Posts Tagged ‘Equipamento Periférico’

Piovan apresenta novo controlador gravimétrico para produção de filmes

10/04/2018

O novo dosador gravimétrico por batch com controle contínuo da extrusão, Quantum E, completa a nova geração de unidades dosadoras da Série Quantum que foram introduzidas no mercado pela Piovan em 2015. A empresa afirma que o seu novo dosador combina em um único sistema de alta precisão, a versatilidade da dosagem gravimétrica com a exatidão dos sistemas de perda de peso contínuo. Segundo a Piovan, o Quantum E apresenta as seguintes características:

• Modularidade: o controle do Quantum E pode gerenciar de 1 a 8 estações de dosagem.
• Precisão: pesagem precisa e rastreabilidade completa de cada componente da mistura.
• Fácil de usar, de limpar e de manter: o recipiente de pesagem e o eixo do misturador podem ser removidos sem a utilização de ferramentas e são completamente acessíveis, assim como a câmera misturadora. As células de carga são equipadas com um sistema de limpeza automatizado integrado (patente pendente) que entra em operação após cada ciclo.
• Sem desperdício de material: o novo design do sistema de descarga, permite esvaziamento total do funil, sem deixar resíduos; o material é transportado de maneira eficaz, sem estresse mecânico ou risco de esmagamento do grão.

Inovação e versatilidade

Segundo a Piovan, o Quantum E oferece uma grande versatilidade graças às 8 estações de dosagem: cada estação é adicionada ou substituída através de uma simples operação mecânica, sem a necessidade de manobras complexas e em total condição de segurança para o operador e para os equipamentos ao redor.

O sistema de dosagem gravimétrica por batch pesa cada ingrediente da mistura de forma precisa, enquanto a tecnologia por perda de peso oferece controle constante do peso por metro do filme.

Em comparação com sistemas similares, afirma a Piovan, o Quantum E apresenta como vantagens:
• Graças às duas células de carga com tecnologia por perda de peso, o consumo do material é medido continuamente e de forma gravimétrica;
•Pode se instalar estações de rosca em substituição às estações com guilhotina, para modular precisamente a micro dosagem dos ingredientes.

O Quantum E, segundo a Piovan, é um sistema ideal de dosagem gravimétrica para produção de filmes flexíveis para embalagem, visto que ele integra soluções tecnológicas que oferecem a melhor precisão de dosagem e máximo controle do peso por metro. Manter constante a proporção do peso/metro, é essencial para a extrusão de filmes balão e gera economia de material, otimização do uso de material e redução de desperdício.

O Quantum E pode ser controlado remotamente através de uma conexão com a internet e também está pronto para integração completa com o Winfactory 4.0, o novo software da Piovan para supervisão dos processos de produção adequado para Smart Factory. O Winfactory 4.0 permite gerenciamento total da planta e medições de uso de material e consumo de energia. Graças ao protocolo OPC-UA, o Winfactory estabelece comunicação entre a produção, a estrutura de informação e distribuição, permitindo permutabilidade de dados e gerenciamento dos equipamentos e processos via dispositivos móveis. Desta forma é possível controlar cada parâmetro de processo de forma virtual em tempo real.

A Piovan, com sede em Santa Maria di Sala, Veneza, foi fundada em 1934 como uma oficina metalúrgica; em 1964 entrou para a indústria do plástico e especializou-se na fabricação de equipamentos auxiliares. Hoje, a empresa possui 7 fábricas localizadas na Itália, Alemanha, Brasil, China e EUA, 26 subsidiárias, representantes em mais de 70 países e 950 colaboradores no mundo todo. As empresas do Grupo são: Piovan (Itália), Universal Dynamics (EUA), FDM (Alemanha), Energys (Itália), Aquatech (Itália), Penta (Itália).

Fonte: Piovan

Curta nossa página no

Anúncios

Moretto apresentou sua linha de equipamentos auxiliares para processamento durante a Feiplastic

16/05/2015

Feiplastic_MorettoDurante a Feiplastic, a Moretto apresentou a sua ampla gama de equipamentos auxiliares para processamento de plásticos, em vários segmentos como alimentação, secagem, desumidificação, granulação, microdosagem, dosagem volumétrica e gravimétrica, armazenagem, termoregulação e refrigeração.

A linha de alimentação de materiais da empresa compreende desde  alimentadores singulares monofásicos até os sistemas mais versáteis trifásicos que apresentam alta flexibilidade de rendimento, segundo a empresa. Na área de secagem, a ampla gama de desumidificadores satisfaz a exigência de fluxo de ar de até 20.000 m3/h. A gestão cautelosa do processo de desumidificação garante qualidade e constância de produção, além de grande contenção em termos de economia de energia, afirma a Moretto.

Os sistemas de dosagem Moretto compreendem microdosadores pulsados, dosadores volumétricos e gravimétricos.

A Moretto também fornece funis e recipientes de estocagem de várias capacidades, com características modulares e em condições de reduzir os impedimentos ao mínimo, afirma a empresa, que disponibiliza para seus clientes tecnologias inovadoras para o esvaziamento completo e automático de octabin e big bag.

Na linha de termorregulação do processo de transformação dos polímeros, a Moretto fornece termorreguladores a água, óleo ou pressurizados, de modo a satisfazer às exigências da produção. Para a refrigeração,  um dos elementos fundamentais no processo de transformação dos materiais plásticos e, ao mesmo tempo, um dos fatores mais importantes que incidem no consumo de energia, a Moretto desenvolveu soluções que permitem grande redução do consumo e limitação dos impedimentos, afirma a empresa. A ampla gama de modelos permite dispor de potência frigorífica de até 1000 kW.

A Moretto pesquisa, desenvolve e produz automação para transformação de material plástico, com uma linha especialmente dedicada à aplicação de PET. Através dos anos, a Moretto tornou-se especializada em projeto e manufatura de sistemas e instalações centralizadas de desumidificação, dosagem, transporte, estocagem, refrigeração e termorregulação. A Moretto fornece soluções flexíveis de acordo com as exigências do cliente, desde um produto único até os complexos sistemas centralizados, os quais representam a maioria dos projetos na produção Moretto.

Fonte: Moretto; Foto: Reed Exhibitions Alcântara Machado

Curta nossa página no

Moretto expõe o sistema Eureka durante NPE 2015

09/04/2015

Filial nos Estados Unidos comercializa equipamento auxiliar de processamento de plásticos

Moretto_NPE

A nova filial da Moretto em Columbus (Ohio), o seu departamento de vendas e os parceiros de serviços locais, além dos muitos anos de excelentes relações de negócios da Moretto com os clientes da América Central e América do Sul – esses três fatores estão convergindo para auxiliar na automação de plantas avançadas de processamento de plásticos no importante mercado americano, via instalação de equipamentos auxiliares de processamento.

Durante a NPE, em Orlando, EUA, de 23 a 27 de Março, a Moretto exibiu o sistema Eureka de condicionamento de materiais plásticos no seu stand. O sistema Eureka apresentado era composto por três elementos: o sistema de distribuição e gerenciamento do fluxo de de ar FLOWMATIK, o funil de secagem OTX e o desumidificador X Max.

O sistema Eureka da Moretto foi desenvolvido ao longo de um período de 13 anos de simulações, experimentos e testes, cujo resultado é descrito pelo CEO Renato Moretto como “o projeto mais ambicioso na história da desumidificação durante os meus 45 anos de carreira no mundo dos plásticos”. Ao escolher a palavra grega Eureka (achei), que foi pronunciada pelo físico e matemático grego Arquimedes quando descobriu o principio do Empuxo, Moretto afirma que esta palavra descreve apropriadamente como os três elementos do sistema finalmente “fecharam o circuito” para dar origem a um sistema de desumidificação extremamente eficiente.

Moretto afirma que o Eureka é “o sistema de desumidificação mais avançado para termoplásticos de engenharia” e é “o único sistema de desumidificação que consegue processar entre 10.000 a 12.000 kg/h de material na extrusão, produção de compostos e processamento de PET – com um consumo de energia 56% inferior aos sistemas tradicionais, conforme observado pelos consumidores. Todos os componentes indispensáveis à qualidade, economia e desempenho do processo e do produto final foram reformulados e calculados utiliando a capacidade de processamento e a Inteligência Artificial do potente e sofisticado computador Leonardo (um dos apenas três existentes na Europa).”

O núcleo do desumidificador X MAX é baseado na “tecnologia X” patenteada pela Moretto, e incorpora um único sistema dessecante, contendo vários leitos de peneiras moleculares que garantem um ponto de orvalho constante entre -65°C e -85°C. Apesar de possuir o dobro do tamanho dos leitos convencionais, o sistema não somente trabalha sem requerer água de resfriamento ou ar comprimido para a válvula de comutação, mas também consegue a recuperação total da energia por meio da rotação, sendo o calor recuperado do resfriamento do leito durante a regeneração das peneiras moleculares.

Uma melhoria significativa no mais recente desumidificador X MAX, como parte do sistema Eureka, é o soprador centrífugo multi-estágio, desenvolvido pela Moretto em colaboração com a Universidade de Pádua.

Devido a estas características combinadas, segunda a Moretto, o desumidificador X MAX é altamente eficiente, de modo que, por exemplo. o modelo X MAX 916 atinge uma capacidade de secagem de 1,600 m³/h a uma pressão de 300 mbar, com um consumo de eletricidade excepcionalmente baixo de apenas 13,2 kWh.

Pode se combinar de dois até dez unidades de desumidificação X MAX, alcançando-se uma capacidade de secagem muito alta, com uma vazão de ar de 20.000 m³/h, ao se empregar 10 unidades. Se não for necessária a utilização da capacidade total de secagem do sistema, a unidade de gestão do fluxo de ar FLOWMATIK, inicialmente lançada na feira Fakuma 2005, pode desligar um ou mais desumidificadores e distribuir a carga reduzida entre os desumidificadores restantes, bem como compartilhar o ar entre até 32 funis de desumidificação OTX (Original Thermal Exchanger – Trocador de Calor Original) truncados.

De acordo com a Moretto, os funis OTX estão disponível em 28 tamanhos diferentes e a sua geometria interna garante uma distribuição uniforme do material e do fluxo de ar através do funil para se obter a máxima eficiência de desumidificação, combinada com um menor consumo de energia em comparação com os funis convencionais – sendo também 40% mais rápido, afirma a empresa.

A Moretto S.p.A., pesquisa, desenvolve e fabrica sistemas automatizados que permitem a otimização de plantas de processamento de plásticos, em particular nos processos de injeção, extrusão e processamento de PET. Sediada em Massanzago, na região de Pádua na Itália, o grupo conta com filiais no Brasil, na Alemanha, Turquia e nos EUA, e também dispõe apoio às vendas em 57 países. A filial comercial dos Estados Unidos, recentemente estabelecida, fortalece a marca Moretto em um mercado particularmente maduro e exigente.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Moretto

Curta nossa página no