Posts Tagged ‘Challenger Recycler’

Wortex leva novas soluções em equipamentos de reciclagem para as feiras do setor

24/01/2017

challenger-coumpounder-geracao-ii

Empresa desenvolve a segunda geração de máquinas para a indústria plástica que oferecem maior ganho de produtividade e melhor desempenho

A Wortex Máquinas, fabricante de equipamentos para a indústria plástica, vai levar para as feiras do setor deste ano – Feiplastic e Plástico Brasil – novas soluções em reciclagem com o desenvolvimento da segunda geração das linhas Challenger Recycler e Compounder. Os novos equipamentos, segundo a empresa, oferecem maior ganhos de produtividade e de desempenho. A Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha – acontece em março, no São Paulo Expo, e a Feiplastic – Feira Internacional do Plástico – ocorre no mês de abril, no Expo Center Norte, na capital paulista.

De acordo com a Wortex, a linha Challenger Recycler processa uma grande variedade de resíduos de filmes lisos/impressos e rígidos, com eficiência e baixo custo. Os equipamentos Recycler utilizam um eficiente sistema de alimentação forçada, o que permite o processamento do material sem a necessidade de aglutinação. Seu sistema de granulação é adequado ao processamento de todos os tipos de termoplásticos, proporcionando maior produtividade e homogeneidade dos grãos e otimizando a qualidade do produto final, assegura a Wortex.

Nas feiras será apresentado a Linha Challenger Recycler Geração II (foto), a qual, além de melhorias técnicas, tem capacidade de processar até 20% de material rígido no material flexível ou processar 100% de material rígido ou aglutinado. A geração II apresenta avanços na degasagem de materiais altamente impressos com um sistema opcional de dupla filtragem para materiais com maiores níveis de contaminação, afirma a Wortex.

A Linha Challenger Compounder Geração II também apresenta grandes melhorias técnicas e produtivas, segundo o fabricante. Essa linha de reciclagem de plásticos é direcionada para as indústrias que precisam desenvolver e compor suas próprias blendas, aditivar cargas minerais e peletizar materiais provenientes de sopro, injeção, termoformagem e outros, tais como: ABS, OS, PP, PE, POM, PC e Nylon. A Compounder é uma extrusora mono rosca, idealizada para substituir com qualidade e eficiência algumas máquinas de dupla rosca.

A Wortex também vai mostrar nas feiras uma nova linha de moinhos, inédita na sua concepção, podendo ser operada a seco ou com água, aliada a um sistema de ajustes de facas em dispositivo que fica localizado fora do equipamento, que agiliza e traz mais segurança para o operador. Além disso, a empresa traz uma linha de triagem de filmes ou rígidos, que facilita a seleção de materiais e, ao serem acoplados à linha de granulação e lavagem, tornam o custo da reciclagem muito atrativo, afirma a empresa.

Depois de um ano de crise, a indústria de plásticos estima que em 2017 haverá recuperação na sua produção. De acordo com a Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), a projeção para 2017 é de que a produção física de produtos plásticos cresça 2,15%, em relação a 2016. A entidade espera que o faturamento do setor tenha aumento de 1,9%, atingindo a casa dos R$ 56,3 bilhões.

Fundada em 1976 na cidade de Campinas (SP), a Wortex é uma empresa 100% nacional que fabrica equipamentos para extrusão, reciclagem, acessórios, moinhos, roscas e cilindros. Mais informações: http://www.wortex.com.br

Serviços:

FEIPLASTIC – Feira Internacional do Plástico
Data: 3 a 7 de abril de 2017
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo
www.feiplastic.com.br

Plástico Brasil – Feira Internacional do Plástico e da Borracha
Data: 20 a 24 de março de 2017
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo
www.plasticobrasil.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa – Wortex

Curta nossa página no

Wortex promove linha de reciclagem de plásticos durante a Interplast 2016

21/07/2016

Wortex-Challenger-RecyclerDurante a Interplast 2016, que ocorrerá de 16 a 19 de agosto em Joinville/SC, a Wortex estará promovendo sua linha de máquinas recicladoras, além de moinhos e roscas / cilindros para injetoras, sopradoras e extrusoras.

Na área de reciclagem, a Wortex apresentará a sua Linha Challenger Recycler (foto). Segundo a empresa, a linha Challenger é capaz de processar com baixo custo operacional uma grande variedade de resíduos de filmes lisos, impressos e metalizados, tais como PELBD, PEBD, PEMD, PEAD, BOPP, PP, PVC, Ráfia, Não Tecidos, Nylon e Filmes de multicamadas. Materiais sólidos de injeção e sopro podem também ser dosados no filme. Os equipamentos da linha Challenger Recycler utilizam sistemas de alimentação forçada, o que permite o processamento do material sem a necessidade de aglutinação. Segundo a Wortex, o sistema de granulação da Challenger é adequado às matérias-primas a serem processadas, assegurando uma maior produtividade, uniformidade dos grãos e qualidade do produto final.

Os Moinhos da Wortex que serão divulgados na Interplast estão disponíveis com comprimentos de rotores de 600, 900 e 1200mm. Eles possuem corte em “V” com facas rotativas e fixas que são ajustadas fora do moinho através de dispositivo de alinhamento, evitando assim ajustes dentro do moinho.

Durante a feira, também serão apresentados cilindros e roscas (monos e duplos) bimetálicos e nitretados para máquinas de injeção, sopro e extrusão. São executados em equipamentos de precisão, com diâmetros de 25mm a 400mm e comprimentos de até 8.000mm. A Wortex afirma que os aços são submetidos a tratamentos especiais, adequados à matéria prima processada. Segundo a empresa, ligas bimetálicas incorporadas nas roscas e cilindros proporcionam longa durabilidade, precisão de alinhamento e de concentricidade e resistência à abrasão e corrosão.

Projetos especiais de cilindros e rosca (mono e dupla) também podem ser desenvolvidos pela Wortex, de acordo com a necessidade de cada cliente (produtividade, plastificação, homogeneização, mudanças de resinas, etc.). O uso de cilindros especiais oferece maior produtividade por Kg/h / ampere, maior capacidade de plastificação e homogeneização, maior controle da massa fundida, diminuição de ciclos e taxa de rejeição e melhor qualidade do material extrusado, entre outros benefícios.

Fundada em 1976, na cidade de Campinas (SP), a Wortex (www.wortex.com.br) é uma empresa 100% nacional e fabrica equipamentos para extrusão, reciclagem, acessórios, moinhos, roscas e cilindros.

Fonte: Wortex

Curta nossa página no

Wortex demonstra reciclabilidade de plásticos prolongada durante a Feiplastic 2013

03/06/2013

Empresa operou ciclos contínuos de processamento de filme plástico e reciclagem durante a feira

Wortex_recycler

Com o objetivo de demonstrar a possibilidade de reciclagem dos plásticos durante períodos prolongados, a Wortex (www.wortex.com.br) colocou em operação uma linha de extrusão de filmes de polietileno de baixa densidade acoplada a uma unidade de reciclagem dos filmes produzidos durante a Feiplastic 2013 (Feira Internacional do Plástico), realizada em São Paulo entre os dias 20 e 24 de maio, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Os filmes obtidos na linha de extrusão foram continuamente reaproveitados na unidade de reciclagem, onde foram produzidos grânulos de polietileno para realimentação da linha de extrusão. No total, foram processados continuamente durante a feira 2.500 kg. de Polietileno, a uma taxa de 300 kg/hora. A cada 8 horas e 20 minutos, um ciclo integral de processamento e reciclagem do material se completava, o que equivale a dizer que durante os 5 dias da feira e mais os dois dias anteriores à Feiplastic (ocasião em que a linha estava sendo testada), o material plástico foi processado aproximadamente 7 vezes.

Segundo Paolo de Filippis, diretor da Wortex, os grânulos de plástico utilizados durante a Feiplastic já haviam sido extrudados e reciclados nas instalações da empresa durante um período de 3 meses, correspondendo a aproximadamente 60 ciclos de processamento e reciclagem do material. Somando-se esse período em operação na empresa aos dias em que a unidade operou na Feiplastic, acrescenta de Filippis, os grânulos de plásticos foram reciclados aproximadamente 67 vezes, sem perda perceptível de propriedades.

Segundo de Filippis, tal fato demonstra a possibilidade de reciclagem do material plástico por um número muito grande de ciclos, derrubando mitos sobre uma possível degradação precoce do plástico durante o processamento. Além disso, continua de Filippis, prova que é possível utilizar o plástico sem agredir o meio-ambiente e que existe tecnologia disponível para o uso racional e sustentável dos materiais plásticos.

Com o intuito de comprovar que os materiais reciclados durante tais ciclos estendidos não sofrem perdas expressivas de propriedades, a Wortex irá realizar ensaios laboratoriais de medida de índice de fluidez e resistência à tração para acompanhamento das propriedades dos grânulos antes, durante e depois do processamento e reciclagem do material.

Defensor do uso de tecnologias sustentáveis, o executivo da Wortex afirma ser a favor do conceito de “regeneração” de materiais. Segundo de Filippis, durante a fabricação do plástico são a ele incorporados energia, esforço humano, tecnologia e capital, além de outros insumos, de modo que tais ingredientes valiosos não devem ser desperdiçados por  uma eventual degradação na natureza, mas sim preservados através da correta utilização, descarte, coleta e reprocessamento do material –  regenerando-o para um uso contínuo pela sociedade.

Durante a Feiplastic, a Wortex operou a sua linha de reciclagem Challenger Recycler (foto) e uma extrusora de filme Challenger Blow para demonstrar a reciclabilidade contínua e estendida do material processado.

Sobre a Wortex: Fundada em 1976 em Campinas (SP), a Wortex é uma empresa 100% brasileira, fabricando equpamentos para extrusão, reciclagem, acessórios, moinhos, roscas e cilindros. Dentro de um programa de internacionalização, a Wortex estabeleceu uma joint venture com o grupo italiano Amut,  que trará para a indústria de transformação de plástico nacional mais inovação tecnológica e investimentos para o setor. A Amut tem forte presença em mercados como Europa, Ásia e América do Norte e possui um faturamento anual de 50 milhões de Euros. A sinergia entre as duas empresas, que produzem sistemas de extrusão de plásticos, será ampliada com as novas instalações no Brasil, em Campinas, onde produzirão máquinas de extrusão para tubos, perfis e chapas para embalagens termoformadas. No médio prazo, a expectativa da Wortex é aumentar o faturamento em até 75% com a joint-venture.

Curta nossa página no

Wortex terá estação completa para reciclar sucata plástica durante a Feiplastic 2013

24/04/2013

feiplastic

A avançada tecnologia da linha Challenger Recycler será demonstrada, ao vivo, transformando materiais plásticos em sacolas

Em apenas cinco minutos, garrafas de PET são transformadas em dezenas de embalagens de ovos. A reciclagem do plástico ganhou velocidade. Ainda bem, já que o material representa 6% do lixo produzido nas cidades e demora muitos anos para se degradar na natureza, segundo dados do Instituto Plastivida. Imprescindível no dia-a-dia das pessoas, a única opção é reciclá-lo. A tecnologia desenvolvida pela Wortex Máquinas com a Linha Challenger Recycler e o sistema de lavagem recentemente desenvolvido, permite o reaproveitamento de produtos plásticos pós-consumo (resíduos sólidos urbanos, RSU) de forma completa, rápida e com baixo custo de energia, operação e espaço. O equipamento estará funcionando, “ao vivo”, no estande da empresa, durante a FEIPLASTIC 2013 – Feira Internacional do Plástico, entre os dias 20 e 24 de maio, em São Paulo.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o plástico é completamente sustentável. Esta uma prática reforçada pela nossa filosofia Recycling Technologies for a Sustainable Future. Ele pode ser reutilizado inúmeras vezes, é um ciclo que não tem fim”, garante Paolo De Filippis, diretor da Wortex. No estande de 360 m2, a estação de reciclagem receberá os produtos de plástico proveniente de RSU, que serão lavados na planta de lavagem da empresa, em Campinas (SP). A partir daí, esse material é triturado nos moinhos Zerma e granulados na máquina recuperadora com alimentação forçada. “Estes grãos alimentam uma extrusora de balão modelo Challenger Blow, que os transforma em bobinas de filme e, posteriormente, podem ser cortadas em sacos de lixo ou sacolas para saída de caixa.

A Linha Challenger Recycler abre possibilidades de negócios para os pequenos empreendedores, já que os equipamentos têm capacidade de processar de 100 a 1500 quilos de plástico por hora. Para as cooperativas, por exemplo, é uma solução para faturar mais com a venda dos grãos processados, ao invés de comercializar somente a sucata plástica. As empresas de reciclagem ganham muito em velocidade. E fabricantes de produtos plásticos podem usar a estação como sua linha de montagem –  de um lado entra o material de coleta seletiva e do outro sai o produto final.

No Brasil são consumidos por ano cerca de 3,3 milhões de toneladas de plástico. Apenas 21,7% são reciclados o que equivale a 736 mil toneladas, segundo pesquisa da Plastivida. Há uma enorme lacuna para que a sustentabilidade no setor seja plena. “As soluções da Wortex têm contribuído bastante para esta fase final do processo de reaproveitamento dos materiais. O problema é alto volume de plástico que se perde no caminho entre as latas de lixo e as empresas de reciclagem – apenas 8% dos municípios brasileiros têm sistema de coleta seletiva”, afirma Filippis.

Na FEIPLASTIC, a Wortex também exibirá um vídeo de uma máquina, apresentada e testada em Buenos Aires, que identifica os diferentes materiais e faz a separação adequada. “O equipamento separa até 1000 mil toneladas de lixo por dia, e retorna ao aterro somente material inerte da ordem de 40% do volume depositado. Este material não tem mais nenhum contaminante, evitando assim os desagradáveis efeitos de produtos como chorume e animais transmissores de doenças”, explica o diretor da Wortex.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Feiplastic

Curta nossa página no