Posts Tagged ‘Gás’

Centro de Pesquisas da Petrobrás recebe premiação do CNPq

21/05/2010

O Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, é uma das instituições premiadas na cerimônia de comemoração do aniversário de 59 anos do CNPq. A Menção Especial de Agradecimento é concedida a instituições com significativa contribuição para o desenvolvimento da ciência e tecnologia no país.

O Cenpes é um dos maiores centros de pesquisa aplicada do mundo. Desde a sua criação, trabalha de forma integrada com diferentes instituições nacionais e estrangeiras.

No Brasil, a Petrobras é a empresa que mais investe em ciência e tecnologia. Por meio da formação e implementação de 50 redes em temas relacionados aos seus objetivos de negócio, a companhia investiu, nos últimos quatro anos, em média R$ 400 milhões por ano em projetos de pesquisa e de infraestrutura laboratorial em cerca de 100 universidades e institutos de pesquisa brasileiros. Esse modelo de parceria tecnológica tem como objetivo a construção de capacidade local de desenvolvimento tecnológico na área de petróleo, gás e energia.

Fonte: Petrobrás

Anúncios

Marca “Petrobrás” entre as mais valiosas do mundo

21/05/2010

A Petrobras está entre as marcas mais valiosas do mundo, segundo o ranking “2010 BrandZ Top 100”, da Millward Brown Optimor. A Companhia estréia na 73ª posição, com sua marca avaliada em US$ 9,7 bilhões. É a marca brasileira com melhor colocação no ranking. Na frente continua o Google, marca avaliada em US$ 114,3 bilhões (alta de 14% sobre um ano antes).

Marca mais valiosa do Brasil

A Petrobras também se destacou como a marca mais valiosa do Brasil, segundo pesquisa realizada este ano pela consultoria BrandAnalytics e pelo instituto Millward Brown. Com valor de marca de R$ 19,3 bilhões, a Petrobras lidera o ranking das mais valiosas, à frente de Bradesco (R$ 14,8 bi), Itaú (R$ 13,3 bi), Banco do Brasil (R$ 11 bi), Natura (R$ 6 bi), Skol (R$ 5 bi), Brahma (R$ 2,5), Perdigão (R$ 2 bi), Casas Bahia (R$ 1,8 bi) e Sadia (R$ 1,6 bi).

Para chegar ao resultado, a pesquisa passou por quatro etapas. Na primeira, que mensurou a força da marca no Brasil, foram realizadas, nas principais cidades brasileiras, aproximadamente 12.500 entrevistas em 32 categorias de negócios, com a avaliação de 350 marcas de empresas que atuam no país. A etapa seguinte avaliou 147 companhias de capital aberto, que reúnem 200 marcas.

A terceira etapa da pesquisa levou em consideração os lucros das empresas e analisou a contribuição da marca para os consumidores e os investidores. Nesse último público, foram entrevistados consultores de investimentos norte-americanos, que apontaram a Petrobras em primeiro lugar no ranking das empresas mundiais de energia com maior potencial para futuras tecnologias (50% de lembrança contra 14% da segunda colocada), maiores reservas de petróleo (42% contra 23%); e boa parceria com governos locais (27% contra a 15%). A Petrobras aparece em destaque também como empresa que se esforça para ser ambientalmente responsável (em segundo lugar, com 6% de lembrança contra 9% da primeira).

A última etapa da pesquisa consistiu na construção do ranking final das marcas mais valiosas do Brasil.

A marca da Petrobras também se destacou no ranking das marcas mais forte do Brasil. A Companhia ocupa o terceiro lugar na lista, à frente da Coca-Cola e Microsoft. As duas primeiras posições ficaram com Omo e Mc Donald’s.

Fonte: Petrobras

Novo poço de petróleo confirma potencial em Tupi

21/05/2010

A perfuração de mais um poço na área de Tupi confirmou o potencial de petróleo leve nos reservatórios do pré-sal daquela área, em águas ultra-profundas da Bacia de Santos. O novo poço, conhecido como Tupi OW, está localizado em profundidade de água de 2.131 metros, a cerca de 270 km da costa do Rio de Janeiro.

A descoberta foi comprovada por amostragens de petróleo leve em teste nos reservatórios localizados em profundidades maiores do que as constatadas pelos poços perfurados anteriormente.

A soma das informações obtidas neste poço com as obtidas nas demais perfurações reforçam as estimativas do potencial de 5 a 8 bilhões de barris de petróleo leve e gás natural recuperável nos reservatórios do pré-sal da área de Tupi.

O Consórcio, formado pela Petrobras (65% – Operadora), BG Group (25%) e Galp Energia (10%), dará continuidade às atividades e investimentos necessários para a avaliação das jazidas em Tupi, com a perfuração de novos poços, prevista para dezembro de 2010.

Fonte: Petrobrás