Posts Tagged ‘Ampliação’

Braskem expandirá Centro de Tecnologia e Inovação com novo prédio em Triunfo (RS)

20/12/2018

Prédio terá 2,8 mil metros quadrados, com investimento de R$ 50 milhões

A Braskem investirá R$ 50 milhões na expansão da sua estrutura de inovação no Brasil. A iniciativa engloba a construção de um novo prédio de 2,8 mil metros quadrados de área no Centro de Tecnologia e Inovação da Braskem no Polo Petroquímico de Triunfo (RS) para receber novos equipamentos e laboratórios em que serão desenvolvidas e testadas tecnologias para a fabricação de resinas termoplásticas em todo o mundo. Os novos equipamentos e técnicas a serem implementados com a expansão são complementares às competências existentes no local, que já conta com 6 plantas piloto.

O espaço ampliado receberá laboratórios de caracterização avançada de polímeros, o que inclui análises como cromatografia, fracionamento de polímeros, microscopia, além de laboratórios de catálise e de tecnologia de processos petroquímicos. Os laboratórios de controle de qualidade das plantas de segunda geração serão centralizados no mesmo prédio. O investimento foi deflagrado este mês, e a conclusão do prédio está prevista para até o final de 2019.

O Centro de Tecnologia e Inovação em Triunfo é o maior dos quatro centros de tecnologia da Braskem, e um dos principais centros de pesquisa em polímeros do América Latina. Das cerca de 300 pessoas que compõem o time de Inovação & Tecnologia da Braskem no mundo, 170 atuam em Triunfo. De acordo com o diretor Global de Inovação da Braskem, Gilfranque Leite, a expansão aproveita a expertise desenvolvida na região ao longo dos últimos 16 anos, desde que o CTI foi inaugurado:

“Foi no CTI de Triunfo que ocorreu o desenvolvimento de tecnologias como o polietileno verde, que continua a ser aprimorada dando origem a materiais como o EVA Verde, lançado neste ano”, comente Leite. Em junho, um novo conceito de resina plástica reciclada (3R), com melhor qualidade e resistência, desenvolvido no CTI, foi apresentado em um evento em Vancouver. Outro destaque em 2018 foi o lançamento da linha Braskem Evance, com resinas inovadoras de alto desempenho e avançada customização para aplicações na indústria calçadista, automotiva e de construção, por exemplo. “Outro ponto de destaque é o alto nível de ensino técnico da região, onde temos excelentes pessoas sendo formadas e capacitadas para atuarem nos laboratórios da Braskem, provenientes de instituições como SENAI, UFRGS e PUCRS”, ressalta Leite.

Desde 2017, o CTI tem trabalhado de forma integrada com as unidades de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, Estados Unidos, México e Alemanha. Soluções desenvolvidas neste centro, como resinas de alto desempenho para redução de peso de embalagens, resinas para filmes e embalagens desenvolvidas para o mercado internacional, materiais com resistência a altas temperaturas para a indústria automotiva e aditivação mais eficiente são usadas no mundo todo. Além disso, o CTI de Triunfo suporta pesquisas desenvolvidas em outras regiões, realizando testes de caracterização avançada em plantas piloto só disponíveis nesse centro. Trabalha ainda no aprimoramento de tecnologias para uso do plástico reciclado, novas resinas para impressoras 3D e embalagens inteligentes e outros. O local, além das atividades de P&D, atende mais de 400 clientes que buscam testar e aprimorar seus produtos.

A estrutura de inovação da Braskem conta com dois Centros de Tecnologia e Inovação, em Triunfo e em Pittsburgh (EUA), um Centro de Pesquisa em Tecnologias e Renováveis em Campinas e um Centro Técnico em Wesseling (Alemanha), totalizando 23 laboratórios e sete plantas piloto. Juntos, possuem 276 projetos no pipeline de inovação e tecnologia e mais de 900 documentos de patentes. A empresa investe na área cerca de R$ 300 milhões/ano.

Projeto Inovador

O novo prédio tem o desafio de incentivar a inovação antes mesmo de ser erguido. A equipe responsável pelo projeto identificou mais de 30 aplicações do plástico na construção, com soluções que levam em conta a economia, a durabilidade, resistência e a versatilidade dos materiais. A ideia é que o prédio todo funcione como uma espécie de showroom, com as estruturas em plástico aparentes e identificadas, onde a produção da Braskem e de seus parceiros vai da teoria à prática.

São muitas as possibilidades a serem empregadas: do piso às telhas, dos sistemas hidráulicos aos revestimentos usados para isolamento térmico e acústico ou elemento de design, o plástico apresenta entre suas qualidades a leveza, resistência à corrosão e facilidade para limpeza, dentre outros atributos que levam cada vez mais à sua incorporação na construção civil.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no </

Anúncios

Evonik inaugura nova fábrica para a produção de poliamida 12 em pó na Alemanha

23/02/2018

  • Unidade vai atender à alta demanda de mercados atraentes como: impressão 3-D e revestimento metálico
  • Investimento impulsiona a sua linha de crescimento “Smart Materials” e consolida aliderança da Evonik no mercado de poliamidas 12 especiais em pó
  • Valor investido se situa na faixa média dos dois dígitos de milhões de euros.

A Evonik Industries inaugurou mais uma linha de produção de poliamidas 12 (PA 12) especiais em pó, marca Vestosint®, em seu maior complexo industrial global, em Marl, na Alemanha. A nova unidade produzirá pós de alto desempenho sobretudo para o mercado de impressão 3-D, que está em franca expansão, com taxas de crescimento de dois dígitos.

“A poliamida 12 faz parte do nosso motor de crescimento estratégico, Smart Materials, que tem como objetivo o aumento do desempenho e da eficiência de produtos, com materiais aprimorados. Ampliamos de modo significativo a nossa unidade em Marl de poliamida 12 em pó, a fim de apoiar o desenvolvimento de tecnologias orientadas ao futuro, como a impressão 3-D, por meio de soluções inovadoras”, diz Harald Schwager, vice-presidente da Diretoria Executiva da Evonik Industries.

O volume do investimento na nova planta de Vestosint® se situa na faixa média de dois dígitos de milhões de Euros. Com a nova unidade, a Evonik aumenta em 50% a sua capacidade anual de produção de PA 12 em pó. A empresa de especialidades químicas fabrica seus pós de alto desempenho a partir da PA 12 granulada mediante a adoção de um processo exclusivo, em sua rede de produção integrada, para produtos de poliamida 12.

“A nova capacidade de produção nos permitirá desempenhar um papel de destaque ainda maior no crescimento global de mercados atraentes como as indústrias de revestimentos ou de impressão 3-D”, explica Claus Rettig, presidente da Diretoria Executiva da Evonik Resource Efficiency GmbH. “Além disso, podemos desenvolver novos pós poliméricos customizados com ainda mais rapidez e flexibilidade para apoiar o forte crescimento dos nossos clientes e, em consequência, do nosso negócio de poliamida 12 em pó”.

A Evonik comercializa o polímero de poliamida 12 em pó sob a marca Vestosint® para aplicação, por exemplo, no revestimento de utensílios domésticos metálicos, cestos de lavadoras de louça, na indústria automotiva ou em tecnologia médica. Além disso, há anos a Evonik desenvolve pós poliméricos especiais que permitem a produção industrial de componentes de alta tecnologia com impressão 3-D. O Vestosint® foi  otimizado para a tecnologia 3-D em termos de processamento e perfil de propriedades, afirma a Evonik

A Evonik desenvolve materiais customizados para aplicações com alto nível de exigência há mais de 50 anos. A empresa afirma ser líder global na produção de polímeros de poliamida 12, produtos de grande demanda em mercados altamente atraentes como as indústrias automotiva e de petróleo e gás, a área médica e o setor de materiais esportivos.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Braskem investe R$50 milhões na Bahia para ampliação da produção de polietilenos especiais

21/10/2013

 Companhia vai modernizar e expandir fábrica para suportar crescimento de seus clientes e garantir abastecimento de resina base metaloceno à indústria plástica

A Braskem está investindo aproximadamente R$ 50 milhões para ampliar sua capacidade de produção de polietileno de baixa densidade linear (PEBDL) em 120 mil toneladas anuais – deste total, 100 mil toneladas farão parte da família Braskem Flexus®, a marca do polietileno base metaloceno da Braskem. A empresa vai converter uma de suas linhas industriais de produção de polietileno a fim de oferecer uma resina com tecnologia mais moderna para a indústria de transformação de filmes plásticos.

A unidade, localizada no polo petroquímico de Camaçari, na Bahia, terá uma linha totalmente dedicada à produção desta resina. Para a conversão da planta, a Braskem já concluiu os estudos de engenharia. A previsão é que a linha de produção comece a operar no primeiro semestre de 2015. “Estamos ampliando nossa oferta de produtos da família Braskem Flexus® a fim de garantir suporte ao crescimento dos nossos clientes em segmentos de mercado que requerem resinas de alta tecnologia”, diz o vice-presidente de Poliolefinas da Braskem, Luciano Guidolin.

“Com esse investimento, conseguiremos atender ao crescimento demandado pelo mercado brasileiro nos próximos anos além de atender à necessidade dos nossos clientes por filmes com melhor desempenho”, diz o diretor de Negócio Polietilenos da Braskem, Edison Terra. O Braskem Flexus® é utilizado em embalagens que exigem características como maior resistência, brilho, transparência e selagem. É voltado à indústria de transformação em aplicações de filmes especiais, bobinas técnicas e filmes industriais.

Desde 2004, a Braskem lidera o mercado da América Latina na oferta de polietileno base metaloceno, com capacidade superior a 350 mil toneladas por ano. Além disso, a empresa oferece uma estrutura de engenharia de aplicação para os clientes desenvolverem as formulações para seus filmes.

Fonte: Braskem

Curta nossa página no