Archive for the ‘Policarbonato’ Category

Lanxess apresentou poliamidas retardantes de chama durante exibição no Sul da Alemanha

03/07/2015
  • Componentes de PBT e poliamida retardantes de chama
  • Baixa deformação e excelente qualidade da superfície
  • Fluidez para a fabricação de componentes com espessura fina

Lanxess_WurzburgA empresa de especialidades químicas Lanxess teve um estande na exposição que acompanhou o Congresso “Plásticos em Aplicações Eletroeletrônicas” da SKZ (Centro de Plásticos do Sul da Alemanha), que aconteceu no início de junho na Fortaleza de Marienberg em Würzburg. “Nossa exposição se concentrou em componentes de PBT e poliamida reforçada com baixíssima deformação, uma poliamida 6 com custo melhor para substituir as poliamidas com reforço mineral e as variantes de PBT com fluidez extremamente boa para a produção econômica de componentes de espessura fina”, explicou Alexander Radeck, especialista em desenvolvimento de aplicações na unidade de negócios Materiais de Alto Desempenho da Lanxess.

Outro foco foi colocado nos compostos de poliéster para aplicações em tecnologia de iluminação LED. A Lanxess também participaou da programação de palestras. Andy Dentel, desenvolvedor de aplicações na Bond-Laminates GmbH, uma subsidiária da Lanxess, falou sobre os “Usos potenciais dos compósitos termoplásticos com fibra em aplicações eletroeletrônicas: visão geral e status da tecnologia” na quarta-feira, 10 de junho.

Deformação baixa; qualidade da superfície

Os componentes de PBT e poliamida reforçada retardantes de chamas que apresentam baixa tendência a se deformar são alvos de uma demanda específica para a fabricação de peças de suporte geometricamente complexas e grandes. Com o Pocan AF, a Lanxess é um dos poucos fornecedores de misturas de PBT e ASA (copolímero de acrilonitrila-estireno-acrilato) para esse perfil de necessidades. “Eles resultam em superfícies excelentes, quase não produzem nenhum depósito no molde de injeção e são retardantes de chama”, disse Radeck.  Esse poder alto de retardância de chamas reflete-se na classificação V0 no teste UL 94 da organização americana de testes Underwriter Laboratories (UL) e o registro correspondente na certificação UL Yellow Card.

Entre os tipos de poliamida 6 com nível de deformação particularmente baixo que a Lanxess exibiu estava o Durethan BG 30 X F30 e o Durethan BG 30 X FN01, que são reforçados com, entre outros materiais, microesferas de vidro. Este último é um plástico retardante de chamas e sem halogênio, classificado como UL f1 para uso em aplicações ao ar livre com exposição a raios UV e água.

Alternativas econômicas com melhor desempenho

O Durethan BKV 25 FN27, que é customizado para substituir a poliamida 6 retardante de chamas com reforço mineral, oferece melhor desempenho a um preço comparável, afirma a Lanxess. “Este material também apresenta retração isotrópica, mas é mais rígido e mais sólido, pode receber coloração livremente e é mais fácil de soldar usando ultrassom. Também tem densidade mais baixa”, disse Radeck. No teste de fio incandescente de acordo com a norma IEC 60695-2-12, o material retardante de chamas – sem halogênio e sem fósforo – obteve o melhor valor possível no Índice de Flamabilidade por Fio Incandescente (GWFI) para plásticos a 960°C para amostras com espessuras de menos de 1 mm. Uma aplicação possível é em equipamento de comutação de baixa voltagem.

Ciclos até 20% mais curtos

As variantes Pocan XF com fluidez extremamente baixa, segundo a Lanxess, são reforçadas com um percentual de 10 a 55% em fibra de vidro. “Apesar da melhor propriedade de fluidez, elas são mais resistentes à hidrólise do que os grades de PBT padrão comparáveis e apresentam propriedades mecânicas similares”, explicou Radeck. Outro ponto forte é a distribuição bastante uniforme das fibras de vidro em áreas do componente com espessura fina. Para demonstrar isso, apresentações com o Pocan C 3230 XF foram feitas na feira em Würzburg.

Tepex – retardante de chamas, condutor de eletricidade

A palestra de Andy Dentel incluiu uma introdução aos novos tipos retardantes de chama do compósito de alto desempenho Tepex da Bond-Laminates GmbH – uma subsidiária da Lanxess – baseado em uma matriz de policarbonato. Ele também enfatizou as oportunidades oferecidas pelo Tepex retardante de chamas na produção de peças de suporte para as áreas de transmissão e distribuição de energia, por exemplo. Outro tópico abordado foram os tipos de materiais condutores de eletricidade do Tepex, que podem ser usados em aplicações com requisitos especiais de compatibilidade eletromagnética (CEM).

Com vendas de €8 bilhões em 2014 e aproximadamente 16.300 funcionários em 29 países, a Lanxess é representada por 52 unidades de produção em todo o mundo. A atividade principal da LANXESS é o desenvolvimento, a fabricação e a comercialização de plásticos, borracha, intermediários e produtos químicos especiais.

Fonte: Lanxess

Curta nossa página no

Sustentabilidade e inovação são tema central da MaterialScience na FEIPLASTIC 2015

01/05/2015

Stand apresenta produtos destinados a diferentes segmentos e ressalta a importância da parceria com a indústria para o desenvolvimento de novas e eficientes soluções

MaterialScience LEDA MaterialScience, divisão de materiais inovadores do Grupo Bayer, participa da FEIPLASTIC – Feira Internacional do Plástico, que acontece de 4 a 8 de maio, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. A companhia apresentará ao mercado exemplos de soluções e sua colaboração com diferentes segmentos industriais, como automotivo, médico, e também os mercados de iluminação LED e chapas de policarbonato.

Em uma área de 150 m², a empresa explora a versatilidade do policarbonato, matéria-prima descoberta pela Bayer em 1953, em uma série de filmes e aplicações que vão de spoiler de carros até pequenos instrumentos médicos, passando por grandes fachadas de estádios e a iluminação LED presente em outdoors de todo mundo e também dentro de nossas casas. Entre os destaques da empresa estão os produtos das famílias Makrolon®, APEC®, Bayblend® e Makroblend®.

Haverá ainda uma área destinada à demonstração das chapas de Makrolon®. A intenção é verificar in loco o grau de resistência do material a partir da repetição de golpes no material.

Além disso, na quinta-feira, dia 7 de maio, das 16h às 17h45, a empresa ministra a palestra “Introdução ao Desmopan® 2015: Versatilidade a serviço da indústria” com o executivo Mathias Lauter, Technical Services and Application Development EMEA/LATAM. O evento será realizado na programação da Ilha do Conhecimento. Os visitantes poderão entender melhor a linha de termoplásticos de poliuretano Desmopan®, que pode ser utilizada em uma grande variedade de aplicações para uma série de segmentos industriais, como automotivo, eletroeletrônico e construção.

“Nosso principal objetivo é compartilhar as novidades sobre os plásticos de engenharia”, comenta Luis Carlos Sohler, Head da Unidade de Negócios Policarbonatos para a América Latina. “Eventos como este incentivam a discussão e a adoção de materiais e projetos já maduros em mercados como os Estados Unidos e Europa no Brasil e demais países da América Latina”, finaliza.

Agenda – 7 de Maio (16h às 17h45)
Palestrante: Mathias Lauter, Technical Services and Application Development EMEA/LATAM
Título: Introdução ao Desmopan® 2015: Versatilidade à serviço da indústria
Resumo: A apresentação mostrará a planta e o  processo de produção, além de trazer elementos básicos sobre a química do TPU. A parte técnica traz um aprofundamento dos diferentes processos de moldagem – principalmente por injeção e extrusão, bem como tópicos sobre resistência UV e explicações sobre a necessidade da pré-secagem do TPU. Entre os exemplos de aplicações podemos destacar: manoplas, sistemas táteis para pisos, capas para celulares, entre outras.

Sobre a MaterialScience: Com vendas globais de 11 bilhões de euros em 2014, a MaterialScience está entre as maiores empresas de polímeros do mundo. Suas atividades de negócios são focalizadas na produção de materiais de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos usados no dia a dia. Os principais segmentos atendidos são o automotivo, eletroeletrônicos, construção e as indústrias de lazer e esportes. No final de 2014, a MaterialScience reunia 14.200 colaboradores em todo o mundo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Material Science

Curta nossa página no

SABIC lança as primeiras soluções de chapas transparentes e leves de policarbonato para uso em interiores de aeronaves

04/06/2014

Sabic_lexanA SABIC anunciou durante a Aircraft Interiors Expo, evento realizado em Hamburgo (Alemanha), duas soluções de chapas de policarbonato (LEXAN™) para uso em interiores de aeronaves. Estes novos produtos  – a chapa LEXAN XHR2000 e a chapa LEXAN LIGHT F6L300 – ajudarão a fornecer soluções importantes para as companhias aéreas para projetos de interiores de cabines diferenciados, além de ajudar a reduzir significativamente o peso, o que resulta em uma aeronave mais eficiente em termos de consumo de combustível. Segundo a SABIC, os engenheiros de projeto se beneficiarão destes materiais leves e duráveis, pois estes podem ajudar a reduzir os custos do sistema, além de oferecerem facilidade de fabricação e atenderem aos rigorosos padrões regulatórios do setor.

“A SABIC compreende a ambição de seus clientes de interiores de aeronaves de ficarem à frente das tendências de projeto e de atenderem a demanda por componentes de interiores com menos peso e que possam ajudar a melhorar a eficiência no consumo de combustível da aeronave. As soluções de chapas LEXAN XHR2000 e LEXAN LIGHT F6L300 leves e duráveis são as primeiras soluções do mercado criadas para ajudar nossos clientes a se manterem à frente em inovação neste ambiente desafiador onde estética, segurança e sustentabilidade são essenciais”, disse Kim Choate, diretor de negócios para transportes da unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC.

Novas opções transparentes para design de interiores de aeronaves

Os designers de interiores de aeronaves sofrem por diversas vezes pelas limitações de transparência e conformidade dos materiais atualmente disponíveis. Com 80% de transmissão de luz – o mais alto nível disponível em material para chapas em conformidade com a norma OSU vigente – a nova chapa LEXAN XHR2000 da SABIC é uma opção pioneira para interiores de aeronaves com este nível de transparência, segundo a SABIC, além de atender aos padrões de liberação de calor da OSU 65/65 e as exigências de retardância à chama, emissão de fumaça e de toxicidade (FST)(FAR25.853, BSS7239, ABD0031) típicas da indústria aeroespacial.

Afirma também a empresa que o robusto desempenho de queima vertical  é possível com a utilização de um processo secundário, tal como um revestimento funcional ou filme laminado, que agrega ainda mais valor ao projeto aumentando a resistência química e as propriedades de resistência a riscos. A chapa LEXAN XHR2000 facilita o design de grandes componentes, tais como divisórias de segurança e janelas de grandes dimensões que são cada vez mais populares em projetos de plataforma. Além disso, segundo a SABIC, ela é mais flexível às adaptações e ajustes futuros no projeto, ajudando os projetistas a encontrarem respostas para outras necessidades, tais como o desenvolvimento das estações de serviço de autoatendimento em aeronaves, que exigem grandes janelas transparentes para que os passageiros possam ver o que está disponível. Outras possíveis aplicações incluem divisórias, proteção para poeira, painel de instrumentos, divisórias de telas de entretenimento e painéis divisores, painéis de equipamentos de cozinha, painéis de proteção, painéis de escada/corrimão, barreiras, janelas, espelhos, lentes de iluminação, sistemas de porta e refrigeração, e aplicações laminadas personalizadas e impressas, que exijam projetos gráficos transparentes/translúcidos.

Aumento da eficiência no consumo de combustível

A nova chapa de alto desempenho LEXAN LIGHT F6L300 da SABIC, que já se encontra em processo de avaliação de patente, é a opção de chapa termoplástica mais leve disponível atualmente, segundo a SABIC, independentemente do material de base, em conformidade com os padrões de OEMs para retardância à chama, emissão de fumaça e toxicidade. Com gravidade específica de 0,85 g/cm3, ela oferece até 40% de redução de peso quando substitui o PVC (policloreto de vinila) tradicional ou suas blendas com resinas acrílicas (PVC/PMMA) em chapas para possíveis aplicações, tais como peças de assentos, alojamentos da cabine de piloto, divisórias, compartimentos de bagagem e unidades de serviço ao passageiro. Afirma a empresa que as chapas LEXAN LIGHT atendem às exigências de retardância à chama, de emissão de fumaça e de toxicidade (BSS7239, ABD0031) típicas da indústria. Em média, uma aeronave consome cerca de 0,03 kg de combustível por hora para cada 1 kg levado a bordo, considerando que a frota comercial total voa aproximadamente 57 milhões de horas por ano, reduzir um quilo por voo pode resultar em uma economia de cerca de 1.700 toneladas de combustível e 5.400 toneladas de dióxido de carbono (CO2) por ano1.

O uso da chapa LEXAN LIGHT para substituir produtos à base de PVC/PMMA em estruturas de assentos pode ajudar a reduzir o peso destes em 121,6 kg em uma aeronave com média de 190 assentos, o que pode ajudar a frota comercial total a economizar aproximadamente 206.720 toneladas de combustível e reduzir em cerca de 656.640 toneladas de dióxido de carbono ( CO2) emitidos no período de um ano, segundo dados da SABIC. Estas possíveis economias ocorrem devido à estrutura inovadora de células fechadas da chapa LEXAN LIGHT que pode ser termoformada em complexas peças tridimensionais com paredes muito finas (reduzidas para 0,6 mm).

Fonte: Sabic

Curta nossa página no

Policarbonato da SABIC é usado para fabricação de frasco Fernbach por injeção-sopro

18/02/2014

Sabic_FernbachCom o apoio da SABIC, a TriForest Labware desenvolveu um frasco Fernbach de policarbonato de 3L, que diz ser o primeiro em seu tamanho produzido pelo processo de moldagem por injeção e sopro. Esta inovação permite maior segurança em ambientes de laboratório e produtividade na cultura de amostras. Ao contrário dos demais frascos de plástico com tamanho similar, moldados por extrusão e sopro, o frasco Fernabach de 3L da TriForest Labware usa a resina LEXAN™ HP da SABIC, que fornece paredes mais espessas e transparência óptica aprimorada e permite a avaliação da amostra em tempo real, semelhante ao vidro, mas com maior durabilidade.

“Desenvolver soluções inovadoras que melhoram a segurança e eficiência em ambientes de laboratório é cada vez mais importante para o setor, pois permite a redução de custos e resultados mais rápidos. Ao trabalhar com a TriForest Labware fomos capazes de desenvolver uma solução que ajuda a responder a estes desafios, pois oferece uma alternativa válida aos materiais tradicionais, o que ajuda os técnicos de laboratório a obterem culturas de amostras com riscos reduzidos e maior capacidade para atingir resultados em tempo real. A SABIC está comprometida em colaborar com fabricantes no desenvolvimento de tecnologias inovadoras destinadas a resolver os desafios do setor”, segundo Cathleen Hess, Diretora de Marketing para a área da Saúde da unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC.

Segurança e eficiência com a resina LEXAN

A resina LEXAN HP da SABIC, utilizada no frasco de 3L da TriForest Labware, permite maior segurança no transporte dos frascos e na sua utilização em laboratórios. Um dos riscos associados ao material tradicional, o vidro, é a sua possibilidade de quebra durante o transporte, o que representa um risco para as pessoas que manuseiam as peças. Além disso, o fato do frasco de 3L ser feito de resina LEXAN HP reduz significativamente o risco aos técnicos de laboratório de terem contato com materiais biológicos perigosos, uma vez que o frasco possui menor probabilidade de se romper.

A eficiência em laboratório é outro requisito crítico da indústria que é atendido pelo frasco de 3L da TriForest Labware. A moldagem por injeção e sopro com a resina LEXAN HP fornece paredes uniformes e mais espessas, o que permite a medição da densidade óptica em pequenas variações do pH. Como resultado desta inovação, os técnicos de laboratório podem avaliar culturas dentro do sistema de frasco fechado com precisão e de forma mais eficiente. Juntamente com o benefício das avaliações das amostras em tempo real, a capacidade de esterilização em autoclave permite aos frascos a possibilidade de serem reutilizados e com isso os reduzir custos associados ao uso dos mesmos.

“Já temos uma relação longa e bem-sucedida com a SABIC e, com nosso processo de desenvolvimento colaborativo, fomos capazes de identificar uma tecnologia que traria vantagens significativas para o setor da saúde e que atendesse às rigorosas necessidades de nossos clientes”, comentou Syed Rehan, vice-presidente da TriForest Labware. “Sem as propriedades excepcionais fornecidas pela resina LEXAN HP — transparência óptica, resistência ao impacto e capacidade de moldagem por injeção e sopro — não seríamos capazes de criar este frasco Fernbach de 3L,” completa o executivo.

Conformidade regulatória consistente

A resina LEXAN HP da SABIC está entre os mais de 50 materiais de alta tecnologia abrangidos pela política de produtos para cuidados com a saúde da SABIC, projetados com a intenção de apoiar fabricantes na conformidade regulatória das aplicações médicas e farmacêuticas, e de economizar tempo e dinheiro. A política de produtos para cuidados com a saúde da SABIC oferece aos clientes a confiança de que seus materiais atendem aos padrões globais de segurança, estão disponíveis em formulação consistente e foram pré-avaliados quanto à biocompatibilidade.

A SABIC exibirá o frasco de 3L da TriForest Labware e inúmeras outras soluções inovadoras para a indústria da saúde na MD&M West, a ser realizada entre os dias 11 a 13 de fevereiro de 2014 em Anaheim.

Fonte: SABIC

Curta nossa página no

SABIC reforça seu posicionamento no suporte ao crescimento dos fabricantes de veículos no Congresso SAE Brasil 2013

15/10/2013

SABIC_congresso_SAENa 22ª edição anual do Congresso SAE Brasil, em São Paulo, a unidade de negócios da SABIC – Innovative Plastics destacou sua posição no suporte aos fabricantes de veículos para aproveitarem o mercado altamente promissor do Brasil. O congresso da SAE veio num momento em que várias montadoras estão investindo para aumentar a produção no país, que já é o quarto maior mercado automotivo do mundo. Um dos programas que está estimulando o crescimento da indústria automotiva do Brasil é o Inovar-Auto, que incentiva as montadoras a se qualificar para garantir descontos fiscais significativos ao atender aos requisitos específicos do programa. Entre estes requisitos estão a melhoria da eficiência dos veículos em 12%, a realização de um número mínimo de etapas de fabricação no país e investimentos em P&D nas áreas de engenharia, tecnologia e capacitação de fornecedores. Os materiais avançados da SABIC para a indústria automotiva, a sua produção local e recursos de engenharia no país, apoiados por uma rede global de desenvolvimento e centros tecnológicos, oferecem à cadeia automotiva o suporte para atender aos requisitos do programa Inovar-Auto e suas ambições de crescimento neste importante mercado automobilístico.

“Temos o prazer de participar mais uma vez do Congresso SAE Brasil e discutir, junto à indústria, como podemos responder aos desafios e demandas mais urgentes do setor”, disse Ricardo Knecht, gerente geral, América do Sul, da unidade Innovative Plastics da SABIC. “Com este novo direcionamento para aprimorar a tecnologia dos veículos, vemos a oportunidade de oferecer uma maior colaboração através de toda a cadeia de valor, e estamos animados por unir a nossa experiência e know-how em materiais com a engenhosidade de nossos clientes e assim aproveitar ao máximo esta oportunidade”.

“Nosso melhor resultado é alcançado quando trabalhamos diretamente com nossos clientes para entender os desafios e desenhar as soluções”, disse Scott Fallon, diretor sênior de marketing automotivo para os negócios SABIC – Innovative Plastics. “É por isso que estamos ansiosos por eventos como o Congresso SAE Brasil. É outra oportunidade para iniciar esse processo de compartilhamento de conhecimento e traduzi-lo em soluções significativas, e é isso que estamos apresentando aqui em São Paulo – uma gama de soluções de baixo peso que podem ajudar as montadoras a fazer progressos significativos em direção à eficiência dos veículos definidos no programa Inovar-Auto”.

Novas janelas de oportunidade

SABIC_congresso_SAEEntre as muitas aplicações automotivas que a SABIC apresentou no Congresso SAE Brasil 2013, está a estilizada janela de policarbonato (PC) do modelo Volkswagen XL1, um híbrido plug-in com motor a diesel. O XL1 é o carro mais eficiente em produção no mundo, com uma razão de consumo de combustível europeu de 0,9 litros/100 km.

Para alcançar esse desempenho, a Volkswagen aumentou a eficiência do XL1 em todas as áreas de design e tecnologia. Isto incluiu a produção das janelas laterais por meio de uma solução moldada por um processo de injeção de dois estágios e uma tecnologia de revestimento por plasma da EXATEC™ sobre a resina LEXAN™ (PC) e a resina CYCOLOY™ (PC/ABS). Estes materiais reduzem o peso das janelas laterais em 33% em comparação a soluções convencionais de vidro, além de proporcionar uma aparência ótica de alta qualidade e uma superfície resistente à abrasão. A SABIC apoiou completamente a Volkswagen no desenvolvimento do design, engenharia e produção das janelas laterais.

Segundo a empresa, as soluções para “glazing” (plásticos para janelas de veículos) da SABIC podem reduzir o peso em até 50%, dependendo da complexidade e design da janela, se comparadas às versões em vidro convencional. Além de janelas laterais de um veículo, as montadoras podem optar por aplicar a tecnologia do glazing em PC para janelas laterais traseiras e dianteiras (rear and front quarter windows), teto e spoilers – aplicações já demonstradas em veículos de produção. Os parabrisas traseiros (backlites) apresentam uma oportunidade significativa para tirar o máximo proveito dos muitos benefícios possíveis com o uso do PC, incluindo a redução de peso, maior liberdade de design, peças aerodinâmicas e maior integração de funções.

De olho no futuro

Uma segunda aplicação de destaque na exibição é um protótipo de volante todo em plástico com base na resina LEXAN™ EXL da SABIC, um copolímero de PC de alto desempenho, com boa resistência ao impacto em ampla faixa de temperatura e elevada rigidez. Segundo a SABIC, utilizando-se um processo de moldagem por injeção de termoplásticos para este produto pode-se reduzir a massa em até 20% e de 10% a 20% o custo final da peça. A redução de massa oferece às montadoras mais espaço para a integração de componentes eletrônicos e maior liberdade de design para explorar formas originais e designs inovadores. Comparado ao processo de fundição tradicional, a moldagem por injeção pode evitar operações secundárias e agilizar a produção, reduzindo o consumo de energia e as emissões de gases de efeito estufa do processo de fabricação em até 80% e 90%, respectivamente.

Outras aplicações apresentadas no Congresso SAE Brasil 2013 no estande da SABIC incluem:

·          Paralamas e portinholas do tanque de combustível moldados a partir de resina NORYL™ GTX. Este material, quando substitui o metal, pode reduzir até 50% em peso, permitindo uma maior liberdade de design e estilo. Paralamas moldados com este material podem ser pintados on-line, ou seja, junto ao restante do corpo do veículo de demais peças metálicas, evitando a necessidade de operações secundárias e garantindo uma combinação perfeita de cores. Esta resina que é condutiva não exige uma etapa de aplicação de primer antes da pintura.

·         Módulos frontais (Front-End modules) fabricados com a resina STAMAX™ (polipropileno reforçado com de fibra de vidro longa), oferece redução de peso, boa resistência térmica e desempenho mecânico, bem como a capacidade de consolidar as peças para a montagem simplificada.

·         Molduras de faróis e componentes transparentes para iluminação moldados com a resistente resina de PC LEXAN™, uma das soluções em materiais mais importantes do mundo para lentes de faróis. A resina ULTEM™ também é destaque para aplicações em sistemas de iluminação devido às suas propriedades de alta resistência térmica e estabilidade dimensional, características que fazem desta resina um excelente candidato para avançados projetos de faróis de LED.

·         Absorvedores de energia para proteção de pedestres com base na resina XENOY™ iQ, um material composto por uma porcentagem significativa de resíduos pós-consumo renovados, tais como garrafas de água (PET). Além de redução de massa que melhora a característica de consumo de combustível e de emissões, este material oferece medidas eficientes de absorção de energia para atender os requisitos de proteção de pedestres e os danos aos veículos causados em acidentes de baixa velocidade.

A unidade de negócios da SABIC- Innovative Plastics trabalha em colaboração com os clientes desde as primeiras fases do projeto para garantir a correspondência ideal entre atributos materiais e requisitos de aplicação para o melhor desempenho geral. A SABIC possui equipes locais no Brasil, ligadas e apoiadas pela rede global da SABIC, as quais estão disponíveis para oferecer suporte técnico e de desenvolvimento. A SABIC oferece ainda aos clientes na América do Sul acesso fácil e rápido aos materiais de suas instalações de produção localizadas em Campinas (SP), no Brasil e em Tortuguitas, na Argentina.

Fonte: SABIC-IP

Curta nossa página no

SABIC exibe na MDM Brazil 2013 soluções para a indústria médica projetadas para ajudar a melhorar a segurança do paciente e do médico

29/08/2013

SABIC_MDMA unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC está ajudando seus clientes brasileiros que atuam na indústria médica e hospitalar a enfrentar o desafio de reduzir  infecções relacionadas à assistência médica entre pacientes e profissionais da área. Segundo um relatório de 2011 da Organização Mundial da Saúde, estima-se que, em países em desenvolvimento como o Brasil, 10 entre cada 100 pacientes hospitalizados devem contrair pelo menos uma vez durante o tratamento uma infecção hospitalar. O amplo portfólio da SABIC de soluções de materiais para a área da saúde, em exibição na MD&M Brazil 2013 (27-28 de agosto; São Paulo, Brasil), pode ajudar seus clientes a reduzirem esse número e atenderem às demandas cada vez mais rigorosas da tecnologia médica, incluindo melhor desempenho em esterilização e propriedades antimicrobianas.  Dentre as soluções destacadas no evento, estão a resina ULTEM™ HU1004 da SABIC – uma combinação de resinas PEI (polieterimida) desenvolvida especificamente para aplicações na área da saúde –, todo o portfólio antimicrobiano da linha LNP™ da SABIC e ainda a resina LEXAN™ HFD, um copolímero de policarbonato de alto fluxo desenvolvido com foco no desempenho do processamento. Todos esses materiais demonstram o compromisso da SABIC com seus clientes locais, no sentido de permitir que desenvolvam dispositivos médicos econômicos e com tecnologia de ponta, visando oferecer à pacientes e médicos os mais seguros ambientes para assistência à saúde.

“A redução das infecções relacionadas à assistência médica é um desafio em todo o mundo na área da saúde. Em um país como o Brasil, com uma classe média crescente, mais pessoas estão buscando atendimento médico, o que aumenta a possibilidade de contração de infecções hospitalares”, explicou Cathleen Hess, diretora de marketing na área de saúde da Innovative Plastics da SABIC. “Na SABIC, temos o compromisso contínuo de desenvolver soluções robustas que não apenas permitam aos nossos clientes atender aos desafios existentes de prevenção de infecções, mas também acompanhar as tendências da área de saúde como um todo.”

Para fortalecer as ofertas locais da SABIC, as fábricas de Campinas (Brasil) e Tortuguitas (Argentina) foram certificadas, em conformidade com as normas da FDA (Agência de Controle de Alimentos e Medicamentos dos EUA), para produzir materiais em contato com alimentos e também materiais que exijam biocompatibilidade conforme a ISO 10993.  Essas certificações podem ajudar os clientes sul-americanos a encurtarem o tempo de desenvolvimento dos produtos, reduzirem os custos de estoque e aumentarem a flexibilidade na compra de materiais, além de atenderem ao previsto aumento nos gastos com a assistência médica no Brasil, tendo em vista uma expectativa de crescimento de cerca de 8,6% (taxa de crescimento anual composta) no período de 2012-20151.

Grade de Polieterimida para aplicações que exigem intensos procedimentos de esterilização

A maior ênfase no controle de infecções está fazendo com que as atenções se voltem para os vários tipos de processos utilizados na esterilização de equipamentos e dispositivos médicos e odontológicos.  Segundo a SABIC, a resina ULTEM HU1004, uma blenda de polieterimida (PEI) com maior estabilidade hidrolítica, é um material recomendado para novas e complexas aplicações que precisam passar por vários ciclos e diferentes processos de esterilização. Esses métodos – incluindo autoclave a vapor de alta temperatura (até 134° C), radiação gama e a esterilização por plasma de peróxido de hidrogênio, um processo emergente adequado a baixas temperaturas – podem degradar os dispositivos com o tempo, diminuindo sua integridade mecânica, interferindo no desempenho ou alterando sua aparência.  Em testes envolvendo particularmente o processo de esterilização por plasma de peróxido de hidrogênio, a resina ULTEM HU1004 supera a polifenilsulfona (PPSU) em resistência à tração e ductilidade (fundamentais para estender a vida útil dos dispositivos) e mantém melhor a cor e a aparência.

Portfólio antimicrobiano pode ajudar a reduzir as infecções hospitalares em diversas aplicações

Segundo a SABIC, o seu portfólio antimicrobiano da linha LNP pode oferecer aos fabricantes de dispositivos novas soluções para enfrentar preocupações de pacientes e médicos com infecções associadas à assistência médica. O portfólio da SABIC inclui nove grades antimicrobianos diferentes, passando por quatro famílias de produtos: copolímero de policarbonato LEXAN™ EXL, resina de policarbonato (PC) LEXAN, resina XENOY™ PC/ PBT e resinas de polipropileno (PP) com e sem reforço de fibra de vidro. Essas resinas utilizam tecnologia antimicrobiana baseada em prata, já que a prata é bem adequada a várias aplicações e é aceita como antimicrobiano de ampla faixa de atuação, com atividade contra diversos patógenos.

A empresa afirma que cinco desses grades têm um alto efeito antimicrobiano (valor de redução logarítmica acima de 4, representando uma redução de 99,99 % quando testado com MRSA, seguindo o protocolo de testes ISO 22196-2007 em condições de laboratório) e quatro deles têm um efeito antimicrobiano baixo (valor de redução decimal abaixo de 4, representando uma redução de 99,0 a 99,99 % quando testado com MRSA seguindo o protocolo de teste ISO 22196-2007 em condições de laboratório). Essas opções permitem flexibilidade aos clientes, dependendo das necessidades específicas da aplicação. Além de terem essa opção, os clientes podem reduzir custos adicionais uma vez que as resinas SABIC são formuladas para serem eficazes nas mais baixas concentrações de prata.

Possíveis aplicações incluem a administração de fluidos e medicamentos, instrumentos cirúrgicos, dispositivos de monitoramento e imagem e equipamentos médicos duráveis, como camas hospitalares e mesas de operação.

Copolímero de Policarbonato de alto fluxo permite criar dispositivos médicos com designs inovadores

De acordo com a SABIC, as resinas LEXAN HFD oferecem aos projetistas de dispositivos médicos a oportunidade de reavaliar projetos para reduzir a espessura de parede de peças e possivelmente melhorar o desempenho do dispositivo por conta da menor tensão gerada na moldagem. Ainda segundo a empresa, essas vantagens posicionam esses novos materiais em uma grande variedade de aplicações, como gabinetes de equipamentos eletrônicos, artigos descartáveis utilizados no tratamento do paciente e equipamentos de diagnóstico e monitoramento. Além disso, a melhor aparência e a menor birrefringência da resina LEXAN HFD, em comparação com o PC padrão, oferecem potencial para uso em iluminação médica ou em dispositivos que exijam características ópticas excepcionais.

Com a maior ênfase no controle de infecções em ambientes de tratamento hospitalares e domésticos, os dispositivos médicos estão sujeitos a ciclos de limpeza regulares com produtos químicos e de esterilização cada vez mais rígidos.  Em decorrência disso, foi demonstrado que os dispositivos construídos de policarbonato padrão podem ser vulneráveis a rachaduras provocadas por estresse ambiental, em parte devido ao estresse residual relativamente alto em componentes moldados com PC padrão.  A SABIC afirma que as resinas LEXAN HFD, com menor tensão gerada na moldagem, podem ajudar a reduzir a ocorrência desse tipo de rachadura.

Conformidade regulatória de forma mais rápida

Os grades de resina antimicrobiana da SABIC estão entre os mais de 50 materiais médicos de alta tecnologia que contam com o suporte da política de produtos médicos da empresa, projetados com o objetivo de ajudar os OEMs a obter conformidade regulatória para suas aplicações farmacêuticas e da área médica, poupando tempo e dinheiro. A SABIC afirma que a sua política de produtos médicos dá aos clientes a confiança de que esses materiais atendem às normas globais de segurança, são fornecidos com formulação consistente e foram previamente avaliados para biocompatibilidade.

Fonte: SABIC

Curta nossa página no

Chapa de Policarbonato da SABIC IP recobre seu Primeiro Estádio Esportivo no Brasil, a Arena do Grêmio, com cobertura de baixo peso

30/04/2013

Arena-Gremio

A divisão Innovative Plastics da SABIC anunciou hoje, a primeira aplicação de suas chapas alveolares em policarbonato LEXAN™ THERMOCLEAR™ em um estádio esportivo no Brasil, a nova Arena do Grêmio, um estádio multiuso localizado em Porto Alegre, com 60.540 assentos, no qual as chapas de 10 mm e cor personalizada são utilizadas como cobertura. As chapas SABIC LEXAN THERMOCLEAR foram escolhidas pelo seu baixo peso, dureza e resistência a impacto, em comparação ao vidro. Este resistente material de cobertura já se provou antes mesmo da conclusão do estádio, quando a cobertura parcialmente instalada resistiu a uma violenta tempestade de vento. Esse projeto representa um novo marco nas quatro décadas de sucesso da SABIC em fornecer materiais com tecnologia de ponta para auxiliar designers e arquitetos a garantir segurança enquanto criam grandes obras arquitetônicas.“

A chapa SABIC LEXAN THERMOCLEAR – comparada ao vidro colorido e laminado, que foi considerado inicialmente – é tecnológica e esteticamente superior” disse Marcos Benicio, líder de contrato da OAS, contratada e instaladora geral para este projeto. “O material, durável e leve, não só é mais eficiente em questão de custos, como também muito mais fácil de transportar e instalar em comparação ao vidro, pesado e quebrável. Como benefício adicional, fomos capazes de obter o material localmente da fábrica SABIC em Campinas, que também forneceu suporte técnico e serviço de combinação de cores.”

“A especialidade material e técnica da SABIC vêm ajudando arquitetos e empreiteiras a projetar e construir alguns dos mais icônicos estádios pelo mundo.” disse Jack Govers, gerente geral de Chapas e Filmes Especiais, Innovative Plastics. “Durante muitos anos, nós temos aprimorado e reforçado nossas chapas para atender requerimentos ambientais e expectativas estéticas e de desempenho . O dia de hoje marca uma conquista significativa com a adição de mais uma arena inspiradora – a primeira do Brasil – que se beneficia da liberdade de design, eficiência energética e alto desempenho da chapa LEXAN THERMOCLEAR.”

A chapa LEXAN THERMOCLEAR foi fornecida em um tom personalizado de azul combinando com a marca do time Grêmio. A cor leve e com superfície altamente refletiva da chapa ajuda a minimizar os efeitos de calor e reduz a necessidade de sistemas de refrigeração. Esses atributos, somados ao baixo peso de cada painel (2,2 kg/m²) contribuem para o impacto ambiental reduzido da Arena do Grêmio, que aguarda receber a certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), do Green Building Council (EUA).

Benefícios

A chapa LEXAN THERMOCLEAR oferece muitas vantagens em relação aos materiais convencionais, como o vidro. A mesma é segura e fácil de se manusear, cortar e instalar, além de virtualmente inquebrável. Seu baixo peso pode oferecer economia significativa em termos de custo com transporte, manuseio e instalação. Quando comparada com vidro aramado de 6-mm, a chapa LEXAN THERMOCLEAR de 10-mm oferece uma redução de peso de mais de 85%.

A chapa LEXAN THERMOCLEAR proporciona uma resistência a impacto marcante dentro de uma larga variação de temperatura, entre – 40C e 120C, e também após prolongadaexposição à ambientes externos. Ela pode resistir a condições climáticas rigorosas, assim como variações de temperatura sem quebras ou empenamento. Ela possui recurso de tratamento de superfície patenteado em um de seus lados que oferece excelente resistência contra degradação por radiação Ultravioleta (UV). Este material acompanha uma garantia escrita limitada de 15 anos contra descoloração, perda de transmissão de luz e perda de resistência a impacto devido a intempéries.

O time da SABIC no Brasil providenciou simulações de cargas de vento, cálculos de resistência mecânica para os perfis de alumínio e relatórios regulamentares de resistência a chamas.

Fonte – SABIC IP

Curta nossa página no

Estádio Nacional de Brasília terá cobertura de teto com tecnologia desenvolvida pela Bayer MaterialScience

23/04/2013

Bayer_estadio_Brasilia

Placas de policarbonato, Makrolon UV 2099, garantem proteção da chuva e sol forte e proporciona leveza no visual arrojado da estrutura interna da cobertura

Os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 estão em ritmo acelerado e algumas das construções entraram na fase final, como o Estádio Nacional de Brasília, uma das sedes escolhidas, inclusive, para a Copa das Confederações que inicia em junho deste ano. Atualmente as obras já se encontram na sua fase final e a Bayer MaterialScience se sente orgulhosa em contribuir, por meio de suas placas de policarbonato Makrolon, com o maior evento esportivo mundial que acontecerá no País.

Devido à leveza, transparência e versatilidade, o policarbonato Makrolon® UV 2099 é o material ideal para aplicações em tetos solares na construção civil. Cerca de 110 toneladas do produto, com placas de 12 mm de espessura, cada uma com mais de 10 metros de comprimento, foram fabricadas para o anel do telhado suspenso interno do estádio. Isso equivale a cerca de 7.500 m² a serem cobertos com a tecnologia sólida desenvolvida pela Bayer.

A estabilidade e o alto nível de resistência a impacto das camadas de policarbonato junto ao seu peso relativamente baixo, se comparado com outros materiais, garantem maior segurança e praticidade ao produto. Outra vantagem é sua flexibilidade para trabalhar, o que torna a manipulação sobre a construção muito mais fácil.

Outro benefício apresentado pelo Makrolon ® UV 2099 é que ambos os lados das placas oferecem proteção contra os raios UV. Os 12 mm de espessura permitem também uma alta incidência de luz no campo, em torno de 82%. Além disso, pelo seu alto grau de resistência, o produto protege os espectadores e jogadores das adversidades climáticas.

Em sintonia com a grandiosidade de Brasília, o antigo Estádio Mané Garrincha pretende se juntar ao legado deixado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Entre as principais mudanças, a remodelação inclui a remoção da antiga faixa de corrida que permitirá aos espectadores uma melhor visão de campo e a colocação de cobertura de alta tecnologia nas arquibancadas.

Sobre a Bayer MaterialScience:  Com vendas de 11,5 bilhões de Euros em 2012, a Bayer MaterialScience está entre as maiores empresas de polímeros do mundo. Suas atividades de negócios são focadas na produção de materiais de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos usados no dia a dia. Os principais segmentos atendidos são o automotivo, eletroeletrônicos, construção e as indústrias de lazer e esportes. No final de 2012, a Bayer MaterialScience tinha 30 fábricas, reunindo 14.800 colaboradores em todo o mundo. A Bayer MaterialScience é uma divisão de negócios do Grupo Bayer.

Fonte: Bayer MaterialScience / Jeffrey Group

Curta nossa página no

 

Bayer inaugura Centro de Desenvolvimento de Polímeros na Coréia do Sul

17/01/2013

Bayer_R&D_CenterA Bayer MaterialScience abriu oficialmente o seu primeiro Centro de Desenvolvimento e Tecnologia de Polímeros na Coreia do Sul. Localizado na cidade de Yongin, perto da capital Seul, ele irá focalizar o desenvolvimento de novas aplicações de policarbonato para produtos de empresas coreanas de alta tecnologia, especialmente nos setores automotivo e de Tecnologia da Informação. O novo Centro Tecnológico se incorpora a uma rede mundial de centros de pesquisa e desenvolvimento e unidades de produção importantes da região da Ásia/Pacífico.

“Durante a última década, a Coréia emergiu como um centro de vanguarda de produtos de alta tecnologia”, disse Michael Koenig, Membro do Comitê Executivo da Bayer MaterialScience e Chefe da Unidade de Negócios de policarbonato. “Grandes empresas coreanas estão oferecendo mundialmente suas mais recentes tecnologias, mas a sua pesquisa e desenvolvimento ocorre principalmente na Coréia. Com o nosso novo Centro de Tecnologia, nós podemos ficar mais perto delas, envolver-se melhor em parcerias de P & D de longo prazo e satisfazer às suas necessidades com maior eficiência e rapidez.” Koenig acredita que o centro vai se tornar uma força motriz no desenvolvimento de produtos inovadores na Coréia .

A Bayer selecionou estrategicamente Yongin como sede do Centro de Desenvolvimento devido à sua proximidade com outros centros de P & D e instalações fabris de muitas empresas globais da Coréia. Começando já na inauguração, o centro vai prestar assessoria técnica para clientes coreanos sobre aplicações de policarbonato em segmentos de alta tecnologia como produtos automotivos ou de TI (por exemplo, smart-fones, laptops, estações de TV, etc.) A partir do terceiro trimestre de 2013, ele vai desenvolver novos conceitos de aplicações de produtos com grandes empresas coreanas através de parcerias colaborativas,  bem produzir amostras e testes no contexto de assistência ao cliente.

A abertura do centro reflete o compromisso contínuo da Bayer em reforçar a sua presença na região da Ásia-Pacífico para oferecer aos clientes locais um melhor acesso ao know-how, experiência e tecnologias de aplicação avançada da empresa. O centro de tecnologia é parte de uma rede global de centros de P & D e de desenvolvimento de aplicações, incluindo os principais centros regionais de inovação em Pittsburgh (EUA), Leverkusen (Alemanha) e Xangai (China).

Além disso, o novo centro será apoiado por uma forte rede de unidades de produção da empresa na região da Ásia-Pacífico, principalmente os de Xangai, Map Ta Phut (Tailândia), e Niihama (Japão). A região possui hoje 60% da demanda mundial de policarbonato.

Fonte: Bayer MaterialScience

Curta nossa página no

Chapa de Policarbonato da SABIC é usada em pára-brisa de veículos florestais de empresa sueca

22/12/2012

SABIC-SUECIAOperadores de equipamento de corte de madeira necessitam de ótima visibilidade e proteção contra fragmentos ou grandes objetos que possam entrar em sua cabine e causar graves acidentes em ambientes florestais. Assim, quando a Rottne Industry AB precisou de um produto com alto desempenho para os para-brisas e janelas de suas ceifadeiras e carregadeiras, pediu ajuda à unidade Innovative Plastics da SABIC. Trabalhando com a SABIC e seu distribuidor, Vink Essåplast Group AB na Suécia, a Rottne Industry AB selecionou o resistente policarbonato (PC) com alta qualidade óptica LEXANTM MARGARDTM para a tarefa. O sucesso desse trabalho em conjunto, ilustra a dedicação da SABIC em atender às crescentes necessidades dos clientes com produtos de excelente desempenho.

“Recebemos um extraordinário retorno dos clientes sobre a avançada qualidade óptica de nossos para-brisas e janelas desde que começamos a usar a chapa de policarbonato LEXAN da SABIC, fabricadas na nova linha de extrusão de chapas LEXAN com qualidade óptica de ponta”, declarou Jan-Åke Björck, gerente de compras, Rottne Industry AB. “Os operadores relatam uma visão perceptivelmente mais clara e apurada da cabine, permitindo que trabalhem com mais eficiência e segurança. Esta tecnologia de classe mundial está nos ajudando a agradar nossos clientes e a nos destacar neste importante setor do mercado.”

A chapa de policarbonato LEXANTM MARGARD MR5E , possui ambos os lados com revestimento de proteção anti-risco e proteção aos raios UV – disponível opcionalmente com impressão ou revestimento que permite formas com configuração 3D – proporcionando propriedades ópticas que são líderes no setor, com excepcional visibilidade e extrema resistência a impactos que elevam a segurança nestes tipos aplicações.

Outra opção nesta linha de produtos é a chapa de LEXANTM MARGARD MR5IR, a qual absorve a radiação próxima à infravermelha (IR), propriedade que auxilia a aprimorar o conforto e a proteção do operador contra condições de calor, além de oferecer excelente proteção UV e resistência à abrasão e à impactos. Ambos os produtos são líderes no setor e estão sendo fornecidos pela nova linha de extrusão de chapas da SABIC localizada nas instalações de fabricação da empresa em Bergen op Zoom, Holanda.

“Nossa chapa de policarbonato LEXAN com qualidade óptica, realmente se destaca em ambientes rigorosos, como o de exploração de madeira, onde o aumento de proteção, conforto e campo de visão dos trabalhadores pode fazer uma diferença crucial”, afirmou Jack Govers, gerente geral do segmento de Specialty Film & Sheet da SABIC. “Investimos em capacidade de produção e tecnologia de última geração e em um rigoroso programa de controle de qualidade, para nos certificarmos de que as chapas LEXAN apresentem excelentes propriedades ópticas e desempenho máximo para o setor. Estamos muito felizes que a Rottne Industry AB escolheu nosso material, o que obviamente os ajudou a alcançar uma maior satisfação do cliente e aumentou sua vantagem competitiva – uma situação de ganho para todos.”

A nova linha de extrusão de chapas LEXAN com avançada qualidade óptica da SABIC em Bergen op Zoom utiliza a tecnologia clean room Classe 1.000 para produzir chapas com a melhor qualidade óptica do setor. A chapa de LEXANTM MARGARD MR5E pode ser usada para laminação e fechamento de cabines de veículos florestais e agrícolas, trens de alta velocidade e vidro-PC à prova de bala para veículos VIPs, militares, policiais e ainda em construções de alta segurança, incluindo prisões e outras instituições correcionais. A nova linha de produção, inaugurada no quarto trimestre de 2011, tem uma ampla capacidade de produção, variando de 2mm a 15 mm de espessura.

Aplicando LEXAN MARGARD MR5E em ambientes florestais

A chapa de LEXAN MARGARD MR5E oferece as melhores propriedades ópticas da linha de produtos PC LEXAN. Ela atende às mais altas exigências em relação a pontos pretos, bolhas, linhas e fibras, e também quanto à defeitos de distorção e ondulação. Comparado ao vidro, o material proporciona uma economia de peso de aproximadamente 50 por cento e é virtualmente inquebrável. Além destas propriedades, é compatível com o regulamento ECE 43R da Comissão Econômica da Europa das Nações Unidas (UN/ECE), relativo à aprovação de materiais de segurança. Graças ao durável revestimento em ambas superficies, a chapa de LEXAN MARGARD MR5E proporciona excelente resistência química e à abrasão, preservando a transparência óptica e atraente aparência e favorecendo a manutenção no longo prazo.

A chapa LEXAN MARGARD moldada em 3D adiciona valor à chapa LEXAN, tornando as peças muito mais fáceis de serem instaladas em cabines e reduzindo o risco de defeitos durante a instalação.

Para seu equipamento florestal, a Rottne Industry AB selecionou a chapa LEXAN MARGARD para todas as janelas, estampado-as com uma tira invisível, que cobre a cola usada para instalar as janelas na moldura de metal.

O para-brisa e as janelas da carregadeira usam a chapa LEXAN MARGARD MR5IR que apresenta absorção da radiação próxima à infravermelha, no intervalo de comprimento de onda entre 780 e 1400 nm. Auxiliando no controle do calor infravermelho que atinge a cabine do operador, este material ajuda a poupar energia e proteger contra a radiação UV prejudicial, sem comprometer a visibilidade. Esta tecnologia reduz o acúmulo de calor na cabine diminuindo os custos de ar-condicionado em dias quentes e ensolarados.

Fonte: SABIC IP

Curta nossa página no

SABIC lança nova resina de copolímero de Policarbonato para aplicações em painéis para geração de Energia Solar.

08/12/2011

O novo copolímero Lexan* EXL da SABIC aumenta liberdade de projeto para próxima geração de sistemas fotovoltaicos (FV) miniaturizados

 A unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC anunciou hoje a nova resina de copolímero de policarbonado (PC) Lexan* EXL atendendo às rápidas tendências em direção à miniaturização de conectores e caixas de derivação fotovoltaicas (FV). O excelente desempenho tanto elétrico quanto em flamabilidade do novo grade da resina Lexan EXL permite aos projetistas miniaturizem o sistema inteiro e criem peças de paredes finas, diminuindo a distância entre os condutores e integrando sistemas da caixa de junção – ajudando ainda a reduzir custos com energia solar e a aumentar a eficiência. A nova resina Lexan EXL ajuda os clientes a reforçarem sua posição competitiva ao contribuir significativamente para as vantagens de sistemas FV e ao acelerar ainda mais a mudança para energia solar.

O mercado de sistemas FV é um dos setores globais mais dinâmicos, marcado por taxas de crescimento anuais acima da ordem dos 20 porcento1 e pela significativa atenção como fonte de energia alternativa viável e crescente. “A SABIC fornece materiais especializados que permitem aos seus clientes produtores de sistemas fotovoltaicos aprimorarem o valor da energia solar como uma solução ambiental de custo mais competitivo”, disse Andrew Kodis, diretor de marketing de Solar da Innovative Plastics. “Nosso foco no mercado fotovoltaico reflete o apoio ativo da SABIC para com as tendências ambientais, tais como fontes de energia alternativa, que dependem de avanços tecnológicos para torná-los economicamente viáveis. Nosso amplo portfólio de materiais contribui para a sustentabilidade de muitas maneiras diferentes, principalmente pelas abordagens de novos projetos”.

Vários fatores estão convergindo para conduzir a miniaturização na indústria fotovoltaica, inclusive avanços na eficiência e no aumento do uso doméstico de painéis solares, que estão exigindo projetos planos, discretos e, algumas vezes, integrados. “Como líderes no desenvolvimento de policarbonato há quase 60 anos, somos capazes de alavancar o nosso profundo conhecimento e experiência no setor para promover inovações em energia solar que ajudem nossos clientes a atingirem seus objetivos de sustentabilidade”, disse Kodis.

Líder na indústria elétrica e no desempenho de retardantes de chamas

O novo grade de resina Lexan EXL 9330S supera os materiais tradicionais em seu desempenho elétrico, como demonstrado pelo índice de rastreio comparativo (comparative tracking index – CTI) com a classificação PLC-2 nas normas da underwriter´s laboratory (UL). A conformidade para com essa norma rigorosa significa que o copolímero EXL 9330S da família Lexan apresenta elevada resistência à formação arcos voltaicos mesmo na presença de umidade e de sais e, portanto, pode ser usado em peças que são colocadas mais próximas umas das outras(4 mm x 12 mm na classe 3). O material que também é retardante a chama está em conformidade com a norma UL94 V0 em 0,8 mm, o que permite o projeto de peças com paredes muito finas.

Além disso, o copolímero de PC Lexan EXL 9330S fornece excepcional resistência a impacto em baixa e alta temperatura (de -40 ºC a 70 ºC), resistência à corrosão promovendo bom desempenho por períodos mais longos e resistência às intempéries em uma série de fatores ambientais ao ar livre.

Possibilidade de redução de custos do sistema

Com suas vantagens de processamento, fluxo fácil, custo competitivo decorrente dos projetos de paredes mais finas e alto rendimento, além de fácil liberação do molde, o copolímero de PC Lexan EXL 9330S pode reduzir o tempo total do ciclo de moldagem por injeção em até 40 por cento.

Adesivos e selantes são utilizados na indústria FV para anexar caixas de derivação e conectores ao painel solar. Selantes e adesivos à base de álcool normalmente são compatíveis com os materiais Lexan EXL e são recomendados para uso com estas substâncias 2.

Expansão do portfólio SABIC de materiais para sistemas FV

Este novo grade é parte do portfólio de alto desempenho da SABIC de materiais versáteis para a indústria FV. Eles incluem a resina Noryl* , que fornece baixa densidade, estabilidade dimensional em uma ampla gama de temperaturas (-40 ºC a 140 ºC), baixa distorção, excelente durabilidade, desempenho em ambiente quente e úmido com excepcional estabilidade de até 2.000 horas e desempenho elétrico e térmico excelentes. Essas propriedades a tornam adequada para uso em caixas de junção de painéis fotovoltaicos (PV). A resina Noryl também atende à necessidade da indústria de ter um material de longa duração e resistente ao ar livre. Testes internos mostram que as resinas Noryl reforçadas e não reforçadas com fibras de vidro podem suportar até 12 mil horas de exposição aos raios ultravioleta. Além disso, os materiais Lexan EXL 9330 e EXL 9330P fornecem resistência a impacto em baixa temperatura e outras vantagens semelhantes a do copolímero Lexan 9330S.

Enquanto os materiais Lexan EXL 9330 e EXL 9330P são usados em projetos que exigem materiais classificados como CTI PLC-3, o recém-introduzido copolímero EXL 9330S poderá ser usado em projetos que exijam propriedades de CTI PLC-2.

As resinas Ultem* e os compostos especiais LNP* estão sendo usados também em peças de caixas de derivação e conectores especiais. As temperaturas nestas aplicações podem ir até 180 ºC ou mais e as exigências de estabilidade dimensional são ainda mais rigorosas. Os grades comerciais das resinas Ultem e dos compostos LNP têm sido implementados com sucesso em aplicações FV com os principais investidores desta indústria.

A SABIC Innovative Plastics oferece aos seus clientes de sistemas FV uma combinação de tecnologia de resina de alto desempenho, projeto de aplicação e suporte ao desenvolvimento. Temos um histórico de sucesso na transformação de metal para plástico e trabalhamos em estreita colaboração com nossos clientes na validação do uso de nossos materiais com testes práticos extensivos. Trabalhamos também em estreita colaboração com órgãos reguladores para ajudar a garantir que o uso econômico de nossa tecnologia de resina atenderá às exigências de desempenho dos sistemas fotovoltaicos.

Fonte: SABIC-IP

SABIC lança dois novos filmes de Policarbonato para aplicações em cartões de identificação e segurança.

18/11/2011

Filme coextrudado SDCX Lexan e o filme com revestimento rígido-flexível SC92E Lexan ajudam a solucionar a tendência da indústria por mais camadas para aprimorar a segurança

Na feira de CARTES & IDentification, em Paris,  a unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC apresentou duas novidades em tecnologias de filme de policarbonato (PC) Lexan* para uso em cartões de identificação (ID) que ajudam a simplificar a integração de recursos de segurança necessários para combater roubos e fraudes em documentos de identidade. O novo filme coextrudado SDCX da Lexan e o filme com revestimento rígido-flexível SC92E Lexan fornecem soluções para os desafios da fabricação de carteiras de identidade e documentos de segurança multicamadas e de configuração mais complexa. Vários anos após a introdução bem-sucedida do portfólio de filmes de segurança Lexan para ID, a SABIC volta a expandir sua oferta de produtos de segurança com filmes de alto desempenho SDCX e SC92E Lexan,  demonstrando claramente o compromisso da empresa com as tecnologias de proteção de identidade que beneficiam os fabricantes e consumidores de smartcards.

“O roubo de identidade e o risco de falsificação exigem aumento de funcionalidade e inovação em projetos de cartões de ID eletrônicos”, disse Lennard Markestein, diretor de marketing global de filmes e chapas especiais da Innovative Plastics. “Essas duas novas tecnologias de filmes Lexan* são adições críticas ao nosso portfólio. Estas soluções proporcionam aos nossos clientes uma produtividade significativamente mais alta na fabricação de cartões e incorporam ainda uma camada que permite a gravação a laser que permite criar cartões de ID mais sustentáveis e com maior vida útil”.

O filme coextrudado SDCX Lexan combina uma camada central de Lexan na cor branca opaca ou transparente com uma camada de cobertura gravável a laser, para evitar os desafios de manusear camadas de filmes finos separadamente. O filme com revestimento rígido SC92E Lexan supera o filme de PC padrão em durabilidade, contra arranhões e aumenta a resistência química ajudando a prolongar a vida útil e a reduzir o consumo de recursos.

A coextrusão soluciona os desafios das camadas finas

À medida que mais recursos de segurança são incorporados nos projetos de cartões e documentos de ID eletrônicos, mais camadas adicionais são necessárias para construí-los. Por isso, as camadas individuais dos cartões ficam mais finas – com até 50 microns ou menos – e o processo de fabricação se torna mais complexo e desafiador. Os filmes coextrudados SDCX Lexan resolvem esses desafios ao combinar uma camada ultrafina gravável a laser com uma camada espessa branca e opaca ou transparente. Este filme permite a obetnção de produtos com alta qualidade, gravados a laser com a possibilidade de personalização de alto contraste com fotos e assinatura do titular do cartão. A imagem impressa dentro do cartão não pode ser modificada sem danificar o cartão.

Os filmes SDCX Lexan também proporcionam excelente resistência ao calor, à distorção por dobra e também a distorção mínima. Esses filmes são produzidos em um ambiente de sala limpa, estão disponíveis em espessuras que variam de 30-75 microns para filmes graváveis a laser e de 120-275 microns para filmes convencionais.

Redução do desgaste e resistência ao rasgo

O filme SC92E Lexan de revestimento rígido-flexível apresenta uma excelente resistência à abrasão quando comparado com o filme de policarbonato não revestido. Ele também obteve uma classificação muito boa no teste de dureza (ASTM D3363), o que indica alta resistência a riscos no uso diário. O produto também ajuda a manter o brilho e a transparência da superfície do cartão por um período de tempo maior. Um dos pontos fortes deste filme de revestimento é a excelente flexibilidade da região mais rígida do filme, sendo possível uma curvatura de eixo de 1/8″ sem rachaduras ou danos ao revestimento. Mesmo depois de frequentes dobraduras os cartões retornam à sua forma original. Estes recursos além de prolongarem a vida útil do cartão, protegem melhor os recursos de segurança contidos em seu interior, tais como fotos de passaporte, assinaturas, dados pessoais e hologramas por um longo período de tempo, o que permite combater a falsificação e o uso indevido.

O revestimento rígido também oferece resistência a agentes de limpeza abrasivos e a produtos químicos encontrados em cremes solares, cosméticos, óleos, graxas e combustíveis. Outro recurso importante deste filme revestido é a capacidade de poder ser laminado sob alta pressão e em temperaturas de até 190 ºC sem qualquer perda de propriedades. Os filmes SC92E Lexan estão disponíveis nas espessuras de 100 e 175 microns.

As possíveis aplicações para estes novos filmes da SABIC incluem cartões de ID eletrônicos, cartões de ID de militares, governo e autoridades policiais, páginas de dados de passaportes, vistos, carteiras de motorista e outros documentos de identificação.

Outros grades de filme de PC de alto desempenho SD Lexan da SABIC com possibilidade de fabricação de cartões de ID eletrônicos e documentos de segurança incluem:

•O filme SD8B14 Lexan para sobreposições transparentes ou camadas intermediárias oferece alta qualidade ótica e fácil processamento, inclusive corte em matriz, impressão e aplicação de estruturas de lente CLI/MLI;

•O filme branco brilhante SD8B24 Lexan para camadas centrais proporciona alta opacidade mesmo em espessuras mais finas, e

•O filme claro marcável por laser SD8B94 Lexan, que pode ser usado como a camada superior ou intermediária, proporciona gráficos em tons de cinza para personalização de alta segurança.

Fonte: SABIC

SABIC-IP e governo de Chongqing (China) assinam acordo para construção de fábrica de plásticos de engenharia.

11/11/2011

A SABIC-IP, a Chongqing Xiyong Micro-Electronic Industrial Park e a Comissão Econômica e de Informatização de Chongqing anunciaram um acordo através do qual a SABIC instalará uma fábrica de compostos termoplásticos de engenharia em Chongqing, na China. O movimento apóia o plano de crescimento de cinco anos do governo chinês que prevê a expansão da região ocidental do país e reforça o compromisso da SABIC de construir sobre sua tradição em atender este mercado importante com soluções de materiais de alta qualidade. Chongqing já se consolida como um importante polo industrial para os fabricantes mundiais de computadores, eletroeletrônicos e de automóveis – segmentos críticos da indústria que a SABIC vem atendendo há muitos anos com sua tecnologia na fabricação de materiais, desenvolvimento de aplicações e assistência técnica local.

 Este é o terceiro investimento em termoplásticos de engenharia na China feito pela SABIC este ano. Entre os anúncios anteriores está o acordo da SABIC com a Sinopec para colaborar na produção de policarbonato na China, com um investimento conjunto entre as duas empresas que serviria para financiar uma nova fábrica com capacidade anual de 260 quilotoneladas métricas. O segundo anúncio foi de investimentos em novas linhas de produção de resinas e filmes de policarbonato Lexan da SABIC em Xangai e Nansha em 2012.

 A nova fábrica de compostos, que deverá entrar em operação em 2013, produzirá policarbonato, copolímeros e blendas de policarbonato e outros termoplásticos de elevada qualidade e de categoria internacional da SABIC, proporcionando acesso mais fácil aos clientes do sudoeste da China. O local terá linhas de compostagem, capacidades de desenvolvimento de cores e equipamentos avançados, o que permitirá a SABIC trabalhar com seus clientes e parceiros na criação de novas aplicações para os plásticos de engenharia. Hoje, a SABIC tem na Ásia 41 escritórios, 9 locais de fabricação e 5 Centros de Tecnologia e Inovação nos 12 principais países asiáticos para atender um portfólio de clientes em diversas indústrias.

Fonte: SABIC IP

Novos dispositivos de terapia do sono da ResMed fabricados com resinas de Policarbonato e Blenda PC/ABS da SABIC ajudam pacientes a respirar mais facilmente.

29/09/2011

A unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC anunciou hoje que a ResMed – líder global em produtos médicos para o tratamento e gerenciamento de distúrbios respiratórios – selecionou as resinas Cycoloy* e Lexan * para aprimorar o desempenho, a estética e a sustentabilidade em seus dispositivos da nova série S9™ da ResMed para tratamentos de distúrbios do sono. A resina Cycoloy de policarbonato/acrilonitrila-butadieno-estireno (PC / ABS) da SABIC apresenta retardância à chama sem o uso de halogênios e alto fluxo em processamento, sendo também usada para moldar o complexo chassi de parede fina do S9™. A resina Lexan, com base em policarbonato, é um material biocompatível com ótimo acabamento de superfície sendo também utilizado na caixa superior do S9™ e na tampa do umidificador H5i™. Ambos materiais ajudaram a ResMed a criar uma concepção com estética excepcional que atrai o cliente. A série de dispositivos S9™ ResMed demonstra como o amplo e crescente portfólio de materiais de alto desempenho da SABIC ajudam seus clientes a criarem novas e inovadoras tecnologias.

“Escolhemos as resinas Cycoloy e Lexan da SABIC para os componentes principais de nossos dispositivos de terapia do sono, a série S9™, por várias razões”, disse Gary Robinson, vice-presidente de Supplier Alliance da ResMed. “Essas resinas termoplásticas eco-progressivas proporcionaram vantagens importantes, como a flexibilidade de design, excelente desempenho em trabalho e tornou o uso dos dispositivos mais simples. A SABIC também ofereceu serviços que permitiram agregar valores importantes ao projeto, desde o desenvolvimento da cor adequada até o aprimoramento do processo produtivo, o que nos ajudou muito a alcançar nossos objetivos”.

“A SABIC oferece aos clientes da área de cuidados com a saúde um dos portfólios mais robustos de materiais de alta qualidade presentes na indústria de plásticos, abrangendo assim as principais tendências no setor, tais como a miniaturização e estética de equipamentos para uso doméstico”, disse Thomas O’Brien, diretor de marketing para Indústria Médica e Hospitalar da Innovative Plastics. “Temos muito orgulho de nossa estreita colaboração com empresas líderes do setor como a ResMed, o que nos possibilita fornecer materiais com a mais alta tecnologia, qualidade e desempenho para a fabricação de seus produtos. Nossos produtos certificados e combinados com a experiência de uma empresa líder com mais de 75 anos no setor de termoplásticos formam a força motriz que nos permite ajudar clientes a inovarem continuamente seus produtos, atendendo assim às desafiadoras exigências da área médica e hospitalar em todo o mundo”.

 Praticidade e apelo ao cliente

 A nova série S9™ da ResMed para dispositivos para o tratamento de distúrbios do sono – incluindo modelos contínuos, automáticos e variáveis de pressão positiva de vias aéreas – combinam uma concepção aerodinâmica de alta tecnologia com uma funcionalidade e conforto aprimorados através do controle combinado do clima e do teor de umidade do ar que o paciente respira.

Estes novos dispositivos são produzidos através do uso das resinas Lexan e Cycoloy da SABIC resultando em dispositivos parecidos com um rádio-relógio ou aparelho de som, sem causar a estranhesa comum à presença de equipamentos médicos em residências. Para facilidade de uso, eles são projetados para serem leves e duráveis.

A resina da Cycoloy da SABIC fornece excelente desempenho mecânico sob condições de alta temperatura. Além disso, este material oferece retardância à chama sem o uso das convencionais substâncias halogenadas, o que permite o cumprimento de exigências das diretivas sobre Restrições a Substâncias Perigosas (Restriction of Hazardous Substances – RoHS) e Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (Waste Electrical and Electronic Equipment – WEEE) da União Europeia (UE). O chassi dos dispositivos feitos com a resina Cycoloy foi ainda personalizado na cor cinza-escuro.

A Resina Lexan foi escolhida para as tampas inteligentes do umidificador H5i™ por suas propriedades de impacto excepcionais. A resina Lexan faz parte do amplo e crescente portfólio da SABIC de mais de 50 tipos de resina para uso em equipamentos médicos e hospitalares, sendo estes apoiados por uma abrangente política de produtos para usos em dispositivos de cuidados com a saúde.

Fonte: SABIC-IP

Chapas de Policarbonato da SABIC apoiam metas de sustentabilidade e eficiência energética em Faculdade de Londres.

09/09/2011

Os novos painéis de proteção solar fabricados com a chapa de policarbonato (PC) Lexan* Exell* D produzidas pela divisão Innovative Plastics da SABIC estão contribuindo de forma importante para a eficiência energética e o conforto do novo prédio da faculdade de Westminster, na região central de Londres. Estes painéis de alto desempenho filtram a luz solar minimizando efeitos negativos como aumento da temperatura e o brilho indesejável em telas de computador. Eles também resistem à intensidades significativas de luz natural contribuindo também para a redução do consumo energético em construções e dos custos de manutenção com o aumento da vida útil destes painéis.

A SABIC investe continuamente em materiais ambientalmente responsáveis para todo o mundo, em especial para a indústria de construção civil, ajudando clientes a atingirem suas metas de sustentabilidade com produtos novos e mais ecológicos.

“O sucesso deste projeto dependia de um material avançado e que pudesse oferecer uma combinação de propriedades de alto desempenho: excelente estética, isolamento, proteção contra raios ultravioleta, retardância à chama, durabilidade e leveza”, disse Simon O’Hea, diretor da Colt Group Ltd. “Com base em nosso histórico de trabalho com a SABIC e depois de pesquisarmos todas as nossas opções, recomendamos a chapa Lexan Exell D ao arquiteto. A SABIC forneceu a chapa personalizada com o equilíbrio exato de transmissão de luz e redução de calor, o que aumentou consideravelmente a eficiência energética do edifício e ainda permitiu um impacto impressionante por parte do projeto arquitetônico do edifício”.

Projetado para a Sustentabilidade

O diferente edifício da faculdade de Westminster – uma faculdade líder e de educação permanente que oferece mais de 200 cursos vocacionais e acadêmicos para estudantes – foi projetado pela Schimidt Hammer Lassen Architects para minimizar o uso de energia elétrica e os resíduos de carbono. Esta estratégia de sustentabilidade inclui o uso de painéis verticais de proteção solar fabricados pela Colt usando a chapa Lexan Exell D em cores translúcidas e personalizadas, que ladeiam as janelas das fachadas leste e oeste do prédio.

Os painéis de proteção solar, também conhecidos como sistema de “toldo”, são fabricados em suportes retangulares de 3,5 m por 5,76 m de chapa Lexan Exell D sólida. Eles são montados em cada um dos lados das janelas do edifício, nas fachadas que recebem maior exposição ao sol. A SABIC forneceu também serviços de combinação de cores, suporte técnico à Colt e ainda concedeu ao material uma garantia limitada de 10 anos contra quebra, amarelamento e perda de transmissão de luz.

Pesando apenas a metade do vidro, a chapa Lexan Exell D reduz a quantidade de material necessária para o suporte estrutural. A chapa de PC também oferece alta resistência a impacto (250 vezes maior que o vidro), retardância à chama (em conformidade com a norma europeia contra incêndio EN 13501-1) e está em conformidade com a resistência a impacto de segurança para vidros Pr EN 356. Outras propriedades importantes são a estabilidade dimensional; facilidade de manuseio e instalação, e resistência ao amarelamento, pichação e quebra.

“Os produtos de chapa Lexan podem desempenhar um papel importante na sustentabilidade geral dos edifícios residenciais e comerciais que, de outra forma, precisariam do uso mais intenso de aparelhos de ar condicionado, reduzindo dessa forma a radiação infravermelha”, disse Jack Govers, gerente geral de Chapas e Filmes Especiais da Innovative Plastics. “Ao mesmo tempo, nossas soluções de chapa Lexan permitem aos arquitetos a criação de projetos que apresentem altos níveis de luz natural, criando um ambiente agradável para trabalhar e viver. Estes materiais podem ajudar os arquitetos e projetistas a terem sucesso no design para construções sustentáveis, com a possibilidade de ainda contribuírem para as certificações ecológicas”.

Os produtos de chapa Lexan aprimoram a sustentabilidade e estilo. As chapas de PC Lexan da SABIC são leves, possuem retardância à chama, estão disponíveis em configurações sólidas e alveolares, e são usadas em todo o mundo para revestimento de paredes, telhados, vitrificação de grandes estádios, hotéis e outras estruturas impressionantes. Elas são projetadas para permitir a penetração da luz solar natural e filtrada sem, no entanto, permitir o aquecimento da área coberta.

Os produtos de chapa Lexan podem enfrentar desafios de desempenho tais como perda de coloração, deformações, arranhões, rachaduras, ferrugem e descamação de pintura que ocorrem em metal. Eles podem ser projetados com recursos como proteção ultravioleta dos dois lados e revestimentos especiais que proporcionam recursos de autolimpeza ou proteção contra pichação. A chapa Lexan pode ser moldada a frio e dobrada em formas complexas utilizando equipamentos convencionais podendo ser aprimorada com cores, texturas e efeitos especiais. Além disso, o peso mais leve dos plásticos em relação ao vidro permite que esses materiais sejam utilizados em componentes estruturais mais simples. Outro destaque da chapa Lexan é que oferece uma resistência ao impacto extremamente elevada, provendo proteção mesmo quando submetida a golpes violentos contra objetos mais pesados.

Fonte: SABIC-IP

Novas portas transparentes da Insulgard* Security Products promovem proteção contra condições climáticas extremas.

22/08/2011

A Insulgard* Security Products – líder do setor de produtos de segurança em arquitetura – anunciou as novas portas de segurança que ajudam na proteção das equipes de emergência e das pessoas contra ameaças de furacões e tornados. Este sistema de proteção de última geração combina o modelo de porta TH350, a estrutura TH600 da Insulgard, o material de vitrificação TOR-GARD e o filme de policarbonato (PC) Lexan* da SABIC Innovative Plastics. A porta transparente com estrutura em alumínio está em conformidade com a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA) e com os requisitos da ICC-500 de impacto e pressão para abrigos contra tornados e furacões. Além disso, devido à transparência, as portas permitem a entrada de luz, melhorando significativamente as condições do ambiente protegido. As aplicações incluem portas interiores e exteriores para abrigos de emergências, instalações de controle e também outras estruturas públicas essenciais.

“Para atender à crescente demanda dos clientes por portas de segurança que possam combinar proteção excepcional com um ambiente melhorado – versus produtos competitivos como compensado e aço – nós desenvolvemos as primeiras portas transparentes que atendem aos rigorosos requisitos industriais”, disse Fred Gebauer, gerente de desenvolvimento empresarial da SABIC. “Até agora, os únicos produtos disponíveis eram sistemas sem janelas, os quais podem criar uma experiência claustrofóbica, mas as novas portas transparentes permitem a entrada de luz natural, propiciando um ambiente mais agradável e menos aprisionador para as equipes de emergência e para as pessoas em geral. Elas também fornecem aos arquitetos uma grande variedade de novas opções para projetar instalações esteticamente mais agradáveis para serem usadas como abrigos contra furacões e tornados”.

Testado e aprovado pela indústria

Testes independentes realizados pela Architectural Testing, Inc. de York, Pensilvânia, demonstraram que as portas transparentes da Insulgard podem suportar a força de uma tábua de madeira de 2×4 com 15 lb disparada de um canhão de ar a 100 mph para simular projéteis arremessados durante um furação ou tornado. A avaliação incluiu ventos simulados de até 225 mph (furação) e 250 mph (tornado). As portas estão disponíveis em configurações únicas e duplas de até 7 pés por 8 pés, com ou sem um mainel central.

A porta transparente da Insulgard atende aos requisitos 361-2008 da FEMA de resistência ao impacto de projéteis, à ICC-500, Seção 804; à pressão de acordo com o ICC-500, Seção 805; e às pressões cíclicas de acordo com os requisitos ASTM E1996 para abrigos para tornados e furacões.

A Insulgard Security Products da SABIC combina o material inovador do filme Lexan e a especialidade técnica da equipe experiente da Insulgard. Juntas, oferecem materiais reforçados e eficazes com recursos de segurança excepcionais para o mercado.

Sobre a Insulgard Security Products

A Insulgard Security Products projeta, fabrica e comercializa produtos e sistemas de segurança construídos para resistir a eventos de explosão, balísticos e de impacto. Os produtos da empresa são projetados e fabricados para atender níveis específicos de ameaça necessários à indústria de segurança, incluindo portas, janelas, áreas de segurança, vitrificações e estruturas. As soluções de segurança da Insulgard Security Products combinam com o ambiente para oferecer uma estética excepcional. Os produtos são rigorosamente testados para atender às exigências governamentais. A Insulgard Security Products é de propriedade da unidade de negócios estratégicos SABIC Innovative Plastics.

Fonte: SABIC IP

 

SABIC IP apresenta Peugeot moderno com materiais automotivos de alto desempenho e suporte local em seu novo sedan 408 Griffe

30/05/2011

O novo Peugeot 408 Griffe, um sedan compacto médio, apresenta quatro aplicações que usam materiais de alto desempenho da SABIC Innovative Plastics: para-lamas dianteiros e tampa do tanque de combustível moldados com a resina Noryl GTX*; um módulo frontal usando a resina de polipropileno de fibra de vidro longa SABIC® STAMAX®; a resina Cycoloy* para uso em aplicações interiores e lanternas e a resina Cycolac* para aplicações externas. Esses quatro materiais de alto desempenho foram selecionados pela Peugeot para seu novo sedan por sua liberdade de design excepcional e outras vantagens, como resistência, redução de peso, qualidade e segurança. A Peugeot também escolheu os materiais da SABIC Innovative Plastics por sua capacidade comprovada de auxiliar OEMs automotivos a atender as demandas do mercado em constante mudança e normas regulatórias ambientais cada vez mais rígidas.

 “Nosso trabalho com a Peugeot nesse veículo abrangeu os centros de desenvolvimento de indústrias automotivas na Argentina, Brasil China e França, e demonstra a capacidade da SABIC Innovative Plastics de fornecer recursos locais e globais que otimizam a eficiência e o valor da fabricação automotiva”, declarou Edson Simielli, gerente geral da divisão automotiva para a América do Sul da SABIC Innovative Plastics. “Os dez anos de sucesso da Peugeot no Brasil são um marco significativo e esperamos continuar nosso estreito relacionamento com esse cliente, ajudando-o a expandir seus negócios por aqui.”

 Tecnologia de materiais que visam preferências locais e requisitos globais

 Os materiais da SABIC Innovative Plastics para aplicação automotiva apoiam OEMs e linhas, pois buscam atender as necessidades de mercado locais e também as exigências ambientais e de segurança globais. A SABIC Innovative Plastics trabalhou em conjunto com a Peugeot em muitas aplicações importantes para o sedan 408:

  • Para-lamas dianteiros e tampa do tanque de combustível: A resina leve Noryl GTX é uma importante contribuição para melhor eficiência do combustível e um nível mais baixo de emissões no sedan 408. Quando usada para substituir metais, a resina Noryl GTX consegue diminuir o peso em até 50% e oferece uma liberdade de design bem maior. Pode ser pintada online juntamente com o Body-In-White (BIW) de metal, o que dispensa operações secundárias e garante a perfeita combinação de cores. Essa resina condutiva não exige uma demão de primer antes da pintura. A Peugeot escolheu a resina Noryl GTX* devido ao bom resultado anterior em outros veículos, incluindo os para-lamas dianteiros Peugeot 307, fabricado na Argentina.
  • Módulo frontal: O polipropileno de fibra de vidro longa STAMAX® permitiu aos designers da Peugeot criar um módulo frontal leve, que oferece excelente resistência estrutural e boa resistência térmica. Um dos principais benefícios foi a consolidação da peça, que agiliza a montagem.
  • Painel central e  carcaça de lanterna: A resina de policarbonato/acrilonitrilo-butadieno-estireno (PC/ABS) Cycoloy* XCY oferece excelente desempenho térmico e mecânico, resistência hidrolítica superior em comparação com outros materiais PC/ABS, excelente acabamento de superfície e facilidade no processamento.
  • Frisos externos: Essas peças decorativas cromadas usam a resina MG37EP Cycolac*, resultando em peças de excelente acabamento superficial e com adequada resistência térmica e ap impacto.

Fonte: SABIC IP

Soluções de cobertura e assentos para estádios da SABIC IP oferecem conforto, durabilidade e são sustentáveis

16/05/2011

As chapas Lexan* da SABIC IP são usadas em estádios no mundo todo.

A SABIC Innovative Plastics demonstra, novamente, liderança no setor ao exibir, na Brasilplast 2011, dois materiais com tecnologia de ponta para a construção de estádios esportivos .

Os produtos são a resina Valox*, com estabilizante de raios ultravioleta (UV) e propriedade retardante de chama, atendendo às rigorosas exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para estádios abertos e fechados, e a nova chapa ultrarrígida Thermoclear*Lexan* para coberturas e fechamentos verticais.. Esses materiais agregam valor em termos de conforto e segurança do público, oferecendo mais liberdade de design e atendendo às exigências normativas mais rigorosas, em comparação aos materiais tradicionais.Estes produtos fazem parte do amplo e crescente portifólio da SABIC Innovative Plastics destinado à construção civil, incluindo a linha de chapas compactas e a chapa Lexan Thermoclick*.

Com três décadas de desempenho comprovado, a chapa Lexan* é o material preferido dos arquitetos e designers para coberturas, paredes, fechamentos verticais de escadas, entre outras aplicações, comoarenas e estádios.

“Os grandes eventos, como Copa do Mundo e Olimpíadas, colocarão o foco do mundo nos estádios e arenas do País”, declara Ricardo Knecht, presidente da SABIC Innovative Plastics no Brasil.

“Nesse contexto, os produtos exclusivos da SABIC Innovative Plastics se destacam pelo design, desempenho e responsabilidade ambiental. A leve e versátil resina Valox, por exemplo, nos permite ser um dos poucos fornecedores a oferecer materiais para a confecção de assentos de estádios que atendem às novas normas da ABNT, incluindo conformidade com a legislação ambiental de REACH (Regulamentação, Avaliação, Autorização e Restrição de Produtos Químicos)”, explica o executivo.

“Nossas chapas Lexan* são a escolha ideal para conservar energia, possibilitando a criação obras com sistemas de coberturas e fechamento laterais de grande porte.”, completa Knecht.
A equipe de design e engenharia da SABIC Innovative Plastics trabalha em conjunto com representantes oficiais brasileiros para possíveis projetos para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Brasil.

Nos assentos da primeira fila

A resina Valox da SABIC IP é uma boa opção para aplicações em assentos de estádios

Além de atender às novas normas da ABNT, que incluiem o UL94 V0 a 3 mm e as normas REACH, a resina de tereftalato de polibutadieno Valox (PBT) utilizada para a confecção de assentos dos estádios oferece excelente resistência a impactos, entre outras propriedades, como alto desempenho.

Diferentemente de alguns materiais que requerem a adição de masterbatches pelo fabricante, a resina da SABIC Innovative Plastics contém um estabilizante de raios UV para manter a estética e a clareza ótica, além conter aditivos retardantes de chama. O material está disponivel em diversas cores. Essa incorporação de propriedades economiza tempo, evita problemas logísticos e elimina operações secundárias de alto custo. Além disso, a resina Valox pode ainda contribuir para a redução de custos do projeto ao possibilitar um material altamente rígido, mas com design com fina camada.

Inovação no design de estádios sustentáveis
A chapa Lexan Thermoclear, ultrarrígida com 3 camadas e estrutura em X, produzida pela SABIC Innovative Plastics, oferece resistência a ventos e neve com pressões de até 2.200 N/m2, equivalentes à ventos com velocidade de até 200 km/h. Oferece ainda resistência ao impacto 250 vezes maior quando comparada ao vidro, o que reduz o risco de quebras por vandalismo ou fenômenos naturais, como ventos ou tempestades de granizo.

A estrutura da chapa em multiparedes proporciona ainda bom desempenho em isolamento térmico. A chapa Lexan Thermoclear também contribui para a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) do projeto, ao favorecer o uso da luz natural e ao ser feita com material reciclado. Outro benefício importante da chapa Lexan Thermoclear é seu baixo peso em comparação aos pesados painéis de vidro, o que a torna mais fácil de manipular, instalar e transportar.

Um amplo portfólio de soluções em chapas
Outro destaque da SABIC Innovative Plastics é o sistema de chapas Lexan Thermoclick com espessura de 40 e 50 mm. Esses produtos são ótimas opções para revestimentos e fachadas de estádios. Com uma estrutura exclusiva de 9 paredes, com 1000 mm de espessura , o sistema de chapas de policarbonato Lexan Thermoclick de -50mmoferece isolamento térmico com valor U igual a 0,176 Btu/h t2 Fahrenheit (1,0W/m2 K) , além de ser duas vezes maiorque os produtos encontrados no mercado. Isso proporciona significativa economia de energia, com redução de até 17% em comparação ao envidraçamento tradicional de painel duplo .O sistema de chapas Lexan Thermoclick de 40 mm atende às classificações de incêndio e fumaça CC1 (ASTM D635) e Classe A (ASTM E-84).

Além disso, as chapas compactas de Lexan* oferecem propriedades que dificultam o vandalismo e as pichações, estando em conformidade com as normas de construção civil estabelecidas pela International Conference of Building Officials (ICBO).

Com uma superfície com revestimento resistente à abrasão em ambos os lados, as chapas Lexan* Margard* MR10 possuem garantia limitada escrita de 10 anos contra quebras, amarelecimento, perda de transmissão de luz e delaminação do revestimento por possível uso em abrigos subterrâneos, fachadas, janelas, portas de entrada e cercas. Esta chapa de PC transparente, praticamente inquebrável, oferece uma ótima qualidade ótica, – mesmo após exposição contínua à luz solar intensa ou a condições extremas de temperatura.

Estádios em todo o mundo usam a chapa Lexan
O amplo portfólio de soluções para a construção civil da SABIC Innovative Plastics já comprovou sua qualidade junto aos clientes em mais de 50 estádios conhecidos no mundo inteiro. Em 2010, a empresa ganhou, pela segunda vez, o Prêmio EPSE (European Polycarbonate Sheet Extruders), como Melhor Projeto e Inovação, pelo Estádio Aviva, de Dublin, na Irlanda. As paredes curvilíneas e transparentes do estádio foram feitas com chapascompactas de Lexan*, trazendo elegância, alto desempenho e benefícios ambientais. As chapas Lexan* resistentes a raios UV também foram escolhidas para a cobertura e o fechamento de escadas do Estádio Soccer City, de Soweto, em Joanesburgo, África do Sul, onde foram realizados os jogos de abertura e encerramento da Copa do Mundo de 2010, a FIFA World Cup™.

Fonte: SABIC IP

SABIC apresenta materiais inovativos para os principais setores em crescimento na América do Sul, durante BrasilPlast 2011

15/05/2011

O sedan compacto médio da Peugeot 408 Griffe usa os materiais de alto desempenho da SABIC IP, que permitem maior liberdade de projeto e leveza

Durante a Brasilplast 2011, a SABIC  enfatizou os seus recursos regionais expandidos, as suas novas tecnologias e o sólido relacionamento com os clientes.

O estande  da SABIC na Brasilplast demonstrou as quatro facetas do mote “Cultura da inovação”, que tem como pilares a sustentabilidade, o crescimento, a tecnologia e o foco no cliente. A empresa apresentou diversos materiais do seu amplo portfólio, com aplicações avançadas para todos os principais setores em crescimento no Brasil, como o automotivo, o médico-hospitalar e o de infraestrutura.

“A participação na BrasilPlast 2011 deu à SABIC uma grande oportunidade de mostrar seu compromisso firme e de longo prazo com a América do Sul, seu sucesso e crescimento contínuo,” declara Khaled Al-Mana, VP executivo da divisão de polímeros da SABIC.  “O enfoque na Cultura da inovação direciona nossa estratégia para sermos líderes mundiais em produtos químicos, inclusive plásticos. Temos orgulho dos nossos investimentos em recursos globais e em nosso amplo portfólio de produtos, que são cruciais para o fornecimento de soluções completas ao aos clientes”, diz Al-Mana.

“Nossa prioridade é apoiar as necessidades dos clientes”, afirma Charlie Crew, VP executivo da divisão Innovative Plastics da SABIC. “Para fazer isso, investimos constantemente em soluções de materiais de alto desempenho, recursos avançados de desenvolvimento de aplicativos e serviços de valor agregado, que ajudem nossos clientes a serem competitivos e a terem sucesso nos mercados locais, regionais e globais. A SABIC Innovative Plastics continua a se pautar em sua rica tradição de produtos inovadores e avançados, mantendo sempre um fluxo constante de novas soluções para o mercado”, completa Crew.

O tema Cultura da inovação da SABIC para a BrasilPlast 2011 está baseado em quatro pilares estratégicos:

1. Crescimento
A SABIC, para atender às exigências atuais e futuras dos clientes, continua a investir na expansão da produção local e global.

  • Maior capacidade para atender às necessidades dos clientes– A SABIC Innovative Plastics expandiu sua capacidade de produção local no Brasil com a inclusão de uma nova e sofisticada linha de manufatura, que trabalha com cores personalizadas e com a flexibilidade de produzir tamanhos de lote menores, o que permite acesso mais fácil e rápido às amostras de materiais necessárias para o desenvolvimento de aplicativos. Os produtos disponíveis para a produção nessa nova linha incluem a resina de acrilonitrila butadieno estireno (ABS) Cycolac*, a resina de policarbonato (PC)/ABS Cycoloy*, a resina Lexan* PC, a resina Lexan EXL, a resina de óxido de polifenileno/polifenileno (PPO/PP) Noryl PPX*, a resina de acrilonitrila estireno acrilato (ASA) Geloy*, as resinas de polibutileno tereftalato (PBT) Valox* e PC/PBT Xenoy*, além de outros compostos LNP*.
  • Produção local de resinas sustentáveis Flexible Noryl* – A SABIC Innovative Plastics está agora disponibilizando fornecimentos locais de sua reconhecida resina Flexible Noryl para o mercado sul-americano, diminuindo o tempo de entrega da resina não halogenada retardante a chamas e sustentável em cerca de 50%, em média.
  • Capacidade expandida de poliolefinas – A SABIC expandiu recentemente a capacidade de produção de poliolefinas em sua unidade da Arábia Saudita. Junto com as instalações de polietileno (PE) do Reino Unido e da Alemanha, e as mais recentes instalações de PE e PP da China, essa expansão permite à SABIC Polymers fornecer confiabilidade aos clientes em todo o mundo, inclusive segmentos de mercado nas Américas.

2. Tecnologia
A SABIC continua concentrada no desenvolvimento de materiais para atenders às demandas tecnológicas atuais e futuras, que vão desde equipamentos médicos, até iluminação por LEDs (diodos emissores de luz). Esses materiais proporcionam alto desempenho, atendem às exigências e requisitos mais rigorosos e agregam valor ao reduzir custos e ao abrir oportunidades para novos projetos que levem ao crescimento. As principais tecnologias incluem:

  • Portfólio para sistemas de liluminação em LED – Esses materiais avançados incluem a resina Lexan PC com retardante à chama (FR) e atendem à norma UL94 V0 em 1,5 mm. Essa resina proporciona iluminação de LED de parede fina em aplicações transparentes ou com difusão. O estande da SABIC trará exemplos de iluminação por LED com níveis variados de difusão.
  • Materiais especiais para cuidados com a saúde – Os compostos de alta gravidade específica (HSG) LNP Thermocomp* para blindagem de radiação que atendem às mudanças futuras na isenção de substituição do chumbo em produtos da Categoria 8, de acordo com a diretiva EoHS (Restrição de Substâncias Perigosas), da União Europeia (UE). Além disso, os compostos LNP Faradex* da empresa integram proteção contra interferência gerada por sistemas wireless de monitoramento de pacientes, aumentando o uso em instalações residenciais e de cuidados de longo prazo.
  • Painéis transparentes para automóveis com a Lexan PC – A tecnologia avançada Lexan GLX PC com revestimentos Exatec*, da SABIC Innovative Plastics, está conduzindo ao desenvolvimento de novos avanços nas aplicações em painéis transparentes para automóveis, como janelas traseiras, grandes tetos solares, spoilers e lanternas traseiras, que podem oferecer até 50% de redução de peso em comparação às janelas de vidro de mesmo tamanho. De forma mais significativa, a redução do peso com painéis transparentes contribui na redução do centro de gravidade do veículo, melhorando o controle e segurança. A empresa exibirá um protótipo de módulo de teto e janelas laterais traseiras do SEAT.
  • Chapa Lexan Thermoclick* – Este sistema de chapas alveolares apresenta uma conexão de perfil que combina propriedades mecânicas, ópticas e térmicas de alto nível para revestimentos e fachadas de construção. Esse sistema de interconexão dispensa perfis verticais, economizando tempo e custos de instalação ao mesmo tempo em que proporciona eficiência energética e excelente estética final. Os sistemas de chapas Lexan Thermoclick obedecem às normas CC1 (ASTM D635) e Classe A (ASTM E-84) para classificação de incêndio e fumaça.

3. Sustentabilidade
As questões de sustentabilidade estão no centro da estratégia de negócio da SABIC. O portfólio de produtos, a experiência tecnológica e o histórico de inovação da SABIC permitem o desenvolvimento de materiais que ajudam os clientes a atenderem às diversas questões ambientais, como o corte no consumo de energia durante a manufatura, a redução no peso de produtos ou a diminuição no tamanho das peças (deixando-as mais finas), permitindo uma reciclagem mais fácil ou a incluso de conteúdo reciclável.

  • Portfólio de Soluções Sustentáveis – A SABIC Innovative Plastics traz como destaque seu portfólio expandido de Soluções Sustentáveis e o novo processo de validação para materiais sustentáveis, feito para ajudar os clientes a reduzirem suas emissões de carbono e de energia, diminuirem os resíduos e garantirem a rigorosa conformidade para com normas ambientais globais. Todos os produtos atendem à norma de terceiros adequada ou, na falta de norma reconhecida, passam por avaliação dos benefícios ambientais usando um Cartão de Pontuação de Produtos Sustentáveis rigoroso, desenvolvido em parceria com a GreenOrder, uma empresa de consultoria líder em sustentabilidade ambiental.
  • Materiais com conteúdo PCR – Uma série bem ampliada de produtos da SABIC Innovative Plastics contendo materiais reciclados pós-consumo (PCR) está disponivel em algunas linhas de produtos, como as resinas Valox iQ*, Xenoy iQ* e PCR Lexan EXL, com as novas resinas de PCR Cycoloy e Noryl Classico, e três linhas de resinas Lexan EXL.
  • Materiais avançados com FR – A empresa está produzindo em caráter local duas novas linhas da resina Flexible Noryl: a WCD801AU, para possível uso no recobrimento de cabos, e a WCP821U, para possível uso em componentes de cabos moldados. Esses materiais utilizam sistemas FR, que dispensam o uso de aditivos clorados ou bromados.
  • Grades de alta densidade, com alto peso molecular, para tubulações – Os grades bimodais de polietileno de alta densidade (HDPE) da SABIC são compostos com uma concentração básica de preto de carbono, que oferecem aos conversores uma boa economia de energia e possibilita a instalação de tubulações ecologicamente responsáveis.

4. Foco no cliente
Para ajudar os clientes a inovar, criar diferenciais em suas aplicações e aprimorar a manufatura, a SABIC Innovative Plastics atua de forma colaborativa em todo o processo de desenvolvimento de aplicações. Equipes locais dedicadas, no Brasil e na Argentina, concentradas no desenvolvimento de cores e na produção de amostras na unidade de Campinas, posicionam a empresa para responder rapidamente às necessidades dos clientes.

  • Resinas leves Noryl GTX* – Empresas automotivas, como a Peugeot, por exemplo, desfrutam de uma liberdade maior para criar painéis maiores, mais leves e com alta precisão, usando a resina Noryl GTX. Quando usada em substituição aos metais, a resina Noryl GTX pode proporcionar uma redução de peso de até 50%, contribuindo para uma maior eficiência no uso de combustíveis e menos emissões. A SABIC Innovative Plastics ofereceu à Peugeot, por exemplo, suporte local e global em todo o processo de desenvolvimento de seu novo sedan médio compacto, o modelo 408 (em exibição estande da SABIC na feira)
  • PP SABIC® STAMAX® para o setor automotivo – A resina de polipropileno de fibra de vidro longa (LGFPP) STAMAX leve e de alto desempenho, da SABIC, oferece boa resistência térmica e bom desempenho mecânico em módulos frontais automotivos. Um benefício adicional do uso desse material é a liberdade de poder consolidar as peças da região frontal dos veículos, o que se traduz em agilização da montagem e redução de custos sistêmicos. O Peugeot 408, com módulo frontal na versão Griffe, estará em exibição na BrasilPlast.

Fonte: SABIC IP

SABIC IP apresenta resultados de pesquisa sobre benefícios do uso de “vidros” de Policarbonato em veículos.

25/04/2011

A SABIC Innovative Plastics anuncia novas evidências convincentes sobre os benefícios do vidro de policarbonato (PC) para o mercado automotivo. Além de  proporcionar redução de peso, resultando em consumo menor de combustível e baixas emissões de dióxido de carbono, novas análises indicam os benefícios do vidro de PC Lexan* em relação ao isolamento térmico  , apresentando redução de carga nos sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado, com base na condutividade térmica significativamente baixa do PC em relação ao vidro.

 As novas evidências enfatizam a importância do uso do vidro de PC Lexan para melhorar a eficiência dos veículos convencionais, híbridos e elétricos. As descobertas provêm de pesquisa e desenvolvimento da equipe das subsidiárias da Exatec*, da SABIC Innovative Plastics, especializadas em vidros automotivos.

 “Com essa nova pesquisa, nós oferecemos à indústria uma forma totalmente nova de interpretar os benefícios do vidro de policarbonato Lexan, além dos já conhecidos, como a redução de peso e a liberdade de projeto,” diz Dominic McMahon, gerente geral de marketing de produtos automotivos da SABIC Innovative Plastics e diretor executivo (CEO) da Exatec.

 “Levando em consideração os resultados da pesquisa,  os fabricantes automotivos podem obter ainda mais vantagens com o nosso portfólio de soluções em vidros de policarbonato Lexan, como a ampliação do intervalo de utilização em veículos elétricos e mais eficiência em sistemas de aquecimento e ar condicionado. Essas descobertas representam também um complemento natural para a capacidade de absorver a energia solar apresentadas por nossas resinas   absorventes de infravermelho Lexan, as quais podem ser utilizadas para reduzir ainda mais a carga térmica no interior de um veículo” afirma McMahon.

 Diminuindo a Carga de Ar Condicionado e Ventilação e Diminuindo as Emissões

 As propriedades de isolamento da resina de PC Lexan podem reduzir as demandas nos sistemas de aquecimento e de ar condicionado. A equipe da Exatec da SABIC Innovative Plastics usou simulações computacionais de dinâmica dos fluidos (CFD) de duas configurações de carro, uma com para-brisas traseiro e teto solar panorâmico de PC e a outra com para-brisas traseiro e teto solar panorâmico de vidro. As simulações foram realizadas para os climas quentes e frios, considerando os momentos em que os veículos estão parados e em movimento.

 Os resultados mostram que a baixa condutividade térmica interna inerente ao vidro de PC relativo ao vidro temperado pode reduzir a transferência de calor total no estado estacionário entre o interior e exterior do veículo. Esse efeito é esperado para a redução das emissões em veículos convencionais e híbridos e aumentar a duração da bateria para veículos híbridos e elétricos.

 “Trata-se de um avanço na forma de pensar os vidros de policarbonato”, diz Stephen Shuler, diretor de tecnologia da Exatec. “Substituir os vidros tradicionais por janelas de policarbonato Lexan altamente isolantes contribui para reduzir a demanda dos sistemas de aquecimento e de ar condicionado em climas quentes e frios. Outras simulações de computador mostram, por exemplo, que a redução dessas demandas pode diminuir as emissões em até três gramas de dióxido de carbono por quilômetro e aumentar a duração da bateria em 2 a 3%”, explica o executivo.

 Os Grades de Absorventes de Infravermelho do Policarbonato Lexan Reduzem Ainda Mais a Carga de Ar Condicionado

 A pesquisa e desenvolvimento da SABIC Innovative Plastics teve como resultado uma família de novos produtos de resina de policarbonato Lexan com capacidade de absorção de energia infravermelha (IV). Esses produtos comercialmente disponíveis são formulados para reduzir a quantidade de energia térmica solar que entra no veículo. Através da absorção da energia solar, esses produtos Lexan podem atenuar a carga nos sistemas de ar condicionado para ajudar a aumentar a economia de combustível e diminuir as emissões.

 Para obter informações adicionais sobre os produtos de resina Lexan da SABIC Innovative Plastics com revestimentos Exatec, visite a página www.sabic-ip.com ou www.exatec.de.

Fonte: SABIC-IP

SABIC-IP desenvolve soluções em plástico de engenharia que substituem metal em propulsores automotivos.

15/04/2011

SABIC-IP lança Materiais para Propulsores de Alto Desempenho para Veículos Híbridos e Elétricos.

Bancada de Teste do Propulsor IAV GmbH

A SABIC Innovative Plastics anuncia sua colaboração com a IAV GmbH, líder mundial em sistemas de propulsores e veículos avançados, para desenvolver soluções termoplásticas que podem substituir o metal no veículo elétrico (EV) e componentes híbridos do propulsor. As duas empresas buscam novas formas de otimizar eficiência e desempenho, incluindo a redução de peso para compensar as pesadas baterias e blindagens em áreas de alta voltagem.

 “Nossa colaboração estratégica com a IAV tem o objetivo de criar opções inovadoras para nossos clientes, à medida que eles se esforçam para desenvolver e fornecer uma gama de veículos elétricos para os clientes, sejam eles híbridos, híbridos plug-in ou elétricos à bateria puros”, diz Gregory A. Adams, vice presidente, Automotivo, SABIC Innovative Plastics.

 “Nós vemos como uma fórmula de sucesso a combinação da experiência da IAV em engenharia de propulsão avançada com a nossa seleção de materiais de alto desempenho e experiência em desenvolvimento de aplicações. Estamos ansiosos para auxiliar as montadoras a desenvolver a próxima geração de propulsores e seus componentes, como resultado dessa colaboração”, completa Adams.

A IAV tem desenvolvido tecnologias e conceitos inovadores para veículos há 27 anos. Na área de mobilidade elétrica, a empresa desenvolve propulsores, unidades de controle, sistemas de bordo, sistema de bateria de alta voltagem e outros sistemas e componentes para veículos elétricos à bateria e híbridos.

“Temos o prazer de trabalhar em conjunto com a SABIC Innovative Plastics nos novos componentes de propulsão, que se beneficiarão do peso leve na função de blindagem, resistência de alta temperatura e corrosão de componentes e resinas termoplásticas,” diz Kurt Blumenröder, presidente e CEO, IAV GmbH.

“A experiência da SABIC Innovative Plastics na substituição do metal e em termoplásticos de engenharia de alto desempenho proporciona uma grande parceria ao nosso conhecimento em engenharia. Nós antecipamos avanços importantes que podem ajudar a indústria automotiva a fazer um progresso significativo no desempenho e eficiência de veículos elétricos e híbridos”, explica o executivo.

Termoplásticos Têm Como Objetivo os vencer desafios de Peso, Temperatura e Blindagem

 Para sustentar todas as vantagens ambientais dos veículos híbridos, híbridos plug-in e elétricos à bateria, o peso adicional das baterias – de até 300 kg em um carro de tamanho médio – precisa ser compensado pela redução em outras áreas. Os termoplásticos incluem polióxido de fenileno (PPO) Noryl* e resinas de polibutileno tereftalato (PBT) Valox*, da SABIC Innovative Plastics, e podem substituir o aço nas estruturas da bateria e invólucros. Essas resinas também oferecem resistência química e à temperatura, estabilidade dimensional e retardamento de chama.

 O aumento do uso de íons de lítio e de baterias de polímero de lítio, as quais possuem uma maior densidadede energia e potência, exige soluções em gerenciamento térmico para baterias. Como essas baterias operam melhor em temperatura ambiente, para controlar a temperatura, a refrigeração líquida frequentemente substitui o ar refrigerado com maior eficiência. Como resultado, esses líquidos necessitam de resistência química, características comuns aos materiais termoplásticos de engenharia de alto desempenho. Além disso, se a força for retirada de uma bateria, ela irá aquecer – e, assim, são necessários materiais com excelente resistência à temperatura. As resinas de polieterimida (PEI) Ultem* da SABIC Innovative Plastics fornecem resistência a altas temperaturas e uma capacidade de retardamento de chama inerente e as resinas de PBT Valox fornecem resistência química e a altas temperaturas.

 Em veículos elétricos híbridos, quanto maior a voltagem, mais importante se torna a blindagem em relação à interferência eletromagnética/interferência de rádio frequência (EMI/RFI) para controlar possíveis distúrbios de componentes eletrônicos, como inversores, unidades de controle eletrônico e sistema de gerenciamento de baterias. Os compostos LNP* Faradex* da SABIC Innovative Plastics fornecem propriedades de blindagem contra EMI/RFI excepcionais sem o grande peso das camadas de metal ou metalização.

 Comparado à combustão interna de motores que fornece calor ao interior do automóvel, veículos de energia alternativa dependem da energia de bateria para aquecer e resfriar o ar, o que faz com que o isolamento seja fundamental para evitar o consumo pesado da bateria. As soluções em vidro de policarbonato Lexan* oferecem uma taxa cinco vezes maior de isolamento e os graus de absorção de infravermelhos (IR) da resina Lexan podem otimizar ainda mais o condicionamento de ar, reduzindo o valor da carga de calor transferida para o interior de um veículo em climas quentes ou com tempo ensolarado.

Fonte: SABIC-IP / Edelman

Resinas da SABIC-IP são usadas pela GE Healthcare em novo equipamento de Raios-X.

16/02/2011

A SABIC Innovative Plastics anunciou que a GE Healthcare, líder global em tecnologias para a indústria médica, selecionou a resina Valox* e a resina Xylex* para a fabricação de caixas de armazenamento de sua nova máquina portátil de raios-X “Optima XR220amx1”.

Essas resinas de alto desempenho contribuem para que a GE Healthcare esteja de acordo com as rigorosas exigências do setor, como segurança, eficiência do equipamento nos tratamentos e aprimoramento em relação aos cuidados com o paciente. Esse dispositivo inovador possibilita que os diagnósticos radiológicos sejam realizados diretamente no local de internação do paciente.

A SABIC Innovative Plastics oferece um amplo portfólio de materiais para o setor de saúde, proporcionando soluções para as diversas as mudanças regulatórias, exigências de projeto e desempenho enfrentadas pelos clientes do setor de equipamentos médicos.

“A parceria com a SABIC Innovative Plastics neste projeto de alta visibilidade tem gerado benefícios não apenas para nossos clientes, mas principalmente para os usuários finais de nossos produtos” diz Guillermo Sander, Gerente Global de Marketing, Mobile DXR da GE Healthcare.

“Com as resinas Valox e Xylex criamos uma “sala radiográfica sobre rodas”: portátil, fácil de limpar e com design atraente. O amplo portfólio de resinas e os serviços de desenvolvimento de aplicações fornecidos pela SABIC Innovative Plastics nos ajudaram a aperfeiçoar o projeto e a aprimorar o desempenho dos dispositivos de diagnósticos para esta nova geração” afirma Sander.

“A SABIC Innovative Plastics está aumentando o foco no suporte aos fornecedores globais da indústria Médico-hospitalar, promovendo a diversificação de dispositivos ao oferecer as mais avançadas tecnologias em materiais”, diz Tom O’Brien, Diretor Global de Marketing de Produtos Médico-hospitalares da SABIC Innovative Plastics.

“Estamos orgulhosos da nossa parceria de mais de 15 anos com a GE Healthcare, que tem como meta atender aos principais desafios da indústria médico-hospitalar. Nesse novo equipamento de raios-X os nossos materiais proporcionam leveza, resistência química e durabilidade” afirma O’Brien.

Materiais estão em linha com as tendências mais importantes da Indústria médico-hospitalar

A GE Healthcare escolheu a resina Valox V3900WX, uma blenda polimérica de poliéster/policarbonato (PC) de alto impacto, para atender às exigências do setor de equipamentos médicos, como mais segurança aos pacientes e maior controle sobre os custos associados os equipamentos.

A resina Valox apresenta uma ótima resistência química vinda do poliéster semicristalino, que auxilia a resistir aos mais agressivos produtos de limpeza adotados para combater as infecções de origem hospitalar. Para um equipamento portátil, como o da GE Healthcare, essa resina proporciona ainda alta resistência ao impacto e estabilidade dimensional, características do Policarbonato, que permitem suportar choques e quedas durante o transporte do equipamento dentro do hospital.

Esta resina, que também é resistente à ação dos raios ultravioletas (UV) e retardante a chamas (FR), proporciona uma boa aparência e a possibilidade de obtenção de peças moldadas na cor final desejada, sendo uma alternativa para promover a redução de custos existentes em processos de pintura, substituindo as operações tradicionais, que utilizam materiais metálicos. Outro aspecto importante é o aprimoramento da processabilidade, necessária à moldagem de peças grandes, de alta qualidade e precisão dimensional.

A resina Valox oferece mais liberdade de projeto, quando comparada ao metal. A ampla variedade de cores disponíveis para a obtenção de peças moldadas na cor final também permite a GE Healthcare a obtenha a peça na cor branca brilhante personalizada, sem custos e impactos ambientais comuns a um processo de pintura secundária. A cor inerente ao material também evita os riscos na pintura e facilita a limpeza.

A resina Valox V3900WX é um grade global (GG), com a classificação UL746C F1 da Underwriters Laboratories (UL) para todas as cores. Os grades globais da SABIC Innovative Plastics representam uma alternativa de maior flexibilidade aos clientes globais, pois permitem a transferência de projetos entre diversas regiões do mundo sem o custo e a complexidade da requalificação de material. A linha de resinas retardantes a chama possui classificação UL 94 V0 para espessura de parede abaixo de 1,5 mm e classificação 5VA para espessura de parede abaixo de 3,0 mm.

A resina Xylex X7519HP é uma blenda polimérica transparente de PC e poliéster amorfo. Comparada apenas ao PC, a adição do poliéster proporciona o aprimoramento da resistência química, mantendo os esforços para reduzir as infecções nosocomiais, ou seja, infecções adquiridas após a entrada do paciente no hospital.

O poliéster também melhora a resistência à fratura sob tensão e permite temperaturas mais baixas de processamento. A alta resistência ao impacto e a transparência similar à do vidro tornam a resina Xylex ideal para recipientes de armazenamento. Assim como a resina Valox, este material possui o recurso de ser moldado na cor final de aplicação.

A SABIC Innovative Plastics oferece uma política proativa de produtos para equipamentos de saúde, que abrange mais de 50 materiais de grades médicos e fornece listas de regulamentação e de biocompatibilidade pré-avaliadas para reduzir o tempo e as despesas dos fabricantes no desenvolvimento de novos produtos.

A empresa oferece também uma das mais amplas linhas de materiais amorfos e cristalinos para a indústria médico-hospitalar, aprovados pela United States Federal Drug Administration (FDA) e pelo Device Master File, além de estarem sujeitos a bloqueios de fórmula e a processos rigorosos de gerenciamento de mudanças.

Fonte: SABIC-IP

Novas soluções ecológicas da SABIC Innovative Plastics para sistemas de iluminação em LED se destacam pelo elevado desempenho, estética e durabilidade

19/11/2010

A SABIC Innovative Plastics lança uma nova linha de resinas e compostos especiais que permitem melhorar o desempenho, a vida útil e a estética de dispositivos de iluminaçãoem LED (Light Emitting Diode). Esses novos materiais são a resina de policarbonato (PC) Lexan* com retardante à chama (FR) isento de bromo e cloro e o novo composto branco termicamente condutivo LNP Konduit*, usado em dissipadores de calor que permitem o aumento da vida útil das lâmpadas de LED.

Lâmpadas de LED podem ser feitas usando-se a resina de PC Lexan* FR da SABIC Innovative Plastics e o composto termicamente condutivo LNP* Konduit*

Cento e treze anos após a invenção da lâmpada elétrica, a SABIC Innovative Plastics desenvolve soluções que marcam a evolução dos sistemas de iluminação ao utilizar materiais energeticamente eficientes e duráveis.

“À medida que o movimento global de substituição das lâmpadas incandescentes ganha força, os clientes procuram alternativas duráveis e energeticamente eficientes que possam oferecer design semelhante, ou até melhor, a um preço acessível”, afirma Hans-Otto Schlothauer, gerente de marketing global de produtos de Iluminação da SABIC Innovative Plastics.

“Nossas tecnologias Lexan FR e LNP Konduit permitem o desenvolvimento de projetos com design diferenciado para dispositivos de iluminação de LED e que também ajudam a reduzir custos do sistema. Outro aspecto importante, é que nossos materiais apresentam benefícios ecológicos, que agregamvalor ambiental aos materiais feitos em LED”.

Inovações da resina Lexan oferecem opções para lâmpadas de LED
Para atender à demanda por novos materiais que permitam o desenvolvimento de lâmpadas de LED de alto desempenho, econômicas e com espessuras mais finas, a SABIC Innovative Plastics desenvolveu as resinas Lexan FR para aplicações em sistemas difusos e e transparentes. Essas resinas atendem às normas UL94 (V0 à 1,5 mm de espessura) eoferecem retardância à chama sem o uso de aditivos bromados ou clorados.

Além do grade transparente, as resinas Lexan FR estão disponíveis em três opções que proporcionam uma difusão padronizada, que oferecem alta transmissão de luz e apresentam uma aparência mais suave. As cores incluem três matizes de branco, além do natural. No entanto, é possível oferecer cores e níveis de difusão personalizados para atender a exigências específicas.

Essas resinas apresentam resistência ao impacto, qualidade óptica, capacidade de processamento semelhante às demaisresinas de PC Lexan, proteção contra raios ultravioleta (UV) e estabilidade térmica. Elas são apropriadas para moldagem por injeção e por extrusão.
Dissipadores de calor para LEDs permitem designs diferenciados com o uso do composto LNP Konduit.

Os dissipadores de calor são essenciais para dissipar a energia térmica, que pode reduzir a vida útil dos LEDs, normalmente de 50 mil horas. Tradicionalmente, eles são feitos em alumínio ou com resinas condutivas pretas ou cinzas. Para atender às necessidades dos clientes que buscam projetos de iluminação de LEDs mais atraentes, o composto LNP Konduit está disponível atualmente na cor branca para combinar com lâmpadas brancas e coloridas.

Além da condutividade térmica superior, esse material oferece benefícios de custo e de projeto. O composto LNP Konduit permite o aumento da produtividade em comparação aos sistemas feitos em alumínio fundido, que requerem operações secundárias. O material também oferece mais liberdade de projeto, permitindo a criação de formas com área de superfície maior para um gerenciamento térmico aprimorado.

Fonte: SABIC Innovative IP

Bayer fornece coberturas inteligentes para Estádios de Futebol com chapas de policarbonato.

21/09/2010

Concepção artística do novo estádio nacional Lia Manoliu, em Bucareste, na Romênia.

Competições esportivas especiais merecem um palco especial. E é por este motivo que tem crescido constantemente nos últimos anos o interesse mundial no planejamento e aperfeiçoamento de praças esportivas, para se atingir os mais altos padrões no que se refere à arquitetura e instalações. Em resposta a este crescente interesse, a Bayer MaterialScience tem desenvolvido soluções totalmente integradas baseadas em chapas plásticas fabricadas com o material de alta tecnologia Makrolon®, o qual ela está apresentando na Feira Estádio, que ocorrerá no Rio de Janeiro, de 6 a 8 de outubro de 2010. Este é também o motivo pelo qual a empresa é freqüentemente solicitada a fornecer consultoria no projeto de estádios e na preparação para eventos esportivos de destaque.

“Chapas sólidas e de paredes múltiplas fabricadas com Policarbonato são incrivelmente fortes, mas também elásticas e podem resistir a cargas de ventos fortes sem a necessidade de subestruturas complexas. Segurança é o fator decisivo para nós”, explica Dr. Volker Benz, Gerente Global para projetos de destaque no setor de chapas de policarbonato, na Bayer MaterialScience. Tendo sido usadas em uma ampla gama de projetos de referência, as chapas provaram ser um material ideal para a construção de estádios. “Pesando somente uns poucos quilogramas por metro quadrado, o material é também leve e ideal para adequar estádios e outras praças esportivas para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil e para as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro”, completa Dr. Benz.

Praças esportivas de ponta para a Copa Européia de Futebol de 2012. As preparações para a construção de estádios para a próxima Copa da UEFA em 2012 na Polônia e Ucrânia já estão bem adiantadas. De fato, a Bayer MaterialScience já produziu mais de 45.000 metros quadrados de chapas especiais 3X25 ES  a partir de Makrolon® , somente para a Arena PGE Gdansk, na Polônia. As chapas estão sendo usadas tanto para a cobertura como para o revestimento externo do estádio – uma coisa que nunca tinha sido feita antes. Mas as propriedades diversificadas deste material tem ajudado a tornar possível uma outra característica importante do estádio: cada chapa individual foi colorida para fazer o estádio inteiro reluzir âmbar. “Como resultado, a arena incorpora a marca da região e está em sintonia com a sua vizinhança. Afinal de contas, o âmbar é também conhecido como o “ouro do Mar Báltico””, diz Dr. Benz. Para conseguir esta aparência, o Makrolon®  foi colorido com seis diferentes tonalidades, desde o branco até o âmbar escuro. “Nós fomos capazes de implementar as idéias criativas dos designers usando a nossa tecnologia de compostagem” acrescenta o gerente do projeto. A conclusão dos trabalhos de construção da arena está prevista para ocorrer no meio do próximo ano.

Um outro projeto de referência é a arena Legia Warszawa em Varsóvia, onde aproximadamente 7.600 metros quadrados da superfície de cobertura já foram montadas com chapas de policarbonato. As chapas especiais com paredes múltiplas usadas aqui tem até 12 metros de comprimento e 1,2 metros de largura – uma largura especialmente projetada para aumentar a capacidade de resistir a cargas, já que ventos fortes e muita neve não são incomuns na região durante os meses de inverno. O policarbonato usado neste projeto é completamente transparente e, portanto, permite uma passagem de luz suficiente para a grama crescer naturalmente e para criar uma atmosfera aberta e agradável para os espectadores.

Mas o material polimérico é também usado regularmente em outras partes do mundo, sempre que os designers querem criar praças esportivas bonitas e ao mesmo tempo funcionais. O novo estádio nacional Lia Manoliu que sediará a Euroliga em 2012 está sendo hoje construído em Bucareste, na Romênia. Este projeto colocou uma ênfase particular na harmonização da funcionalidade com o design, a fim de atender completamente a todas as exigências. Chapas sólidas de Policarbonato foram o material escolhido, já que elas são incrivelmente transparentes e oferecem uma grande liberdade para o projetista no que se refere à combinação da funcionalidade e estética. As chapas sólidas de 8 milímetros de espessura tem 12 metros de comprimento e são montadas como uma única estrutura.

Um estádio de futebol que gera a sua própria energia.
O time de futebol SV Werder Bremen da Bundesliga alemã está também usando chapas de Policarbonato para obter uma cobertura energeticamente eficiente, como parte do trabalho de renovação do seu estádio. Em breve, módulos fotovoltaicos transparentes instalados sobre uma área de mais de 3.000 metros quadrados estarão transferindo eletricidade para o suprimento de energia do estádio, economizando, portanto, em torno de 100 Watts de eletricidade por metro quadrado. O compósito “sanduíche”, desenvolvido conjuntamente pela Sunovation GmbH e a Bayer MaterialScience, compreende células flutuantes de silício embutidas entre uma chapa sólida de Makrolon® , de um lado, e uma chapa de parede tripla de Makrolon® , no outro lado. O compósito é à prova de água, flexível e ostenta uma longa vida útil, graças especialmente à capacidade de suportar cargas da chapa de paredes múltiplas.

Graças aos Jogos Olímpicos de 2008 na China, as chapas de Policarbonato provavelmente serão um componente integral de estruturas espetaculares nos anos que virão. Por exemplo, os 23.000 metros quadrados de chapas de policarbonato dão ao design em forma de asa do estádio de Shenyang um sentimento de elegância e leveza. Processos de curvamento a frio usados nas chapas permitiram que os designers pudessem adaptar a forma do estádio às suas vizinhanças. E, desde que o produto teve que satisfazer a exigências muito severas em termos de resistência mecânica, a Bayer MaterialScience desenvolveu uma chapa que atendeu a todas as demandas de uma vez só – a Makrolon® multi UV 3X/25-25 ES. Esta chapa possui uma espessura de apenas 25 milímetros, mas pode resistir a uma carga superior a 5 kNewtons por metro quadrado. Nem neve pesada nem ventos fortes são problema para estas fortes chapas multifuncionais.

Sobre a Bayer MaterialScience:
Com vendas de  7.5 bilhões de Euros em 2009, a Bayer MaterialScience é uma das maiores empresas mundiais de polímeros. As suas atividades de negócio se focalizam na fabricação de materiais poliméricos de alta tecnologia e no desenvolvimento de solução inovadoras para produtos usados em muitas áreas do cotidiano. Os principais segmentos servidos as indústrias de automóveis, elétrica e eletrônica, construção, esporte e lazer. No final de 2009, a Bayer MaterialScience  tinha 30 sites de produção e empregava aproximadamente 14.300 pessoas mundialmente. A Bayer MaterialScience é uma empresa do grupo Bayer.

Fonte: Bayer MaterialScience

Uniplen divulga produtos durante Interplast 2010

25/08/2010

A Uniplen, empresa do Grupo Unicoba, que atua com distribuição de resinas termoplásticas e na fabricação de Plásticos de Engenharia no mercado tecnológico há mais de 10 anos, firma ainda mais sua posição de destaque no mercado ao participar da Interplast 2010- Feira e Congresso Nacional de Integração da Tecnologia do Plástico, que acontece entre os dias 23 a 27 de agosto no Expoville, em Joinville, Santa Catarina. Com o objetivo de manter relacionamentos, conhecer novos parceiros e fazer negócios, a empresa disponibiliza ao visitante, em seu estande, um contato direto com o que há de mais avançado na tecnologia de transformação de plásticos. Durante o evento, a Uniplen/Unicoba apresenta diversos produtos como o Laston – PP elastomérico, um PP com propriedades elastoméricas para aplicações diversas, e o Tarrasc – PC Poliéster, uma blenda que une as propriedades do PC ao Poliéster trazendo alta resistência química e temperatura. Além disso, a empresa apresentará produtos plásticos de engenharia como o ABS (Acrilonitrila – Butadieno – Estireno) de alta temperatura, alto impacto, anti-chama, transparente e cromação. A inovação são as versões sem brilho muito utilizados na indústria automotiva, e com altíssimo brilho usado na fabricação de televisores de LCD e gabinetes de computador. Outros produtos integram o estande da empresa, como as resinas SAN, utilizadas na fabricação de copos de liquidificadores, partes internas de refrigeradores e baterias; o PC, um dos plásticos de engenharia utilizados na fabricação de chapas, mídias de CDS e DVDs, além de faróis de carros; o PC/ABS, uma blenda que agrega qualidades térmicas, brilho e impacto do PC, que aliados ao fácil processamento e menor custo do ABS, são muito utilizados na indústria automotiva e eletroeletrônica. Já o PP é utilizado em embalagens flexíveis, recipientes para cosméticos, indústria alimentícia e utilidades domésticas, devido seu baixo custo. Para finalizar a apresentação, a POM é usada em engrenagens, aerosóis, isqueiros, canetas e peças automotivas, devido sua alta resistência ao desgaste. Atualmente, a empresa é distribuidora da Samsung, na área de resinas ABS, matéria-prima utilizada para a fabricação de bens duráveis como TV de Plasma e batedeiras; e resinas SAN, utilizadas na fabricação de peças plásticas transparentes, como copos para liquidificadores, entre outros produtos.