Posts Tagged ‘Cingapura’

Evonik planeja construir nova linha de poliamida 12 em Cingapura para aumentar a disponibilidade mundial do produto

25/07/2012

Cingapura foi o local escolhido para a nova planta de poliamida 12 da Evonik. Com uma capacidade de produção independente, a liderança global deste plástico especial será expandida e a oferta nos mercados da Ásia e da Europa, que possuem demanda crescente, será fortalecida.

Em seguida ao anúncio inicial de 2011, o planejamento básico para a construção de uma planta de 20.000 toneladas de poliamida 12 (PA12) na Ásia está entrando na fase final. Ainda sujeita à aprovação dos órgãos competentes, a nova planta será construída em Cingapura e deve ser concluída até 2014. Suplementando a capacidade da unidade de produção da Europa, essa segunda planta de PA12 em Cingapura foi concebida para aumentar substancialmente a disponibilidade do produto e a garantia de sua entrega. Ela também aproximará ainda mais a Evonik de seus clientes nos mercados de rápido crescimento da Ásia.

Desde o incêndio na planta que fabrica o CDT, um precursor da PA12, no complexo químico de Marl, na Alemanha, no final de março deste ano, a Evonik continua firme em seus planos de construir a fábrica de PA12 em Cingapura. Gregor Hetzke, diretor da unidade de negócios Performance Polymers da Evonik confirma: “Nosso objetivo com essa expansão significativa da capacidade é consolidar a nossa posição de liderança na poliamida 12 no longo prazo.”

A PA12 é usada em produtos inovadores e de alta qualidade no setor automotivo, elétrico e eletrônico, equipamentos domésticos e esportivos, bem como na indústria de transformação. Em conjunto com alguns de seus clientes, a Evonik também desenvolveu novas aplicações baseadas na PA12 para a produção de petróleo e gás, bem como para a indústria solar. A Evonik comercializa a PA12 em grânulos para transformação sob a marca VESTAMID® e como pó para revestimentos, sob a marca VESTOSINT®.

A planta de CDT de Marl, danificada pelo incêndio, está sendo reparada e, de acordo com o cronograma atual, deve reiniciar as suas operações no ultimo trimestre de 2012. Quando isso acontecer, toda a capacidade de produção de PA12 da Evonik estará novamente disponível.

Sobre a Evonik

O grupo industrial alemão Evonik é um dos principais líderes mundiais em especialidades químicas.  A Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro. No ano fiscal de 2011, mais de 33.000 colaboradores geraram vendas em torno de 14,5 bilhões de Euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de cerca de 2,8 bilhões de Euros. No Brasil, a história da Evonik Industries, começou em 1953. A empresa conta hoje com cerca de 500 colaboradores no País.

Fonte: Evonik

Curta nossa página no

Anúncios

Braskem abre escritório na Ásia.

17/05/2011
Empresa instala-se em Cingapura com objetivo de estar mais próximo de seus clientes e prospectar novas oportunidades na região

A Braskem dará em maio um importante passo para fortalecer sua presença na Ásia. A empresa inaugura neste mês o seu primeiro escritório na região que, segundo estimativas, será responsável por 60% do mercado petroquímico em 2014, com natural aumento na influência na formação de preços globais.

A unidade será inaugurada no dia 18 de maio em Cingapura, centro de operações comerciais e mais importante ponto logístico da Ásia. Conforme Rodrigo Carnaúba, responsável pelos negócios internacionais de Petroquímicos Básicos da Braskem, a escolha da cidade também foi influenciada pelo forte apoio do governo local para a abertura de empresas internacionais e pela maior facilidade de adaptação para estrangeiros.

O novo escritório permitirá à Braskem prestar atendimento mais próximo de seus clientes, situados hoje em Cingapura, China, Índia, Indonésia, Coréia e Japão.  “A presença física na Ásia também tem por objetivo conhecer melhor os players da região e a dinâmica do mercado local, além de buscar oportunidades futuras para o crescimento da Braskem”, afirma Carnaúba.

Inicialmente, o foco do escritório será voltado para petroquímicos básicos. A Braskem exporta para Ásia olefinas como propeno, butadieno e buteno, todos derivados da nafta. A expectativa é incrementar também as vendas do bioaditivo ETBE para o mercado japonês. “O País deverá triplicar o consumo deste produto de acordo com a nova lei de biocombustíveis aprovada no 2a semestre de 2010”, afirma Carnaúba. Considerando o forte potencial da região, a Braskem também avalia ter um representante em Cingapura para prospectar o mercado de resinas.

A Braskem vem ampliando sua presença física no mercado internacional desde 2002, quando foi aberto o 1o escritório na Argentina. Desde então, foram abertas unidades nos Estados Unidos, Holanda, Chile, Venezuela e Colômbia. A proximidade com os Clientes permite conhecer melhor as suas necessidades e as peculiaridades dos mercados onde eles atuam.

A Braskem é hoje uma das principais empresas exportadoras do Brasil. A receita com vendas externas em 2010 foi de US$ 4,2 bilhões, 56% superior a 2009, alavancada pela elevação de preços dos petroquímicos no mercado mundial, especialmente de propeno, benzeno e butadieno, com alta média de 56%.

Fonte: Braskem

Espuma especial da BASF é utilizada para otimização acústica em teatros

06/01/2011

Leve e flexível, Basotect® foi decisivo para o cumprimento dos requisitos de instalação da estrutura única do Teatro Genexis, em Cingapura


Basotect®, espuma especial da BASF, foi usada no singular Teatro Genexis, de formato oval, em Fusionopolis, Cingapura, de modo a proporcionar um isolamento acústico eficaz no teatro, tornando as experiências de entretenimento cada vez mais confortáveis. Os painéis com a espuma retardante de chamas Basotect® são cobertos com lã preta e equipados com cerca de 400 mil contas de madeira, que revestem as paredes curvas do Teatro. Fusionopolis é um complexo de pesquisa e desenvolvimento localizado no One North Business Park, naquele país.

Basotect® contribui para a qualidade e clareza dos sons. Graças às suas células abertas e estrutura fina, a espuma se torna um excelente material para absorção de som de reverberação – causado pela reflexão múltipla do som em diversas superfícies. Essas repercussões podem aumentar os sons, tornando-os mais altos do que a música ou a fala e, assim, incômodos para o público de teatro. “Graças à favorável combinação de propriedades térmicas e acústicas do Basotect®, e devido à estrutura original do teatro, a espuma, leve e flexível, foi a solução mais adequada e econômica para este projeto”, afirmou S. Y. Ong, diretor da VI-SON Acústica, fornecedora dos sistemas acústicos para o Teatro Genexis.

Suspenso entre as duas torres do Fusionopolis Phase 1, o Teatro Genexis tem capacidade para 560 lugares, que podem ser configurados em vários esquemas ou retraídos completamente de modo a acomodar eventos corporativos e congressos. Idealizado pelas empresas Arup e WOHA, o Teatro Genexis ganhou o prêmio President’s Design do Ano de 2009.

Basotect® é uma espuma flexível de célula aberta,  fabricada a partir de resina melamínica, um polímero termofixo, possuindo propriedades únicas.  O material base é retardante de chamas e antiabrasivo, podendo ser utilizado em temperaturas de até 240°C, mantendo suas características em uma ampla faixa de temperaturas. Devido à sua estrutura, é leve (9 g/l), absorve o som, é flexível mesmo em temperaturas baixas, além de ser termicamente isolante. Basotect® pode ser encontrado em diversas obras na Ásia, incluindo o Cubo D’Água (China), o Grande Teatro Hefei (China) e nas estações de metrô da Linha 9 de Seul (Coréia).

Fonte: BASF

Braskem reforça sua presença internacional com novos escritórios no exterior.

06/10/2010

Escritório da Colômbia abre suas portas na próxima quinta-feira. Para 2010, estão previstos novos escritórios em Cingapura e Peru

Em reforço à estratégia de internacionalização, a Braskem inaugura na próxima quinta-feira, dia 7/10, o novo escritório da Colômbia que, juntamente com o de Cingapura, que deverá entrar em funcionamento ainda em 2010, serão os núcleos comerciais da companhia no Exterior. E também neste ano a empresa se prepara para inaugurar sua sucursal em Lima, no Peru, responsável pelo desenvolvimento de novos e importantes projetos petroquímicos na região.

A Braskem estuda desenvolver no Peru um projeto petroquímico para produção de polietileno, que será o maior complexo petroquímico integrado da Costa Oeste das Américas. O escritório de Lima, que será inaugurado até o final deste ano, vai facilitar os trâmites de desenvolvimento do futuro projeto. Além disto, o escritório também vai coordenar ações da Braskem em países vizinhos como Bolívia e Venezuela.

O escritório em Bogotá, na Colômbia, começará a operar no dia 7 de outubro deste ano e será responsável por negociar resinas com os mercados da América Central e Região Andina. A localização é estratégica, pois é onde há a maior concentração de mercados e zonas francas, que facilitam o negócio. Além disso, a economia estável na região contribui para um cenário favorável. A Braskem pretende ampliar sua participação naqueles mercados, trabalhando mais próximo dos Clientes através da oferta local de resinas e de serviços de desenvolvimento de aplicações e assistência técnica.

Cingapura foi escolhido por ser o maior e mais importante ponto logístico da Ásia. O escritório vai facilitar a comunicação da Braskem com o mercado asiático para a estruturação de futuras operações da empresa. Também vai permitir o atendimento mais próximo de Clientes da própria Cingapura, China, Índia, Indonésia, Coréia e Japão. Focado inicialmente em produtos petroquímicos básicos, o escritório proporcionará suporte comercial mais próximo e ágil.

O primeiro escritório comercial que a Braskem abriu fora do Brasil foi na Argentina, em 2002. Desde então, foram abertos também nos Estados Unidos, Holanda e Venezuela, entre outros. A proximidade com os Clientes permite conhecer melhor as suas necessidades e as peculiaridades dos mercados onde eles atuam.

Com base nesse conceito, a Braskem ampliou o escritório localizado em Roterdã, na Holanda, que comercializava resinas termoplásticas, e que passou a negociar também produtos petroquímicos básicos, como ETBE, olefinas e aromáticos. Dessa forma, ampliam-se a atuação local na Europa e a gama de produtos aos Clientes. O mesmo aconteceu com o escritório comercial localizado em Houston, nos Estados Unidos, dedicado a atender todo o mercado norte-americano.

Fonte: Braskem

Empresa de Cingapura interessada em comprar Policarbonato e PBT do Brasil.

30/06/2010

Trading company com escritórios em Cingapura e Mumbai (Índia) deseja comprar resinas de POLICARBONATO e PBT de fornecedores brasileiros. Para maiores informações, contactar info@brazilianplastics.com