Posts Tagged ‘Innova’

Innova celebra dez anos do Centro de Tecnologia em Estirênicos

09/09/2015

innova-cte

O CTE, Centro de Tecnologia em Estirênicos, é o primeiro e único na América Latina e se dedica a aperfeiçoar produtos existentes e acelerar o ciclo de desenvolvimento de novas aplicações, contando com a participação ativa dos clientes, num diálogo  com benefícios para todo o segmento.

Além dos equipamentos de última geração, o CTE da Innova conta hoje com nove profissionais, entre técnicos, engenheiros, químicos, mestres e doutores, atuando nos laboratórios de Polimerização, Reologia, Análises Químicas e Testes Físicos ed e Processamento. Ao longo dos dez anos do CTE da Innova, foram desenvolvidas sete novas variações (grades) de poliestireno, em sua maioria com depósito ou requerimento de patente no INPI. Hoje, os produtos próprios representam mais de 30% do faturamento gerado pela resina.

O portfólio do CTE conta também com uma extensa lista de desenvolvimentos sob demanda dos clientes. “Nosso trabalho é pensar o universo dos estirênicos, sobretudo de forma integrada com as outras áreas da Innova. Dessa forma, conseguimos identificar e compreender as necessidades e oportunidades apresentadas pelos clientes”, explica Marcus Dal Pizzol, gerente de Tecnologia e Desenvolvimento, à frente do CTE desde sua criação.

O Grupo de Inovação Tecnológica (GIT) faz o gerenciamento dos projetos de inovação através de uma metodologia capaz de captar as idéias do mercado e também as internas, a fim de encaminhá-las no âmbito do CTE. “Foi decisiva a cultura interna da Innova que, como o próprio nome diz, está voltada para a inovação. Pesquisar aqui não é retórica, e sim postura prática”, define Dal Pizzol.

Após a aquisição do controle acionário da Innova pela Videolar, o CTE ganhou impulso em duas novas frentes de trabalho: uma delas é a integração das plantas petroquímicas de Triunfo (RS) e Manaus (AM), homologando os produtos em todos os clientes. Outro grande desafio é a implantação das tecnologias relacionadas à novas resinas, em especial o EPS (poliestireno expandido) e o ABS (acrilonitrilabutadieno estireno). Um laboratório exclusivo está sendo instalado para se dedicar totalmente ao desenvolvimento e lançamento do EPS por extrusão.

A Innova S.A. é uma petroquímica de segunda geração, controlada pela Videolar S.A. que produz Etilbenzeno, monômero de estireno e poliestireno, no Polo Petroquímico do Sul, em Triunfo/RS. A empresa também importa para revenda as resinas ABS (acrilonitrilabutadieno estireno) e SAN (acrilonitrila estireno). As sinergias com o novo controlador, a Videolar, que possui planta industrial em Manaus/AM, permitem atendimento regionalizados a clientes de norte a sul do Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Innova

Curta nossa página no

Innova lança novo grade de Poliestireno de Alto Impacto para o segmento de embalagens

24/01/2013

InnovaA Innova acaba de apresentar ao mercado o mais novo integrante da família de sua família de produtos – o R 770E – o novo grade de Poliestireno de Alto Impacto de alta performance para os segmentos de descartáveis e embalagens transparentes.

O novo grade foi desenvolvido e patenteado pelo Centro de Tecnologia em Estirênicos da Innova, e está focado nas aplicações de blendas de HIPS e GPPS, típicas nos segmentos de embalagens. O R 770E compõe a família de HIPS com propriedades avançadas, que exibem uma relação entre rigidez (módulo elástico) e tenacidade superior aos HIPS convencionais disponíveis no mercado brasileiro.

Segundo a empresa, além desta vantagem que pode ser convertida em ganhos diretos para os clientes, o R 770E apresenta comparativamente níveis superiores de transparência e de processabilidade em relação às blendas de HIPS e GPPS.

Com este novo desenvolvimento, a Innova reafirma sua estratégia de criar diferenciais tecnológicos que gerem ganhos para as cadeias de negócios de seus parceiros, através de produtos que aliam competitividade e inovação.

A Innova, empresa controlada integralmente pela Petrobras, é líder do mercado brasileiro de estirênicos. Com três plantas industriais instaladas no Polo Petroquímico de Triunfo (RS), é a primeira e única companhia brasileira a integrar, em uma mesma localização, a produção de etilbenzeno, monômero de estireno e de poliestireno. Tem capacidade para produzir anualmente 680 mil toneladas de produtos petroquímicos.

Fonte: Innova

Curta nossa página no

Petrobras vai dobrar a produção de estireno da Innova.

21/11/2011

O governo do Estado do Rio Grande do Sul e a empresa Innova assinaram no Palácio Piratini nesta quinta-feira-feira (17/11/2011) um protocolo de intenções que garantirá a ampliação da planta da empresa no Polo Petroquímico de Triunfo (RS).

Com o investimento estimado em US$ 250 milhões, a empresa controlada pela Petrobrás vai duplicar a sua capacidade de produção anual de etilbenzeno e de estireno no Rio Grande do Sul, atualmente assim distribuída: 270 mil toneladas de etilbenzeno e 260 mil toneladas de estireno. O estireno é matéria prima para produção de várias resinas plásticas, entre as quais o poliestireno, assim como a borracha sintética SBR. “É um investimento fundamental para adensarmos a nossa cadeia produtiva da indústria petroquímica”, afirmou o governador Tarso Genro.

A estimativa é que a nova planta esteja em plena operação no segundo semestre de 2014. Como se trata de uma ampliação, ela vai gerar apenas 10 empregos diretos e 150 indiretos ligados à operação, mas o volume de novos postos de trabalho deve crescer à medida que os clientes ampliarem as compras de matéria-prima e também aumentarem a sua produção. “O apoio do governo do Estado nos assegura a realização deste investimento, que é um passo importante do processo de expansão da companhia. É um divisor de águas”, afirmou Margareth.

Também presente na reunião, a Petrobrás informou que a duplicação da Innova é o segundo maior investimento da estatal de petróleo no setor petroquímico. “Estamos fazendo uma corrida para o mercado. Esta duplicação é uma âncora para novos investimentos”, disse o gerente de Projetos Petroquímicos da Petrobrás, André Luís de Souza Alves Pinto.

O petroquímico é um dos setores estratégicos da atual política de desenvolvimento do Estado. “Trata-se de um setor já enraizado na economia gaúcha. Nós estamos apoiando a economia tradicional com a mesma intensidade com que estamos prospectando oportunidades na chamada nova economia”, explica Knijnik.

De acordo com o presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), Marcus Coester, o investimento da Innova se integra à matriz produtiva do Estado. “Tem o poder de atrair novos investimentos e complementar a nossa cadeia produtiva”, disse Coester.

Fonte: Secretaria de Investimento e Promoção do Desenvolvimento do RS

Petrobrás anuncia aquisição da Innova, fabricante de Poliestireno e derivados petroquímicos.

03/04/2011

A Petrobras informa que passou a deter 100% do capital social da Innova, empresa petroquímica controlada anteriormente pela Petrobras Energia Internacional, subsidiária argentina controlada pela Petrobras Argentina (Pesa). A Innova está localizada no Polo de Triunfo (RS). O valor da operação, aprovada pelo Conselho de Administração das duas empresas, Petrobras e Pesa, é de US$ 332 milhões.

Com a participação integral neste ativo petroquímico, a Petrobras passa a ter autonomia para realizar novos investimentos na Innova e para alinhar a atuação desta empresa aos seus negócios atuais e futuros no Brasil. Ao mesmo tempo, a operação permitirá à Pesa concentrar suas atividades na Argentina.

A Innova produz estireno, poliestireno e etilbenzeno, matérias-primas da borracha sintética, de resinas acrílicas e da resina poliéster, utilizados na fabricação de descartáveis, tintas, isopor, pneus, embalagens, papel, entre outros.

Fonte: Petrobras – Fatos e Dados Blog


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.560 outros seguidores