Posts Tagged ‘Feiplar/Feipur 2018’

Unidade de Uretanos da Lanxess participou da feira e congresso Feipur & Feiplar

12/11/2018

Participação no evento reforçou o compromisso da empresa com o segmento de pré-polímeros

A Lanxess participou da Feipur & Feiplar Composites – Feira e Congresso Internacionais de Composites, Poliuretanos e Plásticos de Engenharia, que ocorreu entre 6 e 8 de novembro, no Expo Center Norte, em São Paulo. Na oportunidade, foi apresentado o portfólio de produtos da unidade Urethane Systems, líder no desenvolvimento de sistemas de pré-polímeros de uretano para elastômeros, revestimentos, adesivos e selantes.

A presença da Lanxess na feira reforçou a importância que o setor de Uretanos tem para a companhia, que está construindo uma nova planta para a produção de pré-polímeros em Porto Feliz (foto), com previsão de ficar pronta no segundo trimestre de 2019. “A nova unidade irá ampliar a capacidade produtiva da companhia, além de possibilitar o desenvolvimento de novas soluções”, explica Ailton Pereira, gerente de vendas, assistência técnica e desenvolvimento, da unidade Urethane Systems, da Lanxess.

A Lanxess também marcou presença no Congresso através de dois painéis setoriais. Na terça-feira, dia 6, Bruno Moraes de Nadai, vendedor técnico da divisão de Poliuretanos e Julie Chapelet, gerente de marketing estratégico global, falaram no Painel de Petróleo e Gás sobre as soluções de poliuretano da Lanxess para aplicações tradicionais e de extrema demanda técnica desse mercado. Na quarta- feira, dia 7, a divisão de Uretanos marcou presença com o tema “Novos desenvolvimentos para o mercado”, no painel de Mineração, que foi apresentado por Ailton Pereira, Gerente de vendas, assistência técnica e desenvolvimento e Jean Pauletto, Especialista em assistência técnica para sistemas de PU.

Entre as novidades que foram apresentadas no evento estão os tubos sem pós-cura utilizados no segmento de mineração e os adesivos para a reciclagem de colchões e pneus. “Com esse adesivo, pedaços de espuma gerados na produção de colchões podem ser aglomerados e assim utilizados em conjunto na confecção dos mesmos, bem como borrachas moídas podem se transformar em pisos de playground e academias, podendo também ser aplicados como isolante acústico na construção civil”, complementa o executivo.

A Lanxess Urethane Systems é líder em sistemas de poliuretano para elastômeros, revestimentos, adesivos e selantes, com foco especial em sistemas livres de solventes e monômeros. A Lanxess é uma empresa líder em especialidades químicas, com vendas de 9,7 bilhões de Euros em 2017 e cerca de 19.200 funcionários em 25 países. Atualmente, a empresa está representada em 74 unidades de produção em todo o mundo. O core business da Lanxess é o desenvolvimento, fabricação e comercialização de intermediários químicos, aditivos, especialidades químicas e plásticos.

Fonte:  Assessoria de Imprensa – Lanxess

Curta nossa página no

Anúncios

Solvay apresentou solução para expansão de espumas de poliuretano durante Feipur

12/11/2018

Segundo a Solvay, seus agentes de expansão de espumas de poliuretano da linha Solkane® estão alinhados ás melhores soluções para isolamento térmico encontradas no mercado, tendo em vista as restrições impostas pela regulamentação internacional criada pelo Protocolo de Montreal, há 31 anos, que foi referendado e ampliado pela Emenda de Kigali, aprovada em 2016.

Segundo Mário Sérgio Avezú, responsável por Vendas e Marketing na América do Sul da unidade global de negócios Special Chem da Solvay, os produtos da linha Solkane® têm obtido sucesso como alternativa a outros agentes de expansão comercializados na região.

“Dadas as suas características e propriedades, o hidrofluorcarbono pentafluorbutano HFC 365 mfc e suas blendas com heptafluorpropano 227ea são os produtos ideais para substituição do HCFC 141b na expansão de espumas de PU destinadas a isolamento térmico”, diz Avezú. São compatíveis com todas as demais matérias-primas, como os polióis, isocianatos, silicones, retardantes de chama etc., exigindo apenas alguns ajustes na receita, sem implicar alterações na linha de produção, afirma a empresa.

Segundo a Solvay, os produtos da linha Solkane® têm ODP (potencial de degradação da camada de ozônio) igual a zero, ou seja, diferentemente do HCFC-R141b, não agride a camada de ozônio. Entre os benefícios oferecidos por essas soluções destacam-se a facilidade e segurança de manuseio combinadas a um o desempenho superior em termos de propriedades das espumas e custo satisfatório, garante o fabricante. Permitem a obtenção de espumas satisfatórias quanto a estabilidade dimensional e resistência a compressão e com elevada capacidade de isolamento térmico, tanto quando recém produzidas quanto após o envelhecimento.,

Os produtos Solkane® estão entre as opções mais confiáveis, seguras, eficientes e econômicas para o atual ambiente de negócios, garante Mário Sérgio Avezú, ressaltando que estão perfeitamente alinhados com os prazos de substituição de HCFCs e HFCs estabelecidos para o mercado brasileiro com base no Protocolo de Montreal e na sua Emenda de Kigali.

“Temos trabalhado junto aos clientes e ao mercado em geral com o objetivo de reforçar nossa mensagem de que somos um player ativo, que oferece soluções competitivas e adequadas às suas necessidades”, assinala Avezú. Ao mesmo tempo, a Solvay tem intensificado suas atividades nesse segmento, buscando criar produtos inovadores para apoiar o desenvolvimento futuro dos clientes.

Fonte: Solvay

Curta nossa página no

CPA e Purcom lançam resina de poliuretano derivada de vegetais para compósitos na Feiplar

04/11/2018

QuickFloor: primeira aplicação de PUGreen®

Durante a a Feiplar Composites, que ocorre de 06 a 08/11, no Expo Center Norte, em São Paulo, as empresas CPA e Purcom estarão apresentando uma resina de poliuretano derivada de vegetais, o PUGreen®. Segundo os fabricantes, as características do material atendem às principais demandas do setor de compósitos, a exemplo de leveza, resistência, qualidade do acabamento e sustentabilidade.

Segundo Paulo Macaúbas, responsável pela área de desenvolvimento de novos negócios e produtos da CPA, a formulação do PUGreen® baseia-se numa blenda de diversos óleos vegetais. “É uma resina derivada de fontes renováveis, com conteúdo de 90% a 100% de sólidos e emissão zero de voláteis, o que a transforma num produto singular no Brasil quando o assunto é poliuretano vegetal. Assim, além de ser ambientalmente amigável e não poluir a atmosfera, o PUGreen® é inodoro, o que melhora a condição de trabalho do aplicador”, explica.

A empresa afirma que, em paralelo ao apelo ecológico, o PUGreen® oferece outros benefícios quando comparado às resinas usadas para moldar compósitos. Entre eles, o maior alongamento típico do poliuretano e os superiores índices de resistência à abrasão, somados ao bom balanço de propriedades de tração e impacto, garantem os fabricantes. “Outro diferencial é a diminuição de peso, que fica entre 6% e 12%, a depender do tipo de peça. Essa característica atende à crescente tendência da indústria de compósitos pela busca por leveza. Destaque também para o baixo pico exotérmico, que resulta em contração praticamente nula e, portanto, melhor acabamento superficial”, complementa Macaúbas.

União de competências

Em operação desde 2006 e especializada na fabricação de resinas vegetais para revestimentos de pisos industriais, a CPA vem investindo ao longo dos últimos anos no desenvolvimento de produtos para o mercado de compósitos, além de resinas, adesivos estruturais e selantes. Esse movimento resultou na criação do PUGreen® e na aliança com a Purcom, maior casa de sistemas independente da América Latina e que há mais de quinze anos abastece os moldadores de compósitos.

“Desenvolvemos polióis de fontes renováveis desde a nossa fundação, mas basicamente para a produção de espumas – e não de resinas. Agora, por meio da parceria com a CPA, incluímos em nosso portfólio resinas de PU vegetais para os mais diversos processos de transformação de compósitos. Em linhas gerais, o PUGreen® é um produto com tecnologia CPA e expertise Purcom”, observa Giuseppe Santachè, diretor comercial da empresa.

A Purcom será responsável pela fabricação da novidade, em conjunto com a CPA – a comercialização, por sua vez, ficará por conta exclusiva da casa de sistemas. No seu estande na Feiplar, assim como no da CPA, os visitantes poderão conferir amostras do QuickFloor, primeiro produto moldado com PUGreen®.

Desenvolvido pela G12 Innovation e produzido pela Compósitos AJB, o QuickFloor é um revestimento de piso modular e industrializado, aplicável em áreas molhadas das edificações, como banheiro, cozinha e lavanderia. Segundo a empresa, trata-se de uma solução prática, limpa e sustentável, que contribui com a impermeabilização da área, pois as placas fabricadas com PUGreen® são impermeáveis e moldadas em uma única peça. “Nosso próximo passo será atender ao mercado de transporte, com foco em ônibus e caminhões, além de um projeto na indústria naval”, avisa Santachè.

Serviço
Feiplar
Quando: 06-08/11
Onde: Expo Center Norte, São Paulo (SP)
CPA: estande E26
Purcom: estande A6

Fonte: Assessoria de Imprensa – CPA / Purcom

Curta nossa página no

Evonik apresenta portfolio para compósitos e poliuretanos durante Feiplar Composites & Feipur 2018

04/11/2018

Materiais compósitos e poliuretanos tem ampla aplicação na indústria automotiva

Com a participação de várias linhas de negócios, a Evonik apresentará o seu portfólio de matérias-primas para os segmentos de compósitos, poliuretanos e plásticos de engenharia.

A Evonik, uma das líderes mundiais em especialidades químicas, participará da Feiplar Composites & Feipur 2018 – Feira e Congresso Internacionais de Compósitos, Poliuretano e Plásticos de Engenharia, que ocorrerá entre os dias 6 e 8 de novembro, das 12 às 20 horas, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Com um variado portffólio de produtos inovadores, a empresa apresentará materiais de núcleo para estruturas sanduíches, matrizes para resinas termoplásticas e termofixas, bem como componentes essenciais para matrizes, tais como reticuladores, catalisadores, modificadores de resistência ao impacto ou aditivos de processamento.

A linha de Poliuretanos da Evonik apresentará ainda um portfólio combinado após a aquisição da linha de aditivos de performance da Air Products, bem como os novos desenvolvimentos decorrentes da sinergia desta aquisição.

O objetivo é promover novos produtos e reforçar a posição da Evonik como uma das principais fornecedoras de soluções para as indústrias que atuam nos mercados de energia eólica, óleo e gás, automotivo, aeroespacial e esporte e lazer, entre outros que exigem cada vez mais soluções de alta tecnologia e customizadas para cada aplicação.

Alguns dos produtos da linha de Poliuretanos a serem exibidos durante a feira são:

  • Tegostab® B 84205 – silicone que propicia isolamento térmico e distribuição de densidade uniforme em sistemas que demandam fluidez, como geladeiras e painéis.
  • Tegostab® B 8491 – segundo a Evonik, este é um silicone de performance balanceada e alta estabilidade à degradação química em sistemas que demandam fluidez com bom acabamento estético.
  • Polycat® 203 – catalisador de gel que propicia estabilidade em sistemas e rápida reação inicial quando usado em sistemas de spray contendo HFO.
  • Polycat® 218 – catalisador de sopro não emissivo e com baixo odor para sistemas contendo agentes de expansão de baixo GDP.
  • Dabco® PM 301 – agente que melhora a eficiência dos agentes de expansão HFC e HFO, afirma a empresa.
  • Dabco® NE 1550 – catalisador de gel reativo de baixo odor. Segundo a Evonik, não causa manchas em policarbonatos. Não resulta em FOG.
  • Produtos da série Ortegol® LA – sequestradores de aldeídos para atender às normas de emissões.
  • Ortegol® PE 40 – estabilizante para sólidos/melamina em poliol, possibilita estabilizar misturas entre polióis incompatíveis.

Para materiais de núcleo e matrizes termoplásticas e termofixas, serão destaques:

  • Rohacell HERO – Espuma rígida de PMI (polimetacrilimida) utilizada como material de núcleo em estruturas de compósitos tipo sanduíche recentemente desenvolvida para o mercado aeroespacial.
  • Vestakeep – polímero de PEEK (Polieteretercetona) que pode ser utilizado como matriz termoplástica para as fibras em materiais compostos. Vestakeep é apropriado para a aplicação em fibras unidirecionais e tecidos feitos de fibras de carbono, vidro ou aramida.
  • Vestamid HTplus – polímero de poliamida de baixa viscosidade que proporciona boa impregnação de fibras em aplicações de compósitos. Com temperatura de transição vítrea (Tg) de 125 °C e uma janela de processo de 300 °C, esta é uma matriz termoplástica que, segundo a Evonik, suporta elevadas temperaturas e é apropriada para aplicações automotivas e aeroespaciais quando combinadas com fibras de carbono, vidro e aramida.
  • Vestalite – Formulações de resina epóxi e PU para soluções automotivas leves. Os produtos Vestalite® são soluções para compostos de alto desempenho, fabricados em materiais à base de epóxis e poliuretanos. Segundo a Evonik, permitem um processamento rápido, econômico e de alto desempenho, o que os torna adequados para aplicações em material composto no setor automotivo.
  • Nanopox – concentrado de nanosílica em resina epóxi. Os produtos da linha Nanopox são utilizados para substituir uma parte da resina epóxi em formulações existentes, tipicamente na gama de 20-30%. Podem ser combinados com as resinas epóxi comercialmente disponíveis e curada com os endurecedores tipicamente utilizados.
  • Albidur – concentrado de partículas de borracha de silicone em resinas reativas. Os diferentes tipos Albidur podem ser usados para melhorar a dureza de formulações termorrígidas, afirma a Evonik.
  • Albiflex: concentrados de copolímeros elastoméricos em resinas epóxi. Os produtos da linha Albiflex podem ser copolímeros de epóxi de silicone ou acrílicos terminados em poliuretanos, projetados para aumentar a flexibilidade de formulações de termorrígidos. Podem ser usados em revestimentos flexíveis (coatings) e selantes utilizados em aplicações elétricas/eletrônicas.

Sílicas e Silanos para os mercados de adesivos, selantes e compósitos:

  • Aerosil® R 202 e Aerosil® R 208 – sílicas pirogênicas pós-tratadas e altamente hidrofóbicas. A Evonik afirma que os materiais se destacam por conferir eficiência de espessamento, bom desempenho reológico e estabilidade à armazenagem em formulações epóxi, poliuretano e outros sistemas.
  • Aerosil® R 805, Aerosil® R 812 S e Aerosil® R 106 – sílicas pirogênicas pós-tratadas e hidrofóbicas, que, segundo a Evonik, se destacam por conferir alta transparência aos diversos sistemas.
  • Dynasylan® 1146 – um silano multifuncional que atua como promotor de adesão, baixo teor de VOC, manuseio fácil e seguro e baixo impacto ambiental. Segundo a Evonik, ele aumenta a hidrofobicidade do sistema, diminuindo a absorção de água durante o armazenamento.

Eventos simultâneos

Paralelamente à feira, a Evonik participará dos Painéis Setoriais e do VI Congresso SAMPE Brazil – Sociedade para o Avanço de Materiais e Engenharia de Processos. Confira as apresentações:

Painel Isolamento Térmico
Dia 6/11 – das 9h20 às 10h00
Tema: Soluções em aditivos para as novas tendências do mercado

Painel Calçadista
Dia 7/11 – das 9h20 às 10h00
Tema: Soluções em aditivos para o mercado de calçados.

Painel Automotivo
Dia 7/11 – das 11h40 às 12h20
Tema: Aditivos para cumprir com as mais restritas normas de emissões.

Painel Espumas Flexíveis
Dia 8/11 – das 10h20 às 11h00
Tema: Soluções para cumprir com as novas tendências do mercado

VI Congresso SAMPE Brazil 2018:
Dia 06/11 – 10h50
Qualificação de termoplásticos reforçados com fibra de carbono em tubulações de composites termoplásticos para aplicações de óleo e gás – Carsten Schuett, Evonik (Alemanha)

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Dow apresenta soluções em poliuretano durante a Feipur 2018

30/10/2018

– Sob o conceito “Transforme a Sensação”, companhia aposta em tecnologias voltadas para colchões, calçados, infraestrutura, construção civil e automóveis
– Diretamente do evento, Maurício Arruda, arquiteto, designer e apresentador, fará uma live no Facebook da Dow mostrando as principais opções do mercado para proporcionar bem-estar ao dia a dia das pessoas

A Dow, uma das empresas líderes globais no fornecimento de soluções de poliuretano (PU), exibirá seu portfólio para espumas rígidas e flexíveis durante a Feipur 2018. A companhia apresenta sua completa linha de tecnologias dividida nas plataformas ComfortScience, InsulationScience, DurableScience e Mobility. Sob o conceito “Transforme a sensação”, pretende mostrar a versatilidade do material em aplicações que promovem conforto, bem-estar, segurança, eficiência energética, inovação e sustentabilidade para diferentes setores.

Sendo uma companhia integrada na produção de poliol na América Latina, a Dow afirma ter o compromisso de entregar aos clientes soluções customizadas em poliuretanos que atendam às necessidades mais específicas de cada mercado. “Temos vivido uma grande transformação na Dow que nos permite entender melhor os desafios da cadeia de valor e as demandas dos nossos parceiros para oferecer produtos mais inovadores e sustentáveis. Dessa forma, conseguimos contribuir para que eles desenvolvam produtos finais de melhor qualidade e alto valor agregado, tornando a experiência dos consumidores mais agradável, simples e positiva”, ressalta Edilson Machado, diretor de Marketing do negócio de Poliuretano da Dow na América Latina.

Destaques na Feipur

Em InsulationScience, o foco da Dow são as tecnologias de poliuretano para melhorar a eficiência energética na cadeia do frio e garantir o conforto térmico nas construções. Durante o evento, os destaques são os painéis sanduiche, desenvolvidos com espumas rígidas de Poliuretano (PUR) /Poliisocianurato (PIR) sob as linhas Voracor™ e Voratherm™. “Este é um novo modelo construtivo que acompanha as tendências do país. A região latino-americana está em busca de opções mais inteligentes e sustentáveis, com uma série de benefícios quando comparados à construção convencional, como por exemplo leveza, menor geração de resíduos, aumento de produtividade e redução dos gastos com a conta de energia e ar condicionado” reforça Machado.

Em ComfortScience, a Dow apresenta diversas opções em espuma flexíveis para colchões, travesseiros, mobiliários e calçados que, segundo a empresa, proporcionam mais conforto para o consumidor. Muitas vezes, esse atributo é um conceito subjetivo para as pessoas, mas a companhia identificou três dimensões para explicá-lo cientificamente: Ergonomia, Microclima e Sensorial. Ao configurar essas qualidades de acordo com as especificações de cada cliente, é possível responder a diferentes necessidades e adaptar o produto para oferecer a experiência mais confortável possível. O portfólio de especialidades e a expertise técnica da empresa possibilita customizar as propriedades de cada tipo de espuma, permitindo, inclusive, o desenvolvimento de colchões com mais inovação, como os colchões em caixa – tendência mundial já mais consolidada nos Estados Unidos e Europa, que chega à América Latina.

A plataforma de DurableScience, especializada em soluções industriais de alto desempenho e durabilidade para aplicações em compósitos, revestimentos, elastômeros, adesivos e selantes, promove na Feipur os aglutinantes de borracha para superfícies de pistas de esporte e lazer. “Os polímeros da linha VoramerTM são fáceis de aplicar, têm propriedades de coesão superiores e podem ser combinados com pneus usados, ajudando na economia circular desse material e combatendo um problema grave de resíduos sólidos”, relata o executivo. Além disso, segundo a Dow, o VoramerTM permite a fabricação de pisos com maior absorção de impacto e propriedades antiderrapantes que atendam as normas técnicas de segurança (ABNT NBR 16071-3) e as exigências de qualidade e segurança do Instituto Nacional de Avaliação da Conformidade em Produtos (INNAC).

Por fim, a plataforma de Mobility, fornecedora de soluções para o mercado de automóveis, destaca possibilidades que, segundo a Dow, melhoram a performance dos veículos, trazendo conforto ergonômico, isolamento acústico, durabilidade, segurança e peso – o que contribui para redução dos gastos com combustível. Sob a linha SpecflexTM, a Dow oferece opções em poliuretano para assentos, encostos de cabeça e aplicações sob o capô e que promovem baixas emissões de substâncias tóxicas que prejudicam a saúde e o meio ambiente, como compostos orgânicos voláteis (COV) e aldeídos.

As tecnologias das plataformas de negócios mencionadas acima, bem como mais informações sobre o portfólio da Dow e tendências em poliuretanos, podem ser conferidas na Mundo PU, um portal de conteúdo online que reúne as principais novidades, soluções e aplicações do setor para clientes, profissionais, acadêmicos e estudantes.

Live no Facebook

Em 06 de novembro, às 16h30, a Dow promove um encontro de clientes com o arquiteto, designer e apresentador Maurício Arruda. Ele fará uma transmissão ao vivo no Facebook diretamente do estande da companhia, mostrando as principais opções para proporcionar bem-estar ao dia a dia das pessoas. Para acompanhar, acesse a página “Dow e Maurício Arruda na Feipur 2018”.

Palestras técnicas

– Soluções versáteis e inovadoras que minimizam o impacto do aquecimento global garantem desempenho superior, além de seguirem as regulamentações e as tendências do mercado
Palestrante: Renan Mendoza, especialista técnico
Data: 06 de novembro, às 13h40

– Tecnologias inovadoras que minimizam as emissões de carbono nos automóveis
Palestrante: André Ritter, especialista técnico
Data: 07 de novembro, às 13h

Fonte: Assessoria de Imprensa – Dow

Curta nossa página no