Posts Tagged ‘Cromex’

Cores, aditivo com nanotecnologia e as novas linhas para o Plástico Verde são apresentados pela Cromex na Brasilplast 2011.

15/05/2011

Novidades em soluções para os plásticos, diferenciais competitivos, tecnologias inovadoras e os valores da empresa líder do mercado brasileiro e com forte atuação global são destaques da Cromex no evento.

A Cromex, empresa líder no mercado brasileiro de masterbatches,  apresentou as novas linhas de cores e aditivos para o Plástico Verde, os masterbatches com nanotecnologia aplicada, além de outras soluções na 13ª Feira Internacional da Indústria do Plástico – Brasilplast 2011, o principal evento do setor na América do Sul.

Quem visitou o evento, entre os dias 9 e 13 de maio, pôde  conhecer as novas linhas de produtos, seus diferenciais competitivos, a tecnologia aplicada e os valores de empresa líder no mercado brasileiro e com forte atuação global. Tudo isso dentro do conceito “Além do Possível”,  mote da atuação da Cromex na feira.

Segundo Sérgio Wajsbrot, presidente da Cromex, a ideia foi reforçar que todas as atividades e investimentos da companhia visam promover as melhores soluções para o mercado. “Estamos investindo na modernização de nossas plantas, visando aumentar a capacidade produtiva para atender o crescimento do setor plástico”, afirma o executivo.

A Cromex vai ampliar sua capacidade produtiva de 132 mil toneladas/ano para 150 mil toneladas, até 2012. A empresa espera a chegada de oito extrusoras para a planta de São Paulo, para a fabricação de masterbatches coloridos e especialidades. Na planta da Bahia, a empresa deu partida em abril de 2010 em uma extrusora para a produção de corantes pretos e, para este ano, adquiriu mais uma, esta para a fabricação de brancos.

Foco nas inovações sustentáveis – A Cromex tem atuado fortemente no desenvolvimento de cores e aditivos voltados aos plásticos verdes (de fontes renováveis e biodegradáveis). Na Brasilplast, a empresa mostrou sua nova linha de produtos voltados para os plásticos feitos com o polietileno (PE) verde, de fonte renovável, proveniente do etanol da cana-de-açúcar e desenvolvido pela fabricante brasileira de resinas Braskem, parceira da empresa.

O objetivo com esse lançamento é atender os mercados, como a indústria automobilística, de brinquedos, cosméticos e higiene pessoal, embalagens, entre outras, que demandam cada vez mais produtos com baixo impacto ambiental, tanto no processo produtivo, quanto no descarte. “Nossos desenvolvimentos estão em sintonia com o que há de mais atual em soluções que aliam inovação com sustentabilidade para que possamos dar respostas globais”, afirma Cesar Ortega, diretor Comercial da Cromex.

O plástico verde da Braskem é conhecido mundialmente como uma inovação relevante à sociedade. A Cromex já desenvolve para este produto diversos tipos de cores com efeitos especiais e metalizado. Produz também concentrados de aditivos que conferem ao plástico verde características como anti-bloqueio, barreira aos raios UVs, antiestáticos e anti-fog, respeitando as propriedades fundamentais de sustentabilidade do produto. A Cromex já atende mais de 10 empresas com esta inovação.

E, ainda na linha sustentável, a Cromex levou para ao evento produtos desenvolvidos para melhorar a reciclagem, como os aditivos que eliminam a água residual, o que facilita o processo.

Nanotecnologia – A Cromex também apresentou aos visitantes da Brasilplast os novos aditivos e cores com nanopartículas de prata. A nanotecnologia aplicada aos masterbatches confere aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias) e bacteriostática (impede sua proliferação) e podem ser usados em vários plásticos, como PE, PP, PS, ABS e PET, em todos os processos de transformação.

A empresa também se destaca por criar soluções que otimizam processos de fabricação. Entre eles, a nova linha composta de branco com antifibrilante e aditivo UV, elaborada para melhorar o desenvolvimento da ráfia, além dos novos masterbatches para fabricação de multifilamentos, filamentos contínuos e não-tecidos (PP e PET).

Com foco na melhoria no desempenho dos polímeros na transformação, a empresa expôs a linha de cargas minerais, aditivos que proporcionam vantagens ao transformador, como melhoria de propriedades mecânicas, melhor estabilidade dimensional, melhor taxa de troca térmica.

Sobre a Cromex – A Cromex é líder brasileira na produção de masterbatches de cores e aditivos para plásticos. Há mais de 30 anos no mercado, a empresa tem capacidade produtiva de 132 mil toneladas anuais e faturamento médio anual de R$ 300 milhões. Com atuação global, a Cromex comercializa seus produtos em mais de 60 países da América da Latina, América do Norte, Europa Ocidental, Leste Europeu, entre outros. Em suas duas fábricas, uma na cidade de São Paulo e outra em Simões Filho (BA), a empresa gera mais de 500 empregos diretos e conta com certificações ISO 9001, 14001 e OHSAS 18001.  Seu portfólio conta com mais de 13 mil cores e aditivos, desenvolvidos em laboratórios próprios, para atender 18 segmentos diferentes no setor de transformados plásticos, como brinquedos, embalagens e tampas para diversos segmentos (alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza), construção civil, automotivo e agrobusiness.

Fonte: Assessoria de Imprensa (Brasilplast) / M.Free Comunicação

Anúncios

Programa Export Plastic organiza sua terceira participação na Interpack

05/04/2011

A cidade de Düsseldorf, na Alemanha, sedia a cada três anos a Interpack, uma das feiras mais importantes do setor de embalagens da Europa. O evento reúne fabricantes de máquinas, matérias primas e insumos.  Este ano, a feira reunirá 2.700 expositores de 60 países, distribuídos em 19 pavilhões.

O Programa Export Plastic, juntamente com 15 empresas associadas, marcará presença pela terceira vez consecutiva na feira, que será realizada entre 12 e 18 de maio. Para algumas das empresas, como Mazda, Topack, Clever Pack e Cromex, a presença na Interpack 2011 será especial, já que estarão expondo pela primeira vez.

A Mazda, fabricante de embalagens flexíveis, atua no mercado internacional há mais de 10 anos e busca na Interpack prospectar novos clientes e retomar contatos. “Expor nesta feira é uma das melhores formas de mostrar nossa atuação aos nossos clientes, bem como começar novos contatos”, disse Rogério Matsuda, trader da empresa, que destaca a importância do Programa na prospecção de novos clientes.

A Clever Pack, fabricante de flexíveis, busca na Interpack desenvolver relacionamento com compradores da Europa, Oriente e Ásia. “Com o apoio do Export Plastic é possível participar da feira de uma maneira organizada e sistemática e com excelente relação custo-benefício”, conclui Cláudio Vollers, sócio da empresa.

A Cromex, produtora de masterbatches de cores e aditivos para plásticos, também participará da Interpack pela primeira vez e destaca a importância do evento para prospectar clientes finais e divulgar a marca, já que a empresa está presente no continente europeu por meio de distribuidores locais. “O Programa Export Plastic nos possibilita participar de eventos em que não poderíamos estar sem essa parceria”, afirma Margareth Barbosa, executiva da companhia. A Cromex é a única empresa da América do Sul que tem permissão para comercializar masterbatches para o polietileno verde da Braskem e também destacará o potencial e diferencial desse produto durante a feira.

Outra estreante no evento é a Topack, fabricante de embalagens flexíveis e geotecidos. O diretor geral da empresa, André Reiszfeld, explica que o principal objetivo da empresa na feira é expor seus produtos, conhecer novas tecnologias, consolidar o nome da empresa e iniciar relacionamentos com clientes europeus. “Participar de grandes eventos internacionais indica aos nossos clientes que estamos nos mantendo atualizados e nos capacitando para atender melhor nossos clientes internacionais”, afirmou Reiszfeld.

A Cartonale, produtora de utensílios de plástico corrugado, também participará pela primeira vez da Interpack, onde espera reforçar os contatos com seus clientes, especialmente os da América Latina e se firmar como líder do segmento na região. “Participar desta feira é muito importante para o posicionamento da empresa no mercado”, afirma Sérgio Scanavini, diretor comercial de gestão de novos negócios da companhia.

Se para alguns associados esta é a primeira participação na Interpack, para outros, este evento já faz parte do calendário obrigatório de feiras. A companhia Wyda é uma delas, que já participou seis vezes da feira e que a considera como o mais importante evento do setor. “Recebemos visitantes de todo o mundo e construímos relações de grande valor para nossa atuação nas exportações”, afirmou Roberto Carvalho, diretor geral da companhia.

Já a Zaraplast, fabricante de embalagens industriais e associada ao Programa Export Plastic há oito anos, participará da Interpack pela terceira vez. Lá, pretende abrir novos contatos e estreitar os já existentes. Para Paulo Silva, executivo da área de exportação da empresa, o cliente europeu valoriza produtos inovadores e de qualidade, aspecto em que a oferta brasileira se destaca.

Fonte: Export Plastic News

Cromex desenvolve cor para as embalagens das novas sobremesas Activia

14/12/2010

A Cromex, empresa brasileira líder no mercado nacional de masterbatches de cores e aditivos para plásticos, desenvolveu as cores especiais para as embalagens das novas sobremesas Activia, da Danone. Para as embalagens das sobremesas Papaya com Cassis e Torta de Limão, a Cromex disponibilizou o masterbatch “Dourado Cromex” e na embalagem do Activia Frozen, a versão “Prata Cromex”. Segundo o diretor comercial da empresa, Cesar Ortega, a embalagem é fator que influencia na decisão de compra do consumidor, diante da variedade de produtos na prateleira. “A Cromex oferece soluções customizadas a seus clientes que irão contribuir no processo de identificação do produto, ainda mais quando se trata de um lançamento de mercado”, afirma o executivo. As cores fazem parte do novo catálogo de cores da Cromex, que reúne as principais gamas de cores com que a empresa trabalha e serve como um suporte para a atuação da equipe de vendas.

A Cromex atua há cerca de 30 anos no mercado e exporta seus produtos para mais de 60 países da América do Norte, América Latina, Europa Ocidental, Leste Europeu e outros. Sua matriz está localizada em São Paulo, onde são produzidos masterbatches coloridos e produtos especiais. Conta, ainda, com uma moderna fábrica em Simões Filho (BA), onde estão concentradas as produções dos masterbatches brancos, pretos e aditivos.

A companhia emprega diretamente mais de 500 pessoas e gera centenas de empregos indiretamente. A capacidade de produção da companhia hoje é de 132 mil/toneladas e a empresa fatura em média, anualmente, acima dos R$ 300 milhões. Conta com um portfólio amplo de cores e aditivos, os quais atendem 18 segmentos diferentes no setor de transformados plásticos, como brinquedos, embalagens e tampas para diversos segmentos (alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza), plásticos da construção civil, do setor automobilístico e do agrobusiness. Conta com laboratórios próprios onde desenvolve soluções com base do que há de mais avançado em estudo de tendências, tecnologia e produtos.

Sobre Activia – Danone

Activia está presente em mais de 40 países. Ao Brasil, chegou em janeiro de 2004 e hoje é a principal marca dentro do setor de Produtos Lácteos Frescos do País, com 13% de market share (AC Nielsen / 2009). O Grupo francês Danone é líder mundial de produtos lácteos frescos, vice-líder em águas, nutrição infantil e hospitalar. A Danone é o terceiro maior grupo alimentício da Europa e o sétimo maior fabricante de alimentos do mundo – o primeiro em países como a França, Espanha e Itália. Presente em mais de 120 países nos cinco continentes, a empresa conta com mais de 80 mil colaboradores. No Brasil, a empresa está há 40 anos.

Fonte: Yellow Comunicação

Cromex lança mundialmente os masterbatches para Plástico Verde e resinas biodegradáveis na Feira K 2010

01/10/2010

A empresa levará para a maior feira do plástico mundial suas linhas voltadas ao desenvolvimento sustentável e as novas cores e aditivos voltados a melhorar a performance dos plásticos, desde sua fabricação, até a reciclagem.

A Cromex, empresa líder no mercado brasileiro de masterbatches, fará o lançamento mundial de suas linhas voltadas aos plásticos com características de sustentabilidade, durante a Feira K 2010, que acontecerá na Alemanha, entre os dias 27 de outubro e 03 novembro. A empresa, que exporta para mais de 60 países, vai mostrar na maior feira mundial da cadeia do plástico, suas novas linhas de compostos de cores e aditivos desenvolvidas para os plásticos feitos com o polietileno (PE) Verde, de fonte renovável, e com as resinas biodegradáveis à base de ácido poliláctico (PLA), derivado de plantas.

O PE Verde é uma resina de fonte renovável, proveniente do etanol da cana-de-açúcar, desenvolvido pela fabricante brasileira de resinas Braskem. Já o PLA é um bioplástico que  leva de 3 a 4 meses para se decompor, desde que esteja em condições de compostagem (umidade de 80% com temperatura constante maior que 60ºC). A Cromex desenvolveu linhas de cores especiais e de aditivos para serem aplicados nesses dois tipos diferentes de plásticos, condizentes com suas características específicas.

O objetivo com esses lançamentos  é atender os mercados, como a indústria automobilística, de brinquedos, cosméticos e higiene pessoal, embalagens, entre outras, que demandam cada vez mais produtos que reduzem impacto ambiental, tanto no processo produtivo, quanto no descarte. “Nossos desenvolvimentos estão em sintonia com o que há de mais atual em soluções que aliam inovação com sustentabilidade”, afirma Sergio Wajsbrot, presidente da Cromex.

Produtos com tecnologia e performance – Além da linha sustentável, a Cromex também vai apresentar para os visitantes da feira K os novos aditivos e cores com nanopartículas de prata. A nanotecnologia aplicada aos masterbatches confere aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias) e bacteriostática (impede sua proliferação) e podem ser aplicados em PE, PP, PS, ABS e PET, em todos os processos de transformação.

A empresa também se destaca por criar soluções que otimizam processos de fabricação. Entre eles, a nova linha composta de branco com antifibrilante e aditivo UV, elaborada para melhorar o desenvolvimento da ráfia, além dos novos masterbatches para fabricação de multifilamentos, filamentos contínuos e não-tecidos (PP e PET). Com foco na melhoria no desempenho dos polímeros na transformação, a empresa vai expor a linha de cargas minerais, aditivos que proporcionam vantagens ao transformador, como melhoria de propriedades mecânicas, melhor estabilidade dimensional, melhor taxa de troca térmica.

E, ainda na linha sustentável, a Cromex levará para ao evento produtos desenvolvidos para melhorarem a reciclagem, como os aditivos que eliminam a água residual, o que facilita o processo.

Presença mundial – As duas unidades fabris da Cromex no Brasil contam juntas com uma capacidade produtiva de 132 mil/toneladas e a empresa vem trabalhando em seus desenvolvimentos para estar cada vez mais presente em mercados internacionais. “A Feira K nos proporciona o contato com importantes players desse mercado, nos possibilita mostrar nossos novos produtos, além de nos atualizar sobre o que há de mais moderno em tecnologia voltada para os plásticos”, afirma Cesar Ortega, diretor Comercial da Cromex.

Para reafirmar essa presença mundial, a empresa investe na qualificação de seus colaboradores, na melhoria dos processos produtivos e organizacionais e em tecnologia para crescer. Exemplo disso é a nova máquina destinada à unidade da empresa em Simões Filho, na Bahia. Trata-se de uma extrusora com capacidade para produção de 16 mil toneladas/ano de matéria-prima, que foi adquirida para ampliar a capacidade produtiva da empresa de masterbatches pretos.

A Cromex conta com um portfólio com mais de 13 mil cores e aditivos, desenvolvidos em laboratórios próprios, para atender 18 segmentos diferentes no setor de transformados plásticos, como brinquedos, embalagens e tampas para diversos segmentos (alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza), plásticos da construção civil, do setor automobilístico e do agrobusiness.

Fonte: Yellow Comunicação

Cromex apresenta produtos de alta performance e sustentabilidade na Interplast

12/08/2010

A Cromex, empresa brasileira líder no mercado nacional de masterbatches de cores e aditivos para plásticos, leva à Interplast 2010 produtos desenvolvidos com foco na performance e sustentabilidade. A empresa apresenta a nova linha composta de masterbatches branco com antifibrilante e aditivo UV, desenvolvida para melhorar o processo de fabricação da ráfia. Expõe também, os novos concentrados de cores para fabricação de multifilamentos, filamentos contínuos e não-tecidos (PP e PET). Com foco na melhoria no desempenho dos polímeros na transformação, a empresa apresenta a linha de cargas minerais, aditivos que proporcionam vantagens ao transformador, como melhoria de propriedades mecânicas, melhor estabilidade dimensional, melhor taxa de troca térmica.

De olho nos eventos esportivos que o Brasil sediará nos próximos anos, a Cromex, que atua neste segmento há mais de cinco anos com masterbatches especiais e se faz presente em diversos estádios brasileiros e arenas poliesportivas cobertas, vai mostrar seus produtos específicos para este mercado. E, com foco na inovação e na sustentabilidade, a Cromex apresentará os novos aditivos e cores com nano partículas de prata, que conferem aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias) e bacteriostática (impede sua proliferação) e podem ser aplicados em PE, PP, PS, ABS e PET, em todos os processos de transformação.

A empresa apresenta ainda os masterbatches de cores e aditivos adequados ao PE Verde, lançados em parceria com a Braskem. O PE verde é uma resina de fonte renovável proveniente do etanol da cana-de-açúcar e a linha de concentrados de cores e ativos veiculados em resinas biodegradáveis à base de PLA. Outra inovação, visando o melhor desempenho ao processo de reciclagem dos polímeros, a Cromex são os aditivos que promovem eliminação da água residual, com uso de dessecante, extensores de cadeias poliméricas, o que facilita o processo da reciclagem.

Fonte: Messe Brasil