Posts Tagged ‘Carro Elétrico’

Solvay vai aumentar em 35% a produção de polímero especial PVDF para atender ao crescimento da demanda por baterias de veículos elétricos

04/10/2018

A Solvay aumentará em 35% a capacidade de produção de seus polímeros de alto desempenho da linha Solef® PVDF (fluoreto de polivinilideno) para atender ao forte crescimento da demanda global, principalmente para aplicações em baterias de íon-lítio para veículos elétricos.

“A decisão da Solvay de aumentar a capacidade do Solef® PVDF, em nossa planta industrial de Tavaux, na França, mostra nosso compromisso contínuo para atender às crescentes necessidades de nossos clientes em todo o mundo”, disse Michael Finelli, Presidente da Unidade de Negócios Global Specialty Polymers da Solvay.

A nova capacidade, com investimento em novos ativos (máquinas e equipamentos), deverá entrar em operação até o final de 2019.

Os polímeros especiais da linha Solef® PVDF otimizam a eficiência do armazenamento de energia e contribuem para redução do peso da bateria em veículos elétricos e aparelhos eletrônicos de consumo.

Outras aplicações desses polímeros que têm registrado crescimento de vendas ocorrem em tubos e revestimentos na exploração e produção de petróleo e gás em plataformas offshore e em membranas para purificação de água.

A Solvay tem sede em Bruxelas (Bélgica) e emprega 26.800 pessoas em 61 países. As vendas líquidas pro forma foram de € 10,1 bilhões em 2017, resultando em uma margem de EBITDA de 22%. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia. Os produtos da Solvay são usados em diversos mercados finais globais, em produtos como aviões, carros, dispositivos inteligentes e médicos, baterias, na extração de minerais e petróleo, entre muitas outras aplicações.

Fonte: Solvay

Curta nossa página no

Anúncios

Solvay lança novas poliamidas para componentes de veículos elétricos, híbridos e autônomos

17/05/2018

A linha elétrica de poliamidas da Solvay focaliza-se em componentes elétricos e eletrônicos automotivos, incluindo grades na cor laranja para aplicações de alta tensão como conectores, disjuntores, interruptores e isolantes utilizados no mercado de mobilidade elétrica

A Solvay Performance Polyamides está anunciando a ampliação de seu portfólio de plásticos de engenharia de poliamida Technyl® para fornecer soluções adequadas para a indústria automotiva mundial.

Segundo a empresa, a ampliação do portfólio responde aos principais desafios e tendências do setor automotivo, entre as quais aumento de conectividade e autonomia, uma vez que tanto os veículos híbridos como os totalmente elétricos (xEV) e os autônomos compartilham uma necessidade comum e crescente de melhorar o desempenho dos seus componentes elétricos e eletrônicos.

A linha aprimorada Technyl® compreende soluções retardantes de chamas (FR, na sigla em inglês), produtos para automóveis elétricos em grades puros e de alta pureza e o novo grade de poliamida 6.6 livre de íons para aplicações em células de combustível, afirma a Solvay. Desenvolvida em estreita colaboração com fabricantes de equipamentos originais e parceiros de Tier 1, essa linha atende aos desafios em termos de custo, desempenho e sustentabilidade, garante a empresa.

“Também desenvolvemos uma série de grades Technyl® altamente estáveis, na cor laranja, pois continuamos a inovar em nosso portfólio para aplicações de veículos elétricos”, disse Nicolas Batailley, líder global de Mobilidade Elétrica da Solvay Performance Polyamides. “A cor laranja é a cor da moda para facilitar a identificação, pois nos concentramos em componentes projetados para lidar com altas tensões, como conectores, disjuntores e isoladores”, informou.

Um dos primeiros mercados abrangidos por esse novo produto é o chinês. Segundo Nicolas Batailley, a China está desempenhando um papel cada vez maior no campo da mobilidade elétrica. “Embora o país responda por quase um terço da produção automotiva mundial, a parcela de veículos híbridos e totalmente elétricos fabricados na China tem uma meta ambiciosa de chegar a 20% até 2025, o que representa quase sete milhões de veículos. Nossa linha Technyl® foi ampliada para ajudar a atingir esse objetivo desafiador”, afirmou.

A Solvay Performance Polyamides afirma que oferece um nível exclusivo de suporte para ajudar os clientes no processo de design geral, para que estes possam explorar as soluções de materiais Technyl® e acelerar o tempo de comercialização.

A oferta das novas soluções inclui simulação preditiva com DesignMMI® Technyl® (*), impressão 3D de protótipos funcionais baseados em poliamida com pós de Sinterline® PA6, bem como testes de desempenho da peça em centros de validação totalmente equipados – um deles, inclusive, instalado em Xangai, na China.

A Solvay é uma empresa de química de especialidades e de materiais avançados, cujos produtos e soluções são utilizados em aviões, carros, dispositivos inteligentes e médicos, baterias, na extração de minerais e petróleo, entre muitas outras aplicações. A Solvay tem sede em Bruxelas e emprega 24.500 pessoas em 61 países. As vendas líquidas pro forma foram de € 10,1 bilhões em 2017. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia.

(*) DesignMMI Technyl® é um serviço avançado desenvolvido pelo Digimat da e-Xstream

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

BASF fornece materiais plásticos para carro elétrico da BMW

20/04/2014
  • Nova estrutura do banco feita com Poliamida
  • Reforço multifuncional do corpo feito de PBT
  • Bancos traseiros tipo concha feitos de Poliuretano)
  • Reforço estrutural para armação do teto feita de Poliuretano

BASF_BMW_i3A BASF  está fornecendo matérias-primas plásticas para muitos componentes inovadores do BMW i3, o carro elétrico do Grupo BMW. Com sua ampla expertise em construção, a empresa deu apoio ao desenvolvimento de várias partes do carro, como os encostos dos bancos dianteiros, partes chave de reforço no corpo de fibra de carbono, e o banco traseiro tipo concha.

“Trazendo toda nossa experiencia em plásticos do negócio de Materiais de Performance, podemos oferecer soluções customizadas para consumidores inovadores tais como o Grupo BMW e seus fornecedores mundiais bem como fornecer apoio durante a construçao de componentes, diz Raimar Jahn, responsável global  de Materiais de Performance. “Com o BMW i3, o Grupo BMW deu um passo à frente para o futuro da indústria automotiva, e as soluções inteligentes da BASF  contribuem  muito para isso.”

Encosto de banco feito de poliamida

O encosto do banco de motorista e dos passageiros é o primeiro componente estrutural revestido e moldado por injeção feito de poliamida a ter uma superfície visível e a ser usado no interior de um veículo.

Este componente híbrido leve, pesando apenas 2 quilos, engloba todo a expertise do time de competência global de bancos da BASF.  O encosto, que integra múltiplas funções, é feito de poliamida 6 altamente estável sob UV (Ultramid® B3ZG8 UV), desenvolvido pela BASF especialmente para tais aplicações . Segundo a BASF, além de fornecer rigidez suficiente, este material também garante o alongamento e tenacidade para atender os requisitos mecânicos do Grupo BMW, e isto com uma variação de temperatura de -30°C a +80°C.

De acordo com a empresa, os encostos possuem esse formato final, complexo, e acima de tudo fino, graças ao uso antecipado da ferramenta de simulação universal Ultrasim®. Devido à simulação numérica precisa dos materiais usados para o encosto, alavanca de liberação e guia do cinto, o comportamento calculado na simulação de colisão foi compatível com os testes subsequentes. A otimização no computador poderia acontecer em estágios antecipados, evitando dessa forma modificações posteriores no componente de desenvolvimento. O método de simulação da BASF Ultrasim® acompanha de maneira eficaz todos os certificados requeridos pela lei com relação a diferentes posições de assentos, temperaturas e cargas.

Além disso, afirma a BASF, a linha Ultramid® possui baixa emissão, alta resistência a arranhados e  notável qualidade de superfície, características que permitem um grande uso da estrutura do assento, o que o torna um elemento importante. Com relação à alavanca de liberação, seu material não pode falhar quando houver uma colisão. Dessa forma, uma grade de fibra de vidro reforçada com Ultramid® é empregada nessa aplicação:

Partes estruturais multifuncionais feitas de  PBT

O corpo de carbono do BMW i3 contém partes estruturais de  tereftalato de polibutileno – PBT entre a concha interna e externa. O maior componente e o primeiro de sua categoria é componente integral localizado na área traseira entre as conchas de fibras de carbono. Além de sua função de suportar cargas, ele também serve para manter as 2 células da concha separadas e forma a abertura traseira para a janela lateral. Segunda a BASF, a resina de PBT Ultradur® B4040 G6 é ideal para isso pois é dimensionalmente estável, independente das condições climáticas ao seu redor e oferece a resistência necessária ao empenamento. A simulação fornecida pelos engenheiros da BASF contribuiu para uma baixa produção de distorções (deformações) e a orientação da fibra de vidro adequada para possíveis cargas. O componente  moldado por injeção engloba muitos componentes menores planejados no passado, reduzindo então a complexidade e custos. Mais de duas dúzias de componentes menores de Ultradur® com um peso em conjunto de aproximadamente nove quilos, são integrados em outras áreas do corpo do veículo onde fornecem reforço e alcançam a acústica desejada.

Concha do banco traseiro feita de fibras de carbono e matriz PU

A concha autossustentável do banco traseiro é feita pelo sistema da BASF de poliuretano Elastolit®. Pela primeira vez em um veículo de produção de série, as fibras de carbono são combinadas com a matriz de poliuretano, segundo a empresa. O componente integra uma variedade de funções tais como porta-copos e bandeja de armazenamento diminuindo o trabalho de montagem e peso. Uma característica chave do Elastolit® da BASF é sua ampla janela de processo juntamente com sua alta resistência à fatiga e tolerância a danos, afirma a empresa. Devido às propriedades especiais do material, a parte relevante para colisões atende aos rígidos requisitos de segurança do Grupo BMW, apesar da espessura de sua parede de apenas 1.4 milímetros.

Espuma estrutural para reforçar a armação do teto

A espuma estrutural PU Elastolit® D é usada como material de reforço em toda a armação do teto incluindo o pilar A. A espuma altamente resistente à pressão é fabricada para um composto sanduíche de carbono, suportando dessa forma a estrutura rígida do veículo.

Outros componentes:

O BMW i3 incorpora muitas outras partes feitas com os plásticos da BASF que já foram implementadas em um grande número de veículos:

– Essas partes incluem diferentes aplicações elétricas e eletrônicas feitas de Ultramid®, Ultradur® ou poliuretano; por exemplo, a caixa de fusível feita de Ultramid® B3ZG3, que atende as mais rígidas demandas de rigidez e resistência à tensão, segundo a BASF, bem como um conector de alta voltagem feito de Ultramid® A3EG6; além disso existem revestimentos de cabos e prensa-cabos feitos de poliuretanos Elastollan® e Elastoflex®.
– No interior do veículo, a espuma PU semirrígida Elastoflex® E é usada para proteger o painel de instrumentos enquanto a capa do pilar C é feita de Ultramid® B3ZG3.
– Duas espumas diferentes de poliuretano Elastoflex® E são usadas na construção do teto para melhorar a acústica interior: no forro do teto, formando o material principal de um composto sanduíche, possui excelente termoformabilidade e alta rigidez e uma densidade extremamente baixa,  de acordo com a BASF; a espuma de células abertas  Elastoflex® E é usada como base para partes acusticamente eficazes.
– No módulo de produção do teto retrátil opcional, é aplicado o sistema Elastolit® R 8919 de encapsulamento de vidro resistente às intempéries. A armação do teto retrátil é feita de Ultradur® B 4040 G6, uma mistura de PBT/PET de baixo empenamento.
– Molas leves feitas de Cellasto®, o elastômero especial micro-celular, também podem ser encontradas nas suspensões de eixo dianteiras e traseiras no BMW i3.
– Por último, a divisão operacional de revestimento da BASF contribui para o design extraordinário do BMW i3. A divisão abastece a nova linha de produção para o BMW i3 na fábrica em Leipzig/Alemanha com camadas de base em quatro cores que atendem os requisitos de revestimento de componentes adicionais e dos processos de pinturas envolvidos.

Fonte: BASF

Curta nossa página no

 

SABIC IP apresenta resultados de pesquisa sobre benefícios do uso de “vidros” de Policarbonato em veículos.

25/04/2011

A SABIC Innovative Plastics anuncia novas evidências convincentes sobre os benefícios do vidro de policarbonato (PC) para o mercado automotivo. Além de  proporcionar redução de peso, resultando em consumo menor de combustível e baixas emissões de dióxido de carbono, novas análises indicam os benefícios do vidro de PC Lexan* em relação ao isolamento térmico  , apresentando redução de carga nos sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado, com base na condutividade térmica significativamente baixa do PC em relação ao vidro.

 As novas evidências enfatizam a importância do uso do vidro de PC Lexan para melhorar a eficiência dos veículos convencionais, híbridos e elétricos. As descobertas provêm de pesquisa e desenvolvimento da equipe das subsidiárias da Exatec*, da SABIC Innovative Plastics, especializadas em vidros automotivos.

 “Com essa nova pesquisa, nós oferecemos à indústria uma forma totalmente nova de interpretar os benefícios do vidro de policarbonato Lexan, além dos já conhecidos, como a redução de peso e a liberdade de projeto,” diz Dominic McMahon, gerente geral de marketing de produtos automotivos da SABIC Innovative Plastics e diretor executivo (CEO) da Exatec.

 “Levando em consideração os resultados da pesquisa,  os fabricantes automotivos podem obter ainda mais vantagens com o nosso portfólio de soluções em vidros de policarbonato Lexan, como a ampliação do intervalo de utilização em veículos elétricos e mais eficiência em sistemas de aquecimento e ar condicionado. Essas descobertas representam também um complemento natural para a capacidade de absorver a energia solar apresentadas por nossas resinas   absorventes de infravermelho Lexan, as quais podem ser utilizadas para reduzir ainda mais a carga térmica no interior de um veículo” afirma McMahon.

 Diminuindo a Carga de Ar Condicionado e Ventilação e Diminuindo as Emissões

 As propriedades de isolamento da resina de PC Lexan podem reduzir as demandas nos sistemas de aquecimento e de ar condicionado. A equipe da Exatec da SABIC Innovative Plastics usou simulações computacionais de dinâmica dos fluidos (CFD) de duas configurações de carro, uma com para-brisas traseiro e teto solar panorâmico de PC e a outra com para-brisas traseiro e teto solar panorâmico de vidro. As simulações foram realizadas para os climas quentes e frios, considerando os momentos em que os veículos estão parados e em movimento.

 Os resultados mostram que a baixa condutividade térmica interna inerente ao vidro de PC relativo ao vidro temperado pode reduzir a transferência de calor total no estado estacionário entre o interior e exterior do veículo. Esse efeito é esperado para a redução das emissões em veículos convencionais e híbridos e aumentar a duração da bateria para veículos híbridos e elétricos.

 “Trata-se de um avanço na forma de pensar os vidros de policarbonato”, diz Stephen Shuler, diretor de tecnologia da Exatec. “Substituir os vidros tradicionais por janelas de policarbonato Lexan altamente isolantes contribui para reduzir a demanda dos sistemas de aquecimento e de ar condicionado em climas quentes e frios. Outras simulações de computador mostram, por exemplo, que a redução dessas demandas pode diminuir as emissões em até três gramas de dióxido de carbono por quilômetro e aumentar a duração da bateria em 2 a 3%”, explica o executivo.

 Os Grades de Absorventes de Infravermelho do Policarbonato Lexan Reduzem Ainda Mais a Carga de Ar Condicionado

 A pesquisa e desenvolvimento da SABIC Innovative Plastics teve como resultado uma família de novos produtos de resina de policarbonato Lexan com capacidade de absorção de energia infravermelha (IV). Esses produtos comercialmente disponíveis são formulados para reduzir a quantidade de energia térmica solar que entra no veículo. Através da absorção da energia solar, esses produtos Lexan podem atenuar a carga nos sistemas de ar condicionado para ajudar a aumentar a economia de combustível e diminuir as emissões.

 Para obter informações adicionais sobre os produtos de resina Lexan da SABIC Innovative Plastics com revestimentos Exatec, visite a página www.sabic-ip.com ou www.exatec.de.

Fonte: SABIC-IP

SABIC-IP desenvolve soluções em plástico de engenharia que substituem metal em propulsores automotivos.

15/04/2011

SABIC-IP lança Materiais para Propulsores de Alto Desempenho para Veículos Híbridos e Elétricos.

Bancada de Teste do Propulsor IAV GmbH

A SABIC Innovative Plastics anuncia sua colaboração com a IAV GmbH, líder mundial em sistemas de propulsores e veículos avançados, para desenvolver soluções termoplásticas que podem substituir o metal no veículo elétrico (EV) e componentes híbridos do propulsor. As duas empresas buscam novas formas de otimizar eficiência e desempenho, incluindo a redução de peso para compensar as pesadas baterias e blindagens em áreas de alta voltagem.

 “Nossa colaboração estratégica com a IAV tem o objetivo de criar opções inovadoras para nossos clientes, à medida que eles se esforçam para desenvolver e fornecer uma gama de veículos elétricos para os clientes, sejam eles híbridos, híbridos plug-in ou elétricos à bateria puros”, diz Gregory A. Adams, vice presidente, Automotivo, SABIC Innovative Plastics.

 “Nós vemos como uma fórmula de sucesso a combinação da experiência da IAV em engenharia de propulsão avançada com a nossa seleção de materiais de alto desempenho e experiência em desenvolvimento de aplicações. Estamos ansiosos para auxiliar as montadoras a desenvolver a próxima geração de propulsores e seus componentes, como resultado dessa colaboração”, completa Adams.

A IAV tem desenvolvido tecnologias e conceitos inovadores para veículos há 27 anos. Na área de mobilidade elétrica, a empresa desenvolve propulsores, unidades de controle, sistemas de bordo, sistema de bateria de alta voltagem e outros sistemas e componentes para veículos elétricos à bateria e híbridos.

“Temos o prazer de trabalhar em conjunto com a SABIC Innovative Plastics nos novos componentes de propulsão, que se beneficiarão do peso leve na função de blindagem, resistência de alta temperatura e corrosão de componentes e resinas termoplásticas,” diz Kurt Blumenröder, presidente e CEO, IAV GmbH.

“A experiência da SABIC Innovative Plastics na substituição do metal e em termoplásticos de engenharia de alto desempenho proporciona uma grande parceria ao nosso conhecimento em engenharia. Nós antecipamos avanços importantes que podem ajudar a indústria automotiva a fazer um progresso significativo no desempenho e eficiência de veículos elétricos e híbridos”, explica o executivo.

Termoplásticos Têm Como Objetivo os vencer desafios de Peso, Temperatura e Blindagem

 Para sustentar todas as vantagens ambientais dos veículos híbridos, híbridos plug-in e elétricos à bateria, o peso adicional das baterias – de até 300 kg em um carro de tamanho médio – precisa ser compensado pela redução em outras áreas. Os termoplásticos incluem polióxido de fenileno (PPO) Noryl* e resinas de polibutileno tereftalato (PBT) Valox*, da SABIC Innovative Plastics, e podem substituir o aço nas estruturas da bateria e invólucros. Essas resinas também oferecem resistência química e à temperatura, estabilidade dimensional e retardamento de chama.

 O aumento do uso de íons de lítio e de baterias de polímero de lítio, as quais possuem uma maior densidadede energia e potência, exige soluções em gerenciamento térmico para baterias. Como essas baterias operam melhor em temperatura ambiente, para controlar a temperatura, a refrigeração líquida frequentemente substitui o ar refrigerado com maior eficiência. Como resultado, esses líquidos necessitam de resistência química, características comuns aos materiais termoplásticos de engenharia de alto desempenho. Além disso, se a força for retirada de uma bateria, ela irá aquecer – e, assim, são necessários materiais com excelente resistência à temperatura. As resinas de polieterimida (PEI) Ultem* da SABIC Innovative Plastics fornecem resistência a altas temperaturas e uma capacidade de retardamento de chama inerente e as resinas de PBT Valox fornecem resistência química e a altas temperaturas.

 Em veículos elétricos híbridos, quanto maior a voltagem, mais importante se torna a blindagem em relação à interferência eletromagnética/interferência de rádio frequência (EMI/RFI) para controlar possíveis distúrbios de componentes eletrônicos, como inversores, unidades de controle eletrônico e sistema de gerenciamento de baterias. Os compostos LNP* Faradex* da SABIC Innovative Plastics fornecem propriedades de blindagem contra EMI/RFI excepcionais sem o grande peso das camadas de metal ou metalização.

 Comparado à combustão interna de motores que fornece calor ao interior do automóvel, veículos de energia alternativa dependem da energia de bateria para aquecer e resfriar o ar, o que faz com que o isolamento seja fundamental para evitar o consumo pesado da bateria. As soluções em vidro de policarbonato Lexan* oferecem uma taxa cinco vezes maior de isolamento e os graus de absorção de infravermelhos (IR) da resina Lexan podem otimizar ainda mais o condicionamento de ar, reduzindo o valor da carga de calor transferida para o interior de um veículo em climas quentes ou com tempo ensolarado.

Fonte: SABIC-IP / Edelman

Resina sustentável da SABIC IP é utilizada em carregadores de veículos elétricos

12/01/2011

A Leviton Manufacturing, líder norte-americana em dispositivos e sistemas elétricos, escolhe a resina Valox iQ* para produzir o novo carregador portátil para alojar cabos para veículos elétricos (EV) Evr-Green™.

A resina Valox iQ, que utiliza politereftalato de etileno (PET, polyethylene terephthalate) reciclado pós-consumo de garrafas de água, possibilita a moldagem de peças na cor final, evitando a pintura secundária e ampliando significativamente os benefícios ambientais do carregador da Leviton.

Além disso, o produto oferece elevado desempenho elétrico e mecânico, além de poder ser produzido em cores personalizadas. A família de resinas Valox iQ, que usa  conteúdo reciclado pós-consumo (PCR, post-consumer recycled), faz parte da linha de soluções sustentáveis da SABIC Innovative Plastics.

“Um requisito importante ao desenvolver nossa unidade de carregamento Evr-Green foi o uso de materiais sustentáveis “, afirma Michael Mattei, Vice-Presidente e Gerente geral da unidade de negócios comerciais/industriais da Leviton.

“Queríamos certificar que o nosso carregador, além de facilitar a inserção dos carros elétricos no mercado, minimizasse também os impactos ambientais. Para isso, procuramos a SABIC Innovative Plastics, um fornecedor confiável em razão de sua liderança no mercado de materiais sustentáveis. A resina Valox iQ, além de ser um material PCR,  atendeu a todas as exigências oferecendo excepcional desempenho elétrico, mecânico e estético, que são requisitos necessários a esta exigente aplicação para o consumidor. Acreditamos que o uso da resina Valox iQ agrega um aspecto importante ao valor ambiental de nossa nova linha de produtos”, completa Mattei.

A unidade portátil do Evr-Green da Leviton opera em 110 volts permitindo aos consumidores recarregarem seus EVs alimentados por baterias em suas próprias residências ou em qualquer outra tomada de 110 V / 15 A próximo ao veículo. Ela é compatível com todos os veículos plug-in norte-americanos, com entradas J1772, que é o padrão atualmente estabelecido pela Sociedade de Engenheiros Automotivos (SAE, Society of Automotive Engineers).

Sustentabilidade com desempenho e sem riscos

Os desafios globais de sustentabilidade estão no centro da estratégia de negócios da SABIC Innovative Plastics, criada com base no compromisso da empresa de maximizar a preservação dos recursos naturais.

Os clientes buscam materiais que ajudem a reduzir os impactos ambientais, diminuam o consumo energético nos processos de manufatura, contribuam para a redução de peso em seus produtos e que sejam reciclados mais facilmente ou que incluam algum tipo de conteúdo reciclado.

A linha de produtos da SABIC Innovative Plastics é fruto da experiência tecnológica e do histórico de inovação da companhia, que permitiram o desenvolvimento de materiais que contribuem para que os clientes superem os principais desafios ambientais da atualidade.

Resina Valox iQ

Por meio de um processo exclusivo, a SABIC Innovative Plastics utiliza o PET pós-consumo reciclado como matéria-prima para produzir um plástico de engenharia, o PBT (politereftalato de butileno). A resina Valox iQ (de PBT) contribui para que resíduos deixem de ser enviados aos aterros sanitários, além de oferecer uma redução de 34% a 47%, por quilograma de PBT, nas emissões de dióxido de carbono e na utilização de energia nos processos de fabricação da resina.

Além disso, a resina oferece a possibilidade de se obter peças moldadas na cor final desejada, substituindo os processos secundários de pintura que podem aumentar o custo e o teor de emissões de compostos orgânicos voláteis (VOC, volatile organic compound).

A resina Valox iQ oferece ainda propriedades importantes de desempenho ao alojamento do carregador da Leviton. Para atender aos requisitos desse dispositivo de alta voltagem, a resina passou por rigorosos testes aplicados pela Underwriters Laboratory (UL), obtendo a classificação UL 746C f1 para todas as cores.

“O trabalho proativo realizado por nossa equipe permitiu que os projetistas da Leviton se beneficiassem de nossa capacidade de desenvolvimento de resinas coloridas para a obtenção de peças moldadas na cor final, resultando em um alojamento de carregador que apresentasse cores exclusivas para a aplicação”, afirma Dennis VanPoppelen, Gerente de Marketing de Produtos Elétricos da SABIC Innovative Plastics.

“Ao mesmo tempo, a equipe de engenharia economizou tempo e reduziu custos trabalhando com um material que já estava classificado de acordo com a norma UL 746C f1. Além disso, oferecemos a nossa experiência em ferramental e no aprimoramento de processos para essa nova aplicação. A SABIC Innovative Plastics orgulha-se de contribuir para que os clientes simplifiquem processos e coloquem seus produtos no mercado mais rapidamente”, finaliza VanPoppelen.

Outras propriedades importantes da resina Valox iQ são a elevada resistência ao impacto e a resistência mecânica necessárias para suportar contatos acidentais com o veículo, além da excelente resistência a produtos químicos domésticos e à luz ultravioleta (UV). Esse material atende ao mercado elétrico e de telecomunicações, estando também alinhado com a crescente procura no setor de transportes comerciais, de automóveis híbridos e elétricos.

Fonte: SABIC-IP