Posts Tagged ‘Ferramentaria’

Polimold apresenta sua linha de sistemas de Câmara Quente, Porta Moldes, Controladores e acessórios na Plastico Brasil

19/03/2017

A Polimold, fabricante brasileira de Câmaras Quentes e Porta Moldes, mostrará na Plástico Brasil (Stand D080) toda a sua gama de produtos usados no dia-a-dia da ferramentaria e do transformador de plásticos.

A Polimold trará para o evento seus Sistemas de Câmara Quente, Porta Moldes Padronizados, as tecnologias embarcadas no Controlador de Temperatura e do Sequenciador de injeção, bem como também toda sua linha de Componentes e Acessórios para a utilização em Moldes de Injeção e Bases de Estampo.

Entre os destaques em Sistemas de Câmara Quente estão:
– Sistema para múltiplas cavidades para injeção de Pré-formas
– Sistema Valvulado com 10 vias Facility, muito utilizado na indústria automobilística.
– Modelo virtual de um Sistema Facility para que o visitante conheça todos os detalhes do sistema, além de outros recursos visuais.

Os Porta Moldes Padronizados e suas inúmeras formas de montagens também serão exibidos.

As tecnologias do Controlador de Temperatura Polimold Mini Smart e do sequenciador de injeção Timer Control estarão também presentes e todos seus recursos poderão ser demonstrados. Haverá também o lançamento da nova Linha de Acessórios com a marca própria Polimold – itens que se juntarão à linha de Componentes para Moldes e Estampos, Pinos, Molas e Cilindros de Nitrogênio.

Sobre a Polimold: Maior fabricante de Porta Moldes e Sistemas de Câmara Quente da América Latina, exporta seus produtos para diversos países da Europa, Ásia, América do Sul e com participação nos Estados Unidos e México. Sua linha de produtos destinados à construção de ferramentas para injeção plástica e estamparia incluem: Sistemas de Câmara Quente, Porta Moldes, Controladores de Temperatura, Sequenciadores de Injeção, Pinos Extratores, Bases de Estampo, Acessórios para Moldes e Estampo, além de Molas e Cilindros de Nitrogênio.

Fonte: Polimold

Curta nossa página no

Anúncios

Romi apresenta seu portfólio de máquinas na maior feira do setor industrial do Reino Unido

18/04/2016

Na Mach 2016, a empresa expôs soluções em usinagem e injeção para o mercado local

A Romi, líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais, participou da MACH 2016, exposição bienal voltada à indústria manufatureira do Reino Unido, que aconteceu de 11 a 15 de abril, em Birmingham, Inglaterra.

Esse evento, mais do que promover a rede de relacionamento dos players do setor, teve como objetivo apresentar o que há de mais moderno em tecnologias industriais, incluindo usinagem, fresamento, torneamento, metrologia, fabricação aditiva e ferramentas, entre outras.

Em seu estande, a Romi exibiu cinco máquinas:

  • Torno CNC ROMI C 510, de médio porte que, segundo a empresa, oferece flexibilidade e precisão na operação.
  • Centro de torneamento ROMI GL 280M, compôs uma célula automatizada em conjunto com um robô Kawasaki. Essa célula usinou saca-rolhas de aço inox durante todo o evento, item distribuído aos visitantes do estande.
  • Centro de usinagem ROMI D 1250, máquina capaz de usinar três eixos em um mesmo setup com eixo X de 1.250 mm, bastante adequada às necessidades do público local, segundo a Romi.
  • Centro de usinagem ROMI DCM 620-5X, máquina capaz de usinar cinco eixos em um mesmo setup, oferecendo agilidade e precisão à operação. Essa máquina usinou uma miniatura do carro fabricado no Brasil pela Romi na década de 1950, o Romi-Isetta, a partir de um bloco quadrado de alumínio de 300 mm.
  • Injetora de plásticos EN 70

A Romi possui uma subsidiária no Reino Unido, instalada na cidade de Rugby, na Inglaterra. De lá, comercializa máquinas-ferramenta e máquinas para processamento de plástico Romi, e também oferece peças de reposição, serviços e respaldo técnico.

Para Luiz Cassiano Rosolen, Diretor-Presidente da Romi, a participação nesse evento reafirma o compromisso da Companhia com a satisfação do cliente: “O mercado do Reino Unido é muito importante para a Romi, tanto pelo atendimento que prestamos aos clientes que já possuem nossas máquinas quanto pelo potencial de consumo dos nossos produtos. Temos um time local muito bem preparado, produtos de alta qualidade e todo o interesse em encontrar, para cada cliente, a solução mais adequada”.

Fonte: Romi

Curta nossa página no

Romi reforça atuação no mercado mexicano com participação na feira Plastimagen

25/02/2016

A empresa estará presente novamente em um dos mais importantes fóruns de negócios para a indústria de plásticos na América Latina

A Romi, líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais, participará da principal feira realizada no México para o mercado de transformação de plásticos.

A Plastimagen será realizada entre os dias 8 e 11 de março, no Centro Banamex, localizado na Cidade do México. O evento reunirá mais de 850 empresas, que apresentarão as últimas novidades em produtos, tecnologias e soluções para o mercado latino-americano de processamento de plástico. A organização do evento está contando com mais de 30 mil visitantes durante os quatro dias em que ele acontece.

A principal estratégia da Romi na feira é conquistar novos clientes, especialmente nos setores automobilístico e de utensílios domésticos, com as máquinas para processamento de plásticos, e de moldes / matrizes e petrolífero, com máquinas-ferramenta.

A Romi está entusiasmada com o mercado mexicano: “Temos requisitos suficientes para vencer a concorrência, seja em qualidade, preço ou tecnologia. Oferecemos todo o suporte técnico necessário, orientando nossos clientes sobre a melhor aplicação e o melhor funcionamento de seus produtos, tanto máquinas-ferramenta quanto máquinas para processamento de plásticos.” É o que afirma Luiz Cassiano Rosolen, Diretor-Presidente da Romi.

Além de possuir uma subsidiária no país, a Romi conta com o apoio de um representante local para comercialização de suas máquinas, peças e serviços no México.

Exportando bens de capital desde 1944, a Romi tem mais de 150 mil máquinas instaladas por todo o mundo e possui suas subsidiárias localizadas no Reino Unido, na Alemanha, na Espanha, na França, na Itália, nos Estados Unidos e no México, além de representantes na Argentina, no Chile, na Colômbia, no Equador, no Peru e na Venezuela.

Fonte: Indústrias Romi

Curta nossa página no

Interplast terá a 3ª Euromold Brasil em paralelo

08/02/2016

Interplast_2012Além do CINTEC 2016 Plásticos – Congresso da Inovação Tecnológica – e da Rodada de Negócios, a Interplast (Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico) terá, paralelamente, a realização da EuroMold Brasil – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentas, Design e Desenvolvimento de Produtos.

A 3ª edição da Euromold Brasil já tem todos os setores da cadeia de moldes representados através de expositores, fazendo valer o lema “Da idéia à produção em série”.

Até o momento, as reservas/contratos incluem 18 ferramentarias de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, 10 ferramentarias do exterior, nove empresas de impressão 3D, além de empresas de design de produto, tratamento térmico e de superfície, periféricos e acessórios para moldes, softwares e materiais.

A 9ª Interplast e a 3ª Euromold Brasil acontecem de 16 a 19 de agosto nos pavilhões da Expoville, em Joinville (SC). Informações através do telefone (47) 3451-3000 ou http://www.interplast.com.br.

Serviço
Interplast 2016 – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico – http://www.interplast.com.br
EUROMOLD BRASIL – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos – http://www.brasilmold.de
Data: 16 a 19 de agosto de 2016
Horário: 14 às 21 horas
Local: Expoville – Joinville-SC – Brasil
Organização: Messe Brasil

Fonte: Assessoria de Imprensa – Messe Brasil

Curta nossa página no

Ferramentarias, montadoras, governos e metalúrgicos apontam desafios e oportunidades do programa Inovar-Auto no Fórum Plastech Brasil

06/08/2015

Presidente da Anfavea, Luiz Moan será um dos painelistas do dia 26 de agosto, a partir das 9h, em Caxias do Sul (RS)

Plastech_2015_168x270Na mesma mesa estarão reunidos o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e diretor de Assuntos Institucionais da GM, Luiz Moan, e o diretor de organização do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Roberto Nogueira da Silva, o Bigodinho. Dia 26 (quarta-feira), a partir das 9h, ao lado de representantes da indústria de ferramentas, fabricantes de peças, agências de desenvolvimento, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Governo do Rio Grande do Sul, eles irão apontar os desafios e oportunidades do programa Inovar-Auto à indústria de transformação. O painel de discussão marca a estreia do Fórum Plastech Brasil, principal atração da agenda paralela da feira organizada pelo Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), de 25 a 28 de agosto, em Caxias do Sul (RS).

O evento é gratuito, porém com vagas limitadas. A programação completa e os formulários de inscrições estão disponíveis no site oficial da Plastech Brasil (plastechbrasil.com.br). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3228 1251 ou pelo e-mail daniela@plastechbrasil.com.br. O painel ocorre no Auditório Pietro Zanella, montado junto à própria feira, no Parque de Exposições da Festa da Uva.

“Acredito que os principais focos de ação estão sendo construídos com muita competência pela indústria. O primeiro ponto é desenvolvimento e pesquisa de engenharia automotiva”, antecipa com exclusividade o presidente da Anfavea, Luiz Moan. Para o executivo, também diretor de Assuntos Institucionais da GM, muitas montadoras recém chegadas no mercado brasileiro estão apostando bastante em novos centros de engenharia, enxergando ali um investimento no patrimônio futuro da empresa.

“O segundo ponto é a eficiência energética dos veículos fabricados no Brasil. Há uma meta ambiciosa para ser atingida, colocada pelo governo brasileiro. Há uma exigência de 12% de melhoria como meta mínima. E são estimuladas melhorias entre 15% e 18%. Por isso a importância do desenvolvimento da engenharia”, reforça Moan.

A importância da pauta pode ser mensurada pelo grau de sintonia entre os interessados: “Para ter acesso ao Inovar-Auto, as montadoras terão que aumentar seu conteúdo nacional, investir em tecnologias para produzir motores que gastem e poluam menos”, afirma o diretor de organização do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Roberto Nogueira da Silva. O dirigente sublinha que o sindicato mantém diálogo aberto permanentemente com o governo, atento aos benefícios econômicos e sociais da efetivação do programa no mercado. “Ao restringir a importação de veículos, o Inovar­Auto estimula as montadoras instaladas aqui a fazerem carros com atributos técnicos que permitam sua exportação”, acrescenta o dirigente.

Vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer) e coordenador do Arranjo Produtivo Local (APL) de Ferramentaria do Grande ABCD Paulista, Carlos Manoel de Carvalho detalha o pensamento enunciado por Nogueira: “O que está acontecendo é que as montadoras estão começando a trazer as plataformas mundiais para o Brasil e daqui, a preparar vários outros carros para suas plantas ou mercados no exterior. Dentre as 20 montadoras instaladas no Brasil atualmente, as que entenderam o Inovar-Auto estão se dando bem. As que não entenderam, estão perdendo dinheiro e se posicionando mal neste novo cenário proposto pelo governo”.

Na opinião de Carvalho, o marco regulatório do programa é excelente e hoje as ferramentarias nacionais já conseguem fornecer produtos a custo zero para as montadoras.

“O que é necessário agora é comprometimento de todos os atores da cadeia, não só ferramentarias, mas governos e montadoras. Por isso, um encontro como este em Caxias do Sul é importante: é hora de todos os setores sentarem e conversarem olho no olho para tirarem suas dúvidas e esclarecerem suas intenções neste programa”.

Uma das profissionais diretamente ligadas à elaboração e desenvolvimento do Inovar-Auto, a coordenadora geral de Arranjos Produtivos Locais no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Margarete Gandini, será a representante do governo federal no painel.

As ações do governo gaúcho, por outro lado, serão explanadas pela coordenadora executiva do Setor Automotivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), Maria Paula Merlotti.
“Os diversos segmentos que a Plastech Brasil reúne apresentam um enorme potencial de inovação e são grandes indutores da retomada do crescimento econômico do país”, revela Maria Paula. A gestora pretende fazer um breve relato da cadeia automotiva instalada no Rio Grande do Sul, enfatizando a importância dos segmentos do plástico e da borracha e as principais oportunidades oferecidas à cadeia automotiva pelo programa Inovar-Auto. “Também vale destacar os eventos paralelos oferecidos pela feira, em especial as visitas técnicas guiadas (às linhas produtivas de Marcopolo e Keko Acessórios Automotivos), que oferecerão ao visitantes a oportunidade de conhecer algumas empresas de excelência na região da Serra Gaúcha”, conclui Maria Paula.

O painel de abordagem dos desafios e oportunidades do programa Inovar-Auto ainda contará com a participação do economista-chefe do Sindipeças, Ricardo Jacomassi, e a mediação do presidente da Câmara Setorial de Ferramentarias e Modelações da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), vice-presidente da Abinfer e coordenador do APL de Ferramentaria do Grande ABCD Paulista, Paulo Sérgio Furlan Braga.

O evento tem apoio de Simplás; Abinfer; Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs); Arranjo Produtivo Local Metal-Mecânico e Automotivo (APL-MMeA) da Serra Gaúcha; APL de Ferramentaria do Grande ABCD; Sindicato dos Metalúrgicos do ABC; Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e de Mauá; Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC; Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de São Bernardo do Campo e Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Caxias do Sul.

A Plastech Brasil – Feira do plástico, da borracha, dos compósitos, da reciclagem e dos transformados automotivos (partes e peças) é uma das mais completas plataformas de negócio da cadeia de transformação. Realizada pelo Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás) em Caxias do Sul (RS), expõe as principais tendências e inovações nos segmentos automotivo, de transformados plásticos, matérias-primas e produtos básicos, máquinas, equipamentos e acessórios, moldes e ferramentas, instrumentos, controle e automação, instituições de ensino técnico e superior, serviços, publicações e projetos técnicos, entidades da sociedade civil e representações de governo. Em 2015, ocupará os Parque de Eventos da Festa Nacional da Uva de 25 a 28 de agosto.

Painel: Programa Inovar Auto: desafios e oportunidades
    Horário: 9h30 às 12h
    Local: Auditório Pietro Zanella, na Plastech Brasil
    Cronograma:

  • 9h às 9h30 – Credenciamento
  • 9h30 às 9h50 – Carlos Manoel de Carvalho (vice-presidente da Abinfer, coordenador do APL de Ferramentaria do Grande ABCD Paulista e membro da sociedade Hida, de cooperação Brasil-Japão)
  • 9h50 às 10h10 – Luiz Moan (presidente da Anfavea e diretor de Assuntos Institucionais da GM do Brasil)
  • 10h10 às 10h30 – Ricardo Jacomassi (economista-chefe do Sindipeças)
  • 10h30 às 10h50 – José Roberto Nogueira da Silva/Bigodinho (diretor de Organização do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista)
  • 10h50 às 11h10 – Maria Paula Merlotti (coordenadora executiva do Setor Automotivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul)
  • 11h10 às 11h30 – Margarete Gandini (coordenadora geral de Arranjos Produtivos Locais no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior)
  • 11h30 às 12h00 – Debate / Mediador: Paulo Sérgio Furlan Braga (presidente da Câmara Setorial de Ferramentarias e Modelações da ABIMAQ, vice-presidente da ABINFER, coordenador do APL de Ferramentaria do Grande ABCD Paulista e membro da sociedade Hida, de cooperação Brasil-Japão)

Fonte: Assessoria de Imprensa – Plastech Brasil

Curta nossa página no

GGD Metals investe em novos equipamentos e disponibiliza serviços de pré-usinagem de aços para moldes

05/05/2015

Grupo distribuidor de aço expõe mais uma vez na Feiplastic e traz novidades para clientes de aços fresados e esquadrejados

GGD MetalsA novidade para a indústria de moldes plásticos é que os aços da GGD Metals, agora também podem ser fornecidos esquadrejados. Isso porque a empresa investiu R$ 1.400.000,00 em um novo equipamento.

Em seis meses, a empresa importou, montou e instalou uma máquina de usinagem CNC do tipo portal, que vai lhe garantir mais competitividade e atender a uma crescente demanda do mercado.

A máquina é capaz de realizar a pré-usinagem de materiais brutos para que o cliente receba a peça pronta para a usinagem mais refinada, de acordo com a aplicação que ele vai realizar. “Trata-se de um trabalho que prepara a peça para outros cortes e aplicações.”, explica André Dias, diretor geral da GGD Metals. “Os clientes faziam isso com seus próprios equipamentos, apesar de desperdiçar tempo e mão de obra. Há cerca de três anos, começaram a pedir a peça pré-usinada e nós é que terceirizávamos o serviço, colocando em risco nossos prazos e garantia de qualidade”.

A GGD Metals confirma a resistência que tinha em investir em equipamento para usinagem por temer concorrer com seus próprios clientes. Mas eles próprios passaram a solicitar o serviço com cada vez maior frequência. “Ao oferecer o serviço, ganhamos competitividade, pois não inflacionamos o material com a terceirização e um de nossos grandes diferenciais – o prazo de entrega – continua intacto”, afirma André.

Para as indústrias com capacidade ociosa o serviço pode não ser necessário neste momento, mas André é otimista: “Existem indústrias com capacidade lotada e pela questão da incerteza não querem investir em grandes máquinas. Então, investimos por elas para continuarem crescendo”.

Para o executivo, o leque de competitividade que se abre não é somente para a GGD, mas também para os seus clientes, que ganham rapidez, preço e podem pular a etapa da usinagem grosseira. “Já estamos funcionando em um turno e a expectativa é de aumentar o volume de vendas deste serviço da máquina para atuar em dois turnos”, completa.

Entre as vantagens da nova máquina, está a capacidade de usinar vários tamanhos de peças, sobretudo as grandes. (Até 2.000mm de largura por 4.000mm de comprimento e altura de 800mm).

Um dos principais tipos de aço com os quais o equipamento trabalha é o 1045. O seu poder de remoção é de 1099cmᶟ por minuto, enquanto o padrão médio são 400cmᶟ por minuto, por exemplo. A máquina suporta peças com até 14 toneladas.

GGD na Feiplastic 2015

A empresa participa da Feiplastic visando manter a sua visibilidade neste mercado. Os destaques para a indústria do plástico, além do novo serviço de pré-usinagem, são os aços P20, aços GGD 1045 e o alumínio Cast 7000. O P20 é utilizado em moldes de injeção de plásticos dos mais variados tipos. O 1045 tem inúmeras utilizações na indústria de máquinas e equipamentos, com papel especial nos moldes plásticos, principalmente na função de porta moldes.

Os aços 1045 da GGD contam com inspeção diferenciada de ultrassom, garantindo total isenção de porosidades.

Já o alumínio Cast 7000 é amplamente utilizado na indústria de plástico, tendo entre suas aplicações, moldes de injeção termoplástica; matrizes para repuxo profundo para a indústria de plásticos; e máquinas seladoras de garrafas (PET).

A GGD Metals é um grupo distribuidor de aços e metais sob medida, que surgiu com a fusão de três empresas: RCC, Domave e Açometal. Sediado em São Paulo, na região Sul da capital, a GGD Metals possui laboratório de qualidade interno, operado por profissionais qualificados na administração de testes para certificar outros materiais.

Fonte: Assessoria de Imprensa – GGD Metals

Curta nossa página no

Abimaq anuncia realização de feiras próprias

15/04/2015

Com apoio de 32 câmaras setoriais, que representam o universo dos fabricantes de máquinas e equipamentos do país, a ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos vai promover três importantes feiras nos segmentos de metalmecânica, máquinas-ferramenta e plástico. Segundo a entidade, a decisão segue tendência mundial de um modelo onde as entidades de classe são as realizadoras de feiras de seus respectivos setores. Os eventos ocorrerão no São Paulo Expo – Exhibition & Convention Center.

Com a iniciativa, a ABIMAQ deixa de apoiar, a partir de 2016, as feiras FEIMAFE, da MECANICA e FEIPLASTIC. “Há décadas a ABIMAQ sonha em ter suas próprias feiras. Estamos conseguindo colocar esse projeto de pé e fazendo história”, celebra Carlos Pastoriza, presidente do Conselho de Administração da entidade. A apresentação dos projetos de realização da Feimec – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, Expomafe– Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial e Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha, foi feita em um grande evento dia 9 de abril na sede da ABIMAQ, para plateia de cerca de 400 expositores.

“Estamos deixando de ser clientes para sermos organizadores, com total controle para traçar estratégias em defesa dos setores”, argumenta José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ. Segundo ele, que usa o exemplo de sucesso da Agrishow, promovida pela ABIMAQ – alavanca R$ 2,5 bilhões ao ano -, ter a feira nas mãos não é apenas realizar um evento de negócios. “Queremos o setor em evidência, com relevância política.”

Segundo Velloso, “entre as vantagens para as empresas associadas exporem nas feiras da ABIMAQ estão a melhor infraestrutura do pavilhão, a redução dos custos de montagem, a força da entidade, condições especiais de financiamento durante os eventos, alianças estratégicas com órgãos governamentais e institucionais e ações do projeto ABIMAQ-Apex”. De acordo com a Abimaqu, com a realização marcada para maio de 2016 no setor metal mecânico e, em 2017, a de máquinas-ferramenta e plástico, as feiras terão a ganhar também em matéria de logística, infraestrutura e conforto para expositores e convidados ao optar pelo projeto do São Paulo Expo em vez do Pavilhão de Exposição do Anhembi.

O São Paulo Expo – Exhibition & Convention Center terá pavilhão totalmente novo com 90 mil metros quadrados, ambiente climatizado, garagem para 5.000 veículos (4.500 vagas cobertas) e localizado próximo ao aeroporto de Congonhas, Metrô, rodovia dos Imigrantes e Rodoanel. O São Paulo Expo está recebendo investimentos da ordem de R$ 300 milhões.

No lançamento das três feiras na sede da ABIMAQ, empresas consideradas âncoras confirmaram reserva de espaço. O vice-presidente das Indústrias Romi, William dos Reis, endossa a decisão da ABIMAQ e confirma a participação nos eventos, por ter produtos endereçados aos três mercados. A Pavan Zanetti, de acordo com Newton Zanetti, diretor Comercial da empresa fabricante de sopradoras e injetoras para plásticos, participará da Plástico Brasil com a certeza de ter feito uma escolha acertada em termos de logística, infraestrutura do evento, conforto e proximidade com a rede hoteleira da região do São Paulo Expo. ”Não dá mais para descarregar máquinas gigantescas na madrugada por conta do rodízio, isso sem contar o acesso impossível ao Anhembi”, pondera.

A ABIMAQ optou por contratar como parceira para a realização dos eventos a  BTS Informa, empresa integrante do Informa Group, um dos maiores organizadores de feiras e conferências do mundo. “Nossa parceria com a ABIMAQ na Agrishow dura três anos e é muito bem-sucedida”, observa Marco Basso, presidente da BTS Informa para a América Latina. A BTS possui conhecimento das feiras da ABIMAQ, além de realizar eventos como Agrishow, Revestir, Fispal Tecnologia, Fispal Food Service, ABF Franchising Expo, entre outras.

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos foi fundada em 1975, com o objetivo de atuar em favor do fortalecimento da Indústria Nacional, mobilizando o setor, realizando ações junto às instâncias políticas e econômicas, estimulando o comércio e a cooperação internacionais e contribuindo para aprimorar seu desempenho em termos de tecnologia, capacitação de recursos humanos e modernização gerencial.

Estruturada nacionalmente com escritórios e sedes regionais distribuídos pelo País, a ABIMAQ representa atualmente cerca de 7.500 empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital mecânicos, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais. Muito além da representação institucional do setor, a ABIMAQ tem a sua gestão profissionalizada e as suas atividades voltadas para a geração de oportunidades comerciais para as suas associadas, agindo como Agência de Desenvolvimento da Indústria Brasileira de Máquinas e Equipamentos.

A BTS Informa ocupa a segunda posição no ranking das maiores promotoras de feiras de negócios no Brasil e é a principal promotora de eventos para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas da América Latina. Detentora de um portfólio diversificado, atua nos mais variados setores da economia. É Parte do Informa Group, provedor mundial de informação especializada e serviços para comunidades acadêmica e científica, profissional e empresarial.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Abimaq

Curta nossa página no

Villares Metals lança novo aço para fabricação de moldes

18/06/2013

Com o lançamento desse produto, a Villares Metals quer estreitar ainda mais o relacionamento com o setor automotivo. Do volume total de produção, que foi de 87 mil toneladas em 2012, 65% atendeu ao mercado interno e 35% o externo

A Villares Metals, a maior produtora de aços especiais não planos de alta-liga da América Latina, lançou o VP ATLAS, um aço de elevada resistência mecânica e que oferece desempenho superior na produção de moldes para injeção de plásticos para as indústrias automotivas e de eletrodomésticos. O evento de lançamento ocorreu na capital paulista, no dia 17 de junho, nas dependências da Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ). Na ocasião, o presidente da Anfavea, Luiz Moan, também esteve presente, proferindo uma palestra sobre as “Tendências e perspectivas do setor automotivo para os próximos anos”.

O lançamento do VP ATLAS em São Paulo não foi por acaso. A Villares Metals tem conhecimento da importância dessa região para o desenvolvimento sócio-econômico do país, sobretudo para o setor automotivo.

“O Estado de São Paulo abriga grande parte das montadoras de veículos do nosso país e a maioria das empresas que fornecem equipamentos/peças para esse segmento são clientes da Villares Metals. Em 2012, a empresa produziu 87 mil toneladas, sendo que 65% abasteceram o mercado interno e 35 % foram destinados para a exportação. O nosso objetivo é cada vez mais estreitar o relacionamento com esse segmento, atendendo as suas necessidades, principalmente no que diz respeito ao novo regime automotivo”, enfatiza, Rafael Agnelli Mesquita, Diretor de Novos Negócios & Marketing da empresa.

Características do VP ATLAS

Com o lançamento do VP ATLAS, a Villares Metals pretende aumentar o seu portfólio de produtos para ferramentais aplicados nos segmentos Automotivo e de Eletrodomésticos. “É a certeza de que estamos atentos ao crescimento do mercado e às novas tendências da indústria automotiva e de eletrodomésticos. Dessa forma, a Villares se antecipou a essas necessidades e passa a oferecer um aço com maior resistência para moldes de injeção de plástico, com conceito patenteado e altamente inovador”, afirma Rafael.

Segundo a Villares, o produto é indicado para as mais severas aplicações automotivas e de eletrodomésticos por apresentar alta resistência mecânica, por exemplo, característica essencial exigida nesses segmentos. “Este novo aço possui composição química balanceada, com patente requerida, passando por tratamento de microinclusões, o que lhe garante melhor equilíbrio e desempenho, que são vistos como vantagens competitivas em mercados tão acirrados, como o Automotivo, entre outros”, destaca José Bacalhau, Engenheiro Pesquisador, responsável pelo desenvolvimento do produto.

Com mais de 70 anos de mercado, a Villares Metals é a maior produtora de aços especiais não planos de alta-liga da América Latina. Empresa siderúrgica semi-integrada, a Villares Metals possui uma linha de produtos ampla, que inclui: aços rápidos, aços ferramenta (aços para trabalho a quente, aços para trabalho a frio, aços para moldes plásticos), aços inoxidáveis, aços válvula, ligas especiais e peças forjadas. Possui um centro de distribuição de aços-ferramenta com uma área de 5.500m2 em Sumaré (SP) e outro de 1.300m2 em Joinville (SC), com capacidade de entrega em todo Brasil. Para atender as necessidades específicas de seus clientes, a empresa possui um moderno Centro de Pesquisa e Desenvolvimento. Em 2012, a empresa investiu mais de R$ 7 milhões no desenvolvimento de novas tecnologias, atentando-se sempre às exigências e mudanças do mercado.

A Villares Metals emprega cerca de 1.400 pessoas e seu faturamento no último ano fiscal (início em abril de 2012 e término em março de 2013), foi próximo a R$ 800 milhões.

Fonte: Villares Metals

Curta nossa página no

Polimold apresenta novo Controlador de Temperatura e Sistemas de Câmara Quente durante a Feiplastic 2013

07/03/2013

A Polimold, fabricante de Porta-Moldes e Sistemas de Câmara Quente, irá expor sua ampla gama de produtos durante a FEIPLASTIC 2013

feiplastic

Um dos destaques será o mais recente lançamento da empresa, o novo Controlador de Temperatura POLIMOLD MINI SMART, produto que é uma evolução do já conhecido controlador POLIMOLD, com novos recursos e vantagens. A empresa destaca os seguintes diferenciais: o primeiro módulo pode enviar informação aos demais módulos (Temperatura, Booster, Standby e comando OFF);  toda a configuração de setup é realizada no próprio painel e o gabinete tem um tamanho até 60% menor que o anterior.

A Polimold também levará outros produtos no segmento de Sistemas de Câmara Quente Valvulados e Convencionais, entre eles:
– Sistema de 96 vias, utilizada em moldes de múltiplas cavidades.
– Sistema Stack-mold, utilizados para dobrar a capacidade de uma ferramenta.
– Sistema Valvulado Facility, muito utilizado na indústria automobilística, por sua versatilidade de aplicação.

Os sistemas são fabricados no Brasil e exportados para vários países do mundo.

A empresa também exibirá a ampla gama de montagens do Porta Molde Padronizado POLIMOLD, que reúne quase 1 milhão de combinações, facilitando o projeto e a concepção de ferramentas.

Fonte: Polimold

Curta nossa página no

Feiras Interplast 2012 e Euromold Brasil são abertas em Joinville

20/08/2012

Muitas novidades marcam a 7ª edição da Interplast. Realização da primeira EuroMold Brasil, Ilha da Reciclagem e Projeto Carreira são alguns dos destaques.

A 7ª edição da Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico, consolidada como a mais importante feira do segmento na América Latina em 2012, apresenta aos visitantes as mais recentes novidades em máquinas, equipamentos, periféricos, design, matérias-primas, serviços e tecnologias. Realizada, a cada dois anos, pelo Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina (Simpesc) e organizada pela Messe Brasil, a feira, inaugurada nesta segunda-feira, dia 20, ocorrerá até a próxima sexta-feira, dia 24, nos pavilhões da Expoville, em Joinville/SC.

Em seus 21.000 m², o evento reúne cerca de 550 empresas, das quais, 144 são novos expositores. Vindas de todo o Brasil e de outros países, como Alemanha, China, Canadá, Áustria, Estados Unidos, Taiwan e Portugal, as empresas formam uma importante rede de relacionamento, compartilhando o que há de mais moderno para o setor e ampliando a possibilidade de novas parcerias e negócios.

Para Albano Schmidt, presidente do Simpesc (Sindicato das Indústrias de Material Plástico de Santa Catarina,  a Interplast é um evento esperado por todo o setor plástico, especialmente por propiciar às empresas uma excelente oportunidade de se aproximar de seus clientes. “A presença em um evento desse porte consolida a marca e fortalece a empresa diante de seu público-alvo”, afirma. Segundo ele, o segmento vive um momento econômico de crescimento e o caminho para consolidar esse processo requer investimentos e inovação. “Para fortalecer o setor é necessário promover o crescimento dos segmentos demandantes, desonerar o investimento, reduzir o custo de capital e melhorar a qualidade de como os tributos são cobrados. Com um apoio maior à pesquisa e inovação e criação de excelência para formação da mão de obra, o setor pode e vai crescer muito”, acrescenta.

Neste ano, o evento promete muitas novidades. Os visitantes vão poder observar o Projeto Ilha da Reciclagem do Plástico, promovido por meio de uma parceria entre a Messe Brasil, Simpesc, INP, Instituto do PVC e Plastivida. Quem passar pela feira vai poder visualizar o processo de reciclagem do plástico, explicado passo a passo, além de conhecer os equipamentos envolvidos e o trabalho das cooperativas. O projeto tem a coordenação do Simpesc. “A proposta é desmistificar e ressaltar que o processo de reciclagem do plástico é um dos mais econômicos e ambientalmente corretos, entre os diversos resíduos que são reciclados atualmente”, comenta Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil.

E falando em reciclagem, outro destaque é a Central de Gerenciamento de Resíduos. A iniciativa é da Messe Brasil e conta com o apoio da Elementus Engenharia Ambiental, responsável pela elaboração e execução do plano de gerenciamento de resíduos sólidos. O principal objetivo é dar um destino ambientalmente correto para os materiais descartados nos períodos de montagem e desmontagem e também durante a feira. Os resíduos, classificados como comuns e não perigosos, compreendem material orgânico, papel e papelão, madeira e vidro. “Com a central, será possível encaminhar os materiais a destinos adequados, evitando ampliar volumes nos lixões ou em locais impróprios para descarte”, explica Spirandelli.

Neste ano, o evento conta também com o apoio institucional da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que aposta na Interplast pela sua credibilidade e seriedade. “A ABNT tem mais de 170 Comitês Técnicos focados em variados setores e áreas de conhecimento. Ao apoiar a feira, a ABNT aproxima-se também de seu público, mostrando os benefícios das normas técnicas para as suas atividades”, explica Roberto Silva Santos, gerente de articulação nacional da ABNT.

Estrategicamente realizada em Joinville, região que é um dos maiores polos do plástico e corredor comercial da América Latina, a Interplast deve atrair cerca de 25 mil visitantes, com destaque para executivos e profissionais dos segmentos de embalagem, automotivo/autopeças, construção civil e linha branca, vindos de todo o Brasil e também do exterior.

Primeira EuroMold Brasil acontece em paralelo à Interplast

Outro evento importante vai atrair muitos visitantes à Expoville. A EuroMold Brasil chega pela primeira vez à America Latina e vai apresentar os avanços mais recentes e as mais novas tecnologias em fabricação de moldes e desenvolvimento de produtos. Viabilizada por meio de parceria entre a organizadora alemã DEMAT e a Messe Brasil, a feira reúne cerca de 80 expositores, vindos de todo o Brasil e de países como Alemanha, Estados Unidos, Coreia do Norte, China, Canadá, Japão, Taiwan, Argentina e Israel.

Para a EuroMold Brasil, a Messe Brasil montou um espaço totalmente novo, anexo a Expoville, com 3.200 m² de área. O Pavilhão EuroMold Brasil, diretamente conectado com os pavilhões da Interplast, permite que os visitantes circulem entre as duas feiras, aproveitando ainda mais o intercâmbio que a simultaneidade dos eventos proporciona. Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (Abinfer), Christian Dihlmann, a feira tem muito a agregar ao setor, especialmente por ser realizada em Joinville. “O evento está situado na 3ª maior cidade da região sul do Brasil e um dos três maiores polos de ferramentarias do país, isso contribui para ampliarmos a base de fornecedores para o segmento, e com qualidade”, afirma.

Cintec 2012 Plásticos estimula o debate e a busca por novas tecnologias

Focado na disseminação do conhecimento e inovação, o Cintec 2012 Plásticos – Congresso de Inovação Tecnológica tem 20 palestras técnicas e seis minicursos em sua programação. O evento aborda linhas temáticas de gestão, meio ambiente, reciclagem, matéria-prima, máquinas e processos, e moldes e ferramentas, e deve reunir empresários, especialistas e estudantes para debater tendências, novas tecnologias e soluções para o setor plástico.

A palestra de abertura acontece no dia 20 de agosto e será ministrada por José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Vitopel, empresa fabricante de filmes para embalagens flexíveis, e da Associação Brasileira da Indústria de Plástico (Abiplast). Com mais de 25 anos de atuação na indústria de transformação, Roriz Coelho abordará em sua apresentação o mercado do material plástico sob a ótica do conhecimento e da sustentabilidade.

Promovido pela Sociedade Educacional de Santa Catarina (Sociesc), o Cintec construiu uma história de sucesso ao longo dos 12 anos de sua realização. Os números acumulados pelo congresso nesse período demonstram a dimensão do evento. Até aqui, já são 7.900 congressistas, 600 palestrantes e 780 horas de conhecimento.

Neste ano, o Cintec Plásticos acontece entre os dias 20 e 24 de agosto, na Expoville, em Joinville/SC. Os minicursos são realizados na Sociesc, no Campus Marquês de Olinda. Mais informações e inscrições pelo www.sociesc.org.br/cintec.

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Encontro Nacional de Ferramentarias debateu perspectivas para o setor

23/05/2012

Evento reuniu representantes da área e discutiu as estratégias para manutenção e expansão das empresas

O 5º Enafer – Encontro Nacional de Ferramentarias, promovido pela – Abinfer – Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais e Virfebras – Organização Virtual de Ferramentarias do Brasil reuniu cerca de 200 empresários e representantes do setor no auditório da CIC – Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul – RS, durante o dia 18 de maio.

O centro dos debates do evento foi a elaboração de estratégias para o fortalecimento das ferramentarias no país, através da parceria entre entidades representativas, instituições públicas e privadas. É a segunda vez que Caxias do Sul recebe o Enafer, na condição de ser uma das cidades brasileiras mais proeminentes para o setor.

Avaliação dos representantes do setor

Gelson Oliveira, coordenador do evento, salientou que o evento proporciona a união entre representantes de setores para proporcionar o desenvolvimento das ferramentarias. “Esta é uma oportunidade para buscarmos parceiros que se comprometam com a sustentabilidade das ferramentarias, tanto entre representantes do setor como nas esferas de governo”, apontou.

Christian Dihlmann, presidente da Abinfer ressaltou o motivo da escolha de Caxias do Sul como sede do Encontro e a importância do evento.“Mais uma vez escolhemos Caxias pela pujança e pelo nível de organização. O Enafer vem se consolidando como um espaço para debatermos estratégias de perpetuação de nossas empresas. É um momento em que se faz necessário o comprometimento de governantes e parlamentares. Não avançaremos apenas discutindo internamente em nossas empresas”, avaliou.

Orlando Marin, presidente do presidente do Simplás – Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho – avaliou o cenário em que se encontram as empresas do setor ferramenteiro. “Nossas feramentarias precisam melhorar em muito. Não representamos empresas poderosas. Cerca de 90% de nossos associados possuem cerca de 100 funcionários. O trabalho está desvalorizado. Percebemos que não há cultura do trabalho. Um país para se desenvolver precisa de indústria”, ponderou.

O presidente do Simecs – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul,  Getúlio Fonseca,  enfatizou a relevância das ferramentarias entre os associados da entidade. “Temos nosso quadro, cerca de 300 ferramentarias associadas, responsáveis por cerca de 8 mil postos de trabalho”, considerou.

Getúlio Paulo Zluhan, da Acij – Associação Empresarial de Joinville, ressaltou que a realização dos Encontros são fundamentais para a manutenção das ferramentarias. “A importância dos temas debatidos e a continuidade das ações definidas no Enafer têm promovido sobrevida e esperança às nossas empresas”, observou.

Cadastro valoriza empresas nacionais

Um dos palestrantes 5º Enafer, Jeovanildo Farias da Silva, do departamento de Cadastro Industrial da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, apresentou durante o evento, o Datamaq, um banco de dados da entidade para a consulta de máquinas e equipamentos disponível às empresas associadas à entidade.

O cadastro é o maior banco de dados de máquinas e equipamentos da América Latina, que possibilita fornecer ao mercado informações precisas sobre as empresas, possibilitando a geração de negócios. “No Datamaq, temos informações padronizadas de 4 mil e 500 empresas. Qualquer empresa nacional que fabrica máquinas e equipamentos pode estar no cadastro. Atualmente temos 24 mil registros de produto, com informações padronizadas. O cadastro valoriza os fabricantes nacionais e inibe as importações”, expôs.

Rede Senai de Ferramentaria

Os representantes do Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Rolando Vallejose Luiz Eduardo Leãoexpuseram aos presentes a estrutura e a capacidade da instituição em oferecer suporte às indústrias e formação técnica e comportamental aos profissionais que atuarão nas ferramentarias através da rede Senais de Ferramentaria.

“Nesse momento em que os olhos do mundo estão voltados para o Brasil, considerando a possibilidade do país se tornar um grande player mundial, o Senai pode contribuir para o fortalecimento da indústria de Ferramentaria no Brasil provendo soluções em pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica e a melhoria de processos e produtos. Através da rede Senai de Ferramentaria, podemos promover capacitação, assessoria e consultoria, certificação e serviços técnicos especializados, alinhado às expectativas e demandas atuais e futuras do setor”, ressaltaram.

Procedimentos para Validação de Importação de Ferramentais e Regulamentação da Importação de Peças Automotivas

Paulo Braga, da Abinfer, conduziu o painel ”Procedimentos para Validação de Importação de Ferramentais e Regulamentação da Importação de Peças Automotivas”. Braga abordou a necessidade da união entre o setor em todos os Estados para que as reivindicações das empresas encontrem respaldo no Governo Federal. “O setor das ferramentarias está presente no Brasil há mais de 50 anos. Temos desenvolvimento tecnológico. Não perderemos para a China. É necessário formarmos uma massa crítica no setor ferramenteiro, em todo o pais. Só assim seremos ouvidos em Brasília”, enfatizou.

Além disso, Braga apresentou o trabalho desenvolvido por um Grupo de Trabalho no MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O documento é um diagnóstico de fatores que prejudicam a competitividade das autopeças produzidas no Brasil e contempla uma série de medidas que deverão ser adotadas pelo Governo Federal para o fortalecimento desse segmento em que estão inseridas as ferramentarias.

Composição de custos de produção e impacto no setor ferramenteiro

Um dos destaques do Encontro foi a realização de uma mesa redonda sobre a Composição de Custos de Produção e Impacto no Setor Ferramenteiro, com exemplo de custos de componentes na fabricação de um veículo e impacto na cadeia produtiva. Na oportunidade foi apresentado um paralelo de custos entre a fabricação de moldes para a linha automotiva no Brasil e na China.

A diferença entre os valores pesou em três quesitos: preço do aço, valor da mão de obra e o custo da carga tributária em relação ao Produto Interno Bruto (PIB). O estudo constatou que o aço custa mais de 5 vezes no Brasil, ao passo que a carga tributária que pesa para os empresários brasileiros é 2,1 vezes maior do que para os chineses. Já os encargos trabalhistas pagos no Brasil – INSS, FGTS, 13º salário e férias – contribuem definitivamente para a enorme diferença constatada na produção de um molde entre os dos países.

Reivindicações ao Governo Federal

O representante do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Edilson Urbano, considerou a necessidade de ampliar a representatividade para o setor ferramenteiro. “Quando recebemos as entidades em Brasília, precisamos saber os números que elas representam em quantidade de empresas e de empregos gerados. A partir daí, com a noção proporcionada pelos números, podemos encaminhar as necessidades do setor no Ministério”, destacou.

Ao final do evento, os participantes deliberaram os próximos locais que receberão o Encontro. Ficou definido que em 2013, o Enafer será realizado em São Paulo (SP) e em Joinville (SC) em 2014. Em 2015, o Encontro Nacional de Ferramentarias retorna à Caxias do Sul (RS) para a realização de sua 8ª edição.

A realização do 5º Enafer contou com apoio especial do Simplás – Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho, Plastech Brasil 2013 – Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos, Simecs – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Acij – Associação Empresarial de Joinville.

Fonte: Núcleo Comunicação e Marketing

Curta nossa página no

EuroMold Brasil tem expositores internacionais confirmados

17/05/2012

A 1ª edição da EuroMold Brasil – Feira Internacional de Fabricantes de Ferramentas e Construtores de Moldes, Desenho e Desenvolvimento de Produtos, viabilizada por meio de parceria entre a organizadora alemã DEMAT e a Messe Brasil, já conta com mais 1000 m² de área comercializados. Expositores brasileiros, alemães, norte-americanos e sul-coreanos já confirmaram presença no evento, que acontece entre os dias 20 e 24 de agosto de 2012 e deve reunir cerca de 90 empresas.

Realizada há 17 anos em Frankfurt, na Alemanha, a EuroMold é uma das principais feiras de ferramentais, moldes e design da Europa, EUA, África do Sul, Rússia, Índia e China. Para a edição latino-americana, o Brasil foi o país escolhido para sediar o evento por concentrar grandes polos industriais e por ser um mercado promissor para esse segmento.

Em sua primeira edição, a EuroMold Brasil acontecerá em paralelo à Interplast – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico e o Cintec Plástico – Congresso de Inovação Tecnológica. “Os eventos devem atrair um público especializado do Brasil e de outros países, interessado em conhecer as mais recentes tecnologias na fabricação de moldes e desenvolvimento de produtos”, comenta Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil.

Novidades e produtos

O Senai participa da primeira EuroMold Brasil e aproveita a oportunidade para divulgar a Rede Senai de Ferramentaria, focada no apoio tecnológico para o setor. “Dispomos de capacitações e soluções tecnológicas para as empresas, numa iniciativa de contribuição para o fortalecimento do setor”, afirma Luiz Eduardo Leão, analista de desenvolvimento industrial do Senai Nacional. Durante o evento, o estande da entidade contará com um ciclo de palestras para divulgação dos projetos. “Cada estado já conta com iniciativas isoladas de apoio ao segmento de ferramentarias. Agora, queremos unir as diferentes competências do país e criar soluções consolidadas em âmbito nacional”, enfatiza o analista.

A Metalthaga expõe na EuroMold Brasil ligas especiais de alumínio para moldes, com destaque para peças de grande porte, como blocos de até 1100 mm de espessura. Para Eduardo Hanauer, gerente de logística da Metalthaga, a feira é uma oportunidade para a empresa mostrar seus produtos e tecnologias para outros países. “Hoje, o Brasil é referência econômica mundial e, com certeza, fortalecerá e ampliará novos nichos de mercado”, acrescenta. Especializada no fornecimento de ligas especiais de alumínio para moldes (5052, 5083, 6082, C-250, C-330R, C-210R, Alcast, Certal) cortadas e fabricadas sob medida para as indústrias naval, metal-mecânica, moldes e matrizes, calçadista, entre outras. Dispõe também, tarugos, barras e perfis fabricados e cortados sob medida (liga 6082, 6351, 6061), conforme a necessidade do cliente. A empresa possui fundição de alumínio sob pressão, peças moldadas e fundidas, blocos e discos fundidos, e cobre latão e bronze em diversas medidas.

A estreia da Artis Matriz em feiras está programada para a EuroMold Brasil. Especializada na fabricação de moldes e ferramentas, a empresa fornece para grandes clientes de diversificados segmentos como linha branca, cosméticos, hidrômetros, eletroeletrônico e construção civil, e quer aproveitar a feira para identificar o que o mercado busca em termos de tecnologia. “Acreditamos no evento como meio de acesso a contatos de empresas do setor, troca de tecnologia e possibilidade de parcerias internacionais, além do relacionamento com futuros clientes”, comenta Mário Paiva, comercial da Artis Matriz. Atualmente, a empresa segue a tecnologia européia no desenvolvimento de seus produtos. Conta inclusive com parcerias técnicas de clientes que colaboram com os projetos. “Dispor de tecnologia de ponta é fundamental para uma empresa desse segmento fornecer para grandes marcas nacionais e internacionais instaladas no Brasil. Esse é um diferencial que buscamos aprimorar continuamente para manter a competitividade”, acrescenta Paiva.

A SKA, líder no fornecimento de tecnologia para as engenharias brasileiras, leva para a EuroMold Brasil o portfólio de soluções em tecnologia de software para projeto 3D e usinagem de moldes. Outro grande destaque deste ano será a apresentação da linha de impressoras 3D e sistemas de produção Stratasys, que permitem a criação rápida de protótipos de peças antes que os moldes sejam usinados. “As peças feitas nas impressoras Stratasys são fortes o suficiente para testes em condições reais. Os protótipos podem ser usinados, cromados, pintados, perfurados e os equipamentos trabalham com termoplásticos nobres de engenharia (ABS-M30i, ABSi, ABS-ESD7, Ultem 9085)”, explica Gabriel Diehl Fleig, gerente de marketing da SKA. A Stratasys é líder mundial em tecnologia para criação de protótipos 3D funcionais e a SKA, desde o início de 2012, é a revenda da marca para todo o Brasil, dispondo de uma base instalada no país com mais de 100 equipamentos. Na área de projetos, a SKA divulga o SolidWorks, sistema CAD mais utilizado no mundo para projetos mecânicos e o Imold, aplicativo que roda integrado ao SolidWorks e que adiciona ferramentas de produtividade dedicadas aos projetos de moldes. Para usinagem divulga o Edgecam, software para programação CNC, líder de mercado.

Sobre a EuroMold Brasil

A EuroMold Brasil é a principal feira de moldes do mundo com origem e Frankfurt na Alemanha, expandida para todos os continentes. É viabilizada por meio de parceria entre a DEMAT, organizadora alemã do evento, e a Messe Brasil, umas das principais organizadoras de feiras do Sul do país. Para a estreia do evento no mercado nacional são aguardadas 90 empresas, ocupando espaço de 4.000 m². Já confirmaram participação expositores brasileiros, alemães, norte-americanos e sul-coreanos.

Fonte: Messe Brasil

Curta nossa página no

Caxias do Sul sedia 5º Encontro Nacional de Ferramentarias.

26/04/2012

 300 representantes de empresas são aguardados para debaterem o mercado de matrizes e moldes

 A Abinfer – Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais e a Virfebras – Organização Virtual de Ferramentarias do Brasil escolheram pela segunda vez, a cidade de Caxias do Sul (RS) como sede do 5º Enafer – Encontro Nacional de Ferramentarias. O evento vai acontecer dia 18 de maio, nas dependências da Câmara de Indústria Comércio e Serviços (CIC) e a expectativa dos organizadores é receber 300 representantes de empresas para debaterem o contexto atual do mercado de matrizes e moldes, além de proporcionar o diálogo com órgãos governamentais sobre temas comuns ao setor ferramenteiro nacional.

Caxias do Sul receberá o evento na condição de ser uma das cidades mais representativas para o segmento. A programação do encontro vai incluir palestras com representantes da Abinfer, do Simplás – Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho, da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Simecs – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e do Senai- Serviço Nacional da Indústria.

O presidente da Abinfer, Christian Dihlmann, enfatiza que o Encontro Nacional de Ferramentarias é uma importante oportunidade para definir ações voltadas ao desenvolvimento do setor. “Não discutiremos apenas tecnologia, mas também estratégias para a manutenção e expansão de nossas empresas”, afirmou.

Gelson Oliveira, coordenador do 5º Enafer, ressalta a realização de uma mesa redonda sobre a composição de custos de produção e o impacto no setor ferramenteiro como um dos pontos altos do evento. “Esse será o momento em que debateremos todos os custos envolvidos na fabricação de um molde, abrangendo desde gestão até custos relativos aos encargos sociais sobre a folha de pagamento e a excessiva carga tributária”, enfatizou.

O evento é uma promoção da Abinfer e Virfebras, com apoio especial do Simplás – Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho, Plastech Brasil 2013 – Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos, Simecs – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Acij – Associação Empresarial de Joinville.

Inscrições e a programação completa podem ser acessadas através do link: http://www.simplas.com.br/?page=cadastro_visitantes

Fonte:Núcleo Comunicação e Marketing & Simplas

Empresas Italianas promovem Rodada de Negócios em Caxias do Sul

24/11/2011

Voltado para o setor de plástico e borracha, o evento conta com apoio do Simplás, do Simecs e da Abiplast

Um grupo de empresas italianas vem à cidade de Caxias para promover o Seminário Tecnológico Itinerante no Brasil e uma Rodada de Negócios. O evento acontecerá no dia 1º de dezembro, das 8h30min às 18h, e será sediado no Personal Royal Hotel. O objetivo é proporcionar às empresas locais a oportunidade de realizar negócios com organizações italianas, que apresentarão as inovações tecnológicas no setor de máquinas para a indústria das duas cadeias. A participação é gratuita e as inscrições podem ser feitas somente através do site http://foldermais.com.br/ice/formulario_rs.php.

As empresas italianas que participarão das rodadas de negócio atuam com extrusoras monorrosca, duplarrosca e linhas completas; com linhas de extrusão para perfis e respectivos equipamentos auxiliares, cabeçotes e fieiras de extrusão; com termoformadoras; com soldadoras à alta freqüência; com moldes à injeção; com máquinas de rotomoldagem; com prensas e moldes à compressão para tampas e fechamentos e com máquinas sopradoras para peças plásticas (garrafas/frascos).

Quem promove é o evento é o Departamento para a Promoção de Intercâmbios da Embaixada da Itália e a Associação dos Fabricantes Italianos de Máquinas e Moldes para Matérias Plásticas e Borracha (Assocomaplast). As entidades contam com a colaboração da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs) e do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás).

Fonte: Núcleo Comunicação e Marketing

Romi participa da Equiplast 2011, na Espanha.

22/11/2011

Através de sua marca Sandretto, a Romi busca liderança no competitivo mercado espanhol para as máquinas de injetoras de plástico

A Romi participou da Equiplast 2011, uma das mais importantes exposições da indústria de plásticos na Espanha. A feira se realizou entre os dias 14 e 18 de Novembro de 2011, em Barcelona.

Segundo Hermes Lago, diretor de vendas da Companhia, “a participação da Romi na Equiplast 2011 foi especialmente importante para a apresentação da subsidiária Romi para o mercado espanhol, a Italprensas Sandretto, que passa a contar com uma nova estrutura comercial, completamente renovada e que atende a todas as áreas da península. A subsidiária também apresenta uma nova gestão de vendas, bem como novas instalações em Barberà del Vallés, onde estão centralizados os serviços de assistência técnica e peças de reposição, bem como a coordenação dos técnicos residentes que atuam em áreas como Valencia, Levante e País Basco. “

“Esta reestruturação é importante para mantermos o contato e a estrutura de pós-venda mais próximos aos clientes, o que faz parte da estratégia de expansão e renovação da empresa, com o objetivo de oferecer um melhor serviço a nossos numerosos clientes na Espanha “, diz Romi Monica Zanatta, gerente de vendas internacionais.

Dentro do plano de ação desenvolvido para o mercado espanhol, a empresa expôs, na Equiplast 2011, uma injetora Sandretto EN 100, de aplicação geral, e que serve a muitos setores da produção industrial. Também estiveram em exposição  o centro de usinagem vertical Romi D 600, projetado para ambientes de alta produção e ferramentaria, e a Sandretto EL 100 máquina elétrica, mais direcionada ao setor técnico de processamento de plásticos por injecção. “Ambos os modelos de injetoras cumprem o objectivo de proporcionar maior economia de energia”, conclui o gerente da subsidiária espanhola, Adolfo Ibañez.

Fonte: Indústrias Romi

Matripeças lança novo site na Plastech Brasil

12/08/2011

A Matripeças dispõe de inúmeras soluções em componentes, para facilitar a montagem e o trabalho dos moldes de injeção de plástico, alumínio ou zamak. Além da ampla linha padronizada, a empresa oferece soluções personalizadas, produzindo peças de acordo com as medidas e características exigidas pelas necessidades de projetos específicos.

Na Plastech Brasil, a empresa lança seu site com novas ferramentas que vão facilitar orçamentos de peças especiais para moldes e matrizes e também uma linha nova de colunas para moldes. Navegando pelo site, o usuário irá clicar na opção “sob medida” da linha de produtos desejada e preencher as cotas do item enviando o orçamento, agilizando o processo e garantindo maior acuracidade das informações. No campo das novidades em produtos, a empresa oferta ao mercado as “Colunas sem cabeça”, que facilitam o alojamento, pois não é necessário atravessar a placa quando está for muito espessa. http://www.matripecas.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – PlastechBrasil 2011

Grupo Bener estreia na Brasilplast com linha de eletroerosão para aplicações em ferramentarias.

13/04/2011

O Grupo Bener participa pela primeira vez da maior feira do setor de transformação de plástico do país com uma linha completa de máquinas de eletroerosão, da marca Novik-Electrocut. Elas passaram a integrar o catálogo da Bener Veker recentemente e representam uma opção concreta para quem procura alta qualidade com preço acessível.

Segundo Paulo Lerner, diretor comercial do Grupo Bener, a estrutura de pós-venda e a confiabilidade da Bener no mercado são outro diferencial importante e agregam valor às máquinas. “Temos um serviço de atendimento e assistência técnica consolidados, somos reconhecidos como um fornecedor confiável”, afirma.

A nova linha compreende máquinas de eletroerosão por penetração, com aplicação principalmente no setor de moldes para plásticos, e máquinas de erosão a fio de molibdênio e de latão, destinadas às ferramentarias de corte, repuxo e dobra. “Precisávamos trazer ao mercado brasileiro uma solução de usinagem diferenciada, para trabalhar com aço temperado, o que só pode ser conseguido com eletroerosão. Este setor ainda sente falta de fornecedores no Brasil. Há uma grande demanda não atendida”, avalia o gerente de vendas da Bener, Wilson Borgneth.

A linha é composta de cinco modelos, com variadas configurações dimensionais, para atender às diferentes demandas. “Temos equipamentos direcionados desde os processos mais simples até máquinas de alta performance, para usinagem 3 D”, explica Borgneth. Ele lembra que o Grupo Bener está sempre atento às necessidades do mercado “e movimenta-se para atendê-las da forma mais completa possível”. “Pretendemos avançar muito no mercado de eletroerosão. Nossa expectativa é conquistar 30% de participação no segmento, em dois anos”, antecipa.

SOBRE O GRUPO
Fundada em 1995, a Bener tornou-se destaque no setor brasileiro de máquinas-ferramenta. Atuando como associada de fabricantes nacionais ou em parceria com grandes corporações internacionais, a companhia é hoje uma das principais fornecedoras do mercado interno. Para suprir esta intensa demanda, formou em 2008 o Grupo Bener, que conta com as divisões Bener High-tech, Bener Presses e Bener Veker. No segundo semestre de 2009 ampliou mais uma vez sua atuação e, em parceria com a fabricante portuguesa Adira, passou a comercializar máquinas de corte a laser no Brasil. A empresa atende a todo o território nacional a partir de Vinhedo, na Região Metropolitana de São Paulo, onde mantém uma moderna sede administrativa e um completo centro de assistência técnica e distribuição. Possui ainda show-rooms em São Leopoldo(RS), Caxias do Sul (RS), Joinville (SC), Contagem (MG), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ).

Fonte: Grupo Bener / Brasilplast

 

Romi leva suas principais linhas de máquinas para a Feira Emaqh 2011 em Buenos Aires

24/03/2011

Empresa investe no mercado argentino e conta com sua representante Favel para aumentar participação no País

A Romi participará da Emaqh 2011, que será realizada entre os dias 25 e 30 de março de 2011, em Buenos Aires, Argentina. A Companhia, representada naquele País pela Favel Argentina S.A., estará no estande E70, no pavilhão Azul, onde apresentará o centro de usinagem vertical ROMI D 800, os centros de torneamento ROMI GL 280M e GL 240, o torno CNC ROMI C 1000 (no Brasil, este modelo chama-se Centur 50) e a Injetora Prática 80.

Presente no mercado Argentino há muitos anos, a Romi participará da Emaqh 2011 objetivando reforçar a presença da marca e de seus produtos em todo o território do País vizinho. Com suporte comercial completo, a Romi ainda conta com a vantagem estratégica de estar próxima à Argentina, o que traz facilidade logística para a sua expansão naquele território. “Vamos levar todo o nosso portfólio de máquinas, equipamentos e serviços e contribuir com a retomada da atividade industrial na Argentina”, afirma o diretor de Comercialização de Máquinas da Romi, Hermes Lago.

Em sua 24º edição, a Emaqh é a mais importante exposição da indústria de máquinas-ferramenta de Buenos Aires. O evento conta com a presença das principais empresas e representantes do setor de máquinas-ferramentas e ferramentarias da Argentina.

Fonte: Romi

Villares Metals lança na Brasilplast 2011 novo aço inoxidável para aplicações em moldes de injeção.

22/03/2011

A Villares Metals acaba de confirmar sua participação na BRASILPLAST 2011 – 13ª. Feira Internacional da Indústria do Plástico, que vai acontecer no período de 9 a 13 de maio de 2011, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Seu mais recente desenvolvimento, o VIMCOR, um aço inoxidável de alta usinabilidade para aplicações como câmaras quentes, porta moldes e moldes de injeção de termoplásticos, será o principal destaque de seu stand. Entre as principais características deste novo aço, que possui os principais requisitos desejados pelas ferramentarias e usuários finais de moldes e componentes para injeção de plásticos, estão a excelente usinabilidade em desbaste e em furação profunda, bem como a excelente soldabilidade, uniformidade de dureza, estabilidade dimensional e boa resistência a corrosão.

O VIMCOR, extremamente adequado para utilização em ambientes de elevada umidade e de estocagem como os encontrados em câmaras quentes, placas de refrigeração e porta moldes, pode ser fornecido em formato redondo (máx. 600mm), quadrado (máx. 600mm), retangular (área máx. 3.000cm2/para espessura máx. de 500mm) ou em outras dimensões, sob consulta.

Na oportunidade também serão apresentados outros dois tipos de aço indicados para aplicação em moldes para plásticos: o VP100, um aço desenvolvido com menor uso de elementos microligantes, que pode ser endurecido em condições de resfriamentos diferentes da têmpera tradicional e cujo processo de tratamento térmico diferenciado contribui para a sustentabilidade, com menor emissão de CO2, e o N2711M, aço com usinabilidade melhorada aplicável a moldes que utilizam material pré temperado para 40HRc, garantidas as propriedades de polibilidade e limpidez desejados para fabricação de itens com alto grau de transparência e espelhamento.

Os produtos da Villares Metals têm sua qualidade certificada de acordo com as normas ISO 9001:2000, ISO / TS 16949:2002, EMBRAER GQP/SQF, D2000W0, Ü-NORM e P.E.D DIRETIVA 97/23/EC.

Fonte: Brasilplast

Romi promove leilão de máquinas e equipamentos

17/03/2011

Empresa vai leiloar diversos tipos de máquinas a preços atrativos, entre as quais Injetoras,  Sopradoras, Tornos e Centros de Usinagem.

Agendado para o dia 23 de março de 2011, a Romi anuncia um leilão público presencial e online de máquinas seminovas, usadas, equipamentos e materiais de estoque. Neste leilão, um lote composto por um torno CNC Centur 30D V.4.0 x 1.000mm A2-6″ Siemens terá uma vantagem extra: a garantia de três meses.

O pregão oficial será realizado às 12 horas no Maici’s Place, localizado na Rua Pernambuco, 478, próximo à Avenida Tiradentes, em Santa Bárbara d’Oeste, interior do Estado de São Paulo. Quem não puder ir até o local terá a possibilidade de participar do leilão simultaneamente pela internet. Os interessados pelo pregão online podem se cadastrar pelo site www.milanleiloes.com.br e já começar a registrar seus lances.

A visitação aos lotes disponíveis poderá ser feita nos dias 17, 18, 21 e 22 de março de 2011, das 8 às 16h e, no dia do leilão, das 8 às 12h. Os lotes encontram-se na unidade Matriz e na unidade Distrito da Romi, em Santa Bárbara d’Oeste, SP. Alguns dos lotes encontram-se em Manaus, AM.

Entre os destaques dos quase 120 lotes oferecidos, estão centros de usinagem vertical Discovery 760, torno convencional Tormax 30B, tornos CNC Centur 30G, Centur 30D, Multiplic 35D, ROMI G 280 Fanuc, injetora de plástico Prática 130 e 170 e Sopradora Maxtec Especial.

Informações para visitação:

Matriz Romi: Lotes 087 a 104 e 108 ao 119 – Avenida Pérola Byington, 56 Centro – Santa Bárbara d’Oeste – SP
Unidade Distrito: Lotes 001 a 086 – Rodovia SP-304 km 141,5 – Santa Bárbara d’Oeste – SP
Manaus: Lotes 105 a 107 – Av. dos Oitis, 5699, Distrito Industrial II, Manaus – AM

Informações ou agendamento de visitas pelo telefone (11) 3845-5599 ou pelo site www.milanleiloes.com.br

Fonte: Romi

Mold Masters apresenta novos produtos na Brasilplast 2011.

09/03/2011

A Mold-Masters prepara uma série de inovações e lançamentos que estarão disponíveis na Brasilplast para todos os clientes. Dentre as novidades apresentadas, está toda a linha de Controladores de Temperatura com sistema de controle PID2,  único disponível no mercado brasileiro, com diversas futuras inovações no sistema de controle e armazenamento e gerenciamento de dados e ferramentas.

Toda a linha, que já esta sendo montada na Fábrica do Brasil (Sumaré SP) sob o criterioso sistema de qualidade global da Mold-Masters, terá a tecnologia de Touch Screen e diversas funcionalidades, inclusive para os controladores voltados a moldes de baixa cavitação.

Nos Sistemas de Câmaras Quentes, a inovação fica por conta dos produtos Sprint para aplicações de parede fina, tampas, embalagens e moldes de talheres. Com um robusto sistema de construção nas áreas de vedação e 35% mais rápidos do que concorrentes durante as trocas de cores, o bicos da linha Sprint são a referencia pra o segmento.

Os bicos Melt Disk para injeção lateral de peças, também vem com inovações que permitem a aplicação em poliolefinas  e materiais de engenharia com extrema qualidade no vestígio.

Para o mercado automotivo a Mold-Masters traz a sua nova linha de sistemas pré-montados (drop in) denominado Fusion G2. A Linha Fusion, em sua segunda geração, apresenta excelente custo beneficio, fácil sistema de montagem e manutenção e rápida instalação.

Alem de todos estes lançamentos, a Mold-Masters irá apresentar  o produto mais comentado no mercado mundial:  a sua linha de produtos denominada MPET. A MPET foi desenvolvida especialmente para entender o mercado de PET mundial, possibilidade o fornecimento de moldes de pré-formas completos, reformas e conversões, desenvolvimento projetos de pré-forma e prototipagem, e sistemas de câmara quente para qualquer tipo de molde e controladores de temperatura. Tudo já disponível na planta de Sumaré em São Paulo.

Fonte: Mold Masters / Brasilplast

Feiras ArabPlast e TeknoTube atraíram mais de 18.000 visitantes

09/02/2011

As feiras ArabPlast e a Tekno Tube de 2011, que ocorreram simultaneamente de 8 a 11 de janeiro, no Dubai International Convention and Exhibition Centre, atraiu 18.680 visitantes.

Dr. Rashid Ahmed Bin Fahad, Ministro do Meio Ambiente & Água dos Emirados Árabes Unidos, disse durante a abertura da ArabPlast e Tekno Tube: “O sucesso da ArabPlast / TeknoTube 2011 demonstra a robustez da indústria de feiras nos Emirados Árabes Unidos. “

A ArabPlast e a Tekno Tube são a plataforma líder de negócios para a indústria, em um mercado com grandes investimentos e grande futuro para os plásticos e petroquímicos  nos países do Golfo Pérsico, em geral, e nos Emirados Árabes Unidos, em particular.

A ArabPlast 2011, principal feira de Plásticos, Borracha e processamento de Plásticos no Oriente Médio, realizou a sua 10 ª edição com participação internacional importante.

A Tekno Tube, Feira internacional de Máquinas Industriais e Ferramentaria, único evento especializado do gênero no Oriente Médio, no seu vigésimo ano, contribuiu para fomentar este crescimento conjunto das feiras,  provando ser a plataforma ideal para as empresas fazerem incursões no florescente mercado do Oriente Médio.

Na ArabPlast e Tekno Tube 2011, foi registrada a presença de mais de 50 empresas alemãs e também apresentações conjuntas da Áustria, Itália e Portugal. Na Tekno Tube, houve apresentações conjuntas da China, Áustria e Alemanha .

O Sr. Satish Khanna, Gerente Geral dos organizadores da Feira, Al Fajer Information & Services, disse:  “O fato de que Arabplast e a Tekno Tube atraíram 800 expositores, representando 40 países, e o aumento de 25 por cento na área de exibição em comparação com a última edição, é uma clara evidência de que os Emirados Árabes Unidos são a plataforma ideal para se atingir o mercado do Oriente Médio. “

Erhard Wienkamp, Diretor da Divisão da Messe Düsseldorf, comentou: “A ArabPlast e a Tekno Tube têm reforçado as suas posições como as plataformas de negócios líderes em um mercado com grandes investimentos e um grande futuro. A feira representa o sucesso de uma parceria que vem unindo a Messe Düsseldorf e a Al Fajer Information & Services por mais de seis anos. Os Emirados Árabes Unidos emergiram com sucesso como o centro regional dos mercados do Oriente Médio. As empresas regionais e internacionais consideram que este mercado é benéfico para suas operações.  Estou muito satisfeito pelo fato de que a Messe Düsseldorf pôde acrescentar know-how e experiência para o sucesso da ArabPlast / Tekno Tube 2011 e estou ansioso para manter a nossa parceria em andamento, para o benefício dos nossos clientes.”

Khanna acrescentou: “Na ArabPlast 2011, os negócios relacionados com máquinas ultrapassou a casa dos 4,61 bilhões de Dirhams (moeda dos Emirados Árabes), envolvendo principalmente companhias européias e asiáticas. Houve uma enorme afluência de fábricas de plásticos regionais, que encararam a feira como uma plataforma ideal para compra de máquinas, ao invés de viajar ao exterior para fazer pedidos. Os governos do Golfo Pérsico estão abrindo as portas para os produtores de plásticos e as fábricas estão aproveitando esta oportunidade para produzir plásticos no mercado interno. As empresas petroquímicas no Golfo Pérsico também estão apoiando os produtores de plásticos para aumentar a sua competitividade e a exportação de seus produtos. “

Comentando sobre a indústria de plásticos na região do Golfo, o Sr. Joaquim Branz, Gerente Geral dos escritórios regionais da Arburg, uma empresa alemã líder no segmento de injeção, disse: “Esta é a nossa segunda participação na ArabPlast,  a qual ocorre depois do grande sucesso e dos importantes negócios que  obtivemos na edição anterior de 2009. “

O Sr. Daniel Liao, Gerente Regional de Vendas para o Oriente Médio e Norte da África da Hyplas, uma empresa líder de Taiwan, especializada em plásticos, afirmou: “Nós estamos no Oriente Médio e Norte da África desde dez anos atrás e estabelecemos um escritório aqui há dois anos. Esta é a nossa terceira participação no ArabPlast e esta feira provou ser um dos melhores eventos no setor de plásticos e petroquímica. “

“Esta edição da ArabPlast deu um forte impulso a este setor. Nós realizamos importantes negócios, incluindo duas máquinas, no valor de 220.000 dólares e 68 mil dólares”, acrescentou Liao.

“Nós fechamos negócios no valor de 5 milhões de euros. Recebemos muitos visitantes durante a feira, com uma média de 50 por dia. Nós e as outras empresas austríacas consideram que este é um excelente espaço para mostrar nossos produtos para todo o Oriente Médio “, disse Franz Gass, Gerente Regional de Vendas, da Starlinger & Co. Gesellschaft mbH., uma empresa austríaca líder, especializada na produção de sacolas plásticas e máquinas de reciclagem.

Fonte: Messe Duesseldorf

Messe Brasil e a alemã Demat criam joint venture e anunciam a EuroMold Brasil 2012

15/12/2010

Evento é um dos principais do mercado de ferramentais, moldes e design na Europa, EUA, África do Sul, Rússia, Índia e China e seguirá o mesmo padrão na América Latina.

A Messe Brasil, uma das principais organizadoras de eventos técnicos voltados para a indústria brasileira, e a Demat, uma das mais representativas empresas privadas de organização de feiras da Alemanha, anunciam a criação de uma joint venture para realização da EuroMold Brasil – Feira de Fabricantes de Moldes, Ferramentas e Design, programada para estrear no Brasil em 2012. O evento segue os padrões da EuroMold, a maior feira mundial para o segmento, que acontece anualmente em Frankfurt, em dezembro. A Demat também organiza e promove a AmericaMold em Cincinnati nos EUA, AfriMold em Johannesburg na África do Sul, DieMould Índia em Chennai na Índia, RosMould em Moscou na Rússia e a AsiaMold em Guangzhou na China.

Segundo Richard Spirandelli, gerente de marketing da Messe Brasil, a joint venture é resultado da convergência de interesses das duas empresas organizadoras no mercado de ferramentais, moldes e design da América Latina. “Com eventos em quatro continentes, os clientes da Demat tem oportunidade de explorar novos negócios nos cinco continentes, incluindo a partir de agora a América Latina”, afirma.

Análises de mercado e a identificação de necessidades junto a expositores internacionais, levaram a criação do novo evento que será realizado de 20 a 24 de agosto de 2012, em Joinville/SC – Brasil, paralelo à Interplast 2012 – Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico. “Entendemos que a primeira edição junto com a Interplast, agrega valor à cadeia de moldes, ferramentarias e design, ampliando as possibilidades de negócios para visitantes e expositores da cadeia de desenvolvimento de produtos”, comenta Spirandelli.

A EuroMold Brasil será promovida ao mercado a partir de janeiro de 2011, sendo a Messe Brasil responsável pela divulgação e comercialização no Brasil e demais países da América Latina, e a Demat por expositores e visitantes dos demais continentes interessados em negócios no Brasil. “A expertise da Messe Brasil em feiras técnicas para o setor de ferramentais plásticos, fundições e metal-mecânico, somados ao sucesso da Interplast que caminha para a sétima edição e ao amplo relacionamento da Demat no mercado mundial, respaldam o sucesso desta  parceria internacional”, acrescenta Spirandelli.

Fonte: Messe Brasil

Grupo japonês DJK foca captação de clientes brasileiros na Interplast 2010

24/06/2010

A Daiichi Jitsugyo (DJK) do Brasil responsável pela comercialização de máquinas do grupo japonês no Brasil participa da Interplast 2010 com a finalidade de fortalecer sua marca no mercado e captar novos clientes. A empresa atua com eletropositor de metais para reparos a frio de moldes destinados a injeção de plásticos, alumínios, borrachas e ferramentas em geral. “O produto é inovador no mercado brasileiro para reparos a frio de moldes por deposição de material com a vantagem de reparar o molde sem danificá-lo, fazendo reparo no local”, comenta Takuya Hara, diretor presidente da DJK do Brasil.

Sobre a DJK do Brasil
A DJK do Brasil iniciou suas atividades em 2007 como uma trading company especializada no fornecimento de equipamentos e sistemas de melhoria da produtividade industrial. Hoje, conta com parceiros em diversas áreas, consolidando-se como um conglomerado empresarial provedor de soluções que integram máquinas, tecnologia e serviços.

Fonte: Messe Brasil