Posts Tagged ‘Forum’

Abief prepara 8ª edição do Fórum Latino-Americano de Embalagens Plásticas Flexíveis

21/05/2017

Entre os palestrantes confirmados para o evento do dia 29 de Junho estão o economista do Banco Itau, Fernando Gonçalves e o especialista internacional em varejo, Ronald Sasine

A ABIEF (Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis) realizará, pelo oitavo ano consecutivo, o Flex – Fórum Latino-Americano de Embalagens Plásticas Flexíveis, agendado para 29 de Junho, das 8:00 às 12:30 horas, no Tryp São Paulo Iguatemi Hotel, no Itaim Bibi, em São Paulo. Sob o tema central “Repensando estratégias: o comportamento das embalagens na nova economia”, o evento pretende repetir o sucesso das edições anteriores e reunir 200 profissionais entre transformadores, brand owners, fornecedores de matérias-primas, insumos e equipamentos, institutos de pesquisa e agências de criação de embalagens. O Fórum Flex 2017 acontecerá na mesma semana da Fispal Tecnologia.

Como explica Herman Moura, empresário e Presidente da ABIEF, “o Fórum está alinhado a uma estratégia maior da entidade de oferecer conteúdo relevante para o setor, promovendo oportunidades de negócios a partir da apresentação de tendências em produtos, e novos modelos de negócio e de posicionamento empresarial. Também é uma oportunidade única para refletir sobre as mudanças no Brasil e no mundo e repensar estratégias e ações.”

E completa: “A abertura do evento pelo mestre em economia e economista do Itau, Fernando Gonçalves, reflete a importância de entendermos o momento econômico atual e tentarmos, de alguma forma, reunir subsídios para criar estratégias empresariais alinhadas à nova realidade econômica e social e ao novo ambiente de negócios.” Herman destaca ainda a importância de conhecer tendências e tecnologias que agreguem valor ao negócio de embalagem flexível, como as que serão apresentadas pela Esko, e entender as necessidades do varejo que, a cada dia, tem um papel mais relevante no desenvolvimento de embalagens que atendam às necessidades da cadeia de suprimento e do consumidor final.

Sobre tendências e anseios do varejo, o especialista internacional, Ronald Sasine, da consultoria norte-americana Hudson Windsor, LLC – Retail Packaging Strategy & Execution, apresentará a palestra “As mudanças no varejo e seu impacto nas embalagens”. Ainda na abertura do evento, Otávio Carvalho, da Maxiquim, apresentará os resultados do mais recente estudo de mercado, feito com exclusividade para a ABIEF, e que radiografa as indústrias petroquímica e de flexíveis no Brasil.

O especialista em desenvolvimento de embalagens e branding, Manoel Müller, da Müller Camacho, será o moderador. O Fórum Flex 2017 conta com o patrocínio da Braskem e Feiplastic/Reed Exhibitions. Para informações e inscrições, acesse www.abief.org.br.

Com 40 anos de atividades, a ABIEF (Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis) tem por objetivo fomentar o mercado nacional de embalagens plásticas flexíveis. A Associação também tem incorporada às suas atividades o fomento à exportação e a preservação ambiental a partir do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas. A entidade reúne empresas de todo o Brasil fabricantes de filmes monocamada, coextrusados e laminados; filmes de PVC e de BOPP; sacos e sacolas; sacaria industrial; filmes shrink e stretch; rótulos e etiquetas; stand-up pouches; embalagens especiais.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Abief

Curta nossa página no

Anúncios

Fórum em Maceió discute indústria do plástico na região Nordeste

04/06/2014

Perspectivas para o setor, novos produtos, eficiência energética e inovação foram alguns dos temas propostos no evento

forum_alagoas_2014O Sindicato das Indústrias de Plásticos e Tintas do Estado de Alagoas (Sinplast) promoveu no último dia 28, o II Fórum Regional da Indústria do Plástico no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (FIEA), localizado na capital do Estado, Maceió. Na abertura do fórum estavam presentes o presidente do sindicato Wander Lôbo, o governador de Alagoas Teotonio Vilela Filho, o Diretor superintendente da Abiplast, PauloTeixeira,  e o diretor de Administração e Finanças do Sebrae Alagoas,  Roberval Cabral. O evento apresentou as inovações nos produtos e processos industriais do setor, as fontes de energia disponíveis, discutiu reciclagem e eficiência energética no segmento e as alternativas para eliminação dos lixões nos municípios como forma de disposição final dos seus resíduos

O II Fórum Regional da Indústria do Plástico teve o apoio da FIEA, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), da Associação das Empresas do Polo Multifabril de Marechal Deodoro (Assedi-MD), da Associação das Empresas do Polo Multissetorial Governador Luiz Cavalcante (Adedi), da Braskem e do Governo de Alagoas.

Durante o evento, houve palestras sobre as perspectivas para o setor de transformados plásticos, com Paulo Teixeira, diretor superintendente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast); sobre o Núcleo de Tecnologia do Plástico, com o gerente da Unidade Tabuleiro do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Cícero dos Anjos; e os resultados da pesquisa da Cadeia Produtiva da Química e do Plástico de Alagoas, com Everaldo Figueiredo, gerente da Unidade de Indústria do Sebrae Alagoas.

Também foram discutidos novos produtos no mercado do plástico e inovações em áreas específicas de transformação, com Antônio Rodolfo Junior, gerente de Engenharia de Aplicação e Desenvolvimento de Mercado – PVC/Cloro Soda da Braskem; além da Política Nacional de Resíduos Sólidos, com Ivo Milani, consultor de Projetos Socio-Ambientais da Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre); e sobre eficiência energética no setor de plásticos, com Sidnei Amano, engenheiro eletricista da WEG.

Roberval Cabral, diretor de Administração e Finanças do Sebrae Alagoas, destacou, durante a abertura, que o evento é uma sucessão do exitoso fórum anterior, que trouxe o que havia de mais atual em conhecimentos e informações sobre inovação e sustentabilidade no segmento.

“O que faz esse e outros segmentos em Alagoas darem certo é a parceria entre diversas instituições, sejam elas públicas, como o governo, ou privadas, como as empresas. E o resultado desse esforço está contabilizado. Mas é importante que todos aqueles envolvidos no processo continuem se capacitando e se atualizando sobre as inovações, tecnologias e boas práticas, pra que tudo isso seja aplicado nas empresas, fazendo-as crescerem e se desenvolverem com sustentabilidade”, registrou o diretor.

“A realização desse fórum demonstra como a linha traçada para desenvolver o segmento está firme: trazer renomados palestrantes de todo o Brasil, promover discussões, aprofundar conhecimentos e estabelecer diretrizes para o futuro demonstram a vontade de levar adiante esse projeto. Isso tudo e a governança diferenciada, que alia gestão pública, sociedade civil e empresarial, sindicatos, etc., têm sido responsáveis pela recuperação do estado, que passou anos na estagnação. O resultado disso, por exemplo, é Alagoas com um Produto Interno Bruto (PIB) cujo crescimento é maior que a média do Nordeste”, complementou Teotônio Vilela Filho, governador de Alagoas.

Cadeia Produtiva da Química e do Plástico

Desde 2006, o Sebrae Alagoas  e os demais integrantes da Cadeia Produtiva da Química e do Plástico de Alagoas – Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), Sistema Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (FIEA), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Braskem, Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Sindicato das Indústrias de Plástico e Tintas de Alagoas (Sinplast), Associação dos Dirigentes das Empresas do Distrito Industrial (Adedi), Associação das Empresas do Distrito Industrial de Marechal Deodoro (Assedi/MD) e Algás – têm trabalhado nesse projeto estruturante.

O objetivo é realizar consultorias, capacitações técnicas em termoplásticos e em gestão (como Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, 5S, Como Vender Mais e Melhor), gerando melhorias na formação dos colaboradores e o consequente aumento de produtividade, além de ações de mercado e acesso a eventos, como é caso da participação em feiras como a Interplast, Feiplastic, Embala Nordeste e Feira K.

Esse trabalho vem gerando resultados expressivos. De 2009 a 2014, houve um aumento de 103% no número de pequenas indústrias instaladas no estado, passando de 33 para 67 empresas; houve redução de 2,4% para 0,7% no índice de desperdício de matéria-prima nas indústrias, o que equivale a cerca de 85 ton/mês de resina. Além disso, foi registrado um aumento de 51.831,91 ton/ano para 100 mil ton/ano na quantidade de plástico desmanchado em Alagoas; por fim, houve um aumento de 75,92% no número de ocupações geradas no setor, aumentando de 1.690 para 2.973 empregos gerados nas pequenas empresas atendidas pelos projetos e ações do Sebrae e seus parceiros.

Fonte: Sebrae-AL / Abiplast

Curta nossa página no