Posts Tagged ‘Equipamentos’

Faturamento da Fibermaq subiu 12% em 2015

19/01/2016

Maior fabricante brasileira de equipamentos para compósitos driblou a crise graças à combinação entre lançamentos, ajustes de projeto e desvalorização do real

Líder brasileira em equipamentos para a moldagem de compósitos, a Fibermaq cresceu em 2015 num ritmo acelerado, por conta do aumento das vendas de máquinas para a fabricação de caixas d´água – tempos de chuva escassa e volume morto. Ao final do ano, apesar da crise econômica que assola o Brasil, a a Fibermaq contabilizou um salto de 12% no faturamento em comparação ao período anterior, segundo dados da empresa.

A receita, descreve Christian de Andrade, diretor da Fibermaq, combina o bem-sucedido lançamento da linha Evolution – laminadoras, injetoras de RTM e gelcoatedeiras – com a correção de gargalos na família de equipamentos Inter e a desvalorização do real, que melhorou a competitividade da Fibermaq frente às marcas importadas.

“O câmbio nos ajudou, mas é importante levar em conta que fizemos a nossa lição de casa. Investimos na total reformulação do nosso portfólio, o que culminou no lançamento da família Evolution, e o feedback dos nossos clientes tem sido bastante positivo. Em paralelo, ajustamos alguns detalhes de projeto da série de máquinas Inter, melhorando a performance e, em decorrência, a aceitação do mercado”, comenta.

Para 2016 – e como forma de blindar a Fibermaq do provável recrudescimento da crise –, Andrade já programa diversos lançamentos, entre eles, uma gelcoateadeira para trabalhar com resina epóxi. “É um equipamento desenvolvido especialmente para os moldadores de compósitos que atuam no setor de energia eólica, um dos poucos, aliás, que deve continuar aquecido”. Uma família de máquinas para a venda via distribuidores – inclusive internacionais –, pistolas com mistura interna e equipamentos para a aplicação de adesivos também fazem parte dos planos da Fibermaq.

Fundada em 1978, na cidade de São Paulo, a Fibermaq é pioneira na fabricação de máquinas e acessórios para a moldagem de compósitos, epóxi e adesivos em geral. Ao longo desse período, mais de 5.000 laminadoras, gelcoateadeiras, injetoras de RTM e máquinas de enrolamento filamentar, entre outras, foram comercializadas pela empresa no Brasil e em toda a América Latina, afirma a empresa.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Fibermaq

Curta nossa página no

Anúncios

Dilutec e BÜFAtec ampliam estrutura no Brasil

19/08/2015

Distribuição de equipamentos para a moldagem de compósitos conta agora com maior estoque local e melhor estrutura de assistência técnica

bufatecMembro do grupo alemão BÜFA, a BÜFAtec Spain é uma das maiores fabricantes de máquinas para a moldagem de compósitos do mundo. No Brasil, está presente há pouco mais de três anos por intermédio da Dilutec, sua distribuidora oficial – já existem mais de 20 máquinas da empresa operando no país.

“A fase que o Brasil atravessa é difícil, mas a enxergamos como um ciclo, assim como aconteceu recentemente na Europa. Daí porque estamos, em conjunto com a Dilutec, investindo na formação de um estoque maior de peças de reposição e autorizando a fabricação local de componentes de pouca complexidade. Também ampliamos a estrutura de assistência técnica, pois os eventuais reparos são feitos localmente. Com isso, queremos dar ainda mais segurança às empresas brasileiras que optarem pelos equipamentos da BÜFAtec”, afirma Rafael Recio, diretor.

Otimista com a recuperação do Brasil, Recio não descarta a possibilidade de, em breve, expandir o portfólio à disposição dos moldadores locais. Entre as opções mais próximas de desembarcar por aqui, ele menciona a HD/20, máquina para a fabricação de placas de solid surface – combinação de resina e carga mineral usada em aplicações residenciais e hospitalares, sobretudo em cozinhas e banheiros.

“É um equipamento desenvolvido recentemente pela BÜFAtec Spain. Já são mais de vinte unidades em operação apenas na Espanha, e o feedback que temos recebido é muito positivo, com destaque para a confiabilidade e simplicidade da máquina”. Outra opção que pode ser trazida ao Brasil é uma injetora de resina epóxi – neste caso, o alvo principal é o mercado de geração de energia eólica.

Hoje em dia, a parceria entre Dilutec e BÜFAtec Spain compreende a distribuição de laminadoras, gelcoateadeiras, dosificadores, agitadores e um equipamento apto a atuar em três tipos de processos: laminação manual (rolo), laminação por projeção (pistola) e injeção (RTM ou casting). “Trata-se da UNI 125, a nossa líder de vendas em todo o mundo. É um projeto desenvolvido há quarenta anos e que, por ser muito bem-sucedido, não sofreu até hoje qualquer alteração”, observa Recio.

Marcos Pannellini, gerente comercial da Dilutec, lamenta que a retração econômica tenha frustrado os planos de negociar cerca de 30 máquinas da BÜFAtec Spain ao longo deste ano. “Porém, com a retomada, acreditamos que os moldadores serão mais seletivos no momento de investir, optando por equipamentos confiáveis, com tecnologia de ponta e que garantem excelente relação custo/benefício”, comenta.

Fundada em 1995, a Dilutec também distribui matérias-primas para o setor de compósitos e fabrica gelcoat, em Senador Canedo (GO), e thinner, em Piracicaba (SP).

Na ativa desde o início dos anos 1960, a BÜFAtec já forneceu mais de 5 mil equipamentos em todo o mundo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Dilutec

Curta nossa página no

Fibermaq projeta crescimento de 20% em 2013

20/08/2013

Primeiro semestre aquecido e dólar alto sustentam a previsão

Líder em equipamentos para a moldagem de compósitos e poliuretano (PU), a brasileira Fibermaq fechou o primeiro semestre contabilizando um crescimento de 11% nas vendas em comparação à primeira metade de 2012. A boa fase, acredita Christian Andrade, diretor, tende a permanecer até o final do ano, tanto por conta dos negócios já encaminhados quanto pela pressão que o câmbio vem exercendo sobre a concorrência que fornece máquinas importadas.

“Esperamos terminar o ano com um resultado cerca de 20% melhor do que o obtido em 2012”, ele prevê. Laminadoras para o processo de spray-up, equipamentos para a aplicação de gelcoat, máquinas de enrolamento filamentar para fabricação de tubos e postes de compósitos , além de injetoras de PU adesivo são os produtos da Fibermaq mais procurados no momento.

O cenário, contudo, poderia ser ainda melhor. Responsável por 70% das vendas da Fibermaq, o mercado de compósitos tem sofrido com a redução das margens de lucro – houve sucessivos aumentos nos custos dos insumos desde o início do ano. “Em vez de adquirir linhas novas, vários clientes estão optando por trocar as peças e aumentar a vida útil do equipamento”, observa Mirele Andrade, irmã e sócia de Christian.

Fundada em 1978, na cidade de São Paulo, a Fibermaq é pioneira na fabricação de equipamentos para a moldagem de compósitos, PU, epóxi e adesivos em geral. Ao longo desse período, mais de 3.000 laminadoras, gelcoateadeiras, injetoras de RTM e máquinas de enrolamento filamentar, entre outras, foram comercializadas pela empresa no Brasil e em toda a América Latina.

Fonte: SLEA

Curta nossa página no