Após a conclusão do piloto, a empresa pretende passar diretamente para a comercialização em grande escala.

“A “As You Sow” aplaude o design da embalagem inovadora da PepsiCo”, disse Conrad MacKerron, Diretor Senior do Programa “As You So”,  uma fundação sediada em São Francisco, Califórnia, que promove a responsabilidade social das empresas através da participação dos acionistas. “Ao reduzir a dependência de materiais baseados em petróleo e utilizar os seus próprios restos agrícolas como matéria-prima para novas garrafas, este avanço deve conferir uma dupla vitória ao meio ambiente e à PepsiCo.”

Com este desenvolvimento, a PepsiCo continua na sua posição de liderança em sustentabilidade ambiental e de progresso em relação às metas e compromissos globais  que ela anunciou em 2010 para proteger os recursos naturais da Terra através da inovação e de uma utilização mais eficiente da terra, água, energia e embalagens.

Fonte: PepsiCo

Conferência Brasilplast 2011 traça um panorama da Indústria do Plástico

14/03/2011

Nos dias 10 e 11 de maio,  consultores, empresários e acadêmicos debaterão os desafios e oportunidades para o setor

A Conferência BRASILPLAST 2011, que acontece simultaneamente à 13ª Feira Internacional da Indústria do Plástico, nos dias 10 e 11 de maio, reunirá consultores, empresários e acadêmicos, para debater temas relevantes e atuais do setor. O ciclo de palestras, organizado e promovido pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, no Holiday Inn Park Anhembi, está dividido em três temáticas: Mercado e Negócios, Sustentabilidade na Cadeia do Plástico e Inovações e Tecnologia.

A Gerente da Unidade de Negócios e Conferências da promotora, Márcia Coimbra, descreve o evento como um fórum de discussões diferenciado. “O objetivo é reunir os principais players da indústria do plástico para debater os desafios e rumos do setor, apresentar inovações e se configurar como um fórum de referência para o mercado. Os dois dias de evento estão sendo cuidadosamente estruturados a fim de atender os interesses do público participante, levando em conta as práticas mais modernas de transformação do plástico e assuntos que estão em pauta sobre os negócios do setor e a sustentabilidade”, afirma a executiva.

Uma ampla análise do cenário econômico nacional  com foco na competitividade para o mercado de plástico será apresentada durante a Conferência, com temas relacionados a importação de matérias primas, tendências de preços da nafta petroquímica e os investimentos e gestão de parques industriais de transformadores.

O evento  também vai debater a Sustentabilidade na Cadeia do Plástico, reunindo as Tendências e Soluções Sustentáveis para Plásticos (Reciclagem Energética e Mecânica); Biopolímeros; Polímeros Biodegradáveis; e  Polímeros de Fontes Renováveis.

Sob o tema Inovações e Tecnologia, profissionais renomados de todo o mercado apresentarão tendências e novas tecnologias para o segmento, como a Aplicação Estrutural de Materiais Compósitos; Avanços da Nanotecnologia e sua aplicação em polímeros; Desempenho e Eficiência em Injetoras; e Utilização e Aplicação de Injetores Híbridos e Elétricos.

Mais informações:
CONFERÊNCIA BRASILPLAST 2011
Data: 10 e 11 de maio de 2011
Horário: 8h30 às 17h30
Local: Holiday Inn Park Anhembi (anexo ao Pavilhão de Exposições do Anhembi) Programação: http://www.brasilplast.com.br/Conferencia/Programacao/

Fonte: Brasilplast / Reed Alcântara Machado

Brasilplast 2011: Futuro da Indústria do Plástico é discutido em Conferência em São Paulo.

31/01/2011

Conferência acontece em paralelo à 13ª edição do maior evento do setor na América Latina

Organizada e promovida pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, a BRASILPLAST (Feira Internacional da Indústria do Plástico), realizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi, de 9 a 13 de maio próximo, chega à sua 13ª edição com uma novidade. A Feira oferece aos visitantes e expositores um encontro exclusivo para debater temas relevantes e atuais do setor por meio da CONFERÊNCIA BRASILPLAST 2011. O ciclo de palestras ocorre nos dias 10 e 11 de maio e está dividido em três temáticas: Mercado e Negócios, Sustentabilidade na Cadeia do Plástico e Inovações e Tecnologia.

A Gerente de Conferência da promotora, Márcia Coimbra, descreve o evento como um fórum de discussões diferenciado. “O objetivo é reunir os principais players da indústria do plástico para debater os desafios e rumos do setor, apresentar inovações e se configurar como um fórum de referência para o mercado. Os dois dias de evento estão sendo cuidadosamente estruturados a fim de atender os interesses do público participante, levando em conta as práticas mais modernas de transformação do plástico e assuntos que estão em pauta sobre os negócios do setor e a sustentabilidade”, diz ela.

O crescimento do mercado, a imagem do plástico no Brasil, a importação de matérias primas, as tendências de preços da nafta petroquímica e os investimentos e gestão de parques industriais de transformadores, que são um dos temas mais discutidos no setor, serão proferidos durante o evento.

Além de discutir temas ligados à produção, a Conferência também vai debater a Sustentabilidade na Cadeia do Plástico, ou seja, seu destino final, reunindo as Tendências e Soluções Sustentáveis para Plásticos (Reciclagem Energética e Mecânica); Biopolímeros; Polímeros Biodegradáveis; e  Polímeros de Fontes Renováveis.

Sob o tema Inovações e Tecnologia, profissionais renomados de todo o mercado apresentarão tendências e novas tecnologias para o segmento, como a Aplicação Estrutural de Materiais Compósitos; Avanços da Nanotecnologia e sua aplicação em polímeros; Desempenho e Eficiência em Injetoras; e Utilização e Aplicação de Injetores Híbridos e Elétricos.

Quem visitar a BRASILPLAST em 2011 irá conferir na prática as novidades e lançamentos do mercado, por meio dos produtos e serviços de mais de 1.300 expositores. A Conferência complementa a Feira, oferecendo ao público a oportunidade de compreender melhor as tendências e novidades expostas, uma oportunidade única de aliar a prática e a teoria em um só lugar.

Fonte: Reed Alcântara Machado