Archive for the ‘Aplicações Médico-Hospitalares’ Category

Solvay aumenta a produção mundial de polímeros de sulfona com nova unidade na Índia e expansão nos EUA

10/10/2017

Polímeros de sulfona são aplicados em diversos mercados de alto desempenho, principalmente de indústrias das áreas de Saúde e tratamento de água

A Solvay está expandindo sua capacidade de produção global de polímeros especiais de sulfona na Índia e nos Estados Unidos para atender ao crescimento significativo da demanda por este material termoplástico de alto desempenho, principalmente nas indústrias do setor de saúde/médico e de tratamento de água.

Como parte dos planos da Solvay, anunciado anteriormente, de aumentar a capacidade de polímeros de sulfona em mais de 35% nos próximos 5 anos, a empresa está construindo uma nova unidade de produção, exclusiva para polietersulfona (PESU), em Panoli, na Índia. Os aumentos de capacidade também estão ocorrendo nos EUA, nas unidades de polímeros e monômeros da Solvay em Marietta (Ohio) e Augusta (Geórgia), por meio de investimentos e otimização de processos.

“A expansão da Solvay reforça nossa posição de liderança em polímeros especiais de sulfona, beneficiando-se da crescente demanda em indústrias de rápido crescimento, como purificação de água e tratamentos de saúde”, disse Augusto Di Donfrancesco, presidente da Unidade Global de Negócios Specialty Polymers do Grupo Solvay. “Os clientes podem confiar em nós para o seu suprimento a longo prazo em todo o mundo”, disse Donfrancesco. A construção da nova unidade em Panoli está em andamento e a produção deverá atingir a capacidade total em meados de 2019.

Os polímeros de sulfona da Solvay, Radel® PPSU (polifenilsulfona), Veradel® PESU (polietersulfona) e Udel® PSU (polissulfona), são aplicados em uma variedade de indústrias altamente competitivas, como a aeroespacial/aeronáutica, automotiva, água e eletrônica, bem como mercados de consumo e construção.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Anúncios

Grupo Solvay mostra benefícios de polímeros especiais e sílica de alto desempenho em aplicações industriais em palestras no SENAI-RS

28/09/2017

Polímeros de alto desempenho para aplicações na área de Saúde e sílicas de alto desempenho para a produção de pneus que economizam energia serão temas de apresentações especiais da Solvay no 22º Seminário de Atualidades Tecnológicas, que será realizado em São Leopoldo (RS), nesta quinta-feira, dia 28/09, no Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Polímeros, em São Leopoldo – RS.

Guilherme Brunetto, Especialista da Solvay Sílica na América Latina, mostrará os avanços da empresa na área de sílicas de alto desempenho empregadas pelos clientes na produção dos chamados “pneus verdes”, de maior eficiência energética e que contribuem para a redução do consumo de combustíveis e, consequentemente, da emissão de CO2. Dados da empresa atestam que o uso desse tipo de pneu proporciona redução de até 7% no consumo de combustível. A Solvay Sílica é pioneira no Brasil na produção da sílica de alto desempenho, em sua unidade industrial de Paulínia – SP, atendendo às principais montadoras de pneus instaladas no País.

Por sua vez, Mônica Martins, Gerente do Mercado Healthcare para a América do Sul da Solvay Specialty Polymers, vai falar sobre os benefícios do uso de polímeros especiais na área da saúde, aplicação que vem crescendo continuamente, principalmente na substituição de materiais tradicionais, como metais. Esta tendência é atribuída ao alto desempenho dos novos polímeros que, além de apresentar propriedades mecânicas, térmicas e químicas excepcionais, também são mais leves, oferecem maior flexibilidade no design e são de fácil fabricação. Com um amplo portfólio de polímeros de alta performance, contando com mais de 35 marcas em mais de 1.500 formulações, a Solvay está posicionada como um fornecedor estratégico no mercado global médico. Na área de saúde, esses polímeros são usados nos mercados de ortopedia, cardiovascular, renal e odontológico, entre outros.

  • Serviço: Solvay no 22º Seminário de Atualidades Tecnológicas
  • Dia 28 de setembro – Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Polímeros
  • Rua Presidente João Goulart, nº 682 – Bairro Morro do Espelho, São Leopoldo – RS
  • Apresentação técnica: às 14h00 – Auditório 1 – Guilherme Brunetto – Soluções Solva Sílica para Pneus de Transporte com Eficiência Energética
  • Apresentação técnica: às 14h40 – Auditório 2 – Mônica Martins – Polímeros de Alta Performance para a Área da Saúde

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Solvay Specialty Polymers cresce na América do Sul impulsionada por inovações para os setores automotivo, aeroespacial/aeronáutica e saúde

15/04/2017

O Grupo Solvay, fornecedor global de polímeros especiais, informa que a demanda por seus polímeros de alto desempenho continua a crescer na América do Sul para apoiar tecnologias em desenvolvimento para as indústrias dos setores automotivo, aeroespacial/aeronáutica e de saúde.

“A aplicação de nossos polímeros especiais têm ganhado espaço nos diversos mercados em que atuamos aqui na região, principalmente porque substituem com vantagens outros materiais tradicionalmente usados nessas indústrias. Temos reforçado nossa presença comercial na região, procurando aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado regional”, afirma Andreas Savvides, Diretor Regional de Vendas e Marketing da Solvay Specialty Polymers na América do Sul.

Mercado Automotivo – Os fabricantes de automóveis em todo o mundo estão explorando maneiras de reduzir o peso total do veículo, a fim de cumprir as próximas normas de emissões de CO2, além de desenvolver carros mais eficientes em termos de combustível. Embora os termoplásticos tenham ajudado a reduzir o peso do veículo através da substituição de metal em componentes do interior, do exterior e sob o capô, o motor automotivo continua a ser uma fronteira para a tecnologia de plásticos e polímeros.

O Polimotor 2 (foto), um motor totalmente de plástico e polímeros, desenvolvido pelo engenheiro automotivo Matti Holtzberg, tem como objetivo aumentar substancialmente o uso de termoplásticos avançados para a produção de um motor de quatro cilindros e duplo comando de vávulas, que pesa 63-67kg ou cerca de 40kg menos do que o motor padrão atual da indústria automobilística. A Solvay é a principal fornecedora de materiais avançados para este projeto revolucionário do setor.

O Polimotor 2 está centrado na substituição de metal em uma vasta gama de componentes do motor, incluindo as bombas de água, corpo do acelerador, bomba de combustível e correia dentada, entre outros, com o uso de polímeros de alto desempenho fabricados pela Solvay. As aplicações visam: engrenagem da correia dentada (Torlon® PAI), duto eliminador do óleo e  duto de admissão do combustível  (KetaSpire® PEEK), bomba de óleo (AvaSpire® PAEK), saída de água (Amodel® PPA), juntas  da saída de água e  anéis do bico injetor (Tecnoflon® FKM),  galeria de combustível (Ryton® PPS),  tampa do comando de válvulas (Radel® PPSU) e câmara de admissão  (Sinterline® Technyl®).

Mecado Aeroespacial / Aeronáutica – O compósito TegraCore™ PPSU é utilizado pela indústria do setor Aeroespacial/Aeronáutico na produção de espuma estrutural para painéis e revestimentos, funcionando como componente isolador de cabines e interiores de aeronaves. Segundo a Solvay, atendem aos mais exigentes requisitos de inflamabilidade, densidade de fumaça e emissão de gases tóxicos, além de oferecer maior resistência ao impacto do que os materiais tradicionais.

O TegraCore™ PPSU ajuda a atender às necessidades da indústria aeronáutica para reduzir o peso e, assim, o consumo de combustível e as emissões de CO2, ao mesmo tempo em que economiza tempo e custos na produção, remodelação e manutenção das aeronaves, afirma a Solvay. Eles também podem ser usados ​​para fabricar peças estruturais usando os processos RTM. A Solvay obteve a homologação da Airbus para a linha TegraCore™ PPSU, que está sendo implementada em sua aeronave A350 XWB como material leve de alto desempenho e deve ser utilizada em outras aeronaves da Airbus.

Setor de Saúde – No setor de saúde, os polímeros especiais da Solvay são oferecidos para uso em dispositivos implantáveis, dispositivos médicos e instrumentos cirúrgicos. Os afastadores cirúrgicos feitos em Ixef® PARA e AvaSpire® PAEK são exemplos mais avançados da Solvay para mostrar as vantagens de polímeros de alto desempenho sobre o metal nessas aplicações. Segundo a Solvay, o uso de seus polímeros Solvay podem reduzir significativamente os custos de produção e permitir que os fabricantes de peças originais (OEM’s) comercializem instrumentos de uso único, normalmente mais econômicos do que os produzidos em metal.

A empresa tem ganhado mercado na área de Saúde com a oferta de polímeros especiais para a produção de estojos autoclaváveis da área odontológica e hospitalar em sulfonas. Os polímeros Radel® PPSU e Udel® PSU oferecem diversas funcionalidades para atender a várias exigências. Estojos produzidos com esses materiais sãoo leves e fáceis de transportar, transparentes, o facilita a visualização do conteúdo; além de oferecerem facilidade de limpeza e higienização, alta performance e durabilidade, afirma a empresa.

Ainda na área de Saúde, a Solvay anunciou recentemente que a empresa está entrando em dispositivos odontológicos com uma nova linha de negócios de cuidados dentários. Trata-se do Solvay Dental 360™, com a oferta de um material inovador para a substituição do metal no segmento de prótese dentária parcial removível (RPD, na sigla em inglês). O novo polímero especial Ultaire™ AKP da Solvay permite a produção de próteses RPD sem metal, biocompatíveis, mais confortáveis ​​e de aparência natural, que são mais de 60% mais leves do que uma estrutura metálica, assegura a Solvay.

Os polímeros especiais da Solvay também são utilizados na indústria de Petróleo e Gás para estender a vida útil dos equipamentos através de melhor proteção contra corrosão e substituição de metal; em embalagens blister de alta barreira para proteger e estender a vida útil de alimentos e produtos farmacêuticos; em materiais isentos de halogênio para eletrônicos, fios e cabos; e na produção de membranas utilizadas em hemodiálise e outros processos de filtração de alta tecnologia.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Solvay usa polímero especial para lançar linha odontológica

30/03/2017

A Solvay está lançando o Solvay Dental 360™, uma nova linha de negócios de tratamento odontológico para a substituição do metal no segmento de próteses dentárias parciais removíveis (RPD, na sigla em inglês), permitindo um fluxo digital capaz de acelerar o trabalho de laboratórios dentários e dentistas.

As estruturas de próteses dentárias parciais removíveis (RPD) substituem dentes perdidos e são normalmente feitas em metal. Com a solução Solvay Dental 360™, elas podem ser desenvolvidas estruturas de RPD sem metal, biocompatíveis, mais confortáveis e com aparência natural, que são mais de 60% mais leves do que uma estrutura metálica, afirma a Solvay.

A Solvay usa seu novo polímero de aril cetona Ultaire™ AKP para fazer o disco de fresamento Dentivera™. Com este dispositivo, técnicos de laboratórios dentários capacitados e qualificados usam um software adaptado a este material para projetar e processar a estrutura das RPD’s. Segundo a empresa, isto aumenta a velocidade e a eficiência, uma vez que são necessárias menos etapas de fabricação em comparação com o uso de estrutura metálica.

“A iniciativa empresarial da Solvay no segmento de dispositivos médicos é impulsionada pelo nosso poder de inovação como um líder mundial em materiais de substituição de metal e seu histórico comprovado na área de Saúde”, disse Jean-Pierre Clamadieu, CEO da Solvay.

“A Solvay se orgulha de começar na área de dispositivos de tratamento odontológico com uma oferta exclusiva que aumenta o conforto dos pacientes e a eficiência para dentistas e técnicos de laboratórios”, disse Shawn Shorrock, Diretor-Global do Solvay Dental 360™.

O portfólio de polímeros na área de Saúde, compreende materiais usados nos mercados de ortopedia, cardiovascular e renal, entre outros.

O disco de fresamento Dentivera™ foi aprovado pelos órgãos reguladores de saúde nos Estados Unidos e na União Europeia. O lançamento do Solvay Dental 360™ acontece na International Dental Show (IDS) de 2017, em Colônia, na Alemanha.

Fonte: Solvay

Curta nossa página no

Polímeros biodegradáveis da Evonik recebem certificação ISO 13485

19/03/2017

A marca RESOMER® da Evonik, composta por polímeros biodegradáveis para aplicação em dispositivos médicos (MD), agora possui certificação ISO 13485, padrão que rege especificamente os produtos MD. Os polímeros e copolímeros bioabsorvíveis são usados para fabricar implantes comerciais biorreabsorvíveis.

Uma auditoria abrangente conduzida pela empresa certificadora DQS Medizinprodukte GmbH no final de novembro de 2016 confirmou que os produtos RESOMER® cumprem todos os requisitos definidos pela norma ISO 13485. A DQS examinou especialmente o sistema de gerenciamento de riscos e sua garantia de qualidade e processos de documentação. A próxima recertificação deve ocorrer em um ano.

A qualidade e a segurança desempenham papel crucial na fabricação de dispositivos médicos. Tendo isso em mente, a Evonik apoia os clientes que atuam nesse mercado mediante o fornecimento de produtos apropriados e contribuindo, assim, para que eles atinjam os seus objetivos.

Fonte: Assesoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Greiner Bio-One investe R$ 42 milhões em expansão de unidade industrial em Americana

08/12/2016
Fábrica da Greiner Bio One em Americana (SP)

Fábrica da Greiner Bio One em Americana (SP)

Com 42 milhões de reais investidos entre construção e operacionalização da sua nova fábrica em Americana, SP, a Greiner Bio-One, multinacional austríaca do segmento de acessórios para a área da saúde, dá um importante passo na sua consolidação no mercado e desenvolvimento nacional. Essa é a análise do superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos (ABIMO), Paulo Henrique Fraccaro: “Quando a Greiner investe no país em um momento em que a maioria das empresas tem receio, ela não apenas contribui para reduzir o déficit da balança comercial como também fomenta a fabricação local e se organiza para colher resultados muito positivos quando o Brasil estiver em situação econômica mais estável”, explica.

A inauguração da ampliação ocorreu no dia 06/12. A movimentação da empresa é vista de forma positiva pelo setor da indústria de produtos para a saúde. “Fazendo esse investimento, não tenha dúvidas, será uma sinalização para outras multinacionais que provavelmente poderiam estar pensando em investir no Brasil. É um passo extremamente positivo, estratégico e que prepara a Greiner cada vez mais para ter uma participação efetiva no mercado de produtos para saúde.“, completa Paulo.

O prédio, já construído na região metropolitana de Campinas, é, atualmente, a única planta da América Latina com capacidade para produzir, ao ano, 400 milhões de tubos para coleta de sangue a vácuo em PET. Com a expansão, a empresa poderá dobrar essa produção, chegando a 800 milhões de unidades/ano. O início das atividades está previsto para janeiro de 2017.

A Greiner Bio-One é uma multinacional que atua na área da saúde nos segmentos pré-analítico, biociência e diagnósticos. O Faturamento global da empresa, que possui unidades no Brasil, Áustria, Estados Unidos, Alemanha, Hungria e Tailândia, é da ordem de 390 milhões de euros.

O grupo possui mais de 1.800 colaboradores operando globalmente em 23 filiais e inúmeros distribuidores em mais de 100 países. A matriz da Greiner Bio-One International GmbH situa-se em Kremsmünster, Áustria.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Greiner Bio One

Curta nossa página no

Evonik investe na empresa irlandesa de tecnologia médica Vivasure Medical

07/10/2016

evonik-vivasure

  • Tecnologia inovadora fecha artérias de modo mais fácil e rápido após cirurgias minimamente invasivas
  • Nova aplicação para o polímero bioabsorvível Resomer® da Evonik

Por meio de suas atividades de Venture Capital, a Evonik investiu na empresa de equipamentos médicos Vivasure Medical Limited, sediada em Galway (Irlanda). A operação de financiamento foi liderada pelo Life Science Partners Health Economics Fund, da Holanda. Também participa do pool a empresa Panakes Fund, de Milão (Itália). Antigos investidores da Vivasure da esfera med-tec, incluindo Fountain Partners, Orchestra Medical Ventures e Ascent Biomedical Ventures, também participam da operação de financiamento.

“Soluções para as tecnologias médica e da saúde estão entre as principais áreas de crescimento da Evonik. Em virtude de nossa competência tecnológica nessas áreas e nosso atual portfólio de produtos, a Vivasure Medical se adapta à Evonik em termos estratégicos”, diz Bernhard Mohr, Diretor de Venture Capital na Evonik.

O dispositivo de fechamento Vivasure (Vivasure Closure Device) é o primeiro produto da plataforma de tecnologia PerQseal™ da empresa e a única opção totalmente bioabsorvível, sem sutura e inteiramente sintética aprovada para o fechamento de arteriotomias de grande diâmetro resultantes de procedimentos percutâneos transcatéter. Esses procedimentos minimamente invasivos estão se tornando cada vez mais comuns nas cirurgias, no mundo inteiro. Em algumas áreas já estão estabelecidos como padrão. O motivo: somente pequenas incisões são necessárias para realizar procedimentos minimamente invasivos, que são menos danosos aos pacientes.

“Temos o prazer de ter a Evonik como parceiro estratégico que pode nos ajudar de maneira especial com sua expertise em polímeros para aplicações em Farma e Dispositivos Médicos”, diz Gerard Brett, CEO e um dos fundadores da Vivasure Medical. “O dispositivo de fechamento Vivasure foi projetado para ser fácil de usar, permitindo que o cirurgião faça um reparo completo no ponto de acesso, sem deixar implantes de metal, suturas ou tecido exógeno. Nosso objetivo é melhorar os resultados clínicos, tempos de recuperação menores e resultados terapêuticos superiores para os pacientes, em comparação com a alternativa da cirurgia aberta”.

A Vivacare Medical utiliza o Resomer®, um polímero bioabsorvível da Evonik, que já provou o seu valor em numerosas aplicações comerciais. “A participação na Vivacare Medical nos oferece a possibilidade de abrir uma área de aplicação nova e empolgante para o Resomer®”, diz Jean-Luc Herbeaux, Diretor da Linha de Negócios Health Care da Evonik.

No contexto de suas atividades de venture capital, a Evonik planeja investir um total de €100 milhões em start-ups promissoras, detentoras de tecnologias inovadoras, e nos principais fundos de venture capital especializados. Os enfoques regionais estão na Europa, Estados Unidos e Ásia. Atualmente, a Evonik detém participação em nove start-ups e quatro fundos.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Solvay e Apollo Medical vêem aumento de demanda por polímeros PEEK para microtubos em aplicações médicas

28/09/2016

solvay-peek-microtubulosO Grupo Solvay anunciou que a Apollo Medical Extrusion oferece agora microtubos médicos de lúmen único ou múltiplo, produzidos com KetaSpire® PEEK (polieteretercetona) da Solvay. A mudança sinaliza uma importante expansão da oferta da Apollo, que já utiliza outros polímeros da área de saúde da Solvay, incluindo Zeniva® PEEK, AvaSpire® PAEK (poliariletercetona) e Veradel® PESU HC (polietersulfona).

“Adicionar o KetaSpire® PEEK foi uma resposta natural aos pedidos crescentes que recebemos de clientes de saúde para microtubos de lúmen único extrudados com este material de alto desempenho”, disse Jonathan Jurgaitis, Engenheiro Sênior de Processos da Apollo Medical Extrusion. “Desde então descobrimos que a demanda por PEEK também se estende a designs mais complexos de microtubo de aço inoxidável trançado de múltiplos lúmens”.

A Apollo Medical Extrusion fabrica uma ampla gama de microtubos extrudados para cateter, endoscopia e instrumentos laparoscópicos. Com a adição do KetaSpire® PEEK à sua seleção de polímeros, os produtos de pronta entrega da empresa abrangem agora três novos microtubos de triplo lúmen e 26 de lúmen único feitos com o material da Solvay, bem como 14 tamanhos de varetas de PEEK.

O KetaSpire® PEEK é um dos termoplásticos de mais alto desempenho do portfólio de polímeros especiais da Solvay. Como uma classe de materiais, o PEEK oferece excelente resistência a produtos químicos a altas temperaturas e mantém excelentes propriedades mecânicas a temperaturas de uso contínuo de até 240 ° C (464 ° F). Segundo a Solvay, o seu portfólio de KetaSpire® oferece outras vantagens de desempenho em relação a produtos concorrentes de PEEK que, dependendo do grade, incluem maior resistência à fadiga, resistência ao impacto 20% maior e ductilidade 60% maior.

Os produtos da Apollo Medical fabricados com KetaSpire® PEEK refletem a e a suas características de resistência a produtos químicos, calor e fadiga, afirma a Solvay. As aplicações de microtubos que podem se beneficiar com o perfil de desempenho  do material incluem microtubos usados para aterectomia, ablação arterial, irradiação da próstata e ferramentas para a colocação de dispositivos médicos.

A Apollo vai continuar a atender aos clientes da Solvay, que escolhem o Zeniva® PEEK para a extrusão de microtubos para uso em aplicações de dispositivos implantáveis de longo prazo. Seus clientes escolhem o AvaSpire® PAEK para aplicações de contato limitado (≤24 horas) que requerem um equilíbrio ideal de resistência química, ductilidade e robustez. O Veradel® HC A-301 Pesu – o primeiro PESU a oferecer um Master File (MAF) detalhado da FDA – permite também que a Apollo aborde aplicações de microtubos que exigem uma resina transparente de alto fluxo, com rigidez excelente e resistência ao calor. Como esses outros polímeros de especialidades, as resinas KetaSpire® PEEK da Solvay têm um MAF da Food and Drug Administration para aplicações limitadas de contato com o corpo.

“O crescente interesse pelos polímeros KetaSpire® PEEK da Solvay é explicado, em parte, pelo crescimento geral no mercado global para este polímero, que alguns analistas preveem irá se expandir a uma taxa composta de crescimento anual de 8,4 por cento até 2020”, disse Jeff Hrivnak, Gerente Global de Negócios para Saúde na unidade de negócios Specialty Polymers da Solvay. “No entanto, clientes inovadores na área de saúde, como a Apollo Medical Extrusion, também estão indicando que o desempenho e o perfil de processamento dos polímeros PEEK da Solvay estão estimulando ainda mais o interesse nestes materiais avançados.”

A experiência da Solvay como uma fornecedora de materiais no campo da saúde abrange mais de 25 anos. A empresa oferece uma ampla gama de plásticos de alto desempenho para os dispositivos, instrumentos e equipamentos médicos. A Solvay também oferece uma família de biomateriais Solviva® para utilização numa série de dispositivos implantáveis. A família Veradel® de polímeros PESu da Solvay tem uma história longa e comprovada em serviços para alimentos, filtração por membrana e aplicações automotivas.

Fonte – Assessoria de Imprensa Solvay

Curta nossa página no

Victrex lidera consórcio de indústrias para explorar uso de polímeros PEEK/PAEK em aplicações com impressão 3D

06/07/2016

Victrex_impressao-3d

  • Formulações químicas específicas para trabalho com impressão 3D beneficiarão a indústria aeroespacial
  • Aplicações na medicina também serão analisadas

A Victrex está liderando um consórcio de empresas e instituições na inovação em impressão 3D (ou Manufatura Aditiva-MA). Como parte do seu papel fundamental, a Victrex desenvolverá novos grades de poliariletercetona (PAEK), um polímero de alto desempenho com base em formulações químicas inovadoras, projetadas especificamente para trabalhar em processos de manufatura aditiva. Embora já utilizados atualmente em algumas aplicações de MA, os materiais PAEK foram originalmente desenvolvidos para uso na moldagem por injeção ou processos de extrusão.

As novas classes são dirigidas especificamente à indústria aeroespacial, que é o foco principal do consórcio, mas também serão consideradas aplicações em outras áreas como, por exemplo, a médica. Detentora de propriedade intelectual que abrange os novos polímeros a serem desenvolvidos, a Victrex foi premiada com um financiamento da agência do Reino Unido para a inovação, a Innovate UK, para ajudar a conduzir o projeto. Os membros do consórcio são outros líderes da indústria como Airbus Group Innovations, EOS, University of Exeter, E3D-Online, HiETA Technologies, South West Metal Finishing, Avon Valley Precision Engineering e Layer Manufacturing (CALM).

Segmentação melhora taxas de reciclagem e redução de resíduos

Um objetivo essencial é a melhoria da taxa de reciclagem para pós utilizados na técnica de “sinterização a laser” da manufatura aditiva. Isto reduziria significativamente o desperdício de polímero neste tipo de processo e diminuiria seus custos. O projeto também abordará a imprevisibilidade de adesão inter-camadas e o acabamento superficial de impressão baseada em filamentos.

“Todo mundo está consciente de que a manufatura aditiva tem o potencial de revolucionar a produção industrial, uma vez que não envolve a alta ferramentaria e os custos de instalação de fabricação tradicional”, observa David Hummel, diretor executivo da Victrex. “Ela também permite a produção de formas muito complexas e geometrias que não podem ser feitas por meios convencionais, com aplicações de alto valor agregado e menor volume”, destaca.

Victrex lidera e ganha financiamento de agência britânica

O projeto em andamento por meio do consórcio foi originalmente concebido durante uma conferência sobre manufatura aditiva à base de polímeros, realizada em 2014, na Universidade de Exeter. Na ocasião, a Victrex apresentou alguns resultados da fase inicial de um novo polímero com um potencial significativo para a manufatura aditiva. A Universidade de Exeter já tinha adquirido experiência e contatos na área de manufatura aditiva à base de polímero de PEEK e foi capaz de ajudar a tornar o consórcio uma realidade.

O polímero PAEK da Victrex já está sendo utilizado para peças impressas em 3D, tanto por fusão de filamento como por sinterização a laser em pó, enquanto a empresa busca ativamente por novas soluções e aplicações. Dentro da indústria, o consórcio está focado no uso inovador de novas classes de polímeros PAEK potencialmente revolucionários para a indústria aeroespacial, por meio das técnicas de manufatura aditiva.

“Este projeto inovador é mais um grande exemplo da liderança da Victrex em novos caminhos, demonstrando como estamos tentando desenvolver ainda mais as oportunidades para nossos polímeros, expandindo o mercado para aplicações PAEK e diferenciando nosso negócio. Estamos no início de uma viagem emocionante na formulação de novas aplicações, que podem, eficazmente e de forma rentável, explorar todas as vantagens da manufatura aditiva”, ressalta Hummel. Em 2018, o projeto espera ter demonstradores tecnológicos que representem evidências e um caminho a seguir para a concretização de todas as vantagens da manufatura aditiva – incluindo redução de custos e time-to-market mais rápido para produtos, incluindo peças muito complexas necessitando a fabricação pelos métodos tradicionais. “Embora este consórcio seja um programa multi-anual, as empresas que vêem valor para os benefícios do polímero PEEK, combinado com as propostas de valor para a manufatura aditiva, devem nos contatar agora para discutir suas ideias”, enfatizou Hummel.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Victrex

Curta nossa página no

Solvay estréia na feira Hospitalar 2016 com seus polímeros especiais para as áreas de Saúde e Medicina

16/05/2016

Solvay-IndusbelloA unidade global de negócios Specialty Polymers do Grupo Solvay estreia na Hospitalar 2016 (de 17 a 20 de maio, no ExpoCenter Norte, em São Paulo) apresentando um amplo portfólio de termoplásticos de alto desempenho para dispositivos médicos implantáveis e não implantáveis, além de polímeros para blisters com ultra proteção para produtos farmacêuticos. A Solvay Specialty Polymers estará no pavilhão da ABIMO – Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos – Setor Vermelho – Estande L23

Entre os produtos da Solvay para esse segmento de mercado está o polímero especial Radel@ PPSU, empregado na fabricação das novas linhas de estojos autoclaváveis, desenvolvidas por duas empresas reconhecidas do setor: Indusbello e Plásticos Hanisch, que farão o lançamento desses produtos durante a Hospitalar 2016. A escolha do Radel® por essas empresas, que possuem longa experiência neste mercado de caixas e estojos, sinaliza e reforça ainda mais a tendência e a importância do uso de polímeros de alta performance como um substituto vantajoso de outros materiais utilizados nessas aplicações médicas.

A Solvay Specialty Polymers fabrica mais de 1500 produtos agrupados em 35 marcas de polímeros de alto desempenho – fluoropolimeros, fluoroelastômeros, fluidos fluorados, poliamidas parcialmente aromáticas, polímeros sulfonados, polímeros aromáticos de ultra-alto desempenho, polímeros de alta barreira e compostos de alto desempenho reticulados – para uso nas indústrias de Saúde e Medicina, Aeroespacial e Aeronáutica, Energia Alternativa, Automotiva, Membranas, de Petróleo e Gás, Embalagens, Tubos e Conexões, Semicondutores e Fios e Cabos, entre outras.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Bemis adquire operações de embalagens médico-hospitalares da SteriPack

03/05/2016

Bemis-Steripack

Aquisição inclui instalações da empresa na Irlanda e ativos e bens de produção de embalagens na Malásia e nos Estados Unidos

A Bemis Company, Inc, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, anunciou a aquisição das operações de embalagem para instrumentos médicos e serviços de valor agregado relacionados ao Grupo SteriPack, fabricante mundial de soluções para embalagens esterilizadas para instrumentos médicos e aplicações farmacêuticas.

A aquisição inclui as instalações da empresa na Irlanda e ativos e bens de produção de embalagens na Malásia e nos Estados Unidos. O Grupo SteriPack continuará operando individualmente.

“Esta aquisição dá suporte à estratégia de crescimento da Bemis no setor de embalagem para produtos relacionados à saúde. O forte relacionamento da SteriPack com seus clientes e suas operações complementarão nosso processo de expansão global nas áreas médico-hospitalar e farmacêutica aumentarão nossa capacidade de atender às necessidades de uma indústria em pleno crescimento. Com essa aquisição, esperamos conseguir aumentar nossas ações em 2016”, afirma William F. Austen, presidente e CEO da Bemis Company.

A Bemis é uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo. Com sede em Neenah, Wisconsin (EUA), a companhia atende aos mercados de alimentos, bebidas, cosméticos, farmacêuticos, higiene pessoal, limpeza doméstica, médico-hospitalares e pet food com embalagens flexíveis, rígidas, cartonadas, tubos laminados e rótulos. A companhia conta com 17 mil funcionários em 67 unidades, localizadas em 11 países nas Américas do Norte e Latina, Europa e Ásia-Pacífico.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bemis

Curta nossa página no

Wittmann Battenfeld lança versões de injetoras para injeção de produtos para área médica

08/12/2015

Wittmann-Sala-Limpa

Empresa investe em tecnologias para transformadores que produzem peças especiais fabricadas em salas limpas

Para atender às exigências técnicas do setor que produz componentes voltados para a área médica, a Wittmann Battenfeld anuncia a chegada ao mercado de versões especificas de injetoras das séries EcoPower e MicroPower.

Em 2015, a Wittmann Battenfeld investiu na instalação de uma célula de sala limpa em sua fábrica de Kottingbrunn (Áustria), para atender às exigências do segmento e qualificar suas máquinas em condições reais. Segundo a empresa, após inúmeros testes, a EcoPower e a MicroPower estão adequadas aos requisitos das “Boas Práticas de Fabricação de Produtos Médicos” e atendem às salas limpas classe ISO 6 (de acordo com o número de partículas por pé cúbico de ar), conforme os padrões da ISO 14644-1.

Para Reinaldo Milito, diretor da empresa no Brasil, a especialização do portfólio e da equipe técnica da Wittmann Battenfeld permitem oferecer a solução mais adequada para cada cliente. “Know-how, precisão e qualidade são muito importantes no atendimento deste segmento. A possibilidade de ofertar células completas, com injetoras, periféricos e softwares, ampliam as possibilidades de aplicações e o alto grau de confiança e segurança”, comenta.

Espaço otimizado para molde

Totalmente elétrica, a nova EcoPower recebeu atenção especial ao espaço para o molde, que contém superfícies lisas, cobertura de aço inox e trilhos de guia fechados. A máquina possui baixo consumo de energia, utilizando um sistema para recuperação de energia cinética (KERS) – ao reduzir a velocidade para a proteção do molde, recupera a energia utilizada para frear a placa e a direciona para outras etapas do processo –

Segundo o fabricante, o sistema de água para refrigeração em circuito fechado minimiza as emissões de partículas para o interior do molde. Os condutores de ar e as válvulas de exaustão pneumáticas são cobertas e voltadas para fora da sala limpa. As placas retangulares, sem contato com os tirantes, e a lubrificação selada das articulações garantem a limpeza do sistema de fechamento, um benefício essencial para aplicações em salas limpas.

Com força de fechamento entre 55 e 300 toneladas, a EcoPower possui acionamento direto, sem correias, possibilita um conjunto limpo que, aliado às dimensões compactas, oferece maior produtividade aos transformadores, afirma a Wittmann Battenfeld.

Equipamentos de ponta

A série MicroPower, com força de fechamento de 5 ou 15 toneladas, reforça a capacidade da Wittmann Battenfeld em atender à área médica. De acordo com a empresa, a série possui uma boa relação custo-benefício, tem eficiência energética e responde aos critérios de ambiente controlado.

Com acionamento elétrico, trabalha com tempos de ciclo curtos e abrange um campo extenso de aplicações altamente técnicas, incluindo processos complexos, graças às variadas funções integradas, que incluem controle da qualidade e embalagem das peças totalmente automatizadas. .

Opcionalmente, o uso de uma mesa rotativa permite o funcionamento de uma segunda metade do molde, fazendo com que a extração das peças seja realizada em paralelo com a injeção, reduzindo consideravelmente o ciclo, afirma a empresa.  A injeção em dois estágios proporciona homogeneidade, estabilidade térmica e linhas de fluxo reduzidas, de acordo com informações da Wittmann Battenfeld.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Wittmann Battenfeld

Curta nossa página no

Arburg define tendências da indústria na Fakuma 2015

21/10/2015

ARBURG_096015_stand_Fakuma_2015

  • Arburg movimenta a indústria: Eficiência de Produção, Indústria 4,0 e construção leve
  •  Produção eficiente de peças plásticas: desde grandes lotes até itens individualizados
  • Especialistas do setor se reúnem no stand da Arburg durante a feira

Uma excelente atmosfera, enorme interesse, inovações de longo alcance – o stand da Arburg na Fakuma 2015 foi um sucesso. Com o tema principal “eficiência produtiva” e um foco na “Industria 4.0 – energizada pela Arburg”, a fabricante de injetoras com sede em Lossburg (Alemanha) consolidou a sua posição como um definidor de tendências da indústria na feira de Friedrichshafen. O destaque foi a personalização de tesouras de escritório em uma linha de produção totalmente automatizada e integrada com tecnologias da Informação, que incluiu uma injetora Allrounder, um Freeformer para manufatura aditiva e robô de sete eixos.

“A Fakuma 2015 foi caracterizada por discussões intensivas com clientes existentes e potenciais da Alemanha, Europa e de outros continentes. Naturalmente, nós também apresentamos inúmeras inovações e novos desenvolvimentos”, disse Michael Hehl, Sócio Diretor da Arburg e porta-voz da Administração. “Foi muito importante para nós não apresentar meras visões, mas soluções inovadoras e específicas para aplicações práticas. E isso é exatamente o que fizemos este ano, com onze mostras no nosso próprio stand e dez mostras adicionais em stands de parceiros.”

Indústria 4.0  na prática

Os visitantes do stand da Arburg tiveram a oportunidade de experimentar a “Indústria 4.0” na prática e de ver como é que peças produzidas em série, que foram individualizadas para criar itens personalizados, podem ser rastreadas ao longo de todo o ciclo de vida do produto. Dois Freeformers personalizaram tesouras de escritório moldadas por injeção e interruptores de luz basculantes pré-fabricados com geometrias 3D individuais  A aplicação de um código DM através de laser transformou cada produto em um portador de informação. O computador de hospedagem da Arburg (ALS) registrou todos os dados do processo e arquivou os mesmos em um site específico do produto na “nuvem”. Qualquer visitante que estivesse interessado poderia usar seus telefones celulares ou outros dispositivos móveis para acessar este site e exibir todos os dados relevantes do processo referentes à peça individual que recebeu – podendo continuar a fazê-lo por muito tempo após o término da feira.

Estréias e novas aplicações

Uma das estréias apresentadas pela Arburg no contexto da mostra de fabricação de tesouras de escritório foi a conexão automática entre a injetora Allrounder e o Freeformer, usando um robô de sete eixos “iiwa”  (assistente de trabalho industrial inteligente) da Kuka – exclusivo no mundo da manufatura aditiva até o momento.

Os visitantes interessados em construção leve puderam ver em ação a nova técnica de formação de espuma física Profoam em uma injetora hidráulica Allrounder 630 S. Como exemplo de produto, foi demonstrado um compartimento cinético reforçado com fibra de vidro – um produto da indústria automobilística.

Uma aplicação complexa de dois componentes foi demonstrada usando-se uma injetora elétrica Allrounder 470 A com um molde de 32 + 32 cavidades, que usou borrachas de silicone líquido (LSR) para produzir botões para interiores de automóveis. Outros exemplos práticos, por exemplo, para as indústrias médica e de embalagem, bem como uma micro-célula de produção, completaram as demonstrações da Arburg na feira.

Fonte: Arburg

Curta nossa página no

Instratek e Solvay fazem acordo para uso de resina de poliarilamida em dispositivo médico-cirúrgico

17/09/2015

Resina da Solvay tem um desempenho melhor do que outros polímeros para atender às necessidades de alta resistência à flexão e boa moldabilidade para o novo dispositivo de uso único da Instratek

Solvay_StapixA Solvay Specialty Polymers, importante fornecedor global de polímeros termoplásticos de alto desempenho, anunciou  que a Instratek, produtora e desenvolvedora de dispositivos médicos cirúrgicos com sede em Houston (EUA), escolheu a resina de poliarilamida Ixef® 1022 (PARA) da Solvay para confecção de vários componentes de seu sistema de fixação de grampos STAPiX ™, usado em procedimentos cirúrgicos específicos para pés e mãos.

A Instratek está lançando o sistema STAPiX ™ nos Estados Unidos e escolheu a resina Ixef® PARA por sua alta resistência mecânica, principalmente a rigidez e dureza, excelente fluidez nos processos de injeção e preço atraente para os dispositivos médicos de uso único, segundo a Solvay.

“Nossos engenheiros inicialmente exploraram diversos materiais para esta aplicação, incluindo ABS e PEI, mas nenhum deles conseguiu igualar-se à combinação única de propriedades mecânicas, e, particularmente, à rigidez superior do Ixef PARA”, disse Lance Terrill, diretor de engenharia da Instratek. “O suporte técnico e experiência prática da Solvay em polímeros médicos foram outros fatores que influenciaram nossa decisão. O sucesso inicial do nosso sistema avançado STAPiX® deixa bem claro que fizemos a escolha certa”.

O Ixef® 1022 PARA, contendo 50% de fibra de vidro, é utilizado nas alças de um grampeador que está sujeito a elevada tensão de dobramento quando o dispositivo abre um grampo de nitinol (liga Niquel-Titanio) super elástico, antes da sua inserção no interior do osso. Dos polímeros testados, o Ixef® 1022 PARA foi o que melhor reduziu a flexão das alças do grampeador enquanto dobrava o grampo de nitinol, segundo a Solvay.

“A abordagem proativa da Solvay na concepção de materiais de classe mundial para dispositivos de saúde de uso único possibilitou à Instratek desenvolver um sistema de ponta para fixação de grampos, aumentando o padrão de desempenho e confiabilidade dos grampeadores”, disse Dane Waund, gerente de mercado global de saúde da Solvay Specialty Polymers. “O sistema de fixação de grampos STAPiX ™ ressalta a profunda compreensão da Solvay sobre as tendências emergentes na área de saúde e a nossa abordagem colaborativa para oferecer as soluções de materiais que os clientes precisam para alcançar seus objetivos de projeto, diferenciar seus produtos e expandir seus negócios.”

De acordo com a Solvay, conforme acontece com todos os polímeros de uso médico da empresa, o Ixef® 1022 PARA não demonstra nenhum indício de citotoxicidade, sensibilização, reatividade intracutânea ou toxicidade sistêmica aguda, com base em testes de biocompatibilidade, conforme definido pela norma ISO 10993:1. Os grades de resinas médicas PARA Ixef® estão disponíveis em todo o mundo em uma ampla variação de cores estabilizadas, tornando-as adequadas para aplicações em dispositivos médicos de uso único que devem manter uma excelente estética, apesar da repetição de esterilização por radiação gama ou por outros métodos, como a aplicação de óxido de etileno.

Sobre a Solvay Specialty Polymers: a empresa tem sido um fornecedor de materiais para o setor de saúde há mais de 25 anos, oferecendo uma ampla gama de polímeros de alto desempenho para dispositivos, instrumentos e equipamentos médicos. A Solvay também oferece uma família de biomateriais Solviva® para utilização numa série de dispositivos implantáveis. A empresa fabrica mais de 1500 produtos em 35 marcas de polímeros de alto desempenho – fluoropolímeros, fluoroelastômeros, fluidos fluorados, poliamidas semiaromáticas, polímeros de sulfona, polímeros aromáticos de altíssimo desempenho, polímeros de alta barreira e compostos de alto desempenho reticulados para vários segmentos industriais.

Sobre a Instratek: Com sede em Houston, a Instratek  trabalha com tecnologias cirúrgicas minimamente invasivas há mais de 20 anos. Ela é uma empresa global de dispositivos médicos especializada no desenvolvimento, fabricação e comercialização de implantes ortopédicos de ponta e instrumentação endoscópica para o campo de cirurgia de extremidades.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Solvay

Curta nossa página no

Greiner Bio-One lança pedra fundamental que marca expansões da fábrica

19/08/2015
  • Unidade passará a fabricar 800 milhões de unidades de tubos de coleta de sangue a vácuo por ano. Os tubos são fabricados com resina PET
  • Empresa ignora a crise e investe 42 milhões de reais na unidade de Americana, SP
Da esquerda para direita: Juan Quirós (Presidente da Investe SP), Omar Najar (Prefeito de Americana), Ingomar Lochschmidt (Cônsul Comercial da Áustria), Rainer Perneker (CEO do Grupo Greiner) e Haroldo Fontes Graci (Gerente Geral da Greiner Bio-One do Brasil) / Créditos: Plínio Moraes Jr.

Da esquerda para direita: Juan Quirós (Presidente da Investe SP), Omar Najar (Prefeito de Americana), Ingomar Lochschmidt (Cônsul Comercial da Áustria), Rainer Perneker (CEO do Grupo Greiner) e Haroldo Fontes Graci (Gerente Geral da Greiner Bio-One do Brasil) / Créditos: Plínio Moraes Jr.

A cerimônia de lançamento da pedra fundamental marcou o início das obras de expansão da unidade da Greiner Bio-One, empresa tecnológica, de origem austríaca, que atua na área da saúde nos segmentos de biociência, diagnósticos e é co-líder mundial da divisão pré-analítica, em Americana, interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira, dia 11.

A empresa, que possui unidades na Áustria, Alemanha, Hungria, Tailândia e Estados Unidos, está investindo 42 milhões de reais em ampliação fabril e maquinaria na sua única unidade da América Latina. A expansão tem previsão para ser finalizada em dezembro de 2016 e iniciará as atividades de produção em Janeiro de 2017.

O evento contou com a presença do CEO Internacional do grupo Greiner, Rainer Perneker. Durante seu discurso ele ressaltou que apesar do cenário desfavorável da economia brasileira, a empresa acredita neste mercado. “Existem dificuldades como a variação de câmbio que tem nos afetado muito. Mas nós estamos comprometidos a investir no Brasil e em tecnologia”, citou Perneker.

O Gerente Geral da Greiner Bio-One do Brasil, Haroldo Fontes Graci ressaltou o compromisso local da empresa, relembrando o momento quando a fábrica foi montada, há mais de dez anos em Americana, gerando apenas 30 empregos. “Nesta cerimônia temos a oportunidade de agradecer aos 138 colaboradores, apoiadores, parceiros e aos mais de 1.500 clientes. Essa expansão integra o nosso projeto denominado Visão 2020”, disse Graci.

Durante seu discurso Graci aproveitou para agradecer especialmente o apoio e a presença do prefeito de Americana, Omar Najar (PMDB), o Presidente da Investe São Paulo, Juan Quirós e Cônsul Comercial da Áustria, Dr. Ingomar Lochschmidt.

Na ocasião, o Presidente da Investe São Paulo, Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, estava representando o Governador Geraldo Alckmin e aproveitou para ressaltar a ampla participação e apoio da Agência no projeto da empresa que, segundo ele, é de extrema importância para o Estado de São Paulo, afirmando ainda que o mercado de insumos/equipamentos na área de saúde tem enorme potencial de crescimento no Brasil, já que hoje este segmento é abastecido por produtos importados.

O Prefeito de Americana destacou a importância da Greiner Bio-One acreditar no potencial do Brasil e na população da cidade, apesar da situação do país, presenteando o CEO do grupo, Rainer Perneker, com uma bandeira do município.

Capacidade duplicada

Fábrica da Greiner Bio One em Americana (SP)

Fábrica da Greiner Bio One em Americana (SP)

Depois de finalizada, a área expandida irá fazer com que a Greiner Bio-One dobre a sua capacidade de produção, passando a fabricar 800 milhões de unidades de tubos de coleta de sangue a vácuo por ano, se tornando líder no mercado brasileiro. Os tubos são fabricados com resina PET.

Esta estratégia faz para parte da Visão 2020, criada em 2012, a partir de uma diretriz clara de desenvolvimento sustentado, que define a abrangência, decisão, construção, execução e acompanhamento dos projetos da empresa dentro de um prazo de oito anos.

Além da obra, a empresa investirá  no aumento da produção, conforme a demanda, com eficiência, ganho de produtividade, tecnologia e mão de obra adequadas. “Nossa visão não se limita a indicadores. Este investimento é forte, substancial e prova um comprometimento com o País. Desde 2003, quando a Greiner Bio-One iniciou  as atividades no Brasil, acreditamos no crescimento deste mercado”, afirma Perneker.

Seguindo os  objetivos claros e definidos da “Vision 2020“, o Gerente Geral da Greiner Bio-One do Brasil, Haroldo Fontes Graci, afirma que o investimento estimulará o desenvolvimento do parque industrial nacional. “Ao investirmos no Brasil,  desenvolvermos fornecedores locais, o que beneficiará as novas indústrias do segmento que queiram investir no país”, esclarece.

A Greiner Bio-One é uma empresa tecnológica na área da saúde que atua nos segmentos: pré-analítico, biociência e diagnósticos. Referência em inovação, desde o desenvolvimento até a fabricação, seu portfolio de produtos atende todas as normas de segurança nacionais e internacionais, com o mais rigoroso padrão de qualidade.

Além do Brasil, os sites de produção na Áustria, Alemanha, Estados Unidos, Hungria e Tailândia  constituem a Greiner Bio-One International AG, que somados geram um volume de negócios de 388 milhões de euros. O grupo possui mais de 1.800 colaboradores operando globalmente em 24 filiais e inúmeros distribuidores em mais de 100 países.

A matriz austríaca Greiner Bio-One GmbH é parceira tecnológica de universidades, institutos de pesquisa e das indústrias de diagnóstico, farmacêuticas e de biotecnologia.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Greiner Bio One

Curta nossa página no

Evonik anuncia novo distribuidor para segmento médico-hospitalar no Brasil

13/08/2015

ACNIS do Brasil passa a distribuir linha de polímeros PEEK para aplicações de implantes cirúrgicos

evonik-industriesA Evonik, umas das líderes mundiais em especialidades químicas, firmou parceria com a empresa ACNIS do Brasil, para distribuição em todo o território brasileiro da linha VESTAKEEP® i (PEEK), destinada ao mercado médico-hospitalar.

O acordo começou a vigorar no dia 1º de julho e os clientes deste segmento passam a contar com soluções completas, incluindo prestação de serviços, logística e condições comerciais competitivas para os produtos da linha VESTAKEEP® i.

Trata-se de uma linha de polímeros de última geração da Evonik para aplicações em implantes cirúrgicos de longo prazo, pois proporcionam segurança máxima, qualidade e confiabilidade, afirma a Evonik. Com biocompatibilidade comprovada, as aplicações típicas são implantes espinhais e ortopédicos, implantes para trauma (fixação de fraturas ósseas) e implantes dentários, complementa a empresa.

“A parceria com a ACNIS, que é uma das líderes mundiais na distribuição de materiais implantáveis e que se associa agora à tecnologia e qualidade dos produtos VESTAKEEP® i, reafirma nosso compromisso em oferecer soluções completas e eficientes para os nossos clientes da indústria médica, destaca Vitor Lavini, Gerente de Produto da Linha de Polímeros de Alta Performance, da Evonik.

Localizada em Sorocaba-SP, ACNIS do Brasil é uma empresa que distribui materiais Biomédicos  em Titânio, Aço Inoxidável, Cobalto Cromo, Fios em Nitinol, Fios em Tântalo e  Polímeros para a fabricação de implantes dentários, implantes ortopédicos,  instrumentação cirúrgica, brocas cirúrgicas. A matriz está localizada em Villeurbanne,  próximo a Lyon, na  França. Fundada em 1991, exporta para mais de 40 países ao redor do mundo.

A multinacional alemã Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro. No ano fiscal de 2014, mais de 33.000 colaboradores geraram vendas em torno de 12,9 bilhões de Euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de cerca de 1,9 bilhão de Euros. No Brasil, a história da Evonik Industries, começou em 1953. A empresa conta hoje com cerca de 600 colaboradores no País e seus produtos são utilizados como matéria-prima em importantes setores industriais, como: automotivo, agroquímico, biodiesel, borracha, construção civil, cosmético, farmacêutico, nutrição animal, papel e celulose, plástico, química e tintas.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Evonik

Curta nossa página no

Sustentabilidade e inovação são tema central da MaterialScience na FEIPLASTIC 2015

01/05/2015

Stand apresenta produtos destinados a diferentes segmentos e ressalta a importância da parceria com a indústria para o desenvolvimento de novas e eficientes soluções

MaterialScience LEDA MaterialScience, divisão de materiais inovadores do Grupo Bayer, participa da FEIPLASTIC – Feira Internacional do Plástico, que acontece de 4 a 8 de maio, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. A companhia apresentará ao mercado exemplos de soluções e sua colaboração com diferentes segmentos industriais, como automotivo, médico, e também os mercados de iluminação LED e chapas de policarbonato.

Em uma área de 150 m², a empresa explora a versatilidade do policarbonato, matéria-prima descoberta pela Bayer em 1953, em uma série de filmes e aplicações que vão de spoiler de carros até pequenos instrumentos médicos, passando por grandes fachadas de estádios e a iluminação LED presente em outdoors de todo mundo e também dentro de nossas casas. Entre os destaques da empresa estão os produtos das famílias Makrolon®, APEC®, Bayblend® e Makroblend®.

Haverá ainda uma área destinada à demonstração das chapas de Makrolon®. A intenção é verificar in loco o grau de resistência do material a partir da repetição de golpes no material.

Além disso, na quinta-feira, dia 7 de maio, das 16h às 17h45, a empresa ministra a palestra “Introdução ao Desmopan® 2015: Versatilidade a serviço da indústria” com o executivo Mathias Lauter, Technical Services and Application Development EMEA/LATAM. O evento será realizado na programação da Ilha do Conhecimento. Os visitantes poderão entender melhor a linha de termoplásticos de poliuretano Desmopan®, que pode ser utilizada em uma grande variedade de aplicações para uma série de segmentos industriais, como automotivo, eletroeletrônico e construção.

“Nosso principal objetivo é compartilhar as novidades sobre os plásticos de engenharia”, comenta Luis Carlos Sohler, Head da Unidade de Negócios Policarbonatos para a América Latina. “Eventos como este incentivam a discussão e a adoção de materiais e projetos já maduros em mercados como os Estados Unidos e Europa no Brasil e demais países da América Latina”, finaliza.

Agenda – 7 de Maio (16h às 17h45)
Palestrante: Mathias Lauter, Technical Services and Application Development EMEA/LATAM
Título: Introdução ao Desmopan® 2015: Versatilidade à serviço da indústria
Resumo: A apresentação mostrará a planta e o  processo de produção, além de trazer elementos básicos sobre a química do TPU. A parte técnica traz um aprofundamento dos diferentes processos de moldagem – principalmente por injeção e extrusão, bem como tópicos sobre resistência UV e explicações sobre a necessidade da pré-secagem do TPU. Entre os exemplos de aplicações podemos destacar: manoplas, sistemas táteis para pisos, capas para celulares, entre outras.

Sobre a MaterialScience: Com vendas globais de 11 bilhões de euros em 2014, a MaterialScience está entre as maiores empresas de polímeros do mundo. Suas atividades de negócios são focalizadas na produção de materiais de alta tecnologia e no desenvolvimento de soluções inovadoras para produtos usados no dia a dia. Os principais segmentos atendidos são o automotivo, eletroeletrônicos, construção e as indústrias de lazer e esportes. No final de 2014, a MaterialScience reunia 14.200 colaboradores em todo o mundo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Material Science

Curta nossa página no

Eastman apresenta linha de copoliésteres aplicada a equipamentos médicos em palestra na 21ª feira Hospitalar

14/05/2014

Evento acontecerá no dia 22 de maio, no Auditório Parada Inglesa

A Eastman Chemical Company – empresa de especialidades químicas – marca presença na 21ª Hospitalar Feira+Fórum com palestra em que apresentará aos visitantes e expositores tendências sobre o uso de plásticos especiais em equipamentos médicos. O encontro acontece no dia 22 de maio, das 10h às 12h, no Auditório 1A (Parada Inglesa) do Expo Center Norte, São Paulo/SP e será liderado pela Gerente de Desenvolvimento de Mercado da área de Plásticos Especiais da Eastman, Alessandra Lancellotti.

A ideia do encontro é apresentar tendências e estatísticas gerais sobre o mercado de saúde no Brasil e no mundo e, paralelamente, introduzir o portfólio de produtos da Eastman para a área médica, os quais podem ser aplicados na fabricação de dispositivos renais, hemoterapia, intravenosos, centrífugas, filtros, entre outros.

Entre os produtos do portfólio da Eastman para a área médica e suas respectivas características, estão, segundo a empresa:

Copoliéster Eastar: processabilidade, clareza & retenção da cor, resistência química e dureza;
Polímero DuraStar: processabilidade, fácil secagem, resistência química e clareza;
Elastômero ECDEL: resistência química, autoclavável, livre de ftalato, clareza e dureza;
Copolímero Provista: resistência & dureza, resistência química, clareza e com perfil de extrusão;
Celulósico Tenite: excelente resistência química, sustentável, dureza;
Copoliéster Tritan: resistência química, clareza, esterilização, dureza e estabilidade hidrolítica.

O acesso ao evento é restrito aos visitantes e expositores. Mais informações sobre a 21ª edição da Hospitalar em  http://www.hospitalar.com/.

Fonte:  Eastman

Curta nossa página no

Solvay lança no Brasil linha de biomateriais para implantes ortopédicos e cardiovasculares

10/12/2013

A meta é atender a forte demanda brasileira por biomateriais termoplásticos na fabricação de implantes

Solvay_Bioventrix_Anchor_Composite

Implante Cardiovascular fabricado com material da linha  Solviva

A linha de biomateriais para implantes Solviva® ​​- fabricados pela unidade de negócios Solvay Specialty Polymers nos EUA – já está disponível comercialmente no Brasil.

Essa nova linha de produtos, que foi apresentada em primeira mão a clientes da empresa durante o 46º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, realizado recentemente no Paraná, complementa a extensa oferta de polímeros da Solvay e é voltada principalmente para aplicações ortopédicas e cardiovasculares.

O portfólio de biomateriais da Solvay, comercializado nos EUA e na Europa e recentemente lançado na China, é direcionado para atender à crescente demanda do mercado brasileiro de implantes cirúrgicos e complementa sua linha de polímeros de alta performance já utilizada na área de saúde para usos não implantáveis.

“Com um amplo portfólio de polímeros, estamos posicionados como um fornecedor estratégico no mercado global médico hospitalar e a presença da linha de biomateriais Solviva® no Brasil sinaliza e reforça ainda mais o compromisso da Solvay com este mercado”, diz Mônica Martins, Gerente de Mercado Healthcare para a América do Sul. A disponibilidade dos biomateriais Solviva® proporcionará oportunidades de desenvolvimento importantes para a área de saúde em nosso país, acrescenta Mônica.

A Solvay Specialty Polymers vai atender ao mercado brasileiro com o suporte de sua unidade em São Bernardo do Campo (SP). A empresa continuará a avaliar o mercado global e analisará outras expansões em potencial em regiões geográficas importantes.

“Como um dos principais fornecedores de polímeros de alto desempenho para aplicações na área da saúde, estamos prontos para dar o próximo passo em nossa estratégia global de negócios e expandir a linha de biomateriais Solviva® para o mercado brasileiro”, assinala Paulo Motta, Diretor de negócios para a região América do Sul da Solvay Specialty Polymers.

Solvay_Apollo-Spine-Vertebral_Interbody_Lumbar_and_Cervical_Spacers_Zeniva_PEEK

Implante de coluna cervical

O sucesso comercial da Solvay nos EUA e na Europa com os produtos  Solviva® tem como destaque o uso crescente do Zeniva® PEEK no mercado de cirurgia de coluna (Spine Cages). O Zeniva® PEEK possui um módulo de elasticidade muito próximo ao do osso, além de excelente biocompatibilidade, tenacidade e resistência à fadiga, segundo informações da Solvay.

Além do Zeniva®, a linha Solviva® também oferece o Polifenileno Auto-Reforçado Proniva® SRP, um dos termoplásticos mais rígidos e fortes do mundo -sem carga – que oferece biocompatibilidade excepcional e rigidez, segundo a empresa; a Polifenilsulfona Veriva® PPSU, que proporciona resistência excelente combinada à transparência e excelente biocompatibilidade, e a Polisulfona Eviva® PSU, que oferece mais resistência e transparência, de acordo com a Solvay.

A linha Solviva® pode ser esterilizada através de todos os métodos convencionais, incluindo autoclave, radiação gama e óxido de etileno. Estes produtos estão disponíveis em grânulos para processos de injeção ou extrusão, bem como na forma de tarugos, utilizados em processos de usinagem.

Os polímeros Solviva® são fabricados em conformidade com a norma ISO 13485 e seguem as Boas Práticas de Fabricação (GMP, na sigla em inglês). Os processos de fabricação dos biomateriais da Solvay são validados e seus controles proporcionam a total rastreabilidade do produto. Além disso, todos os materiais são testados em um laboratório credenciado que é certificado com a norma ISO 17025.

A experiência da Solvay como um fornecedor importante de materiais na área da saúde se estende por mais de 20 anos. A empresa é líder na fabricação de plásticos de alta performance, oferecendo uma ampla gama de materiais para instrumentos de saúde e dispositivos médicos, junto com sua linha  de biomateriais Solviva® para dispositivos implantáveis.

A empresa é um fornecedor de serviço completo, oferecendo design, assistência técnica e suporte de desenvolvimento de aplicações para o mercado global de saúde. A Solvay também continua a dedicar uma parte considerável das atividades de pesquisa e desenvolvimento para tecnologia e comercialização de novos e exclusivos polímeros para atender as necessidades dos fabricantes de equipamentos originais e processadores médicos.

Fonte:  Solvay

Curta nossa página no

SABIC exibe na MDM Brazil 2013 soluções para a indústria médica projetadas para ajudar a melhorar a segurança do paciente e do médico

29/08/2013

SABIC_MDMA unidade de negócios Innovative Plastics da SABIC está ajudando seus clientes brasileiros que atuam na indústria médica e hospitalar a enfrentar o desafio de reduzir  infecções relacionadas à assistência médica entre pacientes e profissionais da área. Segundo um relatório de 2011 da Organização Mundial da Saúde, estima-se que, em países em desenvolvimento como o Brasil, 10 entre cada 100 pacientes hospitalizados devem contrair pelo menos uma vez durante o tratamento uma infecção hospitalar. O amplo portfólio da SABIC de soluções de materiais para a área da saúde, em exibição na MD&M Brazil 2013 (27-28 de agosto; São Paulo, Brasil), pode ajudar seus clientes a reduzirem esse número e atenderem às demandas cada vez mais rigorosas da tecnologia médica, incluindo melhor desempenho em esterilização e propriedades antimicrobianas.  Dentre as soluções destacadas no evento, estão a resina ULTEM™ HU1004 da SABIC – uma combinação de resinas PEI (polieterimida) desenvolvida especificamente para aplicações na área da saúde –, todo o portfólio antimicrobiano da linha LNP™ da SABIC e ainda a resina LEXAN™ HFD, um copolímero de policarbonato de alto fluxo desenvolvido com foco no desempenho do processamento. Todos esses materiais demonstram o compromisso da SABIC com seus clientes locais, no sentido de permitir que desenvolvam dispositivos médicos econômicos e com tecnologia de ponta, visando oferecer à pacientes e médicos os mais seguros ambientes para assistência à saúde.

“A redução das infecções relacionadas à assistência médica é um desafio em todo o mundo na área da saúde. Em um país como o Brasil, com uma classe média crescente, mais pessoas estão buscando atendimento médico, o que aumenta a possibilidade de contração de infecções hospitalares”, explicou Cathleen Hess, diretora de marketing na área de saúde da Innovative Plastics da SABIC. “Na SABIC, temos o compromisso contínuo de desenvolver soluções robustas que não apenas permitam aos nossos clientes atender aos desafios existentes de prevenção de infecções, mas também acompanhar as tendências da área de saúde como um todo.”

Para fortalecer as ofertas locais da SABIC, as fábricas de Campinas (Brasil) e Tortuguitas (Argentina) foram certificadas, em conformidade com as normas da FDA (Agência de Controle de Alimentos e Medicamentos dos EUA), para produzir materiais em contato com alimentos e também materiais que exijam biocompatibilidade conforme a ISO 10993.  Essas certificações podem ajudar os clientes sul-americanos a encurtarem o tempo de desenvolvimento dos produtos, reduzirem os custos de estoque e aumentarem a flexibilidade na compra de materiais, além de atenderem ao previsto aumento nos gastos com a assistência médica no Brasil, tendo em vista uma expectativa de crescimento de cerca de 8,6% (taxa de crescimento anual composta) no período de 2012-20151.

Grade de Polieterimida para aplicações que exigem intensos procedimentos de esterilização

A maior ênfase no controle de infecções está fazendo com que as atenções se voltem para os vários tipos de processos utilizados na esterilização de equipamentos e dispositivos médicos e odontológicos.  Segundo a SABIC, a resina ULTEM HU1004, uma blenda de polieterimida (PEI) com maior estabilidade hidrolítica, é um material recomendado para novas e complexas aplicações que precisam passar por vários ciclos e diferentes processos de esterilização. Esses métodos – incluindo autoclave a vapor de alta temperatura (até 134° C), radiação gama e a esterilização por plasma de peróxido de hidrogênio, um processo emergente adequado a baixas temperaturas – podem degradar os dispositivos com o tempo, diminuindo sua integridade mecânica, interferindo no desempenho ou alterando sua aparência.  Em testes envolvendo particularmente o processo de esterilização por plasma de peróxido de hidrogênio, a resina ULTEM HU1004 supera a polifenilsulfona (PPSU) em resistência à tração e ductilidade (fundamentais para estender a vida útil dos dispositivos) e mantém melhor a cor e a aparência.

Portfólio antimicrobiano pode ajudar a reduzir as infecções hospitalares em diversas aplicações

Segundo a SABIC, o seu portfólio antimicrobiano da linha LNP pode oferecer aos fabricantes de dispositivos novas soluções para enfrentar preocupações de pacientes e médicos com infecções associadas à assistência médica. O portfólio da SABIC inclui nove grades antimicrobianos diferentes, passando por quatro famílias de produtos: copolímero de policarbonato LEXAN™ EXL, resina de policarbonato (PC) LEXAN, resina XENOY™ PC/ PBT e resinas de polipropileno (PP) com e sem reforço de fibra de vidro. Essas resinas utilizam tecnologia antimicrobiana baseada em prata, já que a prata é bem adequada a várias aplicações e é aceita como antimicrobiano de ampla faixa de atuação, com atividade contra diversos patógenos.

A empresa afirma que cinco desses grades têm um alto efeito antimicrobiano (valor de redução logarítmica acima de 4, representando uma redução de 99,99 % quando testado com MRSA, seguindo o protocolo de testes ISO 22196-2007 em condições de laboratório) e quatro deles têm um efeito antimicrobiano baixo (valor de redução decimal abaixo de 4, representando uma redução de 99,0 a 99,99 % quando testado com MRSA seguindo o protocolo de teste ISO 22196-2007 em condições de laboratório). Essas opções permitem flexibilidade aos clientes, dependendo das necessidades específicas da aplicação. Além de terem essa opção, os clientes podem reduzir custos adicionais uma vez que as resinas SABIC são formuladas para serem eficazes nas mais baixas concentrações de prata.

Possíveis aplicações incluem a administração de fluidos e medicamentos, instrumentos cirúrgicos, dispositivos de monitoramento e imagem e equipamentos médicos duráveis, como camas hospitalares e mesas de operação.

Copolímero de Policarbonato de alto fluxo permite criar dispositivos médicos com designs inovadores

De acordo com a SABIC, as resinas LEXAN HFD oferecem aos projetistas de dispositivos médicos a oportunidade de reavaliar projetos para reduzir a espessura de parede de peças e possivelmente melhorar o desempenho do dispositivo por conta da menor tensão gerada na moldagem. Ainda segundo a empresa, essas vantagens posicionam esses novos materiais em uma grande variedade de aplicações, como gabinetes de equipamentos eletrônicos, artigos descartáveis utilizados no tratamento do paciente e equipamentos de diagnóstico e monitoramento. Além disso, a melhor aparência e a menor birrefringência da resina LEXAN HFD, em comparação com o PC padrão, oferecem potencial para uso em iluminação médica ou em dispositivos que exijam características ópticas excepcionais.

Com a maior ênfase no controle de infecções em ambientes de tratamento hospitalares e domésticos, os dispositivos médicos estão sujeitos a ciclos de limpeza regulares com produtos químicos e de esterilização cada vez mais rígidos.  Em decorrência disso, foi demonstrado que os dispositivos construídos de policarbonato padrão podem ser vulneráveis a rachaduras provocadas por estresse ambiental, em parte devido ao estresse residual relativamente alto em componentes moldados com PC padrão.  A SABIC afirma que as resinas LEXAN HFD, com menor tensão gerada na moldagem, podem ajudar a reduzir a ocorrência desse tipo de rachadura.

Conformidade regulatória de forma mais rápida

Os grades de resina antimicrobiana da SABIC estão entre os mais de 50 materiais médicos de alta tecnologia que contam com o suporte da política de produtos médicos da empresa, projetados com o objetivo de ajudar os OEMs a obter conformidade regulatória para suas aplicações farmacêuticas e da área médica, poupando tempo e dinheiro. A SABIC afirma que a sua política de produtos médicos dá aos clientes a confiança de que esses materiais atendem às normas globais de segurança, são fornecidos com formulação consistente e foram previamente avaliados para biocompatibilidade.

Fonte: SABIC

Curta nossa página no

Eastman aumenta capacidade de produção de copoliéster

06/08/2013

Expansão de capacidade visa dar suporte à forte demanda mundial

No dia 30 de julho passado, a Eastman Chemical Company anunciou seus planos para aumentar a capacidade de produção do copoliéster Tritan ™ na fábrica de Kingsport, Tennessee (EUA). Através de uma série de projetos, a empresa planeja expandir sua capacidade de 60 mil toneladas para 76 mil toneladas métricas para atender à crescente demanda pelo material. Os projetos deverão ser concluídos até meados de 2014.

“A Eastman continua a experimentar uma forte demanda global por Tritan”, disse Lucian Boldea, vice-presidente e gerente geral de Materiais Avançados e Especialidades Plásticas da Eastman. “Estamos ganhando força em mercados tais como no segmento médico, de bens duráveis ​​e de cuidados com o bebê. Este investimento em Tritan vai nos permitir manter nossa posição como líder global de mercado em copoliésteres. Continuaremos também a avaliar opções para expansões mais significativas no futuro. ”

O Tritan ™ é um copoliéster de nova geração que, segundo a Eastman, proporciona um equilíbrio de propriedades, incluindo tenacidade, durabilidade em máquina de lavar louça e transparência superior. Desde o seu lançamento em 2007, o Tritan tem sido o material escolhido para mais de 600 produtos que mantém contato com alimentos,  desde itens para servir servir e armazenar comida até garrafas esportivas reutilizáveis, produtos de higiene infantil e pequenos eletrodomésticos.

Fonte: Eastman

Curta nossa página no

BASF, Cargill e Novozymes estabelecem marco em processo biotecnológico para produção de ácido acrílico, matéria prima para polímeros superabsorventes

09/07/2013

 Sucesso na produção do ácido 3-hidroxipronanóico para ácido acrílico com base biológica

As empresas BASF, Cargill e Novozymes anunciaram nesta semana o estabelecimento de um importante marco no desenvolvimento conjunto de tecnologias para produzir o ácido acrílico a partir de matérias-primas renováveis ao demonstrarem com sucesso a produção do ácido 3-hidroxipropiónico (3-HP) em escala piloto.

O 3-HP é um bloco construtivo com base renovável e um possível precursor químico para o ácido acrílico. As empresas também estabeleceram com sucesso diversas tecnologias para desidratar o 3-HP para o ácido acrílico em escala laboratorial. Esta etapa do processo é essencial, pois ela é a base para a produção do ácido acrílico. Em agosto de 2012, as empresas BASF, Cargill e Novozymes anunciaram uma cooperação conjunta para o desenvolvimento de um processo para a conversão de matérias-primas renováveis em um ácido acrílico 100% à base biológica.

“O 3-HP é uma matéria-prima potencialmente importante para a produção do ácido acrílico com base tecnológica que é um precursor de polímeros superabsorventes”, disse Teressa Szelest, Vice-Presidente Sênior Mundial da Unidade de Negócio Higiene da BASF. “Ainda temos muito trabalho a fazer antes que o processo esteja pronto comercialmente, mas este é um marco importante e estamos confiantes que avançaremos para o próximo nível de expansão do processo como um todo em 2014.”

O ácido acrílico é um químico de alto volume que contribui para uma ampla linha de produtos. A BASF é maior produtora mundial de ácido acrílico e conta com grandes capacidades em sua produção e processamento interno. Inicialmente, a BASF planeja utilizar o ácido acrílico à base biológica para fabricar polímeros superabsorventes capazes de absorver grandes quantidades de líquido e são usados em fraldas para bebês e outros produtos de higiene. Atualmente, o ácido acrílico é produzido por meio da oxidação de propileno derivado da refinação do óleo bruto.

A equipe do projeto em parceria das empresas combina a experiência de excelência mundial em biotecnologia, matérias-primas renováveis, fermentação em escala industrial e no desenvolvimento de novos processos químicos.

“As três empresas formaram conjuntamente equipes de trabalho altamente talentosas e experientes para o projeto”, disse Jack Staloch, Vice-Presidente de P&D em Biotecnologia da Cargill. “As equipes estão avançando com rapidez e intensidade, e já demonstraram um grande progresso rumo à conquista dos nossos objetivos.”

“Estabelecemos um importante marco com a produção do 3-HP em escala piloto,” disse Rasmus von Gottberg, Vice-Presidente de Desenvolvimento Corporativo e Criação de Negócios da Novozymes. “Já demonstramos que é possível produzir este importante bloco químico construtivo a partir de matérias-primas renováveis em condições industriais robustas. E agora o trabalho de desenvolvimento seguirá para sua comercialização.”

Os polímeros superabsorventes derivados do ácido acrílico à base biológica será uma nova oferta inovadora para o mercado. As fraldas produzidas com esses polímeros superabsorventes atenderão à demanda de um grupo de consumidores significativo e crescente particularmente em mercados desenvolvidos. Eles também poderão permitir que os fabricantes de fraldas atendam à demanda dos consumidores, diferenciem seus produtos e contribuam para seus objetivos de sustentabilidade.

Fonte: BASF

Curta nossa página no

Empresa alemã desenvolve filme fabricado a partir de poliamida de base biológica da DSM

02/07/2013

DSM_MF_FolienA Royal DSM anunciou que a sua parceira de desenvolvimento, MF Folien GmbH , com base em Kempten, sul da Alemanha, introduziu com sucesso um novo filme de poliamida, que tem por base a poliamida 410 EcoPaXX® da DSM.

A MF Folien é uma empresa líder especializada na produção de filme de poliamida e tem sido parceira da DSM no desenvolvimento da filme EcoPaXX desde o início. Em 2011, a empresa foi a primeira a criar amostras de filme fundido de 30 mícrons de EcoPaXX. Este filme tem o mesmo nível elevado de qualidade pelo qual a MF Folien é reconhecida no mercado. Amostras de filme com base em EcoPaXX estão disponíveis em várias espessuras: 30, 40 e 50 mícrons. As potenciais áreas de aplicação são a embalagem flexível de alimentos, edificação e construção, serviços médicos, aviação e transporte.

Falando em nome da MF Folien, Mr. Rainer Leising, gerente geral de vendas, disse: “Estamos muito satisfeitos por estar trabalhando com a DSM no desenvolvimento desta solução de material inovadora e sustentável. Desde que nós introduzimos pela primeira vez o filme EcoPaXX, com seu brilho inconfundível, aparência prateada de “alta tecnologia”, o material tem estado presente em nosso catálogo de produtos.” Os filmes de poliamida 410 EcoPaXX são resistentes e transparentes com uma resistência elevada a perfurações. Têm um índice reduzido de transmissão de umidade em comparação com o filme de poliamida 6 e uma barreira de oxigênio comparável. Quando completamente molhada, a barreira de oxigénio de poliamida 410 é ainda mais elevada.

Recentemente, três grades de EcoPaXX obtiveram a etiqueta “Produto de Base Biológica Certificado”, concedida pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América (USDA). Estas etiquetas certificam um teor de base biológica comprovado de cerca de 70%. O conteúdo de base biológica da poliamida 410 EcoPaXX é derivado de um dos seus elementos constituintes, obtido a partir do óleo de mamona, planta que cresce em regiões tropicais e que não é usada para fins alimentícios. O dióxido de carbono gerado durante o processo de produção do polímero é completamente compensado pela quantidade de dióxido de carbono absorvido na fase de crescimento das bagas de mamona.

A DSM introduziu o EcoPaXX de modo a satisfazer a crescente procura do mercado por plásticos de engenharia de base biológica duradouros e de alto desempenho. Kees Tintel, Gerente Administrativo de EcoPaXX na DSM, afirmou: “Reconhecemos que o mercado deseja soluções mais sustentáveis que tenha uma menor pegada de carbono e uma base biológica. A DSM conseguiu desenvolver este material, o qual, além de seu desempenho ecológico, proporciona propriedades iguais ou mesmo superiores quando comparado às suas alternativas tradicionais.”

Mr. Tintel acrescentou: “O EcoPaXX reflete o foco da DSM em materiais inovadores e sustentáveis. Além do EcoPaXX, a DSM oferece uma gama de outros materiais de alto desempenho de base biológica, incluindo Arnitel® Eco, um copoliester termoplástico de base biológica e Palapreg® ECO, um termorrígido de base biológica.”

Fonte: DMS

Curta nossa página no

BASF apresentou suas inovações na Feiplastic 2013

28/05/2013

Diversas indústrias são contempladas pelas soluções de plástico da BASF

Basf_Feiplastic_320A Feiplastic, maior e mais importante feira do mercado do plástico no Brasil, teve sua 14ª edição em São Paulo, entre os dias 20 e 24 de maio deste ano. E a BASF, empresa química líder global, marcou presença para apresentar suas soluções inovadoras.

O estande da empresa contou com um design diferenciado e propiciou aos visitantes a oportunidade de interação com alguns de seus produtos que estavam aplicados e expostos.

Segmentadas por indústrias, as soluções que foram exibidas na Feiplastic 2013 estão listadas a seguir, segundo informações fornecidas pela BASF:

Construção civil

A construção civil está em crescimento no Brasil e a BASF dispõe de um portfólio de produtos de alta qualidade para atender a esse mercado.

• Elastollan®: material versátil com grande potencial inovador. Este elastômero de Poliuretano Termoplástico (TPU), é desenvolvido, fabricado e comercializado pela BASF. Pode ser moldado por injeção, extrusão ou sopro. Suas características excepcionais  aliam elasticidade e durabilidade sob as mais diversas temperaturas. É resistente à abrasão, impacto, rasgos, enroscamento, óleo, graxa, microrganismos e tem boa capacidade de recuperação elástica. Características essas necessárias para suportar as duras condições da indústria da construção. É aplicado na fabricação de mangueiras convencionais/espirais e em amortecedores de trilhos de trem. Diversos grades de Elastollan® possuem resistência aos raios UV, retardador de chama e também certificado pela NSF International para utilização em dutos de água potável.

• Ultramid® B27 HM 01: poliamida 6 produzida nos EUA especialmente desenvolvida para o recobrimento de fios e cabos elétricos, devido às suas características técnicas de estabilidade térmica, resistência mecânica, química, ao impacto e à abrasão, além de alto brilho superficial,  principalmente nos outros países da América do Sul (Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e Equador), que requerem a aprovação UL 94.

• Styropor®: o poliestireno expansível (EPS) é um dos isolantes térmicos mais eficientes do mercado. É um produto leve, possui resiliência elevada, estabilidade dimensional, tem excelente resistência mecânica e dissipa tensões concentradas sem romper-se. Além disso, o Styropor® é compatível com diversos tipos de projetos devido à sua versatilidade de aplicação, pois é um produto de excelente uso/manuseio que proporciona velocidade em suas aplicações. O Styropor® também oferece benefícios ecológicos: não tóxico, biologicamente inerte, não sofre mutações, não contém CFC, não contribui para a formação do gás metano na atmosfera e é 100% reciclável. O Styropor® é indicado para aplicações de lajes, telhas, enchimento, sistemas construtivos, concreto leve, forros, entre outros; também atua como solução geotécnica para fundações, aterros e estabilização de solos moles, nomeada como Geofoam.

• Neopor®: além de reunir todas as características do Styropor®, o Neopor® possui micropartículas de grafite que absorvem e refletem os raios infravermelhos, prevenindo a absorção do calor causado pela radiação solar. Desta forma, o Neopor® possibilita uma performance superior em isolamento térmico de até 20% comparado ao EPS convencional, podendo gerar resultados mais positivos e proporcionando maior economia de energia e redução de até 50% na utilização de matéria-prima, sem perder as características tradicionais do Styropor®.

• Basotect®: espuma de melamina usada para aplicações de conforto acústico em diversas indústrias. Suas principais vantagens são: alto poder de absorção acústica em médias e altas frequências, baixíssima densidade, estabilidade química e elevada segurança ao fogo (não propaga chamas nem gera fumaça tóxica em caso de incêndio). Além disso, o Basotect® pode ser pintado e utilizado normalmente como um elemento funcional, acústica e esteticamente. No estande da BASF na Feiplastic deste ano, será feita uma aplicação diferenciada em uma sala de reunião, aliando conforto acústico, facilidade de aplicação e design.

Automotiva

Os plásticos especiais da BASF para a indústria automotiva garantem alto desempenho das funções que contam com sua aplicação.

• Basotect®: com as propriedades já indicadas no item “Construção civil”, essa espuma é aplicada também no setor automotivo para, por exemplo, isolar o espaço interno do veículo contra o ruído do motor.

• Elastollan®: também com as propriedades já indicadas no item “Construção civil”, o TPU da BASF contribui com o avanço da indústria automotiva com características-chave que permitem que o produto seja usado com sucesso em tudo, desde cabos ABS, porta-copos, maçanetas com “soft touch”, coifas, manoplas de câmbio, até as grades frontais do radiador.

• Neopolen® P (EPP): espuma de polipropileno, cujas pérolas expandidas são predominantemente de células fechadas. É fornecido aos transformadores na forma de pérolas soltas sem agente expansor para o seu posterior processamento em uma ampla variedade de peças moldadas, gerando peças com alto poder de absorção de impactos e extrema leveza.

• Ultradur®: linha de politereftalato de butileno (PBT) excepcional da BASF por sua alta rigidez e força, baixa absorção de água, estabilidade dimensional, resistência a intempéries e excelente comportamento ao envelhecimento térmico. Aplicado dentro da indústria automobilística em: molduras de faróis, conectores, mecanismos de elevação de vidros, entre outros.

• Ultramid®: nome comercial da BASF para a sua linha de poliamida, baseada em PA6, PA66, PA 6/66 e PA6/6T. Ultramid® se destaca por suas excelentes propriedades mecânicas – resistência ao impacto e rigidez, vantangens térmicas, elevada resistência química e a altas temperaturas de trabalho, além de fácil processabilidade. A família de poliamidas Ultramid® se caracteriza pela sua variada gama de aplicações na indústria automobilística: coletores de admissão de ar, maçanetas, pedais, sistemas de arrefecimento e ar condicionado, invólucros de airbags etc.

• Ultramid® Endure: poliamida de alta resistência para aplicações automotivas em alta temperatura. Esta nova família de poliamidas reforçadas com fibra de vidro combina uma excelente resistência ao envelhecimento ao calor com a facilidade do processamento da poliamida 6.6. O Ultramid® Endure pode resistir ao uso contínuo por mais de 3.000 horas, a 220oC, e a picos de temperatura superiores a 240oC, o que amplia a gama de aplicações da poliamida quando se necessita de resistência a altas temperaturas. Suas principais propriedades são: excelente resistência ao envelhecimento ao calor, sob carga contínua, até 220oC; elevada resistência mecânica; elevada tenacidade; excelente soldabilidade; melhores propriedades de fluxo do que uma PA 6.6 comum; excelente aspecto superficial; fácil processamento.

• Ultraform®: nome comercial da BASF para a sua linha de poliacetais (POM), a qual compreende plásticos de engenharia versáteis com uma ampla gama de propriedades capazes de resistir a elevados níveis de esforços. Suas principais características são: elevada rigidez, resiliência, estabilidade dimensional, excelente resistência a agentes químicos (em particular, agentes tipicamente utilizados na indústria automobilística), baixa absorção de água, excelente resistência ao escoamento a frio (“creep”), resistência à abrasão (características auto-lubrificantes). Na indústria automobilística, as típicas aplicações são: sistemas de injeção de combustível, engrenagens e mecanismos de elevação de vidros.

Embalagens

Alta performance é um dos itens mais valorizados pelas empresas do ramo de embalagens e os plásticos da BASF suprem perfeitamente a esse critério.

• Ultramid e Mazmid: as marcas comerciais da BASF para as poliamidas para extrusão PA6 e PA6/6.6 produzidas na Alemanha (Ultramid) e no Brasil (Mazmid) são aplicadas na produção de filmes para embalagens de alimentos frescos e processados devido à sua resistência mecânica e barreira contra oxigênio e aromas, o que aumenta a durabilidade dos produtos. As poliamidas para extrusão são normalmente aplicadas em diversos tipos de embalagens, entre elas: filmes termoformados, sacos pouches, tripas, termoencolhíveis e BOPA (poliamida bi-orientada).

• ecovio® PS1606: novo biopolímero constituído principalmente de fonte renovável, biodegradável e compostável certificado é o novo desenvolvimento para aplicação sobre papel, com excelente adesão. Proporciona adequadas barreiras a líquidos, gorduras e odores, permitindo sua aplicação em embalagens alimentícias e itens descartáveis, como copos para bebidas quentes e frias, pratos, bandejas, travessas, entre outros, que podem ser utilizados em eventos ou locais que utilizam o modelo de circuito fechado, por exemplo eventos esportivos, shows, restaurantes de aeroportos, shoppings, escolas e empresas, já que após o uso podem ser destinados à compostagem, na qual o papel revestido com ecovio® será completamente digerido por microrganismos juntamente com os resíduos orgânicos, transformando-se em adubo, água e dióxido de carbono em poucas semanas.

• ecovio® T2308: este plástico apresenta propriedades mecânicas semelhantes àquelas de PET amorfo, mas difere de material de termoformagem convencional devido à sua compostabilidade e por conta de seu alto conteúdo de fonte renovável (ácido polilático). O teor de ecoflex®, poliéster compostável da BASF, é representativo pelo fato de o material não ser demasiadamente rígido ou quebradiço, além de assegurar um equilíbrio na relação rigidez – resistência e suficiente resistência ao impacto a baixas temperaturas. Este produto pode ser utilizado na produção de bandejas e copos termoformados, por exemplo.

• ecovio IS1335: grade de moldagem por injeção que oferece boa rigidez. Ele pode ser processado utilizando moldes com uma única cavidade ou várias cavidades equipados com ou sem câmara quente. O material apresenta características de fluxo moderado e dimensionamente estável em temperaturas de até 55°C [131°F]. Esta versão é ideal para embalagens compostáveis com paredes finas, complexas e de alta qualidade, que preferencialmente devem ser produzidas por meio de moldagem por injeção.

• Styropor®: com as propriedades já abordadas no item “Construção civil”, o material é utilizado em embalagens protetoras de conteúdo, de aparelhos eletroeletrônicos e linha-branca, principalmente. Além dessas, o Styropor® também é utilizado em aplicações em caixas térmicas, flutuadores, capacetes, pranchas, sementeiras, entre outras.

• E-por®: espuma inovadora indicada para a proteção de produtos sensíveis de alto valor agregado por proporcionar maior resistência ao impacto. A utilização do E-por® permite otimizar os custos relacionados a quebras e possíveis imperfeições causadas nas peças durante o transporte e armazenamento. Trata-se de uma espuma baseada em uma formulação complexa contendo Poliestireno (PS) e Polietileno (PE) que concede à peça moldada propriedades elásticas e de maior resistência a quebra (ou impacto). A BASF fornece a matéria-prima (interpolímero expansível), sendo o material processado de maneira similar ao EPS convencional. Dessa forma, o processamento pode ser feito sem a exigência de investimento em novos equipamentos por parte dos transformadores. Suas principais vantagens são: grande capacidade de absorção de impactos, excelente fusão das pérolas, toque aveludado e aparência de alta qualidade, baixa absorção de água, bom isolamento térmico, boa resistência química, processos de armazenamento, processamento e reciclagem semelhantes aos do EPS convencional.

• Ultramid® B33/B36 SL: resina de PA6 modificada com baixa velocidade de cristalização. Estes grades combinam a performance mecânica e barreira da PA6, porém com melhorias no processamento. Estes produtos são recomendados para aplicação em embalagens tipo stand-up pouches, que apresenta crescimento consideravel no mercado da América do Sul. Outro benefício destes produtos é a substituição das comumente utilizadas misturas de PA6 e PA6/6.6, mas com a preservação das características técnicas e de processamento, reduzindo a complexidade ao convertedor.

Agricultura

De elevada importância para o mercado alimentício, a agricultura também conta com os plásticos da BASF de alta qualidade.

• ecovio® M2351: biopolímero biodegradável composto de ecoflex® e PLA (derivado do amido de milho) para extrusão de filme Mulch. É parcialmente de fonte renovável e totalmente biodegradável de acordo com a norma EN 13432. O material é utilizado para cobertura de culturas, como alface e melão, e graças à sua biodegradabilidade não há necessidade de retirá-lo após a colheita, proporcionando redução de tempo e custo de retirada.

• Elastollan®: durável o suficiente para resistir a ambientes adversos e ao uso contínuo, os produtos fabricados com o TPU da BASF utilizados na indústria agrícola oferecem alta performance de resistência ao rasgo, flexibilidade a longo prazo, flexibilidade à baixa temperatura e resistência à hidrólise. Dentre as aplicações, pode-se citar: brincos identificadores de animais, peças para máquinas agrícolas, ferraduras para cavalos e mangueiras para irrigação.

• Tinuvin® XT 200: novo estabilizante à luz do tipo NOR HALS. Permite a fabricação de filmes plásticos transparentes para estufas agrícolas com alta durabilidade às radiações ultravioletas. Este aditivo configura uma proteção duradoura frente aos defensivos agrícolas, como, por exemplo, o enxofre, que podem comprometer a estabilidade à luz do plástico.

Moda & Design

Após o sucesso do Pure 1.0, primeiro calçado conceitual feito somente em poliuretano e poliuretano termoplástico, duas novas versões foram apresentadas: Pure 1.1, que contou com inovações em matérias-primas, como a substituição da borracha por poliuretano (Elastopan® GRIPTEC e Elastollan® SUPER SOFT), e Pure 1.2 Balance, que é confeccionado com poliuretano termoplástico com até 40% de fonte renovável.

O produto desenvolvido com poliuretano é mais durável, funcional, confortável e leve do que o desenvolvido com outros materiais. O calçado é confeccionado com o TPU Elastollan® e o PU Elastopan®, para produção de componentes como solados, cabedal, chassis, entressola, peças de performance e palmilhas com controle interno de clima, entre outros.

• Elastollan®: possui excelentes propriedades físicas com uma ampla faixa de dureza disponível, desde o super soft 35 shore A / 45 shore A para as solas, até o de dureza mais elevada 60 shore D / 74 shore D para os tacos de calçados femininos.

Mineração e Óleo&Gás

O ramo de Mineração e Óleo&Gás é contemplado pelo poliuretano de alta resistência da BASF.

• Elastollan®: essa linha de produtos abrange soluções de TPU para aplicações em cabos de energia e peneiras para o segmento de mineração, além de cabos de comando (umbilicais) para a indústria de Óleo & Gás, oferecendo altíssima durabilidade e resistência mecânica na exploração de petróleo.

Pigmentos e aditivos

A linha completa de pigmentos e aditivos para plásticos da BASF, que podem executar diversas funções, como conferir cor, efeitos especiais e melhorar a qualidade de produtos, terá alguns de seus itens em destaque na feira deste ano.

• Tinuvin® XT 200: características e aplicação explicadas no item “Agricultura”.

• Tinuvin® 1600: absorvedor UV para plásticos de engenharia.

• Irgastab® RM 68: estabilizante que permite a otimização do processo de rotomoldagem, contribuindo com a redução da temperatura do forno e aumentando a flexibilidade das condições de processamento. Irgastab® RM 68 promove aos produtos de rotomoldagem, como por exemplo as caixas d’água, uma melhor qualidade e economia de energia na produção.

• Sicopal (linha de pigmentos para gerenciamento de calor)

• Pigmentos orgânicos e inorgânicos isentos de chumbo

• Antioxidantes e aditivos de alta performance

Outras

Os plásticos de alta perfomance da BASF contemplam ainda com algumas de suas soluções outras indústrias.

Pesca:  Ultramid e Mazmid: poliamidas 6 e 6/6.6 também são utilizadas na indústria de monofilamentos, especialmente na produção de fios e redes de pesca, cortadores de grama, cordas e cordéis, devido às suas caracterícas de maciez, transparência e resistência.

Telecomunicações:  Ultradur®: também amplamente aplicado na fabricação de cabos de fibras óticas, na qual é essencialmente empregado devido à sua alta resistência mecânica, tenacidade, baixa absorção de água e estabilidade dimensional.

Higiene:  Mazmid 6.10 / Mazmid 6.12: são poliamidas especiais utilizadas na produção de cerdas para escovas de dentes, pincéis, cerdas industriais e também para aplicações técnicas como o PMC (Paper Machine Clothing). Apresentam como características principais: estabilidade dimensional e alta transparência.

Elétrico & Eletrônicos: Elastollan®: por suas excelentes propriedades físicas em conjunto com boa propriedade elétrica, resistência a microrganismos e retardador de chama, é muito utilizado no encapsulamento de cabos de alta performance e seus conectores.

Fonte: BASF

Foto (créditos): Feiplastic

Curta nossa página no

Rhodia lança inovações em plásticos de engenharia e polímeros especiais na Feiplastic 2013

20/05/2013

feiplastic

  • Novidades atendem aos diversos mercados de plásticos de engenharia e polímeros especiais de alto desempenho
  • Participação conjunta das áreas de negócios de Plásticos de Engenharia e Specialty Polymers amplia o portfolio de soluções à disposição do mercado
  • Empresa conclui investimento e amplia em 15% a produção de plásticos de engenharia no Brasil
  • Technyl® completa 60 anos de inovação

A Rhodia, empresa do grupo Solvay, com o objetivo de reforçar sua liderança no mercado de compostos de poliamidas 6 e 6.6 e de polímeros especiais, está fazendo o lançamento de inovações para atender necessidades de diversos segmentos de aplicações desses produtos.

Essas novidades criadas pelas áreas globais de negócios Plásticos de Engenharia e Specialty Polymers, que serão apresentadas na Feiplastic 2013 – Feira Internacional do Plástico (de 20 a 24 de maio, em São Paulo, Brasil), ampliam a oferta de produtos e tecnologias do grupo Solvay com foco em sustentabilidade à disposição da indústria do setor.

Lançamento de novidades – Na área de plásticos de engenharia, a principal novidade da empresa é o Technyl® ECO, uma aplicação criada no Brasil para o plástico de engenharia a partir de poliamida 6.6 reciclada, que é obtida por meio de um processo exclusivo de reciclagem química produzido pela Rhodia com o aproveitamento de resíduos de fios têxteis e industriais de poliamida.

Esse processo garante excelentes propriedades mecânicas e manutenção das propriedades térmicas ao Technyl® ECO, fazendo com que ele possa ser utilizados em peças com alta exigência em performance, além de permitir uma redução significativa de CO2 equivalente. De acordo com análises de produto em aplicação industrial, o uso dessa poliamida reciclada permite a redução de 70% da emissão de CO2 equivalente e de 76% do consumo de energia, quando comparado ao composto virgem. Outro aspecto importante dos compostos Technyl® ECO é a qualidade assegurada Rhodia.

Rhodia_Entrada_de_arDestinadas inicialmente ao segmento automotivo, as poliamidas Technyl® ECO podem ser aplicadas na produção de diversas autopeças. A primeira autopeça a partir dessa poliamida reciclada, um coletor de admissão de ar para motor de automóvel, foi desenvolvida pela Rhodia e a Magneti Marelli, líder no desenvolvimento e produção de sistemas e componentes de alta tecnologia para veículos.

O coletor de admissão de ar é responsável por levar ar ao motor do veículo, além de dar suporte à galeria e ao corpo de borboleta. Trata-se de uma peça com alta exigência técnica de performance para a qual o Technyl® ECO já está homologado.

Investimentos em inovações sustentáveis – “Nosso planejamento estratégico, para reforçar nossa posição de liderança em plásticos de engenharia a partir de poliamida 6 e 6.6, contempla o desenvolvimento permanente de inovações que valorizam a sustentabilidade em todos seus aspectos e estão em linha com as grande tendências da sociedade atual”, afirma Marcos Curti, diretor para as Américas da área global de negócios Plásticos de Engenharia do grupo Solvay.

A empresa concluiu recentemente a instalação de uma extrusora mega compounder, um investimento que aumentou em 15% a capacidade da unidade industrial em São Bernardo do Campo, para atender os mercados da América Latina. Os plásticos de engenharia a partir de poliamidas 6 e 6.6 da Rhodia são empregados principalmente na produção de peças para a indústria automotiva, de eletroeletrônicos e bens industriais e de consumo.

“Abastecemos as necessidades dos clientes e trabalhamos em conjunto com eles para a criação de novas aplicações, que atendem tanto ao mercado interno quanto aos mercados internacionais”, acrescenta Curti, lembrando, como exemplo, os produtos anti-chama livres de halogênio, produzidos a partir de plásticos de engenharia da Rhodia.

Technyl, 60 anos de inovação – Durante a Feiplastic 2013, sob o slogan “60 anos de inovação”, a Rhodia inicia a comemoração da existência da marca Technyl, que se tornou reconhecida internacionalmente como uma das mais importantes linhas de produtos e tecnologia em plásticos de engenharia ou plásticos técnicos, cujas aplicações têm contribuído para o crescimento de diversos mercados industriais.

Polímeros Especiais – Um dos destaques do grupo Solvay no evento serão os Specialty Polymers, área global de negócios em que a empresa dispõe de um vasto portfólio de produtos e aplicações destinados a diversos mercados de atuação. “Estamos prontos para acompanhar todo o crescimento tecnológico que se dará no Brasil nos próximos anos, tanto pelos produtos que oferecemos quanto pela qualificação de nossos profissionais”, diz Alexandre Guimarães, gerente de Vendas e Marketing da área global de negócios Specialty Polymers para a América do Sul.

Essa área de negócios do grupo Solvay apresenta durante o evento uma série de novidades. Por exemplo, no segmento de produtos para a área de Saúde, no qual é cada vez maior o uso de polímeros especiais da empresa, em substituição ao metal, vidro e outros materiais, uma das inovações é o triângulo Bender, um dispositivo de apoio e posicionamento para cirurgia ortopédica totalmente ajustável, desenvolvido pela empresa norte-americana Tri-Medics, LLC, um dos principais fabricantes de dispositivos médicos e de instrumentação.

Rhodia_TrianguloPesando apenas quatro quilos, o triângulo é feito de Polifenilsulfona (PPSU) e oferece aos cirurgiões uma solução simples e fácil de usar, pois é ajustável, autoclavável e radiotransparente na utilização de raios-x. É uma alternativa altamente eficaz para substituir o suporte feito de espuma de borracha e metal, que é mais caro e mais complicado para manipulação.

No segmento industrial, a novidade da Solvay é um novo grade da linha Halar®, polímero de alta performance voltado para o revestimentos de superfícies, visando a prevenção contra agentes corrosivos. Qualquer indústria que maneje de alguma forma produtos químicos encontra nesses polímeros de revestimento uma solução tão ou mais eficaz, com melhor custo/benefício do que as soluções oferecidas por metais, como aço inox e outras ligas especiais.

O novo grade é destinado a aplicações em pintura eletrostática, muito comum para tubulações e peças de pequena geometria, mas que possui certa limitação de espessura de camada. Os polímeros da Solvay para revestimento anticorrosivo também possuem  aplicações no setor de Oil&Gas.

Para o segmento automotivo, a empresa oferece polímeros utilizados na produção de peças automotivas para ambientes agressivos, inclusive as que são imersas em biodiesel. Os polímeros especiais da Solvay são utilizados na produção de autopeças, tais como bombas de água e peças do sistema de arrefecimento, arruelas de encosto e mancais para transmissão e conectores elétricos para solda utilizando tecnologia “Reflow”.

A empresa apresenta peças com polímeros especiais para torneiras, conexões e válvulas de água quente, feitas para substituir o latão. Há também o primeiro material cromável/metalizável com função estrutural, trata-se de um dos materiais com a maior resistência mecânica do mercado, atendendo a requisitos estéticos.

Diversos novos grades atendem a aplicações de desgaste por abrasão e temperaturas ainda mais elevadas na automotiva. Grades de novos de materiais como a Poliftalamida (PPA) Amodel® atendem a validações de sistemas de turbocompressores automotivos em 220ºC por milhares de horas. O PPA Amodel ® hoje pode atender à substituição de metais em hidrômetros ou relógios de água.

Para o segmento de construção, peças podem ser produzidas com compostos de polietileno reticulado (XL Compounds) para aplicações em fios e cabos, tubos, válvulas e conexões. Um dos destaques nesse segmento são os polímeros especiais para a produção de compostos isentos de halogênios para a produção de cabos elétricos. Esse tipo de cabo está ganhando cada vez mais espaço em ambientes de alta densidade de ocupação, bem como difíceis condições de fuga. O consumo de cabos livre de halogênios ainda é pequeno, mas as novas construções principalmente do estádios de futebol para a Copa do Mundo de 2014 estão alimentando esse mercado e estima-se um crescimento de 50% em cinco anos.

Sobre a Unidade Global de Negócios de Plásticos de Engenharia: A unidade global de negócios Plásticos de Engenharia, especialista em plásticos de engenharia a partir de poliamida 6 e 6.6, desenvolve, fabrica e comercializa nos últimos 60 anos, sob a marca Technyl®, uma linha completa de plásticos de alto desempenho para os mercados automotivo, de construção, elétrica e bens de consumo. Com uma estratégia de crescimento sustentada por seis unidades de produção em todo o mundo, a GBU Plásticos de Engenharia emprega sua expertise e capacidade de inovação, a fim de atender mais de perto às necessidades dos seus clientes, através de uma rede global de centros técnicos e de Pesquisa e Desenvolvimento.

Sobre a Unidade Global de Negócios de Specialty Polymers:  Com mais de 2.700 pessoas em todo o mundo, a empresa atende clientes a partir de seus 15 centros de fabricação e 11 centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Tecnologia. Com sede em Bollate, na Itália, a GBU fornece mais de 1.500 produtos em 35 marcas de polímeros de alto desempenho – fluoropolímeros, fluorelastômeros, fluídos fluorados, poliamidas semiaromáticas, polímeros de sulfona ultrapolímeros aromáticos, polímeros de alta barreira e compostos reticuláveis de alto desempenho – para uso em mercados de alto crescimento, como transporte avançado, saúde, água, energia, e dispositivos inteligentes.

Fonte: Rhodia

Curta nossa página no