Posts Tagged ‘Arburg’

Arburg obtém bons resultados durante Brasilplast 2011.

06/06/2011

• Muitas conversas profissionais e interesse do setor de embalagem
• Allrounder 720 H híbrida de alto rendimento produziu tampas de rosca
• Apresentação do novo Integralpicker V elétrico

Para a filial da ARBURG em São Paulo, a Brasilplast foi o evento público mais importante na América Latina este ano. Inúmeros visitantes do setor técnico, sobretudo da indústria de embalagens que apresenta um forte crescimento, demonstraram interesse pelas máquinas injetoras “Made in Germany”.

“A maior feira de plásticos da América Latina foi um sucesso incomparável para nós”, é o balanço de Kai Wender, diretor-geral da filial da ARBURG no Brasil. “As indústrias de cosméticos e de embalagem estão apresentando um forte crescimento nos dias de hoje. E foi justamente com os visitantes profissionais desses mercados que tivemos conversas muito produtivas. O que chamou a atenção foi o grande interesse em nossas máquinas de moldagem da linha Hidrive.”

Representando essa linha de máquinas, uma Allrounder 720 H com 3.200 kN de força de fechamento e uma unidade de injeção do tamanho 1300 produziu tampas flip-top para tubos cosméticos. Por causa de sua alta velocidade de injeção a máquina híbrida de alto rendimento com tecnologia de acumulador hidráulico é predestinada para aplicações no setor de embalagem. Em cada tempo de ciclo de 11,8 segundos foram fabricadas 24 tampas de rosca de 40 milímetros de diâmetro. O débito de passagem compreendeu 45,6 quilogramas em uma hora.

A ARBURG também apresentou uma instalação compacta em torno de uma Allrounder 320 Golden Edition com 500 kN de força de fechamento. Na máquina injetora hidráulica foi produzido em um tempo de ciclo de 20 segundos um buggy de brinquedo completo: rodas, chassi e capota foram injetados simultaneamente. Os canais de injeção do novo Integralpicker V são da ARBRUG e os três eixos servoelétricos proporcionam tempos curtos de configuração e de ciclo. “No Brasil, a excelente relação custo/benefício dessa linha Made in Germany é um grande atrativo”, acrescenta Kai Wender. “Graças à precisão e repetibilidade, essa máquina é muito cobiçada por aqui, além de ser um modelo básico ideal para a produção automatizada de peças moldadas.”

Fonte: Arburg

Na Brasilplast 2011, Arburg focaliza automação e embalagem.

09/03/2011

De 9 a 13 de maio de 2011, a ARBURG estará na Feira Brasilplast 2011 em São Paulo, apresentando soluções para uma moldagem por injeção eficiente. Representando a linha HIDRIVE, uma ALLROUNDER 720 H com força de fechamento de 3.200 kN produzirá tampas flip-top para o setor de embalagem. A máquina com alta performance se destaca por elevada produtividade e ciclos reduzidos. Uma relação custo- beneficio especialmente atraente é o que oferece a ALLROUNDER 320 C GOLDEN EDITION. Junto com o novo INTEGRALPICKER V, essa solução básica mostra o seu poder econômico na fabricação automática de peças moldadas com o exemplo de um buggy de brinquedo.

“No Brasil estamos entre os fornecedores líderes da tecnologia de moldagem por injeção no setor principal e o nosso crescimento continuará acima da média” diz Kai Wender, diretor-geral da Arburg Ltda. em São Paulo. “A linha HIDRIVE teve uma boa aceitação no mercado de embalagem local. As ALLROUNDER híbridas têm forças de fechamento de 600 até 5.000 kN e são perfeitas para o setor de embalagens, e também para outras aplicações que exigem alta performance na produção, uma elevada precisão e ciclos curtos”.

ALLROUNDER 720 H híbrida: rápida, produtiva, precisa

Na feira será apresentada uma ALLROUNDER 720 H grande, com força de fechamento de 3.200 kN e uma unidade de injeção de tamanho 1300. A máquina da linha HIDRIVE combina as vantagens dos componentes servoelétricos e hidráulicos do sistema modular ALLROUNDER: uma unidade de fechamento servoeletétrico com travamento mechanico energeticamente eficiente e uma unidade de injeção hidráulica potente com tecnologia de acumulador hidráulico e dosagem eletromecânica. O movimento independente dos eixos permite movimentos simultâneos. A ALLROUNDER 720 H, com sua unidade de injeção de grande dimensionamento relativo ao força de fechamento, dispõe de uma elevada capacidade de injeção. O consumo de energia foi otimizado e, com isso, há uma economia de energia de cerca de 40%.

Na feira será apresentada uma aplicação técnica para a indústria da embalagem: a máquina de injeção equipada com um molde de 16 cavidades produzirá tampas flip-top de PP de 9,5 g em um tempo de ciclo de apenas 12 segundos. A máquina vai plastificar 45,6 kg/h.

INTEGRALPICKER V: troca do molde sem perda de tempo

Uma ALLROUNDER 320 C GOLDEN EDITION mostrará o novo INTEGRALPICKER V servoelétrico. O sistema robótico de baixo custo desenvolvido pela ARBURG é ideal para a extração segura do canal de injeção. Além disso, os seus servomotores ainda permitem uma evidente redução do tempo de ciclo. Os três eixos de movimento possibilitam deslocamentos simultâneos. O eixo de imersão de atuação vertical no molde atinge uma velocidade de 2 m/s com a aceleração de 20 m/s². E isso tudo com alta precisão de repetibilidade. Considerando que, por exemplo, é possível programar uma parada intermediária e inúmeras posições do eixo, há uma clara redução do tempo de acesso e do tempo morto. O movimento rotativo para soltar o canal de injeção ocorre dentro de um dispositivo de proteção. O molde é totalmente acessível para as trocas e serviços de manutenção. O INTEGRALPICKER V é integrado no comando de máquina SELOGICA e, por isso, há apenas um set-up para toda a unidade de produção. A função de aprendizado interativa permite uma preparação rápida, orientada por menu, sem a necessidade de conhecimentos mais profundos do comando. O sistema robótico já pode ser utilizado imediatamente após a mudança de pedido, sem a necessidade de preparação.

ALLROUNDER 320 C GOLDEN EDITION hidráulica: modelo básico para a produção automatizada de peças moldadas por injeção

Para demonstrar a performance de um modelo básico automatizado, na feira haverá uma ALLROUNDER 320 C GOLDEN EDITION hidráulica com força de fechamento de 500 kN, e unidade de injeção de tamanho 170, fabricando um buggy de brinquedo. Em um ciclo de apenas 20 segundos são moldados por injeção ao mesmo tempo as rodas, o chassi e a capota. O INTEGRALPICKER V retira o canal de injeção e os deposita no moinho, de onde o regranulado vai ser realimentado para o prozesso. A montagem final é feita manualmente.

Todos os seis tamanhos da ALLROUNDER GOLDEN EDITION com forças de fechamento de 400 a 3.000 kN dispõem de combinações fixas de força de fechamento e agregado de injeção. Entre os componentes técnicos de alta qualidade estão, por exemplo, cilindros de plastificação extremamente resistentes ao desgaste para tempos de aplicação elevados, e uma tecnologia de válvula de ligação rápida para uma excelente precisão de regulagem e, consequentemente, uma elevada qualidade de injeção. Além disso, com a tecnologia de duas bombas é possível realizar movimentos simultâneos que resultam em tempos de ciclo menores. A ARBURG oferece máquinas GOLDEN EDITION nessa série de máquinas a um custo-benefício extremamente atraente. A produção ocorre exclusivamente na fábrica principal em Loßburg, com o selo de qualidade “made by ARBURG – made in Germany”.

A ARBURG é um fornecedor de sistemas confiável, que concebe e desenvolve sistemas de produção completos em todo o mundo. As máquinas de moldagem por injeção mais toda a automação e periféricos são dimensionados por especialistas de projeto no local, de acordo com as necessidades do cliente.

Fonte: Arburg

Arburg lança mundialmente módulo SELÓGICA – Assistente de preparação de injetoras.

19/01/2011

 Na Feira especializada K 2010 a ARBURG, com o seu comando exclusivo SELOGICA, mais uma vez lançou um marco no setor. O mundo técnico internacional ficou entusiasmado com o novo módulo SELOGICA “Assistente de preparação”. Esse módulo permite que preparadores, sem conhecimento técnico detalhado, preparem uma injetora ALLROUNDER de forma simples, rápida e segura. Com um menu, o Assistente de preparação acompanha todo o processo de configuração e preparação – desde a montagem do molde, passando pelo cálculo inicial dos parâmetros até o final do processo.

A ARBURG fabrica o seu comando de máquina SELOGICA internamente e não para de aperfeiçoá-lo. A filosofia, presente desde o princípio, é permitir que exigentes processos de operação sejam dominados de forma simples e segura. Uma exigência que vai ganhando importância em meio a processos cada vez mais complexos. Orientando o usuário, o comando, com interface gráfica, editor de processos e um teste de plausibilidade direto e patenteado, realiza um gerenciamento de máquina e de periferia voltado para o processamento real. Para a ARBURG, pioneira na tecnologia de comando simplificada e interligada, a próxima fase de desenvolvimento da filosofia SELOGICA veio naturalmente. Se é possível acompanhar ou “ensinar” o preparo de processos robotizados usando um menu, por que então não usar isso em todo o processo da moldagem por injeção? Com o novo módulo SELOGICA “Assistente de preparação”, a ARBURG introduz uma interface homem-máquina extremamente simples na moldagem por injeção, que permite acompanhar a preparação do processo da máquina, ou “ensiná-la” rapidamente. Os preparadores recebem um apoio ativo no processo de configuração e ajuste. Agora basta seguir cinco etapas guiadas por um menu para que todo o processo esteja preparado.

Cinco passos para o sucesso

Essa condução de todas as ações através de cinco etapas reduz a inserção de parâmetros ao estritamente necessário. O processo da máquina, como acontece com a preparação dos sistemas robóticos da ARBURG, é confirmado (ensinado) com o simples pressionar de uma tecla. Assim, já não é preciso ter conhecimentos detalhados sobre comando. E mesmo assim o sistema permanece sempre aberto para ajustes posteriores de parâmetros e processos. Na primeira etapa o preparador escolhe as funções de máquina necessárias com as quais a ALLROUNDER deve trabalhar como, por exemplo, ejetor, tiramacho ou unidade seletora. A gama de opções surge em função do equipamento.

Na segunda etapa, o Assistente de preparação apoia ativamente a montagem do módulo. É ele que indica a sequência ideal das etapas de trabalho. Depois é só executá-las e finalizá-las uma após a outra. O preparador, em uma tela central, escolhe as sequências parciais necessárias como, por exemplo, as referências (zeros) de eixos individuais, e as inicia simplesmente apertando uma tecla. O comando executa cada uma das tarefas automaticamente. Além disso, ainda existe uma representação gráfica para facilitar a orientação. Em princípio, nada de inserir parâmetros.

Na terceira etapa se inserem os dados mais importantes para o processo de moldagem. Entre eles estão material, diâmetro da rosca, tipo de molde, área da peça moldada projetada, peso de injeção, espessura da parede e comprimento dos percursos do fluxo. Além disso, só é preciso conhecer poucos dados sobre o produto para que todos os parâmetros de processamento como temperaturas, pressões ou velocidades sejam calculados automaticamente pelo SELOGICA, com respaldo na imensa base de dados integrada no comando.

Na quarta etapa, o preparador define quais parâmetros deverão ser calculados autonomamente. Opções modulares possibilitam, por exemplo, apenas redefinir as temperaturas da unidade injetora quando há uma troca de material. Todos os demais parâmetros podem permanecer inalterados. Além disso, nessa tela do Assistente de preparação também é possível predefinir automaticamente, com um simples “clique”, todas as funções disponíveis de monitoramento e de protocolo. Dessa forma, todo aquele trabalho de inserir parâmetros em diversas telas e selecionar diferentes funções de monitoramento e protocolo deixam de existir.

Na quinta e última etapa, finalmente, a máquina é “ensinada”, quer dizer, usando um menu, ela é preparada de forma serial. Ou seja: o preparador só precisa entrar nas posições necessárias uma depois da outra e confirmá-las. Todas as entradas de parâmetros bem como a complementação do processo da máquina são assumidas automaticamente pelo comando. O SELOGICA assegura que todas as funções de máquina selecionadas na etapa passem pelo aprendizado. Durante o acompanhamento da preparação, também já são definidos os mecanismos de segurança como a posição da proteção do molde. Após passar por todas essas cinco etapas, de um modo geral a ALLROUNDER já está praticamente pronta para o uso.

Entrar na filosofia de comando, ainda mais fácil

Dessa forma o módulo SELOGICA “Assistente de preparação” simplifica eficientemente o trabalho com o comando da ARBURG. Agora é muito mais fácil preparar as ALLROUNDER. A divisão do Assistente de preparação em cinco etapas permite lidar de forma flexível e modular com a complexa técnica de máquina. Como cada função parcial também pode ser utilizada independentemente, o preparador é novamente apoiado em cada troca de molde e preparação. Duas vantagens principais chamam a atenção no “Assistente de preparação”: não é preciso um especialista em comando para poder preparar todo o processo de moldagem por injeção. E a preparação das ALLROUNDER para a produção ficou muito mais rápida com a enorme flexibilidade do Assistente de preparação e com as funções que vão sendo executadas automaticamente em segundo plano. O novo módulo SELOGICA é mais um marco na direção de uma preparação de injetoras realmente aperfeiçoadas. Não resta dúvida: quem quiser configurar a sua ALLROUNDER de forma mais simples, mais rápida e ainda por cima, pronta para enfrentar a concorrência, não vai querer abrir mão de um auxiliar eficiente, que até agora não existia no mercado.

Fonte: Arburg

Arburg expõe na Interplast tecnologia hidrive que une na máquina injetora funções elétricas e hidráulicas

05/08/2010

A empresa alemã Arburg, especializada em máquinas injetoras, expõe na Interplast 2010 a mais moderna tecnologia disponível no mercado da Injetora hibrida da série hidrive, representada pela Allrounder 570 h 2000-800. A máquina apresenta a união das funções de uma máquina elétrica (fechamento/abertura e dosagem) realizados via servomotores, e as funções de uma máquina hidráulica (extrator, injeção e movimento do bico), tudo acionado via acumulador hidráulico. Além da altíssima tecnologia, a série de máquinas Allrounder H aumenta a produtividade.

Durante o evento serão produzidas peças de parede fina com um tempo de ciclo ultra-rápido, sem abrir mão de suas vantagens dentro do mundial e moderno conceito de eficiência energética. Devido a modularidade, esta máquina de alta performance, pode ser facilmente equipada e configurada para atender as diversas exigências do mercado. Para o preparo ideal do material a ser processado pela injetora, durante o evento, o Arburg Thermolift 100-2 garantirá a desumidifição constante do material e a alimentação da unidade de injeção da máquina.

Sobre a Arburg
A empresa Arburg foi fundada em 1923 na Alemanha e, em 1956, começou a produzir suas primeiras máquinas injetoras. A sede da empresa localiza-se na cidade de Lossburg no coração da floresta negra, ocupando uma área superior a 146.000m². Conta com mais de 2.000 colaboradores, sendo 1.700 só na sua fábrica em Lossburg (Alemanha), onde se concentra toda a sua produção. Com uma rede de filiais estabelecidas em 24 países, somando seus representantes comerciais, está presente em mais de 50 países, nos mercados mais importantes do mundo. No Brasil, a filial Arburg foi instalada em 2000 e dispõe de serviços de assessoria tecnológica, venda de máquinas e peças de reposição, assistência técnica e treinamento técnico para clientes.

Fonte: Messe Brasil

Vuvuzelas: Arburg faz barulho para a Copa do Mundo

18/06/2010

Vuvuzelas para a África do Sul e Alemanha são produzidas em máquinas Arburg Allrounders

Elas tem gerado muita controvérsia desde o começo da Copa do Mundo de futebol na África do Sul. Alguns as consideram como artefatos culturais e uma expressão da atitude de vida dos sul-africanos; outros simplesmente as acham chatas. As famosas cornetas de plásticos,  as Vuvuzelas, que continuam a manter o clima entre os torcedores nos estádios da África do Sul apesar do barulho ensurdecedor que produzem, estão também se tornando cada vez mais populares também entre os fãs do futebol na Alemanha. Muitos desses antes tradicionais instrumentos de sopro são produzidos em injetoras Arburg Allrounders.

A Sandeplast, que também usa máquinas injetoras Allrounder em suas instalações, vem fabricando e fornecendo as vuvuzelas para estádios e lojas especializadas em futebol desde 2001, a partir da sua base na África do Sul. A empresa de Neil von Schalwyk na Cidade do Cabo produz as cornetas com seis funcionários, em nove máquinas injetoras, e tem aparecido na mídia como resultado do controverso debate acerca das coloridas vuvuzelas. Um clip da Reuters sobre a produção pode ser visto em  www.spiegel.de/video/video-1069346.html

Allit AG, um leal cliente da Arburg de longa data, situado em Bad Kreuznach, tem tido uma experiência similar. Esta empresa tem também lucrado com a exposição à mídia relacionada às cornetas. Usando um total de 13 moldes de injeção e várias injetoras Allrounders, cerca de 4,5 milhões de Vuvuzelas multi-peças tem sido produzidas até agora em cores nacionais relevantes, tais como o preto, vermelho e dourado para a Alemanha. Os produtos são fabricados para a Urbas Kehrberg Gmbh. Uma Allrounder 720 S é usada para produzir a peça da extremidade, uma Allrounder 570 C para a seção do meio, uma Allrounder 420 C para a peça da boca e uma injetora Arburg adicional produz o silenciador. Reportagens de televisão sobre a produção das cornetas plásticas foram mostradas  no programa de notícias infantis “logo” na emissora alemã ZDFtivi, bem como na cadeia RTL, por exemplo. Link to ZDF: http://www.tivi.de/infosundtipps/vollangesagt/artikel/32894/index.html

Sobre a Arburg:

A Arburg é uma empresa alemã fabricante de máquinas e é uma das líderes mundiais na produção de máquinas injetoras para a indústria de processamento de plásticos, com forças de fechamento entre 125 kN e 5,000 kN. Os campos de aplicação incluem a produção de peças plásticas para motores automotivos, indústria de comunicação e produtos eletrônicos, tecnologia médica, utilidades domésticas e embalagens.

Fonte: Arburg