Posts Tagged ‘China’

Evonik otimiza processo produtivo de sua planta de PEEK na China

17/04/2018

A Evonik otimizou o processo de produção de Vestakeep® PEEK e aprimorou a qualidade do produto em seu site de Changchun, na China. Com isso, o Grupo se posiciona para atender ao mercado global de PEEK no longo prazo.

Com essas medidas de otimização, a empresa pôde reduzir o consumo de energia, o uso de material e os resíduos gerados durante a produção, além conseguir aumentar a produtividade da fábrica de PEEK. Como resultado, a Evonik afirma ter estabelecido novos padrões técnicos em proteção ambiental e segurança na produção de poliéter-éter-cetona.

Do ponto de vista do produto, o processo de produção resultou em melhor qualidade, como por exemplo, melhores características de cor.

“Nosso negócio com os polímeros de alto desempenho Vestakeep® vem apresentando um crescimento forte e contínuo há vários anos, por exemplo, nas indústrias automotiva, de aviação, de óleo & gás ou no segmento médico”, informa Dr. Ralf Düssel, responsável pela Linha de Negócios High Performance Polymers na Evonik. “Com produtos personalizados e inovadores, poderemos continuar servindo aos mercados existentes, ao mesmo tempo em que abrimos novos mercados”.

Graças à sua alta resistência térmica e química, os polímeros especiais Vestakeep® podem substituir componentes metálicos para permitir, por exemplo, redução de peso em aplicações exigentes.

A Evonik conta com uma experiência de mais de 50 anos no desenvolvimento e na produção de polímeros de alto desempenho. Seu portfólio de produtos inclui soluções para praticamente todas as aplicações industriais.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Anúncios

LANXESS construirá na China a maior fábrica de EPDM do mundo

11/09/2012

  • Investimento de €235 milhões
  • Capacidade de 160 mil toneladas métricas por ano
  • Início de produção em 2015
  • Maior investimento da LANXESS na China até o momento
  • Até 200 novos empregos criados
  • Produção com base na tecnologia sustentável Keltan ACE
  • LANXESS realiza primeiro ” Mobility Day ” em Xangai

A LANXESS está construindo a maior planta do mundo para borracha sintética de EPDM na China. A empresa alemã de especialidades químicas está investindo €235 milhões na fábrica em Changzhou (província de Jiangsu). Este é o maior investimento que a empresa fez na China até o momento.

A planta terá uma capacidade de 160 mil toneladas métricas por ano e o investimento vai criar até 200 novos empregos. A usina está prevista para entrar em operação em 2015. Todas as autorizações necessárias foram obtidas junto às autoridades locais.

A LANXESS é líder mundial no fornecimento de EPDM (monômero de etileno-propileno-dieno), após a aquisição e integração bem sucedida da DSM Elastômeros em 2011. A empresa comercializa seus produtos sob a marca Keltan. A demanda global por EPDM deverá aumentar em mais de 4% ao ano nos próximos anos, enquanto a demanda na China deverá crescer em cerca de 8%, impulsionada, sobretudo pelas indústrias de construção e automotiva. A China continuará a ser o maior importador líquido de EPDM nos próximos anos.

“Estamos fortalecendo nossa base global de ativos de EPDM com uma planta em escala mundial na China, para atender nossos clientes locais com ainda mais rapidez e produtos premium”, disse o CEO da LANXESS, Axel C. Heitmann na cerimônia de lançamento da pedra fundamental hoje.

“Esta planta também representa o terceiro maior investimento da nossa empresa em borracha na Ásia e fortalece nossas credenciais como o principal fornecedor do mundo em borracha sintética”, acrescentou Heitmann.

A LANXESS iniciará a produção na planta de borracha butílica em escala mundial, na Ilha de Jurong em Cingapura, no primeiro trimestre de 2013 e vai iniciar a construção de uma planta vizinha de borracha de butadieno baseada em neodímio em 11 de setembro deste ano.

A nova planta de EPDM estará localizada no reconhecido Changzhou Yangtze Riverside Industrial Park, com acesso a instalações excelentes de armazenamento e descarregamento de remessas. A LANXESS receberá as principais matérias-primas de etileno e propileno de uma planta de metanol para olefinas (MTO, em inglês), atualmente em construção no local. O processo de MTO é uma nova forma de produzir essas importantes matérias-primas, que são produzidas de forma convencional nas refinarias. Durante a fase de construção, cerca de 2.000 pessoas trabalharão no local.

A LANXESS já atua em Changzhou, com a construção de uma fábrica de produtos químicos de couro. A unidade de até 50 mil toneladas métricas de capacidade por ano representa um investimento de €30 milhões e deverá entrar em operação no primeiro semestre de 2013. Ela irá produzir, para o mercado local chinês, produtos químicos Premium para couro da LANXESS usados em várias aplicações, como curtimento, tingimento e acabamento de couro. Cerca de 100 empregos estão sendo criados.

Tecnologia sustentável Keltan ACE

A LANXESS usará a tecnologia Keltan ACE para possibilitar a produção sustentável em sua nova fábrica. Em comparação com a tecnologia convencional, a tecnologia catalisadora Keltan ACE reduz as exigências de energia para a produção e não requer a extração do catalisador, como resultado da elevada eficiência do catalisador. Além disso, o processo permite a fabricação de novos grades de borracha EPDM, como EPDM expandido com óleo e EPDM especial de elevado peso molecular. A nova fábrica vai produzir um total de 10 grades superiores de EPDM sob medida para as necessidades dos clientes chineses.

A LANXESS já opera unidades de produção de EPDM em Geleen, na Holanda, Marl, na Alemanha, Orange, nos EUA e Triunfo, no Brasil, com uma capacidade combinada de 320 mil toneladas métricas por ano. A LANXESS planeja converter 50% da sua capacidade total de produção na unidade de Geleen para a tecnologia Keltan ACE em 2013.

A borracha de EPDM é utilizada, sobretudo, na indústria automotiva como vedação de portas ou limpadores de para-brisas. De acordo com estimativas da LANXESS, cerca de sete quilos de EPDM são utilizados em todos os carros. O produto também é usado nas indústrias de modificação de plásticos, cabos e fios, construção, e aditivos de óleo. As suas propriedades incluem densidade muito baixa, boa resistência ao calor, oxidação, produtos químicos e intempéries, bem como boas propriedades de isolamento elétrico.

Desde o final do ano passado, a LANXESS produz comercialmente a borracha de EPDM de base biológica de etileno, sob a marca Keltan Eco. A LANXESS está usando etileno fornecido pela Braskem S.A. Em comparação com o etileno baseado no petróleo, o etileno da Braskem é produzido através da desidratação do etanol da cana de açúcar.

China estrategicamente importante para a LANXESS

A China é um dos pilares da estratégia de crescimento global da LANXESS. A empresa tem como objetivo atingir vendas de mais de um bilhão de euros na Grande China (China continental, Hong Kong, Taiwan e Macau) em 2012. Todas as 13 unidades de negócio da LANXESS estão representadas em 10 sites na Grande China, com cerca de 1.000 funcionários no total.

A LANXESS vai realizar seu primeiro ” Mobility Day ” em Xangai, no dia 6 de setembro. Sob o lema “Tecnologias sustentáveis para o futuro da China”, a empresa apresentará seus mais recentes produtos voltados para “Mobilidade Verde”.

Cerca de 400 participantes da indústria, comunidade acadêmica e associações vão trocar ideias e discutir temas como “pneus verdes”, plásticos leves, gestão sustentável de couro, borrachas técnicas e tecnologia de baterias.

A LANXESS alcançou vendas de cerca de €1,5 bilhão – cerca de 17% do total de vendas – com produtos e tecnologias para a “Mobilidade Verde” em 2011. E a empresa espera que este número aumente em 80%, para cerca de €2,7 bilhões em 2015.

Fonte: LANXESS

Curta nossa página no

Husky aumenta investimentos na China para atender necessidades da crescente base de clientes

06/07/2012

Acordo de investimento assinado com o governo local para compra de terras na região de Suzhou

A Husky Injection Molding Systems anunciou investimentos adicionais para apoiar o seu contínuo crescimento na China, com planos para estabelecer uma nova fábrica na região de Suzhou. Os investimentos em curso permitirão que a Husky melhore o seu suporte local, reduza tempos de fornecimento e reaja de forma mais rápida às necessidades da sua crescente base de clientes na região.

“A Husky tem desfrutado de relações duradouras com muitos clientes em toda a China. O forte aumento da demanda por plásticos na região estimulou o crescimento de nossos clientes e nós tivemos a sorte de crescer eles. Hoje, a região da Ásia-Pacífico representa um dos maiores e mais dinâmicos mercados que a empresa atende “, disse John Galt, Presidente e CEO da Husky. “O nosso investimento em Suzhou é um passo para assegurar que nós teremos condições de atender às expectativas crescentes dos clientes nesta região. Nosso objetivo é ficarmos cada vez mais ágeis para oferecer serviços e suportes mais rápidos – não só para a China, mas para os mercados globalmente “

Compra de terrenos em Suzhou

A Husky assinou recentemente um acordo de investimento com o governo local de Suzhou para comprar 53.000 metros quadrados de terrenos na região. A terra está localizada no novo distrito de Suzhou e é uma área que oferece oportunidade para uma maior expansão para além da área existente. A Husky planeja construir instalações fabris no estado-da-arte que irão aumentar ainda mais a capacidade local para melhorar o suporte ao cliente e reduzir os tempos de fornecimento. O site deverá estar totalmente operacional em 2014 e vai se somar à já forte presença da empresa na China.

Investimentos para melhorar o suporte local

Trabalhando com a maior rede de vendas e serviços do seu setor industrial, a Husky continuamente investe na sua infra-estrutura global para atender às necessidades específicas dos clientes. Ao longo dos últimos anos, a Husky reforçou a sua presença e a capacidade da sua cadeia de suprimento na China. Desde o estabelecimento da sua presença inicial em 2004, a Husky mais do que duplicou a sua pegada na região e mais do que triplicou sua força de trabalho regional. A unidade de Suzhou complementará as instalações existentes da empresa, mais especificamente o Centro Técnico de Shanghai. Inaugurada como sede da Husky na região da Ásia-Pacífico, a unidade de Xangai também dobrou sua presença desde 2004, expandindo-se em 2006 e novamente em 2009. Ela continua a ser um centro de referência para a região e é responsável por uma série de atividades-chave, incluindo serviços e vendas, engenharia de desenvolvimento, recursos humanos, finanças, montagem de máquinas e fabricação de câmara quente.

Para acomodar o seu crescente negócio de câmara quente na região, a Husky também fez investimentos recentes em renovação de câmara quente, fabricação de câmara quente e na capacidade de conversão de moldes. O foco principal dessas iniciativas é continuar a reduzir os tempos de fornecimento e melhorar a resposta aos clientes, apoiando a estratégia global da empresa para servir os clientes na região de forma mais eficaz.

Sobre a Husky – A Husky Injection Molding Systems é um fornecedor líder mundial de equipamentos de moldagem por injeção e serviços para a indústria de plásticos. A empresa tem mais de 40 escritórios de serviços e vendas, oferecendo suporte a clientes em mais de 100 países. As instalações fabris da Husky estão localizadas no Canadá, Estados Unidos, Luxemburgo, Áustria e China.

Fonte: Husky

Curta nossa página no

SABIC-IP e governo de Chongqing (China) assinam acordo para construção de fábrica de plásticos de engenharia.

11/11/2011

A SABIC-IP, a Chongqing Xiyong Micro-Electronic Industrial Park e a Comissão Econômica e de Informatização de Chongqing anunciaram um acordo através do qual a SABIC instalará uma fábrica de compostos termoplásticos de engenharia em Chongqing, na China. O movimento apóia o plano de crescimento de cinco anos do governo chinês que prevê a expansão da região ocidental do país e reforça o compromisso da SABIC de construir sobre sua tradição em atender este mercado importante com soluções de materiais de alta qualidade. Chongqing já se consolida como um importante polo industrial para os fabricantes mundiais de computadores, eletroeletrônicos e de automóveis – segmentos críticos da indústria que a SABIC vem atendendo há muitos anos com sua tecnologia na fabricação de materiais, desenvolvimento de aplicações e assistência técnica local.

 Este é o terceiro investimento em termoplásticos de engenharia na China feito pela SABIC este ano. Entre os anúncios anteriores está o acordo da SABIC com a Sinopec para colaborar na produção de policarbonato na China, com um investimento conjunto entre as duas empresas que serviria para financiar uma nova fábrica com capacidade anual de 260 quilotoneladas métricas. O segundo anúncio foi de investimentos em novas linhas de produção de resinas e filmes de policarbonato Lexan da SABIC em Xangai e Nansha em 2012.

 A nova fábrica de compostos, que deverá entrar em operação em 2013, produzirá policarbonato, copolímeros e blendas de policarbonato e outros termoplásticos de elevada qualidade e de categoria internacional da SABIC, proporcionando acesso mais fácil aos clientes do sudoeste da China. O local terá linhas de compostagem, capacidades de desenvolvimento de cores e equipamentos avançados, o que permitirá a SABIC trabalhar com seus clientes e parceiros na criação de novas aplicações para os plásticos de engenharia. Hoje, a SABIC tem na Ásia 41 escritórios, 9 locais de fabricação e 5 Centros de Tecnologia e Inovação nos 12 principais países asiáticos para atender um portfólio de clientes em diversas indústrias.

Fonte: SABIC IP

Solvay irá construir nova planta de PDVF e Fluoroelastômeros na China.

27/06/2011

A Solvay vai investir cerca de 120 milhões de euros para produzir os seus polímeros de alto valor agregado SOLEF ® PVDF e TECNOFLON ® FKM e seus monômeros essenciais VF2 na China.

A Solvay anunciou no dia 23/06 o lançamento de um projeto para construir uma planta para produção dos polímeros especiais SOLEF ® – fluoreto de polivinilideno (PVDF), fluoroelastômeros (FKM) TECNOFLON ® e o seu monômero essencial VF2 na China para satisfazer à crescente demanda por estas especialidades poliméricas de alto valor agregado na Ásia.

A fábrica será construída no complexo industrial da Solvay em Changshu na província de Jiangsu e está programada para se tornar operacional no início de 2014. Ela requer um investimento de 120 milhões de Euros e vai aumentar significativamente a capacidade de de produção global da Solvay para estas especialidades poliméricas.

A família de produtos TECNOFLON ® FKM é usada para aplicações exigentes de vedação em ambientes químicos agressivos e de alta temperatura onde a pureza elevada e uma longa vida útil são essenciais, tais como aqueles encontrados nos setores automotivo, aeroespacial, petróleo e gás e nos mercados de energia. Produtos acabados típicos incluem anéis de vedação, juntas e peças moldadas complexas. O crescimento da demanda para TECNOFLON ® é especialmente impulsionado pelo crescente mercado automotivo da China.

O SOLEF ® PVDF pode suportar calor e pressão, produtos químicos agressivos, tensão mecânica e partículas abrasivas em aplicações variadas e é amplamente utilizada em baterias de iõns de lítio, na indústria química, em membranas para purificação de água e na extração de petróleo e gás.

A nova fábrica em Changshu será construído ao lado da fábrica em construção para compostagem de Amodel ® poliftalamida (PPA), Ixef ® poliarilamida (PARA) e Kalix ® (PARA modificado), que está programada para se tornar operacional no último trimestre de 2012.

“Esta nova unidade de produção permitirá à Solvay capturar uma parte do enorme potencial de crescimento nesta região dinâmico. Vamos oferecer a nossos clientes polímeros com um maior valor agregado, o que irá ajudá-los a melhorar a sua pegada ambiental e perfil de sustentabilidade “, comenta Jacques van Rijckevorsel, Gerente Geral do Setor de Plásticos da Solvay Plásticos e membro do Comitê Executivo da empresa.

“A fábrica em Changshu irá transformar o site em uma base industrial forte para polímeros fluorados e suas matérias-primas essenciais estratégicas na China. Desta forma, poderemos alavancar a cadeia chinesa de suprimento de fluorados, estar mais perto de nossos clientes e diversificar a nossa base de fornecimento pela adição de uma nova base de produção tanto para o SOLEF ® PVDF e como para os fluoroelastômeros TECNOFLON ® “, acrescenta Augusto Di Donfrancesco, vice-presidente Executivo Sênior e Gerente Geral da Unidade de Negócios Global da Solvay para Polímeros Especiais.

Fonte: Solvay

Tecnologia Spheripol da LyondelBasell é escolhida para nova planta de polipropileno na China

16/09/2010

A tecnologia de processo Speriphol da LyondellBasell foi selecionada pela Pucheng Clean Energy Chemical Company Ltd. para uma nova planta de 400.000 toneladas por ano de polipropileno, a ser construída em Pucheng, Cidade de Weinan, Província de Shaanxi, na República Popular da China. O início das operações está previsto para 2013.

A planta de polipropileno com processo Spheripol será parte de um dos maiores projetos de produção de químicos baseados em carvão na China, do qual se espera a produção de mais de 2 milhões de toneladas de olefinas por ano.

“Através da seleção da tecnologia de processo Spheripol, nosso projeto irá se beneficiar desta tecnologia líder na indústria, que atenderá às necessidades do mercado, a custos operacionais muito competitivos” de acordo com  Zhang Zhihong, vice-presidente da Pucheng e membro do Conselho Diretivo da empresa.

”A escolha da Pucheng é uma evidência adicional da ampla aceitação do processo Spheripol como uma tecnologia já provada para a produção de polipropileno” afirma Kaspar Evertz, vice-presidente de Licenciamento da LyondellBasell. “Isto é devido, em grande parte, à notável confiabilidade do processo, que se constitui em um dos mais importantes critérios de seleção nestes tipos de projetos.”

O processo Spheripol é a tecnologia líder para a produção de uma gama completa de grades de polipropileno, incluindo homopolímeros, copolímeros randômicos e copolímeros heterofásicos. A planta de Pucheng é a 109a. linha de processo Spheripol licenciada até hoje; mais de 22 milhões de toneladas de capacidade de produção de polipropileno através do processo Spheripol já foram licenciadas mundialmente.

A LyondellBasell é um licenciador líder de tecnologias de polipropileno e polietileno e já vendeu mais de 200 licenças de processos de poliolefinas. Durante os 20 últimos anos, as tecnologias da LyondellBasell foram usadas em aproximadamente metade de todos os novos projetos de polipropileno ao redor do mundo.

Além do processo Spheripol, o portfólio de tecnologias licenciadas de poliolefinas, além de serviços técnicos associados incluem:
• Spherilene – tecnologia de processo flexível em fase gasosa para a produção de PELBD, PEMD e PEAD.
• Lupotech – processo tubular a alta pressão e a autoclave, líderes na produção de PEBD e copolímeros de EVA.
• Hostalen – processo slurry de baixa pressão para a produção de PEAD multimodal de alto desempenho.
• Spherizone – tecnologia de propileno de última geração, baseada em um reator multi-zona, para a produção de polipropileno e novas poliolefinas.
• Metocene PP – tecnologia inovadora adicional para a produção de especialidades de polipropileno, usando sistemas catalíticos de sítio único.

A LyondellBasell é uma das maiores empresas mundiais no segmento de plásticos, produtos químicos e refinarias. A empresa manufatura produtos em 59 fábricas, em 18 países.

Fonte: LyondellBasell

BASF reforça negócio global de batentes de suspensão

08/07/2010
  • Nova fábrica dos batentes de suspensão Cellasto® à base de poliuretano, em Xangai, iniciará atividades em 2011
  • Mais proximidade com os clientes do setor automotivo, com seis fábricas e key accounts globais

A BASF anuncia hoje o reforço dos negócios dos batentes de suspensão Cellasto® (poliuretano microcelular), tanto na fabricação de batentes de amortecimento, quanto nas peças de Top Mounting. “Com as fábricas existentes na América do Sul e do Norte, na Ásia e na Europa, expandimos nossa posição de mercado nos últimos anos”, comenta Kenneth Lane, vice presidente de marketing estratégico de poliuretanos da BASF. Além disso, a fábrica em Xangai está programada para operar a partir do primeiro trimestre de 2011. “Produzir e fornecer produtos na mesma região em que nossos clientes estão localizados é um fator crucial para nosso sucesso em longo prazo”, afirma Lane.

A expansão bem-sucedida do negócio é um resultado do gerenciamento global de vendas. “A BASF pode oferecer aos seus clientes soluções em nível global – um diferencial competitivo, porque nossos clientes não somente reduzem custos em desenvolvimento, eles também têm um fornecedor global único”, explica Lane. O negócio mundial de Cellasto® da BASF tem o apoio de cerca de 20 key accounts globais e suas equipes, que podem oferecer rapidamente soluções competitivas para clientes em todas as regiões do mundo.

Mesmo o negócio de Cellasto® tendo retraído um pouco devido à recessão do último ano, a BASF conseguiu contornar o cenário com diversas medidas. “Nós implementamos com sucesso otimizações globais nas nossas localidades e mais do que isso, conseguimos nos desenvolver em todos os mercados com novas aplicações”, comemora Lane. Exemplos de aplicação incluem novas plataformas globais de carros como o Opel Astra e o novo Citroën C4 ou nas novas plataformas globais da GM como o Delta, Epsilon e Gamma, que terão peças de Cellasto® da BASF a partir de 2011.

“Vimos nos primeiros meses de 2010 que o negócio Cellasto® continua a mostrar seu crescimento lucrativo e atrativo”, explica Lane. “Muito dos componentes de NVH (ruído, vibração e aspereza) ainda utilizam a borracha convencional. Estamos em busca de uma estratégia clara para substituir a borracha”. Isso porque o Cellasto® não é somente mais robusto e durável, também tem propriedades físicas superiores quando o assunto é o isolamento de vibrações de qualquer que seja a fonte: o Cellasto® minimiza o ruído do motor, a vibração do chassi e absorve as vibrações de choque. A espuma de poliuretano microcelular reduz espaço e peso devido a sua intensa capacidade de compressão. Esta característica faz com que o produto seja ideal para tarefas que exijam alta durabilidade e compressão em áreas confinadas do chassi. Novas aplicações, como amortecedores de direção, são esperadas para abrir mercados novos e atrativos.

A BASF é líder global no fornecimento de componentes de poliuretano microcelular. No mundo, a cada segundo um carro é fabricado com um batente de Cellasto®, ou seja, nove em cada dez carros tem Cellasto® em seu sistema de amortecimento. As propriedades de redução de NVH de Cellasto® são superiores às da borracha, porque além de reduzirem o ruído, melhoram a durabilidade e aumentam a segurança e o conforto ao momento de dirigir. A BASF desenvolve, produz e distribui, sob a marca Cellasto®, componentes de poliuretano microcelular que otimizam o conforto na direção. Mais de 100 milhões de peças de Cellasto® são fabricadas pela BASF ao redor do mundo.

Sobre a BASF
A BASF é a empresa química líder mundial: The Chemical Company. Seu portfólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance, produtos para agricultura e química fina até petróleo e gás natural. Como uma parceira confiável, cria a química para ajudar seus clientes de todas as indústrias a atingir ainda mais o sucesso. Com seus produtos de alto valor e soluções inteligentes, a BASF tem um papel importante para encontrar respostas a desafios globais como proteção climática, eficiência energética, nutrição e mobilidade. A BASF contabilizou vendas em mais de 50 bilhões de euros em 2009 e contava, aproximadamente, com 105.000 colaboradores no final do ano.

Fonte:  BASF