Posts Tagged ‘IIoT’

Mexichem lança no Brasil primeiro Centro de Inovação na América Latina

20/09/2018

A Mexichem Brasil, subsidiária brasileira da Mexichem, empresa líder na fabricação e no fornecimento de tubulações plásticas, sedia o primeiro Centro de Inovação Mexichem (CIM) da companhia na América Latina. A escolha está em linha com o posicionamento da empresa, especialmente por meio da marca Amanco, de inovar para facilitar o dia a dia das pessoas. Em paralelo, um projeto experimental de implantação de automação industrial em algumas linhas de produção de tubos e conexões também está em amplo desenvolvimento para, após o período de testes, ser adotado de forma gradual nas sete fábricas no Brasil e América Latina.

Localizado na unidade de Sumaré (SP), o CIM dispõe de uma área total de 250m² projetada especialmente para que os visitantes pensem em soluções inovadoras. Ao todo, quatro ambientes interagem entre si:

  • “Espaço Maker”, no qual clientes, profissionais de hidráulica, estudantes e colaboradores podem testar e fazer instalações utilizando todos os produtos que integram os portfólios das cinco marcas comerciais da Mexichem – Amanco, Bidim, Dura-Line, Netafim e Plastubos;
  • “Inovalab”, voltado ao estímulo de soluções inovadoras a partir do modelo Design Thinking para a criação de projetos de alta qualidade;
  • “Showroom”, espaço sensorial no qual o visitante usa o tato, a visão e a audição para conhecer os produtos e também para entender como funciona, por exemplo, o sistema de captação da água da chuva e a solução que reduz ruídos nas instalações hidráulicas; e
  • “Auditório”, com estrutura moderna que oferece diversas possibilidades de configurações tanto para reuniões quanto para treinamentos. Possui capacidade de 45 pessoas.

O local tem demonstrações de todos os produtos das marcas comerciais da Mexichem Brasil, com destaque para seus diferenciais perante os concorrentes. Para o futuro, ações que utilizem realidade virtual, impressões 3D, entre outras, também estarão à disposição dos visitantes.

“Entramos em uma nova era de inovação onde a operação brasileira será referência não somente para o desenvolvimento de novos produtos, mas também no que se refere à otimização dos custos operacionais. Nosso objetivo é alcançar um crescimento das operações no País, inclusive com a valorização de pessoas”, explica Adriano Andrade, diretor Comercial da Mexichem Brasil.

Projeto piloto

Antes mesmo dos trabalhos voltados à criação do CIM, a Mexichem Brasil integrou as áreas de Operações e de Tecnologia da Informação da unidade fabril de Sumaré (SP) em um ambicioso projeto de automação industrial. Após dois anos de muitos testes e trabalhos em equipe foi desenvolvida uma ferramenta exclusiva voltada às linhas de extrusão mais técnicas. A partir de conceitos que abrangem equipamentos, pessoas e tecnologias digitais e na nuvem é possível saber, em tempo real e de forma proativa, o desempenho completo das máquinas e, inclusive, fazer a manutenção preventiva sem que a operação seja suspensa. “Criamos um modelo de operação assistida praticamente do zero, com uma equipe 100% interna, dedicada e engajada, para que a interação ocorra em tempo real e dentro dos nossos processos internos de qualidade e produtividade”, afirma Fernando Brantis, diretor de Operações da Mexichem Brasil.

Todas as etapas de manufatura que envolvem as participações dos operadores de linhas estratégicas de produção foram avaliadas a partir das novas diretrizes que integram o conceito de automação industrial. Inclusive, muitas das características de Internet das Coisas (iOT) foram utilizadas como base neste projeto piloto. Agora, por exemplo, é possível saber o peso unitário de cada tubo assim que acabou de ser produzido para identificar o sobrepeso. Antes era necessário esperar a produção de 80 unidades para identificar algo e tomar as decisões necessárias. O processo é 100% online. “Conseguimos alcançar um ganho de produtividade de 25% nas maiores e mais complexas linhas, que correspondem a 60% do processo total de produção em termos de volume de extrusão. Isso representa um resultado relevante, especialmente dentro do nosso segmento de atuação industrial”, explica Brantis.

O executivo também destaca a importância da capacitação de mão de obra interna, das próprias equipes, para alcançar os objetivos. “É fundamental estar disposto a aprender novas funções que agreguem nas habilidades pessoais de cada um.” Assim que todas as etapas de implementação forem concluídas nas linhas de produção em Sumaré (SP), o projeto será replicado de forma gradual nas demais unidades fabris da Mexichem no País.

Fonte: Mexichem

Curta nossa página no

Anúncios

ABII debate aplicações de IIoT direcionadas para o segmento plástico durante Interplast 2018

17/08/2018

Evento inserido na programação da Interplast e EuroMold Brasil evidencia os desafios e inovações do setor

Na quinta-feira, a Interplast e EuroMold Brasil foram o centro das discussões da Internet Industrial das Coisas (IIoT) voltadas para a indústria do plástico. Realizado pela ABII – Associação Brasileira de Internet Industrial (abii.com.br), em parceria com a Messe Brasil e com o apoio da ACATE Vertical Manufatura, o encontro evidenciou nove aplicações ou conceitos da Indústria 4.0 totalmente voltadas ao segmento. O evento gratuito foi realizado na quinta-feira (16), das 15h às 19h, na sala Sala Tulipa (n° 5), no Centro de Convenções e Exposições Expoville, em Joinville, SC. Na programação cases de empresas e inovações desenvolvidas para o segmento. Confira:

  • KRONA – desafios na implementação das tecnologias de IIoT e como tem sido a sua jornada digital.
  • HarboR – a Indústria 4.0 e Gestão da Produção Simplificada.
  • Iafox – a Gestão da Produção em Nuvem, tratando do caso da TAF.
  • Instituto SENAI de Inovação e Processamento a Laser – como fazer insertos certos de primeira, através da simulação do projeto para manufatura aditiva.
  • TNS Nanotecnologia – as três tendências de nanotecnologia que podem ser aplicadas ao mercado de masterbatches.
  • TERMICA Solutions – a digitalização das Injetoras, uma forma de conectar estes equipamentos não só à fábrica, mas ao negócio.
  • SENSORVILLE – uma solução turn-key de monitoramento de vibração e temperatura para manutenção preditiva.
  • SPIN – as oportunidades na relação entre indústria e startups.
  • POLLUX – robótica, veículos de transporte autônomos e IIoT.

Outras agendas da quinta-feira

Encontro das embalagens de PET – a cadeia produtiva das embalagens de PET se reuniu pelo segundo dia consecutivo para o maior encontro do setor: o PETtalk (www.pettalk.org.br), das 13h às 17h30, na sala Bromélia (n°4). O conferência reuniu os principais executivos e profissionais da cadeia produtiva das Embalagens de PET, seus clientes e parceiros – além dos interessados em conhecer mais sobre o setor ou sobre reciclagem das embalagens de PET. Entre as apresentações, a Abipet destacou as atualizações sobre legislações punitivas às embalagens e ao setor – inclusive as novas exigências para obtenção de licença ambiental.

Rodada de Negócios – compradores e vendedores sentaram-se à mesa para mais um dia de negociações com preços e financiamento facilitado, ampliando as oportunidades de consolidar negócios e parcerias durante o evento. Na Rodada da Interplast e EuroMold, estiveram presentes os compradores: Comil (PR), Fremax (SC), Mascarello (PR), Klabin (SC), Irizar (SP), Lev Plásticos (MG), Docol (SC), Intelbras (SC), Volvo (PR), Franke (SC), Buscar (SC), Krona (SC), Termotécnica (SC), Uniplast (SC), Víqua (SC) e Blukit (SC). São aguardados 40 fornecedores que devem possibilitar mais de 500 agendas de reuniões de negócios. Das 14h30 às 20h, nas salas Hortência e Jasmim (n° 6 e 7).

Workshops gratuitos de expositores e Congresso Cintec Plásticos – programação completa no site http://interplast.com.br/congresso

Serviço:

Interplast – Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico
EuroMold – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos
Data: de 14 a 17 agosto de 2018
Horário: 14h às 21h
Local: Centro de Convenções e Exposições EXPOVILLE – R. XV de Novembro, 4315 – Glória, Joinville – SC
Realização: Simpesc (Sindicato da Indústria do Material Plástico de SC)
Apoio: ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) e FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina)
Organização: Messe Brasil
Credenciamento de visitantes: www.interplast.com.br

Fonte: Interplast 2018

Curta nossa página no

Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII) promove evento sobre aplicações de Internet das Coisas e Indústria 4.0 durante a Interplast 2018

09/08/2018

IIoTPlast acontece em paralelo à Interplast com foco em aplicações para na Indústria do Plástico

A ABII – Associação Brasileira de Internet Industrial, em parceria com a Messe Brasil e com o apoio da ACATE Vertical Manufatura, apresentará nove aplicações ou conceitos da Indústria 4.0 totalmente voltadas à Indústria do Plástico.

A Krona, uma das empresas selecionadas, demonstrará “Os desafios da Krona na implementação das tecnologias de IIoT” e como tem sido a sua jornada digital. A Harbor, empresa de Florianópolis, apresentará a “Indústria 4.0 e Gestão da Produção Simplificada”. A Iafox falará sobre a “Gestão da Produção em Nuvem” que trata sobre o Caso da TAF. O Instituto SENAI de Inovação e Processamento a Laser, explicará o “Inserto certos! Simulando o Projeto para Manufatura Aditiva”, que se propõe a acertar de primeira. A TNS Nanotecnologia comentará sobre as “Três Tendências de Nanotecnologia” que pode ser aplicada ao Mercado de Masterbatches. A Termica Solutions abordará a “Digitalização das Injetoras”. A Spin irá falar sobre “Solucionar problemas de indústrias” por meio de startups.

O evento gratuito, integrado à programação da Interplast e EuroMold Brasil, será realizado dia 16 de agosto, das 15h às 19h, no Centro de Convenções e Exposições Expoville, em Joinville, SC.

Potencial da Internet Industrial

No Brasil, o mercado de Internet Industrial das Coisas (IIoT) movimentou US$ 1,35 bilhão em 2016, sendo que a indústria automotiva e manufatura foram as mais relevantes, de acordo com estudo da Frost & Sullivan. Com grande potencial de transformação, especialistas estimam que este mercado movimentará cerca de US$ 15 trilhões nos próximos 15 anos, promovendo ganhos consideráveis de eficiência e produtividade, atuando também na redução de custos, consumo energético e uso de materiais.

A Transformação Digital engloba tecnologias emergentes como inteligência artificial, nuvem, analytics, robótica avançada e internet das coisas. A aplicação isolada ou combinada destas tecnologias está criando novos modelos de negócio e tornando outros obsoletos – é neste contexto que avança a Internet Industrial -, conectando equipamentos e máquinas que, até então, operavam isoladamente e gerando grande volume de dados em tempo real.

O tratamento dessa massa de dados por softwares de análise gera informações capazes de criar ganhos de eficiência e vantagens competitivas acentuadas para as empresas de diversos setores, como agronegócios, manufatura, transporte, geração de energia e cuidados com a saúde.

A Associação Brasileira de Internet Industrial – ABII iniciou suas operações em janeiro de 2017 e atua com o objetivo de promover o crescimento acelerado e o fortalecimento da internet industrial no Brasil. Fomenta o debate entre setores privado, público e acadêmico, a colaboração e o intercâmbio tecnológico e de negócios com associações, empresas e instituições internacionais, além da realização de estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias e inovação. A ABII é signatária do Acordo de Cooperação com o Industrial Internet Consortium – IIC, consórcio criado em 2014, nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela IBM, GE e Intel. Buscando inserir o Brasil nesta revolução, Pollux, FIESC/CIESC e Embraco uniram-se para fundar a ABII, que já conta com 50 empresas associadas. Mais informações: abii.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Messe Brasil

Curta nossa página no