Posts Tagged ‘Grupo Freudenberg’

Chem-Trend e SurTec inauguram nova planta em Valinhos (SP)

03/05/2016

Freundenberg_Valinhos

Investimento de R$ 60 milhões visa promover a proximidade com o cliente

O Grupo Freudenberg anunciou em 29/04 a inauguração de uma nova planta na cidade de Valinhos (SP). As novas instalações serão operadas em conjunto pela Chem-Trend e SurTec, ambas pertencentes à Divisão de Especialidades Químicas do Grupo, e irão desenvolver, fabricar e comercializar agentes desmoldantes, especialidades químicas de processo e soluções de tratamento químico de superfície para atender clientes em vários segmentos. “A nova fábrica é um sinal visível do nosso compromisso de longo prazo com os nossos clientes brasileiros nas mais diversas indústrias“, afirma Juan Carlos Borchardt, Representante Regional do Grupo Freudenberg na América do Sul.

A nova fábrica substitui as duas antigas operações da SurTec e Chem-Trend que funcionam no Brasil há décadas. O investimento na nova unidade, que compreende as áreas administrativas e de vendas, logística, armazéns, laboratórios e produção irá melhorar significativamente o atendimento aos clientes e reduzir os tempos de resposta para atender às exigências de mercado. “A proximidade e atendimento ao cliente são a base para o nosso desenvolvimento no Brasil até hoje e continuam sendo fator de êxito para enfrentar o quadro econômico desafiador no país. A nova planta nos permitirá atender de forma ainda mais eficiente os nossos clientes locais, com produtos e serviços de ponta”, comenta Hanno D. Wentzler, Presidente e CEO da Divisão de Especialidades Químicas do Grupo Freudenberg. “Além disso, o investimento demonstra que a Freudenberg é séria sobre agir como empresa cidadã, não medindo esforços para garantir a plena conformidade com as questões regulatórias e atender todas as normas ambientais e de segurança relevantes”, completa Wentzler.

O tamanho total da planta é de 29 mil m², dos quais 11 mil m² são de área construída. A capacidade de produção anual máxima é de 13 mil toneladas, destinadas a agentes desmoldantes, auxiliares de processo e produtos de tratamento químico de superfície. A planta conta com mais de 100 colaboradores, incluindo os terceirizados. O Grupo Freundenberg fornece para clientes de várias indústrias, incluindo a automotiva, aeroespacial, calçados, energia eólica, construção civil, indústria em geral e de eletrodomésticos, entre outras.

“A nova fábrica fornece capacidade aumentada em relação a volumes de produção, serviços logísticos, apoio técnico, saúde e segurança no trabalho, condições de trabalho e de Pesquisa & Desenvolvimento”, comenta Paulo Noce, CEO da Chem-Trend e SurTec no Brasil. “Tanto a Chem-Trend quanto a SurTec são certificadas de acordo com a ISO 9001 e ISO 14001 (a Chem-Trend também possui a OHSAS 18001) e cumprem todas as normas internacionais em matéria de processos de gestão de qualidade, proteção ambiental, saúde ocupacional e segurança no ambiente de trabalho”, acrescenta.

Investimentos em infraestrutura favorecem a proximidade com o cliente

O investimento visa melhorar significativamente a proximidade e os serviços ao cliente, permitindo o atendimento às demandas específicas de maneira mais rápida, de acordo com as necessidades dos mercados do Brasil e de outros países da América do Sul. A nova planta possibilita melhorias na eficiência operacional, oferece áreas para testes de aplicações e engenharia e garante tempos de resposta mais curtos. Desta forma, apoia os clientes nos processos para aumentar a qualidade de peças e componentes, reduzir desperdício de matéria-prima e atender aos requisitos ambientais. Em longo prazo, a nova operação também será focada na produção de produtos inovadores, possibilitando o aproveitamento dos potenciais de sinergia entre as duas empresas.

Apoio da Investe São Paulo

O projeto tem recebido apoio da Investe São Paulo, agência de promoção de investimentos e exportação ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo. “O Estado de São Paulo continua crescendo, e a confiança da Chem-Trend e da SurTec mostra isso. Nossa equipe vai continuar dando todo o suporte para que o projeto seja um sucesso”, disse o presidente da Agência, Juan Quirós.

A Divisão de Especialidades Químicas é uma unidade de negócios do Grupo Freudenberg, que desenvolve, fabrica e comercializa especialidades químicas. Com suas cinco empresas de operação independente – Klüber Lubrication, Chem-Trend, OKS, SurTec e Capol -, é uma das fabricantes líderes globais em lubrificantes especiais, agentes desmoldantes, produtos de manutenção químico-técnicos, soluções para o tratamento químico de superfícies e condicionamento de superfície para confeitos.

A Divisão de Especialidades Químicas tem sede em Munique, Alemanha, com subsidiárias em 40 países em todo o mundo. Em 2015, empregou mais de 3.300 colaboradores e registrou vendas de cerca de € 960 milhões.

Em 2015, o Grupo Freundenberg – que tem 167 anos – , empregou mais de 40.000 pessoas em 57 países em todo o mundo e obteve um faturamento de mais de € 7,5 bilhões.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Grupo Freundenberg

Curta nossa página no

Anúncios

Empresas da Freudenberg expõem soluções inovadoras para o setor calçadista na FIMEC

18/03/2015

Chem-Trend e Freudenberg Performance Materials mostram agentes desmoldantes e não tecidos para aplicação na indústria calçadista de 17 a 20/3, em Novo Hamburgo (RS).

Duas empresas do Grupo Freudenberg mostram soluções inovadoras para a indústria calçadista durante a FIMEC 2015, principal evento do setor calçadista, em Novo Hamburgo (RS), de 17 a 23 de março. A Chem-Trend apresenta sua linha de agentes desmoldantes, produtos para limpeza e para preparação de moldes de materiais usados na produção de solados de calçados, como poliuretano, termoplásticos, EVA e borracha; a Freudenberg Performance Materials, resultante da fusão global entre a Freudenberg Não Tecidos e a Freudenberg Politex, mostra o seu portfólio de produtos não tecidos para o setor, com destaque para três lançamentos.

Como os estandes das duas empresas estão juntos, os visitantes podem conhecer de perto a variedade de soluções que elas desenvolvem e fornecem para a indústria de calçados. As equipes técnica e comercial das duas companhias da Freudenberg mostram os diferenciais técnicos de produtos químicos que tornam melhores e mais ágeis os processos produtivos e também soluções em não tecidos que tornam os calçados mais confortáveis.

Peças melhores e maior produtividade

O portfólio da Chem-Trend para os fabricantes de calçados esportivos e de segurança inclui agentes desmoldantes e de purga e produtos auxiliares de processo, como limpadores de cabeçote de injeção e limpadores de moldes. Segundo a empresa, entre os agentes desmoldantes, as soluções sem silicone para os calçados de segurança promovem acabamento fosco ou brilhante e têm tecnologia para atender as necessidades de adesão, características requisitadas pelos transformadores. Para a produção de palmilhas, os agentes desmoldantes base água tornam os processos mais ágeis ao demandarem menor quantidade na aplicação e, em comparação com as soluções tradicionais, têm a vantagem de serem menos agressivos para a saúde dos operadores e ao meio ambiente, afirma a Chem-Trend.

Outros destaques da empresa para o setor são os agentes de purga da linha Lusin® para solados em termoplásticos, com destaque para TPU. Trata-se, segundo a empresa, de um produto que promove maior agilidade no processo de produção com significativa redução de custos, pois permite aos moldadores uma rápida mudança de cor nas resinas sem qualquer tipo de abrasão nos componentes do sistema. “Nossos agentes de purga permitem gerar peças de melhor qualidade com redução de ciclos de máquinas e maior produtividade nas mais variadas condições de processos, a fim de manter as máquinas em perfeito estado de funcionamento”, explica o gerente de vendas, Joacilo Luz.

Freudenberg Performance Materials lança produtos não tecidos

A empresa lança três novos produtos para a indústria calçadista. Um deles é o SU 70, um não tecido com acabamento relax voltado para o mercado de calçados de segurança que, segundo a empresa, tem vários benefícios: produto leve, alta produtividade no corte, ausência de defeitos, acabamento e espessura uniformes.

Os outros dois produtos são o SU 300 e o SLC 1000. O primeiro é um não tecido com características antichama para aplicação em punhos e luvas de trabalho. De acordo com a Freudenberg Performance Materials, o SLC 1000 é um avesso para calçados masculinos, femininos e infantis que chega ao mercado tendo como principal diferencial a alta elongação, um fator que permite melhor acomodação no calcanhar do calçado durante a conformação.

Segundo a empresa, também terá destaque o não tecido SU 7 MF, lançado ao final do ano passado para substituir algumas matérias-primas naturais e gerar aos calçados vários benefícios, como leveza, tato superficial, espessura e um aspecto mais uniforme. “A FIMEC é uma excelente oportunidade para mostrarmos os novos produtos, que aliam a alta tecnologia ao uso de materiais totalmente isentos de substâncias restritas, que podem gerar danos à saúde dos profissionais envolvidos nos processos produtivos do setor, bem como do usuário final do calçado”, diz o gerente da Divisão Shoe Components da companhia, Danilo da Costa Paula.

Sobre o Grupo Freudenberg

O Grupo Freudenberg, de origem alemã, atua nos segmentos de vedação, controle de vibrações, não tecidos, lubrificantes especiais, agentes desmoldantes, filtração, dentre outros. Emprega cerca de 40 mil pessoas em 60 países, com um faturamento anual acima de € 6,62 bilhões. No Brasil, está presente com seis empresas: Freudenberg-NOK, Freudenberg Não Tecidos, Klüber Lubrication, EagleBurgmann, Chem-Trend e SurTec; desde julho de 2012, atua também por meio da joint venture TrelleborgVibracoustic.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Freudenberg

Curta nossa página no

Freudenberg-NOK traz nova linha de produção para o Brasil

16/08/2013

Empresa amplia portfólio de soluções com produção local com nova linha de coifas em TPE para semieixos e juntas homocinéticas

A Freudenberg-NOK América do Sul anuncia a inauguração da nova linha de produção de coifas em termoplásticos (TPE) para aplicação em semieixos e juntas homocinéticas. Com a nova Unidade em Diadema (SP), a empresa amplia o portfólio de soluções com produção local, complementando seu pacote atual de vedações, retentores e juntas que já fornece para a indústria automotiva sul-americana, disponibilizadas como equipamento original às maiores montadoras em operação na região.

“O início da produção em escala comercial está projetado para ocorrer entre dezembro e janeiro próximos e é uma importante etapa do nosso plano de dobrar o faturamento na América do Sul até 2016”, conta George Rugitsky, presidente da empresa no continente. O executivo da subsidiária local informa que o projeto completo desta nova linha inclui seis máquinas de última geração, que estarão operando com total capacidade até 2016. “Esta nova unidade produtiva nos permite ampliar ainda mais o relacionamento com os clientes na indústria automotiva, possibiltando ampliar nossa relevância e pacote de soluções tecnológicas aos clientes atuais e futuros”, completa.

Sobre os investimentos para trazer esta nova linha, Rugitsky conta que o aporte faz parte do plano do Grupo Freudenberg de alocar R$ 40 milhões em 2013 para inovações, ampliação da capacidade produtiva e otimização dos processos nas empresas instaladas no Brasil; no ano passado, o Grupo investiu um total de R$ 35 milhões.

Com fábricas de coifas já operando na Alemanha, Polônia, EUA, Índia, Tailândia, China, Coreia e Japão, a abertura da nova unidade de Diadema, faz parte do plano estratégico da empresa de consolidação da liderança mundial nesse segmento de negócios. “Pela sua atuação global, o compromisso da Freudenberg-NOK em garantir padrão de excelência aos clientes é inegociável. Como parte desse compromisso, serão enviadas quatro pessoas para um treinamento intenso de seis meses no Lead Center Global da área de coifas da empresa, em Berlim”, conta Rugitsky.

O gerente industrial, Paulo Parize, ressalta que o fator inovação é um dos pontos primordiais do processo industrial da nova linha. “As máquinas de última geração chegam para serem instaladas em um processo produtivo muito robusto, altamente controlado e com alto nível de automação, com foco na filosofia da nossa empresa, de garantia de qualidade de produto, baixa geração de resíduo e custo competitivo”, informa Parize.

Nova linha nacionaliza peças de alta tecnologia

O diretor de vendas da Freudenberg-NOK América do Sul, Rodrigo Vilela, conta que, inicialmente, a nova unidade irá localizar itens atualmente fornecidos pelas plantas da Europa. “Iniciaremos com um projeto de nacionalização em parceria com um grande cliente mundial, fabricante de semieixos. A produção no local nos permitirá crescer em participação no cliente atual e conquistar novos clientes no Brasil e América do Sul”, conta o executivo.

Sobre a Freudenberg-NOK / Grupo Freudenberg:  Freudenberg-NOK é uma joint venture formada pela união da alemã Freudenberg com a japonesa NOK. Atua com as unidades de negócios Freudenberg-NOK, Simrit, Corteco e Dichtomatik nos mais diversos segmentos, como o automotivo, industrial e reposição. Especializada no desenvolvimento e produção de retentores, o-rings, vedações hidráulicas e pneumáticas, a Freudenberg-NOK integra a Unidade de Negócios de Tecnologia em Controle de Vibração e Vedação, que emprega mais de 24 mil pessoas em todo o mundo e, em 2011, obteve um faturamento global acima dos € 3,4 bilhões. Presente no Brasil desde 1973, a Freudenberg-NOK possui unidade fabril em Diadema (SP), onde emprega cerca de 500 pessoas. Além de atender a todas as montadoras e principais indústrias do país, exporta para a América Latina, Estados Unidos e Europa.

O Grupo Freudenberg, de origem alemã, atua nos segmentos de vedação, controle de vibrações, não tecidos, lubrificantes especiais, agentes desmoldantes, filtração, dentre outros. Emprega mais de 37 mil pessoas em 58 países, com um faturamento anual acima de € 6,32 bilhões. No Brasil, está presente com seis empresas: Freudenberg-NOK, Freudenberg Não Tecidos, Klüber Lubrication, EagleBurgmann, Chem-Trend e SurTec; desde julho de 2012, atua também por meio da joint venture TrelleborgVibracoustic.

Fonte: ADS / Grupo Freudenberg

Curta nossa página no