Posts Tagged ‘Filmes barreira’

Terphane aumenta capacidade de metalização de filmes de Poliéster no Brasil

03/07/2020

O novo equipamento vai atender à crescente demanda nacional.

Como fruto de um investimento de R$ 20 milhões, desde março está em funcionamento na planta da Terphane, em Cabo de Santo Agostinho (PE), uma nova metalizadora da Bobst, produzido no Reino Unido, que permitirá o atendimento à crescente demanda por filmes metalizados.

“O investimento da Terphane em uma nova metalizadora está alinhado à tendência global de busca por embalagens mais sustentáveis e de menor impacto ambiental. Fizemos questão de trazer o que há de melhor no mundo em tecnologia para a metalização de filmes, em um equipamento que será o primeiro do seu tipo em todas as Américas. Com isso continuaremos a promover o desenvolvimento de filmes especiais de alta barreira nestes mercados, oferecendo soluções que não só protejam os alimentos, mas também permitam uma melhor relação custo benefício às embalagens. Embalagens utilizando filmes metalizados permitem migrar das embalagens rígidas para as flexíveis, gerando significativa redução de peso, e por consequência, do uso de recursos materiais, além de permitirem menores custos de transporte e armazenamento”, esclarece José Bosco Silveira Jr., Presidente do Grupo Terphane.

E completa: “Os filmes metalizados também viabilizam a substituição da folha de alumínio que ainda é usada em algumas aplicações em embalagens flexíveis, trazendo uma melhor relação custo/benefício devido à menor espessura do filme e sua processabilidade”.

“Com a finalização do projeto de instalação da nova metalizadora, que durou quase dois anos, a Terphane consolida sua posição como fornecedor local e especializado em filmes metalizados, garantindo para os clientes maior agilidade no atendimento à demanda do mercado por filmes metalizados e reduzindo os lead times”, pontua Edson Albuquerque, Diretor de Operações da Terphane no Brasil.

A Terphane afirma que o novo equipamento também garantirá à empresa maior qualidade de deposição e, consequentemente, redução de possíveis defeitos durante a metalização. A inspeção dos filmes é feita em linha e o equipamento consegue detectar pequenas falhas na metalização, imperceptíveis a olho nu, garante a empresa. “Assim, o tempo de resposta do time de produção para corrigir possíveis problemas é reduzido. Este é o segundo equipamento da Terphane com esta funcionalidade”, explica Albuquerque.

Segundo a empresa, a nova metalizadora possibilitará aumentar o portfólio de filmes metalizados com altíssima barreira e transparência. Desta forma, a empresa poderá atender à demanda do mercado de substituição da folha de alumínio nas embalagens flexíveis, resultando em uma embalagem mais sustentável. Testes com a nova tecnologia aplicada aos filmes-base da Terphane também mostraram que o novo equipamento possibilita o lançamento de novas linhas de produtos. Isto ajudará os convertedores a ampliarem sua capacidade de laminação de estruturas flexíveis em processos mais complexos e em aplicações mais críticas, assegura a Terphane.

Para Eduardo Petroni, CEO da Bobst America do Sul, “A Terphane é conhecida como líder em filmes especiais de poliéster (PET) na América Latina e no mundo. E a Bobst veio como o parceiro ideal para levar o mercado ao próximo patamar de filmes-barreira e metalizados de alta qualidade”.

Desde a sua fundação em 1976, a Terphane concentra-se no desenvolvimento de tecnologias e processos de fabricação de filmes especiais de poliéster biorientado (BOPET). Sua equipe possui experiência e conhecimento em produção, revestimento e metalização de filmes. A empresa possui uma cadeia verticalizada que vai desde a produção da resina até a extrusão de filmes especiais. A Terphane faz parte do grupo industrial norte-americano Tredegar.

A Bobst é um dos principais fornecedores mundiais de equipamentos e serviços de conversão, impressão e processamento de substratos para as indústrias de etiquetas, embalagens flexíveis, cartão e papelão ondulado. Fundada em 1890 na Suíça, a Bobst está presente em mais de 50 países, administra 15 instalações de produção em 8 países e emprega mais de 5.500 pessoas em todo o mundo. A empresa registrou um faturamento consolidado de 1,636 bilhão de francos suíços no ano encerrado em 31 de dezembro de 2019.

Curta nossa página no

Terphane lança filme PET selável e de alta barreira para aplicações em embalagens com atmosfera modificada

21/03/2019

O Lidbar-e também garante a função easy open a bandejas de refeições prontas, pouches de barras proteicas, etc.

A Terphane, líder em filmes PET (poliéster) na América Latina, já está comercializando no Brasil os filmes de PET (poliéster) seláveis e de alta barreira Lidbar-e. Seguno a empresa, além de garantir aumento de vida de prateleira a alimentos, graças à atmosfera modificada (MAP), o novo filme se destaca pelo tratamento anti-fog, alta transparência e tratamento corona que melhora a adesão de tintas e adesivos.

“Este filme foi desenvolvido para atender às necessidades de fabricantes de alimentos que precisam de embalagens de alta barreira que, normalmente, utilizam atmosfera modificada para aumentar a vida de prateleira”, explica Célia Freitas, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Terphane.

A Terphane afirma que a face selável do Lidbar-e conta ainda com um tratamento anti-fog que reduz o embaçamento em aplicações quentes ou frias; esta característica é particularmente importante para alimentos congelados ou refrigerados. Outro diferencial é o range de temperatura de selagem, sem deformação, que vai de 60 graus Centígrados até 120 graus Centígrados. O novo filme sela com PP, PEAD, PS, HIPS, APET, CPET, CPET modificado, PETG, rPET, PVC, PC, PLA ou cartão laminado com PET em bandejas, garrafas, potes ou outros tipos de embalagens.

O Lidbar-e está disponível na espessura de 31 micra e atende a todas as normas internacionais para contato com alimentos. “A espessura do filme o torna mais sustentável já que é possível reduzir consideravelmente o peso das embalagens, substituindo estruturas complexas, laminadas ou coextrudadas”, pontua Célia Freitas. A alta barreira evita ainda a variação de umidade e o filme pode ser impresso ou laminado, de acordo com o projeto da embalagem. Um aspecto particularmente importante no caso de bandejas é a alta resistência a punctura.

Desde a sua fundação em 1976, a Terphane concentra-se no desenvolvimento de tecnologias e processos de fabricação de filmes especiais de poliéster biorientado (BOPET). Sua equipe possui experiência e conhecimento em produção, revestimento e metalização de filmes. A empresa se destaca ainda por uma cadeia verticalizada que vai desde a produção da resina até a extrusão de filmes especiais. A Terphane faz parte do grupo industrial norte-americano Tredegar.

Fonte: Terphane

Curta nossa página no