Posts Tagged ‘Escola do Plástico’

Senai-ES e Sindiplast-ES inauguram Escola do Plástico no Espírito Santo

29/10/2015

SindiplastES

Será inaugurada oficialmente nesta quinta-feira, 29 de outubro, a Escola Senai do Plástico “Antonio Carlos Torres”. A iniciativa faz parte da programação da Semana do Plástico ES, evento que ocorre de 26 a 31 de outubro para fortalecer e dar mais visibilidade ao setor de Transformados Plásticos do Estado do Espírito Santo.

A instituição é resultado de uma parceria entre o Sindicato da Indústria de Material Plástico do Espírito Santo (Sindiplast-ES) e a Federação das Indústrias do Estado (Findes), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-ES). Com capacidade para formar, capacitar e atualizar cerca de 800 profissionais por ano, a Escola Senai do Plástico já está em funcionamento em uma área de 600 metros quadrados, no Senai Civit I, na Serra, com ambientes de sala de aula teórica, laboratório e área fabril.

“Desde 2012, são ministrados diferentes cursos da grade da Escola Senai do Plástico, mas o projeto não estava totalmente finalizado e muitas atividades práticas eram realizadas por meio de parcerias com as indústrias do setor, através de visitas técnicas e atividades in company”, explica o presidente do Sindiplast-ES, Neviton Helmer Gasparini.

Para o gerente do Sesi-Senai Civit, Leonardo Afonso Mello, esse foi um período importante para o trabalho e com resultados satisfatórios. “Tivemos retornos positivos por parte dos alunos e das empresas do segmento, que têm reconhecido o esforço do Senai-ES e do Sindiplast-ES nesse projeto. Nosso objetivo é capacitar os profissionais do setor do Plástico da melhor maneira possível”, afirma.

Os investimentos na Escola do Plástico chegarão a R$ 4 milhões. Somente em maquinário e nas instalações, já foram investidos R$ 1,8 milhão, o que coloca a instituição entre as mais modernas e bem equipadas do País para as atividades práticas e teóricas voltadas para o segmento de Transformados Plásticos.

A instituição também permitiu a realização de cursos inéditos no Espírito Santo, dentre eles o curso Técnico em Plásticos, com duração de dois anos, cuja primeira turma se formou em julho deste ano e a segunda turma está em andamento. Quando totalmente implantada, a Escola Senai do Plástico terá capacidade de oferecer cerca de 50 cursos de formação, capacitação e aperfeiçoamento, que serão ministrados de acordo com a demanda do setor no Estado.

Reivindicação antiga do segmento de Plásticos

A Escola Senai do Plástico “Antonio Carlos Torres” atende a uma reinvindicação antiga do setor de Plásticos do Espírito Santo, que sempre demandou por mão de obra qualificada para aumentar a competitividade das indústrias. O projeto da instituição foi idealizado pelo diretor para Assuntos Tributários e ex-presidente do Sindiplast-ES, Leonardo de Castro, que iniciou, no ano 2010, as negociações junto à Findes para a implantação da instituição de ensino.

Em novembro de 2013, a Pedra Fundamental da Escola Senai do Plástico foi lançada. Deste então, Senai-ES e Sindiplast-ES trabalham no levantamento de demandas de cursos na área e na compra e instalação de toda a infraestrutura necessária para o completo funcionamento da escola.

Grade de cursos da Escola Senai do Plástico Antonio Carlos Torres

  • Técnico em Plásticos.
  • Preparador e regulador de máquinas de corte e solda.
  • Preparador e regulador de máquinas de sopro.
  • Preparador e regulador de máquinas injetoras.
  • Preparador e regulador de máquinas extrusoras e granuladora.
  • Preparador e regulador de máquinas de termoformagem.
  • Preparador e regulador de máquinas de roto moldagem.
  • Laminação spray-up.
  • Mecânica para tubos flexíveis.
  • Preparador e regulador de impressoras Dry Off Set.
  • Reciclagem do plástico.
  • Segurança na operação de máquinas injetoras.
  • Práticas operacionais.
  • Ferramenteiro.
  • Manutenção de máquinas mecânicas.
  • Manutenção elétrica.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Sindiplast-ES

Curta nossa página no

Anúncios

Paraná ganha Escola do Plástico do SENAI

19/08/2012

Professores Celso Prosdócio e Valdir da Silva, gerente do Senai Marcos Marcondes, Presidente do SIMPEP, Denise Dybas Dias e presidente da FIEP Edson Luiz Campagnolo

Com a finalidade de preparar profissionais para a indústria do plástico, o Senai, em parceria com o SIMPEP -Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná- inaugurou no dia 13 de agosto a Escola do Plástico, em São José dos Pinhais. Além de atender à demanda do setor, que sofre pela falta de mão de obra especializada, a escola será uma oportunidade aos jovens que desejam ingressar no mercado de trabalho ou aos que buscam uma nova área de atuação.

A primeira turma, que iniciou no dia 13, está realizando o curso “Operador em Processos de Transformação de Plástico e Polímeros”, com carga horária de 160 horas.

Aline Alves, com apenas 25 anos, trabalha há dois meses na empresa Madeplast e conta que ficou surpresa com a oportunidade de especialização. “Nunca trabalhei em indústria antes e este curso é uma realização pessoal, porque acho que pode me ajudar a crescer na empresa”, afirma a jovem que promete continuar buscando o seu aprimoramento profissional nos cursos da escola.

Para a presidente do SIMPEP, Denise Dybas Dias, a escola também vai contribuir com o crescimento do setor no Paraná. “O nosso estado já foi líder nacional com relação ao volume de produção de plástico, mas hoje ocupamos a 4ª posição. Com esta escola, estaremos dando um grande passo rumo à liderança novamente”.

O setor de transformação do plástico conta com 950 empresas no Paraná e emprega 25 mil pessoas, sendo que metade das indústrias do estado estão concentradas em Curitiba e Região Metropolitana.

O presidente da FIEP, Edson Luiz Campagnolo, destacou o plástico como um material transversal, que se faz necessário em quase todos os tipos de indústria. “Utilizamos o plástico em quase tudo, até mesmo no zíper ou no botão de nossas roupas, por isso, vamos continuar estudando e aprimorando modelos de cursos para atender todas as necessidades deste setor”.

Fonte: WBC COMUNICAÇÃO – Simpep

Curta nossa página no