Posts Tagged ‘Etileno XXI’

Braskem Idesa produz primeiro lote de polietileno no México

07/04/2016

Braskem-Mexico

A Braskem Idesa, joint venture da Braskem com o grupo mexicano Idesa, atingiu hoje, 07 de abril, um importante marco com a produção do primeiro lote de polietileno no Complexo Petroquímico do México.

Esse marco faz parte do processo gradual de partida iniciado em dezembro com a entrada em operação da área de utilidades, seguida do cracker, em março. Após a partida da primeira planta de polietileno de alta densidade, ocorrida hoje, a expectativa é de que as outras duas plantas de polietileno comecem a operar ainda neste mês. Ao longo dos próximos meses, o objetivo é atingir a capacidade de produção de 1,05 milhão de toneladas de polietileno em bases anuais.

“Com o início da operação do Complexo Petroquímico no México, a Braskem demonstra a sua capacidade de realização de um projeto greenfield de grande porte, com o desafio adicional de executá-lo no exterior”, diz Carlos Fadigas, presidente da Braskem. O Complexo Petroquímico está alinhado à estratégia da Braskem de internacionalização de suas operações nas Américas e de maior acesso a matéria-prima competitiva base gás.

Localizado no estado de Veracruz, o Complexo contempla um cracker de etano, integrado a três plantas de polietileno, além das plantas de utilidades (energia, água e vapor). O fornecimento de etano está assegurado por um contrato de 20 anos com a Pemex (estatal mexicana de petróleo e gás), a um preço competitivo, com referência no gás norte americano.

A Braskem Idesa já tem uma carteira de clientes estruturada, formada por mais de 350 empresas no México e também diversas parcerias com distribuidores para ampliar o acesso ao mercado.

O Complexo Petroquímico ajudará a reduzir parte do déficit do setor químico no México, que chega  a US$ 20 bilhões, segundo a Associação Nacional da Indústria Química do México, podendo gerar um impacto positivo na balança comercial mexicana entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões por ano.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Anúncios

Braskem aumenta participação acionária em projeto no México

17/01/2013

A Braskem SA aumentou a sua participação acionária no projeto Etileno XXI, implementado em Vera Cruz, no México, em conjunto com o grupo mexicano Idesa. A participação da Braskem aumentará de 65% para 75 %, enquanto que a participação da Idesa se reduzirá de 35 % para 25%. A mudança foi oficializada em contrato celebrado no final de 2012.

O projeto Etileno XXI compreende a construção de um complexo petroquímico, com um craqueador de eteno e três unidades de polimerização. O valor total do investimento é de aproximadamente U$ 3 bilhões. O complexo industrial deverá entrar em operação em Julho de 2015, com uma produção estimada de 1 milhão de toneladas de Polietileno por ano.

Em 19 de dezembro passado, a joint-venture Braskem-Idesa obteve empréstimo de US$ 3,2 bilhões para financiar a construção do complexo petroquímico mexicano, provenientes de instituições financeiras e bancos comerciais como os bancos de desenvolvimento mexicanos Nafin e Bancomext, o BNDES, a International Finance Corporation (IFC), o Banco Interamericano de Desenvolvimento, bancos canadenses e italianos de financiamento a exportações, além de vários outros bancos comerciais. A empresa afirma tratar-se do maior pacote de empréstimos já concedido a um novo projeto na história da petroquímica nas Américas.

O gás natural a ser usado como matéria-prima no complexo Etileno XXI será fornecido pela empresa petrolífera mexicana Pemex e terá o preço referenciado pelo preço do gás de xisto americano. Com isso, os custos operacionais da joint-venture Braskem Idesa serão significativamente reduzidos, já que o preço por milhões de BTU está abaixo de 3 dólares no mercado americano, enquanto no Brasil situa-se entre US$12-$15.

Curta nossa página no

Braskem Idesa conclui financiamento de US$ 3,2 bilhões para projeto no México

22/12/2012
  • Projeto Etileno XXI é o a maior operação de “Project Finance” na Petroquímica das Américas
  • O projeto será o complexo petroquímico mais moderno nas Américas
  • O complexo deverá gerar 9 mil empregos durante a fase de construção e 3 mil, diretos e indiretos, no início das operações, em 2015.
  • A fábrica produzirá polietileno para abastecer empresas mexicanas e vai apoiar a substituição de importações.

A Braskem Idesa anunciou o sucesso da assinatura dos principais contratos de financiamento para um Project Finance de US$ 3,2 bilhões, que irá financiar a construção e operação do complexo petroquímico, que será o mais moderno das Américas. O financiamento foi estruturado por sete agências oficiais, incluindo duas agências de exportação (Canadá e Itália); duas agências multilaterais (IFC e BID); e três bancos de fomento (Brasil e México). Dez bancos comerciais fizeram o financiamento sob a garantia do SACE ou em empréstimos tipo BLoans da IFC e do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). O Intesa Sanpaolo atuou como agente facilitador de US$ 600 milhões pelo SACE.

Instituições que participaram do financiamento: Nacional Financiera do México (“NAFIN”), o Banco Nacional de Comércio Exterior do México (“Bancomext”), Banco Nacional de Desenvolvimiento Econômico e Social do Brasil (“BNDES”), SACE Agência de Credito de Exportação da Itália, Export Development Canada (“EDC”), Banco Interamericano de Desenvolvimento(“BID”), International Finance Corporation (“IFC”), do Banco Mundial, e dez bancos comerciais;

O Sumitomo Mitsui Banking Corporation atuou como assessor financeiro exclusivo da operação e o White & Case atuou como assessor jurídico internacional e mexicano para a Braskem Idesa.

Criada em 2010, a Braskem Idesa SAPI é uma joint venture formada pela brasileira Braskem S.A, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, e o Grupo Idesa, empresa líder no setor petroquímico do México. A empresa Braskem Idesa está desenvolvendo o projeto Etileno XXI, um complexo petroquímico para a produção de eteno e polietileno no estado de Veracruz, México (município de Nanchital). Esse projeto deverá exigir um investimento fixo de US$ 3,2 bilhões (CAPEX) e um investimento total de aproximadamente US$ 4,5 bilhões.

Uma vez operando em sua capacidade planejada, de 1 milhão de toneladas de polietileno de alta e baixa densidade por ano, estima-se que o complexo da Braskem Idesa seja um motor de crescimento econômico na região sudeste do México.

A preparação do terreno e a primeira fase de construção, que começaram em outubro de 2011, já foram concluídas. A segunda fase da construção começou em novembro, com os trabalhos de detalhamento de engenharia, aquisição de equipamentos e construção civil e eletromecânica, que serão concluídos no primeiro semestre de 2015.

Localizado em uma área estratégica, com alto potencial de novas reservas de óleo e gás, o Projeto Etileno XXI deverá ter um forte impacto sobre o balanço de pagamentos do México, que irá substituir aproximadamente US$ 1,5 bilhão a US$ 2 bilhões em importações de polietileno, utilizados em vários processos comerciais e industriais de transformação.

Sobre a Braskem Idesa

Constituída em 2010, a Braskem Idesa S.A.P.I. é uma companhia petroquímica que está desenvolvendo o Projeto Etileno XXI, cuja operação deve ser iniciada em meados de 2015. O complexo petroquímico produzirá polietileno, matéria-prima para as indústrias de construção, consumo, automotiva e de agricultura.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Projeto Etileno XXI da Braskem Idesa tem financiamento aprovado pelo BNDES.

12/06/2012

 Recursos de US$ 700 milhões se somam aos já aprovados pelo BID, IFC e SACE

A Braskem Idesa anuncia que em 5 de junho foi aprovada uma linha de financiamento na modalidade de project finance de US$ 700 milhões pelo BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para financiar o maior projeto petroquímico em construção nas Américas: BRASKEM IDESA – Projeto Etileno XXI.

Estes recursos se somam aos já aprovados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no mês de abril, o International Finance Corporation (IFC), um organismo que pertence ao Banco Mundial, e a Agencia de Credito Italiana, SACE, estes dois últimos em maio. O grupo de instituições financeiras também estará formado pelo banco de desenvolvimento do México, BANCOMEXT e NAFINSA – Nacional Financiera, e por bancos comerciais, cujos recursos ainda estão em fase final de aprovação. Os financiamentos estão sujeitos à conclusão da formalização documental.

O empréstimo será feito à Braskem Idesa SAPI, joint venture controlada pela empresa brasileira Braskem S.A. e com participação relevante do grupo mexicano Idesa, com o objetivo de construir e operar um complexo petroquímico que terá capacidade para produzir 1 milhão de toneladas anuais de polietilenos, através de um cracker de eteno e três plantas de polimerização (duas de polietileno de alta densidade e uma de polietileno de baixa densidade).

O Projeto Etileno XXI, localizado no município de Nanchital, Veracruz, segue avançando dentro do cronograma planejado, as obras de terraplenagem e preparação do terreno estão 70% concluídas, e a construção civil começou no dia 18 de maio com as primeiras fundações. Perto de 50% dos equipamentos críticos necessários para o complexo já foram adquiridos, e neste momento 2.100 pessoas trabalham no projeto. Prevê-se chegar a 9.000 empregos durante o pico da construção, que ocorrerá nos anos de 2013 e 2014. Com o inicio das operações em 2015 serão gerados 3.000 empregos diretos e indiretos permanentes.

O polietileno é um importante insumo para a fabricação de uma ampla variedade de produtos nas seguintes indústrias: Construção Civil, Automobilística, Eletrônica, Eletrodoméstica, Agrícola, Alimentos e Bebidas, bem como de Embalagens.

Sobre a Braskem Idesa S.A.P.I.

Constituída em 2009, a Braskem Idesa é uma joint venture entre a Braskem S.A., a maior empresa petroquímica das Américas, e o Grupo Idesa, uma empresa mexicana líder na petroquímica. Juntos estão desenvolvendo o projeto Etileno XXI, que está focado na construção e operação de um complexo petroquímico que produzirá polietileno no Estado de Veracruz, México. O projeto exigirá um investimento de USD 3 bilhões de dólares e iniciará suas operações em 2015.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no

Braskem-Idesa anuncia atualizações sobre projeto de polietileno no México

22/05/2012

Financiamento do IFC é aprovado, Manifesto de Impacto Ambiental de SERMANAT (Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais) é outorgado e obras de construção civil e eletromecânica são iniciadas

A joint venture Braskem Idesa anuncia que no dia 17 de maio, o Conselho de Administração do International Finance Corporation (IFC), organismo que pertence ao World Bank Group, aprovou um crédito no valor de US$ 300 milhões para financiar a construção. Esses recursos, juntamente com o montante de US$ 300 milhões já aprovados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no mês de abril, será parte de um empréstimo de tipo “A Loan” por US$ 600 milhões. Neste credito será adicionada uma quantidade suportada pelo IFC e BID de US$ 600 a 750 milhões como crédito “B Loan”, onde participam os bancos comerciais, que estão em seus processos de aprovação finais, e US$ 600 milhões, aprovados pelo departamento de crédito italiano – SACE. O grupo de instituições financeiras também será feito pelo banco de desenvolvimento do Brasil e do México com o BNDES, Bancomext e Financiera Nacional (estes estão em fase final de aprovação), entre outros.

O empréstimo se outorgará a BRASKEM IDESA SAPI, a joint venture formada pela Braskem S.A. e o grupo mexicano IDESA com o propósito de construir e operar uma planta que terá capacidade de 1 milhão de toneladas anuais de polietilenos, através da construção de um cracker de etano e três plantas de polietileno (duas de Polietileno de Alta Densidade e uma de Baixa Densidade).

Outro evento de relevância é que no dia 17 de maio o projeto recebeu o Resolutivo de MIA (Manifestação de Impacto Ambiental) pela Secretaria (Ministério) do Meio Ambiente e Recursos Nat Urias do Governo Federal Mexicano (SEMARNAT), o qual permite o início das obras de construção civil e eletromecânica, e, posteriormente, a operação do complexo petroquímico.

Com o aval da Resolutiva de MIA e as outras autorizações necessárias, as obras de construção começaram dia 18 maio, o que garante que o Projeto Etileno XXI continua em curso dentro do cronograma previsto.

O Projeto Etileno XXI está situado no município de Nanchital, no estado mexicano de Veracruz. Está previsto que durante a sua construção, o número de trabalhadores seja de mais de 9.000, além de outros 3.000 empregos diretos e indiretos quando as operações comecem, em 2015. Este projeto é um apoio à estratégia do governo mexicano para impulsionar a competitividade do setor petroquímico e do crescimento industrial e regional.

O polietileno é um insumo básico na fabricação de uma ampla variedade de produtos das seguintes indústrias: construção, automotiva, eletrônica, eletrodoméstica, agrícola, de alimentos e bebidas, e, principalmente, de embalagens e recipientes.

Fonte: Braskem

 

Curta nossa página no