Archive for the ‘Borracha de Silicone Líquida’ Category

Wacker apresentará novos grades de borrachas de silicone líquida e sólida durante a K 2019

06/08/2019

A Wacker, grupo químico com sede em Munique, anunciou numerosas inovações em silicone na conferência de imprensa Prévia da K 2019, em Düsseldorf, na Alemanha. A empresa apresentou novos produtos que serão divulgados durante a Feira K 2019, entre 16 a 23 de Outubro em Düsseldorf, incluindo elastômeros de silicone resistentes ao fogo, grades de borracha de silicone auto-adesivas com superfícies de baixíssimo atrito e laminados de silicone ultrafinos para aplicações eletroativas. Segundo a empresa, o foco também será nos grades de borracha de silicone líquida que, graças ao seu reduzido conteúdo de voláteis, não requerem necessariamente pós-cura e, portanto, introduzem várias vantagens. Um novo aditivo à base de silicone também será lançado, permitindo que os componedores de elastômeros termoplásticos produzam plásticos mais macios e repelentes à sujeira. Os visitantes da feira também poderão entrar em contato com a nova impressora 3D para silicone ACEO Imagine Series K2. A empresa afirma que ela apresentará impressão multimaterial, nova tecnologia de autocontrole e diversas melhorias técnicas em termos de liberdade de design e precisão.

Durante a K 2019, a Wacker mostrará suas inovações sob o lema “Pensando Além’ (“Thinking Beyond”) no seu local habitual – o estande A10 no Hall 6. Em uma área de 300 metros quadrados, uma variedade de novos produtos aguardarão visitantes, desde silicones termicamente condutivos para resfriamento de baterias em veículos elétricos, borrachas de silicone retardante de chamas para aplicações em material rolante até laminados de silicone eletroativos para atuadores e sensores.

“Os requisitos para produtos em plásticos e materiais de borracha aumentaram drasticamente nos últimos anos. Alguns materiais padrão não conseguem mais acompanhar esse desenvolvimento ”, disse Christian Gimber na coletiva de imprensa K 2019 Preview, em Düsseldorf. “É por isso que mais e mais empresas estão desenvolvimento aplicações com elastômeros de silicone. Graças às suas excelentes propriedades mecânicas e químicas, os silicones tornaram-se indispensáveis ​​para resolver problemas técnicos exigentes e desenvolver e implementar tecnologias inovadoras.”

O artigo completo em inglês pode ser lido no link a seguir:

http://www.brazilianplastics.com/edicao00/03_July2019.html

Curta nossa página no

Anúncios

Nordson desenvolve unidade injetora completa para moldagem de Borracha de Silicone Líquida

20/05/2016

O conjunto LSR Xaloy® da Nordson inclui todos os componentes para mistura e medição controlada de ingredientes de borracha termofixa líquida e é resistente a corrosão e desgaste

Nordson_logoA Nordson Corporation desenvolveu um conjunto de unidade de injeção completa para moldagem de borracha de silicone líquida (LSR, na sigla em inglês), que, segundo a empresa, atende aos requisitos especiais de mistura e medição de ingredientes termofixos de baixa viscosidade e pode ser imediatamente montada em máquinas injetoras convencionais. A empresa apresentou este conjunto de inovação na Chinaplas 2016 (Estande W2-J01).

O conjunto LSR Xaloy® inclui cilindro, rosca, vedação, válvula e bico de injeção especialmente projetados, juntamente com outros componentes, quando necessário, como, por exemplo, um adaptador para tubo de alimentação. A Nordson recomenda este conjunto para fabricantes de vedações, gaxetas, almofadas amortecedoras, dispositivos médicos, itens para alimentação infantil, dispositivos eletrônicos robustos e utensílios de cozinha como frigideiras e espátulas.

Mark Colella, gerente de produtos globais da marca Xaloy, afirma que, por ser uma especialista na engenharia e fabricação de componentes de unidade de injeção, a Nordson pode desenvolver conjuntos personalizadas para atender a requisitos específicos.

“Os ingredientes líquidos de baixa viscosidade para trabalho com Borracha de Silicone Líquida impõem um conjunto muito diferente de requisitos para mistura e dosagem do que aqueles impostos por termoplásticos. A temperatura deve ser mantida abaixo do ponto de cura até que o material homogenizado chegue à cavidade do molde”, descreveu Colella. “Nosso conjunto LSR Xaloy atende a esses desafios únicos e ainda pode ser montada em uma máquina injetora convencional, através de uma conversão simples.”

Nordson_LSR

Os componentes do conjunto LSR Xaloy são:

● Rosca. Uma rosca de filete único resistente ao desgaste, com razão L/D de 12:1 a 14:1 C/D foi projetada para oferecer uma homogeneização otimizada do catalisador e agentes de reticulação sem aumentar a temperatura do composto.

● Cilindro. Com uma entrada de alimentação deslocada para frente e duas camisas de refrigeração soldadas, o cilindro foi projetado para uma baixa razão L/D e oferece o resfriamento intensivo necessário para manter o composto de LSR abaixo da temperatura de reticulação. A camada interna do cilindro é uma liga chamada Xaloy X-800® é uma liga baseada em níquel com carbeto de tungstênio, que oferece a resistência à abrasão e corrosão imposta por certos compostos LSR.

● Vedação traseira. É instalada no cilindro ou como um anel de vedação no colo da rosca

● Válvula anti-retorno. Uma válvula da Xaloy acionada por mola garante bloqueio imediata com componentes LSR de baixa viscosidade.

● Bico de injeção com vedação. Este componente é fornecido por uma empresa parceira que é uma fornecedora de longa data do setor de LSR.

A Nordson Polymer Processing Systems fornece aos clientes componentes projetados para fundir, homogeneizar, filtrar, medir e dar forma a plásticos e materiais de revestimento fluido. A Nordson Corporation aproveita a experiência da indústria de plásticos como um todo, obtida por meio de uma série de aquisições estratégicas, para oferecer um portfólio amplo e único das principais tecnologias do setor. A Nordson fornece uma ampla gama de produtos de precisão de fluxo fundido — desde roscas e cilindros para extrusão e molde para injeção a sistemas de filtragem, bombas e válvulas — para as matrizes de extrusão e sistemas de peletização a fim de atender às necessidades em constante evolução da indústria de polímeros.

Fonte: Martino Comm. / Assessoria de Imprensa Nordson

Curta nossa página no

Momentive lançou novos Elastômeros de Silicone durante a NPE2015

10/04/2015

MomentiveA empresa pioneira do silicone, Momentive Performance Materials Inc. (MPM), apresentou novas soluções avançadas em elastômeros de silicone durante a NPE 2015. Além de exibir uma nova borracha de silicone líquida, com baixa volatilidade e auto-lubrificação, a MPM destacou os avanços recentes em borrachas de silicone líquidas reforçadas com fibras e borrachas antiestáticas curadas pelo calor dentro das famílias de elastômeros Silopren e Silplus da empresa. Segundo a empresa, essas linhas de produtos têm gerado grande interesse entre os fabricantes de componentes que buscam soluções em materiais individuais para atender a múltiplos requisitos do projeto. “Estes novos produtos mostram o compromisso contínuo da Momentive com a inovação no mercado de elastômeros. Além disso, essas invenções vão continuar a ajudar os nossos clientes a resolver os desafios particulares de design que eles enfrentam no mercado global “, disse Tim Angle, diretor comercial da MPM Elastômeros para as Américas. A seguir está uma visão geral das inovações recentes.

Nova Borracha de Silicone líquida com baixa volatilidade e Autolubrificação

De acordo com a Momentive, o Silopren LSR 3376/50 apresenta níveis de voláteis muito baixos, sem pós-cura. Ele é projetado para ajudar os fabricantes de automóveis a obterem selagem em conectores elétricos que atendam a especificações de segurança cada vez mais rigorosas. O Silopren LSR 3376/50 é o primeiro produto na nova família de Borrachas de Silicone líquidas da MPM com baixa volatilidade e autolubrificação. Ele tem um teor de óleo de 3% e contém menos de 350 ppm de voláteis totais. O material tem, tipicamente, uma dureza nominal de 50 Shore A, uma baixa compressão de 16% e pode ser facilmente colorido, afirma a Momentive. Este produto de baixa volatilidade foi desenvolvido para atender às novas e rigorosas especificações globais para automóveis.

Borracha de Silicone líquida reforçada com fibra

As aplicações que exigem as características de borracha de silicone e a resistência do reforço com fibra – como pulseiras para dispositivos eletrônicos portáteis – podem obter esta combinação de propriedades mecânicas utilizando o material Silopren Matrix 70 da MPM reforçado com fibra, de acordo com a Momentive. Comparada com a Borracha de Silicone líquida padrão de mesma dureza, a Borracha de Silicone líquida reforçada com fibra demonstrou uma resistência à torção 30% maior e um módulo 100% maior, diz a empresa. Estas propriedades podem poupar os fabricantes do custo de incorporar uma camada de tecido aos seus produtos. O Silopren Matrix LSR exibe resistência à radiação UV e pode ser colorido para satisfazer a necessidades estéticas. Esses produtos também podem ser considerados para uso em algumas aplicações de saúde, tais como diafragmas ou eletrônicos vestíveis, segundo determinados regulamentos da FDA e ISO 10993.

Borrachas anti-estáticas curadas pelo calor

Os fabricantes que utilizam materiais com cargas de negro de fumo para remover estática enfrentam limites óbvios em relação à cor ou à translucência dos seuprodutos finais. A Momentive afirma que a sua borracha de silicone Silplus 30 AS anti-estática supera essas limitações. Sendo a primeira na categoria de produto Silplus anti-estático da MPM, esta borracha curada pelo calor pode reduzir cargas eletrostáticas e diminuir o acúmulo de poeira, tornando-a um candidato a ser considerado para uso em capas de teclado, teclas e botões elastoméricos e recursos de toque suave em dispositivos eletrônicos e outras aplicações de consumo, de acordo com a empresa. Aplicações de vedação também podem se beneficiar dessa borracha curada pelo calor (HCR). As suas propriedades de resistência e boa compressão produzem vedaçõess flexíveis e confiáveis, afirma a empresa.

A Momentive Performance Materials Inc. é uma líder global em silicones e materiais avançados, com uma herança de 75 anos. A Companhia oferece soluções baseadas na ciência, fazendo a ligação entre plataformas de tecnologia customizadas e oportunidades para os clientes.

Fonte: Momentive

Curta nossa página no

DSM e KACO desenvolvem tampa de virabrequim feita em poliamida 410 que reduz custos e peso

02/09/2013
dsm_kaco_1

Tampa de virabrequim fabricada em poliamida 4.10 da DSM para motores Volkswagen de próxima geração

A Royal DSM, juntamente com sua parceira especialista em componentes automotivos KACO, deram um passo importante para melhorar a eficiência no uso de combustível nos automóveis. As duas empresas desenvolveram uma tampa leve multifuncional de virabrequim em EcoPaXX® – uma poliamida 4.10 da DSM proveniente de fontes renováveis – para a mais recente geração de motores a diesel desenvolvidos pelo Grupo Volkswagen.

A tampa fabricada com poliamida incorpora vedações integrais em teflon (PTFE) e borracha de silicone líquida (LSR), assim como vários insertos metálicos. Ela será usada em uma nova plataforma modular MDB da Volkswagen para motores a diesel implementados nas suas marcas Audi, Seat, Škoda e VW. A Volkswagen, juntamente com todos os principais produtores de automóveis, está em constante busca por novas maneiras de aumentar a sustentabilidade de seus produtos, e a nova cobertura do virabrequim derivada de fontes renováveis é um bom exemplo das soluções que está implantando.

Segundo a DSM, quando comparados às tampas feitas em alumínio, os custos das tampas produzidas com a poliamida da DSM são consideravelmente mais baixos, em parte graças ao uso de uma célula de produção integrada totalmente automatizada para a fabricação do componente na KACO. O peso também foi reduzido consideravelmente, pois o EcoPaXX é 45% menos denso do que o alumínio.

De acordo com a DSM, o desenvolvimento representa um avanço significativo em termos de sustentabilidade, desde o momento da produção até o uso do veículo. A poliamida 410 EcoPaXX da DSM  é 70% derivada de fontes renováveis (óleo de mamona). A KACO utiliza a célula de produção energeticamente eficiente não só para moldar a tampa do virabrequim, mas também para integrar duas vedações separadas: a primeira, em PTFE, é colocada no molde por um robô, sendo o EcoPaXX moldado sobre ela;  a segunda, em LSR, é então moldada diretamente na peça usando um processo 2K. Isto resulta em uma redução de energia utilizada durante a produção, sem nenhum desperdício de material. Por fim, como a tampa do virabrequim pesa muito menos do que a sua versão em alumínio, o veículo funciona com mais eficiência, economizando combustível e reduzindo as emissões de dióxido de carbono ao longo de sua vida.

As tampas termoplásticas de virabrequim ainda são incomuns, sendo que as poliamidas 6 ou a 66 são o material de preferência. A especificação dimensional muito rígida da versão VW, assim como as cargas elevadas que a tampa tem que suportar, tornaram particularamente severo o desafio de produzir a peça em termoplástico. Segundo a DSM, a empresa enfrentou o desafio, juntamente com a KACO, graças ao desempenho excepcional da sua poliamida 4.10 – propriedades mecânicas muito boas a elevadas temperaturas, combinadas com uma excelente tenacidade fazem dele um material ideal para o alto desempenho requerido durante o uso em condições extremas. As habilidades da KACO em integrar vedações estáticas e dinâmicas na peça de uma forma inteligente também foram um fator chave para o sucesso.

Andreas Genesius, chefe de Gestão de Projetos da KACO, ressalta a importância do processo de produção livre de resíduos “A peça sai da célula de injeção pronta para ser montada no bloco do motor”, diz ele. “Não é necessário fazer nenhum corte ou remoção de aparas. Através de uma abordagem holística em relação ao design e à produção de peças automotivas, estamos contribuindo para o progresso tecnológico sustentável, sem comprometer o desempenho ou a competitividade da peça”.

Genesius acrescenta que a chave para o sucesso do lançamento da tampa do virabrequim, após um período de desenvolvimento extremamente curto, foi o trabalho estratégico conjunto com os principais parceiros, incluindo a DSM, nas áreas de design de peças, desenvolvimento de material, design de processo e combinação de diferentes materiais.

A tampa do virabrequim é uma obra-prima de projeto de engenharia. A orientação das fibras, o número e a posição dos pontos de injeção e a concepção e integração dos vários insertos foram otimizados para minimizar o empenamento e garantir vedações rigorosas entre a tampa e o bloco do motor e o cárter de óleo. A tampa também tem que resistir ao aperto dos parafusos de fixação no bloco do motor e no cárter (cada um dos quais é construído com tolerâncias diferentes), bem como de ferramentas utilizadas para fixar a posição da correia de FEAD (Front End Accessory Drive). Com as suas excelentes propriedades mecânicas, o EcoPaXX proporcionou uma resposta para estas exigências, afirma a DSM.

Fonte: DSM

Curta nossa página no